Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
ImplantNewsPerio ; 2(6): 1050-1059, nov.-dez. 2017. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-880834

RESUMO

Objetivo: analisar a composição química da superfície de três implantes antes e depois de manter contato com pinça de titânio, e verificar se níveis importantes de elementos químicos contaminantes foram adsorvidos aos implantes. Material e métodos: através de MEV (microscópio eletrônico de varredura) e EDS (espectrometria de energia dispersiva), as superfícies dos implantes foram caracterizadas quimicamente antes e após o contato com pinça de titânio utilizada rotineiramente em uma clínica odontológica. Resultados: houve presença de titânio com 99,51% de média nas superfícies antes do contato com pinça de titânio, e 99,43% de média de titânio após o contato com pinça de titânio. Elementos como ferro, silício, cloro e alumínio foram encontrados em concentrações menores do que 0,55%, tanto antes quanto depois da manipulação com a pinça. Conclusão: não houve contaminação química detectável pela metodologia empregada neste estudo da superfície dos implantes após o contato com a pinça de titânio, porém, uma amostra mais significativa e o emprego de critérios que possam definir com mais precisão as áreas de análise parecem ser necessários para resultados ainda mais consistentes.


Objective: to analyze the chemical composition surface of three implants before and after titanium tweezers contact and check whether important levels of contaminants chemical elements were adsorbed to the implants. Material and methods: through SEM (scanning electron microscope) and EDS (energy dispersive spectroscopy) the implants surfaces were characterized chemically before and after contact with titanium tweezers frequently used in dental clinic. Results: the surfaces before contact with the titanium tweezers showed the presence of titanium 99.51% average and 99.43% average of titanium after contact with the titanium clamp. Elements such as iron, silicon, chlorine and aluminum have been found in lower concentrations than 0.55%, both before and after handling with forceps. Conclusion: therefore, no chemical contamination was detected by the method used in this study of the implant surface after contact with titanium tweezers, however, a more signifi cant sample and the use of criteria that can defi ne more precisely the areas of analysis, appear to be required for further consistent results.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Fenômenos Químicos/métodos , Técnicas de Química Analítica , Poluição Ambiental/análise , Implantação Dentária , Titânio/análise
2.
ImplantNewsPerio ; 2(4): 629-636, jul.-ago. 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-859996

RESUMO

Os trabalhos disponíveis na literatura apresentam resultados divergentes da análise da composição química da superfície dos implantes comerciais, por empregarem diferentes técnicas. Considerando que esta propriedade influencia na osseointegração, os cirurgiões-dentistas precisam ter confiança nas informações obtidas na literatura e nas fornecidas pelos fabricantes. Quando a análise da superfície é feita de modo correto, é possível identificar diferenças positivas e negativas na composição química entre os implantes comerciais. O objetivo do presente trabalho foi apresentar resultados das análises da composição química da superfície de implantes comerciais produzidos no Brasil e importados, e sugerir procedimentos para estas análises. Os resultados mostraram que os implantes jateados são os que possuem maior probabilidade de terem contaminantes na superfície, e a análise da composição química usando EDS (energy dispersive x-ray spectroscopy) é a técnica que apresenta menor confiabilidade.


Published papers have shown divergent results regarding the chemical composition of commercially available dental implant surfaces due to different analytical techniques. Considering that this can infl uence the osseointegration process, dental practitioners need to be confi dent on literature and fabricant information. When surface analysis is correctly employed, it is possible to identify positive and negative aspects on several chemical characteristics. The aim of this paper is to present the outcomes of national and international dental implant surfaces and to suggest procedures accordingly. It was demonstrated that sandblasted surfaces are more prone to have contaminants, and that energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS) is the technique presenting low reliability levels.


Assuntos
Fenômenos Químicos/métodos , Técnicas de Química Analítica , Poluição Ambiental/análise , Implantes Dentários
3.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-663239

RESUMO

Objetivo: Caracterizar físico-quimicamente, sucos não adoçados e néctares de laranja adoçados com sacarose ou edulcorantes, quanto ao seu pH, acidez titulável (AT) e teor de sólidos solúveis totais (SST) e avaliar a correlação desta última propriedade com as demais. Método: Analisaram-se alíquotas de três lotes de dois sucos de laranja e de dois néctares com adição de sacarose ou dois com edulcorantes. Água mineral foi empregada como controle. O teor de SST foi determinado em refratômetro de Abbé. O pH foi registrado em peagômetro digital, enquanto a AT foi quantificada titulando-se amostras das bebidas com NaOH 0,1 M até o alcance dos pHs 5,5 e 7,0. Os dados foram submetidos ao teste de correlação de Pearson, análise de regressão, análise de variância e teste de Tukey (alfa = 0,05). Resultados: Os teores de SST apresentaram forte correlação com a AT, sendo a relação entre elas do tipo quadrática. Embora os valores de pH não sejam dependentes da presença de sacarose ou edulcorantes, se as bebidas são isentas dos mesmos, significativamente maior quantidade de base foi necessária para que se atingissem os pHs 5,5 e 7,0. Conclusão: Sucos e néctares de laranja apresentaram valores semelhantes de pH, os quais não se correlacionaram com a presença de sacarose ou edulcorantes nas bebidas. A acidez titulável foi maior para o suco e menor para os néctares, independentemente do fato de possuírem sacarose ou edulcorantes em sua composição. A elevação do teor de sólidos solúveis totais não implicou em redução da acidez titulável das bebidas.


Objective: To characterize physically and chemically, non-sweetened orange juices and orange nectars sweetened with sucrose or sweet flavoring agents, with respect to their pH, titratable acidity (TA) and total soluble solids content (TSSC), as well as to evaluate the correlation of the latter property with the others. Method: Aliquots of three lots of two orange juices and two orange nectars containing sucrose and two containing sweet flavoring agents were evaluated. Mineral water was used as a control. The TSSC was determined using an Abbe refractometer. The pH was recorded using a digital pH meter, while TA was quantified by titrating samples of the beverages with 0.1 M NaOH until reaching pHs 5.5 and 7.0. Data were subjected to Pearson's correlation test, regression analysis, analysis of variance and Tukey's test (alpha=0.05). Results: TSSC values presented a strong correlation with TA, and these properties exhibited a quadratic relationship. Although the pH values were not dependent on the presence of sucrose or sweet flavoring agents, a significantly greater amount of base was necessary to reach pHs 5.5 and 7.0 in the beverages without sucrose or flavoring agents. Conclusion: Orange juices and nectars presented similar pH values, which was not associated with the presence of sucrose or sweet flavoring agents in the beverages. Higher TA values were obtained for the juice and lower for the nectars, regardless of containing sucrose or sweet flavoring agents. The increase of TSSC did not implicate in decrease of TA in the beverages.


Assuntos
Fenômenos Químicos/análise , Erosão Dentária/prevenção & controle , Sucos , Técnicas de Química Analítica/métodos , Técnicas de Química Analítica , Análise Estatística
4.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 12(3): 363-367, out. 2012. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874736

RESUMO

Objetivo: Caracterizar físico-quimicamente, sucos não adoçados e néctares de laranja adoçados com sacarose ou edulcorantes, quanto ao seu pH, acidez titulável (AT) e teor de sólidos solúveis totais (SST) e avaliar a correlação desta última propriedade com as demais. Método: Analisaram-se alíquotas de três lotes de dois sucos de laranja e de dois néctares com adição de sacarose ou dois com edulcorantes. Água mineral foi empregada como controle. O teor de SST foi determinado em refratômetro de Abbé. O pH foi registrado em peagômetro digital, enquanto a AT foi quantificada titulando-se amostras das bebidas com NaOH 0,1 M até o alcance dos pHs 5,5 e 7,0. Os dados foram submetidos ao teste de correlação de Pearson, análise de regressão, análise de variância e teste de Tukey (alfa = 0,05). Resultados: Os teores de SST apresentaram forte correlação com a AT, sendo a relação entre elas do tipo quadrática. Embora os valores de pH não sejam dependentes da presença de sacarose ou edulcorantes, se as bebidas são isentas dos mesmos, significativamente maior quantidade de base foi necessária para que se atingissem os pHs 5,5 e 7,0. Conclusão: Sucos e néctares de laranja apresentaram valores semelhantes de pH, os quais não se correlacionaram com a presença de sacarose ou edulcorantes nas bebidas. A acidez titulável foi maior para o suco e menor para os néctares, independentemente do fato de possuírem sacarose ou edulcorantes em sua composição. A elevação do teor de sólidos solúveis totais não implicou em redução da acidez titulável das bebidas.


Objective: To characterize physically and chemically, non-sweetened orange juices and orange nectars sweetened with sucrose or sweet flavoring agents, with respect to their pH, titratable acidity (TA) and total soluble solids content (TSSC), as well as to evaluate the correlation of the latter property with the others. Method: Aliquots of three lots of two orange juices and two orange nectars containing sucrose and two containing sweet flavoring agents were evaluated. Mineral water was used as a control. The TSSC was determined using an Abbe refractometer. The pH was recorded using a digital pH meter, while TA was quantified by titrating samples of the beverages with 0.1 M NaOH until reaching pHs 5.5 and 7.0. Data were subjected to Pearson's correlation test, regression analysis, analysis of variance and Tukey's test (alpha=0.05). Results: TSSC values presented a strong correlation with TA, and these properties exhibited a quadratic relationship. Although the pH values were not dependent on the presence of sucrose or sweet flavoring agents, a significantly greater amount of base was necessary to reach pHs 5.5 and 7.0 in the beverages without sucrose or flavoring agents. Conclusion: Orange juices and nectars presented similar pH values, which was not associated with the presence of sucrose or sweet flavoring agents in the beverages. Higher TA values were obtained for the juice and lower for the nectars, regardless of containing sucrose or sweet flavoring agents. The increase of TSSC did not implicate in decrease of TA in the beverages.


Assuntos
Fenômenos Químicos/análise , Erosão Dentária/prevenção & controle , Sucos , Técnicas de Química Analítica/métodos , Técnicas de Química Analítica , Análise Estatística
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA