Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 127
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 22(3): 321-328, 2019. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1008481

RESUMO

Objective: To investigate the prevalence of the early unitary loss of deciduous and the need for space maintainer in the posterior region, of the band-loop type. Material and Methods: The clinical examination by two examiners of 568 children between 6 and 12 years of age in mixed dentition was performed in two municipal schools. After the diagnosis of premature loss of one or two deciduous molars (unilateral, one or both arches, respectively), without successors initiating the eruptive process in the oral cavity, the child was referred to the Clinical School of Dentistry (CSD) of State University of Piauí (UESPI) for installation of the band-handle space maintainer. Results: The prevalence of early deciduos molar loss was 4.04%, from 568 children examined, being 15 in the lower arch and 8 in the upper arch of 23 children, mean age of 10 ± 2 years with predominance of the first deciduos molars (10 in the lower arch and all 8 in the upper arch). The etiological factor of which was dental caries for all sample, according to the parents or guardians. Only 13 attended the CSD for detailed examination. After radiographic examination, it was verified that 8 did not need space maintainers because they were approximately 2/3 of the permanent successors root formation. In 5 children was placed the maintainer of space, band-handle, who are being supervised every 3 months until the eruption of the permanent successors. Conclusion: The prevalence of early molar loss was 4.04% with no statistical difference between genders. The use of space maintainers after the early loss of a deciduous tooth is a preventive measure of malocclusion, being the band-loop appliance an excellent choice after loss of the deciduous unilateral molar.(AU)


Objetivo: Investigar a prevalência a perda precoce unitária de decíduo e a necessidade de mantenedor de espaço na região posterior do tipo banda-alça. Material e Métodos: O exame clínico realizado por dois examinadores de 568 crianças de 6 a 12 anos de idade na dentição mista foi realizado em duas escolas municipais. Após o diagnóstico de perda precoce de um ou dois molares decíduos (unilateral, de uma ou ambas arcadas, respectivamente), sem que os sucessores tivessem iniciando o processo eruptivo na cavidade bucal, a criança foi encaminhada à Clínica Escola de odontologia (CEO) da Universidade Estadual do Piauí (UESPI) para instalação do mantenedor de espaço banda-alça. Resultados: A prevalência da perda precoce de molar decíduo foi de 4.04%, de 568 crianças examinadas, sendo 15 na arcada inferior e 8 na arcada superior de 23 crianças, com idade média de 10 ± 2 anos com predomínio dos primeiros molares decíduos (10 no arco inferior e todos os 8 no arco superior). O fator etiológico foi cárie dentária para toda a amostra, segundo os pais ou responsáveis.Somente 13 compareceram à CEO para exame detalhado. Após exame radiográfico constatou-se que 8 não precisavam de mantenedores de espaço pois estavam aproximadamente com 2/3 de formação radicular dos sucessores permanentes. Em 5 crianças colocou-se o mantenedor de espaço, bandaalça, que estão sendo supervisionadas a cada 3 meses até a erupção dos sucessores permanentes. Conclusão: A prevalência da perda precoce de molar decíduo foi de 4.04% sem diferença estatística entre os gêneros. O uso de mantedores de espaço após a perda precoce de dente decíduo é uma medida preventiva da má oclusão, sendo a banda-alça excelente opção após a perda do molar decíduo unilateral(AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Ortodontia Preventiva , Mantenedor de Espaço em Ortodontia , Dentição Mista
2.
São Paulo; s.n; 20180000. 152 p.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1009391

RESUMO

A dentição mista é suscetível a uma diversidade de fatores que podem alterar as dimensões do arco dentário, dificultando a erupção dos dentes permanentes. Este trabalho teve como objetivo avaliar as alterações nas dimensões do arco dentário superior, decorrentes do uso de aparelho parcial fixo 4 x 2. A amostra total foi composta por 48 pacientes, dos gêneros masculino e feminino, na faixa etária de 8 a 11 anos, com boa saúde periodontal, dentição mista no período intertransitório do desenvolvimento da oclusão, com presença dos incisivos centrais, laterais e primeiros molares permanentes, ausência dos segundos molares permanentes, que apresentavam falta de espaço para irromper caninos e pré-molares, relação classe II de molar, os quais foram divididos igualmente em dois grupos. No grupo experimental (G1), 24 pacientes foram tratados na clínica de Ortodontia Preventiva da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, com aparelho parcial fixo 4 x 2, associado a fios ortodônticos expandidos de CuNiTi e molas abertas de NiTi. O grupo controle (G2) foi composto por 24 pacientes, os quais não foram tratados e foram avaliados quanto às alterações decorrentes do crescimento, sem intervenção ortodôntica, no mesmo período de tempo do grupo experimental. Foram realizadas moldagens em alginato no início, em cada consulta de ativação e no final do tratamento ortodôntico preventivo e os modelos em gesso foram escaneados e medidos. As telerradiografias laterais foram obtidas no início (T1) e ao final (T5) do tratamento com aparelho parcial fixo 4 x 2 e suas medidas avaliadas. No grupo controle (G2), os modelos e as radiografias foram escaneados e medidos no início (T1) e ao final (T2) do período de observação. Os resultados encontrados no grupo experimental (G1) mostraram aumento médio significativo no perímetro (p= 0) e na profundidade da arcada (p= 0), no entanto não houve alteração significativa na distância intermolares (p= 0.14). Ocorreu aumento não significativo (p= 0.37) da distância da coroa do incisivo central superior à linha Sela perpendicular (Sperp), e do ângulo 1 . Plano palatino, também não significativo (p= 0.13), entre os tempos (T1 e T5). Ocorreu diminuição média significativa da distância da coroa e da raiz do molar à linha Sperp, p= 0 e p= 0.004, respectivamente, assim como do ângulo 6 . Plano palatino (p= 0.03). Após análise dos resultados, concluímos que o aparelho parcial fixo 4 x 2 promoveu aumento no perímetro e na profundidade do arco dentário, distalização de corpo do molar superior (com distalização da coroa, da raiz e com controle da inclinação) e controlou a inclinação vestibular dos incisivos superiores.


Assuntos
Aparelhos Ortodônticos , Ortodontia Preventiva
3.
Ortho Sci., Orthod. sci. pract ; 10(37): 82-86, 2017. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-837161

RESUMO

A perda precoce ocorre quando um dente temporário é perdido antes do sucessor permanente ter iniciado a sua erupção. A literatura mostra que a perda prematura apresenta prevalência superior a 20%, não distinguindo gênero ou lado e arco. Cárie e trauma são as principais causas. As principais consequências são as migrações dos dentes adjacentes para o espaço originado, levando à diminuição do comprimento da arcada dentária. A perda precoce necessita de reabilitação estética e funcional até que ocorra a erupção dos dentes sucessores permanentes. Para essa reabilitação, opta-se pela confecção de aparelhos recuperadores de espaços, podendo ser fixos ou removíveis. O objetivo deste trabalho é relatar o caso de um pa-ciente de 10 anos, gênero masculino, com perda precoce do segundo molar decíduo superior direito, com os dentes adjacentes ao espaço apresentando migração dentária, originando falta de espaço para erupção do segundo pré-molar superior direito, comprometendo o correto desenvolvimento da dentição. Para resolução do problema, foi utilizado o aparelho do tipo banda mola para recuperação do espaço perdido. Após 3 meses de utilização do aparelho, o espaço foi recuperado e ocorreu a erupção precoce do segundo pré-molar superior direito. O prognóstico do caso foi favorável, restabelecendo o correto desenvolvimento da dentição, com um procedimento relativamente simples, graças ao diagnóstico precoce (AU)


The premature loss occurs when a temporary tooth is lost before permanent successor has commenced its eruption. The literature shows that the premature loss presents prevalence greater than 20%, not distinguishing gender or side and bow. It has been the main causes: caries and trauma. The main consequences are migration of adjacent teeth to the originated space, leading to decrease the length of the dental arch. The early loss requires aesthetic and functional rehabilitation until there is the eruption of permanent teeth successors to such rehabilitation this be done by making space recovery device, these can be fixed or removable. The objective of this study is to report the case of a 10-year-old patient, male, with early loss of the second deciduous molar upper right, with the teeth adjacent to the space showing tooth migration, resulting in lack of space for eruption of the second bicuspid upper right, compromising the correct development of the dentition. To solve the problem, we used the spring band type apparatus for recovering the lost space. After 3 months of using the appliance, the space was recovered and occurred early eruption of element 2 bicuspid upper right. The outcome of the case was favorable, reestablishing the correct development of the dentition, with a relatively simple procedure thanks to early diagnosis.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Criança , Dentição Mista , Ortodontia Interceptora , Ortodontia Preventiva , Mantenedor de Espaço em Ortodontia
4.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-768574

RESUMO

A presença de dentes supranumerários pode causar alterações funcionais e estéticas, principalmente quando localizados na região anterior da maxila, contando, ainda, com complicações na erupção do elemento dental permanente da área afetada. São definidos como dentes de desenvolvimento anormal que podem ocorrer tanto na dentição decídua como na dentição permanente, podendo ser únicos ou múltiplos, uni ou bilaterais permanecer impactados ou erupcionar na cavidade bucal e a sua etiologia permanece ainda desconhecida. A prevalência varia entre 0,8% e 3,7%, em diferentes estudos apresentados, sendo que o sexo masculino é o gênero mais prevalente. Frequentemente eles são diagnosticados em exames de rotina, uma vez que, na maior parte dos casos, são assintomáticos. Quando diagnosticados, a remoção cirúrgica está indicada para que o mesmo não venha causar interferência na dentição permanente. Este artigo apresenta o relato do caso de uma criança de 08 anos de idade que apresentava um dente supranumerário na região dos incisivos centrais superiores e o tratamento realizado foi a exodontia e, posteriormente, tratamento ortodôntico preventivo


The occurence of supernumerary teeth can cause functional and aesthetic changes, particularly when located in the anterior maxilla, as well as complications in the eruption of permanent dental element in the affected area. Such term is defined as abnormal teeth development that may occur either in the primary dentition or in permanent dentition. They can be single or multiple; unilateral or bilateral; remain impacted or erupt in the oral cavity and its etiology remains unknown. The prevalence varies between 0.8% and 3.7% in different studies, and the male is the most prevalent gender. Often they are diagnosed during routine examinations, and are asymptomatic in the majority of the cases. When diagnosed, removal surgery is indicated in order to remove any interference in the permanent dentition. This article presents a case report of a 8 years old patient who presented a mesiodens between upper central incisors and was treated by tooth extraction followed by preventive orthodontic treatment


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Dente Supranumerário , Radiografia Panorâmica , Ortodontia Preventiva , Cirurgia Bucal
5.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 13(3): 13-37, jun.-jul. 2014. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855989

RESUMO

Comentamos, na parte 1, os casos de más oclusões incipientes que DEVEM ser interceptados nas dentições decídua ou mista pelo clínico geral, odontopediatra e ortodontista. Na sequência, parte 2, descreveremos os casos que PODEM e os que NÃO DEVEM ser tratados precocemente...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Assistência Odontológica para Crianças/métodos , Má Oclusão/terapia , Tempo para o Tratamento , Dentição Mista , Prevenção de Doenças , Ortodontia Interceptora/métodos , Ortodontia Preventiva/métodos
6.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 13(2): 11-26, abr.-maio 2014. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855981

RESUMO

PERGUNTA Durante muitos anos, o significado etimológico da palavra Ortodontia (dente reto) foi utilizado por gerações de ortodontistas que tinham como escopo principal a excelência de um tratamento ortodôntico, com um bom nivelamento e alinhamento dentário. Hoje, sabemos que o mundo profissional se encontra envolvido em um contexto unicamente mecanicista, mas é tempo de voltarmos aos elementos fundamentais do diagnóstico e prognóstico para darmos aos pacientes jovens uma boa oclusão, função de mastigação e estética facial. Sem dúvida alguma, a disciplina de Ortodontia, nas universidades de forma geral, nunca ocupou um espaço significativo, em termos de carga horária no currículo odontológico. Moyers alerta que o professor de Ortodontia tem a difícil incumbência de apresentar uma complicada e, ao mesmo tempo, empolgante especialidade clínica em um reduzido número de horas. O cirurgião-dentista recém-formado logo percebe que não está preparado para o atendimento de crianças com alterações na oclusão, pois não tem conhecimento básico suficiente a respeito do crescimento e desenvolvimento craniofacial para efetuar um bom diagnóstico; no entanto, ele vê más oclusões todos os dias, e nada pode fazer. Desse modo, pergunta-se: quais crianças deveriam ser tratadas? Como tratá-las? Quais deveriam ser encaminhadas a um especialista? Quando? Quais deveriam ser observadas para uma intervenção posterior? Por quê? Qual é a melhor época para se iniciar o tratamento das más oclusões? Os trabalhos científicos, as opiniões de profissionais e experiências clínicas relacionadas ao tratamento precoce apontam vantagens e desvantagens da abordagem preventiva e interceptadora, buscando alcançar uma resposta convincente, especialmente em se tratando da má oclusão Classe II de Angle. E quanto a você? Qual é a sua abordagem para com a criança que apresenta má oclusão: trata precocemente ou aguarda?


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Prevenção de Doenças , Má Oclusão/terapia , Tempo para o Tratamento , Assistência Odontológica para Crianças/métodos , Ortodontia Corretiva/métodos , Ortodontia Preventiva/métodos , Perda de Dente/terapia
7.
Ortodontia ; 46(5): 469-473, set.-out. 2013. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-714226

RESUMO

O objetivo do trabalho é avaliar os níveis salivares de streptococcus mutans, antes e durante o tratamento ortodôntico com aparelhos removíveis. A amostra foi constituída de 19 pacientes em terapia Ortodontia preventiva e interceptativa. Para tanto, foram realizadas coletas de saliva 15 dias antes e 45 dias após a instalação do aparelho. A saliva coletada passou por análise microbiológica, através do meio MSB, para identificação e contagem bacteriana; para confirmação da espécie foram realizadas provas bioquímicas com a fermentação de manitol, sorbitol e rafinose. Foi observado que dos 19 pacientes, 73,68% apresentaram aumento estatisticamente significativo (p < 0,05) na contagem de streptococcus mutans, e 26,31% apresentaram redução. Em relação ao risco de cárie dental, 68% dos pacientes foram classificados em alto risco devido às contagens superiores a 250.000 (105) UFC/ml de saliva. A elevada taxa de colonização por streptococcus mutans associada ao uso de aparelhos ortodônticos removíveis pode não ser necessariamente preditiva de cáries em desenvolvimento, mas sublima a necessidade de medidas preventivas durante todo o período de tratamento ortodôntico.


The aim of the study was to evaluate salivary levels of streptococcus mutans, before and during orthodontic treatment with removable appliances. The sample consisted of 19 patients undergoing Preventive and Interceptive Orthodontic therapy. For this purpose, saliva was collected 15 days before and 45 days after placement of the appliance. The saliva collected was submitted to microbiological analysis by means of MSB, for identification and quantification of bacterial count; and for confirmation of species, biochemical assays were performed with mannitol, sorbitol and raffinose fermentation. It was observed that of the 19 patients, 73.68% presented statistically significant increase (p < 0.05) in streptococcus mutans count, and 26.31% presented reduction. As regards risk for dental caries, 68% of the patients were classified as high risk due to counts exceeding 250,000 (105) CFU/ml of saliva. The high rate of colonization by streptococcus mutans associated with the use of removable orthodontic appliances may not necessarily be predictive of caries in development, but increases the need for preventive measures during the entire period of orthodontic treatment.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Cárie Dentária , Aparelhos Ortodônticos Removíveis , Ortodontia Interceptora , Ortodontia Preventiva , Saliva , Streptococcus mutans
8.
Rev. Clín. Ortod. Dent. Press ; 11(6): 82-94, dez.-jan. 2013. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-855911

RESUMO

A prática da Odontologia de acompanhamento, de modo contemporâneo, exige dos ortodontistas conhecimento para controlar a erupção e o desenvolvimento da dentição, considerando o padrão de crescimento. Atualmente, pacientes procuram orientação ortodôntica cada vez mais cedo, dando a devida importância ao diagnóstico precoce de uma possível doença (má oclusão). De modo geral, e desde há muito tempo, a atenção primordial da prática ortodôntica foi à fase ativa do tratamento, em geral realizada com aparelho fixo. No contexto cultural em que está inserida a maior parte dos pacientes ortodônticos, não parece adequado continuar com esse foco. A busca pela saúde positiva, ou algo a mais que a simples ausência de doença, torna oportunos estudos relacionados à metas terapêuticas preventivas individualizadas e planos de tratamentos customizados. O presente artigo tem por objetivo ilustrar, por essa perspectiva, o caso clínico de um paciente Padrão Face Longa que foi acompanhado desde os 7 anos de idade e que possibilitou a atuação do profissional em duas fases, sempre considerando o prognóstico e a melhor época para tratamento dos problemas envolvidos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Criança , Continuidade da Assistência ao Paciente , Diagnóstico Precoce , Ortodontia Corretiva , Ortodontia Interceptora , Ortodontia Preventiva
9.
RGO (Porto Alegre) ; 60(4): 484-479, out.-dez. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874824

RESUMO

Objective: To assess the type of occlusion prevalent in children who attended a Mother and Child Dental Care Program in the city of Teresina.Methods: The clinical records of children who had participated in the Preventive Program for Expectant Mothers and Babies were chosen randomly and a letter was sent to 1,801 mothers. 343 (19%) responded by attending a consultation, and 261 of these were selected. They were aged 3 to 6, of both sexes and with complete deciduous dentiti on. The data were transcribed to individual clinical record cards and then tabulated and analyzed statistically using EPI-INFO software, version 6.04. An alpha error of 5.0% was considered for false rejection hypothesis.Results: A prevalence of type II arch was observed, in both the upper and lower jaw. The chi-square test showed there was no significant difference between the types of dental arch with regard to age. The presence of primate space in the upper arch was found in 71.2% of the sample, while in the lower arch the frequency was 44.8%. Age was not a determining factor of changes with regard to the presence or absence ofprimate space. The vertical terminal plane between second primary was prevalent in all ages and the situation showed no difference withregard to the dental arches. Regarding the presence of overjet, overbite and anterior open bite, there was a statistically significant decrease intheir frequency with the increase in age. Conclusion: The children examined exhibited predominantly type II arch, with primate space in the upper arch and vertical terminal plane between second primary molars.


Objetivo: Avaliar o tipo de oclusão prevalente em crianças que frequentaram um Programa Odontológico de Atenção Materno-Infantil na cidade de Teresina. Método: Realizou-se uma seleção aleatória de fichas clinicas de crianças que haviam participado do PPGB e, através destas fichas foram enviadas cartas a 1801 mães. Das cartas enviadas houve um retorno de 343 crianças (19%) e destas, foram selecionadas 261 com dentadura decídua completa, de ambos os gêneros, na faixa etária de 3 a 6 anos. Os dados obtidos foram transcritos para fichas clínicas individuais e posteriormente tabulados e analisados estatisticamente através do programa EPI-INFO, versão 6.04. Considerou-se 5,0% de erro alfa para hipótese de falsa rejeição. Resultados: Foi observada prevalência de arco do tipo II, t anto para a arcada superior quanto para a inferior. O teste do qui-quadrado não demonstrou haver diferença significativa entre os tipos de arco dentário com relação à idade. A presença de espaço primata na arcada superior representou 71,2%da amostra avaliada, enquanto na arcada inferior a frequência foi de 44,8%. A idade não foi fator desencadeante de alterações com relação àpresença ou ausência de espaço primata. A relação terminal de segundos molares decíduos em plano/reto foi prevalente em todas as idades ea situação não apresentou diferenças quanto aos hemi-arcos dentários. Quanto à presença de trespasses vertical e horizontal e mordida abertaanterior com relação a idade, observou-se que com o aumento da idade houve diminuição das situações avaliadas com significância estatística.Conclusão: As crianças examinadas exibiram predominantemente arco tipo II, com espaço primata na arcada superior e relação terminal dos segundos molares em plano terminal reto.


Assuntos
Criança , Oclusão Dentária , Dente Decíduo , Ortodontia Preventiva
10.
Ortho Sci., Orthod. sci. pract ; 4(15): 695-700, 2011.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-605620

RESUMO

A instabilidade pós-tratamento ortodôntico costuma acompanhar todas as más-oclusões corrigidas, tanto no que se refere à relação intra-arcos como inter-arcos, contrariando os objetivos cultuados pelos ortodontistas e almejados pelos leigos. Dessa forma, a contenção e a estabilidade pós-tratamento ortodôntico constituem-se num dos maiores desafios enfrentados pelos ortodontistas. Algumas linhas de pensamento enfatizam que a forma do arco inferior não deve ser expandida porque ela compromete a estabilidade. Hoje em dia, entretanto, sabe-se que a manutenção da largura intercaninos original não garante a estabilidade. No entanto, não se pode afirmar que a sua manutenção, ou mesmo a execução de pequenas alterações, garantirá estabilidade após o período de contenção. Deve-se sempre considerar a variabilidade individual, o que torna difícil o clínico predizer as conseqüências de um tratamento que tenha sustentado categoricamente a forma original do arco. Logo, o empenho do ortodontista não se resume em tratar a má oclusão, mas também garantir alguma estabilidade para a oclusão tratada. Visto ser este um dos assuntos mais controversos da Ortodontia, o objetivo do presente trabalho foi realizar uma revisão de literatura sobre a contenção na Ortodontia.


The unstable post-orthodontic treatment usually keep all malocclusions corrected, both in regard to the intra-and inter-arches arches, contrary to the goals worshiped by orthodontists and desired by the laity. Thus, the containment and stability after orthodontic treatment constitute one of the biggest challenges faced by orthodontists. Some lines of thought that emphasize the shape of the lower jaw should not be expanded because it jeopardizes stability. However, nowadays it is known that maintaining the original width intercanine not guarantee stability. During orthodontic treatment, if the shape of the arch is changed without criteria, there is a great tendency to relapse after retention for its original formation. Therefore, the maintenance of the arch pre-treatment should be considered as an excellent guide in the conduct of orthodontic mechanics, contributing to the long-term stability. However, one can not say that its maintenance, or even the implementation of minor changes, ensure stability after the period of restraint. You should always consider the individual variability, which makes it difficult to predict the clinical consequences of a treatment that you categorically supported the original form of the arc. Therefore, the efforts of the orthodontist is not just in treating malocclusion, but also ensure some stability to the treated occlusion. Since this is one of the most controversial issues in orthodontics, the objective of this study was to review the literature on restraint in Orthodontics.


Assuntos
Ortodontia , Ortodontia Corretiva , Ortodontia Preventiva
11.
Ortho Sci., Orthod. sci. pract ; 4(15): 701-707, 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-605621

RESUMO

A mordida cruzada posterior pode ser definida como uma relação bucolingual anormal dos dentes posteriores e também como uma incapacidade dos arcos ocluírem normalmente na sua relação transversal. O fato desta má oclusão apresentar uma alta prevalência, fez com que ela fosse tão pesquisada e relatada na literatura. Estima-se que cerca de 8% a 23,5% das crianças na dentadura mista possuem este tipo de má oclusão. Etiologicamente pode estar relacionada a fatores, como: hábitos de sucção de chupeta ou de dedo, obstrução das vias aéreas, com conseqüente respiração bucal, contatos prematuros em caninos decíduos, padrão de erupção dentária, fissura palatina ou labial e também por fatores hereditários. O tratamento das mordidas cruzadas posteriores pode ser realizado através de expansão ou disjunção da maxila. A expansão é realizada quando a mordida cruzada é de natureza dentária, onde a base óssea da maxila apresenta boa conformação, porém os dentes não se encontram bem posicionados no sentido vestíbulo-lingual no arco alveolar. Já a disjunção, é realizada quando a base óssea está atrésica e os dentes estão bem posicionados no sentido vestíbulo-lingual. O objetivo deste trabalho é estudar a literatura existente, identificando as más-oclusões e os vários tipos de tratamento indicados para cada mordida cruzada posterior.


The posterior cross-bite can be defined as an abnormal bucolingual posterior teeth relationship, as well as an incapability of the archs to oclude normally in their transversal relation. This malocclusion has been very studied and published in the literature due to its high prevalence. It’s estimated that 8% to 23,5% of children in the mixed dentition have this kind of malocclusion. It can etiologically be related to factors like: habits of pacifier or finger suction; airway obstruction, with consequent mouth breathing; primary canine premature touch; teeth eruption pattern; palatal fissure and hereditary factors. The treatment to posterior cross-bite can be done through maxillary expansion or surgically assisted expansion. The expansion is performed when the cross-bite is considered dental, where the maxillary bone is satisfactory but the teeth are not well positioned in the alveolar arch. The surgically assisted expansion is performed when the maxillary bone is atresic and the teeth are well positioned. The objective of this paper is to study the present literature, identify the malocclusions and the kinds of treatment indicated to each posterior cross-bite and present a case-report.


Assuntos
Má Oclusão , Ortodontia Preventiva
12.
Rev. clín. ortodon. Dental Press ; 9(5): 86-100, out.-nov. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-575376

RESUMO

A mordida cruzada anterior apresenta-se como uma inclinação vestibular dos dentes anteroinferiores ou uma inclinação lingual dos dentes anterossuperiores. Caracteriza-se por não se autocorrigir, o que torna importante seu diagnóstico e tratamento precoce. O objetivo principal deste artigo consiste em evidenciar o diagnóstico e a correção precoce por meio de aparelhos fixos com molas digitais.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Dentição Mista , Má Oclusão/terapia , Aparelhos Ortodônticos , Ortodontia Interceptora , Ortodontia Preventiva
13.
Ortodontia ; 43(4): 397-405, jul.-ago. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-711935

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a forma do arco dentário decíduo, verificando a correlação com as dimensões intra-arcos. Foram avaliados modelos de gesso de 30 crianças leucodermas de três a cinco anos, com dentição decídua completa, hígida, oclusão clinicamente normal e ausência de hábitos bucais deletérios, sendo que as crianças foram divididas por gênero. Foram utilizadas a análise de Carrea (1920) e as medidas intra-arcosde Nouer (1982): perímetro, comprimento total do arco e dos segmentos anterior e posteriore distâncias intermolares e intercaninos. Os dados demonstraram que o triângulo equilátero (ABC) descrito por Carrea foi observado em apenas 80% e 53,3% dos modelos superiores e em 40% e 20% dos modelos inferiores, nos meninos e meninas, respectivamente. Nosdemais casos foram encontrados triângulos isósceles. A coincidência entre a medida do perímetro do segundo molar inferior e a distância entre os segundos molares superiores, como Carrea afirmou existir, foi observada em apenas 30% da amostra. As correlaçõesentre as medidas dos triângulos e as dimensões intra-arcos foram analisadas por meio da correlação de Pearson (p < 0,05) e foram significativas entre a base dos triângulos (BC) e as distâncias intermolares (superior r = 0,90 e inferior r = 0,72) e entre BC e as distâncias intercaninos (superior r = 0,75 e inferior r = 0,64). Além disso, também houve correlaçãosignificativa entre os lados dos triângulos (AB e AC) e o perímetro dos arcos (superior r =0,70 e inferior r = 0,80). Concluiu-se que a análise de Carrea deve ser utilizada criteriosamente, associando-a com mensurações intra-arcos, como as de Nouer, para uma correta avaliação da dentição decídua.


The aim of this study was to evaluate the deciduous dental arch form, verifyingthe correlation with the intra-arch dimensions. It was evaluated dental casts of the 30 Caucasian children, aged between 3 and 5 years with complete deciduous dentition, without caries,normal occlusion and absence of deleterious oral habit, they were divided by gender. It was used the Garrea (1920) analyses and the intra-arch measurements by Nouer (1982): perimeter, arch total, anterior and posterior length, and the inter-molar and inter-canine distances. The data showed that the equilateral triangle (ABG) was observed in just 80% and 53.3% of theupper casts, and in 40% and 20% of the lower cast, on boys and girls, respectively. In the other cases, it was observed isosceles triangles. The coincidence between the second lowermolar perimeter and the second upper molar distances, according to Garrea affirmative, was observed injust 30% of this data. The correlation between the measurements of the trianglesand the intra-arch dimensions were analyzed by Pearson correlation (p < 0.05) and they were significant between the triangle bases (BG) and the inter-molar distances (upper r = 0.90 andlower r = 0.72), and between BG and the inter-canines distances (upper r = 0.75 and lower r = 0.64). Besides that, it was found significant correlation between the triangles sides (AB and AG) and the arch perimeters (upper r = 0.70 and lower r = 0.80). It was conclude thatthe Garrea analyses must be used with criteria and associated with intra-arch measurements, as Nouer's one, for a correct evaluation of the deciduous dentition.


Assuntos
Humanos , Pré-Escolar , Arco Dental , Oclusão Dentária , Ortodontia Preventiva , Dente Decíduo , Pesos e Medidas Corporais , Moldes Cirúrgicos , Odontopediatria
14.
Belo Horizonte; s.n; 2010. 50 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-715094

RESUMO

Este trabalho de revisão de literatura apresenta como objetivo definir-se, através de seu crescimento e desenvolvimento específico, as alterações na forma e na deflexão da base craniana podem ser consideradas fatores etiológicos primários na determinação das maloclusões de Angle...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Base do Crânio/crescimento & desenvolvimento , Cefalometria/métodos , Má Oclusão de Angle Classe I/terapia , Ortodontia Preventiva/métodos , Registro da Relação Maxilomandibular/métodos
15.
Rev. dent. press ortodon. ortopedi. facial ; 14(6): 42e1-42e10, nov.-dez. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-533075

RESUMO

OBJETIVO: tendo em vista o conflito existente, no Ordenamento Jurídico brasileiro, entre o princípio da legalidade e o princípio da dignidade da pessoa humana no que diz respeito à prática da Ortodontia pelo cirurgião-dentista não-especialista, este trabalho teve como objetivo analisar a legislação e os julgados dos tribunais nesse assunto. MÉTODOS: realizou-se o levantamento da legislação referente ao ensino e à prática da Ortodontia no Diário Oficial da União e nos órgãos competentes. Com relação aos julgados dos tribunais, a pesquisa foi realizada nos Tribunais de Justiça e nos extintos Tribunais de Alçada de todos os Estados-membros da República Federativa do Brasil, bem como do Superior Tribunal de Justiça e do Supremo Tribunal Federal, utilizando as palavras-chave " Ortodontia" , " ortodôntico" e " ortodontista" . RESULTADOS: a legislação brasileira classifica os cursos de pós-graduação em stricto sensu e lato sensu, os quais possuem normas de funcionamento próprias. As Diretrizes Curriculares Nacionais determinam que, no curso de graduação em Odontologia, seja apenas ministrada a Ortodontia Preventiva. Os tribunais brasileiros entendem que, para a prática da Ortodontia Corretiva, é necessária habilitação em curso de pós-graduação. CONCLUSÃO: o curso de graduação em Odontologia é competente para o ensino da Ortodontia Preventiva; somente os cursos de pós-graduação stricto sensu e lato sensu são competentes para ensinar a Ortodontia Corretiva; é inconcebível a interpretação de que o legislador faculta ao cirurgião-dentista não-especialista praticar a Ortodontia Corretiva; e o cirurgião-dentista não-especialista só pode praticar procedimentos que estejam incluídos na categoria de Ortodontia Preventiva e Interceptiva.


OBJECTIVE: In view of the conflict in the Brazilian legal system between the principle of legality and the principle of human dignity with regard to the practice of orthodontics by General Practice Dentists, this study aimed to analyze the legislation and judgments passed by courts regarding this issue. METHODS: The authors conducted a survey of the legislation in the Federal Official Gazette and the competent authorities concerning the teaching and practice of orthodontics. As regards judgments passed, searches were performed in the Courts of Justice and the defunct Courts of Appeals in all Member States of the Federative Republic of Brazil, as well as the Superior Court of Justice and the Federal Supreme Court, using the keywords " Orthodontics" , " orthodontic" and " orthodontist" . RESULTS: Brazilian legislation classifies postgraduate courses as strict sense (stricto sensu) or broad sense (lato sensu) courses, each with its own rules of operation. National Curriculum Guidelines provide that only Preventive Orthodontics be taught at the undergraduate level. It is the understanding of Brazilian courts that a postgraduate certificate is a prerequisite for the practice of Corrective Orthodontics. CONCLUSION: An undergraduate course in Dentistry is sufficient for the teaching of Preventive Orthodontics; only postgraduate programs in the strict and broad senses are competent to teach Corrective Orthodontics; any construal that legislation allows General Practice Dentists to practice Corrective Orthodontics is inconceivable; General Practice Dentists are only allowed to perform procedures comprised in the Preventive and Interceptive Orthodontics categories.


Assuntos
Humanos , Educação de Pós-Graduação em Odontologia , Legislação Odontológica , Ortodontia , Prática Profissional , Ortodontia Interceptora , Ortodontia Preventiva
16.
J. Health Sci. Inst ; 27(4): 394-399, out.-dez. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874015

RESUMO

Introdução - O objetivo deste trabalho foi avaliar e correlacionar características oclusais e miofuncionais orais em crianças. Material e Métodos - Oclusão e aspectos miofuncionais orais de 229 crianças, entre 3 e 14 anos de idade, pacientes da Clínica de Odontopediatria da Faculdade de Odontologia da USP foram avaliados em exame clínico realizado por cirurgião-dentista e fonoaudióloga. Utilizou-se teste das proporções (GMC) para investigar a associação entre a postura e tônus de lábios, postura de língua, deglutição, respiração e fala e a presença de mordida aberta anterior, mordida cruzada posterior e ausência dessas alterações oclusais. Resultados - Na dentição decídua houve maior prevalência de mordida aberta anterior (30,6%) enquanto nas dentições mista e permanente, houve maior prevalência de mordida cruzada posterior (11,6% e 6,7% respectivamente). Não foi encontrada associação significante entre presença de mordida aberta anterior ou mordida cruzada posterior e ocorrência de alterações miofuncionais orais, exceto pela alteração na fala, que foi mais frequente nas crianças com mordida aberta anterior (p<0,05). A principal alteração na fala dessas crianças foi a interposição lingual anterior (55,6%), sendo que a interposição lingual anterior durante a deglutição também foi muito prevalente nas crianças com mordida aberta anterior (70,4%). Chamou atenção a elevada prevalência de alterações na deglutição e na respiração nas crianças avaliadas, em todos os grupos. Conclusão - Diante da elevada prevalência de alterações oclusais e miofuncionais orais nos pacientes avaliados, recomenda-se a atuação multiprofissional de cirurgiões-dentistas e fonoaudiólogis na Clínica Odontopediátrica. Novos estudos clínicos ainda são necessários para investigar a associação entre as características oclusais e miofuncionais orais nas crianças


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Oclusão Dentária , Odontopediatria , Fonoaudiologia , Deglutição , Dentição Permanente , Dente Decíduo , Má Oclusão , Ortodontia Preventiva , Doenças Respiratórias
17.
Odonto (Säo Bernardo do Campo) ; 17(33): 102-109, jan.-jun. 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-542847

RESUMO

A radiografia panorâmica é uma técnica radiográfica caracterizada pela utilização de princípios tomográficos para englobar o complexo maxilo-mandibular, fornecendo um meio extenso para visualizar e analisar os dentes e as estruturas de suporte em um único filme radiográfico. A imagem panorâmica é especialmente importante em crianças na fase de troca de dentes, pois a avaliação da posição e do estágio de desenvolvimento intra-ósseo dos germes dos dentes permanentes permite a identificação dos desvios no padrão normal de erupção, que podem ocasionar desordens na oclusão. Grande parte dos casos de maloclusão tem sua origem na época de dentadura mista e a intervenção ortodôntica nessa fase aumenta as possibilidades de se direcionar o crescimento e de se guiar a oclusão, eliminando ou diminuindo a severidade dos problemas ortodônticos no futuro. Nesse contexto, o presente trabalho buscou mostrar a importância da radiografia panorâmica no diagnóstico e no plano de tratamento na fase da dentadura mista. A revisão da literatura referendou a importância da radiografia panorâmica na fase da dentadura mista, pois evidenciou que as anomalias de desenvolvimento dentário podem alterar a cronologia, a seqüência e o local de erupção dos dentes permanentes e podem determinar modificações no perímetro dos arcos dentários e conseqüentes transtornos na oclusão. A visualização dos fatores etiológicos locais das maloclusões na radiografia panorâmica auxilia o clínico geral, o odontopediatra e o ortodontista a obter um diagnóstico precoce para o planejamento de procedimentos ortodônticos preventivos, com o objetivo de manter a integridade da arcada dentária e o bom desenvolvimento da oclusão.


Panoramic radiography is a radiographic technique that uses tomography principles to involve the maxillomandibular complex and to enable an extensive way to visualize and analyze teeth and supporting structures in a unique radiographic film. Panoramic image is very important in mixed dentition phase because the evaluation of permanent teeth buds position and intraosseuos development stage enables to identify deviations in normal pattern of eruption that causes occlusion disorder. The great number of malocclusion cases has beginning in mixed dentition phase and the orthodontic intervention in this period increases the possibilities to drive the growth and to conduct the occlusion, eliminating or decreasing the severity of future orthodontic problems. In this context, this paper shows the importance of panoramic radiography in the diagnosis and treatment planning of mixed dentition phase. Literature review was carried out and showed that panoramic radiography is very important in mixed dentition phase because becomes evident the dental development anomalies that can change the chronology, sequence and place of permanent teeth eruption, which determine dental arch perimeter changes and occlusion disorders. Local etiology factors of the malocclusion visualized in panoramic radiography help the general practitioner, the pedodontist and the orthodontist in obtaining the early diagnosis to plan preventive orthodontic procedures to aim dental arch integrity and occlusion good development.


Assuntos
Dentição Mista , Radiografia Panorâmica/instrumentação , Má Oclusão/diagnóstico , Ortodontia Preventiva
18.
Ciênc. odontol. bras ; 11(01): 19-26, jan.-mar. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-502328

RESUMO

Este trabalho teve por objetivo avaliar a associação entre hábitos de sucção digital e/ou de chupeta e as relações oclusais ântero-posteriores em crianças nipo-brasileiras, na dentadura decídua. Um cirurgião-dentista examinou clinicamente 410 crianças (206 do gênero masculino e 204 do feminino), com 2 a 6 anos de idade, matriculadas em 36 escolas de 9 cidades no Estado de São Paulo. Questionários sobre os hábitos de sucção foram respondidos pelos pais, permitindo dividir a amostra em dois grupos: Controle (GC), com 227 crianças sem histórico de hábitos (55,4%) e Experimental (GE), com 183 crianças que apresentavam histórico positivo (44,6%). O Grupo Experimental foi dividido em três subgrupos conforme a idade de interrupção dos hábitos: SG1, até 2 anos; SG2, 2 a 4 anos e SG3, 4 a 6 anos. Os dados foram analisados por meio de testes Qui-Quadrado (p < 0,05) e de regressão logística. As prevalências de más oclusões para os três subgrupos foram de: sobressaliência aumentada - 13,1%, 32,8% e 26,7%; caninos em Classe 2 - 11,7%, 14,8% e6,7%; degrau distal - 5,6%, 13,1% e 6,6%. Para GC, os respectivos valores foram de 13,2%, 6,2% e 4,2%. Em relação ao GC, as principais diferenças ocorreram no SG2, com odds ratios aumentados em 3,2; 2,63 e 3,45, respectivamente. Os hábitos pesquisados associaram-se significantemente com o aumento na prevalência da má oclusão de Classe 2 na dentadura decídua, particularmente dos 2 aos 4 anos de idade.


The aim of this study was to evaluate the association between digital and/or pacifier sucking habits and the anteroposterior occlusal relationships in Japanese-Brazilian children, in the deciduous dentition. One dentist carried out clinical examinations in 410 children (206 males and 204 females), aged 2-6 years, enrolled in 36 schools from 9 cities in the state of Sao Paulo. Their parents answered questionnaires about sucking habits and the sample was assigned to two groups: Control (CG), containing 227 children without history of non-nutritive sucking habits (55.4%), and Experimental (EG), consisting of 183 children with habits history (44.6%). The Experimental Group was further divided into three subgroupsaccording to the age interval at which the habits were discontinued: SG1, until 2 years; SG2, from 2 to 4 years; andSG3, from 4 to 6 years. Data were analyzed using chi-square (p < 0.05) and logistic regression tests. The prevalences of malocclusions observed in three subgroups showed of: 13.1%, 32.8%, and 26.7% for increased overjet; 11.7%, 14.8%, and 6.7% for Class 2 canine relationship, as well as 5.6%, 13.1%, and 6.6% for distal step. For CG, the respective values were of 13.2%, 6.2%, and 4.2%. In relation to CG, the major differences were verified in SG2, with increased odds ratiosof 3.2; 2.63, and 3.45. The assessed habits were observed to be significantly associated with an increase in the prevalence of Class 2 malocclusion in the deciduous dentition, particularly between 2 and 4 years of age.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Má Oclusão , Ortodontia Preventiva , Dente Decíduo
19.
Ortho Sci., Orthod. sci. pract ; 1(1): 48-53, 2008. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-544287

RESUMO

Preocupar-se com o crescimento harmônico da face, a correta erupção e implantação dos dentes nas bases ósseas visando uma oclusão balanceada deve ser levado em consideração dentro do conceito de prevenção. Portanto, qualquer programa que realize ações de promoção de saúde, como o PSF, deveria englobar a Ortodontia preventiva em seu rol de procedimentos. Este trabalho verificou, através de uma abordagem qualitativa, se a Ortodontia preventiva é realizada e entendida como integrante do conceito de prevenção nos serviços de saúde pública da grande Natal. A amostra foi constituída por cinco coordenadores de saúde bucal do PSF da grande Natal e o instrumento de pesquisa escolhido foi a entrevista semiestruturada. Para a análise dos dados utilizou-se a análise de conteúdo temática a qual gerou quatro categorias de análise. Verificou-se que a Ortodontia preventiva não é percebida como integrante da Odontologia preventiva, sendo totalmente excluída deste conceito e das ações do PSF.


Assuntos
Humanos , Ortodontia Preventiva , Odontologia Preventiva , Estratégia Saúde da Família , Pesquisa Qualitativa
20.
Odontol. clín.-cient ; 6(4): 325-328, out.-dez. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873456

RESUMO

A perda de dente decíduo antes de sua esfoliação natural pode gerar consequencias ao desenvolvimento da oclusão futura por ruptura do equilíbrio dentário. Para o controle da movimentação indesejável do dentes adjacentes ao espaço deixado pelo dente decíduo, dispõe-se de aparelhos mantenedores de espaço. Enquanto os aparelhos recuperadores de espaços são dispositivos dinâmicos utilizados quando o diâmetro mésio-distal do arco, destinado ao dente permanente em fase de erupção, foi perdido parcialmente. Este trabalho tewm o intuito de relatar o caso clínico de uma paciente de 8 anos de idade, que compareceu a clínica de Odontopediatria da Universidade Federal da Paraíba para atendimento odontológico de rotina. Verificou-se a necessidade de exodontia do elemento 85, devido à presença da lesão cariosa extensa e mobilidade dentária. Diante da perda precoce do elemento supracitados e dos elementos 75 e 84, que haviam sido anteriormente extraídos, optou-se pela instalação de um aparelho mantenedor de espaço, arco lingual de Nance. A erupção precoce e não orientada do elemento 34 gerou perda de espaço para a erupção do 35, confeccionando-se então um recuperador de espaço, utilizando-se mola de secção aberta.


Assuntos
Oclusão Dentária , Dente Decíduo/embriologia , Mantenedor de Espaço em Ortodontia , Ortodontia Preventiva , Perda de Dente
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA