Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 32
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 19(1): 4189, 01 Fevereiro 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-997966

RESUMO

Objective: To evaluate the sweetness taste preference levels and their relationship with the nutritional and dental caries patterns among preschool children. Material and Methods: The participants of this cross-sectional study were 191 children aged 4 to 5 years, who were regularly attending public Child Education Centers of a city southern Brazil. Children's preference for sugar was evaluated by the Sweet Preference Inventory; caries prevalence, according to the World Health Organization criteria, and nutritional status, by anthropometric weight and stature measurements, in accordance with child growth standards of the World Health Organization. Results: High levels of sweetness preference were identified. The majority of children (67.5%) opted for the most concentrated sucrose solutions. Excess weight was recorded in 27.7% of the preschoolers. The prevalence of caries was 51.8%, with the mean dmf-t equal to 1.92 (± 2.72) and the decayed (c) component responsible for 94.2% of the index. No significant association between sweetness preference and the nutritional or the oral health patterns could be established. In addition, no association between excess weight and dental caries was identified. The diseases studied were only associated with sociodemographic variables. Excess weight was associated with maternal age (p=0.004) and caries experience with family income (p=0.013). Conclusion: No significant associations could be stablished between the sweetness taste preference and the diseases studied, nor between excess weight and dental caries. However, the findings of high patterns of sweet preference, excess weight and untreated caries experience, highlight the need for the implementation of integrated public policies aimed at controlling both nutritional and of oral health problems in the studied population.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Brasil , Consumo de Alimentos , Estado Nutricional , Sacarose na Dieta , Cárie Dentária/diagnóstico , Comportamento Alimentar , Distribuição de Qui-Quadrado , Criança , Desenvolvimento Infantil , Antropometria/métodos , Saúde Bucal , Estudos Transversais/métodos , Estatísticas não Paramétricas , Políticas Públicas de Saúde
2.
Rev. Ciênc. Plur ; 4(2): 87-101, 2018. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-980214

RESUMO

Introdução:A Puericultura forma o principal pilar da atenção integral à saúde da criança. No contexto da Atenção Primária à Saúde, as consultas de Crescimento e Desenvolvimento -CD são a materialização dessa prática, onde a Colaboração Interprofissional pode ser vista como um potencializador de ações e resultados.Objetivo:Evidenciar a integralidade do cuidado voltado ao público infantil, relatando uma experiência da parceria do Programa de Residência Multiprofissional em Atenção Básica da Escola Multicampi de Ciências Médicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte com uma unidade da Estratégia Saúde da Família.Métodologia:As consultas de CD foram realizadas na modalidade "coletiva e compartilhada", onde as crianças foram classificadas por faixa etária e estabelecido um cronograma, contando com a participação de assistente social, cirurgião-dentista, enfermeira, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo ­juntamente com a enfermeira preceptora da referida unidade.Resultados:Asações aconteceram na sala da enfermeira, onde se montava um cenário propício à sua execução. Inicialmente à consulta, era estimulado uma conversa informal com as mães/responsáveis, e posteriormente um dos profissionais explanava sobre sua expertise na atenção à saúde infantil, abrindo para a colaboração Inter profissional onde para finalizar, eram tomadas as medidas de vigilância tradicionais às consultas de puericultura. Conclusão:A interação entre as profissões, dentro de cada expertise, pôde promover aspectos de prevenção e promoção de Saúde Bucal, potencializando a área da Odontologia e fortalecendo o trabalho Interprofissional (AU).


Introduction: Childcare is the main pillar of comprehensive health care for children. In the context of Primary Health Care, the Growth and Development -CD consultations are the materialization of this practice, where Interprofessional Collaboration can be seen as a potentiator of actions and results.Purpose:To demonstrate the integrality of the care directed to the children, reporting an experience of the partnership of the Multiprofessional Residency Program in Basic Attention of the Multicampi School of Medical Sciences of the Federal University of Rio Grande do Norte with a unit of the Family Health Strategy.Methodology: CD consultations were carried out in a "collective and shared" modality, where the children were classified by age group and established a schedule, counting on the participation of social worker, dental surgeon, nurse, pharmacist, physiotherapist, speech therapist, nutritionist , a psychologist -along with the nurse who governs the said unit.Results: The actions took place in the nurse's room, where a scenario was set up to facilitate its execution. At the beginning of the consultation, an informal conversation with the mothers / guardians was stimulated, and later one of the professionals explained about their expertise in child health care, opening up to the Inter professional collaboration where, to finish, traditional surveillance measures were taken. childcare.Conclusion: The interaction among the professions, within each expertise, was ableto promote aspects of prevention and promotion of Oral Health, boosting the area of Dentistry and strengthening Interprofessional work (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Atenção Primária à Saúde , Cuidado da Criança , Desenvolvimento Infantil , Saúde Bucal , Relações Interprofissionais/ética , Equipe de Assistência ao Paciente , Brasil , Saúde da Criança
3.
Bauru; s.n; 2015. 98 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867740

RESUMO

O hipotireoidismo congênito (HC) é um distúrbio do metabolismo, caracterizado pela produção deficiente dos hormônios tireoidianos. A literatura ressalta que crianças podem apresentar alterações cognitivas, linguísticas e problemas comportamentais, mesmo quando o diagnóstico e o tratamento iniciaram precocemente. O estudo teve como objetivo verificar desempenho em habilidades motoras, comunicativas e cognitivas de indivíduos com hipotireoidismo congênito, tratados desde o período neonatal e comparar esses achados com seus pares sem alterações da tireoide. Participaram deste estudo 15 indivíduos com o diagnóstico de hipotireoidismo congênito do gênero feminino, com idade cronológica variando entre36 a 71 meses, com Quociente de Inteligência superior a 70, denominado Grupo Experimental (GE); e 15 indivíduos típicos, sem alterações da tireoide, denominado Grupo Comparativo (GC). Os participantes dos dois grupos foram pareados quanto à idade cronológica e nível socioeconômico. Os instrumentos de avaliação utilizados foram: Entrevista com pais; Observação do Comportamento Comunicativo; Teste de Vocabulário por Imagem Peabody – TVIP; Teste de Screening de Desenvolvimento DenverII. Foi realizada avaliação psicológica, quanto ao nível intelectual, com a aplicação da Escala de Inteligência StanfordBinet. Os resultados mostraram que o desempenho das crianças do GE quanto às habilidades comunicativas, de linguagem, cognitiva e de linguagem receptiva apresentaram diferença estatística significante quando comparado com o GC. Os achados desse trabalho confirmam a interferência do HC no desenvolvimento infantil, ressaltando que indivíduos com HC, mesmo diagnosticados e tratados precocemente, podem apresentar alterações motoras, comunicativas e cognitivas e esses prejuízos poderão afetálos no decorrer da vida, inclusive nas habilidades escolares. Reitera se que estudos longitudinais são importantes para acompanhar e prevenir essas alterações.


Congenital hypothyroidism (CH) is a metabolic disorder characterized by deficiente production of thyroid hormones. The literature points out that children may have cognitive, language and behavioral problems changes even when the diagnosis and treatment started early. The study aimed to verify performance in motor, communication and cognitive abilities of individuals with congenital hypothyroidism treated from the neonatal period and to compare these findings with their peers without thyroid changes. The study included 15 subjects with a diagnosis of congenital hypothyroidism females with chronological age ranging from 36 to 71 months, with Intelligence Quotient greater than 70, called Experimental Group (GE); and 15 typical individuals without thyroid changes, called Comparative Group (GC). Participants in both groups were matched for chronological age and socioeconomic status. The assessment instruments used were: Interview with parents; Observationof Communicative Behavior; Vocabulary Test Peabody Picture TVIP; Screening Test Development DenverII. Psychological assessment was conducted, on theintellectual level, with the application of the Stanford Binet Intelligence Scale. The results showed that children's performance of GE regarding communication skills, language, cognitive and receptive language showed statistically significant differences when compared to the GC. The findings of this study confirm the interference of HC in child development, noting that individuals with HC, even if diagnosed and treated early, may have driven, communicative and cognitive changes and these losses may affect them throughout their lives, including in school skills. It is reiterated that longitudinal studies are important to monitor and prevent these changes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Comunicação , Cognição/fisiologia , Desenvolvimento Infantil/fisiologia , Destreza Motora/fisiologia , Hipotireoidismo Congênito/terapia , Estudos de Casos e Controles , Testes de Inteligência , Testes Psicológicos , Estatísticas não Paramétricas
6.
Bauru; s.n; 2006. xix,148 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-863899

RESUMO

O hipotireoidismo congênito, uma das alterações do metabolismo detectadas por meio da triagem neonatal, pode acarretar alterações no desenvolvimento global do indivíduo. O objetivo deste estudo foi traçar o perfil das habilidades do desenvolvimento em crianças com hipotireoidismo congênito e verificar possíveis influências dos dados da história clínica no perfil traçado. Foram avaliadas, por meio da Early Language Milestone Scale e do Inventário Portage Operacionalizado, 35 crianças (23 do gênero feminino e 12 do masculino) com hipotireoidismo congênito detectado pela triagem neonatal. As crianças pertenciam à faixa etária de 2 a 36 meses e realizavam tratamento com reposição hormonal há pelo menos um mês. Os dados da história clínica foram obtidos por meio de entrevista com os responsáveis legais pelas crianças e análise de prontuário. Na avaliação por meio da Early Language Milestone Scale, 11 crianças apresentaram desempenho alterado na função auditiva expressiva, 2 na função visual e 1 na função auditiva receptiva. Na avaliação por meio do Inventário Portage Operacionalizado, 7 crianças apresentaram desempenho alterado na área da linguagem, 5 na área cognitiva, 4 nas áreas motora e social e 3 na área de autocuidados. Não foram observadas influências dos dados da história clínica no resultado obtido. Concluiu-se que a maioria das crianças avaliadas neste estudo apresentou desempenho adequado para as habilidades avaliadas. Paras as crianças com desempenho alterado, observou-se maior déficit na área de linguagem, principalmente no que diz respeito aos aspectos expressivos e na área cognitiva. Não ficou provada a influência dos dados da história clínica no perfil traçado para as habilidades do desenvolvimento. Entretanto, observou-se tendência para desempenho adequado nas habilidades avaliadas entre as crianças que realizaram a triagem neonatal, receberam o diagnóstico e iniciaram o tratamento para o hipotireoidismo congênito mais precocemente e que receberam dosagem de levotiroxina mais elevada no início do tratamento.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Desenvolvimento Infantil , Transtornos Globais do Desenvolvimento Infantil , Hipotireoidismo Congênito , Desenvolvimento da Linguagem , Transtornos da Comunicação , Transtornos das Habilidades Motoras , Manifestações Neurocomportamentais
7.
Odontol. clín.-cient ; 5(4): 257-260, Out.-Dez 2006.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873435

RESUMO

O objetivo deste trabalho é fazer uma revisão da literatura a respeito dos hábitos de sucção que podem interferir no desenvolvimento craniofacial da criança. Serão descritos os mecanismos fisiológicos de aleitamento materno, suas vantagens e influência deste ato na aquisição de hábitos de sucção não-nutritivos. Também serão descritas as consequências desses hábitos (chupeta e dedo), como e quando deverão ser removidos


Assuntos
Criança , Aleitamento Materno , Desenvolvimento Infantil , Desenvolvimento Maxilofacial , Sucção de Dedo/efeitos adversos
8.
Odontol. clín.-cient ; 5(4): 257-260, Out.-Dez 2006.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-509896

RESUMO

O objetivo deste trabalho é fazer uma revisão da literatura a respeito dos hábitos de sucção que podem interferir no desenvolvimento craniofacial da criança. Serão descritos os mecanismos fisiológicos de aleitamento materno, suas vantagens e influência deste ato na aquisição de hábitos de sucção não-nutritivos. Também serão descritas as consequências desses hábitos (chupeta e dedo), como e quando deverão ser removidos.


Assuntos
Criança , Aleitamento Materno , Desenvolvimento Infantil , Desenvolvimento Maxilofacial , Sucção de Dedo/efeitos adversos
9.
JBP rev. Ibero-am. odontopediatr. odontol. bebê ; 9(48): 126-131, mar.-abr.2006. graf, CD-ROM
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-851882

RESUMO

Este trabalho se propôs observar as variações do comportamento de bebês, a partir de 6 a 36 meses de idade, após 3 primeiras visitas de rotina, realizadas de 6 em 6 meses. Foram analisados prontuários de 100 pacientes atendidos na Clínica de bebês, 52 do sexo feminino e 48 do sexo masculino. Adotou-se classificar a conduta em: BOM, REGULAR e RUIM. Foi utilizado o programa Epi Info versão 6.04, para análise estatística dos dados. Os resultados indicaram que na primeira visita, 87% dos bebês de 6 a 12 meses tiveram BOM comportamento, 9% REGULAR e 4% RUIM (x2 = 33,01; O.R=6,97 (3,28; 15,00)). Na segunda visita, apenas 49% obtiveram BOM, enquanto 39% apresentaram comportamento REGULAR e 12% RUIM. De acordo com os resultados obtidos, pode-se concluir que é muito importante e oportuno o bebê ser levado à primeira consulta odontológica, aos 6 meses de idade, quando há uma melhor tolerância ao contato com estranhos, pré-dispondo uma interação satisfatória do pequeno paciente com o profissional


Assuntos
Lactente , Humanos , Masculino , Feminino , Desenvolvimento Infantil , Comportamento do Lactente , Odontopediatria/estatística & dados numéricos , Comportamento Materno/psicologia , Clínicas Odontológicas , Registros Odontológicos/estatística & dados numéricos
10.
JBP rev. Ibero-am. odontopediatr. odontol. bebê ; 8(42): 135-142, mar.-abr. 2005. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-510958

RESUMO

O aleitamento materno é a alimentação ideal do lactente sendo, portanto, o caminho natural para a construção adequada de sua saúde. Através do processo de revisão de literatura avaliou-se a fisiologia da lactação, sua importância e excelência como geradora da nutrição adequada para o crescimento e desenvolvimento gerais do lactente, como fonte de elementos protetores contra infecções e indutores do sistema imune das crianças e também de funções bucais perfeitas, prevenindo hábitos de sucção não nutritiva e problemas ortodônticos e ortopédicos dos maxilares. Revê-se a situação do aleitamento natural em nosso país, verificando-se relativo aumento da amamentação, porém ainda completada precocemente com alimentos inadequados. Salienta-se a importância do apoio e incentivo dos familiares e a necessidade de aumentarem os conhecimentos das potenciais nutrizes para o sucesso do aleitamento materno. Destaca-se a importância do envolvimento, atualização de conhecimentos e empenho dos profissionais de saúde no incentivo ao aleitamento natural.


Assuntos
Aleitamento Materno , Nutrição do Lactente , Desenvolvimento Maxilofacial , Desenvolvimento Infantil , Transtornos da Nutrição do Lactente , Prevalência , Desmame
11.
Rev. paul. odontol ; 26(2): 17-23, mar.-abr. 2004.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-387251

RESUMO

Estudo de caso sobre o desenvolvimento emocional de uma criança de 8 anos, focalizando a influência da mastigação e alimentação na formação do perfil psico-social. Exemplifica como os procedimentos de pesquisa abordam a temática da Pscologia da nutrição


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Desenvolvimento Infantil , Nutrição da Criança , Mastigação , Psicologia da Criança
12.
RFO UPF ; 8(1): 7-10, jan.-jun. 2003.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-391814

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo realizar uma revisão da literatura sobre a influência da infecção pelo HIV no crescimento e desenvolvimento da criança. A infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV) em crianças pode determinar uma grande variedade de alterações orgânicas decorrentes do comprometimento do sistema imunológico, além de alterações na produção de hormônios e secreções endócrinas diretamente relacionadas ao crescimento. Uma consequência desses eventos é a falha no desenvolvimento dos componentes musculares e esqueléticos, evidenciada pela diminuição da estatura, do peso e do perimetro cefálico das crianças afetadas. Embora um grande número de trabalhos venha sendo realizado, ainda há muito que se pesquisar sobre o tema


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Desenvolvimento Infantil , Crescimento , Infecções por HIV , Desenvolvimento Humano
13.
JBP, j. bras. odontopediatr. odontol. bebê ; 6(29): 70-74, jan.-fev. 2003.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-361664

RESUMO

Vários estudos têm constatado uma relação direta entre experiências odontológicas traumáticas na infância e atitudes negativas dos pacientes quando da atenção odontológica. Para evitar que esse tipo de experiência ocorra, torna-se imperativo que o profissional promova uma adaptação da criança ao ambiente odontológico. É essencial que o odontopediatra questione como e quando agir com cada criança individualmente, de tal forma a promover um tratamento visando à saúde integral do paciente. No entanto, não há um receituário, uma prescrição categórica de como promover essa adaptação. O imprescindível é que o profissional que lida com crianças possua conhecimentos de técnicas de manejo de comportamento e de psicologia infantil, para atuar de forma segura durante o atendimento. Os conhecimentos de Psicologia que o odontopediatra pode utilizar em sua atividade profissional podem ajudar a formar e vivenciar uma visão integrada do ser humano na sua unidade corpo-mente, considerando seu ambiente físico e seu meio sociocultural.


Assuntos
Humanos , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Assistência Odontológica para Crianças/psicologia , Comportamento Infantil , Desenvolvimento Infantil , Manobra Psicológica , Comportamento do Lactente
15.
Rev. fac. odontol. Univ. Fed. Bahia ; (19): 50-55, jul.-dez. 1999. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857856

RESUMO

Estudo de meta-análise voltado para o crescimento e desenvolvimento crânio facial do bebê tendo como fundamentos a maturação da neuromusculatura orofacial e a biomecância da morfogênese crânio facial relacionados a maturação da deglutição. partir de uma compreensão das classes de atividades neuromusculares dadas pelos reflexos inocondicionados e condicionados, é traçado um quadro dos mecanismos harmônicos da natureza e os artificialismos da civilização que alteram morfologicamente e funcionalmente o sistema estomatignático na sua gênese, podendo gerar a deglutição atípica


Assuntos
Recém-Nascido , Desenvolvimento Infantil , Crânio/fisiologia , Deglutição/fisiologia , Face/fisiologia , Sistema Estomatognático
16.
Rev. dent. press ortodon. ortop. maxilar ; 4(3): 20-9, maio-jun. 1999. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-256304

RESUMO

Por meio de uma extensa e detalhada análise retrospectiva, os autores enfatizam a importância do profundo estudo do crescimento carniofacial e sua interrelaçäo com os estágios de maturaçäo esquelética, visando o diagnóstico ortodôntico


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Desenvolvimento Ósseo , Mãos/crescimento & desenvolvimento , Ortodontia , Desenvolvimento Infantil , Diáfises , Epífises , Ortopedia
17.
In. Corrêa, Maria Salete Nahás Pires. Odontopediatria na primeira infância. Säo Paulo, Santos, 1998. p.33-8.
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-250219
18.
In. Corrêa, Maria Salete Nahás Pires. Odontopediatria na primeira infância. Säo Paulo, Santos, 1998. p.39-53, ilus, tab.
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-250220
19.
In. Corrêa, Maria Salete Nahás Pires. Odontopediatria na primeira infância. Säo Paulo, Santos, 1998. p.55-63, ilus.
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-250221
20.
In. Corrêa, Maria Salete Nahás Pires. Odontopediatria na primeira infância. Säo Paulo, Santos, 1998. p.101-15, ilus.
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-250225
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA