Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 13 de 13
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Ciênc. Plur ; 5(2): 129-142, ago. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1021776

RESUMO

Introdução:O suicídio é tido como um fenômeno complexo, multicausal, fruto da interação de fatores de ordem filosófica, biológica, antropológica, psicológica, e social, considerado nos dias de hoje um grave problema de saúde pública.Objetivo:realizar uma análise documental dos materiais lançados pelo SUS relacionados às medidas a serem adotadas em casos e tentativas de suicídio, bem como nos meios previni-las.Método:trata-se de um estudo descritivo, no qual foram verificadas as portarias e manuscritos do SUS relacionadas ao suicídio, tendo sido consultados oito documentos oficiais.Resultados:a primeira portaria a tratar especificamente do assunto, Portaria nº 1.876, foi lançada em 2006, e instituiu as Diretrizes Nacionais para Prevenção do Suicídio, norteando as estratégias do Ministério da Saúde para atuação e contenção do fenômeno. A partir dela, outros documentos foram instituídos, visando o aprimoramento do acesso, acolhimento, e tratamento aos indivíduos predispostos a desenvolverem depressão, ou que estão em situações de risco, além de garantir maiores esforços e investimentos para grupos específicos. Conclusões:as portarias estabelecidas garantem ao usuário do SUS acolhimento e acompanhamento, desde o nível de atenção básica até a atenção especializada (AU).


Introduction:Suicide is considered as a complex phenomenon, multicausal, fruit of the interaction of factors of philosophical, biological, anthropological, psychological, and social, considered today a serious public health problem.Objective:to perform a documentary analysis of the materials released by the SUS related to the measures to be adopted in cases and suicide attempts, as well asin the means to prevent them.Methods:this is a descriptive study, in which the ordinances and SUS manuscripts related to suicide were verified, and eight official documents were consulted.Results:the first ordinance to deal specifically with the subject, Ordinance No. 1,876, was launched in 2006, and established the National Guidelines for Suicide Prevention, guiding the strategies of the Ministry of Health to act and restrain the phenomenon. From this, other documents were instituted, aimed at improving access, shelter, and treatment to individuals predisposed to develop depression, or who are at risk, as well as guaranteeing greater efforts and investments for specific groups.Conclusions:established ordinances guarantee hosting and follow-upto the SUS user, from basic care level to specialized care (AU).


Assuntos
Suicídio , Sistema Único de Saúde , Saúde Mental , Portarias , Transtornos Mentais/psicologia , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Depressão/psicologia , Serviços de Saúde
2.
Rev. ABENO ; 19(3): 2-12, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1024003

RESUMO

O objetivo do estudo foi avaliar bem-estar psicológico, saúde geral e fontes de estresse de estudantes de Odontologia de quatro cursos, comparando as fases pré-clínica e clínica e os sexos. Três instrumentos foram aplicados: Dental Environment Stress (DES), Psychological General Well-Being Index (PGWB) e Health Survey (SF-36), respondidos por 203 estudantes, sendo 75 (37%) em fase pré-clínica e 128 (63%) em clínica. Desses, 59 (29%) eram homens e 144 (71%) mulheres. As comparações foram realizadas pelo teste de Mann-Whitney, adotando um nível de significância de 5%. Nos domínios analisados pelo DES (performance acadêmica; dificuldades e inseguranças sobre o futuro profissional; responsabilidade com pacientes; fatores pessoais e institucionais; relações interpessoais), estudantes em fase pré-clínica demonstraram escores significativamente menores quando comparados a estudantes em fase clínica. No escore total de PGWB e em dois domínios (ansiedade e saúde geral), observou-se também escores menores em estudantes em fase pré-clínica. Quatro domínios do SF-36 (dor corporal, funcionamento físico, funcionamento social e papel físico), apresentaram significativa melhor saúde geral dos estudantes em fase pré-clínica. Entre os sexos, dois domínios do DES (performance acadêmica, dificuldade e insegurança sobre o futuro profissional) mostraram menores fatores estressores para o sexo masculino. O PGWB demonstrou diferença significativa em quatro domínios (estado deprimido; autocontrole; saúde geral; vitalidade), com melhor bem-estar psicológico para homens. O sexo masculino apresentou melhor vitalidade no domínio do SF-36. Concluiu-se que estudantes em fase pré-clínica e do sexo masculino demonstraram menores fontes de estresse, melhor bem-estar psicológico e percepção de saúde geral (AU).


The aim of this study was to evaluate psychological well-being, overall health, and sources of stress among dental students from four Doctor of Dental Surgery (DDS) programs, comparing the preclinical and clinical phases and sexes. Three instruments were applied: Dental Environment Stress (DES), Psychological General Well-Being Index (PGWB) and Health Survey (SF-36), answered by 203 students, with 75 (37%) in the preclinical phase and 128 (63%) in the clinical one. Among them, 59 were male (29%) and 144 were female (71%). Comparisons were performed using the Mann-Whitney test, adopting a significance level of 5%. In the domains analyzed using DES (academic performance, difficulties and insecurities about their professional future, responsibilities with patients, personal and institutional factors, interpersonal relationships), preclinical students showed significantly lower scores than students enrolled in the clinical phases. For PGWB total score and in two domains (anxiety and general health), lower scores were also observed in preclinical students. Four domains of SF-36 (bodily pain, physical functioning, social functioning and role-physical) showed significantly better overall health for preclinical students. Among the sexes, two DES domains (academic performance and difficulties and insecurities about their professional future) showed lower stressors for males. PGWB showed a significant difference in four domains (depressed mood, self-control, general health and vitality), with better psychological well-being for males. Males showed better vitality in the SF-36 domain. Concluding, preclinical and male students showed lower sources of stress, better psychological well-being and better perception of their overall health (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Estresse Psicológico , Estudantes de Odontologia , Saúde Mental , Estresse Ocupacional/psicologia , Brasil , Estudos Transversais/métodos , Inquéritos e Questionários , Estatísticas não Paramétricas
3.
Araçatuba; s.n; 2019. 111 p. graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1051137

RESUMO

Introdução: A violência contra a mulher vem se constituindo, nas duas últimas décadas, num fenômeno múltiplo e complexo que exige estudos e reflexões que embasem as compreensões desta circunstância. Pacientes vitimadas por agressões apresentam distúrbios físicos, psicológicos e emocionais que interferem na integridade da saúde, resultando em sofrimento psíquico e adoecimento mental. Objetivo: Objetiva-se nesta tese verificar o impacto da violência na qualidade de vida das vítimas, analisando as consequências físicas e psíquicas das agressões exercidas contra elas. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, quantitativo, com dados provenientes de inquérito, onde foram avaliadas um total de 156 mulheres, num município de porte médio do Estado São Paulo, organizado em três artigos. No primeiro artigo, busca-se analisar a experiência de dez mulheres que sofreram violência física, atingidas na região da cabeça, face e pescoço, que tiveram como resultantes lesões graves ou gravíssimas. No segundo artigo, avalia-se as doenças e transtornos gerados pela exposição aos eventos traumáticos em 80 mulheres que registraram a ocorrência na Delegacia de Atendimento à Mulher e 66 que não foram violentadas e estavam em atendimento numa Unidade Básica de Saúde, estabelecendo uma comparação. No terceiro artigo, com as mesmas participantes, buscou-se estabelecer uma associação entre a vitimização da violência e o nível do cortisol salivar, buscando identificar os níveis de depressão, comparando os dois grupos de mulheres. Resultados: No primeiro estudo, observou-se que o uso do álcool e de drogas pode ser apontado como fator de risco para a permanência da violência. No segundo verificou-se que o transtorno de estresse pós-traumático, associado ao estresse, a psicopatologias, desenvolve-se após a exposição a experiências traumáticas agudas ou repetidas; sua vulnerabilidade da vítima está associada a alterações em que as respostas comportamentais se tornam exageradas e/ou resistentes à extinção ou em alguns casos resilientes. No último artigo, observou-se que a concentração salivar de cortisol, como índice fisiológico, tem relação direta com o estresse e a depressão nas mulheres violentadas. Conclusões: 1. A violência exerce um impacto negativo na qualidade de vida das vítimas e está associada ao uso de álcool e drogas pelos agressores, e a área da saúde e a rede intersetorial são importantes. 2. A violência contra as mulheres gera traumas físicos, transtorno de estresse pós-traumático, e estresse, depressão, além de alterar as respostas comportamentais e aumentar o nível do cortisol. 3. Os níveis de cortisol salivar tem relação direta com o grau de estresse e depressão nas mulheres violentadas e o cortisol pode ser utilizado para avaliar a depressão como biomarcador. A violência perpetrada sobre a mulher constitui-se num sério problema de saúde pública, com custos sociais e individuais elevados. Exigindo ações que desvendem ou miniminizem essa complexidade e possibilitem o desenvolvimento de estratégias para um melhor atendimento às vítimas, visando a preservação da qualidade de vida(AU)


Introduction: Violence against women has become, in the last two decades, a multiple and complex phenomenon that requires studies and reflections that support the understanding of this circumstance. Patients victimized by aggressions present physical, psychological and emotional disturbances that interfere with health integrity, resulting in psychological distress and mental illness. Objective: The objective of this thesis is to verify the impact of violence on the quality of life of the victims, analyzing the physical and psychological consequences of the aggressions against them. Methodology: This is a cross-sectional, quantitative study with data from a survey, in which a total of 156 women were evaluated in a medium size municipality in the State of São Paulo, organized in three articles. In the first article, the objective is to analyze the experience of ten women who suffered physical violence, affected in the region of the head, face and neck, resulting in serious or very serious injuries. In the second article, the diseases and disorders generated by the exposure to traumatic events were evaluated in 80 women who registered the occurrence at the Women's Assistance Station and 66 who were not raped and were attending a Basic Health Unit, establishing a comparison. In the third article, with the same participants, an attempt was made to establish an association between the victimization of violence and the salivary cortisol level, seeking to identify the levels of depression, comparing the two groups of women. Results: In the first study, it was observed that the use of alcohol and drugs can be pointed as a risk factor for the permanence of violence. In the second, it was verified that post-traumatic stress disorder, associated to stress, to psychopathologies, develops after exposure to acute or repeated traumatic experiences; their vulnerability to the victim is associated with changes in which behavioral responses become exaggerated and / or resistant to extinction or in some cases resilient. In the last article, it was observed that the salivary concentration of cortisol, as a physiological index, is directly related to stress and depression in the raped women. Conclusion: 1. The violence has a negative impact on the quality of life of the victims and is associated with the use of alcohol and drugs by the aggressors, and the health area and the intersectoral network are important. 2. Violence against women generates physical trauma, post-traumatic stress disorder, and stress, depression, as well as altering behavioral responses and increasing the level of cortisol. 3. Salivary cortisol levels are directly related to the degree of stress and depression in raped women, and cortisol can be used to evaluate depression as a bio-marker. Violence against women is a serious public health problem, with high individual and social costs. Demanding actions that unravel or minimize this complexity and enable the development of strategies to better serve the victims, aiming at preserving the quality of life(AU)


Assuntos
Qualidade de Vida , Saúde Mental , Violência contra a Mulher , Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos , Estresse Psicológico , Ferimentos e Lesões , Hidrocortisona , Depressão , Traumatismos Faciais
4.
Rev. ABENO ; 19(2): 135-143, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1023207

RESUMO

A fim de discutir a importância de experiências multiprofissionais e o papel de inovação do PET - Saúde na formação acadêmica, este artigo relata a experiência do PET - Odontologia da UFPA junto à equipe multiprofissional de um CAPS AD localizado no município de Belém/PA, além de avaliar as condições de saúde bucal dos dependentes químicos. A experiência mostrou a integração entre os diferentes profissionais e motivou o desenvolvimento de habilidades dos discentes para o planejamento de ações integradas e criativas de promoção de saúde, através de metodologias ativas, apontando novos rumos de atenção à saúde, centrado na lógica da realidade da comunidade e não somente no ambiente clínico. As atividades realizadas pela equipe de Odontologia foram integradas às oficinas e grupos desenvolvidos na unidade, como oficinas culinárias e de confecção e o cuidado de hortas, que propiciaram momentos de educação em saúde bucal. Foram realizadas dinâmicas e rodas de conversas, sendo os usuários agentes ativos no processo de construção compartilhada de conhecimento. Ocorreu o "dia D no CAPS AD", no qual os usuários participaram de atividade de escovação supervisionada e foram examinados por equipe médica e odontológica, com coleta de informações clínicas. Considera-se que a interação entre ensino, serviço e comunidade potencializada pelo PET - Saúde conduz a formação em saúde a um novo perfil, em que os profissionais se tornam mais capazes de responder às necessidades dos usuários e atuar de maneira compartilhada nos diferentes cenários (AU).


In order to discuss the importance of multiprofessional experiences and the innovation role of the PET - Saúde in academic training, this article reports on the experience PET - Odontology of UFPA with the multi-professional team of a CAPS AD located in the city of Belém / PA, besides evaluating the oral health conditions of chemical dependents. The experience showed the integration among the different professionals and motivated the development ofthe students' abilities to the planning of integrated and creative actions of health promotion, through active methodologies, pointing out new directions of health care, centered on the logic of the community reality and not only in the clinical environment. The activities carried out by the Dentistry team were integrated with the workshops and groups developed at the unit, such as cooking and cooking workshops and garden care, which provided moments of education in oral health. Was made dynamics and wheels of conversations, and the users are active agents in the process of shared knowledge construction. "D-day at CAPS AD" occurred, in which users participated in supervised brushing activity and were examined by medical and dental staff, collecting clinical information. It is considered that the interaction between teaching, service and community enhanced by PET ­ Saúde leads health education to a new profile in which professionals become better able to respond to users' needs and act in a shared way in different scenarios (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Saúde Mental , Aprendizagem Baseada em Problemas/métodos , Odontólogos , Serviços de Saúde Mental , Brasil , Relações Comunidade-Instituição
5.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 3(2): 19-25, May-Aug. 2018.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1021839

RESUMO

Objective: To analyze the oral and dental health conditions in a population of patients with a history of mental health disorders. Background: Individuals with mental health disorders are susceptible to dental disease related to poor oral hygiene, behavioral changes, medication effects, and systemic disease. Mental health and dental health reciprocally affect one another. Poor mental health has been associated with self-neglect, dry mouth, increased likelihood of substance abuse, and a higher susceptibility to oral infection. Similarly, poor dental health negatively affects mental health. Halitosis, dental caries, missing teeth, and affected speech can exacerbate mental health illness related to self-esteem and social anxiety. Methods: The Dental Registry and DNA repository (DRDR) at the University of Pittsburgh School of Dental Medicine was analyzed for patients with a history of mental health disorder. A total of 6,015 patient records were available from the DRDR at the time of this analysis. 1,068 patient records were available for individuals reporting a mental health disorder. We examined the prevalence of various dental conditions in a population of patients reporting a mental health disorder (N=1,068) in comparison to the rest of the registry (N=4,947), as well as the distribution of disorders and demographics. Mental health disorders included in this study are depression, anxiety, schizophrenia, bipolar disorder, post-traumatic stress disorder (PTSD), and eating disorders. Oral and dental health was assessed by dental caries, periodontal disease, gingivitis, tooth wear, complete and partial edentulism, xerostomia, coated tongue, gingivitis, oral ulceration, periapical lesions, and TMD. The prevalence of smoking, alcohol abuse, and substance abuse was also determined. Sex and ethnicity were also examined. Results: Of 6,015 patients, 1,068 reported a history of mental health disorder. 59.2% reported having depression, 16.7% reported anxiety, 13.3% reported bipolar disorder, 3.6% reported schizophrenia, 2.3% reported post-traumatic stress disorder (PTSD), and 2.3% reported an eating disorder. Mental illness was significantly associated with partial and complete edentulism, dental caries, tooth wear, xerostomia, erosion, TMD, ulceration, and gingivitis. Mental illness was also significantly associated with female sex and Whites. Conclusions: Mental health conditions can significantly affect the dental and oral health of affected individuals. Individuals with mental health conditions may be more susceptible to dental disease.


Objetivo: Analisar o estado de saúde oral e dentária de uma população de pacientes com história de problemas de saúde mental. Conhecimento Prévio: Indivíduos com problemas de saúde mental só mais suscetíveis a doença oral relacionada a hygiene oral deficient, mudanças de comportamento, efeitos de medicações, e doenças sistêmicas. Saúde mental e oral afetam reciprocamente uma à outra. Problemas de saúde mental foram associados com falta de cuidado pessoal, boca seca, chance aumentada de uso de substâncias ilícitas, e risco aumentado de infecção oral. De forma semelhante, problemas de saúde oral afetam negativamente saúde mental. Halitose, cárie, perda de dentes, e problemas de fala podem agravar o estado de saúde mental relacionado com auto-estima e ansiedade. Métodos: The Dental Registry and DNA Repository (DRDR) da Faculdade de Medicina Dental da Universidade de Pittsburgh foi analisado na avaliação de pacientes com história de doença mental. Um total de 6.015 fichas de pacientes estava disponível no DRDR no momento dessa análise. Dessas, 1.068 eram fichas de pacientes com um problema mental. Prevalência de cárie, periodontite, atrição, edentulismo parcial e total, xerostomia, erosão, gengivite, disordem da articulação temporomandibular (TMD), e úlceras foram determinadas e comparadas com o resto do registro (N=4.947). Sexo e etnia foram também analisados. O teste to qui-quadrado com significância de 5% foi usado. Resultados: Dos 6.015 pacientes, 1.068 relataram história de problema de saúde mental. 59.2% reportou ter depressão, 16.7% ansiedade, 13.3% doença bipolar, 3.6% esquizofrenia, 2.3% transtorno de estresse pós-traumático (PTSD), e 2.3% problemas de alimentação. Doença mental estava significativamente associada com edentulismo parcial e total, cárie, atrição, xerostomia, erosão, TMD, ulceração, e gengivite. Doença mental também for significativamente associada com o sexo feminino e etinia branca. Conclusões: Problemas mentais signifcativamente afetam a saúde oral. Pessoas com problemas de saúde mental parecem ter risco aumentado à cárie, atrição, erosão, edentulismo, xerostomia, inflamcação das gengivas, e TMD. Esses resultados poderão ajudar a direcionar medidas de prevenção e tratamento dessas pessoas.


Assuntos
Saúde Bucal , Autoimagem , Distribuição de Qui-Quadrado , Saúde Mental , Transtornos Mentais
6.
Rev. Ciênc. Plur ; 3(2): 73-86, 2017.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-876526

RESUMO

Introdução: Se na tradição ocidental vigora a abordagem mecanicista, de inspiração cartesiana, onde a doença é isolada analiticamente e tratada, na tradição oriental a relação saúde-doença é, há milênios, concebida como uma desarmonia biopsicossocial de um indivíduo inserido num meio e dotado de rica subjetividade. Em documento de 2001, a Organização Mundial de Saúde faz menção a uma abordagem médica sistêmica, integrada, tal qual os chineses praticam há muito tempo. Pensando nessa mudança de paradigma, entendemos haver, em nossa cultura, certa carência de ferramentas epistemológicas capazes de lidar com essa complexidade. Objetivo: Contrapor as perspectivas orientais (chinesa, em particular) no trato com a saúde (a mental, em específico), com a tradição ocidental de práticas médicas. Método: Estudo de abordagem qualitativa mediante revisão bibliográfica e análise interpretativa, estabelecendo-se comparação entre os dois tipos de prática médicas. Resultados: Nesse sentido, foram explorados os princípios da teoria da auto-organização, sugerindo que tal abordagem epistemológica poderia ser de extrema valia no que concerne à elaboração de um novo olhar sobre as relações médico/paciente e saúde/doença (AU).


Introduction: If in the Western tradition the Cartesian-inspired mechanistic approach, where disease is analytically isolated and treated, in the Eastern tradition the health-disease relationship has been conceived for millennia as a biopsychosocial disharmony of an individual inserted in a medium and gifted of rich subjectivity. In a 2001 document, the World Health Organization mentions a systemic, integrated medical approach, as the Chinese have long practiced. Thinking of this paradigm shift, we understand that there is in our culture a certain lack of epistemological tools capable of dealing with this complexity. Objective: To oppose the Eastern (Chinese, in particular) perspectives of treatment with health (the mental, in particular), with the Western tradition of medical practices. Methodology: Study of qualitative approach through bibliographic review and interpretative analysis, establishing a comparison between the two types of medical practice. Results: In this sense, the principles of the theory of self-organization were explored, suggesting that such an epistemological approach could be of extreme value in the elaboration of a new look on the doctor / patient and health / illness relationships (AU).


Assuntos
Processo Saúde-Doença , Saúde Mental , Autonomia Pessoal , Relações Médico-Paciente/ética , Brasil , Estudos de Avaliação como Assunto/métodos
7.
Bauru; s.n; 2017. 139 p. tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-880042

RESUMO

Com o objetivo de reestruturar a atenção básica caracterizada pelo atendimento assistencialista, centrado na doença e atendimento médico individualizado, surge no Brasil em 1987, o Programa de Agentes Comunitários de Saúde e a Estratégia Saúde da Família. Incorporando os princípios da universalidade, equidade e integralidade do Sistema Único de Saúde, desenvolve atividades de promoção, prevenção e recuperação da saúde em conjunto com a comunidade. Dessa proposta emerge um novo trabalhador, o Agente Comunitário de Saúde, considerado ponto chave na integração entre a equipe de saúde e as famílias da comunidade. Nessa perspectiva, o Agente Comunitário de Saúde é o foco dessa pesquisa que tem como objetivo identificar, através das percepções desses trabalhadores, os sofrimentos advindos da organização do seu trabalho e vivenciados diariamente. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa com a participação de 24 Agentes Comunitários de Saúde, 100% mulheres, selecionadas por sorteio, integrantes das equipes das sete unidades de Saúde da Família da cidade de Bauru, estado de São Paulo.Utilizou-se como critério de inclusão as Agentes Comunitários de Saúde maiores de dezoito anos e o critério de exclusão foi estar em acompanhamento psicológico devido ao trabalho. As participantes foram entrevistadas com um roteiro semiestruturado para o conhecimento das características das trabalhadoras, a organização do trabalho e a concepção que elas têm sobre o seu trabalho. Foram aplicados o Inventário de Sintomas de Stress em Adultos, o Inventário de Depressão de Beck e o MaslachInventoryBurnout junto a 41,6% das participantes. Para a análise dos dados coletados nas entrevistas, utilizou-se a metodologia da Análise do Discurso. Após leitura meticulosa do material coletado, constatou-senos discursos das trabalhadoras a percepção de sua prática diária envolvendo uma problemática em relação ao vínculo, reconhecido como uma importante tecnologia de trabalho para estabelecer a confiança entre os serviços de saúde e os usuários. Contudo, os meios pelos quais essa tecnologia é efetivada, adicionada à exigência de morar no mesmo bairro dos usuários, distorcem o trabalho das Agentes Comunitários de Saúde como ato, invadem e se misturam às vivências e sentimentos mais particulares dessas trabalhadoras.O vínculo formado com a população produz fragilidades emocionais que influenciam a construção da identidade e deixa evidente que esse trabalho vai além do âmbito profissional. Ainda, através das análises realizadas, identificaram-se relatos de sofrimentos psíquicos diários advindos de fatores psicossociais decorrentes da organização do trabalho.Os testes psicológicos mostraram resultados não significativos para detecção de estresse, depressão e síndrome de burnout. Nas falas foram identificadas ideologias defensivas, o que dificulta que as percepções descritas nessa pesquisa adquiram formas de alavancar uma mudança social na organização do trabalho do Agente Comunitário de Saúde.(AU)


With the objective of restructuring the basic care characterized by care assistance, centered on the disease and individualized medical care, the Program of Community Health Agents and the Family Health Strategy emerged in Brazil in 1987. Incorporating the principles of universality, equity and integrality of the Unified Health System, it develops health promotion, prevention and recovery activities together with the community. From this proposal emerges a new worker, the Community Health Agent, considered a key point in the integration between the health team and the families of the community. In this perspective, the Community Health Agent is the focus of this research whose objective is to identify, through the perceptions of these workers, the sufferings arising from the organization of their work and experienced daily. It is a qualitative study with the participation of 24 Community Health Agents, 100% women, selected by lot, members of the teams of the seven units of Family Health in the city of Bauru, state of São Paulo. The inclusion criteria were Community Health Agents over eighteen years old and the criterion of exclusion was to be in psychological accompaniment due to work. Participants were interviewed with a semistructured roadmap for the knowledge of the characteristics of the workers, the organization of work and the conception that they have about their work. The Inventory of Stress Symptoms in Adults, the Beck Depression Inventory and the Maslach Inventory Burnout were applied to 41.6% of the participants. For the analysis of the data collected in the interviews, the Discourse Analysis methodology was used. After a meticulous reading of the collected material, it was observed in the workers' discourses the perception of their daily practice involving a problem related to the bond, recognized as an important work technology to establish trust between the health services and the users. However, the means by which this technology is applied, added to the requirement of living in the same neighborhood as the users, distort the work of the Community Health Agents as an act, invade and mix with the experiences and feelings more particular of these workers. The bond formed with the population produces emotional fragilities that influence the construction of identity and makes evident that this work goes beyond the professional scope. Also, through the analyzes carried out, reports of daily psychic suffering from psychosocial factors resulting from work organization were identified. The psychological tests showed non-significant results for detection of stress, depression and burnout syndrome. Defensive ideologies were identified in the speeches, which makes it difficult for the perceptions described in this research to acquire ways of leveraging a social change in the organization of the work of the Community Health Agent.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Agentes Comunitários de Saúde/psicologia , Doenças Profissionais/psicologia , Saúde do Trabalhador , Saúde Mental , Testes Psicológicos , Inquéritos e Questionários , Condições de Trabalho , Ambiente de Trabalho
8.
Rev. Ciênc. Plur ; 2(1): 17-29, jun. 2016.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-855843

RESUMO

Objetivos: Analisar parte do conjunto da obra de Michel Foucault, bem como alguns outros autores auxiliares,pretende-se, no presente texto, a elaboração de uma reflexão tanto numa perspectiva de primeira pessoa (jáque somos usuário dos CAPS há cerca de cinco anos), quanto numa perspectiva de terceira pessoa,investigando os meandros das relações de poder tanto na sociedade em geral, quanto nos próprios Centros deAtenção Psicossocial que frequentamos e frequento. Método: Estudo teórico, com revisão de bibliografia daárea. Conclusão: Entendemos que este artigo pode ser útil ou relevante tanto para pesquisadores das áreasde saúde, quanto para filósofos e sociólogos ocupados em entender como se dão as micro-relações deconhecimento/poder no que tange ao próprio cuidado em saúde mental e saúde de modo geral


Objective: Analyze part of the set of works of Michel Foucault and some other auxiliary authors, it is intended,in this text, the drafting of a reflection both in a first-person perspective (since I am a CAPS user about five years), as a third-person perspective, investigating the intricacies of power relations both in society at large, as in their own community mental health services I attended and I attend. Method: Theoretical study, with bibliography of the area review. Conclusion: we understand that this article may be useful or relevant to researchers in the areas of health, and for philosophers and sociologists busy understand how to give the micro-relations of knowledge/power in relation to their own mental health care in particular and health, Generally


Assuntos
Política Pública , Psiquiatria , Saúde Mental , Serviços de Saúde Mental , Brasil
9.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-768570

RESUMO

O objetivo do presente trabalho foi levar ao conhecimento da comunidade científica uma revisão bibliográfica percebida ao longo da carreira acadêmica de um dos autores onde a personalidade física presente em coordenadores de alguns cursos de especialização em Odontologia é transmitida à personalidade jurídica tanto em instituições públicas quanto em privadas. A Legislação vigente, diferenças de personalidades físicas e jurídicas, transtornos mentais e de personalidade são explicitados, além de se projetar algumas possibilidades de acometimentos na medicação, os autores também questionaram a o fechamento de hospitais. Foi usada metodologia exploratória, através de palavras-chave no portal Capes e Scielo, com os descritores: Direito Administrativo ? Saúde Mental ? Ensino Odontológico ? Políticas públicas de saúde; além de revistas e jornais virtuais. Concluiu-se que a falta de conhecimento em direito por parte dos docentes prejudica o processo de ensino e aprendizagem dos alunos. Existe, em alguns casos, o descaso contratual, pela falta de dissociação pessoal e institucional onde docentes e discentes se inserem, podendo este ser repassado num processo cíclico onde aprendidos e ensinados podem fazer parte de um sistema imutável. Existe a necessidade da revisão dos valores na metodologia de ensino odontológico para que transtornos de personalidade física não sejam perpetuados em pessoas jurídicas e assim não haja prejuízo e judicialização de ações por parte dos que têm noção de diretos e deveres como regras básicas de convívio social


The aim of this study was to inform the scientific community through literature review, along the academic career of one of the authors where physical personality of some coordinated specialization courses of dentistry is transmitted to the legal personality, both in public and private institutions. The current legislation, differences in physical and legal personalities, mental and personality disorders are explained, in addition to design some bouts of possibilities in medication, the authors also questioned the closure of hospitals. An exploratory methodology was used through key words in the CAPES and Scielo website, with the following keywords: Administrative Law ? Mental Health ? Dental Education ? Public health policies; as well as magazines and online newspapers. It concludes that the lack of knowledge in law by teachers, weaken the teaching and learning process of students, there are in some cases, the contractual carelessness and lack of differentiation personal and institutional where teachers and students are engaged. This may being passed in a cyclic process where learned and taught may be part of an unchanging system. There is the need to review the values in dental teaching methodology for those personality disorders do not perpetuate in persons and corporations, that there may prejudice those who has the notion of law and duties as basic rules of social life


Assuntos
Saúde Mental , Direito Administrativo , Educação em Odontologia , Políticas Públicas de Saúde
11.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 8(1): 57-61, jan.-jun. 2008. graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-521947

RESUMO

Objetivo: Verificar a prevalência de cárie dentária em pacientes psiquiátricos submetidos a tratamento no Centro de Atenção Psicossocial II de Blumenau, SC, Brasil. Método: O índice epidemiológico utilizado foi o CPO-D. A população alvofoi composta por 201 pacientes. Verificou-se também a idade e o tipo de doença psiquiátrica através da consulta ao prontuário de cada paciente. Resultados: O CPO-D médio foi extremamente alto (18,61). Quando analisados por grupos etários, o CPO-D entre os sujeitos de 15 e 30 anos foi de 10,68 e o principal componente responsável pelo índice neste grupo foi O. Entre os indivíduos de 31 e 50 anos o CPO-D foi de 19,76 e o componente P passou ser o principal responsável pelo alto índice de CPO-D que aumentou ainda mais significativamente nos pacientes acima de 50 anos que apresentaram o CPO-D de 24,84. Apenas 5% da população-alvo apresentou um CPO-D < 5 e 83% dessa população apresentou umCPO-D > 10. Conclusão: A população estudada apresenta alta prevalência da doença bucal, sendo o componente P o principal responsável por esses índices elevados, revelando que essa população é muito pouco assistida em relação à odontologia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cárie Dentária/diagnóstico , Índice CPO , Saúde Mental , Saúde Bucal , Transtornos Mentais/epidemiologia , Interpretação Estatística de Dados
12.
Arq. odontol ; 41(1): 41-49, 2005. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-849926

RESUMO

Este estudo relata a prevalência, características clínicas, procura de tratamento em saúde mental e o impacto nas consultas odontológicas da fobia dental em uma amostra da comunidade de Moema na cidade de São Paulo-SP. A Entrevista Clínica Estruturada para o DSM-IV (2.0), com questões sobre ir ao dentista, foi administrada à 756 sujeitos. A prevalência da fobia dental ao longo da vida foi de 2,8 por cento e aproximadamente 86 por cento (ou 2,4 por cento da amostra total) ainda apresentava sintomas fóbicos no últimos 12 meses. A média da idade de início da fobia foi de 12 anos. A prevalência deste tipo de fobia foi maior em mulheres, pessoas de raça negra e com baixa escolaridade. Nenhuma pessoa relatou especificamente tratamento em saúde mental para a fobia dental. Pessoas com fobia dental demoram em média o sêxtuplo de anos para consultar um dentista (19 anos) em comparação com pessoas sem este tipo de fobia (03 anos)


Assuntos
Ansiedade ao Tratamento Odontológico/epidemiologia , Distribuição por Idade , Distribuição por Sexo , Saúde Mental/classificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA