Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Bauru; s.n; 2015. 80 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867733

RESUMO

Ainda não existe consenso sobre os aspectos etiológicos e sinais e sintomas do bruxismo, especialmente em crianças. Poucas são as evidências que demonstraram a relação entre estresse, ansiedade e bruxismo. Além disso, a força de mordida pode ser alterada em pacientes com este tipo de manifestação. O presente estudo teve por objetivos avaliar a relação do bruxismo com: ansiedade, estresse, hábitos do sono, força máxima de mordida, a presença de sinais de DTM, características morfológicas e funcionais de oclusão de crianças e de crianças de 6 a 8 anos. A amostra foi dividida e dois grupos: Grupo I: Crianças com Bruxismo e Grupo II: Crianças sem bruxismo. O diagnóstico de bruxismo foi realizado de acordo com os critérios da American Academy of Sleep Medicine e pela observação de facetas de desgaste dentários. Os níveis de estresse e ansiedade, assim como os hábitos do sono foram avaliados por meio da aplicação de questionários específicos sobre os mesmos aos pais (Childrens Anxiety Scale-SCAS-Brasil/ Childrens Sleep Habits Questionnaire- CSHQ-PT) e às crianças (Child Stress Scale- CSS-Brasil). A força máxima de mordida foi determinada por meio de um gnatodinanômetro digital. A presença de sinais de DTM e características morfológicas e funcionais de oclusão foram verificadas de acordo com exame clínico realizado em cadeira odontológica. Os dados desse estudo foram submetidos à análise estatística pelo teste T não pareado para comparar as médias e a presença de diferenças estatísticas das variáveis como idade, força de mordida direita e esquerda e IMC dos grupos I e II. O teste Qui-quadrado foi utilizado para avaliar a associação entre as variáveis presentes e os grupos estudados. O coeficiente V de Cramer foi utilizado para verificar se há associação entre sinais e sintomas de DTM, Classificação de máoclusão de Angle e a presença de mordida cruzada com o perfil dos grupos estudados. O U de Cronbach foi calculado para cada questionário e para cada domínio de cada...


There is no consensus in the literature on bruxism etiological aspects, signs and symptoms, especially in children. Little evidence shows the relation among stress, anxiety and bruxism. Besides, the bite strength may be altered in these patients. The purpose of this study was to evaluate the relationship of bruxism with: anxiety, stress, sleeping habits, maximum bite strength, presence of TMD, morphological and functional characteristics of occlusion in children aging 6 to 8 years old. The sample was divided in two groups: Group I: Children with bruxism and Groups II: Children without bruxism. Bruxism diagnosis was made according to the American Academy of Sleep Medicine criteria and by the observation of attrition facets. Stress and anxiety levels, as well as sleeping habits were evaluated through questionnaires applied to the parents (Childrens Anxiety Scale-SCAS-Brasil/ Childrens Sleep Habits Questionnaire- CSHQ-PT) and to the children (Child Stress Scale- CSSBrasil). Maximum bite strength was measured by a digital dynanometer. The presence of TMD signs and occlusion morphological and functional characteristics were verified according to clinical exam. Data was submitted to statistical analysis: Non-paired student t test to compare average and the presence of statistical differences of variables such as age, right and left bite strength and BMI of groups I and II. Chi-square test was used to evaluate the relation between the variables present and the groups. The CramersV was used to verify the association of signs and symptoms of TMD, Angles occlusion classification and the presence of crossbite with the groups outline. The Cronbachs alpha was calculates to each questionnaire and to each questionnaires domain in order to verify their trust value. P<0,05 was considered to significant statistical differences. Results show that Children from Group II: no bruxism, presented higher levels of anxiety than children from Group I: bruxism. There was no...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Bruxismo do Sono/fisiopatologia , Hábitos , Sono/fisiologia , Transtornos de Ansiedade/fisiopatologia , Força de Mordida , Estudos de Casos e Controles , Fatores Sexuais , Inquéritos e Questionários , Escala de Ansiedade Frente a Teste , Transtornos da Articulação Temporomandibular/fisiopatologia
2.
Ciênc. odontol. bras ; 10(1): 70-77, jan.-mar. 2007.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-518104

RESUMO

As Desordens Temporomandibulares são doenças que afetam as articulações temporomandibulares e músculos damastigação do aparelho estomatognático. Fatores psicossociais desempenham papel importante na etiopatogenia dessadoença. O objetivo deste estudo é avaliar a relação entre o grau de desordem temporomandibular e o nível de ansiedade em estudantes de graduação em Odontologia, em três períodos do curso (1o ao 4o semestres, 5o ao 7o, e 8o ao 10o semestres), por meio dos questionários auto-aplicáveis pandice Anamnésico de Fonseca e do Inventário de Ansiedade Traço-Estado (IDATE). Os dados foram tabulados e posteriormente analisados por meio dos testes estatísticos Kruskal-Wallis e correlação de Pearson, ao nível de significância de 1%. Os resultados mostraram correlação positiva e diferença estatisticamente significante entre DTM e ansiedade, em todos os períodos avaliados; e um nível mais alto de ansiedade foi observado no período intermediário do curso (5o ao 7o semestres). Concluímos que houve relação diretamente proporcionalentre DTM e ansiedade nos alunos avaliados, estatisticamente significante, independente do estágio cursado;o maior nível de ansiedade foi observado no grupo formado por alunos do 5o ao 7o semestres, contudo sem nenhuma significância estatística. Torna-se importante desenvolver uma estratégia para o controle do estresse e da ansiedade dos alunos no curso de graduação em Odontologia.


Assuntos
Humanos , Transtornos de Ansiedade , Transtornos Craniomandibulares , Estudantes de Odontologia/psicologia , Estresse Psicológico
3.
RPG rev. pos-grad ; 13(2): 181-185, abr.-jun. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529358

RESUMO

A etiologia das desordens craniomandibulares compreende uma série de fatores relacionados à oclusão, à presença de hábitos parafuncionais e a aspectos psicossociais. Esses fatores podem coagir entre si, contribuindo para desencadear ou perpetuar os sinais e sintomas relativos a tais desordens. Dessa forma, foi realizado um estudo em 60 pacientes totalmente dentados, com a finalidade de verificar a influência de aspectos psicossomáticos sobre a desordem craniomandibular (DCM). Para isso, foi aplicado o índice craniomandibular (ICM), o qual permite detectar a presença de sinais e sintomas de DCM, e administrado um teste psiquiátrico para diagnosticar patologias psíquicas pertencentes ao DSM-IV. A patologia psíquica pesquisada foi o transtorno de ansiedade generalizada, que mostrou uma relação significativa (p<0,05) com os pacientes sintomáticos para DCM. Ao analisar o índice de palpação separadamente, essa relação se manteve significativa (p<0,05) numa escala crescente de valores, demonstrando a ação desse transtorno sobre a sintomatologia dolorosa muscular. Assim sendo, esse transtorno mental exerceria influência considerável na etiologia da DCM, na medida em que potencializaria a dor; isso ocorreria principalmente em função do aumento da tensão muscular.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Transtornos Craniomandibulares , Transtornos da Articulação Temporomandibular , Transtornos de Ansiedade/diagnóstico , Dor Facial , Hábitos
4.
Rev. odonto ciênc ; 21(52): 191-198, abr.-jun. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-457151

RESUMO

O Líquen Plano (LP) bucal é uma desordem mucocutânea crônica de origem inflamatória e de etiologia incerta. Distúrbios psiquiátricos têm sido freqüentemente relatados como fatores relacionados ao desenvolvimento do LP bucal. No entanto, esta associação ainda permanece controversa. O presente estudo pretende fazer uma revisão crítica da literatura a respeito deste assunto. Tem sido documentada a existência de desordens mentais em pacientes com LP bucal como ansiedade, depressão, estresse e outros, com índices de incidência consideráveis. Com base na literatura revisada sugere-se que certos distúrbios psicossomáticos podem ser fatores subjacentes ao LP bucal, porém, uma correlação direta entre estes fatores psicológicos e a doença permanece ainda pouco definida.


Assuntos
Transtornos de Ansiedade , Depressão , Líquen Plano Bucal/etiologia , Estresse Fisiológico
5.
J. bras. ortodon. ortop. facial ; 5(25): 86-92, jan.-fev. 2000. graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-427996

RESUMO

Estudos recentes demosntram que existe uma associação entre sintomas psicológicos e a disfunção craniomandibular (DCM), o que pode influenciar o tratamento com o Cirurgião-Dentista. Existe, portanto, a necessidade de instrumentalizar o clínico que atende a esses pacientes a realizar uma avaliação psicológica sucinta que pode ser útil para determinar quando uma abordagem multidisciplinar parece ser indicada. Com este objetivo este artigo apresenta uma adaptação brasileira de um instrumento de triagem para problemas psicológicos em pacientes com DCM, elaborado por OAKLEY et al.


Assuntos
Adulto , Masculino , Feminino , Humanos , Transtornos Craniomandibulares , Dor Facial , Transtornos de Ansiedade , Depressão , Estresse Fisiológico , Triagem
6.
J. bras. ortodon. ortop. facial ; 4(25): 86-92, jan.-fev.2000. graf, CD-ROM
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-851236

RESUMO

Estudos recentes demosntram que existe uma associação entre sintomas psicológicos e a disfunção craniomandibular (DCM), o que pode influenciar o tratamento com o Cirurgião-Dentista. Existe, portanto, a necessidade de instrumentalizar o clínico que atende a esses pacientes a realizar uma avaliação psicológica sucinta que pode ser útil para determinar quando uma abordagem multidisciplinar parece ser indicada. Com este objetivo este artigo apresenta uma adaptação brasileira de um instrumento de triagem para problemas psicológicos em pacientes com DCM, elaborado por OAKLEY et al


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Dor Facial , Transtornos Craniomandibulares/diagnóstico , Depressão , Estresse Fisiológico , Triagem , Transtornos de Ansiedade
7.
BCI ; 2(3): 27-38, jul.-set. 1995.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-850282

RESUMO

Os autores fazem algumas considerações sobre o controle do "stress", a prevenção e o controle da dor inflamatória aguda e a profilaxia das infecções em implantodontia. Apresentam também a proposta de um protocolo terapêutico, que inclui a medicação pré-anestésica e pós-operatória indicada nas cirurgias de implantes


Assuntos
Implantes Dentários , Dor/psicologia , Prescrições de Medicamentos , Transtornos de Ansiedade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA