Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 22
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 23(1): 1-11, 2020. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1049834

RESUMO

Objective: to evaluate the marginal fit and microleakage of monolithic zirconia crowns cemented by bio-active cements (Ceramir) compared to that cemented with glass ionomer cement, and to evaluate the effect of thermocycling on marginal fit. Material and Methods: Twenty sound human molar teeth were prepared to receive monolithic zirconia crowns. Teeth were divided randomly into two equal groups according to the type of luting cement: Group I (glass ionomer cement) and group II (Ceramir cement). After cementation, the vertical marginal gap was assessed using stereomicroscope before and after thermocycling. Twenty equidistant measurement points were taken for each crown. Leakage assessment was carried out using Fuchsin dye penetration followed by digital photography under a stereomicroscope. Data were analyzed by Mann-Whitney U test to compare between the two luting cements. Wilcoxon signed-rank test was used to evaluate the effect of thermocycling on the marginal fit (P ≤ 0.05). Results: Whether before or after thermocycling, the results showed no significant difference between the marginal gap values of the two tested groups. For both groups, there was a significant increase in marginal gap values after thermocycling. Also, there was no significant difference between leakage scores of the two tested groups. Conclusion: Similarity in the physical properties and chemical composition of the two cements resulted in a nonsignificant effect on the vertical marginal fit and the extent of microleakage of translucent zirconia crowns. Thermocycling had a negative impact on the vertical marginal gap of the two tested luting agents. (AU)


Objetivo: avaliar a adapatação marginal e a microinfiltração de coroas monolíticas de zircônia cimentadas com cimentos bioativos (Ceramir) em comparação com o cimento de ionômero de vidro e avaliar o efeito da termociclagem na adaptação marginal. Material e Métodos: Vinte molares humanos sadios foram preparados para receber coroas monolíticas de zircônia. Os dentes foram divididos aleatoriamente em dois grupos iguais, de acordo com o tipo de cimento: Grupo I (cimento de ionômero de vidro) e grupo II (cimento Ceramir). Após a cimentação, a adaptação marginal vertical foi avaliada com estereomicroscópio antes e após a termociclagem. Vinte pontos de medição equidistantes foram obtidos para cada coroa. A avaliação da infiltração foi realizada utilizando a penetração do corante de fucsina, seguida de fotografia digital sob estereomicroscópio. Os dados foram analisados pelo teste de Mann-Whitney para comparação entre os dois cimentos. O teste de Wilcoxon foi usado para avaliar o efeito da termociclagem na adaptação marginal (P ≤ 0,05). Resultados: Antes ou depois da termociclagem, os resultados não mostraram diferença significativa entre os valores de fenda marginal dos dois grupos testados. Para ambos os grupos, houve um aumento significativo nos valores de fenda marginal após a termociclagem. Além disso, não houve diferença significativa entre os escores de infiltração dos dois grupos testados. Conclusão: A similaridade nas propriedades físicas e na composição química dos dois cimentos resultou em um efeito não significativo na adaptação marginal vertical e na extensão da microinfiltração de coroas translúcidas de zircônia. A termociclagem teve um impacto negativo na fenda marginal vertical dos dois agentes de cimentação testados. (AU)


Assuntos
Humanos , Zircônio , Adaptação Marginal Dentária , Coroas , Cimentos Dentários , Infiltração Dentária , Temperatura , Técnicas In Vitro , Distribuição Aleatória , Cimentos de Ionômeros de Vidro , Dente Molar
2.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 59 p. ilus, tab.
Tese em Inglês, Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1016539

RESUMO

Técnicas de agitação da solução irrigadora melhoram a eficácia da limpeza apical através do aumento do fluxo de fluidos, potencializando a desinfecção do canal radicular. A irrigação ultrassônica passiva (PUI) é a técnica mais utilizada e promove, além de uma melhor limpeza, o aumento da temperatura do hipoclorito de sódio (NaOCl). Já o sistema XP-endo Finisher, tipo especial de instrumento rotatório de NiTi tratado termicamente, tem sua capacidade de alcance e eficácia aumentada através da alteração na sua conformação. Esta, ocorre devido à tranformação reversa da martensita quando o instrumento entra em contato com temperatura corporal no interior do canal radicular. O objetivo deste estudo foi avaliar a variação da temperatura da solução irrigadora no interior da câmara pulpar em três situações clínicas: em repouso e após agitação mecânica com o sistema XP-endo Finisher e PUI. As temperaturas de transformação dos instrumentos XP-Endo Finisher foram determinadas por DSC. Um Termopar digital foi usado para mensurar a temperatura do irrigante, dentro da câmara pulpar. Três mensurações foram realizadas em cada dente (n = 12): com a solução irrigadora em repouso, durante a agitação com XPEndo Finisher e durante o uso de PUI, ambos por 60 segundos, observando a evolução da temperatura por 325 segundos. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste t-student, com nível de confiança de 95%. Os resultados do DSC sugeriram que o instrumento XP-endo Finisher à temperatura ambiente apresenta uma estrutura mista, de austenita e fase R. Para o protocolo realizado com a lima XP-Endo, a temperatura média observada no momento da inserção do instrumento no interior do canal radicular foi de 28,7ºC. Após 60 segundos de agitação a temperatura atingiu 34°C. A estabilização da temperatura da solução dentro do canal a 35,5°C foi observada somente após 211 segundos. A temperatura média máxima da solução irrigadora registrada no interior do canal foi de 35,5°C com o irrigante em repouso e após agitação com XP-endo (p> 0,05). Para o protocolo realizado com PUI após 30 segundos de ativação da solução irrigadora a temperatura do NaOCl atingiu 33,3°C e após 60 segundos 37,8ºC, um aumento de aproximadamente 10°C na temperatura do irrigante foi observado. O sistema XP-endo Finisher não promove o aquecimento da solução irrigadora, mas a expansão do instrumento, que é responsável pela melhor capacidade de limpeza desse sistema, ocorrerá e começará em uma temperatura abaixo da esperada. O protocolo de agitação por 60 segundos com PUI, pode ser considerado uma técnica segura que, além dos benefícios descritos na literatura de aumentar a dinâmica do fluxo de fluidos, não promove um superaquecimento que poderia causar danos aos tecidos periodontais.


Irrigation solution agitation techniques improve the efficacy of apical cleaning by increasing the fluids flow, potentiating disinfection of the root canal. Passive ultrasonic irrigation (PUI) is the most used technique and promotes, besides a better cleaning, the increase of sodium hypochlorite (NaOCl) temperature. The XP-endo Finisher system, a special type of thermally treated NiTi rotary instrument, has its capacity to reach and increase efficiency due to a change in its conformation. This, occurs due to the reverse transformation of martensite when the instrument comes in contact with body temperature inside the root canal. The aim of this study was to evaluate the temperature variation of the irrigation solution inside the pulp chamber in three clinical situations: at resting and after mechanical agitation with the XP-endo Finisher system and PUI. Transformation temperatures of XP-Endo Finisher instruments were determined by DSC. A digital thermocouple was used to measure the irrigant temperature, inside the pulp chamber. Three measurements were performed in each teeth (n = 12): with irrigant at resting, during agitation with XP-Endo Finisher and during the use of PUI, both for 60 seconds, observing the temperature evolution. Data were statistically analyzed using t-student test, with a confidence level of 95%. DSC results suggested that XP-Endo finisher at room temperature will be in a mixed R-phase and austenitic structure. For the protocol performed with the XP-Endo file, the mean temperature observed at the time of instrument insertion inside the root canal was 28,7ºC. After 60 seconds of agitation temperature reached 34°C. The stabilization of the solution temperature inside the canal at 35.5°C was observed only after 211 seconds. The mean maximum irrigation solution temperature recorded inside the canal was 35.5°C with the irrigant at resting and after XP-endo agitation (p>0.05). For the protocol performed with PUI, after 30 seconds of irrigation solution activation the temperature of NaOCl reached 33.3°C and after 60 seconds 37.8°C, an increase of approximately 10°C in the irrigant temperature was observed. The XP-endo Finisher system does not promote heating of the irrigation solution, but the file expansion which is responsible for the instruments better cleaning ability will occur and it starts in a temperature under the expected. The 60 seconds PUI agitation protocol, can be considered a safe technique that besides the benefits described in the literature of increasing fluid flow dynamics, do not promote an overheating that could cause damage to periodontal organic tissues.


Assuntos
Irrigantes do Canal Radicular , Hipoclorito de Sódio , Temperatura , Instrumentos Odontológicos , Cavidade Pulpar , Irrigação Terapêutica , Técnicas, Medidas, Equipamentos de Medição , Endodontia
3.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 18(1): 3892, 15/01/2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-966730

RESUMO

Objective: To estimate the effect of temperature over the physical properties of commonly used luting cements. Material and Methods: The two set of cylindrical shaped cement samples measuring 12mm X 6mm and 4mm X 8mm were fabricated from non-eugenol zinc oxide, glass ionomer, zinc phosphate, Zinc polycarboxylate, resin cements. These two sets of samples were utilized to test compressive and diametral tensile strength respectively. Forty cement samples from each mold were fabricated and distributed between 14, 22, 37 and 550C (N=10). The samples were tested under universal testing machine, and data subsequently analyzed using One-way ANOVA and Tukey multiple comparison's statistical methods at p > 0.05. Results: The higher temperature resulted in noticeable reduction in the compressive strength of non-eugenol -zinc oxide, Zinc-phosphate, Zinc poly carboxylate cements. The highest compressive strength was recorded for non-eugenol zinc oxide (8.08 Mpa) at 370C, Zinc phosphate (91.01Mpa) at 140C, and for zinc polycarboxylate (83.06 Mpa) at 370C. The comparative values for respective cements at 550C were 6.40Mpa, 59.80Mpa, and 52.88 Mpa. The higher temperature had insignificant effect on the compressive strength of glass ionomer cement, while composite resin cement indicated minor deterioration. Conclusion: The relative mouth temperature influences the physical properties of the luting cements.


Assuntos
Temperatura , Resistência à Tração , Óxido de Zinco , Força Compressiva , Propriedades Físicas , Cimentos Dentários , Resistência ao Cisalhamento , Arábia , Técnicas In Vitro , Epidemiologia Experimental , Análise de Variância
4.
Braz. dent. sci ; 20(2): 55-61, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-837458

RESUMO

Objective: To evaluate the effects of simulated pulpal pressure (SPP) on the variation of intrapulpal temperature (T) during lightcuring of the adhesive system. Material and Methods: One hundred sound human molars were sectioned from the highest pulp horn to obtain a 2-mm of thickness dentin. The specimens were randomly divided into two groups: (n = 50), according to the presence or absence of SPP (15 cm H2 O). The specimens were sequentially treated as follows: 37% phosphoric acid (Scotchbond Universal; 3M/ESPE), adhesive system (Scotchbond Universal/3M ESPE) and light-curing (10 s). T was evaluated during adhesive lightcuring with a K-type thermometer put inside the pulp chamber. Data were analysed by using Mann-Whitney's test (at 5%). Results: According to Mann-Whitney's test, the absence group presented a T of 2 °C, whereas the presence group 1 °C. The mean values of T were 0.82 ± 0.56 °C for the presence group and 2.30±0.73 °C for the absence group. Conclusion: Simulated pulpal pressure significantly reduced the temperature rise in the pulp chamber during light-curing of the adhesive system, showing the importance of inserting this protocol of simulated pulpal pressure in the laboratory procedures.(AU)


Objetivos: Avaliar os efeitos da pressão pulpar simulada (PPS) na variação de temperatura (DT) durante a fotopolimerização do sistema adesivo. Material e Método: Cem molares humanos hígidos foram seccionados para obtenção de 2 mm de espessura de dentina, a partir do corno pulpar mais alto. As amostras foram divididas aleatoriamente em 2 grupos (n = 50): ausência e presença de PPS (15 cm de H2 O). As amostras foram tratadas seqüencialmente com: ácido fosfórico 37% (Scotchbond Universal; 3M/ESPE), sistema adesivo (Scotchbond Universal/3M ESPE), seguida da fotopolimerização (10 s). Na seqüência, um bloco de resina composta (Filtek Z350 XT; 3M/ESPE) foi confeccionado sobre a área preparada. Para a fotopolimerização, utilizou-se o fotopolimerizador LED Light Curing System - Demi Plus (Kerr Corporation, Middleton, WI, USA), com potência de 1200 mW/cm2 . A DT foi avaliada durante a fotopolimerização do adesivo por meio de um termômetro digital no interior da câmara pulpar. Os dados obtidos foram avaliados pelo MannWhitney test (5%). Resultados: Segundo Mann-Whitney test, o grupo ausência sofreu DT de 2 °C, enquanto o grupo presença variou 1 °C. Os valores de média da DT foram de 0.82±0.56 °C para o grupo presenca de PPS e 2.30 ± 0.73 °C para o grupo ausência de PPS. Conclusão: A pressão pulpar simulada reduziu significantemente a elevação de temperatura na câmara pulpar durante a fotopolimerização do sistema adesivo, demonstrando a importância de inserir esse protocolo de simulação de pressão pulpar nos procedimentos laboratoriais.(AU)


Assuntos
Dentina , Cura Luminosa de Adesivos Dentários , Temperatura
5.
Bauru; s.n; 2015. 113 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867247

RESUMO

Este estudo in vitro avaliou a variação da temperatura no interior da câmara pulpar durante a fotoativação do sistema adesivo e incrementos de resina composta em função de diferentes fontes de luz, testando as hipóteses nulas de que estes fatores não interferem na temperatura intra câmara pulpar. Foram selecionados 10 incisivos bovinos, seccionados na região radicular 3 mm além da junção amelocementária. Uma cavidade retangular (10X8mm) foi confeccionada no centro da face vestibular, com espessura padronizada do remanescente dentinário da parede axial em 1 mm. A câmara pulpar foi preenchida com pasta térmica e o sensor termopar tipo K foi introduzido na câmara em contato com o remanescente dentinário. A elevação da temperatura foi aferida durante 40s de fotoativação do sistema adesivo (SBMP) e dos 3 incrementos consecutivos de 1mm de resina composta (Z250), com diferentes fontes de luz. As fontes utilizadas foram: Luz Halógena 755mW/cm2 (Curing Light XL 3000 3M), Luz emitida de diodo (LED) de baixa densidade de potência 400 mW/cm2 (OptiLight LD Max - Gnatus), e LED de alta densidade de potência 1500mW/cm2 (VALO Ultradent). O LED de alta densidade de potência proporcionou os maiores aumentos de temperatura, seguido da luz halógena e do LED de baixa densidade de energia. A polimerização do sistema adesivo seguido do primeiro incremento de resina determinou os maiores aumentos de temperatura. A partir do segundo incremento da resina composta, o material restaurador atuou como isolante térmico reduzindo o aumento de temperatura. Independente da fonte de luz e etapa restauradora, o aumento no tempo de polimerização foi determinante no aumento de temperatura, rejeitando as hipóteses nulas testadas.


This In vitro study evaluated the temperature variation inside the pulp chamber during the curing of the adhesive and composite layers with different light sources, testing the null hypothesis that these factors do not affect the temperature of the intra pulp chamber. Ten bovine incisors were selected and sectioned beyond the root region at 3 mm of the cementoenamel junction. A rectangular cavity (10x8mm) was made in the center of the buccal surface, with the remaining 1mm dentin thickness standardized at the axial wall. The pulp chamber was filled with thermal paste and a type K thermocouple sensor was introduced into the chamber in contact with the remaining dentin. The temperature was measured for 40s during the curing of the adhesive system (SBMP) and 3 consecutive layers of 1mm composite resin (Z250) was applied with three different light sources. The sources used were: Halogen Light 755mW/cm2 (Curing Light XL 3000 - 3M), Light emitted diode (LED) low power density 400 mW/cm2 (Optilight LD Max - Gnatus), and high power density LED 1500mW/cm2 (VALO Ultradent). For all light sources, the temperature readings decreased as the cavity was filled, with statistically significant differences until the second layer of composite resin. The high power density LED showed a significantly higher temperature average (42.78+1.56oC) than the other light sources, and the lowest was the average of the low power density LED (37.81+0.12oC). It could be concluded that both the light source, and the number of layers interfered with the temperature variation, rejecting the null hypotheses tested.


Assuntos
Humanos , Animais , Luzes de Cura Dentária , Cavidade Pulpar , Cavidade Pulpar/efeitos da radiação , Resinas Compostas/química , Temperatura , Resinas Compostas , Cimentos de Resina/efeitos da radiação , Cimentos de Resina/química , Cura Luminosa de Adesivos Dentários/métodos , Teste de Materiais , Fatores de Tempo
6.
Rev. bras. odontol ; 68(1): 64-67, jan.-jun. 2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-642776

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a resistência à tração diametral de um compósito fotopolimerizável em diferentes temperaturas de armazenamento. Foram confeccionados 12 espécimes cilíndricos (n = 6),que foram divididos em dois grupos: G1- resina à temperatura ambiente (25ºC) e G2- resina utilizada imediatamente após remoção do refrigerador (5ºC). Cada espécime foi confeccionado em três incrementos, cada incremento polimerizado por 40 segundos. Realizouse o teste a uma velocidade de 1.0 mm/min até a falha. Após cada teste, a resistência à tração diametral foi calculada (MPa) e os resultados submetidos à análise estatística, pelo teste t-student (p > 0,05). Não houve efeito da temperatura de armazenamento na resistência coesiva da resina utilizada neste estudo.


Assuntos
Resinas Compostas , Técnicas In Vitro , Teste de Materiais , Temperatura
7.
Braz. dent. sci ; 14(3/4): 38-41, 2011. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-727408

RESUMO

O objetivo desse estudo foi comparar as variações de temperatura no interior da câmara pulpar provocadas por dois tipos de instrumento cortante rotatório (ICR), a ponta diamantada padrão e Turbo, que promete redução na transmissão de calor. Foram realizados preparos para coroa total na face vestibular de vinte molares humanos extraídos. Os dentes foram divididos em 2 grupos (n-10): Grupo 1 - ponta diamantada padrão nº 4219; Grupo 2 - ponta diamantada Turbo nº 4219T. Para cada preparo foi utilizado um novo ICR e a profundidade do preparo foi de 1,4mm. A espessura de dentina foi padronizada em 2,81 mm. Para leitura das temperaturas foi introduzido um dispositivo termopar na câmara pulpar. Os dados foram transferidos para o software IR-graph e submetidos ao teste Mann-Whitney (p<0,05). Resultados: os valores de variação de temperatura (Celsius): Grupo 1 ±0,55 ºC; Grupo 2 – ± 0,76ºC. Os preparos cavitários realizados com os dois tipos de ICRs geraram alterações de temperatura semelhantes (p>0.05). Os ICRs padrão e Turbo apresentaram o mesmo comportamento quanto à capacidade de gerar calor.


Objective: The objective of this study was to compare the temperature variations of pulp chamber caused by two types of diamond burs: standard and Turbo, which promises a reduction in heat transfer. Twenty full crown preparations were made on the vestibular human molars. The teeth were divided into 2 groups (n-10): Group 1 – diamond bur standard No. 4219, Group 2 – diamond bur Turbo No. 4219T. For each preparation was used a new bur and the depth of the preparation was 1.4 mm. The thickness of dentine was standardized to 2.81 mm. To read the temperature, thermocouple device was introduced in the pulp chamber. Date were transferred to IR-graph software and submitted to the Mann-Whitney test (p<0.05). Results: The values of temperature (Celsius): Group 1 - ±0,55 ºC; Group 2 - ±0,76 °C. The dental cavities made with two kinds of burs generated similar changes in temperature (p> 0.05). The diamond burs standard and Turbo had the same behavior as the ability to generate heat.


Assuntos
Humanos , Preparo da Cavidade Dentária , Calefação , Temperatura
8.
Bauru; s.n; 2011. 162 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-865815

RESUMO

As excelentes propriedades mecânicas da zircônia como elevada resistência flexural e tenacidade à fratura fez com ela fosse o material cerâmico de eleição para as coroas e próteses fixas posteriores. Porém, mesmo com elevadas propriedades mecânicas os problemas relacionados a fratura ainda persistem. Variáveis como a baixa condutibilidade térmica da zircônia e a falta de suporte das infraestruturas às porcelanas são indicadas como possíveis causas. O presente estudo teve o objetivo de verificar se a modificação do desenho da infraestrutura e a alteração do protocolo de resfriamento durante a fase de glaze são capazes de melhorar a resistência das coroas ceramocerâmicas com infraestruturas de zircônia. Quarenta coroas unitárias com infraestruturas de zircônia (IPS e.max ZirCAD) na forma de molares foram confeccionadas sobre preparos padronizados e divididos em 4 grupos: ZrCRP (coroas com infraestruturas convencionais e resfriamento padrão), ZrMRP (coroas com desenho de infraestrutura modificado e resfriamento padrão), ZrCRL (coroas com infraestruturas convencionais e resfriamento lento) e ZrMRL (coroas com desenho de infraestrutura modificado e resfriamento lento). As infraestruturas com desenho convencional apresentavam espessura uniforme de 0,5 mm e as com modificação apresentavam espessura de 0,5 mm acrescentadas da cinta lingual de 2,0 mm de altura e postes proximais com 3,5 mm de altura, ambos com 1 mm de espessura. As coroas foram cimentadas com cimento resinoso (Rely X ARC) sobre réplicas de resina composta do preparo. Estas coroas foram submetidas ao teste de resistência à fadiga por meio da ciclagem dinâmica em água (106 ciclos ou até a fratura com carga variando de 30-300 N). Um endentador de aço inoxidável aplicava a carga axialmente entre as duas vertentes linguais e vestibulares. A ciclagem era interrompida em intervalos de 125 mil ciclos a procura de danos com auxílio de estereomicroscopia. Ao final, as coroas fraturadas eram submetidas a...


The exceptional mechanical proprieties such as high flexural strength and fracture toughness make Zirconia anatural choice as material for posterior dental prosthesis. However, even with these properties, problems related to fracture persist. Low heat conductibility of zirconia and lack of support for veneering porcelain may be pointed as possible causes. The proposed study investigate if modifications on core design and cooling rate protocol during glaze firing are able to improve allceramic zirconia reinforced crows resistance. Forty molar zirconia reinforced single crowns (IPS e.max ZirCAD) were manufactured from standard abutment and divided in four groups: ZrCRP (conventional core design and standard cooling rates), ZrMRP (modified core design and standard cooling rates), ZrCRL (conventional core design and slow cooling rates) e ZrMRL (modified core design and slow cooling rates) (Até aqui ta bem escrito). The standards design Cores presented uniform thickness of 0,5 mm and the modified design Cores consisted of 0.5 mm thickness with a thick lingual margin of 2.0mm height, connecting to full contour proximal struts of 3.5 mm height, remembering that both the standard and the modified Core possess 1 mm of thick. Crows were luted with resin cement (Rely X ARC) on composite resin abutment replicas. These crowns were then subjected to motion fatigue in water (106 cycles or till fracture with 30-300 N varying load). A stainless steel indenter was used to perform axial load between buccal and lingual cusps. Mechanical cycling was interrupted at each 125000 cycles for damage investigation in a stereomicroscope. Fractured crows were submitted to scanning electron microscopy and not-fractured crowns were included in epoxy resin, longitudinally sectioned and sequentially polished for damage analysis. Each crown received scores according to the type of failure. Statistical analysis was carried out with Kruskal-Wallis test and multiple comparisons between groups...


Assuntos
Coroas , Cerâmica/química , Planejamento de Prótese Dentária , Falha de Restauração Dentária , Zircônio/química , Teste de Materiais , Reprodutibilidade dos Testes , Propriedades de Superfície , Temperatura , Resistência à Tração
9.
Innov. implant. j., biomater. esthet. (Impr.) ; 4(1): 13-18, jan.-abr. 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-561067

RESUMO

O objetivo deste trabalho é apresentar a influência das condições de corte na furação de tíbia bovina, através do monitoramento da temperatura próxima à parede da loja receptora de implante e da força de avanço sobre a ferramenta. Foi utilizado um kit de brocas odontológicas sem revestimento, de aço inoxidável martensítico AISI 440C; uma mistura a 20% de fluido de arrefecimento automotivo e água como fluido refrigerante (irrigação), a uma vazão de 160 ml/min; três termopares do tipo T (cobre-constantam) e uma unidade de aquisição de dados Agilent para a medição de temperatura e, finalmente, um dinamômetro rotativo Kistler, para a medição de força de avanço. Concluiu-se que, do modo como os testes foram realizados, a broca mais exigida foi a helicoidal de 2 mm de diâmetro. Para ela foram obtidos os menores valores de temperatura e um estado de conformidade aos padrões clínicos para os valores de força de avanço, quando se usinou com os maiores parâmetros de corte (45 mm/min e 2500 rpm). Observou-se também, que a velocidade de avanço alta influencia, principalmente, a queda da temperatura, enquanto a rotação elevada à diminuição da força de avanço.


The goal of this work is to investigate the influence of the cutting conditions in bovine tibia drilling through the measure of temperature next to dental site wall and of the thrust force over the tool. It was used dentistry drills made of uncoated martensitic stainless steel AISI 440C. A mixture of 20% radiator fluid and water was used as coolant (irrigation) with a flow of 160 ml/min. Three T type thermocouples (copper-constantam) and an Agilent data acquisition unit were used for temperature measurement. And, a rotating Kistler dynamometer was used for thrust force measurement. The results showed that the twist drill with 2 mm diameter was the most stressed. This tool obtained the lowest values of temperature and a conformity state with clinic standard for the trust force values, when machined with the highest cutting parameters (45 mm/min and 2500 rpm). Also was observed that the higher feed speed has a main influence on the temperature drop, while higher rotation decreases the thrust force.


Assuntos
Bovinos , Fenômenos Biomecânicos , Implantação Dentária , Temperatura
10.
Bauru; s.n; 2009. 127 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-864893

RESUMO

Resinas compostas apresentam contração de polimerização e a tensão gerada durante essa polimerização compete com a força adesiva na interface dente/restauração. A técnica incremental e o uso de bases com alta resiliência e módulo de elasticidade próximo ao das estruturas dentárias são técnicas desenvolvidas para tentar diminuir a tensão originada pela contração de polimerização. O presente estudo teve como objetivo analisar a influência do uso de bases de cimento de ionômero de vidro convencional e modificado por resina na qualidade e adaptação marginal na interface dentina/resina composta, após a ciclagem térmica, usando testes de resistência adesiva e análise em microscopia confocal de varredura a laser. Foram confeccionadas cavidades na face oclusal (4,5mm x 3mm x 5mm) de 60 molares humanos extraídos divididos em 6 grupos: 1 e 4 - sistema adesivo (AdperTM Single Bond; 3M ESPE) + resina composta (Filtek Z250; 3M ESPE); 2 e 5 - base de cimento de ionômero de vidro convencional (Ketac Molar Easymix; 3M ESPE) + sistema adesivo + resina composta; e 3 e 6 - base de cimento de ionômero de vidro modificado por resina (Vitrebond; 3M ESPE) + sistema adesivo + resina composta. Os grupos 4, 5 e 6 sofreram um processo de termociclagem com dois banhos (5ºC 55ºC) durante 30 segundos em 5.000 ciclos. Após 24 horas, os dentes foram seccionados em uma máquina de cortes com disco de diamante em espessura de 0,8mm. Uma fatia de cada dente foi separada aleatoriamente para análise em Microscópio Confocal para observação e mensuração de possíveis fendas marginais internas. As demais fatias foram seccionadas para a confecção de palitos (0,8mm X 0,8mm) que foram submetidos a testes de microtração em uma máquina de ensaios universal EMIC. Os resultados de resistência adesiva foram submetidos à análise de variância a um critério (ANOVA) e ao teste t-Student (p< 0,05).


A presença de fendas foi avaliada com o teste da razão de verossimilhança ou teste exato de Fisher e os valores de comprimento das fendas foram avaliados pelo teste não paramétrico de Kruskal-Wallis (p<0,05). Não foram observadas diferenças estatisticamente significantes na resistência adesiva em nenhum dos grupos sem termociclagem (G1 19,28 MPa; G2 16,29 MPa; e G3 15,95MPa) ou com termociclagem (G4 19,74 MPa; G5 16,58 MPa; e G6 16,01 MPa). A análise das medidas das fendas revelou não haver diferença estatisticamente significante entre os grupos G1 (1,4µm), G2 (2,88µm) e G3 (4,63µm) e entre os grupos G4 (4,2µm), G5 (12,5µm) e G6 (5,4µm). No entanto, a termociclagem determinou um aumento do tamanho médio das fendas no grupo com base de CIV convencional (G4 12,5µm). A análise da presença ou ausência de fendas mostrou um aumento na porcentagem do número de fendas quando os espécimes foram termociclados, para os grupos sem base e com base de CIV (G1 - 30%; G2 - 25% G3 25%; G4 - 53,33%; G5 70%; e G6 30%). Os resultados mostraram, ainda, não haver relação entre o comprimento e a formação das fendas com a resistência adesiva. Conclui-se, portanto, que o uso de base de cimento de ionômero de vidro modificado por resina mantém mais estável a qualidade da interface adesiva dentina/resina composta após envelhecimento artificial com termociclagem.


Polymerization shrinkage leads to a tension into dentin/resin composite interface that can cause marginal discoloration, poor marginal adaptation, secondary caries and post-operative sensitivity. The incremental restorative technique and the use of a resilient liner with a modulus of elasticity similar to dental structures are techniques used to decrease the shrinkage polymerization tension. The aim of this in vitro study was to analyze the effect of glass-ionomer cement as a liner on the adhesive interface dentin/resin of occlusal restorations after thermocycling aging. Occlusal cavities were prepared sixty human extracted molars, divided into six groups: 1 and 4 with no liner; 2 and 5 glass-ionomer cement (Ketac Molar Easymix); and 3 and 6 resin-modified glass-ionomer cement (Vitrebond). Resin composite (Filtek Z250) was placed after application of adhesive system Adper Single Bond 2. Adhesive system was mixed with fluorescent reagent (Rhodamine B) to allow confocal microscopy analysis. After that, the specimens of groups 4, 5, 6 were thermocycled into 2 baths (5ºC 55ºC) of 30s each in 5.000 cycles. After this period, teeth were sectioned in 0,8mm slices. One slice of each tooth was randomly selected for analysis in Confocal Microscopy. The other ones were sectioned in sticks, which were submitted to micro-tensile test. The results of adhesive strength were analyzed by one way ANOVA and t-Student tests. Gap formation were analysed by Fisher test and the gaps size were analyzed by Kruskal-Wallis test (p<0,05). No statistical difference on adhesive resistance was showed between groups.


Confocal Microscopy analysis showed gaps with a higher mean sizes for group 4 (12,5µm) and higger percentage of marginal gaps formation for the thermocycled groups (G1 - 30%; G2 - 25%; G4 - 53,33%; G5 70%). Groups 3 (25%) and 6 (30%) showed the lowest percentage of marginal gap formation. The results revealed that gap formation is not related to adhesive strength. It can be concluded, therefore, that the use of a resin-modified-glassionomer cement liner showed less gap formation on dentin/composite adhesive interface after artificial aging compared to conventional glass ionomer cement liner and restorations with no lining.


Assuntos
Resinas Compostas , Adesivos Dentinários , Cimentos de Ionômeros de Vidro , Adaptação Marginal Dentária , Microscopia Confocal , Temperatura , Vidro/química
11.
Araraquara; s.n; 2009. 92 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-865416

RESUMO

O objetivo desse trabalho foi investigar a influência do pré-aquecimento da resina composta anterior à fotopolimerização, sobre suas propriedades físicas e mecânicas como: o grau de conversão e dureza. As amostras foram fotopolimerizadas com uma unidade de luz halógena de quartzo-tungstênio (QTH) e uma unidade diodos emissores de luz azul (LED) por 40 s. Os compules de resina composta híbrida foram pré-aquecidos no dispositivo denominado Calset. A conversão dos monômeros a polímeros foi determinada através do FTIR-ATR. A propriedade de dureza foi avaliada no Microdurômetro MMT-3 Microhardness Tester equipado com o diamante Vickers. Para o teste de dureza Vickers cinco amostras para cada grupo (4 mm de diâmetro e 2 mm de espessura) foram confeccionadas com a resina composta pré-aquecida nas seguintes temperaturas: 37ºC, 54ºC e 60ºC (n=5). As amostras foram submetidas ao teste de dureza Vickers imediatamente após a sua confecção. Foram efetuadas 4 medidas no topo e 4 na base de cada amostra. De acordo com a interação entre as duas unidades de luz e o aumento de temperatura da resina composta, os resultados indicam que somente a unidade de luz influenciou nas médias dos valores de dureza Vickers. A unidade LED apresentou valores de dureza mais homogêneos entre o topo e a base da resina composta, evidenciando uma polimerização mais uniforme. O preaquecimento da resina composta não apresentou diferenças estatisticamente significativas nos valores de dureza. Para a avaliação do grau de conversão foram confeccionadas 5 amostras (4 mm de diâmetro e 2 mm de espessura) para cada grupo, utilizando a unidade QTH e LED, e a resina composta nas seguintes temperaturas: 25ºC (temperatura ambiente), 37ºC, 54ºC e 60ºC (n=40). Após a confecção as amostras foram preparadas para a análise do grau de conversão através do FTIR-ATR. Segundo os resultados conclui-se que não houve diferenças estatisticamente significativas.


The aim of this study was to evaluate the physics and mechanical properties of the pre-heating of the composite resin photo-activated. The samples were photo-activated with a light-curing unit QTH and LED for 40 s. The compules of hybrid composite resin for anterior restorations were pre-heated in the device called “Calset”. The monomer conversion was analyzed using the FTIR-ATR. The hardness property was evaluated with microdurometer MMT-3 equipped with diamond Vickers. Five samples were made for each group (4 mm in diameter and 2 mm in thickness) which the composite resin were pre-heated at temperatures three: 37°, 54° and 60°C. Immediately were submitted to hardness test, which the top and bottom surfaces of the samples took, place an impression for quadrant. According to the interaction between both light-curing units and the increase of the temperature of composite resin, the results showed that only lightcuring unit influenced the hardness average values. The LED light showed a cure homogeneous across the surface of the composite resin and good values of Vickers hardness. The pre-heating of composite resins prior to cure did not show statistically significant differences in the hardness values. For to evaluate the degree of conversion, five samples were made (4 mm in diameter and 2 mm in thickness) for each group using light-curing unit QTH and LED, with the composite resin pre-heated at temperatures of 25ºC (room temperature), 37ºC, 54ºC and 60ºC and analyzed in the spectrophotometer. No significant differences were found in the degree of conversion of the composite resin cured with QTH or LED and to different pre-heating of the composite resin. In this study, any evidence was found that type of light-curing unit used and pre-heating of composite resin could improve the degree of conversion.


Assuntos
Resinas Compostas , Dureza , Temperatura
12.
RPG rev. pos-grad ; 14(1): 66-74, jan.-mar. 2007. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-529448

RESUMO

O propósito deste estudo foi avaliar a difusão da temperatura desenvolvida na parede dentinária de raízes pelo uso de um aparelho eletrônico denominado Endox®. Trata-se de um sistema para tratamento endodôntico digital de eletrofulguração com duas finalidades: localização apical e desinfecção do canal radicular por meio de corrente elétrica de alta freqüência e intensidade durante 1/10 de segundo, que resulta na vaporização de seu conteúdo. Foram utilizados 40 caninos com ápices afilados e arredondados, subdivididos em 20 de cada, variando a intensidade da radiofreqüência, 600 kHz padrão e aumento de 20%, 720 kHz, aplicados nos terços cervical, médio, apical e ápice da raiz e medida a temperatura com termômetro digital. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância ANOVA e ao teste de Tukey (p=0,05). A diferença de temperatura entre as duas raízes afiladas e arredondadas foi de aproximadamente 1°C. Entre os terços radiculares, houve aumento progressivo de cervical para o ápice, com diferenças significantes estatisticamente entre as médias da temperatura, independentemente do formato das raízes e radiofreqüência. A diferença entre as temperaturas iniciais e finais não gerou calor excessivo na superfície radicular. A estatística é significante nas médias das diferenças de temperatura, nas interações de terços, formatos radiculares e intensidades, entre ápice e terço médio. Nas afiladas com aumento de freqüência, houve diferença entre todos os seus terços. No experimento in vitro, o aumento de temperatura variou, em média, 10°C, independentemente do formato radicular e intensidade de freqüência, o que é tolerável para a reparação óssea. É recomendado utilizar a intensidade de freqüência padrão para melhor controle da temperatura em níveis baixos.


Assuntos
Cavidade Pulpar , Técnicas In Vitro , Tecnologia Odontológica , Temperatura , Análise de Variância , Dente Canino , Dentina , Desinfecção
13.
RFO UPF ; 12(3): 24-28, set.-dez. 2007. graf, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-873356

RESUMO

A fluoretação da água de abastecimento público é a medida de maior abrangência na prevenção da cárie, devendo estar em níveis constantes e dentro de padrões ótimos, de acordo com a temperatura do locaç analisado. O objetivo deste estudo foi realizar o heterocontrole do flúor nas águas de abastecimento público de Piracicaba - SP, bem como verificar a possível correlação entre a concentração de flúor e a temperatura local do município. Agentes de saúde treinados coletaram amostras mensais de água (5 ml) durante dois anos (abr./4 a fev./6), em 35 pré-escolas representativas do município. As dosagens de fluoreto foram feitas no laboratório de Bioquímica da FOP/Unicamp, com um analisador de íons acoplado a um eletrodo de flúor previamente treinado. Piracicaba tem temperatura máxima de 37,5 °C e mínima de 18 ºC (Ciagri - usp) e, para análise comparativa, consideraram-se as concentrações de fluoreto dos meses mais quentes (dez./fev.) e dos meses mais frios (jun./jul.), por meio do teste de Mann Whitney, ao nível de dignificância de 5 por cento. Do total de 630 amostras, 77 (12,2 por cento) estavam acima de 0,8 ppmf E 18 (2,86 por cento), abaixo de 0,6 ppmF; a maioria das amostras estava dentro dos padrões considerados ótimos (6,6-0,8 ppmF). A média em ppmF nos meses mais frios foi de 0,73 ppmF e, nos meses mais quentes, de 0,71 ppmF, sem diferença estatística significativa (p = 0,3544). As amostras analisadas estavam dentro das faixas adequadas de fluoreto pela temperatura local, pois, entre 17,8 e 21,4 °C, os teores aceitáveis de fluoreto são 0,7 a 1,2 ppmF e, nas temperaturas acima de 32,5 ºC, os níveis adequados de fluoreto são de 0,6 a 0,8 ppmF. As águas de abastecimento público de Piracicaba estão fluoretadas dentro dos padrões ótimos, não apresentando variação de concentração em função da temperatura.


Assuntos
Abastecimento de Água , Halogenação , Flúor , Temperatura
14.
São Paulo; s.n; 2005. 135 p. ilus, graf. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-416024

RESUMO

O objetivo do trabalho foi investigar múltiplos aspectos relacionados ao preaquecimento da resina composta anterior à fotoativação: o grau de conversão e a cinética da polimerização em função da temperatura de polimerização, tempo de fotoativação e profundidade; o desempenho da fonte aquecedora (temperatura máxima, estabilidade térmica do aparelho e variações de temperatura ao préaquecer compules) e aspectos clínicos (o efeito de ciclos de pré-aquecimento repetidos e prolongados sobre o grau de conversão, a variação da temperatura intrapulpar in vitro e a variação da temperatura in vivo ao usar resina composta préaquecida ou a temperatura ambiente. A conversão de monômeros e os parâmetros de cinética foram determinados através de FTIR-ATR. Os espécimes foram fotoativados por 5, 10, 20 ou 40s entre 3o e 60oC. Foram calculados o grau de conversão em tempo real, a taxa máxima de conversão, o tempo em que ocorreu a taxa máxima, e a conversão na taxa máxima. Os dados foram tratados por análise de variância, teste-t e análise de regressão (p ≤ 0,05). O desempenho do dispositivo aquecedor foi medido monitorando-se a mudança de temperatura em tempo real com o auxílio de um termopar tipo-k conectado a um conversor analógico-digital...


Assuntos
Resinas Compostas , Materiais Dentários , Técnicas In Vitro , Temperatura
15.
Rev. bras. odontol ; 62(3/4): 193-196, 2005. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-541740

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência ao cisalhamento com e sem termociclagem das resinas compostas Concise Ortodôntico e Fill Magic Ortodôntico, bem como os efeitos de termociclagem na adesão. Dentes pré-molares foram divididos em quatro grupos, em dois dos quais foi utilizada a Concise e, nos dois restantes, a Fill Magic. Dois grupos, um de cada resina adesiva foram armazenados em temperatura ambiente por 24h antes do ensaio de cisalhamento. Os dentes foram submetidos à termociclagem por três dias. Os resultados indicaram que a Concise apresenta maior resistência ao cisalhamento independentemente das condições de temperatura e umidade.


Assuntos
Umidade , Teste de Materiais , Resinas Compostas/normas , Resistência ao Cisalhamento , Temperatura
16.
Rev. odontol. UNESP ; 33(4): 163-168, out.-dez. 2004. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-510846

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar a influência da temperatura pré-polimerização e do tempo de fotoativação da resina composta na microinfiltração marginal. Para tal, 60 incisivos bovinos receberam preparos classe V na junção amelo-cementária e aplicação do sistema adesivo Prime & Bond NT (Dentsply), sendo restaurados com incremento único de Z250 (3M). Eles foram divididos em seis grupos de acordo com a temperatura e o tempo de fotoativação: G1 - o compósito foi resfriado a 5°C e fotoativado por 20 s; G2 - 5°C/40 s; G3 - o compósito foi mantido a temperatura ambiente de 24°C e fotoativado por 20 s; G4 - 24°C/40 s; G5 - o compósito foi aquecido a 54°Ce fotoativado por 20 s; G6 - 54°C/40 s. Os dentes restaurados foram imersos em água destilada a 37°C por 24 horas e posteriormente receberam acabamento, polimento e 500 ciclos térmicos (5 e 55°C). A microinfiltração foi avaliada quantitativamente em milímetros pelo método do nitratode prata seguido pela diafanização. Os dados foram submetidos a ANOVA paramétrica e teste de Tukey (α = 5%), obtendo-se um valor de p = 0,00. As médias (± desvio padrão) observadas para cada grupo foram: G6:1,7(± 1,0)a; G2:2,7(± 1,3)ab; G1:2,7(± 1,6)ab; G5:3,1(± 1,0)abc; G3:3,8(± 1,0)bc; G4:4,3(± 0,3)c. Os grupos acompanhados das mesmas letras não apresentam diferenças significantes. Pôde-se concluir que, utilizando 40 segundos de fotoativação, o aquecimentoreduziu significativamente a microinfiltração em relação à temperatura ambiente, enquanto oresfriamento não produziu efeitos significantes. Utilizando 20 segundos de fotoativação, a variação de temperatura não exerceu efeitos significativos.


Assuntos
Resinas Compostas , Infiltração Dentária , Temperatura
18.
Braz. dent. j ; 12(2): 76-79, maio-ago. 2001. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-554383

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar a resistência à tração sobre a dentina de três sistemas adesivos quando estes se encontravam refrigerados e à temperatura ambiente. Noventa dentes bovinos foram embutidos em resina acrílica autopolimerizßvel, desgastados em um torno mecânico sob refrigeração à água, polidos com papel abrasivo de granulação 400 e 600 para obter uma superfície plana em dentina, e divididos aleatoriamente em seis grupos (n=15). Os sistemas adesivos Scotchbond Multi-Purpose, Single Bond e Prime & Bond NT foram aplicados sobre a dentina de acordo com as instruções dos fabricantes, estando os mesmos refrigerados (4°C) ou à temperatura ambiente (23°C), seguido da união da resina composta Z 100. Os corpos-de-prova foram armazenados em água destilada a 37°C por 24 horas e submetidos ao teste de resistência à tração em mßquina de ensaio universal (EMIC DL-2000) com velocidade de 0,5 mm/min. Os valores obtidos foram submetidos à análise de variância e ao teste de Tukey. Não houve diferença estatística nos valores de resistência de união quando os sistemas adesivos encontravam-se refrigerados ou à temperatura ambiente. Scotchbond Multi-Purpose e Single Bond demonstraram resistência à tração significativamente superior em relação ao Prime & Bond NT na temperatura ambiente e refrigerada (p<0,01). Nenhuma diferença estatística foi encontrada entre o Scotchbond Multi-Purpose e Single Bond. Nenhum efeito adverso foi observado na resistência à tração quando utilizados os sistemas adesivos imediatamente após a remoção da armazenagem sob refrigeração.


Assuntos
Animais , Bovinos , Resinas Compostas , Adesivos Dentinários , Técnicas In Vitro , Refrigeração , Dentina , Incisivo , Teste de Materiais , Propriedades de Superfície , Temperatura , Resistência à Tração
19.
Bauru; s.n; 1991. 166 p. ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-222731

RESUMO

O presente estudo teve por finalidade estudar a degradaçäo das soluçöes reveladora e fixadora Kodak, prontas para o uso, processando filmes Kodak Ektaspeed (EP-21), com câmara escura portátil, sob duas condiçöes de experimentaçäo: com as soluçöes em recipientes de plástico opaco e com tampas (soluçöes protegidas), e recipientes de vidro (soluçöes desprotegidas, simulando as condiçöes de sua execuçäo em consultórios odontológicos. Os dados obtidos das radiografias produzidas pela comparaçäo da densidade óptica, densidade de volume de prata e análise subjetiva, proporcionaram resultados que permitiram-nos constatar que as soluçöes protegidas tiveram um período de utilizaçäo menor que as soluçöes desprotegidas (28 e 35 dias). O número médio de radiografias produzidas até a degradaçäo das soluçöes foi de 104 para as protegidas e de 130 radiografias para a soluçäo desprotegida. Ao longo do experimento näo foram sentidas alteraçöes na degradaçäo das soluçöes em funçäo da variaçäo da temperatura ambiente, do pH, da cor, como também da influência do ar e da iluminaçäo


Assuntos
Radiografia Dentária/efeitos adversos , Radiografia Dentária/instrumentação , Filme para Raios X/efeitos adversos , Ar/análise , Cor , Concentração de Íons de Hidrogênio/efeitos da radiação , Diagnóstico Bucal/métodos , Iluminação/efeitos adversos , Efeitos da Radiação , Temperatura
20.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 2(1): 45-7, jan.-mar. 1988. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-80422

RESUMO

Os autores estudaram o possível efeito da temperatura de 40-C sobre o contraste e a densidade radiográfica. Grupos de filmes, submetidos a esta temperatura por tempo variando entre sete, quatorze, vinte e um e vinte e oito dias, comparando com grupos mantido em ambiente refrigerado, apresentaram alteraçöes significativas (p > 0,001) para os últimos em relaçäo ao grupo de vinte e oito dias. A densidade tende a diminuir com o aumento do tempo de duraçäo da açäo de alta temperatura. O contraste näo foi alterado, mantendo-se as relaçöes entre as diferentes espessuras estudadas


Assuntos
Dosimetria Fotográfica , Temperatura , Filme para Raios X , Métodos , Radiografia Dentária , Fatores de Tempo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA