Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 47
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Braz. dent. sci ; 23(1): 1-8, 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1049962

RESUMO

Objective: Dental composites developed by using nanotechnology in the field of dentistry are widely used in the treatment of anterior and posterior teeth. This study aimed to investigate the cytotoxic effects of dental composites of different particle size on L929 mouse fibroblast cell line by extract test method in vitro. Material and Methods: Composite samples of 8 x 2 mm diameter were prepared by polymerizing with led light device by using glass mod in a sterile cabinet. Composite samples of which surface areas were calculated according to ISO standards (3 cm2 / ml), were incubated for 24 and 72 hours, at 37 o C. cell viability was assessed by 3-[4,5-dimethylthiazole-2- yl]-2,5-diphenyltetrazolium bromide (MTT) assay and cell death was evaluated by the lactate dehydrogenase (LDH) leakage assay. Results: The 1:1 extracts of the composites at the end of 24 hours (except for nanoceramic composite) showed no toxic effect. When the cell viability results of the 1:1 extracts of the composite samples at the end of 72 hours were statistically analyzed, significant differences were found comparing to the control group (p < 0.05). Conclusion: It was observed that the type and size of the filler were effective on the toxicity of the composites, and the composites containing Bis-GMA, TEGDMA, UDMA and Bis EMA monomers in their organic matrix showed acceptable cell viability (70%) as specified by ISO. However, the composites with PEGDMA and BPA monomers in their organic matrix showed poor cell viability, which is below the acceptable level of 70%, and were found to have a toxic effect. (AU)


Objetivo: As resinas compostas desenvolvidas pela nanotecnologia no campo da odontologia são amplamente utilizadas no tratamento de dentes anteriores e posteriores. Este estudo teve como objetivo investigar os efeitos citotóxicos de resinas compostas de diferentes tamanhos de partículas na linha celular de fibroblastos de camundongos L929 pelo método de teste de extrato in vitro. Material e Métodos: Amostras compostas de 8 x 2 mm de diâmetro foram preparadas por polimerização com dispositivo de luz led usando um molde de vidro em um gabinete estéril. Amostras de resinas cujas áreas de superfície foram calculadas de acordo com os padrões ISO (3 cm2 / ml), foram incubadas por 24 e 72 horas, a 37 o C. A viabilidade celular foi avaliada pelo ensaio de brometo de 3- [4,5-dimetiltiazol-2- il] -2,5-difeniltetrazólio (MTT) e a morte celular foi avaliada pelo ensaio de infiltração de lactato desidrogenase (LDH). Resultados: Os extratos 1: 1 dos compósitos ao final de 24 horas (exceto o composto nanocerâmico) não apresentaram efeito tóxico. Quando os resultados de viabilidade celular dos extratos 1: 1 das amostras compostas ao final de 72 horas foram analisados, estatisticamente, foram encontradas diferenças significativas em relação ao grupo controle (p < 0,05). Conclusão: Observou-se que o tipo e tamanho da carga foram eficazes na toxicidade dos compósitos, e os compósitos contendo os monômeros Bis-GMA, TEGDMA, UDMA e Bis EMA em sua matriz orgânica apresentaram viabilidade celular aceitável (70%) como especificado pela ISO. No entanto, os compósitos com monômeros PEGDMA e BPA em sua matriz orgânica apresentaram baixa viabilidade celular, que está abaixo do nível aceitável de 70%, e foram encontrados como tendo um efeito tóxico. (AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Resinas Compostas/toxicidade , Estética Dentária , Fibroblastos , Técnicas In Vitro , Linhagem Celular , Sobrevivência Celular , Nanopartículas , L-Lactato Desidrogenase/toxicidade
2.
Bauru; s.n; 2018. 95 p. ilus, graf, tab.
Tese em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-884465

RESUMO

Current knowledge supports the application of TiF4 varnish to protect against tooth caries and erosion; however, it is indispensable to know its cytotoxic potential and the mechanism involved on it before applying in patients. Therefore, this study aimed to evaluate 1) The cytotoxic effect of titanium tetrafluoride (TiF4) varnish compared with sodium fluoride (NaF) varnish on murine fibroblast (NIH/3T3), varying the fluoride concentration and time of treatment and 2) The percentage of apoptosis and its mechanism (both mitochondrial mediated by the Bcl-2 family- and death receptorpathways) in human gingival fibroblasts (HGF) and murine fibroblasts (NIH/3T3) treated with TiF4 varnish compared to NaF varnish for 6 h. Step 1) NIH/3T3 were exposed to NaF or TiF4 varnishes containing 0.95, 1.95 or 2.45% F, for 6, 12 or 24 h. MTT viability (n=6) and Hoescht/PI stain assays (n=3) as well as the cells morphology (HE, only for 24 h, n=3) and stiffness (AFM, only for 2.45% F, 6 or 12 h) were analyzed. Both varnishes, at 1.90 and 2.45% F, reduced cells viability by similar extent (33-86% at 6 h, 35-93% at 12 h, and 87-98% at 24 h) compared to control, regardless of the type of fluoride. TiF4 and NaF (2.45% F) reduced cell stiffness to a similar extent, but only TiF4 differed from control. Step 2) HGF and NIH/3T3 were exposed to NaF or TiF4 (2.45% F) varnishes for 6 h. Cells were examined by the TUNEL method using fluorescence microscope. The caspases-3, -8 and -9 activities were assessed. The cDNA for cytocrome c, Bax, Bad, Bcl-2, VDAC-1 and Fas-L was amplified by quantitative PCR (qPCR). Bax, Bcl-2 and Fas-L were further detected by western blot. Both fluorides similarly increased the percentage of apoptosis, while they failed in activating caspases-3, -8 and -9 for both types of cells. Bax/Bcl-2 ratio, cytochrome C and VDAC-1 gene expressions were not altered by both fluoride treatments. However, NaF varnish increased the amplification of Fas-L gene for NIH/3T3 and HGF, while TiF4 varnish induced lower Bad/Bcl-2 ratio expression compared to control for NIH/3T3, but not for HGF. No effect of the fluorides was detected in the proteins analysis. TiF4 and NaF have similar cytotoxicity on NIH/3T3, which is dependent on the F concentration and the exposure time. Both fluorides, at the studied conditions, similarly induce a low percentage of apoptosis, with consequent modest activation of Bcl-2 and Fas-L-dependent signaling pathways.(AU)


Conhecimento atual suporta a aplicação de verniz de TiF4 para proteção contra cárie e erosão dentárias; entretanto, é indispensável conhecer o seu potencial citotóxico e o mecanismo envolvido antes de aplicá-lo em pacientes. Portanto, o objetivo deste estudo foi avaliar 1) o efeito citotóxico do verniz de tetrafluoreto de Titânio (TiF4) comparado ao fluoreto de sódio (NaF), em fibroblastos NIH/3T3, variando a concentração de fluoreto e o tempo de tratamento 2) a porcentagem de apoptose e seus mecanismos (ambos mitocondrial mediado pela família Bcl-2 e pelo receptor de morte celular) em fibroblastos gengivais humanos (FGH) e fibroblastos murinos (NIH/3T3) tratados com verniz de TiF4 comparado com verniz de NaF por 6 h. Etapa 1) NIH/3T3 foram expostos a vernizes de NaF e TiF4 contendo 0,95, 1,95 ou 2,45% F, por 6, 12 ou 24 h. Ensaios de viabilidade por MTT (n=6) e Hoechst 33342/iodeto de propídeo (n=3) bem como a morfologia (HE, apenas para 24 h, n = 3) e a rigidez celular (MFA, apenas para 2,45% F, 6 ou 12 h) foram realizados. Ambos os vernizes com 1,90 e 2,45% F reduziram a viabilidade das células de forma semelhante (33-86% em 6 h, 35-93% em 12 h e 87-98% em 24 h) em comparação com o controle, independentemente do tipo de fluoreto. TiF4 e NaF (2,45%) reduziram de forma similar a rigidez celular, mas somente TiF4 diferiu do controle no período de 6 h. Etapa 2) FGH e NIH/3T3 foram tratadas com verniz de NaF ou TiF4 por 6h. As células foram examinadas pelo método de TUNEL, usando microscopia de fluorescência. A atividade das caspases -3, -8 e -9 foram avaliadas. O cDNA para citocromo C, Bax, Bad, Bcl-2, VDAC-1 e Fas-L foi amplificado e quantificado por PCR em tempo real (qPCR). A expressão das proteínas Bax, Bcl-2 e Fas-L foi quantificada por western blot. Ambos os fluoretos aumentaram de forma semelhante a porcentagem de apoptose, enquanto falharam na ativação de caspases-3, -8 e -9 para ambos tipos celulares. A expressão gênica da relação Bax/Bcl-2, do citocromo C e do VDAC-1 não foram alteradas por ambos fluoretos. No entanto, o verniz NaF aumentou a amplificação do gene Fas-L para ambas as células, enquanto que o verniz TiF4 induziu menor expressão da razão Bad/Bcl-2 em comparação com o controle para NIH/3T3, mas não para FGH. Nenhum efeito foi detectado na análise de proteínas. TiF4 e NaF apresentam citotoxicidade similar em NIH/3T3, a qual é dependente da concentração de F e do tempo de exposição. Ambos os fluoretos, nas condições estudadas, induzem uma baixa porcentagem de apoptose, com consequente modesta ativação das vias de sinalização dependentes de Bcl-2 e Fas-L.(AU)


Assuntos
Humanos , Animais , Camundongos , Cariostáticos/farmacologia , Fibroblastos/efeitos dos fármacos , Fluoretos Tópicos/farmacologia , Titânio/farmacologia , Apoptose/efeitos dos fármacos , Western Blotting , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Gengiva/citologia , Marcação In Situ das Extremidades Cortadas , Microscopia de Fluorescência , Células NIH 3T3 , Reação em Cadeia da Polimerase , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
3.
Bauru; s.n; 2018. 98 p. ilus, graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-885097

RESUMO

O osteossarcoma (OS) é o tumor maligno primário mais comum do tecido ósseo, caracterizado pela formação de osteócitos anormais. Apesar do avanço nas terapias convencionais (quimioterapia e retirada do tumor), essas não conseguem eliminar totalmente as células tumorais e impedir a progressão da doença. Recentemente, agentes derivados de fontes naturais ganharam considerável atenção por causa de sua segurança, eficácia e disponibilidade imediata. Nesse sentido, a apocinina, inibidor do complexo NADPH-oxidase, vem sendo estudada como agente antitumoral em alguns tipos de câncer como: pâncreas, próstata, pulmão e mama. Apocinina é um pró-fármaco e sua ação parece estar relacionada à sua conversão produzindo a diapocinina, a qual se mostrou mais efetiva do que a apocinina. Portanto, o objetivo desse estudo é avaliar, in vitro, o potencial antitumoral da apocinina e diapocinina em células de osteossarcoma humano. Para isso, foram utilizados osteoblastos humanos normais (HOb) e osteossarcoma humano imortalizadas (SaOS-2) tratados ou não com apocinina e diapocinina em diversas concentrações. Foram realizados os ensaios de viabilidade celular, alterações morfológicas, apoptose celular, produção de espécies reativas de oxigênio (EROs), formação de colônias, migração, invasão e expressão do fator indutor de hipóxia-1alfa (HIF-1). Também foram conduzidos ensaios para verificar a atividade de metaloproteinase de matriz (MMP) 2 e 9. Os resultados em SaOS-2 mostraram que o tratamento com apocinina nas concentrações de 1,5 e 3 mM; e diapocinina nas concentrações de 0,75 e 1,5 mM reduziram a viabilidade; aumentaram o número de células em apoptose e diminuíram a produção de EROs; sem causar danos às células HOb. Além disso, essas mesmas concentrações inibiram a migração e invasão celular; diminuíram a expressão de HIF-1; e reduziram a atividade de MMP-2 em SaOS-2. Considerando os resultados obtidos, concluímos que a apocinina e diapocinina podem atuar como possíveis moduladores de células tumorais, sendo que a diapocinina mostrou ser mais efetiva nos parâmetros testados.(AU)


Osteosarcoma (OS) is the most common primary malignant tumor of bone tissue, characterized by the formation of abnormal osteocytes. Despite advances in conventional therapies (chemotherapy and surgery) they cannot completely eliminate tumor cells and prevent the progression of the disease. Recently, agents derived from natural sources have achieved considerable attention because of their safety, efficacy and immediate availability of therapies. In this way, apocynin, an inhibitor of the NADPH-oxidase complex, has been studied as an antitumor agent in some types of cancer, such as pancreas, prostate, lung and breast. Apocynin is a prodrug and its action indicate to be related to its conversion to diapocynin, which has been shown to be more efficient than apocynin itself. Thus, the aim of this study is to evaluate, in vitro, the antitumor potential of apocynin and diapocynin in human osteosarcoma cells. For this, normal human osteoblasts (HOb) and immortalized human osteosarcoma cells (SaOS-2) were treated or no-treated with apocynin and diapocynin in various concentrations. Cell viability assay, morphological alterations, cellular apoptosis, reactive oxygen species (ROS) production, colony formation, migration, invasion and expression of hypoxia-inducible factor-1 alpha (HIF-1) were performed. We also performed assays to verify the activity of matrix metalloproteinase (MMP) 2 and 9. The results in SaOS-2 showed that treatment with apocynin at concentrations of 1,5 e 3 mM; and diapocynin at concentrations of 0,75 e 1,5 mM reduced cell viability; increased the number of cells in apoptosis and decreased the production of ROS; without damaging HOb cells. Moreover, these same concentrations inhibited cell migration and invasion; decreased HIF-1 expression; and reduced MMP 2 activity in SaOS-2. Considering the results, we suggest that apocynin and diapocynin may act as possible modulators of tumor cells, and diapocynin has been shown to be more effective.(AU)


Assuntos
Humanos , Acetofenonas/farmacologia , Antineoplásicos/farmacologia , Compostos de Bifenilo/farmacologia , Osteossarcoma/tratamento farmacológico , Apoptose/efeitos dos fármacos , Movimento Celular/efeitos dos fármacos , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Metaloproteinase 2 da Matriz/efeitos dos fármacos , Metaloproteinase 9 da Matriz/efeitos dos fármacos , Osteoblastos/efeitos dos fármacos , Espécies Reativas de Oxigênio/análise , Reprodutibilidade dos Testes , Células Tumorais Cultivadas
4.
São José dos Campos; s.n; 2018. 53 p. il., tab., graf..
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-905220

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar in vitro o comportamento biológico celular da N-Acetilcisteína (NAC), diante da estimulação ou não pelo LPS bacteriano. Foram utilizados fibroblastos do ligamento periodontal, que ficaram em contato por 48 horas com as substâncias testadas: NAC, Hidróxido de cálcio p.a. (HC), Lipopolissacarídeo de Escheria Coli (LPS), NAC + LPS e HC + LPS. Para os grupos NAC + LPS, HC + LPS e LPS, as células foram estimuladas com 2µg/mL de LPS por 24 horas, previamente aos tratamentos descritos. Foram realizados os testes biológicos de viabilidade celular (XTT), Espécies Reativas de Oxigênio (ROS), Elisa (para as citocinas IL-6, IL-8, IL-10, IL-1ß e TNF-α) e Micronúcleo (MNT). Os dados foram analisados estatisticamente pela análise descritiva e pelos testes ANOVA e Kruskall Wallis, seguido do teste Dunn (p˂0.05) para os testes de XTT, ROS e MNT, e para o teste Elisa foi realizado cálculo das médias e desvio padrão. Os resultados obtidos mostraram que NAC teve um bom comportamento, frente à agressão provocada pelo LPS, quanto à produção de ROS. HC apresentou maior viabilidade celular que NAC, embora NAC não tenha apresentado citotoxicidade. Em relação à expressão das citocinas, NAC foi capaz de reduzir o potencial inflamatório do LPS quando da análise do TNF- α e IL-1ß. NAC foi capaz de reduzir a genotoxicidade do LPS, como mostrado pelo teste MNT. Concluiu-se que NAC apresentou um comportamento biológico satisfatório, pela viabilidade celular dos fibroblastos, pela redução da geração de ROS e do potencial inflamatório provocado pelo LPS, e por reduzir a sua genotoxicidade (AU)


The purpose of this study was to evaluate in vitro the action of N-Acetylcysteine (NAC) and calcium hydroxide (CH) on biological activity, either without or with LPS stimulation in periodontal ligament fibroblasts (PDLF) cells. PDLF were placed in contact with NAC, CH, NAC + LPS, LPS and CH + LPS for 48 hours. PDLF were stimulated by bacterial LPS for 24 hours in NAC + LPS, LPS and CH + LPS groups, before the substances described above are applied. The LPS and NAC effect on cell viability was measured using a XTT test. Reactive oxygen species (ROS) production was evaluated using ROS/superoxide detection kit. Inflammatory cytokines (IL-6, IL-8, IL-10, IL-1ß and TNF-α) were evaluated by enzyme-linked immunosorbent (ELISA) assay. Genotoxicity was measured using micronucleus test (MNT). The means and standard deviation for all tests were calculated. Data were analyzed statistically by descriptive analysis, ANOVA and Kruskall Wallis tests, followed by Dunn test (p˂.05). CH was superior to NAC on cellular viability, although NAC was not cytotoxic. The results showed that NAC was able to reduce ROS production of LPS. NAC was able to reduce the inflammatory potential of LPS by decreasing the TNF-α and IL-1ß release. NAC was able to reduce the genotoxicity of LPS. It was concluded that NAC showed a satisfactory biological activity, presenting a minimal effect on cell viability of PDLF cells and reducing ROS production and inflammatory potential provoked by LPS, and to decrease its genotoxicity(AU)


Assuntos
Humanos , Fibroblastos , Sobrevivência Celular/imunologia , Lipopolissacarídeos/imunologia , Espécies Reativas de Oxigênio/efeitos adversos
5.
Bauru; s.n; 2017. 100 p. graf, tab.
Tese em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-879723

RESUMO

The aim of this study was to analyze the radiopacity, setting time, flowability, pH, calcium ion release, solubility and cytotoxicity of bioceramic cements Totalfill BC Sealer and Totalfill BC RRM, and compare them with AH Plus, MTA Fillapex and MTA Angelus. The groups were divided and compared among them according to the filling and retro-filling cement functions. Totalfill BC Sealer was compared with AH Plus and MTA Fillapex; and Totalfill BC RRM retrofilling cement with MTA Angelus. For radiopacity analysis, specimens were placed in metal rings measuring 10x1 mm placed on occlusal film together with the aluminum scale. Digora 1.51 software was used to evaluate the digitized images and determine radiographic density. Setting time was tested in accordance with the American Society for Testing and Materials C266-08 standard specifications, but specimens were fabricated in accordance with the International Organization for Standardization 6876: 2001. Flow was tested in accordance with ANSI/ADA No.57/200 specifications. In total 30 acrylic teeth were filled with filling-cements and 20, with (retrograde cavity) retro-filling cements. All teeth were immersed in ultrapure water for pH and calcium ion release measurement (atomic absorption spectrophotometer) for time intervals of 1, 3, 24, 72, 168 and 360 hours. Solubility was tested by scanning and digitizing 50 acrylic teeth twice by Micro- CT, before and after immersion in ultrapure water for time intervals of 168, 360 and 720 hours. The images were reconstructed and volume (mm3) values of samples obtained by means of CTan software (CTan v1.11.10.0, SkyScan). The in vitro effects on cells were analyzed at concentrations of 100, 50, 10, 5, 1 mg/mL, and 0 mg / mLnegative control group and recorded in time intervals of 24, 48 and 72 hours by MTT reduction assay. The results were statistically analyzed by the ANOVA, Tukey, Kruskal-Wallis and Dunn tests (P<0.05). All radiopacity values according to ISO 6876/2001, AH Plus (7.86 mm Al) being the most radiopaque followed by Totalfill BC Sealer (4.84 mm Al), MTA Fillapex (3.41 mm Al), Totalfill BC RRM (6.8 mm Al), and MTA Angelus (6.7 mm Al). The following values were the initial and final setting time (in hours), respectively: AH Plus (8 and 15); Totalfill BC Sealer (11 and 24); MTA Fillapex (13 and 26); MTA Angelus (10 and 120 minutes) and Totalfill BC RRM (3 hours and 22 hours). In flow analysis, the cements behaved as follows: MTA Fillapex (47 mm), Totalfill BC Sealer (41.5 mm), Totalfill BC RRM (33.5 mm), AH Plus (33 mm) e MTA Angelus (17.5 mm) (p < 0.05). pH analysis showed in general the lowest values for AH Plus cement, followed by Totalfill BC RRM, MTA Angelus, MTA Fillapex and Totalfill BC Sealer. AH Plus showed the highest Ca2+ release in time interval 1 hour (1.38 mg/L); MTA Fillapex, in 360 hours (3.81 mg/L); MTA Angelus, 1 hour (1.38 mg/L); Totalfill BC Sealer, 360 hours (6.77 mg/L) and Totalfill BC RRM, 360 hours (3.81 mg/L). Almost all the sealers presented solubility lower than 3% in all periods, as recommended by ISO 6876/2001. Whereas, the MTA Fillapex solubility value was higher than 5% in all periods. Relative to cytotoxicity, all the cements were shown to be toxic at the concentration of 100 mg/mL, however, Totalfill BC Sealer and Totalfill BC RRM showed the best cell viability result compared with the other cements tested. We concluded that all root canal filling and root retro-filling complied with the requisites of radiopacity, setting time, flow, pH, calcium ion release, solubility and cytotoxicity. With the exception of the MTA Fillapex that not only fulfilled the requirement of solubility. Of the sealers, Totalfill BC Sealer was outstanding: it showed the highest pH and Ca2+ release, and lowest cytotoxicity. Among the retrofilling cements, Totalfill BC RRM maintained its high pH, higher Ca2+ release, and lower cytotoxicity. (AU)


O objetivo do presente estudo foi analisar a radiopacidade, tempo de presa, escoamento, pH, liberação de íons cálcio, solubilidade e citotoxicidade dos cimentos biocerâmicos Totalfill BC Sealer e Totalfill BC RRM e compará-los ao AH Plus, MTA Fillapex e MTA Angelus. Os grupos foram divididos e comparados entre si de acordo com as funções dos cimentos de obturação e retro-obturação. Comparamos o cimento obturador Totalfill BC Sealer com os cimentos AH Plus e MTA Filapex, e o cimento retrobturador Totalfill BC RRM com o cimento retrobturador MTA Angelus. Para análise da radiopacidade, os espécimes foram colocados em anéis metálicos medindo 10x1 mm, dispostos sobre um filme oclusal com uma escala de alumínio. O software Digora 1.51 foi utilizado para avaliar as imagens digitalizadas e determinar a densidade radiográfica. O tempo de presa foi realizado de acordo com as especificações da American Society for Testing and Materials C266-08 standard specifications, mas os espécimes foram feitos de acordo com a International Organization for Standardization 6876: 2001. O escoamento foi realizado de acordo com as especificações ANSI/ADA N0 57/2000. Trinta dentes acrílicos foram preenchidos com cimentos obturadores e vinte dentes de acrílico (com cavidade retrógrada) foram preenchidos com cimentos retro-obturadores e imersos em água ultrapura para mensuração do pH e liberação de íons cálcio (espectrofotômetro de absorção atômica) no período de 1, 3, 24, 72, 168 e 360 horas. Para o teste de solubilidade, foram escaneados 50 dentes acrílicos e digitalizados duas vezes pelo Micro-CT, antes e após a imersão em água ultrapura nos períodos de 168, 360 e 720 horas. As imagens foram reconstruídas e o volume (mm3) das amostras foi obtido usando o software CTan (CTan v1.11.10.0, SkyScan). Os efeitos celulares in vitro foram analisados nas concentrações de 100, 50, 10, 5, 1 mg/mL e 0 mg / mLgrupo controle negativo e registados nos períodos de 24, 48 e 72 horas através do ensaio de redução de MTT. Os resultados foram analisados estatisticamente pelos testes ANOVA, Tukey, Kruskal-Wallis e Dunn (p < 0.05). Todos os valores de radiopacidade estavam de acordo com a norma ISO 6876/2001, sendo o AH Plus (7.86 mm Al) o mais radiopaco seguido dos demais cimentos; Totalfill BC Sealer (4.84 mm Al), MTA Filapex (3.41 mm Al), Totalfill BC RRM (6,8 mm Al), MTA Angelus (6,7 mm Al). Os valores obtidos para o tempo de presa inicial e final foram respectivamente, AH Plus (8 e 15 horas), Totalfill BC Sealer (11 e 24 horas), MTA Filapex (13 e 26 horas), Totalfill BC RRM (3 horas e 22 horas) e MTA Angelus (10 e 120 minutos). Na análise de escoamento os cimentos se comportaram da seguinte forma: AH Plus (33 mm), MTA Filapex (47 mm), Totalfill BC Sealer (41,5 mm), Totalfill BC RRM (33,5 mm), e MTA Angelus (17,5 mm) (p < 0.05). A análise do pH mostrou que o cimento AH Plus de um modo geral, foi o que apresentou os menores valores, seguido do Totalfill BC RRM, MTA Angelus, MTA Filapex e Totalfill BC Sealer. A maior liberação de Ca2+ do AH Plus foi no período de 1 hora (1.38 mg/L), MTA Filapex foi em 360 horas (3.81 mg/L), Totalfill BC Sealer 360 horas (6.77 mg/L), Totalfill BC RRM 360 horas (3.81 mg/L) e MTA Angelus em 1 hora (1.38 mg/L). Todos os cimentos apresentaram solubilidade menor que 3% em todos os períodos, como recomendado pela ISO 6876/2001. Entretanto, os valores de solubilidade do MTA Fillapex excedeu mais que 5% em todos os períodos. Com relação à citotoxicidade, todos os cimentos mostraram-se tóxicos na concentração de 100 mg/mL, porém o Totalfill BC Sealer e Totalfill BC RRM apresentaram melhor resultado de viabilidade celular comparado aos demais cimentos testados. Concluiu-se que os cimentos de obturação e retro-obturação cumpriram os requisitos de radiopacidade, tempo de presa, escomento, pH, liberação de íons cálcio, solubilidade e citotoxicidade. Com exceção do MTA Fillapex que não cumpriu somente o requisito de solubilidade. Dos cimentos obturadores, o que melhor se portou foi o Totalfill BC Sealer, apresentando maior pH e liberação de íons cálcio e menor citotoxicidade. Dentre os cimentos retro-obturadores, Totalfill BC RRM foi o que melhor se destacou, mantendo seu pH elevado, possuindo maior liberação de Ca2+ e menor citotoxicidade. (AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Compostos de Alumínio/química , Compostos de Cálcio/química , Resinas Epóxi/química , Óxidos/química , Materiais Restauradores do Canal Radicular/química , Silicatos/química , Compostos de Alumínio/toxicidade , Compostos de Cálcio/toxicidade , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Resinas Epóxi/toxicidade , Teste de Materiais , Células NIH 3T3 , Óxidos/toxicidade , Reprodutibilidade dos Testes , Materiais Restauradores do Canal Radicular/toxicidade , Silicatos/toxicidade , Solubilidade , Fatores de Tempo , Microtomografia por Raio-X
6.
Bauru; s.n; 2017. 103 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-880031

RESUMO

O desenvolvimento de biomateriais com aplicações na área da saúde mostram-se cada vez mais importantes e a procura por novos polímeros com propriedades bioativas, biodegradabilidade, atoxicidade são o foco das principais pesquisas em diferentes aplicações médicas e odontológicas. Os materiais capeadores pulpares evoluíram rapidamente na ultima década, sendo que são disponibilizadas atualmente diversas alternativas para uso clínico odontológico. Este trabalho teve como objetivo o desenvolvimento de um novo produto bioestimulador e capeador dentino/pulpar que poderá ser base para o desenvolvimento e recobrimento de scaffolds para reparo das diferentes estruturas dentárias. O desenvolvimento das bandagens BBio e os resultados obtidos nos testes das propriedades físico-químicas (absorção de água, perda de massa e pH), bem como as análises biológicas da morfologia celular e viabilidade celular com MTT a BBio apresentaram dados favoráveis e desejáveis para sua aplicação clínica. A propriedade de liberação de cálcio foi bastante promissora, sendo esta uma condição que dará a diferenciação positiva da BBio como um produto bioestimulador pulpar. Com esses dados pode-se concluir que a mesma se encontra dentro dos parâmetros desejados para o produto final e com propriedades semelhantes aos produtos existentes no mercado, de qualidade e aprovados pelas agências reguladoras.(AU)


The development of biomaterials with applications in the health area are increasingly important and the search for new polymers with bioactive properties, biodegradability and toxicity are the focus of the main researches in different medical and dental applications. The pulp capping materials evolved rapidly in the last decade, and several alternatives are now available for clinical dental use. This project aimed to develop a new biostimulating and dentin / pulp capping product that could be the basis for the development and recoating of "scaffolds" for repair of different dental structures. The development of the BBio bandages and the results obtained in the physical-chemical properties tests (water absorption, loss of mass and pH), as well as the biological analyzes of the cellular morphology and cell viability with MTT to BBio presented favorable and desirable data for its clinical application. The calcium release property was quite promising, and this is a condition that will give BBio a positive differentiation as a pulp biostimulator product. With this data it can be concluded that it is within the parameters desired for the final product and with properties similar to the products on the market, of quality and approved by the regulatory agencies.(AU)


Assuntos
Humanos , Materiais Biocompatíveis/química , Polpa Dentária/efeitos dos fármacos , Dentina/efeitos dos fármacos , Agentes de Capeamento da Polpa Dentária e Pulpectomia/química , Análise de Variância , Materiais Biocompatíveis/farmacologia , Materiais Biocompatíveis/normas , Sobrevivência Celular , Quitina/química , Quitosana/química , Fibroblastos/efeitos dos fármacos , Teste de Materiais , Microscopia Eletroquímica de Varredura , Agentes de Capeamento da Polpa Dentária e Pulpectomia/farmacologia , Agentes de Capeamento da Polpa Dentária e Pulpectomia/normas , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
7.
Bauru; s.n; 2017. 93 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-880080

RESUMO

Inserido no paradigma da transdisciplinaridade, o presente trabalho foi desenvolvido em etapas, com os seguintes objetivos: a) Construir um dispositivo com base de metal não magnético para ímãs permanentes, visando à geração de um Campo Magnético Estático (CME) ou de um Campo Magnético Compensado (CMC); b) Expor culturas de células mesenquimais a um CME e a um CMC, ou a nenhum campo (controle); c) Analisar a influência destes campos na viabilidade e proliferação celular e nos casos em que houve alteração em pelo menos um destes parâmetros, utilizar a análise proteômica como ferramenta para a compreensão dos mecanismos envolvidos. O dispositivo foi construído utilizando aço inoxidável, capaz de gerar dois tipos de Campos Magnéticos: Compensado (CMC) com intensidade de aproximadamente 0 mT e Estático (CME) com intensidade média de 165 mT. Estes campos foram aplicados a culturas de células mesenquimais de medula óssea de camundongos AJ (MSC/AJ), nos períodos de 0, 24, 48, 72 e 96 h (CMC) e 24 h (CME). Os efeitos sobre a proliferação e a viabilidade foram avaliados por método de contagem manual de células com marcação por azul de tripan. A análise proteômica foi realizada para os experimentos com CMC, com o objetivo de descrever as proteínas envolvidas nas alterações encontradas. A exposição ao CMC tendeu a reduzir a proliferação das células de medula óssea MSC/AJ em relação ao controle em 96 h, porém sem diferença significativa, o que poderia estar relacionado a proteínas que inibem a transcrição, como a Forkhead box protein P2 Foxp2. Este mesmo campo aumentou a viabilidade celular em relação ao baseline para todos os tempos experimentais, o que poderia estar relacionado a proteínas relacionadas à ligação ao Ca+2. Esses mecanismos, entretanto, precisam ser estudados mais profundamente para que possam ser comprovados ou não. Já a exposição ao CME levou a uma tendência à diminuição da proliferação e viabilidade celular em relação ao grupo controle, embora sem diferenças significativas, provavelmente por conta do tamanho amostral e tempo de avaliação (24 h).(AU)


Inserted in the transdisciplinarity paradigm, the present work was developed by steps with the following aims: a) To build a device of non-magnetic metal to hold permanent magnets for the generation of a Static Magnetic Field (SMF) or a Compensated Magnetic Field (CMF); b) To expose mesenchimal cells to the SMF and to CMF or to none of the fields (control); c) To analyze the influence of these fields on cell viability and cell proliferation and in the case where it occurred alteration in at least one of these parameters, to use proteomics as a tool for the comprehension of the involved mechanisms. The device was built in stainless steel, able to generate two kinds of Magnetic Fields: Compesated (CMF) with an intensity of nearly zero mT and Static (SMF) with a mean intensity of 165 mT. These fields were applied to bone marrow mesenchimal cell cultures from AJ mice (MSC/AJ), for 0, 24, 48, 72 and 96 h (CMF) and 24 h (SMF) periods. The effects on the proliferation and viability were assessed by tripan blue dying and manual counting of the cells. Proteomics was done for the experiments with CMF, aiming to describe the involved proteins on found alterations. The exposition to CMF tends to reduce the bone marrow cell proliferation of MSC/AJ in relation to control in 96 h, but with no significant difference, which may be related to proteins that inhibit the transcription, like Forkhead box protein P2 Foxp2. This very field raised the cell viability in relation to the baseline for all the experimental times that could be related to proteins connected to Ca2+ binding. However, these mechanisms need more experiments, so they can be confirmed or not. The exposition to the SMF tends to decrease both cell proliferation and viability in relation to the control group, although with no significant difference, probably because of the sample number and the exposition time (24h).(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Camundongos , Proliferação de Células/fisiologia , Campos Magnéticos , Células-Tronco Mesenquimais/fisiologia , Contagem de Células , Sobrevivência Celular/fisiologia , Células Cultivadas , Cromatografia Líquida , Espectrometria de Massas , Valores de Referência , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
8.
Arq. odontol ; 53: 1-6, jan.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-906764

RESUMO

Objetivo: O objetivo deste estudo foi realizar uma revisão integrativa comparando a citotoxicidade dos cimentos MTA Fillapex e AH Plus aos tecidos periapicais. Métodos: Foram utilizados artigos na íntegra, nos idiomas português e inglês, publicados durante os períodos de 2010 a 2017, selecionados na base de dados Scielo e Pubmed, utilizando os seguintes descritores: AH Plus, MTA Fillapex e citotoxicidade. Foram excluídos, os trabalhos no idioma não inglês, artigos sem resumo, trabalhos realizados em dentes decíduos e casos clínicos. Resultados: Foram identificados dezenove artigos nas bases de dados, sendo dois artigos no SciELO e dezessete artigos no Pubmed. Após a leitura aprofundada desses artigos, foram excluídos seis artigos por não atenderem aos critérios de inclusão. Dessa forma, a amostra final foi composta por treze artigos científicos, todos de modelos experimentais, publicados em periódicos de procedência internacional, da área odontológica, sendo 50% dos estudos do ano de 2013. Conclusão: Os estudos demonstraram que o MTA Fillapex apresentou maior citotoxicidade aos tecidos periapicais que o cimento AH Plus.(AU)


Aim: This study aimed to perform an integrative review, comparing the cytotoxicity of MTA Fillapex and AH Plus cements to periapical tissues. Methods: Full articles were used in the Portuguese and English languages, published during from 2010 to 2017, selected in the Scielo and Pubmed database, using the following descriptors: AH Plus, MTA Fillapex, and cytotoxicity. Excluded were nonEnglish works, articles without abstracts, work done on primary teeth, and clinical cases. Results: Nineteen articles were identified in the databases, two articles in SciELO and seventeen articles in Pubmed. After the in-depth reading of these articles, six articles were excluded because they did not meet the inclusion criteria. Thus, the final sample consisted of thirteen scientific articles, all of which were experimental models published in international journals in the field of dentistry, with 50% of the studies published in 2013. Conclusion: The studies showed that MTA Fillapex presented greater cytotoxicity to periapical tissues than did the AH Plus cement.(AU)


Assuntos
Materiais Biocompatíveis , Sobrevivência Celular , Cimentos Dentários , Teste de Materiais , Tecido Periapical , Testes de Toxicidade , Revisão
9.
Bauru; s.n; 2017. 56 p. ilus, tab.
Tese em Inglês | BBO - Odontologia | ID: biblio-879657

RESUMO

O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar a biocompatibilidade de uma zircônia tetragonal policristalina estabilizada por ítrio (Y-TZP), um cimento à base de resina (RelyX ™ Ultimate) e um adesivo à base de 10-MDP (Single Bond Universal) modificados ou não por nanotubos de titânio (TiO2), por meio dos testes de viabilidade celular MTT e Cristal Violeta. Para este fim, foram obtidos discos de 13 mm x 2 mm de zircônia Y-TZP (IPS e.max ZirCAD). Os discos de cimento resinoso e adesivo com 10-MDP foram obtidos através de um molde metálico com as mesmas dimensões. Para Y-TZP, a incorporação de nanotubos de TiO2 ocorreu antes da sinterização, enquanto para os materiais à base de resina, 0,3% em peso de nanotubos foram adicionados antes da fotopolimerização. Os espécimes foram divididos em 8 grupos (n = 8). A avaliação in vitro foi feita através de testes nos quais as células da linhagem de fibroblastos NIH 3T3 foram colocadas em contato indireto com estes materiais. Para a viabilidade celular foram realizados MTT e Cristal Violeta em duplicata e após 24, 48 e 72 horas a absorbância foi analisada por espectrofotometria em leitora Elisa. Os dados obtidos foram submetidos a ANOVA a dois critérios, seguido do teste de Tukey (α = 0,05). Os resultados mostraram que em 24 e 48 hs todos os materiais mostraram-se biocompatíveis. No período de 72 hs os maiores aumentos de absorbância aconteceram para os grupos Y-TZP sem nanotubos de TiO2 e adesivo com nanotubos de TiO2 comparados aos demais grupos. De modo geral, a incorporação de nanotubos a estes materiais não interferiu na viabilidade celular em ambos os testes.(AU)


The aim of this in vitro study was to evaluate the biocompatibility of yttrium-stabilized tetragonal zirconia polycrystal (Y-TZP), a resin-based cement (RelyX™ Ultimate) and a 10- MDP-based adhesive (Single Bond Universal) modified or not by titanium nanotubes (TiO2), by means of the MTT cell viability test and Crystal Violet. For this purpose, disks of 13 mm in diameter per 2 mm is thickness of pre-sintered Y-TZP zirconia (IPS e.max ZirCAD) were obtained. The resin-cement and a 10-MDP adhesive disks were obtained through a metal mold with the same dimensions. For Y-TZP, the incorporation of TiO2 nanotubes occured before sinterization, while for the resin-based materials 0.3wt% of nanotubes were added to the uncured materials. The specimens were divided into 8 groups (n = 8). The in vitro evaluation was carried out by means of tests in which fibroblast line NIH 3T3 cells were placed into indirect contact with these materials. For cell viability were made MTT assay tests and Crystal Violet in duplicate and after 24, 48 and 72 hours the absorbance levels were analyzed by spectrophotometry Elisa reader. The data obtained were submitted to two-way ANOVA, followed by Tukey test (α = 0.05). In the period of 72 the highest increases of absorbance happened for the groups Y-TZP without TiO2 nanotubes and adhesive with TiO2 nanotubes when compared to the other groups. In general, the incorporation of nanotubes into these materials did not interfere with cell viability in both tests.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Bis-Fenol A-Glicidil Metacrilato/química , Nanotubos/química , Cimentos de Resina/química , Titânio/química , Ítrio/química , Zircônio/química , Materiais Biocompatíveis/química , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Formazans , Violeta Genciana , Teste de Materiais , Células NIH 3T3 , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
10.
Bauru; s.n; 2017. 81 p. graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-880023

RESUMO

O objetivo do presente trabalho foi avaliar o efeito de diferentes densidades de energia do Laser de Baixa Intensidade na viabilidade e proliferação celular de fibroblastos derivados da polpa de dentes decíduos humanos e na expressão de RNAm para DMP- 1, DSPP, VEGF e FGF-2. Amostras de fibroblastos pulpares da polpa de dentes decíduos humanos foram obtidas de um Biorrepositório. Foram utilizadas células entre a 4ª e a 7ª passagem, irradiadas com Laser de Baixa Intensidade (InGaAlP) de acordo com os seguintes grupos experimentais: Grupo 1: 1,2 J/cm2 - 05 mW - 10s; Grupo 2: 2,5 J/cm2 - 05 mW - 20s; Grupo 3: 3,7 J/cm2 - 05 mW - 30s; Grupo 4: 5,0 J/cm2 - 05 mW - 40s; Grupo 5: 6,2 J/cm2 - 05 mW - 50s; Grupo 6: 2,5 J/cm2 - 10 mW - 10s; Grupo 7: 3,7 J/cm2 - 15 mW - 10s; Grupo 8: 5,0 J/cm2 - 20 mW - 10s; Grupo 9: 6,2 J/cm2 - 25 mW - 10s; Controle Negativo: DMEM 1% SFB ­ não irradiado; Controle Positivo: DMEM 10% SFB ­ não irradiado. As técnicas utilizadas para as análises de viabilidade e proliferação celular foram MTT e CV. A técnica utilizada para avaliação da expressão de RNAm para os alvos DMP-1, DSPP, VEGF e FGF-2 foi RT-PCR. Os resultados foram analisados pelo método ANOVA a dois critérios, seguido pelo teste de Tukey (p<0,05). Para o teste MTT, na comparação intragrupos observou-se que houve diferença estatisticamente significativa entre os períodos 6h, 12h e 24h, diminuindo a viabilidade com o passar do tempo, exceto para o Grupo 1. Na comparação intergrupos, o MTT mostrou menor viabilidade para o controle negativo em comparação com os outros grupos (p<0,05), exceto com grupo 5 (5mW/50 seg). Observou-se que os grupos com maiores potências (10mW, 15mW, 20mW e 25mW), menores tempos de aplicação (10 segundos) e densidades de energia entre 2,5 J/cm2 e 6,2 J/cm2, apresentaram estatisticamente maior viabilidade que o grupo com menor potência (5mW), maior tempo de aplicação (50 segundos) e densidade de energia de 6,2 J/cm2. Para o teste CV não houve diferença intragrupos, mas houve diferença intergrupos entre os controles positivo e negativo. Para a expressão de RNAm por RTPCR, os fatores de crescimento VEGF e FGF-2 foram expressos em grande quantidade no primeiro período experimental, enquanto que DMP-1 e DSPP não foram expressos de maneira significativa. De acordo com os resultados obtidos, frente as diferentes densidades de energia, sugere-se que a terapia a laser de baixa intensidade manteve os fibroblastos viáveis e aumentou a expressão de RNAm para VEGF e FGF-2.(AU)


This study aimed to evaluate the effect of different energy densities of Low Level Laser (LLL) on cell viability and proliferation of fibroblasts from the pulp of human primary teeth (DHPF) and on the RNAm expression of DMP-1, DSPP, VEGF and FGF-2. DHPF were obtained from a biorepository and used at passages 4th to 7th. The cells were irradiated with LLL (InGaAlP) according to the following experimental groups: Group 1: 1.2 J/cm2 - 05 mW - 10s; Group 2: 2.5 J/cm2 - 05 mW - 20s; Group 3: 3.7 J/cm2 - 05 mW - 30s; Group 4: 5.0 J/cm2 - 05 mW - 40s; Group 5: 6.2 J/cm2 - 05 mW - 50s; Group 6: 2.5 J/cm2 - 10 mW - 10s; Group 7: 3,7 J/cm2 - 15 mW - 10s; Group 8: 5.0 J/cm2 - 20 mW - 10s; Group 9: 6.2 J/cm2 - 25 mW - 10s; Negative Control: DMEM 1% SFB ­ not irradiated; Positive Control: DMEM 10% SFB ­ not irradiated. The techniques used to evaluate the cell viability/proliferation were MTT and Crystal Violet (CV) assays. RT-PCR was used to verify the RNAm expression of DMP-1, DSPP, VEGF, and FGF-2. Two-way ANOVA, followed by Tukey test (p<0.05) was used to analyze the results. In the intragroup comparison, MTT assay revealed statistically significant differences among the periods of 6h, 12h, and 24h, with viability reduction as time went by, except for Group 1. In the intergroup comparison, the MTT assay showed that the negative control had statistically lower viability than that of the other groups (p<0.05), except for Group 5 (5mW/50 s). The groups with higher powers (10mW, 15mW, 20mW, and 25mW), shortest application periods (10 s), and energy densities between 2.5 J/cm2 and 6.2 J/cm2 exhibited statistically higher viability than that of the group with small power (5mW), longer application period (50 s), and energy density of 6.2 J/cm2 . CV assay did not show intergroup statistically differences. In the intragroup comparison, CV assay revealed statistically significant differences between positive and negative controls (p<0.05). RT-PCR revealed increased RNAm expression of the growth factors VEGF and FGF-2 at the first experimental period, while DMP-1 and DSPP was not significant. Based on the results and different energy densities used, LLL maintained DHPF viability and increased the RNAm expression of VEGF and FGF-2.(AU)


Assuntos
Humanos , Polpa Dentária/citologia , Proteínas da Matriz Extracelular/análise , Fator 2 de Crescimento de Fibroblastos/análise , Fibroblastos/efeitos da radiação , Terapia com Luz de Baixa Intensidade , Fosfoproteínas/análise , Sialoglicoproteínas/análise , Fator A de Crescimento do Endotélio Vascular/análise , Análise de Variância , Proliferação de Células/efeitos da radiação , Sobrevivência Celular/efeitos da radiação , Proteínas da Matriz Extracelular/efeitos da radiação , Fator 2 de Crescimento de Fibroblastos/efeitos da radiação , Fosfoproteínas/efeitos da radiação , Doses de Radiação , Sialoglicoproteínas/efeitos da radiação , Fatores de Tempo , Dente Decíduo/citologia , Fator A de Crescimento do Endotélio Vascular/efeitos da radiação
11.
Bauru; s.n; 2017. 137 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-880046

RESUMO

A fotobioestimulação por laser e LED é uma tendência terapêutica inovadora e não invasiva. Os efeitos fotofísicos e fotoquímicos dessa terapia geram imunomodulação, aceleram a cicatrização e angiogênese, bem como reduzem a dor. Dessa forma tem se buscado o emprego desses estímulos no tecido ósseo, porém ainda inexistem padrões definidos para obter a melhor fotobioestimulação nas células ósseas. O objetivo desse trabalho foi avaliar a capacidade da fotobioestimulação na viabilidade celular e mineralização de células da granulação óssea de ratos (rGO). Células rGO na 6ª passagem foram plaqueadas em placas de 96 poços para os ensaios de viabilidade celular (1x10³) e em placas de 24 poços para os ensaios de cicatrização de feridas in vitro (1x104), mineralização e atividade da fosfatase alcalina (FALC) (4x104). As células receberam DMEM (10% SFB) e irradiações com laser (AlGaAs- 660nm e AlGaInP-810nm) e LED (637±15nm). Os grupos experimentais foram: laser vermelho (3 e 5 J/cm²), laser infravermelho (3 e 5 J/cm²) e LED (3 e 5s), além dos grupos controles, positivo (C+) e negativo (C-, 1%SFB). Para os ensaios de mineralização e atividade de fosfatase alcalina, além do meio convencional, grupos com meio osteogênico e os mesmos tratamentos luminosos foram acrescentados. A viabilidade celular foi avaliada pelos testes do MTT e cristal violeta nos períodos de 24, 48, 72 e 96h. O ensaio de cicatrização de feridas in vitro foi avaliado por meio da porcentagem da área de fechamento da ferida nos períodos de 12, 24, 36, 48h. O teste de mineralização foi feito por meio do teste com vermelho de alizarina nos períodos de 14, 21 e 28 dias enquanto que a atividade da FALC foi medida em 7, 14 e 21 dias. A análise estatística foi realizada através dos testes ANOVA complementados por Tukey (p<0,05). Os resultados mostraram que as terapias com luz de maneira geral aumentaram a viabilidade o fechamento da ferida in vitro, principalmente os grupos laser vermelho e LED5s (p<0,05). Pode-se observar um bom desempenho do grupo LED5s no ensaio de mineralização, onde nos grupos que receberam meio osteogênico houve um efeito somatório com a ação da fotobioestimulação promovendo maior produção de nódulos in vitro. Também, as terapias com luz, estimularam a produção de nódulos mineralizados nos grupos que receberam meio convencional de forma a superar o C+ osteogênico (p<0,05), denotando uma ação de indução osteogênica a partir da fotobioestimulação. A fosfatase alcalina foi estimulada pelos tratamentos com luz no período de 7 dias (p<0,05). Em conclusão, as terapias com laser e LED foram capazes de estimular a viabilidade e migração celular e eventos de mineralização em osteoblastos, sendo que o laser vermelho e LED promoveram os melhores resultados.(AU)


Photobiomodulation by laser and LED is a new therapeutic non-invasive trend. Photophysical and photochemical effects occur in immunomodulation, acceleration of wound healing and angiogenesis and reduction of pain. These effects are desired in bone tissue but there are no defined parameters for light irradiation and no consensus for the best effect on osseous cells. The aim of this study was to evaluate photobiomodulation effects on cell viability and mineralization events of rat osseous granulation cells (rGO). Cells in 6th passage were plated in 96-well plates for viability tests (1x10³ cells), and 24-well plates for in vitro wound healing test (1x104 cells), mineralization and alkaline phosphatases (AF) activity (4x104 cells). Cells were cultured in DMEM (10% bovine fetal serum) and irradiation with lasers (AlGaAs-660nm e AlGaInP-810nm) and LED (637±15nm). Experimental groups were red laser (3 and 5 J/cm²), infrared laser (3 and 5 J/cm²), LED (3 and 5s), positive(C+) and negative controls (C-, 1% bovine fetal serum). For mineralization and AF assays, other groups with osteogenic medium and same light treatments were added. Cell viability was evaluated by MTT and crystal violet tests at 24, 48, 72 and 96h. In vitro wound healing test evaluated the percentage of wound closure area by cells migration at 12, 24, 36, 48h. Mineralization test was done by alizarin red at 14, 21 and 28 days. AF activity was measured at 7, 14 and 21 days. Statistical analysis was performed by ANOVA complemented by Tukeys test (p<0,05). Results showed that light therapies in general increased viability and wound healing closure, mostly red laser and LED5s (p<0,05). Best results in mineralization stimulation were observed for LED5s. In groups with osteogenic medium, a synergistic effect of photobiomodulation resulted in higher numbers of mineral nodules. Light groups stimulated higher mineral nodule formation than positive control (p>0.05) even in groups with regular medium, showing an osteogenic induction by light. Increased AF activity was observed at 7 days in light treatment groups (p<0,05). In conclusion, laser and LED photobiostimulation increased viability, cell migration and mineralization events in osteoblasts with best results for red laser and LED.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Luz , Terapia com Luz de Baixa Intensidade/métodos , Osteoblastos/efeitos da radiação , Fosfatase Alcalina/análise , Sobrevivência Celular/efeitos da radiação , Células Cultivadas , Doses de Radiação , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo , Cicatrização/efeitos da radiação
12.
Bauru; s.n; 2017. 54 p. ilus, graf.
Tese em Inglês | BBO - Odontologia | ID: biblio-880409

RESUMO

A espécie vegetal Qualea grandiflora (QG), popularmente conhecida como "pauferro", "pau-terra-da-folha-grande", "pau-terra" ou "pau-de-tucano", muito comum no Cerrado brasileiro, é bem conhecida devido às suas variadas propriedades terapêuticas. Suas indicações incluem ações preventivas no aparecimento de lesões de mucosa gástrica, efeitos analgésicos, antibacterianos, anti-inflamatórios e antifúngicos. Assim, os componentes da QG poderiam ter alguma ação sobre moléculas amplamente envolvidas em processos angiogênicos e de desenvolvimento/reparo, como a Metaloproteinase de matriz 14 (MMP-14) e o Fator Induzido por hipóxia 1α (HIF-1alfa). Dessa maneira, o objetivo deste estudo foi investigar os efeitos do extrato hidroalcoólico das folhas de QG na viabilidade celular e expressão de MMP-14 e HIF-1alpha em culturas de fibroblastos da linhagem NIH/3T3 e pré-osteoblastos da linhagem MC3T3-E1. Para o teste de viabilidade celular e expressão das moléculas, concentrações de 0.1; 1.0 e 10 µg/mL do extrato hidroalcoólico das folhas de QG foram administrados por períodos de 24, 48, 72 e 96h. Após cada período, a viabilidade celular foi avaliada pelo método de redução de MTT e a análise da expressão das moléculas foi feita por meio da técnica de imunofluorescência. Os resultados mostram que o extrato de QG não promove redução da viabilidade celular de fibroblastos e pré-osteoblastos em concentrações até 10 µg/mL, nos períodos iniciais (24 e 48h). Porém, uma redução significativa da viabilidade pode ser verificada nos períodos de 72h e 96h para os fibroblastos e 96h para os pré-osteoblastos, expostos a mais alta concentração do extrato (10 µg/mL). O ensaio de imunofluorescência indica que o extrato, nas concentrações de 0.1; 1.0 e 10 µg/mL foi capaz de aumentar a expressão de MMP-14 e HIF-1alpha, em ambos os tipos celulares. Em conclusão, nossos resultados indicam que o extrato de QG exerce um efeito capaz de aumentar a expressão das duas moléculas em estudo (MMP-14 e HIF-1alpha), tanto para os fibroblastos da linhagem NIH/3T3 como para os pré- osteoblastos da linhagem MC3T3-E1. Assim, os compostos de QG podem apresentar potencial para serem utilizados como agentes terapêuticos moduladores da angiogênese, por meio do aumento da expressão de MMP-14 e HIF-1alpha.(AU)


The vegetable specie Qualea grandiflora (QG), popularly known as "pau-ferro", "pauterra-da-folha-grande", "pau-terra" or "pau-de-tucano", very common in the Brazilian Cerrado, is well known due to its varied therapeutic properties. Its indications include preventive actions in the appearance of lesions of gastric mucosa, analgesic, antibacterial, anti-inflammatory and antifungal effects. Thus, QG components could have some action on molecules widely involved in angiogenic and developmental / repair processes, such as Matrix metalloproteinase 14 (MMP-14) and HypoxiaInducible Factor-1α (HIF-1alpha). Thus, the objective of our study was to investigate the effects of QG hydroalcoholic extract on cell viability and expression of MMP-14 and HIF-1alpha in NIH/3T3 fibroblasts and MC3T3-E1 pre-osteoblasts cell lines. For the cell viability assay and expression of the molecules, concentrations of 0.1; 1.0 and 10 µg / mL of the hydroalcoholic extract of leaves of QG, were administered for periods of 24, 48, 72 and 96h. After each period, the cell viability was evaluated by MTT assay and the expression of the molecules was analyzed using the immunofluorescence technique. The results show that the QG extract does not promote reduction of the cellular viability of fibroblasts and pre-osteoblasts in concentrations up to 10 µg/mL in the initial periods (24 and 48h). However, a significant reduction in viability can be observed in 72h and 96h for fibroblasts and 96h for pre-osteoblasts exposed to the highest extract concentration (10 µg/mL). The immunofluorescence assay indicates that the extract, at concentrations of 0.1; 1.0 and 10 µg/mL was able to increase the expression of MMP-14 and HIF-1alpha in both cell types. In conclusion, our results indicate that the QG extract exerts an effect capable of increasing the expression of the two molecules under study (MMP-14 and HIF-1alpha) both for the NIH/3T3 fibroblasts as well as for the MC3T3-E1 pre-osteoblasts cells. Thus, the QG compounds could have potential to be used as angiogenesis modulating therapeutic agents, by increasing the expression of MMP-14 and HIF-1alpha.(AU)


Assuntos
Animais , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Subunidade alfa do Fator 1 Induzível por Hipóxia/efeitos dos fármacos , Magnoliopsida/química , Metaloproteinase 14 da Matriz/efeitos dos fármacos , Células NIH 3T3/efeitos dos fármacos , Osteoblastos/efeitos dos fármacos , Extratos Vegetais/farmacologia , Células Cultivadas , Imunofluorescência/métodos , Subunidade alfa do Fator 1 Induzível por Hipóxia/análise , Metaloproteinase 14 da Matriz/análise , Muridae , Reprodutibilidade dos Testes , Espectrofotometria/métodos , Fatores de Tempo
13.
Belo Horizonte; s.n; 2017. 79 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-912910

RESUMO

Objetivo: Esse estudo experimental in vitro e in vivo testou a capacidade de osseoindução de uma nova superfície de titânio nanoestruturada revestida com vidro bioativo contendo fosfato de cálcio. Metodologia: A rugosidade superficial foi avaliada por microscopia de força atômica utilizando 9 corpos de prova dos três diferentes grupos: titânio microtexturizado (Ticp) e revestidos com vidro bioativo e secos nas temperaturas de 370 C (BGTi37) ou 6000 C (BGTi600). Células osteoblásticas primárias obtidas das calvárias de ratos neonatos foram cultivadas in vitro em meio α-MEM suplementado em contato ou não (controle) com discos de titânio microtexturizado (Ticp) e revestidos (BGTi37 e BGTi600). A viabilidade celular e produção de fosfatase alcalina foram avaliadas após 7 dias de cultura e a mineralização após 14 dias de cultura. Os dados foram submetidos a análise de variância (ANOVA) seguido pelo teste de Tukey, com nível de significância de 5%. A morfologia dos osteoblastos em contato com as três superfícies foi avaliado por microscopia eletrônica de varredura após 7 e 14 dias. Quatorze parafusos de titânio microtexturizados (Ticp -controle) e quatorze parafusos experimentais revestidos com vidro bioativo e secos à 370 C (BGTi37) foram instalados aleatoriamente nas tíbias de 14 ratos Wistar. Os animais foram eutanasiados após 14 e 28 dias e suas tíbias preparadas e analisadas por microtomografia computadorizada. Resultados: O grupo Ticp apresentou a maior rugosidade média(129,6 nm), seguido do grupo BGTi600 (91,85 nm), que foram estatisticamente semelhantes. O grupo BGTi37 apresentou a menor rugosidade(74,51 nm), sendo significativamente menor do que os outros dois grupos. A proporção de células viáveis, a produção de fosfatase alcalina e a mineralização do grupo BGTi600 foi significativamente menor do que as do grupo controle e do Ticp. Para os demais grupos (BGTi37, Ticp e controle),a proporção de células viáveis, produção de fosfatase alcalina e mineralização foram semelhantes. O número de osteoblastos em contato com todas as superfícies foi maior no período de 14 dias comparado ao período de 7 dias. A maior quantidade de osteoblastos foi observada em contato com a superfície de Ticp e a menor quantidade em contato com a superfície de BGTi600. Os osteoblastos em contato com a superfície Ticp apresentaram-se com morfologia poligonal e maiores do que os dos grupos BGTi37 e BGTi600, que apresentam-se com morfologia mais alongada, mais notadamente no grupo BGTi600. A quantidade de prolongamentos citoplasmáticos, junções intercelulares e vesículas observadas nos espécimes do grupo BGTi600 foi notadamente menor do que nos grupos Ticp e BGTi37. Os parâmetros avaliados por microtomografia computadorizada da cortical e da medular ósseas em torno dos parafusos experimentais (BGTi37) e controles (Ticp) foram estatisticamente semelhantes. Conclusões: A superfície BGTi37 apresentou comportamento biológico semelhante à uma superfície de titânio microtexturizada (Ticp), com ótimos resultados de longo prazo já consolidados na literatura. Fato bastante promissor, considerando as possibilidades de aprimoramento dessa superfície experimental em futuros estudos.


Objectives: This experimental in vitro and in vivo study tested the osteoinduction ability of a new nanostructured titanium surface coated with bioglass with calcium phosphate. Methods: Surface roughness was evaluated by atomic force microscopy using 9 specimens of three groups: sandblasting and acid etching commercially pure titanium (cpTi) and bioglass coated dried at temperatures of 370 C (BGTi37) or 6000 C (BGTi600). Rat calvarial osteogenic cells were cultured in supplemented α-MEM medium in contact or not (control) with sandblasting and acid etching (SLA) commercially pure titanium discs (cpTi) and bioglass coated (BGTi37 and BGTi600). Cell viability and alkaline phosphatase (ALP) activity were measured after 7 days of culture. The mineralization was assessed after 14 days of culture. The data were compared by analysis of variance (ANOVA) complemented by Tukey test. The level of significance was 5%. Scanning electron microscopy after 7 and 14 days assessed osteoblasts morphology in contact with the three surfaces. Fourteen SLA commercially pure titanium screws (cpTi -control) and fourteen experimental screws bioglass coated dried at temperatures of 370 C (BGTi37) were randomly placed into 14 male Wistar rats' tibiae. The animals were sacrificed after 14 and 28 days and their tibias processed for micro-CT analysis. Results: The cpTi group (129.6 nm) showed the highest average roughness, followed by BGTi600 group (91.85 nm), which were statistically similar. The BGTi37 group (74.51 nm) showed the lowest surface roughness compared to the other two groups. Cell viability, ALP activity and mineralization of BGTi600 group were significantly lower than the control and cpTi groups. BGTi37, cpTi and control groups showed no significant differences in cell viability, ALP activity and mineralization. The number of cells in contact with all surfaces was higher in 14 days compared to 7 days. Higher amount of osteoblasts was observed in contact with the cpTi surface and the smaller amount in contact with the BGTi600 surface. Osteoblasts in contact to cpTi surface showed a flat polygonal shape and were larger than the BGTi37 and BGTi600 groups, which presented with a sharper morphology, most notably in the BGTi600 group. The number of cytoplasmic processes, intercellular junctions and vesicles observed in specimens of BGTi600 group was markedly lower than in cpTi and BGTi37 groups. The micro-CT parameters of the cortical and trabecular bone around the experimental (BGTi37) and controls (Ticp) screws presented no statistical differences. Conclusions: The BGTi37 surface showed biological behavior similar to a SLA titanium surface (cpTi), with excellent long-term results already established in the literature. A very promising fact, considering the improvement possibilities of this experimental surface in future studies


Assuntos
Animais , Ratos , Fosfatase Alcalina/efeitos dos fármacos , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Implantes Dentários/efeitos adversos , Teste de Materiais/instrumentação , Microscopia de Força Atômica/estatística & dados numéricos , Osseointegração/fisiologia , Análise de Variância , Sinergismo Farmacológico , Titânio/análise
14.
Bauru; s.n; 2016. 120 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881807

RESUMO

O objetivo desse estudo foi realizar a caracterização do cimento resinoso autoadesivo RelyX U200 aditivado de nanotubos de dióxido de titânio (nt-TiO2) em diferentes concentrações (0,3, 0,6, e 0,9% em peso) quanto às suas propriedades físico-químicas, mecânicas e biológica. Duas condições de polimerização foram analisadas: autopolimerizável (grupos: AC, A03, A06 e A09) e dual (grupos: DC, D03, D06 e D09). Para análise do grau de conversão foi utilizada a espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier com registro do espectro nos tempos de 3, 6, 9, 12 e 15 minutos. Os picos das bandas de comprimento de onda de 1638 cm-1 e de 1608 cm-1 foram identificados para cálculo do grau de conversão. Os dados foram submetidos à ANOVA de medidas repetidas seguido de comparações múltiplas de Tukey (=0,05). A análise de sorção e solubilidade foi realizada por meio da confecção de discos de cimento resinoso (10 mm ø × 2 mm) (n=8) monitorados quanto à sua massa depois de ciclos de hidratação/desidratação. A resistência à flexão em 3 pontos e módulo de elasticidade foram mensurados por meio de barras (2 × 2 × 25 mm) de cimento resinoso (n=10) levadas à máquina universal de ensaios. Para análise de Dureza Knoop utilizou-se microdurômetro com carga de 50g /10 segundos. Nos discos de cimento resinoso de 10 mm ø × 2 mm foram realizadas 5 endentações equidistantes 0,5mm e medidas em aumento de 50×. Para resistência de união ao cisalhamento, sobre discos de zircônia sinterizados foi aplicado o cimento resinoso (n=10) nas dimensões de 3 mm ø × 2 mm. Por meio de dispositivo foram levados à máquina universal de ensaios. Os dados encontrados de sorção e solubilidade e de cada propriedade mecânica foram submetidos aos testes ANOVA a dois critérios e de comparações múltiplas de Tukey (=0,05). Exceto para resistência ao cisalhamento que se utilizou o teste de comparação de Fischer (=0,05). Para viabilidade celular (n=8) foi realizado teste de MTT apenas na condição dual. Os grupos estudados foram: DC, D03, D06, D09, CP (controle positivo), CN (controle negativo). Após 24, 48 e 72 horas os níveis de absorbâncias foram analisados por meio de espectrofotometria no leitor de ELISA. Os dados foram submetidos aos testes ANOVA a dois critérios e de comparações múltiplas de Tukey (=0,05). Os resultados mostraram que a adição de nt-TiO2, independente da concentração, aumentou os valores de grau de conversão do cimento resinoso para a condição autopolimerizável e dual em todos os tempos estudados. Já para sorção e solubilidade não houve influência nos resultados da concentração de nanotubos inseridos e da condição de polimerização. Para resistência flexural, a adição de nt-TiO2 nas concentrações de 0,3% (A03) e 0,9% (A09) resultou em dados similares ao controle na condição dual (DC). O valor médio de módulo de elasticidade aumentou com a adição de 0,9% (A09), similar a todos os grupos da condição dual, em que adição de nt-TiO2 não influenciou os resultados. A adição de 0,6% (A06 e D06) e 0,9% (A09 e D09) de nt-TiO2 ao cimento aumentou os valores de dureza quando comparado aos grupos controle (AC e DC). Para resistência de união ao cisalhamento, a concentração de 0,3% de nt-TiO2 (A03 e D03) aumentou os valores quando comparado aos grupos A06, D06, A09 e D09 porém sem diferença para os grupos controle (AC e DC). Para viabilidade celular no período de 24h, os grupos D03, D06 e D09 obtiveram resultado similar ao grupo CP, já o grupo DC apresentou valores de absorbância inferiores ao CP, usado como parâmetro de comparação. Em 48 e 72h, todos os grupos experimentais não demonstraram diferença significativa em comparação ao grupo CP. O grupo CN apresentou diferença para os demais em todos dos tempos estudados. A adição de nt-TiO2 ao cimento resinoso autoadesivo representa uma estratégia promissora para potencializar suas propriedades físico-químicas e mecânicas sem prejuízo das propriedades biológicas.(AU)


The aim of this study was to characterize the self-adhesive resin cement RelyX U200 additive, titanium dioxide nanotubes (nt-TiO2), at different concentrations (0.3%, 0.6%, and 0.9% by weight) and to determine their physicochemical, mechanical and biological properties. Two polymerization conditions were analyzed: self-curing (groups AC, A03, A06 and A09) and dual-curing (groups DC, D03, D06 and D09). To analyze the conversion degree, Fourier transform infrared spectroscopy was used, and the spectrum was recorded at 3, 6, 9, 12 and 15 minutes. The peaks of the wavelength bands, 1638 cm-1 and 1608 cm-1, were identified to calculate the degree of conversion. The data were subjected to a repeated-measures ANOVA followed by a Tukey multiple-comparison test (=0.05). The sorption and solubility analysis was performed by making resin-cement discs (10 mm ø × 2 mm) (n=8) and monitoring their masses after the hydration/dehydration cycles. The 3-point flexural strength and the modulus of elasticity of resin-cement bars (2 × 2 × 25 mm) (n=10) were measured using a universal testing machine. The Knoop microhardness was analyzed with a load of 50 g and a time of 10 seconds. On each resin cement disc, 5 equidistant indentations of 0.5 mm were made, and the measures were increased by 50×. To test bonding shear strength, resin cement was applied to sintered zirconia discs (3 mm ø × 2 mm) (n=10). The bonded discs were then taken to the universal testing machine. Their sorption, solubility and each mechanical property were submitted to a two-way ANOVA and a Tukey multiple-comparison test (=0.05). The shear strength was submitted to a Fischer comparison test (=0.05). To test cell viability (n=8), a MTT assay was performed using only the dual-curing condition. The studied groups were: DC, D03, D06, D09, CP (positive control) and CN (negative control). After 24, 48 and 72 hours, the absorbance levels were analyzed using an ELISA spectrophotometry reader. The data were submitted to a two-way ANOVA and a Tukey multiple-comparison test (=0.05). The results showed that the addition of nt-TiO2, regardless of concentration, increased the conversion degree values for the self-curing resin cement and for the dual-curing at all times studied. The sorption and solubility were not influenced by the concentration of the nanotubes or the polymerization condition. Regarding flexural strength, the addition of the nt-TiO2 in concentrations of either 0.3% (A03) or 0.9% (A09) resulted in data similar to those in the dual-curing control (DC) condition. The average modulus of elasticity increased with the addition of 0.9% nt-TiO2 (A09), and as with all the groups in the dual-curing condition, the addition of nt-TiO2 did not affect the results. The addition of either 0.6% (A06 and D06) or 0.9% (A09 and D09) of nt-TiO2 cement increased hardness values relative to the control groups (AC and DC). The group with a 0.3% concentration of nt-TiO2 (A03 and D03) showed higher bonding shear strength values than several of the groups with higher concentrations (A06, D06 and D09), but the A09 group had no difference relative to either control group (AC or DC). For cell viability in the 24-h period, the D03 D06 and D09 groups achieved a result similar to that of the CP group with significant difference to the DC group that had lower absorbance values. At the benchmarks of 48 and 72 h, and only the CN group showed a significant difference compared to others. The addition of nt-TiO2 is a promising strategy for improving the physical-chemical and mechanical properties without prejudice the biological properties.(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Nanotubos/química , Polimerização , Cimentos de Resina/química , Autocura de Resinas Dentárias/métodos , Titânio/química , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Células Cultivadas , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Fibroblastos/efeitos dos fármacos , Testes de Dureza , Teste de Materiais , Propriedades Físicas e Químicas , Reprodutibilidade dos Testes , Cimentos de Resina/farmacologia , Resistência ao Cisalhamento , Espectroscopia de Infravermelho com Transformada de Fourier , Fatores de Tempo , Titânio/farmacologia
15.
Bauru; s.n; 2016. 133 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881837

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi comparar os efeitos de diferentes densidades de energia e irradiâncias do Laser de Baixa Intensidade (LBI), variando em função do tempo de irradiação e potência, na viabilidade e proliferação de fibroblastos derivados da polpa de dentes decíduos humanos (HPF). HPF foram cultivados em DMEM e usados entre a 4ª e 8ª passagem. Os grupos foram divididos de acordo com diferentes densidades de energia, variando: Tempo de irradiação - Grupo I Ia (1,2 J/cm2 - 5 mW - 10 s), Ib (2,5 J/cm2 - 5 mW - 20 s), Ic (3,7 J/cm2 - 5 mW - 30 s), Id (5,0 J/cm2 - 5 mW - 40 s), e Ie (6,2 J/cm2 - 5 mW - 50 s); ou potência - Grupo II IIa (1,2 J/cm2 - 5 mW - 10 s), IIb (2,5 J/cm2 - 10 mW - 10 s), IIc (3,7 J/cm2 - 15 mW - 10 s), IId (5,0 J/cm2 - 20 mW - 10 s), e IIe (6,2 J/cm2 - 25 mW - 10 s). Células não irradiadas - cultivadas em condições nutricionais regulares - 10% Soro Fetal Bovino (SFB) (If e IIf) e células não irradiadas - cultivadas em déficit nutricional - 1% SFB (Ig e IIg), foram consideradas controles positivos e negativos, respectivamente. A viabilidade e proliferação celular foram avaliadas, repesctivamente, pelas técnicas MTT e Cristal violeta (CV), nos períodos de 24, 48 e 72 horas após a irradiação. Os dados obtidos foram submetidos à análise estatística por ANOVA 2 critérios, seguido pelo teste de Tukey (P<0,05). No ensaio MTT, os controles negativos, Ig e IIg, apresentaram significativamente menor viabilidade em relação aos correspondentes grupos experimentais: IIa e IIb, 24 horas após a irradiação; Ia, Ib, Ie, If e IIf no período de 48 horas; e Ib-If, assim como, IIa-IIf após 72 horas. Nos diferentes períodos de avaliação do ensaio CV, todos os grupos, exceto Ie, IIe e If, exibiram significativamente maior proliferação em comparação aos respectivos controles negativos. Dentro de um mesmo grupo nos diferentes períodos, os grupos If e IIe apresentaram menor viabilidade durante o período de 24 horas em comparação ao período de 72 horas pelo ensaio MTT. Na avaliação intragrupos, o ensaio CV revelou menor proliferação no período de 24 horas em comparação aos períodos de 48 e 72 horas, independente do grupo avaliado. Os diferentes protocolos de irradiação, grupos I e II, não apresentaram diferença estatisticamente significativa na viabilidade e proliferação celular entre densidades de energia iguais com irradiâncias diferentes durante os períodos avaliados. De acordo com os resultados obtidos, as diferentes densidades de energia e irradiâncias propostas não prejudicaram a viabilidade e proliferação de fibroblastos pulpares de dentes decíduos humanos. A variação do protocolo de irradiação LBI, em função do tempo ou da potência, não interferiram nas respostas celulares após a aplicação da mesma densidade de energia com irradiâncias diferentes.(AU)


The aim of this study was to compare the effects of Low-level laser (LLL) with different energy densities and irradiances, varying according to the irradiation time and power, on cell viability and proliferation of pulp fibloblasts from human primary teeth (HPF). HPF were culture in DMEM and used between 4th and 8th passages. Groups were divided according to different energy densities, varying: Time of irradiation Ia (1.2 J/cm2 - 5 mW - 10 s), Ib (2.5 J/cm2 - 5 mW - 20 s), Ic (3.7 J/cm2 - 5 mW - 30 s), Id (5.0 J/cm2 - 5 mW - 40 s), and Ie (6.2 J/cm2 - 5 mW - 50 s); or output power - Grupo II IIa (1.2 J/cm2 - 5 mW - 10 s), IIb (2.5 J/cm2 - 10 mW - 10 s), IIc (3.7 J/cm2 - 15 mW - 10 s), IId (5.0 J/cm2 - 20 mW - 10 s), e IIe (6.2 J/cm2 - 25 mW - 10 s). Non-irradiated cells - grown in regular nutritional conditions - 10% Fetal Bovine Serum (FSB) (If and IIf) and non-irradiated cells - grown in nutritional deficit - 1% FBS (Ig and IIg) were considered positive and negative controls, respectively. Cell viability and proliferation were respectively assessed through MTT and Crystal violet (CV) assays at 24, 48 and 72h after irradiation. Data were submitted to statistical analysis by ANOVA 2 criteria, followed by Tukey test (P<0.05). In the MTT assay, the negative controls, Ig and IIg, showed significantly lower viability in relation to the corresponding groups: IIa and IIb 24 hours after irradiation; Ia, Ib, Ie, If and IIf at 48 hours period; and Ib-If, as IIa-IIf, after 72 hours. At different periods of evaluation of CV assay, all groups, except Ie, IIe and If, exhibited significantly higher proliferation compared to the respective negative controls. Within the same group at different periods, groups If and IIe showed lower viability during 24 hours compared to 72 hours period by MTT assay. In the intragroup evaluation, CV assay revealed lower proliferation at 24 hours compared to 48 and 72 hours periods, regardless of the evaluated group. Different irradiation protocols, groups I and II, showed no statistically significant differences on cell viability and proliferation among equals energy densities with different irradiances at the evaluated periods. According to these findings, different LLL energy densities and irradiances proposed did not impair viability and proliferation of pulp fibloblasts from human primary teeth. The variation of the LLL irradiation protocol, by the time or power, did not interfere in cellular responses after the application of the same energy density with different irradiances.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Polpa Dentária/citologia , Fibroblastos/efeitos da radiação , Lasers de Estado Sólido , Terapia com Luz de Baixa Intensidade/métodos , Doses de Radiação , Análise de Variância , Contagem de Células , Proliferação de Células/efeitos da radiação , Sobrevivência Celular/efeitos da radiação , Células Cultivadas , Polpa Dentária/efeitos da radiação , Violeta Genciana , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo , Dente Decíduo/citologia
16.
Bauru; s.n; 2016. 95 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881839

RESUMO

A estomatite protética é uma patologia que acomete muitos usuários de prótese total. Um dos principais fatores da sua etiologia é a fácil adesão de microrganismos, como a Candida albicans, à resina acrílica, principalmente devido às características de superfície facilitadoras deste material. Por esta razão, estuda-se materiais que possam modificar as características de superfície da resina acrílica sem alterar as suas propriedades mecânicas. A investigação das propriedades desses materiais, como a biocompatibilidade e como eles influenciam as células de C. albicans, é de extrema importância para uma futura aplicação clínica. Dessa forma, a proposta desta pesquisa foi avaliar a citotoxicidade sobre fibroblastos gengivais humanos (FGH) e o estresse oxidativo causado em células de C. albicans por 6 produtos (etil-cianoacrilato convencional -ECAc; etil-cianoacrilato em forma de gel formulação a -ECAga; etil-cianoacrilato em forma de gel formulação b -ECAgb; butil-cianoacrilato - BCA; octil-cianoacrilato OCA; selante tissular a base de veneno de cobra-VC;), que quando aplicados na superfície da resina acrílica, modificam suas características de superfície, visando diminuir a formação do biofilme de C. albicans. Espécimes de resina acrílica foram confeccionados e duas camadas de cada produto foram aplicadas nas superfícies. Cada espécime foi deixado em 1, 066 mL de meio de cultura durante 24 horas para extração e utilização do meio condicionado para os dois ensaios. Para a investigação da citotoxicidade, os FGH foram cultivados em placas de 96 poços, meios condicionado de cada grupo foram depositados em cada poço onde permaneceram em contato por 24, 48 e 72 h. Após o processamento para o ensaio de MTT as placas foram analisadas em espectrofotômetro a 500 nm. Foram realizados quatro experimentos independentes em triplicata (n=12). Para a investigação de estresse oxidativo (ERO) causado em C. albicans, biofilme foi desenvolvido em placas de 96 poços durante 24 h. Então, os meios condicionados foram adicionados aos poços e a placa foi mantida em agitadora durante 1 h. Após a retirada dos meios condicionados, foi adicionado a cada poço o reagente CellRox® Deep Red e leituras foram realizadas a cada 30 min durante 3 h em fluorímetro a 640/665nm. Amostras foram coletadas e ensaio de cultura microbiológica foi executado para a realização da normalização dos valores. Foram realizados 3 experimentos independentes em triplicata (n=9). Os resultados obtidos pelo ensaio MTT foram analisados por meio de ANOVA a 2 critérios, seguido pelo teste Tukey para a comparação entre grupos (p<0,05). Para o ensaio ROS, a análise estatística realizada foi ANOVA a 1 critério, seguida, igualmente, por Tukey (p<0,05). Os resultados mostraram que todos os grupos apresentaram certo grau de citotoxicidade quando comparados ao controle, com exceção do VC (ECAc

Denture stomatitis is a disease that affects many denture wearers. One of the main factors of its cause is the easy adhesion of microorganisms, such as Candida albicans, to acrylic resin, mainly due to its permissive surface characteristics. For this reason, materials that can modify surface characteristics of acrylic resin without changing its mechanical properties are being studied. The investigation of these materials features, such as biocompatibility and how they affect Candida albicans, is of utmost importance for future clinical application. Thus, the purpose of this study was to evaluate the cytotoxicity of human gingival fibroblasts (HGF) and oxidative stress in C. albicans cells after contact with 6 experimental products (conventional ethyl-cyanoacrylate -ECAc; ethyl-cyanoacrylate in gel formulation "a" -ECAga; ethyl-cyanoacrylate in gel formulation "b" -ECAgb; butyl- cyanoacrylate - BCA; octyl-cyanoacrylate -OCA; tissue adhesive based on snake venom -VC) applied to the surface of the resin acrylic, modifying its surface characteristics, in order to decrease C. albicans biofilm formation. Acrylic resin specimens were manufactured and two layers of each product were applied to the surfaces. Each specimen was immersed in 1,066 mL of growth media for 24 hours for extraction and the resulting conditioned media were used for both tests. To investigate cytotoxicity, HGF were cultured in 96-well plates and conditioned media from each group were deposited into each well, where they remained in contact for 24, 48 and 72h. After the MTT assay processing, plates were analyzed in a spectrophotometer at 500 nm. Four independent experiments were performed in triplicate (n=12). To investigate oxidative stress (ROS), C. albicans biofilm was developed in 96-well plates for 24 h, conditioned media were added to the wells and the plate was allowed to stir for 1 h. Then, conditioned media were removed and CellRox® Deep Red reagent was added to each well. Readings were performed every 30 min for 3 h in fluorometer at 640/665nm. Samples were collected and microbiological culture test was executed to values normalization. Three independent experiments were performed in triplicate (n=9). Results obtained in MTT assay were analyzed by two-way ANOVA and Tukey's test for comparison between groups (p<0.05). for comparison between groups (p<0.05). For ROS results, one-way ANOVA was performed followed by Tukey test, as well (p<0.05). The results showed that all groups presented different degrees of cytotoxicity when compared to control group, except for VC (ECAc

Assuntos
Humanos , Biofilmes/efeitos dos fármacos , Candida albicans/efeitos dos fármacos , Cianoacrilatos/farmacologia , Fibroblastos/efeitos dos fármacos , Gengiva/citologia , Venenos de Serpentes/farmacologia , Adesivos Teciduais/farmacologia , Resinas Acrílicas/química , Análise de Variância , Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos , Células Cultivadas , Estresse Oxidativo/efeitos dos fármacos , Reprodutibilidade dos Testes , Fatores de Tempo
17.
Bauru; s.n; 2016. 82 p. tab, ilus, graf.
Tese em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-881929

RESUMO

Enterococcus faecalis (E. faecalis) é um microrganismo presente em lesões endodônticas persistentes, mostrando maior resistência do que outras bactérias ao Hidróxido de Cálcio, um medicamento alcalino que consegue eliminar diversos microrganismos durante o tratamento endodôntico. Assim, os objetivos desse estudo foram: (a) avaliar a resposta de E. faecalis isolados de canal radicular, após estresse alcalino, quanto sobrevivência, crescimento, alteração do pH, resistência/susceptibilidade antimicrobiana e formação de biofilme sobre discos de dentina; (b) avaliar a capacidade fagocítica e produção de óxido nítrico (NO) por macrófagos humanos, frente a bactérias E. faecalis de canais radiculares, submetidas a estresse alcalino; (c) avaliar a expressão de TLR2 e CD14 na superfície dos macrófagos desafiados com as diferentes cepas bacterianas. As cepas utilizadas foram: ATCC4083 (CANAL 1) e uma cepa clínica, obtida por nós, a partir de uma lesão endodôntica primária (CANAL 2), ambas isoladas de canais radiculares; e ATCC29212 isolada de urina (URINA), utilizada como controle. O estresse alcalino foi obtido através da inoculação das bactérias em meio BHIalcalino por 4, 24, 48 e 72 horas. As bactérias alcalino-resistentes foram semeadas em ágar, com ou sem troca do meio, e quantificadas por CFU/mL. A susceptibilidade antimicrobiana das diferentes cepas, estressadas ou não (controle), foi determinada pelo Etest; e o biovolume do biofilme foi quantificado microscopicamente. Para avaliar a capacidade fagocítica, macrófagos obtidos a partir de monócitos do sangue periférico foram desafiados com as diferentes cepas, estressadas ou não em meio BHI-alcalino, por 30 minutos, na proporção 5:1 (bactéria/macrófago), e corados com Laranja de Acridina. Foi contado o total de macrófagos com bactérias internalizadas, considerando o número de bactérias internalizadas por célula (<5 e =5). A concentração de NO foi medida em sobrenadantes, através da reação de Griess, e a expressão de TLR2 e CD14 pelos macrófagos foi analisada por citometria de fluxo. Os resultados revelaram que Enterococcus oriundos de canal radicular foram menos resistentes ao estresse alcalino e mais susceptíveis aos antibióticos testados, do que as bactérias oriundas de urina. A falta de nutrientes foi um fator determinante para o crescimento bacteriano de todas as cepas. O biovolume dos biofilmes foi semelhante para todas as cepas estudadas, e não foi alterado após exposição ao BHI-alcalino. Na presença de bactérias submetidas ao estresse alcalino, houve um menor número de macrófagos com bactérias internalizadas, em comparação ao controle. No entanto, a produção de NO e a expressão de TLR2 e CD14 não foram alteradas. Independentemente da cepa utilizada e da presença de estresse alcalino, a maioria dos macrófagos apresentavam-se com =5 bactérias internalizadas por célula. Na ausência de estresse, as cepas de urina resultaram em maior produção de NO que aquelas oriundas do canal radicular; entretanto, a produção deste gás foi semelhante entre as cepas após estresse alcalino. A partir desses resultados, podemos concluir que bactérias E. faecalis de urina diferem daquelas oriundas do canal radicular, principalmente quanto a susceptibilidade/resistência microbiana; assim sugerimos que estudos envolvendo o campo da Endodontia devam ser realizados com cepas oriundas de canal radicular, preferencialmente que de urina. Concluiu-se ainda que um ambiente alcalino associado a falta de nutrientes pode reduzir o crescimento de E. faecalis. Adicionalmente, o estresse alcalino pode levar a alterações na estrutura da parede de E. faecalis, o que dificulta o seu reconhecimento, reduzindo sua fagocitose, mas não a sua capacidade de ativar a produção de NO, pelos macrófagos. Assim, uma medicação intracanal a base de hidróxido de cálcio associada a restaurações coronais muito bem adaptadas, para se evitar infiltração, é fundamental em tratamentos endodônticos. No entanto, os efeitos do estresse alcalino, nos Enterococcus alcalino-resistentes, podem prejudicar sua fagocitose, contribuindo para sua persistência na doença endodôntica.(AU)


Enterococcus faecalis (E. faecalis) is an microorganism present in persistent endodontic lesions, with greater resistance than other bacteria to the calcium hydroxide, an alkaline intracanal dressing which eliminate several bacterial species during endodontic treatment. The objectives of this study were: (a) to evaluate the response of E. faecalis, isolated from root canal, under alkaline-stress, starvation, antimicrobial resistance/susceptibility and biofilm formation on dentin disks; (b) to evaluate the phagocytic ability and the nitric oxide (NO) concentration of human macrophages against root canal E. faecalis isolates submitted to alkaline stress; (c) to evaluate the intensity of TLR2 and CD14 expression on the surface of macrophages challenged with the different bacterial strains. The bacterial strains used were: ATCC 4083 (CANAL 1) and a clinical strain, obtained by us, from a primary endodontic lesion (CANAL 2), both isolated from pulpless teeth; and ATCC29212, isolated from urine (URINE), was a reference for comparison. All strains were inoculated in alkaline-BHI broth for 4, 24, 48 and 72 hours. The alkalineresistant bacteria were seeded in agar and quantified by CFU/mL. Antimicrobial susceptibility of bacterial strains, stressed or not (control) was determined by the Etest and the biovolume after biofilm formation was quantified by microscopy. To evaluate the phagocytic ability, macrophages obtained by culture of peripheral blood monocyte, were challenged with bacterial strains, stressed or not in BHI-alkaline for 30 minutes at 5:1 ratio (bacteria/macrophages) and stained with Acridine Orange. The total of macrophages with internalized bacteria and also the number of internalized bacteria per cell (<5 and =5) were counted. The NO concentration in the supernatants was measured by Griess reaction and the intensity of TLR2 and CD14 expression on the surface of macrophages was also analyzed by flow cytometry. Results shows less resistance to alkaline stress in root canal strains and less resistance to tested antibiotics when compared with urine enterococci. The lack of nutrient was a determining factor for the bacterial growth in all enterococci strains. The biovolume of biofilm formed by all strains were similar, and were not altered after exposure to an alkaline-BHI. In the presence of alkaline-stressed bacteria, there was a smaller number of macrophages with internalized bacteria, when compared to the control. The NO production or the TLR2 and CD14 expression were not altered. Regardless of the strain or alkaline environment, the number of macrophages that showed =5 internalized bacteria per cell was higher. Without an alkaline-stress the NO production results higher in the urine strain, when compared with the root canal strains, however, was not modificated after the exposure of bacteria to alkalinestress. We conclude that root-canal strains have different features when compared with urine enterococci, with the main differences being evident in their resistance/susceptibility to antibiotics; thus, we suggest that researches with aims directed to interpreting responses to endodontic treatment should be conducted with strains from root-canals. Besides, an alkaline environment associated to a starvation condition can reduce bacterial growth. Additionally, alterations in the structure of bacterial cell wall after alkali-stressing possibly made their recognition difficult, reducing their ability to be phagocytized, but not their ability to activate NO production. Therefore, intracanal medication with calcium hidroxyde dressing and coronal restorations, to prevent infiltration, should be critical in treatments of endodontics infections. However, the impact of alkaline stress, in alkaline-resistant enterococci, can impair the phagocytosis, contributing to their persistence in endodontic disease.(AU)


Assuntos
Humanos , Enterococcus faecalis/efeitos dos fármacos , Enterococcus faecalis/fisiologia , Macrófagos/microbiologia , Macrófagos/fisiologia , Fagocitose/fisiologia , Biofilmes/crescimento & desenvolvimento , Sobrevivência Celular , Células Cultivadas , Contagem de Colônia Microbiana , Cavidade Pulpar/microbiologia , Óxido Nítrico/metabolismo , Fatores de Tempo , Urina/microbiologia
18.
Rio de janeiro; s.n; 2016. 56 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1009447

RESUMO

O objetivo deste estudo foi avaliar, in vitro, a microdureza e o potencial antimicrobiano de três cimentos para cimentação utilizados em dentística modificados com diacetato de clorexidina a 0,5%. Para o teste de exaustão foram usados 48 corpos de prova de 5 mm de diâmetro por 2 mm de altura, colocados numa placa de 96 orifícios, divididos em 2 corpos de prova de acordo com o período de eluição para cada grupo previamente determinado. A eluição foi feita com PBS (tampão fostato), tornando o ambiente isotônico, por períodos de 60, 30 e 15 dias, ou sem exaustão (imediato), com posterior exposição ao inóculo bacteriano (Streptococcus mutans em 80 Unidades Formadoras de Colônias - UFC), em meio isotônico para evitar a morte da bactéria. Após 60 minutos de exposição a 37ºC, cada corpo de prova recebeu 100 µL de agar TSA, para a análise do crescimento das colônias. A viabilidade celular foi avaliada através do teste colorimétrico de Metiltetrazolium (MTT), em que foi utilizada uma suspensão celular L929 (fibroblastos gengival de camundongo), linhagem recomendada pela ISO 10993-5 de 2009 para a realização dos testes de citotoxicidade. As amostras ficaram em eluição pelos períodos de 24 horas, 72 horas e 7 dias , momentos em que foram aliquotados 200 µL da solução de eluição do corpo de prova, para a realização do teste. No geral foram testadas quatro réplicas de cada uma das amostras obtidas distribuídas nos grupos de corpo de prova previamente definidos, sendo confeccionados 18 corpos de prova com 5 mm de diâmetro por 2 mm de altura. A análise de microdureza Knoop (KHN) foi feita confeccionando cinco espécimes para cada grupo experimental com 5 mm de diâmetro e 2 mm de altura, incluídos em seis blocos de resina acrílica rosa. Cada grupo foi denominado conforme os respectivos tratamentos a serem utilizados. Grupo 1 (G1) - cimento de fosfato de zinco sem diacetato de clorexidina; Grupo 2 (G2) - Ketac™ Cem Easymix sem diacetato de clorexina; Grupo 3 (G3) - RelyX™ U 200 sem diacetato de clorexidina; Grupo 4 (G4) - cimento de fosfato de zinco com diacetato de clorexidina 0,5%; Grupo 5 (G5) - Ketac™ Cem Easymix com diacetato de clorexidina 0,5%; Grupo 6 (G6) - RelyX™ U 200 com diacetato de clorexidina 0,5%. Em relação ao teste de exaustão, o cimento de fosfato de zinco foi o que apresentou melhor atividade antimicrobiana. No referente à citotoxicidade, não houve efeito citotóxico significativo entre todas as amostras testadas, tendo apenas o cimento de fosfato de zinco sem adição de diacetato de clorexina no período de eluição de 72 h ficado ligeiramente acima da barra de viabilidade celular. Considerando a microdureza Knoop, o cimento de fostato de zinco apresentou comportamento inferior ao Ketac™ Cem Easymyx e ao RelyX™ U 200, que não foram diferentes entre si e, assim, a adição do diacetato de clorexidina a 0.5% não modificou a propriedade mecânica analisada dos cimentos testados.


The aim of this study was to evaluate, in vitro, the hardness and the antimicrobial potential of three cements for cementation used in dentistry modified with 0.5% chlorhexidine diacetate. For the exhaustion test were used 48 specimens samples with 5 mm in diameter and 2 mm in height, placed in a 96 well plate, divided into 2 specimens samples according to the elution period for each previously determined group. The elution was done with PBS (phosphate buffer), making an isotonic environment for periods of 60, 30 and 15 days, or without exhaustion (immediate), with subsequent exposure to the bacterial inoculum (Streptococcus mutans in 80 Colony Forming Units - UFC) in an isotonic medium to prevent the death of bacteria. After 60 minutes at 37°C exposure, each specimen received 100 µL of agar TSA, for the analysis of the colonies' growth. Cell viability was evaluated by colorimetric test Metiltetrazolium (MTT), which was used in a suspension of the cell type L929 (mouse fibroblasts gum), strain recommended by ISO 10993-5 2009 for carrying out the cytotoxicity tests. The samples were eluted in the periods of 24 hours, 72 hours and 7 days, when 200 µL were aliquoted from specimens samples eluting solution, to perform the colorimetric test. In general, four replicates were tested of each obtained samples, distributed into previously defined specimen groups, totalizing 18 specimens samples with a diameter of 5 mm and a height of 2 mm. The Knoop microhardness analysis (KHN) was done preparing five specimens samples for each experimental group with 5 mm in diameter and 2 mm in height, included in 6 pink acrylic resin blocks. Each group was designed according to the treatment to be received. Group 1 (G1) - Zinc phosphate cement without chlorhexidine diacetate; Group 2 (G2) - Ketac™ Cem Easymyx without clorexina diacetate; Group 3 (G3) - RelyX™ U 200 without chlorhexidine diacetate; Group 4 (G4) - Zinc phosphate cement with 0,5 % chlorhexidine diacetate; Group 5 (G5) - Ketac™ Cem EasyMix with 0,5% chlorhexidine diacetate; Group 6 (G6) - RelyX™ U 200 with 0,5% chlorhexidine diacetate. Regarding to exhaustion test, zinc phosphate cement showed the best antimicrobial activity. With regard to cytotoxicity, there was no significant cytotoxic effect of all tested samples, having only the zinc phosphate cement without adding chlorhexidine diacetate in the elution period of 72 h, stayed slightly above the cell viability bar. Considering the Knoop hardness, zinc phosphate cement showed less behavior than Ketac™ Cem Easymyx and RelyX™ U 200, which were not different between them. Thus, the addition of 0.5% chlorhexidine diacetate did not modified the mechanical property of the tested cements.


Assuntos
Teste de Materiais , Clorexidina/uso terapêutico , Cimentos Dentários , Anti-Infecciosos , Técnicas In Vitro , Sobrevivência Celular , Cimentação
19.
Bauru; s.n; 2016. 100 p. ilus, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-881398

RESUMO

A terapia de fotobiomodulação tem sido vastamente utilizada em cultura de fibroblastos com o objetivo de se verificar seu real efeito na cicatrização de feridas e de se estabelecer os melhores parâmetros de luz. Pacientes com síndrome de Down (SD) possuem alta prevalência da doença periodontal (DP) e importantes alterações imunológicas, as quais podem interferir no processo de cicatrização. O objetivo do presente estudo foi de avaliar os efeitos da utilização de Laser e LED em fibroblastos gengivais de pacientes com e sem SD (FSD e FGH, respectivamente), verificando a viabilidade celular e o processo In vitro de cicatrização de feridas. As células foram cultivadas em placas de 96 poços (1x103 célula/poço) e colocadas em estado de aquiescência (meio DMEM com 1% de soro fetal bovino) 24h antes da irradiação e retomando sua condição inicial de 10% de soro fetal bovino (SFB) instantes antes da aplicação de Laser (AlGaAs - 660nm e AlGaInP - 810nm) e LED (637 ±15nm) com exceção do controle negativo (C-) que continuou com 1% de SFB. Os grupos foram divididos em: C+ (sem irradiação, 10% SFB), C- (sem irradiação, 1% SFB), LIV5 (5 J/cm2 por 3s), LIV8 (8 J/cm2 por 5s), LV5 (5 J/cm2, por 3s), LV8 (8 J/cm2 por 5s), LED3 (0,03 J/cm2 por 3s) e LED5 (0,05J/cm2 por 5s). A potência utilizada foi a mesma tanto para o Laser como para o LED (40mW). A viabilidade celular foi avaliada através dos testes colorimétricos MTT e Cristal Violeta, nos períodos de 24,48,72 e 96h. O teste de cicatrização de feridas In vitro (placas de 24 poços) para avaliação da migração dos fibroblastos, foi nos períodos de 12, 24, 36 e 48h. A análise estatística foi realizada através do teste ANOVA de medidas repetidas complementado pelo teste de Tukey (p<0,05). Os grupos experimentais, em grande parte dos períodos, obtiveram melhor viabilidade celular em relação ao C+, com exceção do grupo LIV8 que apresentou crescimento celular próximo de zero, em todos os períodos. Para FSD os melhores resultados foram com LIV5, LED3 e LED5 (p<0,05), enquanto que para FGH, foi o LV5 (p>0,05). No ensaio de cicatrização de feridas os melhores resultados foram LIV5 para FGH (p<0,05) e todos os tratamentos com exceção do LIV8 para FSD (p<0,05). Os FSD apresentaram maior fechamento da ferida em relação ao FGH nos períodos de 24 e 36h (p<0,05). Como conclusão, a fotobiomodulação por Laser e LED mostrou ser efetiva para viabilidade celular, tanto para o FGH como para o FSD, com exceção do Laser infravermelho de maior densidade de energia e maior tempo de exposição (LIV8). Na migração celular, a fotobiomodulação foi efetiva no maior fechamento da ferida para os FSD. Logo, a terapia de fotobiomodulação por Laser e LED, com os parâmetros adequados, parecer ser um tratamento adjuvante promissor para pacientes com SD.(AU)


The photobiomodulation therapy has been widely used in fibroblast culture in order to verify its effects on wound healing and to establish the best parameters of light. Down's syndrome patients (DS) present high prevalence of periodontal disease (PD) and important immunological changes, which could interfere on the wound healing process. The aim of this study was to evaluate the Laser and LED effects on gingival fibroblasts cultures from patients with or without DS (FSD and FGH, respectively), through cell viability tests and in vitro wound healing test. Cells were grown in 96-well plates (1x103 cells / well) and then, put in a quiescence environment, (DMEM medium with 1% fetal bovine serum) for 24 hours before irradiation. After that an initial condition of 10% fetal bovine serum (FBS) was set before Laser (Red -AlGaAs - 660nm and Infrared - AlGaInP - 810nm) and LED (637 ± 15nm) application, with the exception of the negative control (C-) which still remained with 1% FBS. The groups were divided in: C+ (no irradiation, 10% FBS), C (no irradiation 1% FBS), LIV5 (5J/cm2 for 3s), LIV8 (8 J / cm2 for 5s), LV5 (5J/cm2 for 3s), LV8 (8J/cm2 for 5s), LED3 (0.03J/cm2 for 3 seconds) and LED5 (0,05J / cm2 for 5s). The power output was the same for both Laser and LED (40mW). Cell viability was evaluated through MTT and Crystal Violet colorimetric tests, in periods of 24,48,72 and 96h. The in vitro wound healing assay (24 well plates), measured the fibroblasts migration, during 12, 24, 36 and 48 hours. Statistical analysis was performed using repeated measures ANOVA complemented by Tukeys test (p <0.05). The experimental groups, in most periods, presented higher cell viability compared to C+, except for the LIV8 group that exhibited cell growth near to zero, in all periods. In relation to FSD, the best results were with LIV5, LED 3 and LED 5 (p<0.05), while to FGH, the LV5 presented higher viability (p<0.05). The best results for the wound healing test were LIV5 for FGH (p<0,05) and all groups but LIV8 for FSD (p<0,05). FSD cells presented higher wound closure in relation to FGH at 24 and 36h (p<0,05). In conclusion, the Laser and LED photobiomodulation was effective for cell growth, for both FGH and FSD cells, except for the infrared laser with higher energy density and longer exposure time (LIV8). Photobiomodulation was more effective for wound closure by FSD cells. Therefore, laser and LED photobiomodulation therapy, with appropriate parameters, seems to be a promising adjunctive treatment for patients with DS.(AU)


Assuntos
Humanos , Síndrome de Down/imunologia , Fibroblastos/efeitos da radiação , Gengiva/citologia , Lasers Semicondutores/uso terapêutico , Terapia com Luz de Baixa Intensidade/métodos , Cicatrização/efeitos da radiação , Análise de Variância , Movimento Celular/efeitos da radiação , Proliferação de Células/efeitos da radiação , Sobrevivência Celular/efeitos da radiação , Células Cultivadas , Formazans , Reprodutibilidade dos Testes , Sais de Tetrazólio , Fatores de Tempo
20.
Rio de Janeiro; s.n; s.n; 2016. 67 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-915692

RESUMO

Radiotherapy (RXT) is one of the main treatments in cases of head and neck cancer and effects of radiation, such as radiation caries, xerostomia and oral mucositis are among the most observed effects after treatment. Chlorhexidine association to glass ionomer cement (GIC) has shown effective antimicrobial activity against the Streptococcus mutans in vitro conditions. However it has only been tested without the use of radiation. The objective of this work is to study the antibacterial effect against S. mutans, the biocompatibility and the pro-inflammatory process induced by a GIC with or without incorporation of chlorhexidine diacetate (dCHX) before and after being radiated under radiotherapy treatment conditions. Test specimens were made in dimensions of 2.5 mm radius x 2 mm thick with GIC incorporated with dCHX percentages at 0%, 0.5%, 1.0% and 2.0%. Half of the samples of each concentration were irradiated with 60 Gy. Antimicrobial activity was tested after exhaustion, with daily changes of sterile distilled water for 270 days. The cytotoxicity was performed by MTT assay according to ISO 10993-5/2009. The pro-inflammatory response was evaluated histologically from the implantation of the samples in subcutaneous tissue of rats. Statistical analysis was performed by Kruskal-Wallis and Dunn tests (p <0.05). All experimental groups were able to inhibit the growth of S. mutans. Cytotoxicity was higher in irradiated groups, regardless of the percentage of incorporation of dCHX. The group without dCHX and subjected to radiation was the condition with higher pro-inflammatory effects, whereas the group with 0.05% dCHX and also submitted to radiation showed less pro-inflammatory effect was (p <0.05). Considering the limitations of this work the following conclusions can be made: 1- radiation or incorporation of dCHX not interfere with the antimicrobial activity against S. mutans for up to 270 days of exhaustion; 2 - the radiation influenced the cytotoxicity, reducing cell viability in all groups, suggesting the use of GIC incorporated with less than 2% dCHX if there is submission to radiation under the conditions of this study; 3 - the proinflammatory analysis also adivse that, in radiation exposure cases, to choose the use of GIV embedded with dCHX and, otherwise, to choose GIC without dCHX.


Radiotherapy (RXT) is one of the main treatments in cases of head and neck cancer and effects of radiation, such as radiation caries, xerostomia and oral mucositis are among the most observed effects after treatment. Chlorhexidine association to glass ionomer cement (GIC) has shown effective antimicrobial activity against the Streptococcus mutans in vitro conditions. However it has only been tested without the use of radiation. The objective of this work is to study the antibacterial effect against S. mutans, the biocompatibility and the pro-inflammatory process induced by a GIC with or without incorporation of chlorhexidine diacetate (dCHX) before and after being radiated under radiotherapy treatment conditions. Test specimens were made in dimensions of 2.5 mm radius x 2 mm thick with GIC incorporated with dCHX percentages at 0%, 0.5%, 1.0% and 2.0%. Half of the samples of each concentration were irradiated with 60 Gy. Antimicrobial activity was tested after exhaustion, with daily changes of sterile distilled water for 270 days. The cytotoxicity was performed by MTT assay according to ISO 10993-5/2009. The pro-inflammatory response was evaluated histologically from the implantation of the samples in subcutaneous tissue of rats. Statistical analysis was performed by Kruskal-Wallis and Dunn tests (p <0.05). All experimental groups were able to inhibit the growth of S. mutans. Cytotoxicity was higher in irradiated groups, regardless of the percentage of incorporation of dCHX. The group without dCHX and subjected to radiation was the condition with higher pro-inflammatory effects, whereas the group with 0.05% dCHX and also submitted to radiation showed less pro-inflammatory effect was (p <0.05). Considering the limitations of this work the following conclusions can be made: 1- radiation or incorporation of dCHX not interfere with the antimicrobial activity against S. mutans for up to 270 days of exhaustion; 2 - the radiation influenced the cytotoxicity, reducing cell viability in all groups, suggesting the use of GIC incorporated with less than 2% dCHX if there is submission to radiation under the conditions of this study; 3 - the proinflammatory analysis also adivse that, in radiation exposure cases, to choose the use of GIV embedded with dCHX and, otherwise, to choose GIC without dCHX.


Assuntos
Anti-Infecciosos Locais/farmacologia , Clorexidina/farmacologia , Dentística Operatória , Cimentos de Ionômeros de Vidro/efeitos da radiação , Cimentos de Ionômeros de Vidro/toxicidade , Teste de Materiais , Streptococcus mutans/efeitos dos fármacos , Sobrevivência Celular , Radiação , Estatísticas não Paramétricas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA