Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Araraquara; s.n; 2013. 125 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-867775

RESUMO

Este estudo avaliou os efeitos da Terapia Fotodinâmica (PDT), mediada pelo Photodithazine® (PDZ) e luz LED, sobre Candida albicans resistente a fluconazol em um modelo de candidose oral induzida. Para isso, camundongos fêmeas de 6 semanas foram imunussuprimidos e inoculados com C. albicans (107 células/mL). Em seguida, aplicou-se 100 mg/L de PDZ (diluído em salina ou hidrogel) na cavidade bucal por 20 min e o dorso lingual foi iluminado (37,5 J/cm² dose de luz). Animais adicionais foram tratados somente com LED ou PDZ. O grupo controle positivo não recebeu nenhum tratamento e, adicionalmente, animais saudáveis receberam tratamento com PDT (n=5). Em seguida, foi feita a recuperação do micro-organismo da língua dos animais. O número de colônias viáveis foi quantificado e os valores de UFC/mL foram determinados. Os animais foram sacrificados e as línguas foram removidas cirurgicamente para análise histológica. Duas colônias de cada animal foram isoladas da placa de cultura para avaliação dos fatores de virulência: adesão e formação de biofilme em superfície abiótica, formas filamentares de crescimento e produção de exoenzimas. Os dados foram analizados por ANOVA (P < 0,05). Os resultados demonstraram que a PDT resultou em redução significativa de C. albicans resistente a fluconazol (1,91 e 1,96 log10) em relação ao grupo controle positivo. Somente a aplicação da luz ou PDZ não reduziu a viabilidade celular. A PDT não ocasionou efeitos adversos no tecido lingual dos animais e reduziu apenas a produção de fosfolipase. A PDT foi efetiva na inativação da C. albicans resistente a fluconazol, sem causar efeitos adversos no tecido lingual.


Assuntos
Candida albicans , Resistência a Medicamentos , Fotoquimioterapia , Fatores de Virulência
2.
Porto Alegre; s.n; 2013. 47 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-867021

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar, in vitro, a influência de diferentes preparos dentais e dois diferentes tipos de cerâmica, sobre a resistência à fratura e o vedamento marginal de dentes restaurados com facetas laminadas. Foram utilizados 56 incisivos centrais, divididos em 7 grupos (incluindo grupo controle de dentes hígidos), diferenciados pelo preparo: preparos tipo janela, preparos com término em bordo reto e preparos com término em bordo envelopado e cerâmica utilizada: feldspática (Vita VM7 – Vita) e à base de dissilicato de lítio (IPS Empress II – Ivoclar Vivadent). Os dentes foram preparados com pontas diamantadas de forma padronizada, conforme os grupos acima, após foram moldados com silicona de adição para confecção dos laminados com os materiais citados. Após a cimentação dos laminados com cimento resinoso, os espécimes foram termociclados e moldados novamente para obtenção de réplicas em resina epóxi que foram avaliadas quanto à presença de fenda marginal em microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os espécimes (dentes restaurados) foram submetidos ao teste de resistência à fratura em máquina de ensaio universal com velocidade de 1 mm/min. Os resultados foram tabulados e analisados estatisticamente pelos testes ANOVA e Qui², com nível de significância de 5%. O grupo controle apresentou a maior resistência à fratura.(continua).


(continuação)A resistência dos dentes restaurados com laminados foi influenciada significativamente pelo tipo de preparo (p=0,03) e pelo tipo de cerâmica (p=0,011) empregados. Quando comparados os dois tipos de cerâmica empregados, o desempenho superior foi para o sistema cerâmico à base de dissilicato de lítio, quando da presença de bordos reto e envelope. Com relação aos preparos, houve diferença para as cerâmicas feldspáticas, sendo superior o preparo janela. Para a avaliação de vedamento marginal, os grupos com preparo em bordo reto e envelopado associados à cerâmica à base de dissilicato de lítio não apresentaram fendas marginais. Porém, o grupo com preparo do tipo janela e cerâmica à base de dissilicato de lítio e o grupo com preparo em bordo reto e cerâmica feldspática apresentaram 75% de fendas presentes. Conclui-se que quando a cerâmica utilizada for feldspática, o preparo janela apresentou melhor resistência à fratura. Por outro lado, se a cerâmica utilizada for à base de dissilicato de lítio, o tipo de preparo não influenciou na resistência. Os laminados confeccionados com a cerâmica à base de dissilicato de lítio associados ao tipo de preparo reto ou envelopado apresentaram ausência de fenda (100%) e melhores resultados em relação à resistência à fratura para estes tipos de preparo.


The aim of this study was to evaluate in vitro the influence of different dental tooth preparations and two different types of ceramics on the fracture resistance and marginal sealing of teeth restored with veneers. 56 central incisors were divided into 7 groups (including the control group of sound teeth), by preparation: according to window, ending in straight edge and ending in overlap and ceramic used: feldspathic (Vita VM7 – Vita) and lithium disilicate (IPS Empress II – Ivoclar Vivadent). Teeth were prepared with diamond burs in a standardized manner, according above groups and were impressed with vinyl polysiloxane for the fabrication of veneers with the materials cited. After cementation of veneers with resin cement, specimens were thermocycled and molded again to obtain replicas in epoxy resin that were evaluated for the presence of marginal gap in scanning electron microscopy (SEM). The specimens (restored teeth) were tested for resistance to fracture in a universal testing machine with a crosshead speed of 1 mm / min. The results were statistically analyzed by ANOVA and Chi square test, with a significance level of 5%.(continue)


(continuation)The control group showed the highest fracture resistance. Restored teeth resistance was significantly influenced by the type of preparation (p = 0.03) and the ceramic type (p = 0.011). When comparing the two ceramic types, the superior performance was optained with lithium disilicate ceramic, associated with straight edges and overlap preparations. Regarding preparations showed differences within the feldspathic ceramics, being higher for the window preparation. Regarding marginal sealing, groups with board preparation in straight and overlap associated with lithium disilicate ceramic showed no marginal gaps. However, the group with window preparation and lithium disilicate ceramic and group preparation on board straight and feldspathic ceramic showed 75% of gap presence. It is concluded that when the ceramic used was felsdpathic the window preparation showed better fracture resistance. On the other hand, if the ceramic used was lithium disilicate, the type of preparation didn’t influence the fracture resistance. Laminates made with lithium disilicate ceramic associated with in straight or overlap preparation showed no gap formation (100%), presented the best results in relation to fracture resistance.


Assuntos
Biofilmes , Cavidade Pulpar , Resistência a Medicamentos , Genes , Saliva
3.
Rev. bras. odontol ; 67(2): 209-214, jul.-dez. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-586829

RESUMO

Enterococcus faecalis habitam normalmente na cavidade oral humana e são patógenos oportunistas. Estes micro-organismos são frequentemente detectado sem infecções endodônticas persistentes e mais frequentemente, assintomáticas. Este estudo se propõe a revisar a literatura científica a respeito desta bactéria, apontando e discutindo suas características estruturais, fatores de virulência e sua resistência a antimicrobianos, buscando justificativas para sua alta prevalência nos casos de fracasso do tratamento endodôntico e sua ampla utilização em pesquisa na Endodontia. Pode-se constatar que as principais características que explicam a prevalência desta espécie em casos de fracasso endodôntico são a sua capacidade de formar biofilme e sua elevada resistência ao hidróxido de cálcio. Diante de sua importância, E. faecalis tem sido utilizado como padrão em estudos na Endodontia.


Enterococcus faecalis are normally inhabitants of the human oral cavity, and are opportunistic pathogens. Thesemicroorganisms are frequently detected in asymptomatic persistent endodontic infections. This study proposes to review the scientific bibliography about these bacteria, pointing out and discussing their structural characteristcs,virulence factors and resistance to antibiotics, justifying their prevalence in cases of insucessful root canal treatmentand their extensive use in Endodontics research. The principal characteristics of E. faecalis which explain their high prevalence in insuccessful endodontic therapy are the ability to form biofilm and their low susceptibility to calciumhydroxide. Given their importance, E. faecalis have been used as standard in Endodontics studies.


Assuntos
Resistência a Medicamentos , Enterococcus faecalis/patogenicidade , Pulpite
4.
RFO UPF ; 15(1): 35-39, jan.-abr. 2010. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874052

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar, por meio do método de difusão em BHI ágar, a ação antimicrobiana de quatro formulações a base de hidróxido de cálcio utilizadas como medicação intracanal. Para tanto foram utilizadas tres cepas microbianas: Enterococcus faecalis, Bacillus subtilis e Candida albicans. Com base na análise dos resultados, por meio do teste eststístico Kruskal-Wallis complementado pelo teste de comparações múltiplas ao nível de significância de 5 por cento, foi constatado que o Calen com ou sem PMCC e o Hydrocal sem iodofórmio apresentaram ação antimicrobiana contra as tres culturas empregadas sem haver diferença eststística significativa. Hydrocal com iodoformio não teve ação contra as culturas de Candida albicans e Enterococcus faecalis, somente contra Bacillus subtilis


Assuntos
Endodontia , Hidróxido de Cálcio , Preparações Farmacêuticas Odontológicas , Resistência a Medicamentos , Tratamento do Canal Radicular
5.
Rev. ciênc. méd. biol ; 7(3): 273-279, set.-dez. 2008. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-545794

RESUMO

Local knowledge of antimicrobial susceptibilities of Klebsiella pneumoniae is important for implementation of effective hospitals anti-infective policies. One hundred isolates of K. pneumoniae collected from 3 different hospitals in Iran during 2004 were screened for their susceptibilities to thirteen different antibiotics using disk diffusion test and macro broth dilution assay. Isolates were then subjected to restriction endonuclease analysis of plasmid DNA. All isolates were susceptible to imipenem. The rates of resistance to other antibiotics were in the following order: amikacin (10 por cento), piperacillin-tazobactam (por cento 2), ciprofloxacin (20 por cento), ceftizoxime (14 por cento), cefexime (31 por cento), ceftazidime (28 por cento), cefotaxime (33 por cento), nalidixic acid (32 por cento), cephalexin (32 por cento), gentamicin (30 por cento), nitrofurantoin (31 por cento) and piperacillin (66 por cento). The production of extended spectrum betalactamase (ESBL) hydrolyzing ceftazidime and cefotaxime was detected in 54 por cento of isolates. Of 100 isolates tested, 67 harbored plasmids and the remaining lacked any plasmid. Though the prevalence of ESBL phenotype in Iran is higher than western countries, it is close to figures reported from the region. Evidences for outbreaks with certain isolates of K. pneumoniae were found by restriction endonuclease analysis of plasmid DNA. This technique also showed the persistence of infections in the urinary tract of several patients.


Assuntos
Antibacterianos , Infecção Hospitalar , Resistência a Medicamentos , Controle de Infecções , Klebsiella pneumoniae
6.
Braz. j. oral sci ; 4(12): 676-679, Jan.-Mar. 2005. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-412436

RESUMO

Three health Brazilian families were examined for their oral carriage of Staphylococcus aureus the most common persistent human pathogen. The mean level of S.aureus colonization was high 56.2% and 25.9% of the individuals were methicillin-resistant S. aureus (MRSA) carriers. However, a low level of resistance to eight antimicrobial agents were found, except for penicillin (85.1%),erythromycin (40.7%) and amoxicillin (22.2%)


Assuntos
Antibacterianos/farmacologia , Staphylococcus aureus , Farmacorresistência Bacteriana , Resistência a Medicamentos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA