Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Londrina; s.n; 2010. tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-866007

RESUMO

A doença periodontal é considerada um problema de saúde pública em todo o mundo devido à alta incidência e prevalência, e afeta grande parte da população. Nos estágios mais avançados, se não tratada, leva a perda dentária interferindo diretamente na qualidade de vida das pessoas. Tendo em vista que as alterações hormonais da gestação podem interferir no início e progressão da doença periodontal, a pesquisa teve como objetivos: estimar a prevalência da doença periodontal em puérperas e determinar a gravidade; verificar os fatores associados à doença periodontal. Trata-se de um estudo transversal, cuja população foram todas as puérperas, residentes em Londrina, Paraná, que tiveram seus partos em maternidade pública, que atende parturientes de baixo e médio risco, nos meses de maio e junho de 2009. Os dados foram obtidos por meio de entrevista e exame clínico odontológico. A classificação da doença periodontal foi realizada pelo Índice Periodontal Comunitário (IPC). A variável dependente foi a presença da doença periodontal (gengivite e periodontite) e as variáveis independentes envolveram características sociodemográficas, cuidados com a saúde bucal e condições de saúde e hábitos maternos antes e durante a gestação. Na análise estatística foi utilizada a regressão de Poisson. Houve 41 exclusões e 15 (3,1%) perdas, totalizando uma amostra final de 472 entrevistas realizadas. A maioria das puérperas (66,3%) tinha entre 20 e 34 anos, idade média de 24,3 anos; 64,6% estudaram, no mínimo, até o fundamental completo; 72,7% eram brancas; quanto à classificação econômica (ABEP), a maioria pertencia à classe C (71,4%), 65,3% não trabalhavam fora e somente 25,6% viviam com mais que um salário mínimo. A prevalência da doença periodontal observada foi de 41,1%, entre estas, 42,8% apresentavam bolsa periodontal de 4-5 mm. Na análise multivariada, a idade de 20 anos ou mais, a baixa escolaridade (até quatro anos de estudo), o sangramento gengival anterior à gestação...


Assuntos
Humanos , Feminino , Doenças Periodontais/complicações , Doenças Periodontais/epidemiologia , Doenças Periodontais/etiologia , Hábitos , Saúde Bucal , Índice Periodontal , Periodontite , Período Pós-Parto , Gravidez , Assistência Odontológica , Gengivite , Odontologia Preventiva
2.
Periodontia ; 16(3): 43-47, set. 2006. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-463293

RESUMO

A presente pesquisa de campo tem como objetivo avaliar a condição periodontal de mulheres no puerpério imediato, até 24 horas após o parto, período em que as condições bucais ainda estão sob influências dos hormônios da gravidez, estudando a associação de variáveis clínicas como fatores de risco à doença periodontal. A amostra foi composta de 140 puérperas, sendo utilizados como instrumentos de avaliação dois roteiros de entrevistas e, em seguida, foi realizado o exame bucal para mapeamento periodontal em ficha clínica padronizada. Os resultados encontrados mostram que a doença periodontal esteve presente em 85% das pacientes e teve relação direta com variáveis clinicas como frequência de escovação, uso de fio dental e intervalo de tempo da última consulta ao dentista. A consulta ao pré-natal, apesar da elevada frequência (97,2%), não foi acompanhada da visita ao dentista (37,9%). Diante do exposto, aponta-se para a imperativa necessidade de unir conhecimentos médicos e odontológicos visando diminuir o risco da gestante de ser acometida pela doença periodontal que, assim como qualquer doença infecciosa pode colocar em risco não só a saúde da mãe, como também a do concepto.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Diagnóstico Bucal , Suscetibilidade a Doenças , Doenças Periodontais/diagnóstico , Saúde Bucal , Higiene Bucal , Período Pós-Parto , Fatores de Risco
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA