Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. implantodontia ; 8(3): 13-5, jul.-set. 2002.
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857314

RESUMO

A pesquisa científica vem consolidando a laserterapia de baixa potência como uma nova e importante arma no arsenal dos profissionais da área da saúde. Inúmeros trabalhos científicos comprovam os efeitos do laser terapêutico sobre sistemas biológicos. Mostraremos através de uma atualizada revisão da literatura os efeitos desta tecnologia de ponta quando aplicada a sistemas biológicos, discutindo a dosimetria, metodologia e os resultados obtidos


Assuntos
Lasers/uso terapêutico , Fenômenos Biológicos , Revisão
2.
Rio de Janeiro; s.n; 2001. 156 p. ilus, tab. (BR).
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-321878

RESUMO

Em Odontologia, vários produtos químicos säo utilizados, com finalidades diversas. A preocupaçäo sempre constante é com relaçäo aos efeitos biológicos de alguns desses produtos. Objetivando entender, para tentar minimizar esses efeitos, é que se avaliou a genotoxicidade e/ou a citotoxicidade de quatro agentes clareadores dentais, Insta-Brite, Karisma, Opalescence, Whiteness, disponíveis comercialmente. Para verificar a possibilidade do efeito decorrente da açäo desses agentes clareadores, ser devida à geraçäo de radicias livres e de danos oxidativos, foram realizados estudos em culturas bacterianas com mutações em genes associados com a codificaçäo de enzimas envolvidas no reparo de lesões oxidativas e com aceptores de espécies reativas de oxigênio e quelantes de íons metálicos. Também foi verificado o perfil eletroforético das proteínas totais; da morfologia e organizaçäo dessas células bacterianas e, finalmente, da mobilidade eletroforética da molécula de DNA isolado de plasmídeo. Com relaçäo à inativaçäo da sobrevivência das culturas, utilizando-se aceptores, a inativaçäo para as cepas mutantes foi inferior à da selvagem. Isso reforça uma possível açäo genotóxica para esses agentes clareadores. Quando se empregou um quelante, independente da cultura considerada (selvagem e mutantes), ocorreu uma proteçäo importante das linhagens bacterianas contra o efeito dos agentes clareadores odontológicos. Os clareadores dentais Insta-Brite e o Opalescence foram responsáveis pela alteraçäo do perfil eletroforético de proteínas totais em três, das cinco cepas bacterianas estudadas. Com relaçäo à morfologia das células bacterianas observou-se um ligeiro aumento da densidade destas células, surgimento de grumos, que, possivelmente podem ser atribuídos a um aumento de permeabilidade do envoltório celular ao corante usado. Filamentos também foram observados nas culturas de Escherichia coli (E. coli) AB1157 tratadas com Insta-Brite e Karisma; nas culturas de E. coliBH110 quando em presença do Karisma, Opalescence e Whiteness sendo sugestivo o desencadeamento das funçöes SOS. A análise do resultado do tratamento de DNA isolado de plasmídeo pUC-9.1 constatou-se que os produtos testados säo capazes de promover alteraçäo da mobilidade eletroforética em gel de agarose da preparaçäo de DNA. Esse efeito foi mais intenso para o Insta-Brite e, com menos importância para o Karisma...


Assuntos
Fenômenos Químicos , Compostos Químicos , Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos , Escherichia coli , Fenômenos Biológicos , Técnicas In Vitro , Materiais Dentários/análise , Testes de Mutagenicidade , Mutagênicos/análise , Clareamento Dental
4.
Bauru; s.n; 1999. 80 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-250827

RESUMO

As reaçöes teciduais induzidas por alguns ácidos utilizados na prática endodôntica, foram estudadas durante a fase exsudativa do processo inflamatório. Injetou-se, intravenosamente na veia caudal lateral de 32 ratos machos de linhagem Wistar, variaçäo albina, pesando 380-400 gramas, 20mg/Kg de azul de Evans 2 por cento. No tecido subcutâneo, na regiäo dorsal, foram inoculadas as drogas selecionadas para o teste: EDTDA 15 por cento pH 7,4, EGTA 15 por cento pH 7,4, ácido cítrico 15 por cento pH 1,0 e soro fisiológico (controle). Após intervalos de 30 minutos, 1, 3 e 6 horas, os animais foram sacrificados, suas peles dorsais excisadas e submetidas ao processo de remoçäo e análise do corante extravasado pela espectrofotometria de abdorçäo de luz (620nm). Os valores em µg da quantidade de corante extravasado foram submetidos à estatística pela análise de variância a 2 critérios e, posteriormente, ao teste de Tukey para comparaçöes individais. Concluiu-se que a ordem decrescente da média de potencial irritativo das substâncias avaliadas, foram: EDTA (1447,33µg), EGTA (770,59µg), ácido cítrico (329,81µg) e soro fisiológico (139,55µg) sendo observadas diferenças estatisticamente significantes (p<0,01) entre todos os grupos. Com relaçäo ao fator tempo, foi notada diferença estatisticamente significante (p<0,05) apenas entre os grupos de 3 horas (594,29µg) e 6 horas (835,89µg). Comparando com o soro fisiológico (controle), o ácido cítrico foi a substância menos irritante, independente do tempo analisado


Assuntos
Animais , Masculino , Adulto , Ratos , Tecido Conjuntivo/efeitos dos fármacos , Irrigantes do Canal Radicular/farmacologia , Ácido Cítrico/farmacologia , Ácido Edético/farmacologia , Ácido Egtázico/farmacologia , Fenômenos Biológicos , Cavidade Pulpar , Endodontia , Materiais Biocompatíveis/farmacologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA