Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ABO nac ; 6(5): 296-9, out.-nov. 1998. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-872251

RESUMO

Informações importantes reveladas em estudos arqueológicos e antropológicos são em grande parte obtidas por meio do exame detalhado de arcadas dentárias. Quando esse tipo de material emerge em escavações, há bons indícios de que um breve momento do passado local possa ser resgatado com sucesso. São essas peças, em geral, que melhor resistem à ação do tempo. Um esboço do cotidiano de agrupamentos humanos que viveram na terra há alguns milhares de anos pode ser reconstruído a partir desses fragmentos. Ajudando não só a esclarecer questões históricas, como a construir teorias que objetivam contribuir inclusive para o melhor entendimento de doenças. Tudo a partir de um paciente trabalho que exige, entre outros conhecimentos especializados, bom domínio de Patologia Oral, mas com abordagem diferente. Ao contrário do cirurgião-dentista, o antropólogo físico está preocupado não em conhecer apenas um indivíduo, mas populações inteiras. E para isso, em vez de usar processos reparadores, é obrigado a recorrer a métodos muitas vezes destrutivos


Assuntos
Antropologia Física , Arco Dental , Paleopatologia , Patologia Bucal
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA