Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-663291

RESUMO

Introdução: A publicação de dados epidemiológicos sobre traumatismo dentário no Brasil é recente, sendo a primeira datada do ano 1983, com o relato de aspectos epidemiológicos do traumatismo na dentição decídua. Objetivo: Identificar e rever a literatura indexada e a produção de dissertações de mestrado e teses de doutorado acerca de dados epidemiológicos sobre traumatismo dentário obtidos em populações brasileiras. Métodos: As seguintes bases de indexação foram pesquisadas: Medline, LILACS, ADOLEC e BBO, além do banco de dissertações e teses da CAPES. Foram utilizados os seguintes descritores: traumatismo, trauma, injúria traumática, dental, dentário, epidemiologia e seus correspondentes nos idiomas espanhol e inglês. Os anos de abrangência foram os seguintes: Medline, 1966-2010; LILACS, ADOLEC e BBO, período não especificado nas bases; banco de dissertações e teses da CAPES, 1987-2009. Foram incluídos nesta pesquisa todos os artigos científicos e dissertações/teses relacionados a aspectos epidemiológicos do traumatismo dentário em populações brasileiras. Resultados: Foram identificados 39 artigos, sendo 29 baseados em amostras populacionais; e 10, em amostras obtidas a partir de serviços, principalmente os prestados por escolas de Odontologia. Foram ainda identificadas 15 dissertações de mestrado ou teses de doutorado cujos temas foram relacionados à epidemiologia do traumatismo dentário. Destas, 10 foram baseadas em amostras populacionais; e 5, em serviços. Conclusão: É extremamente difícil comparar os resultados dos estudos disponíveis envolvendo populações brasileiras, principalmente pelo fato de utilizarem metodologias diversas, estarem baseados em grupos etários específicos ou envolverem pacientes que procuram por atenção nos diversos tipos de serviços.


Introduction: Publication of Brazilian traumatic dental injuries epidemiological data is recent. The first publication dates back to 1983 and was the report of epidemiological aspects of trauma in the primary dentition. Objective: The purpose of this study was to identify and review the indexed literature and the production of Master's degree dissertations and PhD theses about epidemiological data on dental trauma in Brazilian populations. Methods: The following indexation bases were searched: Medline, LILACS, ADOLEC and BBO. In addition, CAPES bases of Master's degree dissertations and PhD theses were consulted. The following key words (or their equivalent) were used in Portuguese, Spanish and English: traumatism, trauma, traumatic injury, dental, and epidemiology. Publication date bracket covered the following periods: Medline, between 1966 and 2010; LILACS, ADOLEC and BBO, unspecified period; and CAPES bases of Master's degree dissertations and PhD theses, 1987-2009. All scientific papers, dissertations and theses related to epidemiological aspects of traumatic dental injuries in Brazilian populations were included. Results: Thirty-nine scientific papers were retrieved; 29 were based on population samples and the other 10 on samples obtained from services, especially those provided by dental schools. Fifteen dissertations and thesis with themes related to dental trauma epidemiology were also identified, being 10 population-based studies and 5 service-based studies.Conclusion: It is extremely difficult to compare the results of the available literature involving Brazilian populations, especially because they use different methodologies, are based on specific age groups, or involve patients that seek assistance at different public services.


Assuntos
Criança , Saúde Bucal , Saúde Pública , Publicações , Dente , Traumatismos Dentários/epidemiologia , Brasil
2.
Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr ; 12(2): 263-272, jul. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-874594

RESUMO

Introdução: A publicação de dados epidemiológicos sobre traumatismo dentário no Brasil é recente, sendo a primeira datada do ano 1983, com o relato de aspectos epidemiológicos do traumatismo na dentição decídua. Objetivo: Identificar e rever a literatura indexada e a produção de dissertações de mestrado e teses de doutorado acerca de dados epidemiológicos sobre traumatismo dentário obtidos em populações brasileiras. Métodos: As seguintes bases de indexação foram pesquisadas: Medline, LILACS, ADOLEC e BBO, além do banco de dissertações e teses da CAPES. Foram utilizados os seguintes descritores: traumatismo, trauma, injúria traumática, dental, dentário, epidemiologia e seus correspondentes nos idiomas espanhol e inglês. Os anos de abrangência foram os seguintes: Medline, 1966-2010; LILACS, ADOLEC e BBO, período não especificado nas bases; banco de dissertações e teses da CAPES, 1987-2009. Foram incluídos nesta pesquisa todos os artigos científicos e dissertações/teses relacionados a aspectos epidemiológicos do traumatismo dentário em populações brasileiras. Resultados: Foram identificados 39 artigos, sendo 29 baseados em amostras populacionais; e 10, em amostras obtidas a partir de serviços, principalmente os prestados por escolas de Odontologia. Foram ainda identificadas 15 dissertações de mestrado ou teses de doutorado cujos temas foram relacionados à epidemiologia do traumatismo dentário. Destas, 10 foram baseadas em amostras populacionais; e 5, em serviços. Conclusão: É extremamente difícil comparar os resultados dos estudos disponíveis envolvendo populações brasileiras, principalmente pelo fato de utilizarem metodologias diversas, estarem baseados em grupos etários específicos ou envolverem pacientes que procuram por atenção nos diversos tipos de serviços.


Introduction: Publication of Brazilian traumatic dental injuries epidemiological data is recent. The first publication dates back to 1983 and was the report of epidemiological aspects of trauma in the primary dentition. Objective: The purpose of this study was to identify and review the indexed literature and the production of Master's degree dissertations and PhD theses about epidemiological data on dental trauma in Brazilian populations. Methods: The following indexation bases were searched: Medline, LILACS, ADOLEC and BBO. In addition, CAPES bases of Master's degree dissertations and PhD theses were consulted. The following key words (or their equivalent) were used in Portuguese, Spanish and English: traumatism, trauma, traumatic injury, dental, and epidemiology. Publication date bracket covered the following periods: Medline, between 1966 and 2010; LILACS, ADOLEC and BBO, unspecified period; and CAPES bases of Master's degree dissertations and PhD theses, 1987-2009. All scientific papers, dissertations and theses related to epidemiological aspects of traumatic dental injuries in Brazilian populations were included. Results: Thirty-nine scientific papers were retrieved; 29 were based on population samples and the other 10 on samples obtained from services, especially those provided by dental schools. Fifteen dissertations and thesis with themes related to dental trauma epidemiology were also identified, being 10 population-based studies and 5 service-based studies.Conclusion: It is extremely difficult to compare the results of the available literature involving Brazilian populations, especially because they use different methodologies, are based on specific age groups, or involve patients that seek assistance at different public services.


Assuntos
Criança , Saúde Bucal , Saúde Pública , Publicações , Dente , Traumatismos Dentários/epidemiologia , Brasil
3.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 27(1): 44-48, jan.-jun. 2006. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-856772

RESUMO

O conhecimento da pesquisa científica dá-se, entre outros, por meio de publicações. No Brasil, a pesquisa envolvendo seres humanos deve seguir os ditames éticos da Resolução 196/96, promulgada pelo Conselho Nacional de Saúde. Pesquisas envolvendo pacientes especiais devem ser evitadas, por estes serem caracterizados como grupos vulneráveis, devido à impossibilidade de praticar sua autonomia. Neste trabalho foram analisadas publicações odontológicas brasileiras envolvendo pacientes especiais, observando-se a obediência dos ditames éticos regidos pela Resolução 196/96. Verificou-se que 62,5% dos periódicos não mencionam em suas normas de publicação a necessidade da apreciação prévia por um Comitê de Ética em Pesquisa, como também 81,8% dos trabalhos não relatam aprovação por este comitê. 63,6% dos artigos justificam a escolha dos pacientes especiais para a pesquisa, e somente 13,65% das publicações tinham obtido o Consentimento Livre e Esclarecido dos pais e/ou responsáveis. Conclui-se que é necessária a observação pelos corpos editoriais sobre os aspectos éticos na realização das pesquisas envolvendo seres humanos, bem como uma maior conscientização dos pesquisadores frente à Resolução 196/96


Assuntos
Bioética , Ética em Pesquisa , Publicações/ética , Publicações/legislação & jurisprudência , Pesquisa , Populações Vulneráveis
4.
An. Fac. Odontol. Univ. Fed. Pernamb ; 10(2): 152-8, 2000. tab, graf
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-849791

RESUMO

Foi realizado um levantamento bibliográfico da literatura endodôntica dos anos de 1989 a 1998, e catalogadas as publicações encontradas, nacionais e internacionais, através do Index Dental Literature e demais revistas e jornais brasileiros, idealizando-se um caderno, onde as publicações foram divididas por ano, tipo de estudo, se In Vitro ou se In Vivo, e categorias de estudo, cuja finalidade foi de se obter a prevalência de publicações ou quais temas foram os mais pesquisados, verificando se existe ou não diferença significativa entre os percentuais de publicações e suas diferentes variáveis. Foram catalogadas neste estudo o total de 1572 publicações, das quais, os dois maiores percentuais ocorreram nos anos de 89 e 90. do total de trabalhos catalogados, 968 (61,6 por cento) foram realizados "In Vivo" e 604 (38,34 por cento) restantes foram realizados "In Vitro", existindo diferença significativa entre as proporções de tipo de estudo


Assuntos
Endodontia , Literatura , Publicações , Pesquisa/classificação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA