Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2016. 112 p. tab, graf.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-916338

RESUMO

Os objetivos deste estudo foram: (1) avaliar a condição bucal de crianças e adolescentes com IRC e o conhecimento sobre saúde bucal desses pacientes, seus responsáveis e da equipe de nefrologia (Fase 1); elaborar e validar um folheto com instruções de saúde bucal para crianças e adolescentes com IRC (Fase 2); realizar um estudo piloto a fim de observar a influência do folheto no nível de conhecimento e nos índices de placa bacteriana e sangramento gengival desses pacientes (Fase 3). O trabalho foi realizado nos dois centros de referência de Nefrologia Pediátrica da cidade do Rio de Janeiro e na clínica de Odontopediatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para a Fase 1, o conhecimento de 30 pacientes pediátricos e dos seus responsáveis foi obtido através de entrevistas com roteiro pré-estruturado. Para 80 profissionais de saúde, um questionário com perguntas abertas e fechadas foi utilizado. Os resultados mostraram que os pacientes apresentam um baixo nível de conhecimento em relação à saúde bucal e elevados índices periodontais (biofilme, sangramento gengival e cálculo). Os profissionais de saúde apresentam um nível de conhecimento suficiente porém não repassam essas informações aos pacientes. Os responsáveis apresentam algum nível conhecimento, porém precisam ser melhores informados sobre saúde bucal. Na Fase 2, o folheto foi elaborado com base na literatura científica e nos resultados obtidos na Fase 1. A validação foi realizada em 4 etapas em que participaram especialistas, mestres e doutores em Odontopediatria, profissionais da área da educação, crianças e adolescentes sem IRC e pacientes pediátricos com IRC e seus responsáveis. As sugestões foram analisadas e aquelas consideradas pertinentes foram incorporadas. A validação foi importante para melhorar o conteúdo e a organização do material informativo. Na fase 3, para a verificar a eficácia do folheto, foram estabelecidos dois parâmetros de avaliação: dados clínicos (índice de biofilme e sangramento) e avaliação do conhecimento (entrevista com questionários pré estruturados). Após a coleta inicial dos dados, 30 pacientes foram convidados a comparecer na UFRJ para realização da raspagem de cálculo e leitura do folheto. Depois de um mês, todos os parâmetros foram reavaliados em 10 pacientes. Os resultados finais mostraram que os índices de biofilme e sangramento diminuíram significativamente (p˂0.05) e o nível de conhecimento sobre saúde bucal aumentou. Conclui-se que crianças e adolescentes com IRC e seus responsáveis precisam ser mais informados sobre os cuidados com a saúde bucal, e que a equipe de nefrologia precisa atuar mais nesse processo de orientação. O folheto pode ser uma opção para informar essa população e estimular o autocuidado em favor da saúde bucal. (AU)


The objectives of this study are: (1) assess the oral status of pediatric patients undergoing hemodialysis and their level of knowledge, of their caregivers and of the health care team about the relationship between oral health and Chronic Kidney Disease (CKD) (Stage 1); (2) develop and validate a pamphlet with oral health instruction for children and adolescents with CKD (Stage 2); (3) and perform a pilot study in order to observe the influence of the pamphlet at the level of knowledge and periodontal plaque and gingival bleeding of these patients (Stage 3). The study was conducted in reference centers of pediatric nephrology in the city of Rio de Janeiro, Brazil. On Stage 1, the knowledge of caregivers and pediatric patients was obtained using a pre-prepared interview, while for the health professionals, a self-administered questionnaire was used. The results showed that children and adolescents had a low level of knowledge and increased periodontal indexes. The health professionals had a sufficient level of knowledge in relation to oral health; however, they did not pass this information on to patients. The caregivers had a certain level of knowledge; however, they need to be better informed. At Stage 2, the elaboration of the pamphlet was based on specific scientific literature of the area and based on the results of Stage 1. Validation was carried out in 4 steps which involved professors and researchers in the field of Pediatric Dentistry and renal diseases, educational professionals, children/adolescents without CKD and children/adolescents with CKD and their caregivers. The suggestions were analyzed and those considered relevant to the study were incorporated. The validation process was considered important to enhance the content and organization of the pamphlet. At Stage 3, to verify the effectiveness of the pamphlet were established two evaluation parameters: clinical data (biofilm and gingival bleeding indexes) and level of oral health knowledge (interview with pre-structured questionnaires). After the initial data collection, 30 patients were invited to go to a dentist appointment in UFRJ to perform the dental calculus removal and read the pamphlet. After a month, all parameters were assessed in 10 patients. The final results show that the biofilm and gingival bleeding indexes rates decreased significantly (p˂0.05) and the level of knowledge about oral health has increased. We conclude that children and adolescents with CKD and their parents need to be more informed about the oral care, and the nephrology team needs to work more in this orientation process. The pamphlet can be an option to report this population and encourage their self-care in favor of oral health. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Cuidadores/educação , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Saúde Bucal/educação , Insuficiência Renal Crônica/complicações , Folhetos
2.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 101 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-790358

RESUMO

O atendimento odontológico a gestantes parece, ainda, ser realizado de maneira incipiente, sendo importante que esse tipo de assistência ocorra segundo protocolos. O presente estudo buscou, inicialmente, realizar a análise de dados previamente coletados no município de Matozinhos/MG para que os mesmos fossem convertidos em instrumentos para a melhoria das condições de saúde bucal das gestantes. Avaliaram-se doenças cárie e periodontal, por única examinadora calibrada (Coeficientes Cohen Kappa iguais a 0,94, 0,75 e 0,65 para cárie, índice periodontal comunitário - CPI e índice de perda de inserção periodontal - PIP, respectivamente) características sociodemográficas, autopercepção e de acesso ao serviço utilizando-se os critérios do programa SB Brasil...


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cárie Dentária/epidemiologia , Gestantes , Periodontite/epidemiologia , Serviços de Saúde Bucal , Folhetos , Análise Estatística
3.
Arq. odontol ; 50(04): 178-184, 2014. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-850185

RESUMO

Objetivo: Este estudo teve como objetivo verificar a eficácia de um folheto educativo para melhoraro nível de conhecimento sobre o pronto-atendimento em casos de traumatismo alvéolo-dentário (TAD) por pais/responsáveis de crianças de até 12 anos. Materiais e Métodos: Uma amostra de 257 pais/responsáveis decrianças de até 12 anos de idade que faziam acompanhamento em Unidades de Saúde do Município de Colombo(PR) entre junho e setembro de 2012 respondeu a questionários com dados demográficos e socioeconômicose sobre atitudes no prontoatendimento de casos de TAD (QTAD). O QTAD é um questionário autoaplicado, composto por 10 perguntas de múltipla escolha referentes a situações de avulsão, intrusão, extrusão e fratura na dentição decídua e permanente e foi aplicado antes (QTAD1) e imediatamente após (QTAD2) a leitura do folheto educativo. O folheto educativo se baseou nas orientações da Sociedade Brasileira de Traumatologia Dentária, continha instruções sobre como proceder diante de casos de TAD e possuía ilustrações coloridas das situações, linguagem simples e direta. Resultados: Após a leitura do folheto, houve aumento no escore total do QTAD (Teste de Wilcoxon, p < 0,001) e na frequência de acertos para a maioria das questões individuais, sendo o aumento mais expressivo para respondentes jovens (rs = -0,127, p = 0,042), com maior escolaridade (Teste de Mann-Whitney, p < 0,001), maior renda (rs = 0,135, p = 0,030) e menor escore em QTAD1 (rs = -0,524, p <0,001). Conclusão: O folheto educativo mostrou-se um instrumento válido para melhorar o conhecimento de pais/responsáveis sobre o pronto-atendimento em casos de TAD em crianças.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Educação em Saúde Bucal/métodos , Traumatismos Dentários/prevenção & controle , Folhetos , Materiais Educativos e de Divulgação
4.
In. Lascala, Nelson Thomaz. Prevençäo na clínica odontológica: promoçäo de saúde bucal. Säo Paulo, Artes Médicas, 1997. p.59-80, ilus.
Monografia em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-197351
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA