Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 8(2): 95-101, abr.-jun. 1994. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-143467

RESUMO

O presente trabalho teve por objetivo comparar três grupos de operadores (especialistas em Endodontia, clínicos gerais e acadêmicos de Odontologia) relativamente a capacidade e eficiência de corte, valendo-se da pesagem de dentes humanos extraídos antes e após o preparo químico-mecânico dos canais radiculares. Ocorreram variaçöes no desgaste da dentina quando do preparo químico-mecânico do canal radicular em funçäo dos três grupos de operadores. O grupo dos especialistas proporcionou a maior quantidade de dentina removida, seguindo-se, em ordem decrescente, os clínicos e os acadêmicos e, entre esses dois últimos grupos, näo ocorreu diferença significativa no ponto de vista estatístico. O grupo dos especialistas consumiu o menor tempo para o preparo químico-mecânico do canal radicular, seguindo-se, em ordem decrescente, o dos clínicos gerais e o dos acadêmicos e, entre esses dois últimos grupos, näo houve diferença estatisticamente significante. O grupo dos especialistas propiciou maior eficiência no que respeita ao desgaste dentinário, perfilando-se, em ordem decrescente, o grupo dos clínicos gerais e dos acadêmicos, havendo diferença estatisticamente significante entre os três grupos


Assuntos
Tratamento do Canal Radicular/instrumentação , Eficiência , Endodontia , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Corpo Clínico , Especialização , Fatores de Tempo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA