Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
J. appl. oral sci ; 11(4): 301-305, Oct.-Dec. 2003. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-361583

RESUMO

Nos últimos anos tem havido um processo de feminilização nas profissões, principalmente na área da saúde. Nesse trabalho, o objetivo foi analisar o exercício da odontologia por profissionais do sexo feminino, quanto à renda mensal obtida com a profissão, ao grau de satisfação e problemas enfrentados, dentre outros aspectos. Foram entrevistadas 100 cirurgiãs-dentistas, da cidade de Araçatuba, SP, utilizando-se um formulário com 30 perguntas. Os resultados mostraram que 87 por cento disseram não ser a principal fonte de renda de sua família, 38 por cento possuem renda mensal inferior à R$1.500,00; 44 por cento afirmaram que a renda obtida com o exercício profissional não é suficiente. Do total, 78 por cento consideram-se satisfeitas com a profissão, porém 58,2 por cento não incentivariam seus filhos a cursarem odontologia. As principais queixas apontadas são: a baixa remuneração que a profissão lhes proporciona e a saturação do mercado de trabalho. Quanto à saúde, 50,5 por cento possuem algum problema relacionado à atuação profissional, principalmente dores na coluna e varizes. Conclui-se que embora a maioria das entrevistadas afirmou estar satisfeita com a profissão, os problemas financeiros, de saúde, as queixas e a não recomendação da profissão para o filho, traduzem a insatisfação, às vezes inconsciente, das mulheres no exercício da odontologia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Odontólogas/psicologia , Odontólogas/tendências , Educação em Odontologia/tendências , Saúde da Mulher , Mulheres Trabalhadoras
3.
Rev. ABO nac ; 7(4): 198-201, ago.-set. 1999. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-872300

RESUMO

Tendência aponta para o crescimento da participação feminina no mercado de trabalho odontológico. Hoje, mais de 60 por cento dos CDs com até 30 anos são mulheres


Assuntos
Odontólogas , Mulheres Trabalhadoras
4.
Rev. odontol. Univ. Säo Paulo ; 7(4): 237-43, out.-dez. 1993. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-138505

RESUMO

Investiga-se a experiência de cárie dentária em escolares de 7 a 12 anos de idade, na cidade de Santa Lúcia - SP, associando a doença à condiçäo de ocupaçäo da mäe da criança. Observa-se näo haver diferença estatisticamente significante na prevalência de cárie dentária (medida pelos índices CPO e CEO) entre os escolares cujas mäes säo ou näo economicamente ativas. A tendência descrita deve ser objeto de pesquisas posteriores para poder nortear a açäo administrativa em serviços de saúde bucal


Assuntos
Humanos , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Cárie Dentária/diagnóstico , Cárie Dentária/prevenção & controle , Atividades Cotidianas , Fatores Etários , Fatores Socioeconômicos , Mulheres Trabalhadoras/educação , Mulheres/educação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA