Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent ; 68(1): 63-68, jan.-mar. 2014. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-715022

RESUMO

O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência de lesões cervicais não cariosas (LCNCs) e de hiperestesia dentinária em estudantes do curso de Odontologia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e registrar as variáveis bucais, comportamentais e sistêmicas comuns aos pacientes portadores, Foram examinados 80 alunos, utilizando um questionário como instrumento de coleta de dados. O exame clínico foi utilizado para verificar a presença de lesões na face vestibular de pré-molares e primeiros molares de todos os quadrantes, além da hiperestesia dentinária. A análise estatística foi analisada através do teste qui-quadrado com nível de significância de 5%. 77,5% apresentaram LCNCs, com média de 2,5 ± 2,8. O dente mais acometido foi o 1° pré-molar seguido do 2° pré-molar e do 1° molar. Quanto à hiperestesia dentinária houve diferença estatisticamente significante em um único elemento dentário (p=0,00540). Idade, hábitos parafuncionais, tipo de escova dental e dieta ácida não apresentaram relação com a presença das LCNCs. Assim, a ocorrência das LCNCs não pode ser atribuida a um único fator etiológico.


The aim of this study was to determine the prevalence of non-carious cervicallesions (NC-CLs) and dentin hypersensitivity in Odontology students of the State University of Maringá (UEM) and correlate them to variables oral, behavioral and systemic. Data of 80 students were collected via a questionnaire and clinical examination. The clinical examination was used to verify the dentin hypersensitivity and the presence of lesions on the buccal surface of premolars and first molars. Statistical analysis was performed by chi-square test at 5% significance level. 77,5% had NCCLs, with mean of 2.5 ± 2.8. The teeth with most NCCLs were the first premolar, foliowed by second premolar and then first molar. The dentin hypersensitivity was statistical in a single tooth (p = 000540). No significant diference for age, parafunctional habits, type of toothbrush and acidic diet, between the groups with or without NCCLs. Thus, the occurrence of NCCLs cannot be attributed only to a single etiological factor.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Hiperestesia/diagnóstico , Portador Sadio/diagnóstico , Sensibilidade da Dentina/epidemiologia , Traumatismos Dentários/diagnóstico , Traumatismos Dentários/epidemiologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA