Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. ABENO ; 19(1): 127-133, 2019. graf
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1022740

RESUMO

Scientific Initiation is a Brazilian undergraduate research programme that aims to awaken the scientific vocation of undergraduate students and to encourage potential talents through their participation in research projects under the guidance of a qualified researcher. This study's purpose was to analyse the scientific production of graduate students based on their previous experience with Scientific Initiation. A cross-sectional, descriptive study was conducted by searching databases of Brazilian public agencies ­ the Sucupira Platform, by the Ministry of Education, and the Lattes Platform, by the Ministry of Science, Technology, Innovation and Communication. We collected studies published between 2012 and 2018 and included all students and newcomers enrolled in master's degree and PhD programmes. We assessed the number of students enrolled in the Public Health Dentistry Graduate Programme of the São Paulo State University (Unesp), School of Dentistry, Araçatuba, Brazil. We analysed the number of scientific papers published by each PhD student and observed that PhD students who performed Scientific Initiation (n=19) achieved a higher average of scientific production (p=0.047). In total, 55 master's and PhD students were enrolled in the Public Health Dentistry Graduate Programme; of these, 63.64 percent (n=35) carried out Scientific Initiation during their undergraduate course. It was concluded that graduate students with Scientific Initiation published more papers than those without this experience (AU).


A Iniciação Científica tem como objetivo despertar a vocação científica em estudantes de graduação e incentivar potenciais talentos por meio de sua participação em projetos de pesquisa, sob a orientação de um pesquisador qualificado. Este estudo objetivou analisar a produção científica de pós-graduandos com e sem iniciação científica. Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, descritivo, com consulta nas plataformas Sucupira do Ministério da Educação e Lattes do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações no período de 2012 a 2018. No período, foram avaliados o número de alunos de mestrado e doutorado do Programa de Pós-Graduação em Odontologia Preventiva e Social da Universidade Estadual Paulista (Unesp), da Faculdade de Odontologia de Araçatuba. O número de artigos científicos de cada aluno de doutorado com e sem iniciação científica foi analisado. No total, 55 alunos de mestrado e doutorado estavam matriculados no Programa de Pós-Graduação em Odontologia Preventiva e Social, destes 63,64% (n = 35) realizaram iniciação científica durante a graduação. Observou-se também que os estudantes de doutorado que realizaram iniciação científica (n = 19) obtiveram melhor produção científica (p = 0,047). Concluiu-se que os estudantes de pós-graduação com iniciação científica alcançaram um número de publicações mais significativo em comparação com aqueles sem essa experiência (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Estudos Retrospectivos , Educação em Odontologia , Educação de Pós-Graduação em Odontologia , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Brasil , Estudos Transversais/métodos , Artigo de Revista
2.
Arq. odontol ; 52(1): 13-22, jan.-mar. 2016. tab
Artigo em Inglês | BBO - Odontologia, LILACS | ID: biblio-2078

RESUMO

Aim: The present study seeks to investigate the profile and scientific production of Brazilian researchers in dentistry from the National Council for Scientific and Technological Development (CNPq). Methods: An observational study was conducted. The sample consisted of productivity researchers from CNPq with fellowships awarded in February 2013. Data were collected from Lattes Curriculum. Analyzed parameters corresponded to the years 2011 and 2012. Results: The sample consisted of 209 researchers. Most of the researchers were male, who received a category 2 fellowship, distributed in 12 Brazilian States. Regarding the area of expertise, most of the researchers worked in dentistry clinics, oral pathology, and periodontics. A predominance of publications was found in Qualis B journals and in the supervision of scientific initiation. Conclusion: The results of this study reveal both a significant contribution from dentistry researchers towards the consolidation of national scientific production as well as the updating of information regarding dentistry production.(AU)


Objetivo: investigar o perfil e a produção científica dos pesquisadores brasileiros em Odontologia bolsistas de produtividade do Conselho Nacional de desenvolvimento científico e tecnológico (CNPq). Material e Métodos: Foi realizado um estudo observacional. A amostra consistiu de pesquisadores de produtividade do CNPq, com bolsas de estudo ativas em fevereiro de 2013. Os dados foram coletados do Currículo Lattes. Parâmetros analisados correspondem para os anos 2011 e 2012. Resultados: A amostra consistiu de 209 investigadores. A maioria dos pesquisadores era do sexo masculino, categoria 2 de bolsa e distribuídos em 12 Estados brasileiros. Sobre a área de especialização, a maioria dos pesquisadores atuava em Clínica Odontológica, Patologia Bucal e Periodontia. Há uma predominância de publicações em revistas Qualis B e supervisão de iniciação científica. Conclusão: Os resultados deste estudo mostram uma contribuição significativa de pesquisadores de Odontologia para a consolidação da produção científica nacional, além de atualizar informações sobre produção de odontologia.(AU)


Assuntos
Pesquisa em Odontologia , Odontólogos , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Atividades Científicas e Tecnológicas , Indicadores de Produção Científica
3.
Rev. Ciênc. Plur ; 2(1): 1-2, 2016.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-859101

RESUMO

É com imensa satisfação que estamos no nosso segundo ano como editora científica da Revista Ciência Plural, a Revista do Programa de Pós Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Para levarmos adiante este projeto ousado, formamos um Conselho Editorial do mais alto nível, composto por 57 professores brasileiros e estrangeiros de diversas especialidades da área da saúde e áreas afins, das mais prestigiadas universidades do Brasil como USP, UNESP, UNICAMP, UFMG, UFC, UFBA, UFPE, UFCG, UFPI, UERJ, UEL, UESB, UEPB, UERN, UNISUL e da nossa UFRN, além de renomados professores da Espanha (Agencia Nacional de Saúde Pública de Barcelona e Universidade de Zaragoza) e da Universidade do México que aceitaram nosso convite e fazem parte do maior patrimônio da Revista (AU).


Assuntos
Editorial , Publicações Científicas e Técnicas , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Brasil
4.
Rev. odonto ciênc ; 26(2): 106-106, 2011.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-611653
5.
Rev. odonto ciênc ; 26(2): 107-108, 2011. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-611654
6.
RPG rev. pos-grad ; 15(3): 204-209, jul. -set. 2008.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-543744

RESUMO

O Brasil não possui uma legislação específica que regule a criação e o uso de animais para a pesquisa e o ensino em âmbito nacional, sendo que, muitas vezes, a ética e o bom senso de nossas instituições e pesquisadores prevalecem e norteiam muitas pesquisas com animais. Descrever a regulamentação para o uso de animais na pesquisa científica no Brasil e orientar o pesquisador sobre alguns comitês do Estado de São Paulo. Para a execução deste estudo, foi realizada uma revisão sobre o tema por meio de periódicos e websites sobre legislação existente no Brasil e sobre comitês de ética para a experimentação animal do estado de São Paulo. Não existe norma sistematizadora atualizada referente à vivisseção e experimentação com animais. A única lei referente a esse tópico é de 1979 e não chegou a ser regulamentada. Leis mais recentes preocupam-se com a prática de experimentos científicos aos maus tratos de animais, na presença de tecnologia alternativa. No Estado de São Paulo, os comitês adotam fundamentos baseados no Conselho Nacional de Controle de Experimentação Animal (Concea). Ainda não existe uma regulamentação para a utilização de animais no ensino e na pesquisa científica em nosso país. As instituições vinculadas ao Colégio Brasileiro de Experimentação Animal (Cobea) deverão manter comissões de ética operantes que avaliem a necessidade de uso de animais e que, sobretudo, vigiem como o animal está sendo mantido e manipulado durante e após o término do experimento.


Assuntos
Experimentação Animal , Comitês de Ética Clínica , Modelos Animais , Bioética , Ética em Pesquisa , Experiências Laboratoriais , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico
7.
JBC j. bras. clin. odontol. integr ; 8(45): 222-225, maio-jun. 2004.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-436333

RESUMO

O propósito deste artigo é descrever o método de ensino baseado em evidência, contrastá-lo com os métodos e práticas odontológicas tradicionais e abordar os fatores que necessitam ser trabalhados pelos profissionais da área de saúde, para que suas decisões clínicas de rotina sejam baseadas em evidências


Assuntos
Odontologia Geral , Administração da Prática Odontológica , Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico , Padrões de Prática Odontológica , Educação Continuada em Odontologia , Educação Superior , Uso da Informação Científica na Tomada de Decisões em Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA