Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Assunto principal
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Fac. Odontol. Porto Alegre ; 46(1): 23-26, jul. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-436348

RESUMO

Estudos sobre prevalência de patologias orais são importantes para que seja conhecida a condição de saúde bucal e a necessidade de tratamento de diferentes populações. Devido à escassez de dados sobre a ocorrência de grânulos de Fordyce na população em geral, o presente estudo foi realizado com o objetivo de determinar, através da análise de prontuários de pacientes atendidos na Clínica de Estomatologia do Curso de Odontologia da UFPE, no período de janeiro de 1999 a dezembro de 2003, a distribuição de grânulos de Fordyce, segundo as variáveis gênero, faixa etária e cor de pele. A amostra total se constituiu de 2281 pacientes (651 do sexo masculino e 1630 do sexo feminino), com idade variando de 1 a 90 anos. A ocorrência de Grânulos de Fordyce foi registrada em 69 (3,0%) dos indivíduos avaliados. O sexo masculino foi mais acometido do que o feminino (4,3% versus 2,5%, p<0,05). A prevalência foi nula na faixa etária de 1 a 10 anos e mais elevada (4,1 %) na faixa de 30 a 64 anos; variou de 2,3% entre os leucodermas a 3,5% entre os faodermas (p>0,05). Baseado nos achados do presente estudo, pode ser concluído que os grânulos de Fordyce é uma variação da normalidade relativamente comum que acomete principalmente homens a partir da quarta década de vida


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Mucosa Bucal/lesões , Fatores Etários , Estudos Transversais , Medidas de Ocorrência de Doenças , Fatores Sexuais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA