Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2018. 89 p. tab, ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1025452

RESUMO

A quantidade e a gravidade de lesões cariosas não tratadas em crianças e adolescentes pode gerar grande impacto naqualidade de vida e na satisfação pessoal das mesmas, frente à possibilidade de dor e infecção. O índice pufa/PUFA surgiu como complemento ao ceo/CPO para registrar as consequências dessas lesões não tratadas. O presente estudo teve como objetivo avaliar o impacto da condição de saúde bucal na qualidade de vida e na satisfação pessoal, entre escolares de áreas urbana e rural, no município de Nova Friburgo, RJ - Brasil. A amostra foi composta por escolares entre 11 e 14 anos, matriculados nas escolas participantes do PSE (Programa Saúde na Escola) desse município, contemplando um total de 6 escolas, 4 em área urbana, e 2 em área rural. Inicialmente foram enviados aos responsáveis, via escola, o termo de consentimento e 2 questionários socioeconômicos. A partir disso, a primeira fase correspondeu a um levantamento epidemiológico da condição de saúde bucal dos escolares, através de índices de cárie dentária: CPOD e PUFA, e índice de necessidade de tratamento odontológico (INTO), após assinatura do termo de assentimento (adolescentes). A segunda fase contemplou avaliação da qualidade de vida pelo questionário CPQ11-14,, bem como a avaliação da satisfação pessoal, através da Escala Subjetiva de Felicidade (ESF), sob a forma de entrevista, diretamente ao escolar. Não foram observadas diferenças estatisticamente significativas ao comparar qualidade de vida com condição de saúde bucal em ambas as áreas (urbana=p<0,110; rural=p<0,113), mas com tendência de piora na qualidade de vida à medida que teve agravo na condição de saúde bucal, em ambas as áreas. Já satisfação pessoal entre as áreas urbana e rural, a diferença não foi significativa bem como não houve relação da satisfação pessoal com o agravo da condição bucal (urbana=p<0,151; rural=p<0,070). Comparando qualidade de vida e satisfação pessoal entre as áreas, observou-se uma melhor qualidade de vida para os escolares de área rural (p<0,010). Em relação à satisfação pessoal, os escolares de área urbana tiveram um maior grau de felicidade, quando comparados aos escolares de área rural (p<0,001). Com relação ao INTO os códigos foram agrupados, formando-se 2 grupos: SNT (sem necessidade de tratamento) e CNT (com necessidade de tratamento). Em relação à qualidade de vida, os escolares pertencentes ao grupo que não necessita de tratamento tiveram uma qualidade de vida melhor do que os pertencentes ao grupo com necessidade de tratamento (p<0,001). Por outro lado, em relação à satisfação pessoal não houve diferença estatística significativa entre escolares que necessitam ou não de tratamento (p<0,404). De acordo com os resultados da presente pesquisa, o agravo da condição de saúde bucal tendeu a gerar um impacto negativo na qualidade de vida, ao passo que não apresentou relação com a satisfação pessoal, independente da área demográfica (urbana ou rural) dos escolares do município de Nova Friburgo. (AU)


The quantity and severity of untreated carious lesions in children and adolescents can have a significant impact on their quality of life and personal satisfaction, in face of the possibility of pain and infection. The pufa/PUFA index appeared as a complement to dmf/DMF index to record the consequences of these untreated lesions. The present study aimed to evaluate the impact of oral health status on quality of life and personal satisfaction among schoolchildren from urban and rural areas, in Nova Friburgo city, RJ - Brazil. The sample consisted of schoolchildren between 11 and 14 years, enrolled in the schools participating in the PSE (Health in School Program) of this city, comprising a total of 6 schools, 4 in urban areas and 2 in rural areas. Initially, the consent form and 2 socioeconomic questionnaires were sent to the parents through the school. From this, the first phase corresponded to an epidemiological survey of the schoolchildren´s oral health status, through dental caries indexes: DMFT and PUFA, and Dental Treatment Needs Index (DTNI), after signature of the consent term (schoolchildren). The second phase included the evaluation of quality of life through questionnaire CPQ11-14, as well as the evaluation of personal satisfaction, through the Subjective Happiness Scale (SHS), in the an interview form, directly to the student. Statistically significant differences were not observed when comparing quality of life with oral health status in both areas (urban=p <0.110; rural=p <0.113), but with a tendency to worsen the quality of life as it had an aggravation in the condition oral health in both areas. As for personal satisfaction between urban and rural areas, the difference was not significant and there was no relation of personal satisfaction with the aggravation of the oral condition (urban=p <0.151, rural=p <0.070). Comparing quality of life and personal satisfaction between the areas, a better quality of life was observed for rural school children (p<0.010). Regarding personal satisfaction, urban schoolchildren had a higher degree of happiness when compared to rural schoolchildren (p<0.001). In relation to the DTNI, the codes were grouped, forming 2 groups: WNT (no need for treatment) and NT (need for treatment). Regarding quality of life, schoolchildren belonging to the group that did not require treatment presented better quality of life than those belonging to the group that needed treatment (p <0.001). On the other hand, regarding personal satisfaction, there was no statistically significant difference between schoolchildren who needed treatment and did not require treatment (p <0.404). According to the results of the present study, the oral health condition tended to have a negative impact on the quality of life, while it did not have a relation with the personal satisfaction, independent of the demographic area (urban or rural) of the school children from Nova Friburgo city. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Indicadores de Qualidade de Vida , Saúde Bucal/estatística & dados numéricos , Cárie Dentária/epidemiologia , Satisfação Pessoal , População Rural/estatística & dados numéricos , População Urbana , Índice CPO
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA