Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Dent. press endod ; 4(2): 45-51, maio-ago. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: lil-724349

RESUMO

Objetivo: avaliar a dissolução de tecido pulpar bovino nas soluções de hipoclorito de sódio comercializadas na região de Pelotas/RS. Métodos: foram testados o líquido de Dakin, a solução de Milton, licor de Labarraque e soda clorada duplamente concentrada, aviadas em farmácias de manipulação e adquiridas em lojas de materiais odontológicos. Avaliaram-se, também, as águas sanitárias das marcas Qboa, Clorofina e Brilhante, adquiridas em estabelecimentos comerciais, e uma solução aviada em farmácia de manipulação. Para a realização dos testes de dissolução tecidual, utilizou-se uma bomba peristáltica contendo 15ml de solução de hipoclorito de sódio, na qual foram inseridos fragmentos de polpa bovina, previamente seccionados, em frações de 10mm de sua porção central. Os dados de dissolução pulpar, segundo diferentes delineamentos, foram submetidos ao teste de normalidade de Anderson-Darling, que direcionou para os testes paramétricos ou não-paramétricos. Resultados: os hipocloritos a 5% exibiram a maior capacidade de solver o tecido pulpar bovino, enquanto o líquido de Dakin exibiu a menor, e os produtos a 2,5% e de 2,0 a 2,5% exibiram capacidade intermediária de dissolução pulpar bovina. A capacidade de solver o tecido pulpar bovino não foi observada na totalidade das amostras testadas


Assuntos
Animais , Bovinos , Polpa Dentária , Dissolução , Saneantes , Hipoclorito de Sódio
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA