Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
São Paulo; s.n; 2006. 94 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1095068

RESUMO

A monitoração intraventricular da pressão intracraniana (PIC) com drenagem contínua do líquido cefalorraquiano (LCR) já é um procedimento difundido na prática da neurocirurgia e considerado de grande importância diagnóstica, terapêutica e prognóstica por sua precisão. Entretanto, por se tratar de um método invasivo, apresenta riscos potenciais de complicações, sendo a infecção a mais freqüente. O presente estudo teve como objetivo verificar e analisar as taxas de infecções decorrentes deste método de monitoração da PIC, assim como as taxas de seus fatores de risco. As informações obtidas através de prontuários e arquivo dos exames laboratoriais foram registradas em duas fichas de coleta de dados próprias e posteriormente submetidas a testes estatísticos como o de Kruskal-Wallis, de Mann-Whitney, de qui-quadrado, teste exato de Fisher e o coeficiente de correlação de Spearman. Obtidas as freqüências relativas e absolutas, médias e desvio-padrão, sendo de 5% o nível de significância utilizado para os testes. A população deste estudo foi de 79 pacientes dos quais 70.9% eram do sexo masculino com média de 33.7 anos, sendo que os diagnósticos presentes em 82.3% eram referentes ao trauma craniencefálico (TCE) seguido de tumores intracranianos e acidentes vasculares cerebrais (AVCs). Todos fizeram uso de antibioticoprofilaxia. A taxa de ventriculite foi de 26.6%, permanecendo o cateter, em média, 6.7 dias e apresentando taxas diárias desta infecção variáveis. Nãoencontramos associação estatisticamente significativa entre tempo de monitoramento e infecção, porém houve um aumento no índice diário de ventriculite após os três primeiros dias e picos no 6°, 9° e 12° dia indicando uma provável ligação não acumulativa ou linear. Outras variáveis avaliadas neste estudo que apresentaram associação direta com a ocorrência de ventriculite foram o sexo masculino, hemorragia subdural e infecções em outros sítios, ) principalmente a sepses. Variáveis como idade, procedimentos invasivos, TCE aberto, fístulas liquóricas, hemorragia intraventricular, múltiplas ventriculostomias, presença de PIC acima de 20mmHg, intercorrências durante a cateterização ou manutenção desta não apresentaram associação com a taxa ventriculite, no entanto muitas destas variáveis estiveram presentes em poucos casos dificultando uma conclusão definitiva.


Intraventricular monitoring of the intracranial pressure (ICP) with continuous drainage of cerebrospinal fluid (CSF)is already a widespread procedure in neurosurgical practice due to its precision. However, as it is an invasive method, it presents a protential risk of complications, the infection being the most frequent. The present study aims at verifying and analyzing the rates of infecction originating from this monitoring method of ICP, as well as the rates of its risk factors.


Assuntos
Crânio , Ventrículos Cerebrais , Procedimentos Neurocirúrgicos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA