Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 164
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Washington, DC; OPAS; 2020. 8 p.
Não convencional em Inglês | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1099729

RESUMO

The HIV community and response have much to offer to the coronavirus disease 2019 (COVID-19) preparedness and resiliency. Having community-led organizations, such as people living with HIV (PLHIV) networks, engaged at the planning and response tables early on is key to build trust, ensure productive exchange of information, and lay the foundations for joint problem-solving measures.(AU)


La comunidad y la respuesta al VIH tienen mucho que ofrecer a la preparación y la resiliencia a la enfermedad por coronavirus 2019 (COVID-19). Contar con organizaciones dirigidas por la comunidad, como las redes de personas que viven con VIH, para que participen en las mesas de planificación y respuesta desde el principio, es fundamental para fomentar la confianza, asegurar un intercambio productivo de información y sentar las bases para la adopción de medidas conjuntas de solución de problemas.(AU)


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral , Infecções por HIV , Controle de Doenças Transmissíveis , HIV , Controle de Infecções , Infecções por Coronavirus , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Enfermagem , Pandemias , Betacoronavirus
2.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (36): 62-76, Jan.-Jun. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1019830

RESUMO

Resumo O objetivo deste estudo foi caracterizar os casos notificados de Tuberculose coinfectados pelo Vírus da Imunodeficiência Adquirida no Rio Grande do Norte, estado do nordeste brasileiro. Trata-se de estudo ecológico, retrospectivo, baseado em dados de notificações do Sistema de Informação de Agravos de Notificação entre os anos de 2001 e 2015. Os dados foram apresentados em gráficos, imagem e tabelas e analisados a partir de estudos atuais sobre a temática. Observou-se aumento no número de casos ao longo do período analisado. Prevaleceram casos confirmados do sexo masculino (7 5,28%), de pessoas entre 20 e 39 anos (55,63%), que apresentaram a forma pulmonar da tuberculose (71,62%), desenvolveram AIDS (91,27%) e entraram no serviço na situação de caso novo (73,80%). Observou-se quantidade elevada de dados ignorados, a exemplo das variáveis drogas ilícitas (88,82%) e tabagismo (89,52%). Conclui-se que os achados indicam o aumento no número de confecções e uma preocupação quanto à completitude dos dados durante às notificações.


Resumen El objetivo de este estúdio fue caracterizar los casos notificados de Tuberculosis coinfectados por el Virus de la Inmunodeficiencia Adquirida en Río Grande del Norte, estado del noreste brasileño. Se trata de un estudio ecológico, retrospectivo, basado en datos de notificaciones del Sistema de Información de Agravios de Notificación entre los años 2001 y 2015. Los datos fueron presentados en gráficos, imagen y tablas y analizados a partir de estudios actuales sobre la temática. Se observó un aumento en el número de casos durante el período analizado. Prevaleció casos confirmados del sexo masculino (75,28%), de personas entre 20 y 39 años (55,63%), que presentaron la forma pulmonar de tuberculosis (71,62%), desarrollaron SIDA (91,27%) e ingresaron en el servicio en la situación de caso nuevo (73,80%). Se observó una cantidad elevada de datos ignorados, como ejemplo, las variables drogas ilícitas (88,82%) y tabaquismo (89,52%). Se concluye que los hallazgos indican el aumento en el número de coinfecciones y una preocupación por la completitud de los datos durante las notificaciones.


Abstract The objective of this study was to characterize the reported cases of Tuberculosis coinfected with the Acquired Immunodeficiency Virus in Rio Grande do Norte, state of northeastern Brazil. This is an ecological, retrospective study based on notification data from the Notification Grievance Information System between 2001 and 2015. The data were presented in graphs, images and tables and analyzed from current studies on the subject. There was an increase in the number of cases during the period analyzed. Prevalence of confirmed male cases (75.28%), between 20 and 39 yearsold (55.63%), who had the pulmonary for mof tuberculosis (71.62%), developed AIDS (91.27%) and entered the service in the new case situation (73.80%). A high amount of ignored data was observed, for example, the variables illicitdrugs (88.82%) and smoking (89.52%). It is concluded that the findings indicate the increase in the number of coinfections and a concern for the completeness of the data during the notifications.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Tuberculose , Tuberculose/epidemiologia , Brasil , Infecções por HIV , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/epidemiologia , HIV
3.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 11(2, n. esp): 358-362, jan. 2019.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-969295

RESUMO

Objetivo: Estimar a prevalência de coinfecção HIV/TB em pacientes submetidos a tratamento de TBMR em um hospital de referência do Rio de Janeiro. Método: Uma investigação transversal, cuja população foi composta por 40 pacientes em tratamento para TBMR, no período de março a dezembro de 2016. Para análise estatística utilizou-se o programa estatístico SPSS. Resultados: No período em estudo foram diagnosticados 40 casos de TBMR, dos quais 9 mostraram sorologia positiva para HIV, o que representou uma taxa de coinfecção de 22,5%. Nesse grupo predominou o sexo masculino (85,29%) e a média 37,5 anos. O diagnóstico de TB nos coinfectados prevaleceu a forma clínica pulmonar (80%). No teste do esfregaço, (66,6%) apresentaram resultado positivo, (74,9%) radiologia sugestiva e 100% dos pacientes apresentaram resistência a rifampicina no teste do Gene Xpert. Conclusão: As drogas que apresentaram-se mais resistentes neste grupo foram rifampicina, isoniazida e estreptomicina (87,5%)


Objective: The study's purpose has been to estimate the prevalence of HIV/TB coinfection in patients submitted to treatment of multidrug-resistant tuberculosis (MDR-TB) at a referral hospital in Rio de Janeiro city. Methods: It is a cross-sectional study that was carried out over the period from March to December 2016, whose population was composed of 40 patients undergoing treatment for MDR-TB. Statistical analysis was performed using the SPSS statistical program. Results: During the study time frame, 40 cases of MDR-TB were diagnosed, out of which 9 cases showed positive serology for HIV, representing a coinfection rate of 22.5%. In this group, the male gender predominated (85.29%) and with average age of 37.5 years old. The diagnosis of TB in coinfected patients occurred in the pulmonary clinical form (80%). In the smear test, (66.6%) presented a positive result, (74.9%) suggestive radiology and 100% of the patients presented resistance to rifampicin in the GeneXpert TB test. Conclusion: The drugs that presented the most resistance in this group were rifampicin, isoniazid and streptomycin (87.5%)


Objetivo: Estimar la prevalencia de coinfección VIH/TB en pacientes sometidos a tratamiento de TBMR en un hospital de referencia de Río de Janeiro. Método: Una investigación transversal, cuya población fue compuesta por 40 pacientes en tratamiento para TBMR, en el período de marzo a diciembre de 2016. Para análisis estadístico se utilizó el programa estadístico SPSS. Resultados: En el período en estudio se diagnosticaron 40 casos de TBMR, de los cuales 9 mostraron serología positiva para el VIH, lo que representó una tasa de coinfección del 22,5%. En ese grupo predominó el sexo masculino (85,29%) y la media 37,5 años. El diagnóstico de TB en los coinfectados prevaleció la forma clínica pulmonar (80%). En la prueba del frotis, (66,6%) presentaron un resultado positivo, (74,9%) radiología sugestiva y el 100% de los pacientes presentaron resistencia a rifampicina en la prueba del Gene Xpert. Conclusión: Las drogas que se presentaron más resistentes en este grupo fueron rifampicina, isoniazida y estreptomicina (87,5%)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Tuberculose , Infecções por HIV/diagnóstico , Infecções por HIV/terapia , Infecções por HIV/epidemiologia , Coinfecção/diagnóstico
4.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03439, 2019.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-990374

RESUMO

ABSTRACT Objective: To analyze the representations constructed by people living with HIV on the infection and their influence on the late search for diagnosis. Method: A qualitative study, conducted through an open interview with people who had a late diagnosis of HIV infection. The theoretical framework adopted was the Theory of Social Representations based on a critical approach. For data analysis, was used the Structural Analysis of Narration method and the MAXQDA 12® software. Results: Eighteen people participated in the study. The following original representations were unveiled: AIDS as a transmissible and dangerous disease; disease of the other; severe, incurable and deadly disease; and denial of risk due to trust in a steady partner. These representations contributed to the late search for diagnosis, either because of the attitude of distance from susceptible people, or because they did not perceive or deny the risks to which they were exposed in their life trajectories. Conclusion: Understanding the reasons that lead people to a late diagnosis of HIV is imperative in the current epidemic scenario for the planning and implementation of new strategies and policies for the timely diagnosis of the infection.


RESUMEN Objetivo: Analizar las representaciones construidas de personas viviendo con VIH acerca de la infección y su influencia en la búsqueda retrasada por diagnóstico. Método: Estudio de abordaje cualitativo, llevado a cabo con personas que presentaron diagnóstico tardío de la infección por el VIH, mediante entrevista abierta. El marco de referencia teórico fue la Teoría de las Representaciones Sociales, desde un abordaje crítico. Para el análisis de los datos, se utilizó el método de Análisis Estructural de Narración y del programa MAXQDA 12®. Resultados: Participaron en el estudio 18 personas. Se desvelaron como representaciones originales el SIDA como enfermedad transmisible y peligrosa; enfermedad del otro; enfermedad severa, incurable y mortal; y negación del riesgo en virtud de la confianza en pareja fija. Dichas representaciones contribuyeron a la búsqueda retrasada por diagnóstico, ora en virtud de la actitud de alejamiento de las personas susceptibles, ora al no percibir o negar los riesgos a los que estaban expuestas en sus trayectorias de vida. Conclusión: La comprensión de los motivos que conducen a las personas a descubrir tardíamente su seropositividad es imperiosa en el actual panorama de la epidemia, a fin de que se planifiquen e implanten nuevas estrategias y políticas que tengan como objetivo el diagnóstico oportuno de la infección.


RESUMO Objetivo: Analisar as representações construídas por pessoas vivendo com HIV sobre a infecção e sua influência na busca atrasada por diagnóstico. Método: Estudo de abordagem qualitativa, realizada com pessoas que apresentaram diagnóstico tardio da infecção pelo HIV, por meio de entrevista aberta. O referencial teórico utilizado foi a Teoria das Representações Sociais, a partir de abordagem crítica. Para a análise dos dados, utilizou-se do método da Análise Estrutural de Narração e do programa MAXQDA 12®. Resultados: Participaram do estudo 18 pessoas. Desvelaram-se como representações originais a aids como doença transmissível e perigosa; doença do outro; doença grave, incurável e mortal; e negação do risco devido à confiança em parceria fixa. Essas representações contribuíram para a busca atrasada por diagnóstico, ora devido à atitude de distanciamento das pessoas susceptíveis, ora por não perceberem ou negarem os riscos aos quais estavam expostas em suas trajetórias de vida. Conclusão: A compreensão dos motivos que conduzem as pessoas a descobrirem tardiamente sua soropositividade é imperiosa no atual panorama da epidemia, para que sejam planejadas e implementadas novas estratégias e políticas que visem ao diagnóstico oportuno da infecção.


Assuntos
Humanos , Infecções por HIV , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Diagnóstico Tardio , Enfermagem em Saúde Pública
5.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 27: e3160, 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020701

RESUMO

Objetivo analisar a tendência e a distribuição espacial de algumas doenças de notificação compulsória em gestantes. Método estudo ecológico, com dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação, das incidências das seis doenças de notificação mais frequentes em gestantes. O modelo de Prais-Winsten foi utilizado para a análise da tendência classificada em estável, decrescente e crescente, segundo macrorregiões. Para a análise espacial, foram calculadas as incidências distribuídas em percentis, em mapas coropléticos, por Regiões de Saúde. Resultados as infecções mais frequentes foram sífilis, dengue, Human Immunodeficiency Virus, influenza, hepatites e toxoplasmose. A incidência para sífilis, toxoplasmose, dengue e Human Immunodeficiency Virus aumentou 30,8%, 30,4%, 15,4% e 2,6% ao ano, em média, respectivamente. Em média, ao ano, a incidência de sífilis aumentou 40,5% na Macrorregional Norte e 38% na Macrorregional Noroeste. A análise espacial mostrou, no último quadriênio, incidência elevada para dengue, sífilis e infecção pelo Human Immunodeficiency Virus que chegaram, respectivamente, a 180,2, 141,7 e 100,8 casos por 10.000 nascidos vivos. Conclusão houve aumento da incidência de infecção em gestantes por sífilis, toxoplasmose e Human Immunodeficiency Virus, com diferenças em sua distribuição espacial, indicando que esses agravos devem ser prioridade no atendimento à gestante em regiões mais acometidas.


Objective to analyze the trend and spatial distribution of some diseases that require compulsory notification in pregnant women. Method ecological study, with data from the National Notifiable Diseases Surveillance System, of the incidence of the six most frequent diseases that, require compulsory notification, in pregnant women. The Prais-Winsten model was used to analyze the trend classified as stable, decreasing and increasing, according to macro-regions. For the spatial analysis, the incidences distributed in percentiles, in choropleth maps, by Health Regions were calculated. Results the most frequent infections were syphilis, dengue, Human Immunodeficiency Virus, influenza, hepatitis and toxoplasmosis. Incidence increased by 30.8%, 30.4%, 15.4% and 2.6%, on average, for syphilis, toxoplasmosis, dengue and Human Immunodeficiency Virus, respectively. On average, the incidence of syphilis increased by 40.5% in Macro-regional North and 38% in Macro-regional Northwest. The spatial analysis showed, in the last four years, high incidence of dengue, syphilis and infection by Human Immunodeficiency Virus, which reached 180.2, 141.7 and 100.8 cases per 10,000 live births, respectively. Conclusion there were increased incidences of infection in pregnant women due to syphilis, toxoplasmosis and Human Immunodeficiency Virus, with differences in their spatial distribution, indicating that these diseases should be a priority in the care of pregnant women in more affected regions.


Objetivo analizar la tendencia y la distribución espacial de algunas enfermedades de notificación obligatoria en gestantes. Método estudio ecológico, con datos del Sistema Nacional de Agravios de Notificación, de las incidencias de las seis enfermedades de notificación más frecuentes en gestantes. El modelo de Prais-Winsten fue utilizado para el análisis de la tendencia clasificada en estable, decreciente y creciente, según macrorregiones. Para el análisis espacial, se calcularon las incidencias, distribuidas en percentiles, en mapas coropléticos, por Regiones de Salud. Resultados las infecciones más frecuentes fueron sífilis, dengue, Human Immunodeficiency Virus, influenza, hepatitis y toxoplasmosis. Hubo aumento de la incidencia para sífilis, toxoplasmosis, dengue y Human Immunodeficiency Virus de 30,8%, 30,4%, 15,4% y 2,6% al año, en promedio, respectivamente. En promedio, al año, la incidencia de sífilis aumentaron un 40,5% en la Macrorregional Norte y un 38% en el Noroeste. El análisis espacial mostró, en el último cuadrienio, incidencias elevadas para dengue, sífilis e infección por el Human Immunodeficiency Virus que llegaron, respectivamente, a 180,2, 141,7 y 100,8 casos por 10.000 nacidos vivos. Conclusión hubo aumento de la incidencia de infección en gestantes por sífilis, toxoplasmosis y Human Immunodeficiency Virus, con diferencias en su distribución espacial, indicando que esos agravios deben ser prioridad en la atención a la gestante en regiones más acometidas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Complicações na Gravidez/prevenção & controle , Infecções por HIV/epidemiologia , Notificação de Doenças/estatística & dados numéricos , Dengue/epidemiologia , Hepatite/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Toxoplasmose/epidemiologia , Influenza Humana/prevenção & controle
6.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-11], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1046237

RESUMO

Objetivo: descrever as representações sociais de gestantes sobre HIV e teste rápido para HIV. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, embasado na Teoria das Representações Sociais, com 81 gestantes numa Unidade Básica de Saúde, utilizando-se um formulário e a Técnica de Evocações Livres de Palavras. Analisaram-se os dados por meio da estatística descritiva e do software EVOC 2003, apresentados em forma de figura e tabela. Resultados: compõe-se o núcleo central das representações sociais das gestantes sobre HIV pelos termos doença, morte, contaminação e medo e sobre o teste rápido para HIV é composto pelos termos medo, desconhecimento, praticidade-rapidez, saber-resultado. Conclusão: conclui-se que, para o termo indutor HIV, a representação é negativa, carregada de "pré-conceitos" e angústias; e, para o indutor teste rápido para HIV, aparecem aspectos negativos relacionados ao medo do resultado da testagem. Permeiam-se, pelo termo desconhecimento, todas as categorias e ele se faz presente nos dois quadros de quatro casas.(AU)


Objective: to describe the social representations of pregnants about HIV and the quick test for HIV. Method: this is a qualitative, descriptive study based on the Theory of Social Representations, with 81 pregnant women, occurred in the Basic Health Unit, using a form and the Technique of Free Evocations of Words. We analyzed the data profile through descriptive statistics and through the software EVOC 2003, presented in the form of figure and table. Results: it comprises the central core of social representations of pregnants about HIV by the terms illness, death, contamination and fear and about the quick test for HIV is composed by the terms fear, unknowledge, practicity and speed, knowledge-result. Conclusion: it is concluded that, for the term HIV inductor, the representation is negative, loaded with "pre-concepts" and anguish; and for the inductor quick test for HIV, appear negative aspects related to fear of the outcome of the testing. Permeate, by the term unknowledge, all categories and it makes itself present in the two tables of four houses.(AU)


Objetivo: describir las representaciones sociales de las mujeres embarazadas acerca del VIH y la prueba rápida del VIH. Método: este es un estudio cualitativo-descriptivo basado en la teoría de las representaciones sociales, con 81 mujeres embarazadas, en la Unidad Básica de Salud. Se utilizó un formulario y la Técnica de las Evocaciones Libres de Palabras. Se analizaron los datos a través de la estadística descriptiva y a través del software EVOC 2003, presentadas en el formulario de la figura y tabla. Resultados: comprende el núcleo central de las representaciones sociales de las mujeres embarazadas acerca del VIH por la enfermedad, la muerte, la contaminación y el temor en la prueba rápida del VIH, estando compuesto por el miedo, el desconocimiento, la practicidad y la velocidad, conocimiento-resultado. Conclusión: se concluye que, para el término VIH inductor, la representación es negativa, cargada con "pre-conceptos" y angustia; y para el inductor prueba rápida para VIH, aparecen aspectos negativos relacionados con el miedo de los resultados de la prueba. Completan, al final del desconocimiento, todas las categorías y en él se hace presente en los dos cuadros de cuatro casas.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Cuidado Pré-Natal , Infecções por HIV/diagnóstico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Transmissão Vertical de Doença Infecciosa , Gestantes , Vulnerabilidade em Saúde , Estigma Social , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-8], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1048163

RESUMO

Objetivo: avaliar o perfil sociodemográfico e a evolução clínica dos pacientes com síndrome da imunodeficiência humana. Método: trata-se de pesquisa quantitativa, retrospectiva e descritiva realizada em um serviço de saúde especializado. Coletaram-se os dados no serviço de arquivamento médico e estatístico, em prontuários. Aplicou-se um formulário contendo variáveis de caracterização do perfil clínico e sociodemográfico dos pacientes. Utilizou-se amostra probabilística que totalizou 172 prontuários. Analisaram-se os dados pelo software Statistical Package for the Social Sciences. Resultados: verificou-se o predomínio de homens adultos, solteiros, na cor parda e com média de idade de 40 anos e baixo nível socioeconômico, com prevalência das coinfecções causadas por protozoários, seguidas pelas infecções bacterianas. Conclusão: percebe-se que há uma mudança do perfil das pessoas que vivem com o vírus da imunodeficiência humana com o aumento de casos entre mulheres e interiorização dessa patologia. Infere-se que tais achados podem contribuir para a adoção de ações de saúde direcionadas e adaptadas ao perfil evidenciado.(AU)


Objective: to evaluate the sociodemographic profile and clinical evolution of patients with human immunodeficiency syndrome. Method: it is a quantitative, retrospective and descriptive research carried out in a specialized health service. The data was collected in the medical and statistical archival service, in medical records. A form containing variables characterizing the clinical and sociodemographic profile of the patients was applied. A probabilistic sample was used, which totaled 172 medical records. Data was analyzed by the software Statistical Package for the Social Sciences. Results: the prevalence of adult males, single, in the brown color and with a mean age of 40 years and low socioeconomic level, with prevalence of co-infections due to protozoa, followed by bacterial infections were observed. Conclusion: it is noticed that there is a change in the profile of people living with the human immunodeficiency virus with the increase of cases among women and the internalization of this pathology. It is inferred that such findings can contribute to the adoption of health actions directed and adapted to the profile evidenced.(AU)


Objetivo: evaluar el perfil sociodemográfico y la evolución clínica de los pacientes con síndrome de inmunodeficiencia humana. Método: se trata de investigación cuantitativa, retrospectiva, descriptiva, realizada en un servicio de salud especializado. Se recogió los datos en el servicio de archivo médico y estadístico, en prontuarios, se aplicó un formulario conteniendo variables de caracterización del perfil clínico y sociodemográfico de los pacientes. Se utilizó muestra probabilística que totalizó 172 prontuarios. Se analizaron los datos por el software Statistical Package for the Social Sciences. Resultados: se verificó el predominio de hombres adultos, solteros, de color pardo y con promedio de edad de 40 años y bajo nivel socioeconómico, con prevalencia de las coinfecciones causadas por protozoarios, seguida por las infecciones bacterianas. Conclusión: se percibe que hay un cambio del perfil de las personas que viven con el virus de la inmunodeficiencia humana con aumento de casos entre mujeres e interiorización de esa patología. Se infiere que tales hallazgos pueden contribuir a la adopción de acciones de salud dirigidas y adaptadas al perfil evidenciado.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Pacientes , Condições Sociais , Perfil de Saúde , Infecções por HIV , Soroprevalência de HIV , Evolução Clínica , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Registros Médicos , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos
8.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-7], 2019. ilus, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1049674

RESUMO

Objetivo: levantar as informações pelo formulário de atendimento acerca dos parceiros sorodiscordantes, com status sorológico negativo para o vírus, cadastrados em um serviço escola de referência regional para HIV/Aids. Método: trata-se de estudo quantitativo, descritivo, documental, com 145 casais em relação sorodiferente. Analisaram-se prontuários de todas as parcerias sexuais sorodiferentes cadastradas de 1992 até 2017. Apresentaram-se os resultados em forma de figuras. Resultados: verificou-se que 63,45% (n = 92) homens são soronegativos e estão em relação sorodiferente e, no que diz respeito à orientação sexual, notou-se que 91,03% (n = 132) parcerias são heterossexuais. Mencionou-se, em 62,06% (n = 90) dos formulários, a periodicidade de realização dos testes rápidos e, destes, 20% (n = 29) o realizam anualmente. Notou-se que 39,31% (n = 57) dos indivíduos soronegativos relataram usar preservativo em todas as relações com o parceiro soropositivo e, dentre todos os soronegativos cadastrados, 86,90% (n = 126) afirmaram estar em uma relação estável com o parceiro. Conclusão: pode-se concluir que o formulário não é preenchido adequadamente e que os casais soronegativos necessitam de maior atenção de profissionais de saúde e da população.(AU)


Objective: to gather information through the form of care about serodiscordant partners, with negative serological status for the virus, registered in a regional reference school service for HIV / AIDS. Method: this is a quantitative, descriptive, documentary study with 145 couples in a serodifferent relationship. Medical records of all registered serodifferent sexual partnerships from 1992 to 2017 were analyzed. Results were presented as figures. Results: it was found that 63.45% (n = 92) men are seronegative and are in a serodifferent relationship and, regarding sexual orientation, it was noted that 91.03% (n = 132) partnerships are heterosexual. It was mentioned in 62.06% (n = 90) of the forms, the periodicity of the quick tests and, of these, 20% (n = 29) do it annually. It was noted that 39.31% (n = 57) of seronegative individuals reported using condoms in all relationships with the seropositive partner and, among all registered seronegatives, 86.90% (n = 126) reported being in a stable relationship with the partner. Conclusion: it can be concluded that the form is not completed properly and that seronegative couples need more attention from health professionals and the population.(AU)


Objetivo: recopilar informaciones a través del formulario de atención sobre parejas serodiscordantes, con estado serológico negativo para el virus, registrados en un servicio escolar regional de referencia para el VIH / SIDA. Método: este es un estudio documental cuantitativo, descriptivo con 145 parejas en una relación serodiscordantes. Se analizaron los registros médicos de todas las parejas sexuales serodiscordantes registradas de 1992 a 2017. Los resultados se presentaron en forma de figuras. Resultados: se encontró que el 63.45% (n = 92) hombres son seronegativos y están en una relación serodiscordante y, con respecto a la orientación sexual, se observó que el 91.03% (n = 132) parejas son heterosexuales. Se mencionó en 62.06% (n = 90) de los formularios, la periodicidad de las pruebas rápidas y, de estos, 20% (n = 29) lo hacen anualmente. Se observó que el 39.31% (n = 57) de los individuos seronegativos informaron haber usado condones en todas las relaciones con la pareja seropositiva y, entre todos los seronegativos registrados, el 86.90% (n = 126) declaró estar en una relación estable con la pareja. Conclusión: se puede concluir que el formulario no se completa correctamente y que las parejas seronegativas necesitan más atención de los profesionales de la salud y la población.(AU)


Assuntos
Parceiros Sexuais , Sorodiagnóstico da AIDS , Infecções por HIV , Registros Médicos , HIV , Soropositividade para HIV , Soronegatividade para HIV , Epidemiologia Descritiva , Registros Eletrônicos de Saúde
9.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-11], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1049691

RESUMO

Objetivo: determinar a prevalência, o perfil epidemiológico e as características associadas à coinfecção pelos vírus das hepatites A, B, C, sífilis e TB entre indivíduos infectados pelo vírus HIV. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, transversal. Compôs-se a amostra com 161 pacientes, e realizou-se a análise dos dados a partir das informações do prontuário de pacientes coinfectados pelos vírus das hepatites B, C, sífilis e TB entre infectados pelo vírus HIV. Apresentaram-se os resultados em forma de tabelas. Resultados: nota-se que a maioria eram homens (81,37%), na faixa etária de 21 a 40 anos (67,08%), coinfectados (89,90%), solteiros (73,91%), homossexuais (49,69%), com três ou mais parceiros durante a vida (94,64%), sendo pacientes que usaram drogas (86,35%) e os que usam drogas atualmente (64,60%). Relatou-se mais o uso de preservativos como "às vezes" por 81,37% da amostra. Conclusão: concluiu-se que todos os indivíduos infectados pelo vírus HIV apresentam perfil epidemiológico associado aos vírus das hepatites A, B, C, sífilis e TB. Mostrou-se, pela relação de prevalência, que indivíduos coinfectados tendem a possuir sífilis e hepatite B.(AU)


Objective: to determine the prevalence, epidemiological profile and characteristics associated with hepatitis A, B, C, syphilis and TB virus coinfection among HIV-infected individuals. Method: this is a quantitative, descriptive, crosssectional study. The sample consisted of 161 patients, and data analysis was performed based on information from the medical records of patients co-infected with hepatitis B, C, syphilis and TB viruses among those infected with HIV. Results were presented in tables. Results: most of them were men (81.37%), aged between 21 and 40 years (67.08%), co-infected (89.90%), single (73.91%), homosexual ( 49.69%), with three or more partners during life (94.64%), being patients who used drugs (86.35%) and those who currently use drugs (64.60%). Condom use was reported as "sometimes" by 81.37% of the sample. Conclusion: it was concluded that all individuals infected with HIV have an epidemiological profile associated with hepatitis A, B, C, syphilis and TB viruses. The prevalence ratio showed that coinfected individuals tend to have syphilis and hepatitis B.(AU)


Objetivo: determinar la prevalencia, el perfil epidemiológico y las características asociadas con la hepatitis A, B, C, la sífilis y la coinfección por el virus de la tuberculosis en personas infectadas por el VIH. Método: este es un estudio cuantitativo, descriptivo, transversal. La muestra consistió en 161 pacientes, y el análisis de datos se realizó con base en la información de los registros médicos de pacientes coinfectados con virus de hepatitis B, C, sífilis y TB entre aquellos infectados con VIH. Los resultados se presentaron en tablas. Resultados: la mayoría de ellos eran hombres (81.37%), con edades comprendidas entre 21 y 40 años (67.08%), coinfectados (89.90%), solteros (73.91%), homosexuales (49.69%), con tres o más parejas durante la vida (94.64%), siendo pacientes que usaron drogas (86.35%) y aquellos que actualmente usan drogas (64.60%). El uso de condones se informó como "a veces" en el 81,37% de la muestra. Conclusión: se concluyó que todas las personas infectadas con VIH tienen un perfil epidemiológico asociado con los virus de la hepatitis A, B, C, sífilis y TB. La razón de prevalencia mostró que las personas coinfectadas tienden a tener sífilis y hepatitis B.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Tuberculose Pulmonar , Perfil de Saúde , Sífilis , Infecções por HIV , Infecções por HIV/mortalidade , Infecções por HIV/epidemiologia , Soropositividade para HIV , Hepatite C , Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS , Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/mortalidade , Infecções Oportunistas Relacionadas com a AIDS/epidemiologia , Hepatite A , Hepatite B , Registros Médicos , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
10.
Rev. enferm. UERJ ; 26: e31156, jan.-dez. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-970289

RESUMO

Objetivo: descrever o perfil de adesão à terapia antirretroviral (TARV) de pacientes com Síndrome Lipodistrófica do Vírus da Imunodeficiência Humana (SLHIV), em uma unidade especializada do Estado do Pará, Brasil. Método: estudo qualiquantitativo, envolvendo questionário e prontuários de 124 pacientes, no período de fevereiro e março de 2013, após aprovação por Comitê de Ética. Na análise, a variância (p<0,05) articulou testes estatísticos, com dados apresentados em tabelas. Resultados: as dificuldades de entender e conhecer o esquema terapêutico, o Diabetes Mellitus e as alterações da lipodistrofia foram significantes na interferência da adesão à TARV. O grupo de adesão irregular está em risco para a eficácia do tratamento. Os demais têm a possibilidade de migração de um grupo para outro a qualquer momento. Conclusão: o perfil de adesão à TARV não é definida por dados socioeconômicos. A participação em grupos de adesão deve ser estimulada como fator de reversão do padrão de abandono. Descritores: HIV; AIDS; lipodistrofia; adesão à medicação.


Objective: to profile adherence to antiretroviral therapy (ART) by patients with human immunodeficiency virus lipodystrophy syndrome (HIVLS) at a specialized unit in Pará, Brazil. Method: this quali-quantitative study, involving a questionnaire and medical records of 124 patients, was conducted from February to March 2013, after research ethics approval. In the analysis, statistical tests were related by variance (p <0.05) and data were presented in table form. Results: the difficulties of understanding and knowing the therapeutic regimen, mellitus diabetes and changes in lipodystrophy were significant in the interference of ART adherence. The irregular adherence group is at risk for treatment efficacy. The others have the possibility of migrating from one group to another at any time. Conclusion: the profile of adherence to ART is not defined by socioeconomic data. Participation in membership groups should be encouraged as a factor in reversing the pattern of abandonment.


Objetivo: describir el perfil de adhesión a la terapia antirretroviral (TARV) de pacientes con síndrome lipodistrófico del virus de la inmunodeficiencia humana (SLHIV), en una unidad especializada del Estado de Pará, Brasil. Método: estudio cualiquantitativo involucrando cuestionario e historias clínicas de 124 pacientes, en el período de febrero y marzo de 2013, después de la aprobación por el Comité de Ética. En el análisis, la varianza (p <0,05) articuló pruebas estadísticas, con datos presentados en tablas. Resultados: las dificultades en entender y conocer el esquema terapéutico, la Diabetes Mellitus y las alteraciones de la lipodistrofia fueron significantes en la interferencia de la adhesión a la TARV. El grupo de adhesión irregular está en riesgo para la eficacia del tratamiento. Los demás tienen la posibilidad de migración de un grupo a otro en cualquier momento. Conclusión: el perfil de adhesión a la TARV no está definido por datos socioeconómicos. La participación en grupos de adhesión debe ser estimulada como factor de reversión del patrón de abandono.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Infecções por HIV/complicações , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/complicações , Terapia Antirretroviral de Alta Atividade , Síndrome de Lipodistrofia Associada ao HIV , Adesão à Medicação , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Estatísticas não Paramétricas
11.
Rev. enferm. UERJ ; 26: e12978, jan.-dez. 2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-948525

RESUMO

Objetivo: compreender a base ideológica presente nas vivências de idosos com diagnóstico de infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS). Método: estudo qualitativo, que utilizou o método criativo e sensível e a análise de discurso francesa, realizado em um encontro grupal com cinco idosos acompanhados em Centro de Testagem e Aconselhamento de um município da região metropolitana de Fortaleza, Ceará. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, parecer nº 212.243 e CAAE 08453412.5.0000.5044. Resultados: os relatos dos idosos direcionaram a formação discursiva Vida resignada, atitude imobilizada!, caracterizada por quatro situações existenciais: concepções controversas sobre a violência física na infância; um negócio chamado AIDS; falta de resposta e culpabilização relacionadas à infecção pelo HIV; amparo na fé. Conclusão: apesar de a maioria das situações trazidas pelos idosos terem sido penosas, não houve tentativa de reação, apenas imobilização e resignação, direcionando a uma ideologia colonizadora.


Objective: to understand the ideological basis in the experiences of older adults diagnosed with Human Immunodeficiency Virus (HIV) infection and Acquired Immunodeficiency Syndrome (AIDS). Methods: this qualitative study was conducted using the creative, sensitive method and French discourse analysis in a group meeting of five older adults monitored at a Counseling and Testing Center in a municipality of the Fortaleza metropolitan region, Ceará. The project was approved by the research ethics committee (No. 212.243 and CAAE 08453412.5.0000.5044). Results: the older adults' accounts framed the discursive formation Resigned life, immobilized attitude!, characterized by four existential situations: controversial conceptions regarding physical violence in childhood; a business called AIDS; guilt and lack of response related to HIV infection; and faith-based support. Conclusion: although most of the situations raised by the older adults were painful, there was no attempt to react, only immobility and resignation, leading to an ideology of colonization.


Objetivo: comprender la base ideológica presente en las vivencias de los ancianos con diagnóstico de infección por el Virus de la Inmunodeficiencia Humana y Síndrome de la Inmunodeficiencia Adquirida (VIH/AIDS). Método: investigación cualitativa que utilizó el método creativo y sensible y el análisis del discurso francés, realizada en reunión grupal con cinco ancianos acompañados en Centro de Pruebas y Asesoramiento, de una ciudad de la región metropolitana de Fortaleza, Ceará. El proyecto fue aprobado por el Comité de Ética en Investigación, dictamen nº 212.243 y CAAE 08453412.5.0000.5044. Resultados: de los discursos de los ancianos emergió la formación discursiva ¡Vida resignada, actitud inmovilizada!, caracterizada por cuatro situaciones existenciales: concepciones controvertidas sobre la violencia física en la infancia; una cosa llamada SIDA; falta de respuesta y sentimiento de culpabilidad relacionado con la infección por el VIH; apoyo en la fe. Conclusión: aunque la mayoría de las situaciones presentadas por los ancianos hayan sido dolorosas, no hubo intento de reacción, sino inmovilización y resignación, señalando una ideología colonizadora.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Infecções por HIV/psicologia , Saúde do Idoso , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/psicologia , Serviços de Saúde para Idosos , Pesquisa Qualitativa , Cuidados de Enfermagem
13.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 10(4): 1026-1031, out.-dez. 2018. graf, tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-915957

RESUMO

Objetivo: Analisar os fatores associados à coinfecção tuberculose/HIV e determinar a prevalência máxima e mínima da positividade do teste anti-HIV entre casos de tuberculose no Maranhão, no período de 2001 a 2011. Métodos: Estudo transversal realizado mediante consulta aos dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Para identificar associações, utilizou-se a regressão de Poisson com ajuste robusto da variância. Resultados: A prevalência da coinfecção tuberculose/HIV foi de 15,1%. Na análise bruta, as associações significativas para coinfecção foram sexo masculino, faixas etárias de 20 a 39 anos e de 40 a 59 anos, escolaridade inferior a oito anos, entrada por transferência e encerramento por abandono/óbito. Na análise ajustada, sexo masculino, faixa etária de 29 a 30 anos, escolaridade inferior a oito anos e encerramento por abandono/óbito permaneceram associados à coinfecção. Conclusão: Foi observada alta taxa de coinfecção tuberculose/HIV no estado do Maranhão e associações com diversos fatores relacionados à saúde


Objective: To analyze the factors associated with Tuberculosis/HIV coinfection and to determine the maximum and minimum prevalence of HIV test positivity among tuberculosis cases in Maranhão from 2001-2010. Methods: Cross-sectional study of data from the Notifiable Diseases Information System. Poisson regression was used with robust variance adjustment to identify associations. Results: Tuberculosis/ HIV coinfection prevalence was 15.1%. In the raw analysis, the significant associations for coinfection were male sex, age groups from 20-39 years and from 40-59 years, schooling less than 8 years, entry by transfer and closure by abandonment/death. In the adjusted analysis, male gender, age range of 29 to 30 years, schooling less than 8 years and closure due to abandonment/death remained associated with coinfection. Conclusion: Tuberculosis/HIV coinfection rate was high in the state of Maranhão and associations with several factors related to health


Objetivo: Analizar los factores asociados a la coinfección TB/VIH y determinar la prevalencia máxima y mínima de la prueba del VIH positiva entre los casos de TB en Maranhao, de 2001 a 2011. Métodos: Estudio transversal, realizado en consulta con los datos del Sistema de Información de Agravios y Notificaciones. Para identificar asociaciones, se utilizó regresión de Poisson con ajuste robusto de la varianza. Resultados: La prevalencia de la coinfección TB/VIH fue del 15,1%. En el análisis crudo, asociaciones significativas para la coinfección fueron sexo masculino, edades de 20-39 años y 40-59 años, educación menos de ocho años y cierre de la entrada por abandono/muerte. En el análisis ajustado, sexo, edad 29-30 años, educación menos de 8 años y final por abandono/ muerte se mantuvo asociado con la coinfección. Conclusión: Hubo una alta tasa de coinfección TB/VIH en el estado de Maranhão y asociaciones con diversos factores relacionados a la salud


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Coinfecção/epidemiologia , Comorbidade , Infecções por HIV/epidemiologia , Tuberculose/epidemiologia , Brasil
14.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(5): 1225-1232, maio 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-980411

RESUMO

Objetivo: analisar o perfil epidemiológico das pessoas soropositivas para HIV/AIDS. Método: estudo quantitativo, epidemiológico, descritivo de análise retrospectiva, realizado no Centro de Recuperação e Educação Sexual (CRESS) em indivíduos que tiveram diagnóstico de HIV/AIDS. O banco de dados foi organizado no software Bioestat 5.0. e apresentados em figura e tabelas. Resultados: foram analisados 87 prontuários de pacientes com diagnóstico confirmado de infecção pelo HIV/AIDS registrados no CRESS, onde houve uma predominância em infectados do sexo masculino com 46,0% dos casos (p 0,412), com o CID B24 em indivíduos com idade média de 30 a 39 anos. Conclusão: a partir desse estudo desenvolvido, conclui-se que o município de Bom Jesus da Lapa se conjuntura com grandes índices de infecções de HIV.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Perfil de Saúde , Infecções por HIV , Soroprevalência de HIV , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Soropositividade para HIV , Registros Médicos , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos
15.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(4): 1103-1111, abr. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-970730

RESUMO

Objetivo: descrever a evolução histórica da terapêutica para o HIV/AIDS, as mudanças ocorridas e protocolos atuais. Método: estudo descritivo, informativo, com análise dos protocolos clínicos de diretrizes terapêuticas e busca nas bases LILACS e MEDLINE, abrangendo artigos na integra, publicados de 1996 a 2017. Resultados: O acesso ao tratamento em alguns países permitiu o aumento e melhoria da sobrevida. A estratégia de unir três drogas em apenas um comprimido, uma das mais recentes, dentre outros benefícios, busca fortalecer a adesão à terapia antirretroviral. Conclusão: a história da adesão à terapia antirretroviral e seu impacto na prevenção do HIV/AIDS continua sendo um grande desafio, cuja meta é o controle e erradicação da epidemia. Nesse sentido, faz-se necessário uma maior conscientização dos profissionais de saúde para fazer parte desta luta, na qual a enfermagem tem importante participação.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Infecções por HIV , Protocolos Clínicos , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Terapia Antirretroviral de Alta Atividade , Antirretrovirais , Antirretrovirais/história , Epidemiologia Descritiva , MEDLINE
16.
Nursing (São Paulo) ; 21(236): 2027-2031, jan.2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-32898

RESUMO

Objetivou-se descrever a experiência em um grupo com adolescentes soropositivos, desenvolvido por profissionais de um Serviço AmbulatorialEspecializado em HIV/Aids, de Fortaleza. A abordagem grupal pautou-se no modelo dialógico participativo através de rodas de conversas. Pormeio da troca de sentimentos, informações e vivências pessoais, os adolescentes discutiram a compreensão acerca da doença e as estratégias deenfrentamento das adversidades, falando abertamente sobre suas vidas, intimidades, conflitos. Assim, o grupo constituiu-se espaço de produçãode discursos e de verdades nunca ditas pelo adolescentes, proporcionando a quebra de postura do silêncio e provendo reflexões sobre relacionamentossociais e afetivos dos adolescentes.(AU)


The objective was to describe the experience in a group with HIV-seropositive adolescents, developed by professionals of an HIV/AIDS SpecializedOutpatient Service of Fortaleza, Brazil. The group’s approach was based on the participatory dialogic model through conversations circles. Throughthe exchange of feelings, information and personal experiences, the adolescents discussed the understanding of seropositivity and the strategies forcoping with adversities, openly talking about their lives, intimacy and conflicts. Thus, the group created a space for speeches production and truthsnever spoken by adolescents, breaking the posture of silence and providing reflections on social and affective relationships among adolescents.(AU)


El objetivo fue describir la experiencia en un grupo de adolescentes seropositivos, desarrollado por profesionales de ambulatorio especializado en elVIH/SIDA, de Fortaleza, Brasil. El enfoque de grupo fue basado en el modelo dialógico participativo a través de reuniones de conversación. Medianteel intercambio de sentimientos, informaciones y experiencias personales, los adolescentes discutieron la comprensión acerca de la enfermedad yestrategias para hacer de enfrentamiento de las adversidades, hablando libremente acerca de sus vidas, intimidades y conflictos. Así, el grupo seconstituyó un espacio de producción de hablas y verdades no dichas por los adolescentes, proporcionando ruptura de postura de silencio y ofreciendoreflexiones sobre relaciones sociales y afectivas entre adolescentes.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Infecções por HIV , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Saúde do Adolescente , Relações Interpessoais , Educação em Saúde , Educação de Pacientes como Assunto
17.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(1): 171-178, jan. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-946741

RESUMO

Objetivo: determinar as características sociodemográficas de gestantes infectadas pelo HIV relacionadas ao risco de transmissão vertical do HIV. Método: estudo quantitativo, descritivo, em que foram analisados 323 prontuários de gestantes HIV positivo que realizaram o parto em uma maternidade pública. Os dados foram analisados pelo programa eletrônico SigmaStat® , versão 2.0. Os dados quantitativos foram analisados descritivamente a partir de distribuição de frequências, médias e desvio padrão. As proporções foram comparadas pelo teste do  2 , acompanhado do teste exato de Fisher. Foram consideradas estatisticamente significantes as diferenças em que p foi menor que 5% (p<0,05). Resultados: verificaram-se situações que contrariam as recomendações do Ministério da Saúde: 54,5% das gestantes realizaram menos de seis consultas pré-natal; 87% praticaram sexo desprotegido durante a gestação; 71,2% realizaram a primeira consulta prénatal somente após o primeiro trimestre. Conclusão: foi obtido o diagnóstico quantitativo acerca dos riscos de exposição sofrido pelas gestantes, facilitando um planejamento assertivo em relação aos aspectos que ainda são falhos e que aumentam as chances da transmissão vertical do HIV.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Infecções por HIV , HIV , Transmissão Vertical de Doença Infecciosa , Transmissão Vertical de Doença Infecciosa/prevenção & controle , Gestantes , Registros Médicos , Epidemiologia Descritiva
18.
Belo Horizonte; s.n; 2018. 297 p. ilus, tab, graf, mapa.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-986766

RESUMO

O diagnóstico tardio da infecção pelo HIV configura-se como um dos principais entraves para o controle da pandemia e apresenta graves repercussões para as populações, destacando-se o aumento da propagação da infecção, da morbimortalidade das pessoas que vivem com HIV e a diminuição da qualidade de vida das pessoas acometidas. O objetivo desta pesquisa foi analisar o fenômeno do diagnóstico tardio de infecção pelo HIV a partir do conhecimento da magnitude do problema e seus fatores associados, e da compreensão das trajetórias de vida e de representações de pessoas HIV positivas. Trata-se de uma pesquisa de abordagem mista, com utilização dos métodos quantitativo e qualitativo. No eixo quantitativo, consiste em estudo epidemiológico, analítico e transversal. No eixo qualitativo, foi utilizado como referencial teórico-metodológico a Teoria das Representações Sociais, a partir de abordagem crítica. Esta pesquisa foi realizada nos seis Serviços de Assistência Especializada do Estado da Paraíba, pertencente ao Nordeste brasileiro. Para o eixo quantitativo, a amostra foi formada por 369 indivíduos HIV positivos em tratamento antirretroviral. Para a abordagem qualitativa, a amostra foi delimitada por meio da técnica de saturação teórica, obtendo-se a amostra final de 18 participantes. No método quantitativo, utilizou-se um questionário, aplicado com entrevista e, no método qualitativo, foi utilizada a entrevista aberta. No eixo quantitativo, os dados foram armazenados e analisados no Software SPSS versão 21.0. Realizou-se inicialmente análise univariada para avaliação de fatores associados ao diagnóstico, classificado em muito tardio, tardio e oportuno, utilizando-se os testes Qui-quadrado de Pearson ou teste exato de Fisher e teste de Kruskall-Wallis. Para análise multivariada, utilizou-se o modelo de regressão logística ordinal de chances proporcionais e o método de árvore de decisão. Na abordagem qualitativa, utilizou-se o método da Análise Estrutural de Narração e o Software MAXQDA 12 para análise dos resultados. Como resultados principais, apontam-se: 59,1% dos entrevistados foram diagnosticados de forma tardia ou muito tardia; no modelo final, permaneceram associados ao diagnóstico tardio da infecção pelo HIV os seguintes fatores ­ idade, situação conjugal, escolaridade, motivo pelo qual buscou o serviço de saúde para realizar o teste de HIV e frequência que realizou o teste rápido de HIV após relação desprotegida com parceiro fixo. Na abordagem qualitativa, desvelaram-se como representações originais, a aids como doença transmissível e perigosa; como doença do outro; aids como doença grave, incurável e mortal. Estas representações contribuíram para a busca atrasada por diagnóstico, ora devido à atitude de distanciamento das pessoas susceptíveis, ora por não perceberem ou negarem os riscos aos quais estavam expostos no decorrer de suas trajetórias de vida. Em relação às representações originais da sexualidade que contribuíram para o diagnóstico tardio, apontam-se: relação sexual é natural; é na adolescência que se inicia a vida sexual; confiança em parceria fixa; heterossexualidade ­ homem é poligâmico e mulher é monogâmica; sexualidade como tabu; e negação do risco para infecção de HIV. A representação de busca pelo prazer na relação sexual, independente do risco de infecções, permeou todas as demais. Quanto aos itinerários de diagnóstico dos entrevistados, os caminhos percorridos foram marcados inicialmente pela experiência do adoecimento e acarretaram o diagnóstico tardio da infecção por HIV nos três níveis de atenção, na Atenção Primária à Saúde, na rede ambulatorial e nos hospitais públicos, nos quais houve obstáculos de acesso para um diagnóstico oportuno e um cuidado fragmentado e não resolutivo. A compreensão dos motivos que conduzem as pessoas a descobrirem de forma tardia sua soropositividade é imperiosa no atual panorama da epidemia, para que sejam planejadas e implementadas novas estratégias e políticas que visem o diagnóstico oportuno da infecção.


The delayed diagnosis of HIV infection is one of the main obstacles to the control of the pandemic and has serious repercussions for the populations, highlighting the increase in the spread of infection, the morbidity and mortality of people living with HIV and the decreased quality of life of people affected. The objective of this study was to analyze the phenomenon of delayed diagnosis of HIV infection from the knowledge of the magnitude of the problem and its associated factors, and the understanding of life trajectories and representations of HIV-positive people. This is a mixed approach research using quantitative and qualitative methods. In the quantitative axis, it consists of an epidemiological, analytical and cross-sectional study. In the qualitative axis, the Social Representations Theory was used, as a theoretical and methodological reference, from a critical approach. This research was carried out in the six Specialized Assistance Services of the State of Paraiba, belonging to the Brazilian Northeast. For the quantitative axis, the sample consisted of 369 HIV-positive individuals on antiretroviral treatment. For the qualitative approach, the sample was delimited by the theoretical saturation technique, obtaining the final sample of 18 participants. In the quantitative method, a questionnaire was used, applied with interview and, in the qualitative method, the open interview was used. In the quantitative axis, data were stored and analyzed in SPSS Software version 21.0. Univariate analysis was performed to evaluate associated factors with the diagnosis, classified as very late, late, and timely, using Pearson's Chi-square test or Fisher's exact test and Kruskall-Wallis test. For multivariate analysis it were used the proportional odds logistic regression model and the decision tree method. In the qualitative approach, the method of Structural Analysis of Narrative and MAXQDA 12 Software were used to analyze the results. The main results are: 59,1% of the interviewees were diagnosed late or very late; in the final model, the following factors remained associated with the delayed diagnosis of HIV infection: age, marital status, schooling, reason why they sought the health service to perform the HIV test and the frequency of the rapid HIV test after unprotected sex with a fixed partner. In the qualitative approach, it was shown as original representations, AIDS as a transmissible and dangerous disease; like illness of the other; AIDS as a serious, incurable and deadly disease. These representations contributed to the delayed search for diagnosis, sometimes because of the detachment attitude from susceptible persons, or because they do not perceive or deny the risks to which they were exposed in the course of their life trajectories. In relation to the original representations of sexuality that contributed to the late diagnosis, it is pointed out: sexual intercourse is natural; it is in adolescence that the sexual life begins; trust in a fixed partnership; heterosexuality - man is polygamous and woman is monogamous; sexuality as taboo; and denial of risk for HIV infection. The representation of the search for pleasure in sexual intercourse, regardless of the risk of infections, permeated all others. Regarding the diagnostic itineraries of the interviewees, the paths covered were initially marked by the experience of illness and resulted in the delayed diagnosis of HIV infection in the three levels of care, in Primary Health Care, in the outpatient clinic and in public hospitals, where there were access barriers for timely diagnosis, and fragmented and non-judgmental care. An understanding of the reasons that lead people to discover their seropositivity late is imperative in the current epidemic outlook, so that new strategies and policies for timely infection diagnosis are planned and implemented.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Infecções por HIV/diagnóstico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/diagnóstico , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica , Pesquisa Qualitativa , Diagnóstico Tardio
19.
Cogitare enferm ; 23(3): e55217, 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-984265

RESUMO

Objetivo: analisar os hábitos de vida e o risco cardiovascular de pessoas vivendo com o vírus da imunodeficiência humana, por meio de fatores sociodemográficos, clínicos e comportamentais. Método: trata-se de estudo transversal, quantitativo, realizado em serviços especializados no atendimento de pessoas vivendo com o vírus da imunodeficiência humana, no período de 2014 a 2016, num município no interior do estado de São Paulo - Brasil. Utilizou-se Escore de Risco de Framingham para estratificação do risco cardiovascular. Resultados: participaram 340 pessoas. Houve associação entre o risco cardiovascular e as variáveis sexo (p=0,003), idade (p<0,001), escolaridade (p=0,006), antecedentes familiares para Hipertensão (p=0,026), Diabetes (p=0,003), Infarto do Miocárdio (p=0,004) e Acidente Vascular Encefálico (p=0,003), o tempo de diagnóstico pelo HIV (p<0,001) e uso de antirretrovirais (p=0,003). Conclusão: os resultados apontaram associações entre o risco cardiovascular e os fatores de risco modificáveis e não modificáveis para ocorrência de doenças cardiovasculares em pessoas vivendo com HIV.


Objetivo: Analizar hábitos de vida y riesgo cardiovascular en personas afectadas por el virus de inmunodeficiencia humana, aplicando factores sociodemográficos, clínicos y conductuales. Método: Estudio transversal, cuantitativo, realizado en servicios especializados en atención de personas afectadas por el virus de la inmunodeficiencia humana, entre 2014 y 2016, en un municipio del interior del estado de São Paulo - Brasil. Se utilizó Puntuación de Riesgo de Framingham para estratificación del riesgo cardiovascular. Resultados: Participaron 340 personas. Existió asociación entre riesgo cardiovascular y variables: sexo (p=0,003), edad (p<0,001), escolarización (p=0,006), antecedentes familiares de Hipertensión (p=0,026), Diabetes (p=0,003), Infarto de Miocardio (p=0,004) y Accidente Cerebrovascular (p=0,003), tiempo de diagnóstico del VIH (p<0,001) y uso de antirretrovirales (p=0,003). Conclusión: Los resultados expresaron asociaciones entre el riesgo cardiovascular los y factores de riesgo modificables y no modificables para el surgimiento de enfermedades cardiovasculares en personas afectadas por el VIH.


Objective: To analyze the life habits and cardiovascular risk of people living with the human immunodeficiency virus, through sociodemographic, clinical and behavioral factors. Method: Cross-sectional quantitative study carried out in specialized services in the care of people living with the human immunodeficiency virus, from 2014 to 2016, in a municipality in the inland of the state of São Paulo - Brazil. The Framingham Risk Score was used to stratify cardiovascular risks. Results: Three hundred forty (340) individuals participated in the study. There was an association between cardiovascular risk and the variables gender (p = 0.003), age (p <0.001), education (p = 0.006), family history of hypertension (p = 0.026), diabetes (p = 0.003), myocardial infarction (p = 0.004) and stroke (p=0,003), time elapsed since HIV diagnosis (p <0.001) and time elapsed since the beginning of use of antiretrovirals (p = 0.003). Conclusion: The results revealed associations between cardiovascular risk and modifiable and non-modifiable risk factors for the occurrence of cardiovascular diseases in people living with HIV.


Assuntos
Humanos , Doenças Cardiovasculares , Infecções por HIV , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Promoção da Saúde
20.
Rev Rene (Online) ; 18(6): 779-786, nov. - dez 2017.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-877685

RESUMO

Objetivo: compreender o olhar de profissionais de saúde sobre cuidado a pessoas com síndrome da imunodeficiência adquirida. Métodos: abordagem qualitativa baseada na Teoria das Representações Sociais a partir de evocações livres de 73 profissionais, de quatro serviços públicos especializados, submetendo-as à Análise Fatorial de Correspondência. Resultados: os profissionais com maior tempo de formação e atuação enfatizaram aspectos relacionados à síndrome como degradação física, abandono e morte; os profissionais com menor tempo de formação e atuação representam o cuidado da pessoa vivendo com o vírus da imunodeficiência humana como um conhecimento acrescido de sensibilidade, indicando atitudes e comportamentos socialmente construídos e aceitos como próprios de profissionais de saúde. Conclusão: os profissionais com maior experiência veem à síndrome em seu aspecto negativo e inicial; os recém-chegados á prática profissional denotam sensibilidade e abertura para as questões relevantes deste fenômeno e, possibilidades concretas de práticas de cuidado mais efetivas/transformadoras. (AU)


Assuntos
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Assistência à Saúde , Pessoal de Saúde , Infecções por HIV
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA