Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 30
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Nursing (Säo Paulo) ; 22(258): 3339-3344, nov.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052866

RESUMO

Objetivo: Este estudo teve como objetivo descrever o perfil sociodemográfico de pessoas com estomias definitivas acometidas pelo câncer colorretal de um município do Rio de Janeiro e associá-lo à qualidade de vida. Método: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado no período de janeiro a abril de 2018, no Pólo de Ostomizados I do Município de Itaboraí. Os dados foram coletados mediante questionário estruturado e a análise dos dados foi realizada com o software Minitab versão 18. Resultados: De 83 pessoas cadastradas, somente 35 participaram. Identificouse a predominância do sexo masculino, casados, estomia do tipo colostomia, tempo de estomia de 1-3 anos, idade entre 50 e 69 anos. Conclusão: Esse trabalho possibilitou conhecermos a população de estomizados acometidos pelo câncer colorretal levando, assim, a uma melhor compreensão sobre pessoas com estomias definitivas com o intuito de poder orientar para uma melhor assistência de enfermagem.(AU)


Objetivo: Este estudo teve como objetivo descrever o perfil sociodemográfico de pessoas com estomias definitivas acometidas pelo câncer colorretal de um município do Rio de Janeiro e associá-lo à qualidade de vida. Método: Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com abordagem quantitativa, realizado no período de janeiro a abril de 2018, no Pólo de Ostomizados I do Município de Itaboraí. Os dados foram coletados mediante questionário estruturado e a análise dos dados foi realizada com o software Minitab versão 18. Resultados: De 83 pessoas cadastradas, somente 35 participaram. Identificouse a predominância do sexo masculino, casados, estomia do tipo colostomia, tempo de estomia de 1-3 anos, idade entre 50 e 69 anos. Conclusão: Esse trabalho possibilitou conhecermos a população de estomizados acometidos pelo câncer colorretal levando, assim, a uma melhor compreensão sobre pessoas com estomias definitivas com o intuito de poder orientar para uma melhor assistência de enfermagem.(AU)


Objetivo: Este estudio tuvo como objetivo describir el perfil sociodemográfico de personas con estomias definitivas acometidas por el cáncer colorrectal de un Municipio de Río de Janeiro y asociarlo a la calidad de vida. Método: Se trata de un estudio descriptivo, transversal, con abordaje cuantitativo, realizado en el período de enero a abril de 2018, en el Polo de Ostomizados I del Municipio de Itaboraí. Los datos fueron recolectados mediante cuestionario estructurado y el análisis de los datos fue realizado con el software Minitab versión 18. Resultados: De 83 personas catastradas, sólo 35 participaron. Se identificó el predominio del sexo masculino, casados, estomia del tipo colostomía, tiempo de estomia de 1-3 años, edad entre 50 y 69 años. Conclusión: Este trabajo posibilitó conocer a la población de estomizados acometidos por el cáncer colorrectal llevando así una mejor comprensión sobre personas con estomias definitivas con el propósito de poder orientar para una mejor asistencia de enfermería.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Qualidade de Vida , Perfil de Saúde , Estomia , Neoplasias Colorretais , Enfermagem em Nefrologia
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(4): 960-965, abr. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1017155

RESUMO

Objetivo: validar instrumento de caracterização sociodemográfica, clínica e terapêutica de pacientes com patologias colorretais crônicas. Método: trata-se de um estudo quantitativo de validação de conteúdo de um instrumento pelo método psicométrico com base em uma revisão integrativa. Utilizou-se o Percentual de Concordância e o Índice de Validade de Conteúdo (IVC) para validação de conteúdo. Resultados: verificou-se que o resultado da aplicação do Percentual de Concordância entre os juízes foi superior ao recomendado de 80%, com destaque na avaliação da pertinência ao tema proposto cujo percentual de concordância foi de 100%. Conclusão: conclui-se que o instrumento é representativo do conteúdo sobre as características sociodemográficas, clínicas e terapêuticas de pacientes com patologias colorretais crônicas, sendo dividido em quatro sessões (Informações pessoais, Perfil social, Condição de saúde e Dados do prontuário médico) com 28 itens, para representação plena dos dados da população estudada.(AU)


Objective: to validate an instrument for socio-demographic, clinical and therapeutic characterization of patients with chronic colorectal diseases. Method: this is a quantitative study of the content validation of an instrument by the psychometric method based on an integrative review. The Percentage of Concordance and the Content Validity Index (CVI) were used for content validation. Results: it was verified that the result of the application of the Concordance Percentage among the judges was superior to the recommended of 80%, especially in the evaluation of the pertinence to the proposed theme, whose agreement percentage was 100%. Conclusion: the instrument is representative of the content on the socio-demographic, clinical and therapeutic characteristics of patients with chronic colorectal diseases, divided into four sessions (personal information, social profile, health condition and medical record data) with 28 items, for full representation of the data of the study population.(AU)


Objetivo: validar un instrumento de caracterización sociodemográfica, clínica y terapéutica de pacientes con patologías colorrectales crónicas. Método: se trata de un estudio cuantitativo de validación de contenido de un instrumento por el método psicométrico con base en una revisión integradora. Se utilizó el Porcentaje de Concordancia y el Índice de Validez de Contenido (IVC) para validar el contenido. Resultados: se verificó que el resultado de la aplicación del Porcentaje de Concordancia entre los jueces fue superior a lo recomendado de 80%, con destaque en la evaluación de la pertinencia al tema propuesto cuyo porcentaje de concordancia fue de 100%. Conclusión: se concluye que el instrumento es representativo del contenido sobre las características sociodemográficas, clínicas y terapéuticas de pacientes con patologías colorrectales crónicas, siendo dividido en cuatro sesiones (Informaciones personales, Perfil social, Condición de salud y Datos del prontuario médico) con 28 ítems, para representación plena de los datos de la población estudiada.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Condições Sociais , Perfil de Saúde , Colostomia , Ileostomia , Neoplasias Colorretais , Efeitos Psicossociais da Doença , Estomas Cirúrgicos , Registros Médicos
3.
Rev Rene (Online) ; 20(1): e33884, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997385

RESUMO

Objetivo: analisar a incidência de neutropenia em pacientes com câncer colorretal, submetidos ao tratamento quimioterápico. Métodos: revisão integrativa, realizada nas bases de dados National Library of Medicine National Institutes of Health, Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde e SciVerse Scopus. Resultados: identificaram-se 499 artigos, dos quais 15 atenderam aos critérios de inclusão, publicados entre 2006 e 2016 e analisados na íntegra. A neutropenia foi a toxicidade hematológica mais relatada em 12 (80,0%) estudos, e a segunda mais comum em três (20,0%), em graus variáveis, sendo responsável pela redução e/ou atraso de doses em seis (40,0%) estudos. Conclusão: os estudos incluídos nesta revisão evidenciaram que a neutropenia em pacientes com câncer colorretal em tratamento quimioterápico tem incidência baixa em diferentes graus, apesar das associações significativamente alta das taxas de neutropenia, como o evento adverso mais comum nos diferentes regimes analisados. (AU)


Assuntos
Neoplasias Colorretais , Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica , Epidemiologia , Incidência , Neutropenia
4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-7], 2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1046359

RESUMO

Objetivo: compreender a influência da rede social no cuidado de pessoas com estomia por câncer colorretal e descrever o tipo de apoio que a rede social oferece para essas pessoas. Método: trata-se de estudo qualitativo, decritivo, com 11 pessoas com câncer colorretal. Coletaram-se os dados por meio de entrevista semiestruturada, submetendo-os a técnica de Análise de Conteúdo. Utilizou-se o referencial teórico-metodológico de rede social de Sanicola. Resultados: observa-se que a rede social primária foi composta principalmente por filhos, irmãos, cônjuges e amigos, que ofereceram apoio emocional, material e cuidados. A rede social secundária, composta pelos profissionais de ambulatórios e hospitais, proporcionou acolhimento, orientações e suporte material. Revela-se a fragilidade das unidades de atenção primária à saúde para atender as demandas de cuidado. Conclusão: demostrou-se que a rede social exerce forte influência no cuidado à pessoa com estomia e ressalta-se a importância do apoio dos profissionais de todos os níveis de atenção à saúde na promoção de uma assistência integral, resolutiva e visando o autocuidado apoiado.(AU)


Objective: to understand the influence of the social network on the care of people with colorectal cancer and to describe the type of support that the social network offers for these people. Method: This is a qualitative, descriptive study, with 11 people with colorectal cancer. The data were collected through a semi-structured interview, subjecting them to the technique of content analysis. The theoretical-methodological framework of Sanicola's social network was used. Results: it is observed that the primary social network was composed mainly of children, siblings, spouses and friends, who offered emotional support, material and care. The secondary social network, made up of professionals from outpatient clinics and hospitals, provided reception, guidance and material support. It reveals the fragility of primary health care units to meet the demands of care. Conclusion: it was demonstrated that the social network exerts a strong influence on the care of the person with ostomy and the importance of the support of the professionals of all levels of attention to health in the promotion of integral assistance, resolutive and aiming at self-care supported.(AU)


Objetivo: comprender la influencia de la red social en el cuidado de personas con estomia por cáncer colorrectal y describir el tipo de apoyo que la red social ofrece para esas personas. Método: se trata de un estudio cualitativo, descriptivo,con 11 personas con cáncer colorrectal. Se recolectaron los datos por medio de entrevista semiestructurada, sometiéndolos a la técnica de análisis de contenido. Se utilizó el referencial teórico-metodológico de red social de Sanicola. Resultados: se observa que la red social primaria fue compuesta principalmente por hijos, hermanos, cónyuges y amigos, que ofrecieron apoyo emocional, material y cuidados. La red social secundaria, compuesta por los profesionales de ambulatorios y hospitales, proporcionó acogida, orientaciones y soporte material. Se revela la fragilidad de las unidades de atención primaria a la salud para atender las demandas de cuidado. Conclusión: se demuestra que la red social ejerce una fuerte influencia en el cuidado a la persona con estomia y se resalta la importancia del apoyo de los profesionales de todos los niveles de atención a la salud en la promoción de una asistencia integral, resolutiva y visando el autocuidado apoyado.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Relações Profissional-Paciente , Apoio Social , Estomia , Neoplasias Colorretais , Estomas Cirúrgicos , Rede Social , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
5.
Niterói; s.n; 2018. 99 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1006541

RESUMO

O aumento considerável de pessoas no mundo acometidas por câncer, associado ao prolongamento da vida, em decorrência das avançadas tecnologias utilizadas no tratamento, reforça a importância de se utilizar a qualidade de vida como uma medida importante dos tratamentos realizados. Apesar de haver inúmeras definições de qualidade de vida, não existe qualquer conceituação universal. No entanto, observa-se que para pessoas terem uma boa qualidade de vida, é importante que se sintam bem em vários aspectos, principalmente naqueles considerados essenciais em sua vida. Dessa forma, a qualidade de vida emerge como um instrumento de impacto na avaliação de doenças e agravos não transmissíveis (DANT), entre elas o câncer colorretal, principal responsável pela confecção de ostomia intestinal. Acredita-se que os pacientes com uma estomia definitiva por câncer tenham uma diminuição em sua qualidade de vida em função de todas as intercorrências e obstáculos que irão enfrentar advindas dos tratamentos, do uso de dispositivos coletores e mudanças drásticas no estilo de vida. Tem-se como objeto do estudo a investigação da qualidade de vida dos pacientes com estomia definitiva por câncer em um serviço de referência no estado do Rio de Janeiro, tendo como metodologia um estudo transversal, descritivo, exploratório com abordagem quantitativa através do instrumento WHOQOL-bref da OMS. O cenário foi o Pólo de Ostomizados em um município do estado do Rio de Janeiro. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Universitário Antônio Pedro sob CAEE: 71086117.6.0000.5243. Resultados: Foram entrevistados 35 pacientes com estoma intestinal definitivo por câncer. De acordo com o perfil, a maioria era de homens, idade entre 60-69 anos, religião evangélica, estado civil casados, com renda familiar de 1-2 salários mínimos, aposentados por doença, tendo como nível educacional predominante o nível fundamental incompleto. Com relação aos scores de QV, o menor score foi do domínio global, seguido do domínio I ­ físico, enquanto o de maior score foi o domínio II - psicológico. O resultado da média de todos os domínios traduziu uma QV regular para 77,1% e 22,9% dos pacientes foi classificado como "precisa melhorar". Conclusão: Observa-se com esse resultado a confirmação da hipótese de pesquisa, pois temos uma qualidade de vida inferior, já que as categorias são divididas em: precisa melhorar, regular, boa e muito boa. O domínio global está bem prejudicado, seguido do domínio I ­ físico que abrange os aspectos físicos como dor e desconforto, energia e fadiga, sono e repouso, mobilidade, atividades da vida cotidiana, dependência de medicações ou tratamentos e capacidade de trabalho. Esse estudo se assemelha a outros, bem como apresenta resultados divergentes de outros. Para tentar melhorar a qualidade de vida dessas pessoas tentou-se abranger algumas recomendações aos profissionais de saúde


The considerable increase in the number of people in the world affected by cancer, associated with the prolongation of their life extension due to the advanced technologies used in the disease's treatment, reinforces the relevance of using quality of life as an important measure of the treatments performed. Although there are countless definitions of quality of life, there is no universal conceptualization of it. However, it is observed that in order for people to have a good quality of life, it is important that they feel well, as far as several aspects are concerned, especially those considered essential in their lives. Thus, the quality of life emerges as an instrument of impact in the evaluation of Non-Communicable diseases (NCDs), among which it is possible to identify colorectal cancer, the main cause of the need for intestinal ostomy. It is believed that patients with a definitive cancer stoma have a decrease in their quality of life due to all the complications and obstacles that they will face due to the treatments, the use of collecting devices and drastic changes in lifestyle. The objective of this study is to investigate the quality of life of patients with definitive oesophageal cancer in a referral service in the state of Rio de Janeiro, by making use of a cross-sectional, descriptive, exploratory study with a quantitative approach using the WHOQOL- bref. The scenario was the Ostomized Pole in a Municipality of the State of Rio de Janeiro. The research was approved by the Research Ethics Committee of Hospital Universitário Antônio Pedro under CAEE: 71086117.6.0000.5243. Results: 35 patients with definitive intestinal stoma due to cancer were interviewed. According to an analysis of their profiles, the majority were men, aged 60-69 years, evangelical Christian, married, with a family income of 1-2 minimum wages, retired due to illness, most of whom having not completed elementary level education. Regarding QOL scores, the lowest score was the global domain, followed by the I - physical domain, while the highest score was the II - psychological domain. The result of the mean of all domains translated a regular QOL to 77.1% and 22.9% of the patients was classified as "need improvement". Conclusion: It is observed with this result the confirmation of the research hypothesis. It was verified that we have a lower quality of life, through an analysis of categories divided into: needs to improve, regular, good and very good. The overall classification of our quality of life was low and it was followed by an analysis of its solely physical aspect, which encompasses pain and discomfort, energy and fatigue, sleep and rest, mobility, activities of daily living, dependence on medications or treatments, and work capacity. This study was influenced by others. However, it might yield divergent results from them. In order to try to improve the quality of life of these people, there was an attempt at sharing with them a few recommendations given by health professionals


El aumento considerable de personas en el mundo acometidas por cáncer, asociado a la prolongación de la vida, como consecuencia de las avanzadas tecnologías utilizadas en el tratamiento, refuerza la importancia de utilizar la calidad de vida como una medida importante de los tratamientos realizados. A pesar de haber innumerables definiciones de calidad de vida, no existe ninguna concepción universal. Sin embargo, se observa que para las personas tienen una buena calidad de vida, es importante que se sientan bien en varios aspectos, principalmente en aquellos considerados esenciales en su vida. De esta forma, la calidad de vida emerge como un instrumento de impacto en la evaluación de enfermedades y agravios no transmisibles (DANT), entre ellas el cáncer colorrectal, principal responsable por la confección de ostomía intestinal. Se cree que los pacientes con una estomia definitiva por cáncer tienen una disminución en su calidad de vida en función de todas las intercurrencias y obstáculos que enfrentarán los tratamientos, el uso de dispositivos colectores y cambios drásticos en el estilo de vida. Se tiene como objeto del estudio la investigación de la calidad de vida de los pacientes con estomía definitiva por cáncer en un servicio de referencia en el estado de Río de Janeiro, teniendo como metodología un estudio transversal, descriptivo, exploratorio con abordaje cuantitativo a través del instrumento WHOQOL- bref de la OMS. El escenario fue el Polo de Ostomizados en un Municipio del Estado de Río de Janeiro. La investigación fue aprobada por el Comité de Ética en Investigación del Hospital Universitario Antônio Pedro bajo CAEE: 71086117.6.0000.5243. Resultados: Fueron entrevistados 35 pacientes con estoma intestinal definitiva por cáncer. De acuerdo con el perfil, la mayoría eran hombres, edad entre 60-69 años, religión evangélica, estado civil casados, con ingresos familiares de 1-2 salarios mínimos, jubilados por enfermedad, teniendo como nivel educativo predominante el nivel fundamental incompleto. Con respecto a las puntuaciones de QV, el menor score fue del dominio global, seguido del dominio I - físico, mientras que el de mayor score fue el dominio II - psicológico. El resultado de la media de todos los dominios tradujo una QV regular al 77,1% y el 22,9% de los pacientes fue clasificado como "necesita mejorar". Conclusión: Se observa con ese resultado la confirmación de la hipótesis de investigación, pues tenemos una calidad de vida inferior, ya que las categorías se dividen en: necesita mejorar, regular, buena y muy buena. El dominio global está muy perjudicado, seguido del dominio I - físico que abarca los aspectos físicos como dolor e incomodidad, energía y fatiga, sueño y reposo, movilidad, actividades de la vida cotidiana, dependencia de medicamentos o tratamientos y capacidad de trabajo. Este estudio se asemeja a otros, así como presenta resultados divergentes de otros. Para intentar mejorar la calidad de vida de esas personas se intentó abarcar algunas recomendaciones a los profesionales de la salud


Assuntos
Qualidade de Vida , Estomia , Colostomia , Neoplasias Colorretais
6.
Rev. Enferm. Atual In Derme ; 86(Edição Especial)2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1025154

RESUMO

O objetivo deste estudo foi descrever as evidências científicas sobre pessoas com estomia intestinal definitivo decorrente de câncer colorretal, e as repercussões para a qualidade de vida (QV) dessas pessoas. Trata-se de uma revisão integrativa feita em cinco bases de dados, com recorte temporal entre 2012 a 2017. A partir da análise do material captado, emergiram três categorias que comprometem sobremaneira a QV: bem-estar físico e autoimagem; dificuldade para o autocuidado, e função sexual. Os pacientes com estoma definitivo apresentaram uma QV de moderada a boa, mesmo sabendo das inúmeras alterações encontradas e da necessidade de uma readaptação em sua vida. Portanto, algumas sugestões foram encontradas para ajudar a melhorar a QV, como educação em saúde no pré, trans e pós-operatório, irrigação, e atividades em grupo


Colorectal cancer is the third most common malignant neoplasm in men and the second in women. Its specific treatment should be the surgical resection of the affected place and an ostomy, which interferes in the quality of life (QoL), and affects the biopsychosocial-spiritual dimensions. The objective of this study was to describe the scientific evidence about people with definitive intestinal ostomy due to colorectal cancer and the repercussions for the QoL of these people. Methods: integrative review with five databases, with a temporal cut between 2012 and 2017. From the analysis of the collected data, three categories emerged that greatly compromise the QoL: physical well-being and self-image, difficulty with self-care, and sexual function. Conclusion: patients with definitive stoma presented a moderate to good QoL, even though they knew about the numerous alterations found and the need for a readaptation in their life. Therefore, some suggestions were found to help improve QoL, such as pre, trans and post-operative health education, irrigation, group activities. Key words: quality of life, stomies, colostomy, ileostomy, colorectal neoplasm


Assuntos
Humanos , Qualidade de Vida , Estomia , Colostomia , Ileostomia , Neoplasias Colorretais
7.
Rev. enferm. UERJ ; 25: [e19368], jan.-dez. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-947460

RESUMO

Objetivo: analisar aspectos sociodemográficos, clínicos e de autocuidado de pacientes com estomias intestinais. Método: estudo transversal realizado com 89 pessoas estomizadas do Rio Grande do Norteno período de janeiro a março de 2015, mediante o instrumento de avaliação sociodemográfico, clínico e autocuidado. Realizou-se estatística descritiva e inferencial. Aprovado no Comitê de Ética em Pesquisa, CAAE: 19866413.3.0000.5537. Resultados: predominaram pessoas do sexo masculino 51(57,3%), acima de 50 anos 51(57,3%), com presença de companheiro - 51(57,3%) e com estoma há mais de seis meses - 71(79,8%), sendo definitivo em 51(57,3%) e causado por neoplasias em 53(59,6%). Quanto ao autocuidado, 83(93,3%) esvaziavam a bolsa sozinhos e 67(75,3%) fixavam a nova bolsa na pele durante a troca. Evidenciaram-se associações positivas entre pessoas com estomia há mais de 6 meses e sem companheiro, com autocuidado. Conclusão: as pessoas com mais de seis meses de estomia e que não tinham companheiro apresentaram melhores escores de autocuidado relacionado à higiene e à bolsa.


Objective: to examine sociodemographic, clinical and self-care aspects of patients with intestinal stoma. Method: this cross-sectional study of 89 ostomized persons in Rio Grande do Norte State, from January to March 2015, used a sociodemographic, clinical and selfcare assessment instrument, and calculated descriptive and inferential statistics. Approved by the research ethics committee (CAAE: 19866413.3.0000.5537). Results: predominantly males (51, 57.3%), older than 50 years (51, 57.3%), with companion (51, 57.3%) and with stoma for more than 6 months (71, 79.8%), permanent (51, 57.3%), and caused by neoplasms (53, 59.6%). In self-care, 83 (93.3%) emptied their pouch unaided and 67 (75.3%) attached the new pouch to the skin during changeover. Having a stoma for more than 6 months and no companion were found to associate positively with self-care. Conclusion: persons with a stoma for more than 6 months and no companion returned better scores for hygiene- and pouch-related self-care.


Objetivo: analizar Aspectos sociodemográficos, clínicos y de autocuidado de pacientes con ostomía intestinal. Método: estudio transversal junto a 89 personas ostomizadas de Rio Grande do Norte en el período de enero a marzo de 2015, por medio de instrumento de evaluación sociodemográfico, clínico y autocuidado. Se realizó estadística descriptiva e inferencial. Aprobado en el Comité de Ética en Investigación, CAAE: 19866413.3.0000.5537. Resultados: predominaron las personas del sexo masculino- 51(57,3%), por encima de 50 años-51(57,3%), con pareja - 51(57,3%) y desde hace más de 6 meses con estoma - 71(79,8%), siendo definitivo en 51(57,3%) y causado por neoplasias en 53 (59,6%). En cuanto al autocuidado, 83(93,3%) vaciaban la bolsa solos y 67(75,3%) fijaban la nueva bolsa en la piel durante el cambio. Se evidenciaron asociaciones positivas entre personas con ostomía desde hace más de 6 meses y sin pareja, con autocuidado. Conclusiones: las personas con ostomía desde hace más de 6 meses y sin pareja presentaron mejores puntajes en autocuidado relacionado con la higiene y la bolsa.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Autocuidado , Perfil de Saúde , Estomia , Enfermagem , Neoplasias Colorretais
8.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(8): 3122-3129, ago.2017.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032212

RESUMO

Objetivo: evidenciar demandas de cuidados de pacientes oncológicos estomizados. Método: estudo descritivo, de abordagem qualitativa, com dez pacientes oncológicos estomizados assistidos na atenção primária à saúde. A coleta dos dados ocorreu por meio de entrevista semiestruturada e esses foram analisados à luz da Análise de Conteúdo, resultando duas categorias. Resultados: revelaram que ser portador de uma estomia implica cuidados para a sua manutenção, isolamento social, mudanças de estilo de vida, sexualidade e destacam a necessidade de proximidade com a equipe de saúde. Conclusão: compreende-se a importância das equipes multidisciplinares no apoio à adaptação destes indivíduos à nova condição. Contudo, as equipes devem estar estruturadas para atender estas demandas, por meio de cuidado permanente e qualificado, proporcionando qualidade de vida, de acordo com as necessidades destes.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Atenção Primária à Saúde , Autocuidado , Continuidade da Assistência ao Paciente , Cuidados de Enfermagem , Educação em Saúde , Estomia , Neoplasias Colorretais , Epidemiologia Descritiva , Qualidade de Vida , Relações Enfermeiro-Paciente
9.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 25: e2879, 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-845295

RESUMO

ABSTRACT Objective: to identify the time between symptoms, the request for care and the beginning of treatment in patients with stomach and colorectal cancer as well as the factors that interfere in these processes. Method: correlational descriptive study, including 101 patients diagnosed with stomach or colorectal cancer, treated in a hospital specialized in oncology. Results: the 101 patients investigated there was predominance of males, mean age of 61.7 years. The search for medical care occurred within 30 days after the onset of symptoms, in most cases. The mean total time between the onset of symptoms and the beginning of treatment ranged from 15 to 16 months, and the mean time between the search for medical care and the diagnosis was 4.78 months. The family history of cancer (p=0.008) and the implementation of preventive follow-up (p<0.001) were associated with shorter periods between the search for care and the beginning of treatment. Nausea, vomiting, hematochezia, weight loss and pain were associated with faster demand for care. Conclusion: the longer interval between the search for medical care and the diagnosis was possibly due to the non-association between the presented symptoms and the disease.


RESUMO Objetivo: identificar o tempo entre os sintomas, a busca por assistência e o início do tratamento em pacientes com câncer de estômago e colorretal e os fatores que interferem nesses processos. Método: estudo descritivo correlacional, incluindo 101 pacientes com diagnóstico de câncer de estômago ou colorretal, atendidos por um hospital especializado em oncologia. Resultados: dos 101 pacientes investigados, houve predomínio do sexo masculino, média de idade de 61,7 anos. A busca por assistência médica ocorreu em até 30 dias após o início dos sintomas, na maioria dos casos. O tempo médio total entre o aparecimento dos sintomas e o início do tratamento foi de 15,16 meses, sendo que, o tempo médio entre a busca por assistência médica e o diagnóstico foi de 4,78 meses. O histórico familiar de câncer (p=0,008) e a realização de acompanhamento preventivo (p<0,001) estiveram associados a menores períodos entre a busca por assistência e início do tratamento. Naúsea, vômito, hematoquesia, perda ponderal e dor foram associados à procura mais ágil por assistência. Conclusão: o maior intervalo entre a busca por assistência médica e o diagnóstico ocorreu, possivelmente, pela não associação entre os sintomas apresentados e a doença.


RESUMEN Objetivo: identificar el tiempo entre los síntomas, la búsqueda de asistencia y el inicio del tratamiento en pacientes con cáncer gástrico y colorrectal y los factores que interfieren en estos procesos. Método: estudio descriptivo correlacional, incluyendo 101 pacientes con diagnostico de cáncer gástrico o colorrectal, atendidos en un hospital especializado en oncología. Resultados: de 101 pacientes investigados la mayoria eran hombres, con edad media de 61,7 años. La búsqueda de la atención médica se produjo dentro de los 30 días después de la aparición de los síntomas, en la mayoría de los casos. El promedio de tiempo total entre el inicio de los síntomas y el inicio del tratamiento fue de 15,16 meses y el tiempo medio entre la búsqueda de la atención médica y el diagnóstico fue de 4,78 meses. La historia familiar de cáncer (p=0,008) y la realización de seguimiento preventivo (p<0,001) se asociaron con períodos más cortos entre la búsqueda de la atención y el tratamiento temprano. Náuseas, vómitos, hematoquecia, pérdida de peso y dolor se asociaron con la búsqueda más rápida de la asistencia. Conclusión: el intervalo más largo entre la búsqueda de la atención médica y el diagnóstico se produjo posiblemente por asociación negativa entre los síntomas que se presentan y las enfermedades.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Neoplasias Gástricas/terapia , Neoplasias Colorretais/terapia , Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde
10.
Rev. SOBECC ; 21(2): [90]-[96], abr.-jun. 2016.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1664

RESUMO

Objetivo: Compreender os sentimentos da pessoa colostomizada devido ao câncer colorretal. Métodos: Os relatos dos entrevistados foram transcritos e analisados sob o referencial teórico da análise de conteúdo, na sua modalidade temática. Os pacientes entrevistados estavam internados nas clínicas de coloproctologia e oncologia dos ambulatórios de um hospital de grande porte de Belo Horizonte, Minas Gerais. Resultados: Emergiram duas categorias: "conviver com sentimentos relacionados ao estoma e enfrentá-los" e "influências nas concepções sobre a vivência da sexualidade e do relacionamento conjugal", que foram divididas em subcategorias. Conclusão: Sugere-se uma mudança de perspectiva quanto ao cuidado dos participantes deste estudo, priorizando a capacitação de profissionais que lidam com essas pessoas, para que sejam assistidas de forma integrada e humanística, minimizando-se as dificuldades enfrentadas pelo paciente e pelos profissionais de saúde.


Objective: To understand the feelings of ostomized patients with colorectal cancer. Methods: Reports of interview respondents were transcribed and analyzed under the theoretical framework of content analysis in its thematic modality. Patients interviewed were hospitalized in the coloproctology and oncology clinics of a large hospital in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. Results: Two categories emerged: "coping with and facing feelings related to the stoma" and "influences on the visions of sexuality and marital relationship". These were then divided into subcategories. Conclusion: a change of perspective on the care of these patients is suggested, with focus on training of professionals who deal with them, so they are assisted in an integrated and humanistic way, thus minimizing difficulties faced by both the patient and the health professional.


Objetivo: Comprender los sentimientos de los pacientes de cáncer a convertirse en estomizado. Métodos: Los informes de los encuestados fueron transcritos y analizados bajo el análisis de contenido teórico, en su modalidad temática. Los pacientes entrevistados fueron hospitalizados en clínicas de cirugía colorrectal y en clínicas de oncología de un hospital en Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Resultados: Emergieron dos categorías, "vivir con sensaciones relacionadas con el estoma y hacerles frente" y "influencias de las concepciones de la experiencia de la sexualidad y relación matrimonial", divididas en subcategorías. Conclusión: Se sugiere un cambio de perspectiva en la atención de los participantes en el estudio, dando prioridad a la formación de profesionales que se ocupan de estas personas, que pueden ser asistidos de manera totalmente paga y humanista, reduciendo al mínimo las dificultades sufridas por el paciente y por los profesionales de la salud.


Assuntos
Humanos , Colostomia , Neoplasias Colorretais , Emoções , Psicologia , Sexo , Casamento , Enfermeiras e Enfermeiros
11.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(2): 449-456, fev. 2016.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031528

RESUMO

Objetivo: analisar as expectativas dos pacientes oncológicos sobre as informações pré-operatórias fornecidas pelos profissionais da saúde. Método:estudo exploratório, de abordagem qualitativa, realizado em uma unidade de internação cirúrgica de um hospital universitário paulista, com 16 pacientes com câncer colorretal (CCR). A produção de dados foi realizada por meio de entrevistas individuais, posteriormente transcritas e analisadas por meio de análise de conteúdo indutiva. Resultados:com a análise das entrevistas, foram estabelecidos dois temas: “Necessidades e entendimento das informações pré-operatórias do paciente oncológico”, que indicou demanda de informações específicascom maior clareza; e “Satisfação e expectativas dopaciente oncológico com o ensino pré-operatório”, no qual se enfatizou a importância do ensino pré-operatório na diminuição da ansiedade e do estabelecimento de vínculo com os profissionais, mas sinalizou a necessidade de melhorias.Conclusão: há necessidade de estratégias para melhorar o entendimento e o atendimento das expectativas desta clientela


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Educação de Pacientes como Assunto , Neoplasias Colorretais , Comportamento de Busca de Informação , Entrevistas como Assunto , Pesquisa Qualitativa
12.
Rio de Janeiro; s.n; dez. 2015. 136 f p. graf, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-868460

RESUMO

No Brasil, o câncer colorretal ocupa o segundo tipo de neoplasia maligna mais comum entre as mulheres e o terceiro tipo entre os homens, constituindo em um grande um problema de saúde pública. Como parte do seu tratamento pode ser necessária à confecção de uma estomia de eliminação intestinal e neste caso a pessoa sofre alterações físicas e psicossociais, que podem ser enfrentadas da melhor forma com o apoio de suas relações sociais. Os objetivos deste estudo foram: - identificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em dentificar a rede social de pessoas com estomia, residentes em municípios da municípios da municípios da municípios da municípios da municípios da Baixada Litorânea do Estado do Rio de Janeiro; - descrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que escrever o tipo de apoio que a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; a rede social oferece para as pessoas com estomia; e - compreender a influ ompreender a influompreender a influ ompreender a influompreender a influompreender a influompreender a influompreender a influompreender a influ ência dos ência dos ência dos ência dos ência dos profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado profissionais de saúde no cuidado às pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. s pessoas com estomia. TrataTrata Trata -se de um se de um se de um se de um se de um se de um se de um estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, que adotou o referencial teórico-metodológico de rede social de Sanicola (2008). Participaram do estudo 11 pessoas que possuíam câncer colorretal e que foram submetidas à cirurgia onde foi confeccionado a estomia. Os dados foram coletados mediante entrevista com base em um instrumento semiestruturado com questões referentes às características socioeconômicas, clínicas e um roteiro para a elaboração do mapa da rede social e compreensão dos significados das relações sociais. Para análise dos mapas de rede social adotou-se o referencial metodológico proposto por Sanicola (2008) e para a análise dos depoimentos foi realizada a análise de conteúdo proposta por Bardin (2010). Os resultados mostraram que: a faixa etária variou entre 40 e 76 anos, destes 6 eram do sexo masculino, 9 eram casados, 4 tinham o ensino fundamental completo, 5 aposentados e a maioria apresentou renda familiar entre 1 e 2 salários mínimos. O tempo da estomia variou de 2 meses a 1 ano, 8 foram submetidos a cirurgia eletiva e 8 possuíam estomas de caráter temporário. Em síntese, dos 11 participantes, 08 apresentam a estrutura da rede social com média amplitude e 03 possuem rede social de grande amplitude. A partir da análise dos resultados emergiram três categorias: I - O apoio da família durante a fase de detecção do câncer, do tratamento e do cuidado domiciliar; II - A presença dos amigos como suporte emocional, material e espiritual; III - A influência dos profissionais da rede de atenção à saúde. Dentre os principais tipos de apoio recebidos pelos membros da rede social primária, familiares e amigos, foram destacados: apoio emocional e espiritual, a ajuda cotidiana nas atividades de vida diária, o suporte material, a ajuda no acesso à rede de atenção à saúde e ao auxílio no cuidado com a estomia. Na relação com a rede social secundária, em especial com os profissionais das instituições de nível secundário e terciário de atenção à saúde, os participantes puderam contar com o acolhimento, atenção, respeito, apoio material e a ações técnicas destes profissionais. Já no relacionamento com os profissionais das unidades da atenção primária à saúde foi evidenciada a falta de envolvimento com a problemática do câncer colorretal vivenciada pelos participantes. Desta forma, ressalta-se que o trabalho interdisciplinar realizado pelos profissionais a partir da visão global do contexto social e de uma relação de familiaridade com a pessoa com câncer e estomia, pode favorecer o planejamento das ações e fortalecer os vínculos estabelecidos na rede social primária, ao considerar a importância do efeito positivo do suporte dos familiares e amigos durante os atendimentos e cuidado domiciliar.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Neoplasias Colorretais/enfermagem , Neoplasias Colorretais/psicologia , Neoplasias Colorretais/cirurgia , Neoplasias/enfermagem , Estomia/enfermagem , Pesquisa Qualitativa , Apoio Social
13.
Rev. latinoam. enferm. (Online) ; 23(3): 427-434, May-June 2015.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-755934

RESUMO

OBJECTIVE:

this study's aim was to interpret the meanings assigned to quality of life by patients with colorectal cancer undergoing chemotherapy.

METHOD:

the ethnographic method and the medical anthropology theoretical framework were used. Data were collected through semi-structured interviews and participant observations with 16 men and women aged from 43 to 75 years old undergoing chemotherapy in a university hospital.

RESULTS:

the meanings and senses describe biographical ruptures, loss of normality of life, personal and social suffering, and the need to respond to chemotherapy's side effects; chemotherapy is seen as a transitional stage for a cure. Quality of life is considered unsatisfactory because the treatment imposes personal and social limitations and QoL is linked to resuming normal life.

CONCLUSIONS:

the meanings show the importance of considering sociocultural aspects in the conceptualization and assessment of quality of life.

.

OBJETIVO:

o objetivo do estudo foi interpretar os significados atribuídos à qualidade de vida por pacientes com câncer colorretal em quimioterapia.

MÉTODO:

utilizamos o método etnográfico e o referencial teórico da antropologia médica. Os dados foram coletados por entrevistas semiestruturadas e observações participantes com dezesseis homens e mulheres, entre 43 e 75 anos, que realizavam quimioterapia em um hospital público universitário.

RESULTADOS:

os sentidos e significados descrevem as rupturas biográficas, a perda da normalidade da vida, o sofrimento pessoal e social, a necessidade de reagir às reações da quimioterapia que é uma etapa liminar para a cura. A qualidade de vida é avaliada como insatisfatória devido às limitações pessoais e sociais do tratamento e esta relacionada à retomada da normalidade da vida.

CONCLUSÕES:

os significados evidenciam a importância de se considerar aspectos socioculturais na conceituação e avaliação da qualidade de vida.

.

OBJETIVO:

el objetivo era interpretar los significados atribuidos a la calidad de vida de los pacientes con quimioterapia para el cáncer colorrectal.

MÉTODO:

se utilizó el método etnográfico y el marco teórico de la antropología médica. Los datos fueron colectados por medio de entrevistas semiestructuradas y observación participante con dieciséis hombres y mujeres, entre 43 y 75 años que fueron sometidos a la quimioterapia en un hospital público de enseñanza.

RESULTADOS:

los significados describen las rupturas biográficas, la pérdida de la vida normal, el sufrimiento personal y social, la necesidad de responder a las reacciones de la quimioterapia que es un paso previo a la curación. La calidad de vida se evaluó como insatisfactoria debido a las limitaciones personales y sociales del tratamiento y se relaciona con la reanudación de la vida normal.

CONCLUSIONES:

los significados ponen de relieve la importancia de considerar los aspectos sociales y culturales en la conceptualización y evaluación de la calidad de vida.

.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Qualidade de Vida , Neoplasias Colorretais/tratamento farmacológico , Neoplasias Colorretais/psicologia
14.
Rev. RENE ; 16(2): 233-241, Mar-Abr.2015.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-767436

RESUMO

Comparar a percepção de estresse entre pacientes com câncer colorretal em tratamento quimioterápico com aqueles no período pré-colonoscópico. Métodos: estudo descritivo, comparativo, desenvolvido com 144 pessoas em quimioterapia e com 100 pacientes em período pré-colonoscópico, utilizando-se formulário de dados biossociais e clínicos, o Instrumento de Avaliação de Estresse e a Escala de Estresse Percebido. Resultados: dos pacientes em período pré-colonoscópico, houve predominância do sexo feminino (73%), na faixa etária acima de 65 anos (50%). Daqueles em quimioterapia houve paridade quanto aos sexos e a maioria se encontrava na faixa etária de 40 a 64 anos (68,1%). As pessoas no período pré-colonoscópico apresentaram maior estresse percebido quando comparado àqueles em quimioterapia (p<0,001). Conclusão: a fase de definição diagnóstica representa maior estresse aos pacientes em comparação ao período terapêutico, mesmo diante das manifestações características da quimioterapia...


Assuntos
Humanos , Colonoscopia , Estresse Psicológico , Neoplasias Colorretais , Tratamento Farmacológico
15.
Aquichan ; 15(1): 9-20, ene.-mar. 2015.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem, COLNAL | ID: lil-749446

RESUMO

Objetivo: verificar si existen diferencias de género en la percepción de estrés y estrategias de afrontamiento; identificar las estrategias de afrontamiento y las variables clínicas y sociodemográficas que influyen sobre el estrés de pacientes con cáncer colorrectal en quimioterapia. Materiales y métodos: estudio transversal con abordaje cuantitativo. Conformaron la muestra 100 pacientes, 47 mujeres y 53 hombres, de la unidad ambulatoria de quimioterapia del AC Camargo Cáncer Center, Brasil. Se utilizó la Escala de Estrés Percibido (PSS-10) e Inventario de Estrategias de Coping. El análisis estadístico fue mediante el test-t, correlación de Pearson y regresión linear con 95% de intervalo de confianza. Resultados: Las mujeres tuvieron más altos niveles de estrés (p = 0,029), y no hubo diferencia de género en las estrategias de afrontamiento. Adicionalmente, identificamos influencia positiva al estrés percibido en pacientes comprometidos con otras enfermedades (β = 3,50, p = 0,00), género femenino (β = 3,15, p = 0,04), viudos (β = 9,19, p = 0,00), tratamiento con fluorouracil (β = 6,36, p = 0,00), que usan estrategias de dominio del afrontamiento (β = 0,70, p = 0,00), aceptación de responsabilidad (β = 0,45, p = 0,01) y estadio del tumor III (β = 4,03, p = 0,05). Conclusiones: el equipo de enfermería oncológica, por estar en estrecho y prolongado contacto con los pacientes, debe considerar el género y las características clínicas y sociodemográficas de cada paciente durante su cuidado.


Purpose: The purpose of the study was to verify whether or not there are gender differences in the perception of stress and in coping strategies. It also was designed to identify coping strategies and clinical and socio-demographic variables that influence colorectal Cáncer patient stress in chemotherapy. Materials and methods: This is a cross-sectional study with a quantitative approach. The sample was comprised of 100 patients: 47 women and 53 men, from the outpatient chemotherapy unit at the AC Camargo Cáncer Center in Brazil. The Perceived Stress Scale (PSS-10) and the Coping Strategies Inventory were used. Statistical analysis was done using the t-test, Pearson correlation and linear regression with 95% confidence interval. Findings: Women had higher stress levels (p = 0.029), and there was no gender difference in coping strategies. In addition, a positive influence on perceived stress was identified in patients compromised by other diseases (β = 3.50, p = 0.00), females (β = 3.15, p = 0.04), widowers (β = 9, 19, p = 0.00), treatment with fluorouracil (β = 6.36, p = 0.00), patients using coping strategies (β = 0.70, p = 0.00), acceptance of responsibility (β = 0.45, p = 0.01) and stage III tumor (β = 4.03, p = 0.05). Conclusions: Because the oncology nursing team is in close and prolonged contact with patients, it should take into account each patient's gender and clinical and socio-demographic characteristics when providing care.


Objetivo: verificar se existem diferenças de gênero na percepção de estresse e estratégias de enfretamento; identificar as estratégias de enfrentamento e as variáveis clínicas e sociodemográficas que influenciam no estresse de pacientes com câncer colorretal em quimioterapia. Materiais e métodos: estudo transversal com abordagem quantitativa. A amostra está formada por 100 pacientes (47 mulheres e 53 homens), da unidade ambulatória de quimioterapia do AC Camargo Cáncer Center, Brasil. Utilizaram-se Escala de Estresse Percebido (PSS-10) e Inventário de Estratégias de Coping. A análise estatística se deu mediante o teste-t, correlação de Pearson e regressão linear com 95% de intervalo de confiança. Resultados: as mulheres tiveram mais altos níveis de estresse (p = 0,029) e não houve diferença de gênero nas estratégias de enfrentamento. Além disso, identificamos influência positiva no estresse percebido em pacientes comprometidos com outras doenças (β = 3,50, p = 0,00), gênero feminino (β = 3,15, p = 0,04), viúvos (β = 9,19, p = 0,00), tratamento com fluorouracil (β = 6,36, p = 0,00), que usam estratégias de domínio do enfrentamento (β = 0,70, p = 0,00), aceitação de responsabilidade (β = 0,45, p = 0,01) e estágio do tumor III (β = 4,03, p = 0,05). Conclusões: a equipe de enfermagem oncológica, por estar em contato direto e prolongado com os pacientes, deve considerar o gênero e as características clínicas e sociodemográficas de cada paciente durante seu cuidado.


Assuntos
Humanos , Pacientes , Estresse Psicológico , Adaptação Psicológica , Neoplasias Colorretais , Identidade de Gênero , Neoplasias
16.
Rev. bras. enferm ; 67(6): 1000-1007, Nov-Dec/2014.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-732815

RESUMO

Objetivou-se descrever e refletir sobre os aspectos relacionados à história social e às políticas públicas de assistência à saúde da criança no Brasil. Realizou-se breve contextualização histórica sobre as transformações no ser criança no Brasil e no mundo, apresentando-se as perspectivas referentes às políticas públicas de saúde da criança no âmbito nacional. Observou-se que a evolução histórica da participação da criança na sociedade encontra-se atrelada às mudanças nas políticas públicas de assistência, traduzida em queda da mortalidade infantil, aliada a desafios como a redução da morbimortalidade por agravos perinatais e causas evitáveis. Os avanços e conquistas na saúde da criança encontram-se em um movimento de mudança paradigmática para um modelo de construção de redes e da integralidade do cuidado. Esse contexto aponta a necessidade de formação de recursos humanos para esta área, tendo em vista à promoção e prevenção em saúde, assim como uma melhor qualidade de vida dessa população.


The aim of this study was describing and reflecting about the aspects related to the social history and public policies for the children's health assistance in Brazil. A brief historical contextualization was realized concerning changes on the way the society views the child in Brazil and around the world, also perspectives considering public policies for the children's health in the national context were presented. It was possible to identify that the historical evolution of the child participation in the society is linked to the changes in the assistance public policies, which were demonstrated in the child death decrease and associated to challenges, like the morbimortality reduction caused by perinatal injuries and avoidable causes. The advances and conquers in the child's health are evolved in a paradigmatic change movement into a model of a net formation and a comprehensiveness care. This context requires the human resources preparation for such area, based on the health promotion and prevention, as well as a better quality of life of the population.


El objetivo del estudio fue describir y reflexionar acerca de los aspectos relacionados con la historia social y las políticas públicas de asistencia de salud de niños en Brasil. Una breve contextualización acerca de las transformaciones en el modo de ser niño en Brasil y en el mundo, así como las perspectivas relacionadas a las políticas públicas de salud del niño en el contexto nacional. La evolución histórica de la participación del niño en la sociedad encuentra-se vinculada a las modificaciones de las políticas públicas de asistencia, que se mira en la reducción de la mortalidad infantil, acercada de desafíos como la reducción de la morbimortalidad por injurias perinatales y causas evitables. Los avanzos y conquistas na salud del niño se encuentran en uno movimiento de modificacion paradigmática para un modelo de construcción de redes y de la integralidad del cuidado. En este contexto se observa la necesidad de formación de recursos personales para esta área, con base en la promoción y prevención en salud y una mejor cualidad de vida de esa población.


Assuntos
Humanos , Adenocarcinoma/tratamento farmacológico , Neoplasias Colorretais/tratamento farmacológico , Floxuridina/uso terapêutico , Administração Oral , Adenocarcinoma/metabolismo , Neoplasias Colorretais/metabolismo , Floxuridina/administração & dosagem , Floxuridina/farmacocinética , Fluoruracila/sangue , Linfonodos/metabolismo , Cuidados Pré-Operatórios
17.
Rev. RENE ; 15(1): 108-115, jan.-fev. 2014.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-721883

RESUMO

Estudo realizado com o objetivo de conhecer as vivências de ser cuidador familiar de uma pessoa com estomia intestinal por câncer colorretal. Pesquisa qualitativa, fundamentada no referencial da humanização, desenvolvida em 2013, por meio de entrevistas semiestruturadas seriadas e análise indutiva. Participaram do estudo sete cuidadores familiares de um município do Sul do Estado de Minas Gerais, Brasil. Dos dados emergiram três categorias: Relação com a doença e seus tratamentos; Impacto frente ao tratamento e à reabilitação e Redes de apoio. Reafirmamos a representação da doença associada à finitude. Para amenizar as angústias e o sofrimento os cuidadores familiares buscam apoio, principalmente na espiritualidade. O impacto decorrente do processo de adoecimento e da reabilitação impõe novas ordens aos cuidadores, com abdicação pessoal e social, o que propicia uma maior aproximação e dedicação ao adoecido.


This is a study with the objective to know the experiences of the family caregiver of a person with intestinal ostomy due tocolorectal cancer. A qualitative research, grounded on the humanization referential, made in 2013, through serialized semistructuredinterviews and inductive analysis. It was approved by the Ethics and Research Committee under legal opinion no.237,771. Seven family caregivers participated in this study in a county of southern Minas Gerais state, Brazil. Three categoriesemerged from the data: Relation with the disease and its treatments; Impact facing treatment and rehabilitation and Nets ofsupport. The representation of the disease associated to finitude is reaffirmed. In order to lessen anguish and suffering, thefamily caregivers search support, mainly in spirituality. The impact resulting from the illness and the rehabilitation processimposes a new order to the caregivers, with personal and social renouncing, which provides a closer and more dedicated relation with the patient.


Estudio con objetivo de conocer las vivencias de ser cuidador familiar de una persona con ostomía intestinal por cáncercolorrectal. Investigación cualitativa, basada en el marco teórico de la humanización, desarrollada en 2013, a través deentrevistas semiestructuradas seriadas y análisis inductivo. Participaron del estudio siete cuidadores familiares de unaciudad del sur de Minas Gerais, Brasil. De los datos, surgieron tres categorías: relación con la enfermedad y sus tratamientos;Impacto delante del tratamiento y rehabilitación y Redes de apoyo. Se afirma una vez más la representación de la enfermedadasociada a la finitud. Para aliviar las angustias y el sufrimiento, los cuidadores familiares buscan apoyo, principalmente enla espiritualidad. El impacto resultante de la enfermedad y rehabilitación impone nuevas órdenes a los cuidadores, conabdicación personal y social, que proporciona aproximación más cercana y dedicación al enfermo.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cuidadores , Enfermagem , Estomia , Neoplasias Colorretais
18.
Rev. latinoam. enferm ; 20(3): 495-503, May-June 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-649690

RESUMO

This study identified the prevalence and predictors of fatigue in colorectal cancer (CRC) patients. Cross-sectional study with 157 adult CRC outpatients (age 60±11.7 years; 54% male; cancer stage IV 44.8%). The Piper Fatigue Scale-revised was used to assess fatigue scores. Socio-demographic, clinical, depression, performance status, pain and sleep disturbance data were assessed. Associations between fatigue and these data were analyzed through logistic regression models. Fatigue was reported by 26.8% patients. Logistic regression identified three predictors: depression (OR: 4.2; 95%CI 1.68-10.39), performance status (OR: 3.2; 95%CI 1.37-7.51) and sleep disturbance (OR: 3.2; 95%CI 1.30-8.09). When all predictors were present, the probability of fatigue occurrence was 80%; when none were present, the probability was 8%. The model's specificity and sensitivity were 81.9% and 58.6%, respectively. Through the assessment of depression, performance status and sleep disturbance, the probability of fatigue occurrence can be estimated, and preventive and treatment strategies can be rapidly implemented in clinical practice.


Os objetivos deste estudo foram identificar a prevalência e os preditores de fadiga em pacientes com Câncer Colorretal (CCR). Trata-se de estudo seccional com 157 pacientes ambulatoriais com CCR (idade 60±11,7 anos; 54% homens; estádio câncer IV 44,8%). A Escala de Fadiga de Piper - Revisada foi utilizada para avaliar fadiga. Dados sociodemográficos, clínicos, depressão, funcionalidade, dor e sono foram avaliados. A associação entre variáveis foi realizada por regressão logística. Fadiga foi reportada por 26,8% pacientes. Pela regressão logística identificaram-se três preditores: depressão (OR: 4,2; 95%IC 1,68-10,39), funcionalidade (OR: 3,2; 95%IC 1,37-7,51) e prejuízo do sono (OR: 3,2; 95%IC 1,30-8,09). Quando todos preditores estavam presentes, a probabilidade de ocorrência de fadiga foi de 80%; quando nenhum estava presente, a probabilidade foi de 8%. A especificidade e sensibilidade do modelo foram, respectivamente, 81,9 e 58,6%. Conhecendo-se a probabilidade de fadiga, por meio da avaliação de depressão, funcionalidade e prejuízo do sono, torna-se possível a implementação de estratégias de prevenção e tratamento na clínica.


Los objetivos de este estudio fueron la identificación de la superioridad y los predictores de fatiga en pacientes con Cáncer Cuello rectal (CCR). Se trata de estudio seccional con 157 pacientes de ambulatorio con CCR (edad 60±11,7 años; 54% hombres; estadio cáncer IV 44,8%). La Escala de Fatiga de Piper - Revisada fue utilizada para evaluar fatiga. Datos sociodemográficos, clínicos, depresión, funcionalidad, dolor y sueño fueron evaluados. La asociación entre variables fue realizada por regresión logística. Fatiga fue reportada por 26,8% pacientes. Por la regresión logística se identificaron tres predictores: depresión (OR: 4,2; 95%IC 1,68-10,39), funcionalidad (OR: 3,2; 95%IC 1,37-7,51) y perjuicio del sueño (OR: 3,2; 95%IC 1,30-8,09). Cuando todos predictores estaban presentes, la probabilidad de ocurrencia de fatiga fue del 80%; cuando ninguno estaba presente, la probabilidad fue del 8%. La especificidad y sensibilidad del modelo fueron, respectivamente, 81,9 y 58,6%. Conociéndose la probabilidad de fatiga, por medio de la evaluación de depresión, funcionalidad y perjuicio del sueño, se vuelve posible la implementación de estrategias de prevención y tratamiento en la clínica.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Neoplasias Colorretais/complicações , Fadiga/etiologia , Estudos Transversais , Fadiga/epidemiologia , Prevalência
19.
Rev. latinoam. enferm ; 20(1): 93-100, Jan.-Feb. 2012. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-624971

RESUMO

This study identifies the socio-demographic and clinical factors of patients with irreversible colostomy secondary to colorectal cancer and correlates them with quality of life (QOL). It is a cross-sectional study. Socio-demographic and clinical data were collected through interviews and the WHOQOL-bref to assess QOL. The sample comprised 60 patients. Most of the patients were male, elderly individuals, half were married and half did not have a sexual partner, with complete primary education, receiving up to two times the minimum wage, carried a stoma for three months on average, were instructed they would carry a stoma, but did not have their stoma marked prior to surgery. The average QOL score was 75.500, while the psychological, social and physical domains were the most affected. No statistically significant differences were found in QOL in relation to the following socio-demographic and clinical factors: female gender, low income, no sexual partners, and lack of instruction. The patients with an intestinal stoma presented a satisfactory QOL.


Os objetivos deste estudo foram identificar os fatores sociodemográficos e clínicos dos pacientes com estoma intestinal definitivo, secundário ao câncer colorretal, e correlacioná-los à qualidade de vida (QV). Como métodos usaram-se o estudo transversal, utilizando a entrevista como instrumento de coleta de dados sociodemográficos e clínicos, e, para avaliação da QV, o WHOQOL-bref. A amostra foi composta por 60 pacientes. Como resultados tem-se que a maioria dos pacientes era do sexo masculino, idoso, casado, sem parceiro sexual, com ensino fundamental completo, recebia até dois salários-mínimos, tempo médio de estoma de três meses, foram orientados que portariam um estoma, mas não foi demarcado para a cirurgia. A média da QV foi de 75,00, sendo que os domínios psicológico, social e físico foram os mais afetados. Os fatores sociodemográficos e clínicos: sexo feminino, baixa renda, não ter parceiros sexuais e falta de orientação apresentaram diferenças estatísticas significantes na QV. Conclui-s que os pacientes portadores de estoma intestinal demonstraram QV satisfatória.


El artículo tuvo por objetivo identificar los factores sociodemográficos y clínicos de pacientes con estoma intestinal definitivo secundario al cáncer colorrectal y correlacionarlos a la calidad de vida (CV). Se trata de un estudio transversal, que utilizó, para recolectar datos sociodemográficos y clínicos, la entrevista y para evaluar la CV el cuestionario WHOQOL-bref. La muestra abarcó 60 pacientes. La mayoría de los pacientes era del sexo masculino, anciano, casado, sin pareja sexual, con educación fundamental completa, recibía hasta dos salarios mínimos, con tiempo promedio de estoma de tres meses, informado que portaría una estoma, pero no programado para la cirugía. El promedio de CV fue 75,00, siendo que los dominios psicológico, social y físico fueron los más afectados. Los factores sociodemográficos y clínicos: sexo femenino, baja renta, no tener pareja sexual y falta de orientación, mostraron diferencias estadísticas significativas en la CV. Se concluye que los pacientes portadores de estoma intestinal demostraron una CV satisfactoria.


Assuntos
Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Colostomia , Qualidade de Vida , Neoplasias Colorretais/cirurgia , Estudos Transversais , Fatores Socioeconômicos
20.
Rev. gaúch. enferm ; 32(4): 767-773, dez. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-611607

RESUMO

Trata-se de um estudo transversal com abordagem quantitativa descritiva, no qual buscou-se avaliar a qualidade de vida (QV) do paciente com câncer colorretal em quimioterapia ambulatorial. A pesquisa foi desenvolvida em uma Unidade de Quimioterapia Ambulatorial em um hospital do sul do Brasil, cujos pacientes eram portadores do diagnóstico de câncer colorretal e foram submetidos ao tratamento com o Protocolo 5FU. A amostra contou com 48 participantes que estavam em tratamento quimioterápico por um período de seis meses. Utilizou-se como instrumento um questionário, o WHOQOL-Bref. Nos resultados encontrados, prevaleceu a idade de 50 anos ou mais e possuíam no mínimo um mês e no máximo 11 meses de tratamento. Os domínios do WHOQOL-Bref afetados mais significativamente foram o psicológico e o das relações sociais, respectivamente, havendo diferença nas respostas quanto à QV geral naqueles que estavam no 1º ciclo de tratamento daqueles que já se encontravam no 6º ciclo.


This is a cross-sectional study with a descriptive quantitative approach, which aimed to assess the quality of life (QOL) of patients with colorectal cancer receiving outpatient chemotherapy. The research was conducted in an Outpatient Chemotherapy Unit at a hospital in southern Brazil, whose patients were diagnosed with colorectal cancer and were treated with the 5-FU protocol. The sample had 48 participants who were undergoing chemotherapy for a period of six months. A questionnaire, the WHOQOL-Bref, was used as an instrument. In the results, the age of 50 years or more with at least a month and a maximum of 11 months of treatment prevailed. The domains of the WHOQOL-Bref more significantly affected were the psychological and the social relations one, respectively, with significant differences in responses regarding overall QOL in those who were in the first cycle of treatment from those already in the 6th cycle.


Este es un estudio transversal con un enfoque cuantitativo descriptivo, que buscó evaluar la calidad de vida (QOL) de los pacientes con cáncer colorrectal en quimioterapia ambulatorial. La investigación fue desarrollada en una unidad de quimioterapia Outpatient Clinic en un hospital del sur de Brasil, cuyos pacientes tenían el diagnóstico de cáncer colorrectal y que se presentaron al tratamiento con el Protocolo 5FU. La muestra ha contado con 48 participantes que se encontraban en quimioterapia por un período de 6 meses. Se utilizó como instrumento un cuestionario, WHOQOL-Bref. En los resultados, prevaleció la edad de 50 años o más y tenían al menos un mes y un máximo de 11 meses de tratamiento. Las áreas de WHOQOL-Bref afectadas más significativamente eran las esferas psicológica y las relaciones sociales, respectivamente, con diferencia en las respuestas de QOL general las que estaban en 1 ciclo de aquellos que ya estaban en el ciclo 6TH.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Neoplasias Colorretais , Qualidade de Vida , Assistência Ambulatorial , Neoplasias Colorretais/diagnóstico , Neoplasias Colorretais/tratamento farmacológico , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA