Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. latinoam. enferm ; 19(6): 1337-1343, Nov.-Dec. 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-611624

RESUMO

This study verifies and compares the performance of three different scores obtained in the Glasgow Coma Scale (GCS) in the first 72 hours post trauma in predicting in-hospital mortality. The studied scores included those obtained after initial care was provided at the hospital, and the worst and best scores obtained in the scale in the first 72 hours post trauma. The scale’s predictive ability was assessed by the Receiver Operator Characteristic (ROC) curve. A total of 277 victims with different severity levels of blunt traumatic brain injuries were studied. The performance of the three scores that were analyzed to predict hospital mortality was moderate (0.74 to 0.79) and the areas under the curve did not present statistically significant differences. These findings suggest that any of the three studied scores can be applied in clinical practice to estimate the outcome of victims with blunt traumatic brain injuries, taking into consideration the instrument’s moderate discriminatory power.


O estudo teve como objetivos verificar e comparar o desempenho de escores da Escala de Coma de Glasgow (ECGl) observados nas primeiras 72 horas após trauma, para predizer mortalidade hospitalar. Os valores analisados foram os escores obtidos após atendimento inicial intra-hospitalar, além dos piores e melhores resultados da escala nas primeiras 72 horas pós-trauma. A capacidade preditiva dos escores da ECGl para estado vital à saída hospitalar foi avaliada, utilizando-se a curva Reciever Operator Characteristic. Foram estudadas 277 vítimas, com trauma cranioencefálico contuso de diferentes gravidades. O desempenho dos escores da ECGl para estado vital à saída hospitalar foi moderado (0,74 a 0,79) e as áreas sob a curva não apresentaram diferença significativa. Os resultados sugerem que qualquer um dos três valores da ECGl analisados podem ser aplicados na prática clínica para estimar o prognóstico das vitimas de trauma cranioencefálico contuso, considerando-se, no entanto, seu moderado poder discriminatório.


El estudio tiene como objetivos verificar y comparar el desempeño de puntajes de la Escala de Coma de Glasgow (ECGl) observados en las primeras 72 horas postrauma para predecir la mortalidad hospitalaria. Los valores analizados fueron los puntajes obtenidos después de la atención inicial intra-hospitalaria, además de los peores y mejores resultados de la escala en las primeras 72 horas postrauma. La capacidad de predicción de los puntajes de la ECGl para el Estado Vital a la Salida Hospitalaria fue evaluada, utilizando la curva Reciever Operator Characteristic. Fueron estudiadas 277 víctimas, con trauma encefalocraneano contuso de diferentes gravedades. El desempeño de los puntajes de la ECGl para el estado vital a la salida hospitalaria fue moderado (0,74 a 0,79) y las áreas bajo la curva no presentaron diferencia significativa. Los resultados sugieren que cualquiera de los tres valores de la ECGl analizados pueden ser aplicados en la práctica clínica para estimar el pronóstico de las víctimas de trauma encefalocraneano contuso, considerando, sin embargo su moderado poder discriminatorio.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Lesões Encefálicas/mortalidade , Escala de Coma de Glasgow , Mortalidade Hospitalar , Estudos Longitudinais , Fatores de Tempo
2.
Rev. latinoam. enferm ; 17(4): 541-547, July-Aug. 2009. ilus, tab
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-528848

RESUMO

This is a quantitative methodological development study on the cross-cultural adaptation of the "Family Needs Questionnaire" (FNQ), which is a structured instrument developed in the United States to measure the perceived needs of family members after the Traumatic Brain Injury (TBI) of a relative. This instrument aims to identify important needs presented by family members, whether met or not. The FNQ translation and adaptation followed a particular method, which permitted to achieve semantic, idiomatic, cultural and conceptual equivalence of the instrument version labeled in Portuguese as "Questionário de Necessidades da Família". The results of the questionnaire application to 161 family members showed that the instrument content is valid to measure the needs of families of patients with TBI in the Brazilian context.


Se trata de estudio cuantitativo de desarrollo metodológico sobre la adaptación transcultural del Family Neds Questionnaire (FNQ), instrumento estructurado, desarrollado en los Estados Unidos, para medir las necesidades percibidas por los miembros de la familia, después del trauma cráneo encefálico (TCE) de un familiar. El propósito de ese instrumento es identificar necesidades atendidas y no atendidas importantes para los familiares. La traducción y adaptación del FNQ siguieron una metodología propia que permitió alcanzar equivalencia semántica, idiomática, cultural y conceptual del instrumento traducido, denominado, en portugués, Cuestionario de Necesidades de la Familia. Los resultados de la aplicación del cuestionario en 161 familiares mostraron que el contenido del instrumento es válido para medir, en nuestro medio, las necesidades de los familiares que tiene personas con TCE.


Trata-se de estudo quantitativo de desenvolvimento metodológico sobre a adaptação transcultural do Family Needs Questionnaire (FNQ), instrumento estruturado, desenvolvido nos Estados Unidos, para medir as necessidades percebidas pelos membros da família, após o trauma cranioencefálico (TCE) de um familiar. O propósito desse instrumento é identificar necessidades atendidas e não atendidas importantes para os familiares. A tradução e adaptação do FNQ seguiram metodologia própria que permitiu alcançar equivalência semântica, idiomática, cultural e conceitual do instrumento traduzido, denominado, em português, Questionário de Necessidades da Família. Os resultados da aplicação do questionário em 161 familiares mostraram que o conteúdo do instrumento é válido para medir, em nosso meio, as necessidades dos familiares que têm pessoas com TCE.


Assuntos
Humanos , Características Culturais , Família , Determinação de Necessidades de Cuidados de Saúde , Inquéritos e Questionários , Lesões Encefálicas
3.
Rev. latinoam. enferm ; 13(1): 93-98, jan.-fev. 2005. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-394209

RESUMO

O estudo teve como objetivos identificar alterações na intensidade que os comportamentos negativos das vítimas de Trauma Craniencefálico (TCE) afetavam o cuidador familiar principal, comparando o período anterior ao posterior ao trauma e verificar a relação entre intensidade dessas alterações e tempo decorrido após o evento traumático. Incluiu 50 cuidadores de vítimas com diferentes níveis de dependência após TCE. Os efeitos dos comportamentos da vítima para o cuidador foram mensurados por meio da escala Likert, tendo em vista onze comportamentos negativos citados em literatura. Na visão do cuidador, a vítima ficou mais agressiva, ansiosa, dependente, deprimida, irritada, esquecida, com temperamento mais explosivo, após o trauma, além de mais egocêntrica, impulsiva, com maior inadequação social e oscilação de humor. Os seis primeiros comportamentos citados eram os que afetaram mais negativamente o cuidador. Não houve relação entre o tempo decorrido e os efeitos das alterações comportamentais


Assuntos
Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Comportamento , Lesões Encefálicas , Cuidadores , Enfermagem Familiar
4.
Rev. paul. enferm ; 21(3): 240-248, set.-dez. 2002. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-347310

RESUMO

O objetivo deste estudo foi analisar pacientes em seguimento ambulatorial após Trauma Crânio-Encefálico (TCE), de acordo com a gravidade do trauma e verificar seu conhecimento e conduta quanto ao tratamento das crises convulsivas...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pacientes Ambulatoriais , Convulsões , Lesões Encefálicas , Educação de Pacientes como Assunto
5.
Rev. latinoam. enferm ; 8(2): 91-8, abr. 2000. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-265749

RESUMO

Trata-se da análise das lembranças do período de internaçäo referidas pelos pacientes que sofreram TCE de diferentes gravidades. O estudo foi realizado no ambulatório de Trauma de Crânio do Instituto Central do HC-FMUSP com amostra de 45 pacientes conscientes e capazes de manter entrevista. Predominaram pacientes do sexo masculino, adultos jovens, que tiveram como causas acidentes de trânsito e quedas. A maioria (86,0 por cento) informou ter ficado desacordada em diferentes tempos de duraçäo e nada recordar deste período. Naqueles que sempre estiveram alertas ou que acordaram ainda internados as lembranças relacionaram-se com ter visto, sentido, ouvido ou reagido a sons e procedimentos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas , Amnésia , Hospitalização , Acidentes por Quedas , Acidentes de Trânsito
6.
Rio de Janeiro; s.n; 1999. 144 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-242548

RESUMO

Trata-se de um estudo descritivo desenvolvido no CTI de um Hospital Municipal do Rio de Janeiro, de novembro/96 a março/98, com 103 familiares de pacientes com TCE, com os objetivos de avaliar o nível de estresse dos familiares e relaciona-los com as variáveis do paciente: idade, tipo de causa externa e grau de gravidade; dos familiares: sexo, idade, grau de parentesco, classe social, grau de instrução, experiência prévia com CTI e religião; identificar as necessidades dos familiares, relacionar o seu grau de satisfação com o nível de estresse, e descrever os estressores. Os instrumentos usados foram Inventário com Dados de Caracterização do paciente e familiares, Classificação de Classes Sócio-Econômicas no Brasil, Lista de Sintomas de Stress (LSS/VAS) e Inventário de Necessidades e Estressores de Familiares em Terapia Intensiva (INEFTI). Para análise estatística foi utilizado o SPSS....


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Criança , Adolescente , Pessoa de Meia-Idade , Estresse Fisiológico , Lesões Encefálicas/enfermagem , Relações Profissional-Família , Hospitais Municipais , Unidades de Terapia Intensiva
7.
Acta paul. enferm ; 11(1): 63-78, jan.-abr. 1998. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-255017

RESUMO

Trata-se de um estudo prospectivo longitudinal sobre a recuperaçäo aos 6 meses, de vítimas de traumatismo crânio-encefálico de diferentes gravidades, com idade entre 12 e 60 anos. As vítimas foram avaliadas 6 meses após o trauma considerando tanto suas limitaçöes funcionais mensuradas pela Escala de Resultados de Glasgow (ERG) em sua versäo de oito categorias, como também, o seu retorno à produtividade. Aos 6 meses a maioria (64,8 por cento) das vítimas apresentou pontuaçäo na ERG ampliada de 0 a 1, ou seja, boa recuperaçäo, sendo que, as vítimas com recuperaçäo total (pontuaçäo 0) somaram 21,3 por cento. Cerca de um terço das vítimas ainda mantinham incapacidades de moderada a grave (ERG de 2 a 5), aos 6 meses. Nesse período a maioria (73,6 por cento) dos traumatizados já havia retornado à produtividade, havendo entretanto entre eles, 25,3 por cento que apresentavam em consequência do trauma alteraçöes em sua produtividade.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas/reabilitação , Atividades Cotidianas
8.
Rev. latinoam. enferm ; 6(1): 41-51, jan. 1998. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-242097

RESUMO

Estudo Comparativo do uso do manual da ABBREVIATED INJURY SCALE (AIS) e dos mapas da CONDENSED ABBREVIATED INJURY SCALA (CAIS), como bases para cálculo do INJURY SEVERITY SCORE (ISS) em vítimas de trauma crânio-encefálico. Os resultados evidenciaram que o valor do ISS foi coincidente na maioria (59,51 por cento) das vítimas passíveis de codificaçäo pelos dois instrumentos. Quanto à indicaçäo da faixa de gravidade do trauma (grave, moderado e leve) näo existiram diferenças estatiscamente significantes entre os dois instrumentos. Quanto a capacidade de cobertura da CAIS/85 para a identificaçäo da gravidade das lesöes constato-se que a CAIS/85 permitiu a pontuaçäo de 61,38 das lesöes pontuadas com a AIS/90.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas , Índices de Gravidade do Trauma
9.
Rev. bras. enferm ; 50(1): 53-60, jan.-mar. 1997. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-224132

RESUMO

O propósito do estudo foi verificar se há ou näo variaçäo da saturaçäo de oxigênio, durante a aspiraçäo endotraqueal, em pacientes adultos, de ambos os sexos, na faixa etária de 17 a 70 anos, portadores de afecçöes neurológicas, neurocirúrgicas e abdominais, excluídos os portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica. Foram utilizadas sondas de aspiraçäo endotraqueais de calibre 12, 14 e 16, nas quais foram observadas discretas variaçöes na saturaçäo de O2. Em termos de adequaçäo do uso da melhor sonda, considerou-se as sondas de calibre 12 e 14 como de melhor manuseio para o profissional, na técnica de aspiraçäo, e que proporcionam certo conforto ao paciente.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Stents , Pacientes Internados , Oxigênio , Sucção , Lesões Encefálicas , Transtornos Cerebrovasculares , Laparotomia
10.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 30(3): 484-500, dez. 1996. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-241672

RESUMO

Estudo prospectivo longitudinal sobre a recuperaçäo aos 12 meses, de vítimas de traumatismo crânio-encefálico (TCE) de diferentes gravidades, com idade entre 12 e 60 anos. As vítimas foram avaliadas 1 ano após o trauma considerando-se tanto suas limitaçöes funcionais mensuradas pela Escala de Resultados de Glasgow (ERG) em sua versäo de oito categorias, como também, o seu retorno à produtividade. Aos 12 meses, 77,2 por cento das vítimas alcançaram a pontuaçäo 0 e 1 na ERG ampliada. Destas, 38,6 por cento obtiveram a pontuaçäo 0, ou seja, recuperaçäo total. Indivíduos incapazes (pontuaçäo > 1) foram 22,8 por cento, sendo aqueles com incapacidade moderada (+), ERG2, e grave (+), ERG4, os mais frequentes. Retorno à produtividade ocorreu em 83,3 por cento das vítimas e destas, 19,4 por cento tinham alteraçöes na ocupaçäo principal.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas/reabilitação , Escala de Coma de Glasgow
11.
Rev. bras. enferm ; 49(4): 549-68, out.-dez. 1996. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-217001

RESUMO

O presente trabalho tem por objetivo relatar o estudo de caso de um cliente com TCE e em seu familiar e/ou pessoa significativa, levantando os Diagnósticos de Enfermagem segundo a Taxionomia I da NANDA (North American Diagnosis Association), utilizando-se da Teoria das Necessidades Humanas Básicas Afetadas de Wanda Horta. O estudo foi realizado no Hospital Universitário Antônio Pedro, UFF, onde foram encontrados 6 diagnósticos de enfermagem para o cliente e 1 para o familiar.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas , Diagnóstico de Enfermagem/classificação , Saúde da Família , Acidentes de Trânsito
12.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 30(1): 116-37, abr. 1996. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-214420

RESUMO

Este estudo analisou prospectivamente a gravidade do Traumatismo Crânio-Encefálico (TCE) a partir de índices anatômicos e fisiológicos em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Teve por objetivo caracterizar a populaçäo quanto a idade, sexo, tempo de permanência na UTI e causa externa. Caracterizar a gravidade das lesöes pela Abbreviated Injury Scale (AIS), do trauma pelo Injury Severity Score (ISS) e do TCE pela Escala de Coma de Glasgow (ECGL), além de verificar a possível associaçäo entre os índices. Os resultados apontam a predominância de adultos jovens e do sexo masculino com causa externa mais frequente em acidentes de trânsito de veículo a motor e média de permanência na UTI de 6,28 dias. Quanto a gravidade das lesöes constatou-se que os pacientes apresentaram lesöes graves, que näo ameaçam a vida (AIS3) e lesöes graves, que ameaçam a vida (AIS4) e que a regiäo corpórea mais atingida foi a cabeça e pescoço. Em relaçäo a gravidade do trauma constatou-se que a maioria dos pacientes obteve ISS 3 16. Pela gravidade do TCE; a maioria dos pacientes apresentou TCE grave ou ECGL de 3 a 8. Através da associaçäo entre os índices analisados por grupos de gravidade constatou-se que há associaçäo estatisticamente significativa entre ECGL-1 e a AIS da regiäo cabeça, ou seja ECGL 3 a 8 e AIS - cabeça 4 e 5 e ECGL 9 a 12 e AIS - cabeça 2 e 3. Näo houve associaçäo estatiscamente significativa entre a ECGL-1 e o ISS, TCE isolado ou TCE associado a outras lesöes e o ISS ou ECGL.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Lesões Encefálicas/diagnóstico , Escala de Coma de Glasgow , Unidades de Terapia Intensiva , Inquéritos e Questionários
13.
Rev. enferm. UERJ ; 3(2): 139-49, out. 1995. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-207897

RESUMO

O estudo trata de uma experiência de cuidar registrada durante 50 dias, em diário de campo. Nesse período, enfermeiras(os), estudantes e docentes de enfermagem cuidaram de um cliente que tinha de prognóstico médico a morte como saída; e, no prognóstico de enfermagem, tinha a vida como possível e viável. As açöes de enfermagem foram consideradas como: cuidados de toque, cuidados de implementaçäo e cuidados sensuais, identificados como manutençäo de integridade física e mental, através de estímulos corporais, visuais e auditivos, incluindo a disponibilidade da enfermagem para querer CUIDAR, querer PENSAR, querer JULGAR o trabalho e saber INTERVIR, com a capacidade de COMPREENDER, AMAR, ACREDITAR e INTUIR, e a implementaçäo da terapêutica médica. Os resultados mostram que a permanente presença da enfermagem pode ter sido a responsável pela manutençäo da vida do cliente.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Morte , Cuidados de Enfermagem , Lesões Encefálicas/enfermagem , Terapias Complementares , Registros de Enfermagem , Vida , Toque Terapêutico
14.
Säo Paulo; s.n; 22 maio 1995. 104 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-186067

RESUMO

Trata-se de um estudo prospectivo longitudinal sobre o padräo de recuperaçäo de vítimas de TCE de diferentes gravidades, com idade entre 12 e 60 anos. As vítimas foram examinadas aos 6 meses e 1 ano pós-trauma e suas limitaçöes funcionais mensuradas pela ERG em sua versäo de oito categorias. A maioria das vítimas apresentou como características ISS igual ou maior 16 (51,9 por cento); ECGI igual ou maior 13 (72,2 por cento) na primeira avaliaçäo feita pela equie de neurocirurgia; e, idade menor ou igual 35 anos (68,6 por cento). Total recuperaçäo ou pontuaçäo o na ERG foi obtida por 21,3 por cento das vítimas aos 6 meses e 38,6 por cento, no período de 1 ano. Globalmente, a maioria atingiu a classificaçäo boa recuperaçäo na escala aos 6 meses pós-trauma (64,8 por cento), ou seja, recebeu pontuaçäo o ou 1 na ERG, assim como, retornou a sua atividade produtiva nesse período (73,6 por cento). Por outro lado, embora a maioria (65,0 por cento) tenha atingido a pontuaçäo máxima na ERG, aos 6 meses pós-trauma, houve indícios estatísticos de melhora entre 6 meses e 1 ano. Da mesma forma, a freqüência de retorno à produtividade foi maior 1 ano após TCE do que aos 6 meses. A ERG mostrou ainda correlaçäo com a ECGI (correlaçäo negativa) e alguns pontos de correlaçäo ou de associaçäo com o ISS e a idade de vítima. Quanto ao retorno ao trabalho remunerado e nível de escolaridade ou tipo de ocupaçäo anterior, näo houve associaçäo estatística significativa


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas/enfermagem , Pesquisa em Enfermagem/educação , Lesões Encefálicas/reabilitação , Estudos Prospectivos , Estudos Longitudinais , Índices de Gravidade do Trauma
15.
Rev. gaúch. enferm ; 15(1/2): 47-50, jan.-dez. 1994.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-166372

RESUMO

O presente artigo relata um caso de epilepsia em criança com 40 dias de vida por possível lesäo cortical decorrente de trauma durante o parto. Destaca o papel educativo do enfermeiro na prevençäo de sequelas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Lactente , Lesões Encefálicas , Epilepsia Pós-Traumática , Enfermagem Neonatal , Complicações do Trabalho de Parto
16.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 28(3): 281-92, dez. 1994. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-166339

RESUMO

O objetivo deste estudo foi analisar as disfunçöes cognitivas apresentadas pelos pacientes que iniciam tratamento ambulatorial após traumatismo crânio-encefálico grave. Durante 1 ano, consecutivamente, 87 pacientes foram atendidos em primeira consulta médica e de enfermagem. Destes, 80 foram submetidos ao Mini-exame do Estado Mental (MEM).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Lesões Encefálicas/complicações , Transtornos Cognitivos/diagnóstico , Exame Neurológico/enfermagem , Acidentes por Quedas , Estudos Retrospectivos , Acidentes de Trânsito , Assistência Ambulatorial
17.
Ribeiräo Preto; s.n; 1993. 87 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-129517

RESUMO

Este trabalho apresenta uma compilaçäo bibliográfica dos métodos de prevençäo de hipoxemia durante a aspiraçäo endotraqueal, em pacientes críticos com ventilaçäo artificial, propostos e publicados nos últimos vinte anos. Estas informaçöes, após organizadas, permitiram identificar que os métodos de prevençäo de hipoxemia mais comumente utilizados incluem a hiperoxigenaçäo, que consiste na administraçäo de uma fraçäo de oxigênio inspirada (FiO2) maior do que o paciente vinha recebendo usualmente; hiperinflaçäo, que é a inflaçäo pulmonar com um volume mior que o volume corrente estabelecido para a ventilaçäo artificial do paciente, näo implicando em alteraçöes da fraçäo de oxigênio inspirada (FiO2); hiperoxigenaçäo com hiperinflaçäo, que consiste na associaçäo dos dois métodos descritos anteriormente e o sistema fechado da aspiraçäo endotraqueal, que permite a realizaçäo da sucçäo sem a interrupçäo da ventilaçäo artificial do paciente. Uma análise crítica destes métodos, incluindo suas forma de implementaçäo, baseada nos aspectos concordantes e conflitantes da literatura compulsada permitiu salientar a superioridade dos métodos de hiperoxigenaçäo com hiperinflaçäo através do respirador e do sistema fechado de aspiraçäo endotraqueal através do cateter de múltiplo uso, na prevençäo da hipoxemia.


Assuntos
Hipóxia/prevenção & controle , Intubação Intratraqueal/métodos , Sucção , Lesões Encefálicas , Unidades de Terapia Intensiva
18.
Rev. gaúch. enferm ; 13(1): 41-6, jan. 1992. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-114867

RESUMO

O presente estudo realizado com 50 pacientes internados numa UTI geral devido a TCE e com a maioria tendo pontuaçäo igual ou inferior a 6, na Escala de Coma de Glasgow, mostrou que a utilizaçäo de procedimentos invasivos é alta. Quanto às complicaçöes, houve predomínio da febre, de secreçäo tráqueo-brônquica, hematoma no local da punçäo arterial e diarréia. Proporcionalmente, os pacientes submetidos a tratamento clínico apresentaram menor número de procedimentos invasivos e de complicaçöes e o inverso ocorreu nos cirúrgicos. A análise da associaçäo dos procedimentos invasivos e das complicaçöes com o nível de alteraçäo da consciência ficou prejudicada.


Assuntos
Adulto , Adolescente , Humanos , Masculino , Feminino , Lesões Encefálicas , Unidades de Terapia Intensiva
19.
Acta paul. enferm ; 3(1): 17-24, mar. 1990. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-177869

RESUMO

O presente trabalho tem como finalidade fazer uma revisäo do método de avaliaçäo do nível de consciência usando como parâmetros: a Escala de Coma de Glasgow, o padräo respiratório, o tamanho e a reatividade pupilar, os movimentos oculares e as respostas motoras. Especial ênfase é dada aos sinais obtidos no exame do paciente como suporte fundamental para as condutas de enfermagem.


Assuntos
Lesões Encefálicas/diagnóstico , Exame Neurológico/métodos , Reflexo Pupilar , Morte Encefálica , Pupila , Movimentos Oculares , Unidades de Terapia Intensiva , Respiração
20.
Säo Paulo; s.n; 1990. 112 p. tab, ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-143693

RESUMO

Este estudo apresenta descritivamente o panorama dos acidentes de motocicleta ocorridos no Município de Säo Paulo, no ano de 1989. Determina a proporçäo de mortos e de feridos, conforme sua gravidade anotada no local do evento e analisa sua magnitude após a obrigatoriedade do uso de capacetes. Constata que, embora o uso daqueles esteja muito aquém do esperado, desde que se tornou obrigatório por lei, houve queda nas taxas de acidentes, de feridos e de mortos se comparadas às de 1982, no mesmo local e que, no evento, a maioria das vítimas foi documentada como tendo sofrido ferimentos leves. Analisa detalhadamente a natureza das lesöes nos pacientes internados em um hospital governamental de ensino, dessa mesma regiäo geográfica, o qual conta com um serviço de emergência de referência. Ficou confirmado que nas vítimas internadas predominam os jovens, do sexo masculino e que a grande maioria recebe alta do hospital. Quanto às lesöes, verificou-se predomínio das classificadas no grau de intensidade leve (ISS de 1 a 9) e as lesöes mais frequentes foram as fraturas de membros e pelve, os ferimentos de superfície externa, os traumatismos crânio-encefálicos e as luxaçöes de membros e pelve. Nos que faleceram, além das fraturas de membros e pelve, as lesöes de órgäos abdominais e traumatismo crânio-encefálicos preponderaram e a ISS foi superior a 20. Nos pacientes com trauma de crânio, constatou-se relaçäo direta entre escores altos da Escala de Coma de Glasgow e baixos da ISS e vice-versa. Espera-se que este estudo possa fornecer subsídios para a assistência dessas vítimas, bem como contribuir nos programas de prevençäo de acidentes de moto, na área de saúde.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Motocicletas , Acidentes de Trânsito/estatística & dados numéricos , Ferimentos e Lesões/epidemiologia , Lesões Encefálicas , Queimaduras , Hospitais de Ensino , Dissertação Acadêmica , Fraturas Ósseas , Luxações Articulares
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA