Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Ribeirão Preto; s.n; dez. 2005. 139f p.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1036736

RESUMO

Trata-se de uma pesquisa com o objetivo de compreender o adoecimento pelo tétano neonatal, a partir da análise da trajetória de um grupo de 19 mães de crianças que morreram em conseqüência da doença no período compreendido entre 1997 e 2002, em municípios do Estado de Minas Gerais, Brasil. Para a análise, foram utilizadas Políticas de Assistência à Saúde da Mulher, Imunização e a Estratégia de Saúde da Família. Os dados foram obtidos em entrevistas semi-estruturadas e nos registros secundários do Cartão de Vacina e do Cartão da Gestante. A metodologia adotada foi de natureza quantitativa e qualitativa, com enfoque nas representações sociais sobre a experiência da doença e o risco de adoecimento. Para a análise das entrevistas, utilizou-se o instrumento do discurso do sujeito coletivo. As mulheres, em sua maioria, são multíparas em idade fértil, desconhecem a doença e seus mecanismos de prevenção, embora relatem as principais manifestações clínicas do tétano neonatal associando-o ao mal-de-sete-dias. São evidentes as práticas de tratamento inadequado do coto umbilical utilizadas pelas mulheres, sedimentadas no risco potencial para a doença, a irregularidade do pré-natal, a ausência ou a administração de doses insuficientes de vacina para a proteção do tétano neonatal e do tétano acidental, e procedimentos pós-parto domiciliar impróprios utilizados pelas parteiras ou curiosas. Observou-se, pelas falas das mães, a presença da crendice sobre os cuidados com o coto umbilical e a falha dos serviços no processo de educação para a saúde. Urge implementar esforços estratégicos específicos, direcionados à vigilância epidemiológica, à capacitação de parteiras e aos profissionais de saúde, incrementar serviços de pré-natal e ampliar a cobertura vacinal para as mulheres, principalmente nas regiões de onde provêm os casos da pesquisa, contribuindo, assim, para a eliminação da doença.


Assuntos
Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Adulto , Humanos , Monitoramento Epidemiológico , Saúde Pública , Saúde da Criança , Saúde da Família , Saúde da Mulher , Tetania/mortalidade , Tétano/mortalidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA