Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 25(1): 83-94, abr. 1991. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-143714

RESUMO

A atividade esporocida das pastilhas de paraformaldeído foi avaliada segundo a técnica da Association of Official Analytical Chemists (1984) exigida no Brasil para registro junto ao Ministério da Saúde, desta categoria de saneante. O paraformaldeído apresentou atividade esterilizante na concentraçäo de 3 por cento (3g/cm3) em um período de exposiçäo de 4h à temperatura de 50 graus C na presença de umidade relativa.


Assuntos
Aldeídos/análise , Esterilização , Esterilizantes Químicos/análise
2.
Säo Paulo; s.n; 1989. 62 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-143680

RESUMO

A atividade esterilizante das pastilhas de paraformaldeído foi avaliada por meio do monitoramento microbiológico segundo a técnica da AOAC ("Association of Official Analytical Chemists"), exigida no Brasil para o registro desta categoria de saneantes junto à Divisäo de Saneantes Domissanitários (DISAD) do Ministério da Saúde. Foi realizado um rastreamento da açäo do paraformaldeído, utilizando 10 carreadores para cada microrganismo teste, para ter um quadro demonstrativo da atuaçäo deste agente químico nas diferentes concentraçöes por área do recipiente (0,1g/cm3, 0,5g/cm3, 1,0g/cm3, 2,0g/cm3, 3,0g/cm3, 4g/cm3, 5,0g/cm3) em períodos de exposiçäo variados (2horas, 4horas, 6horas, 12horas, 18horas e 24horas) submetido a uma temperatura de 50 graus C. Esta avaliaçäo mostrou que o paraformaldeído apresenta açäo esterilizante nas seguintes condiçöes de períodos de exposiçäo e concentraçöes requeridas: 2h>5 por cento, 4h>/1 por cento, 6h>/0,12 por cento, 12h>/0,5 por cento, 18h>/0,5 por cento e 24h>/0,12 por cento. Considerando que um período de exposiçäo menor, possibilita uma maior rotatividade do material processado pelo paraformaldeído e minimiza os danos que a exposiçäo a 50 graus C. pode causar ao material termossensível, priorizou-se o menor tempo de exposiçäo para realizar os testes finais na sua íntegra, ou seja utilizando 120 carreadores para cada microrganismo teste. Optou-se entäo por um período de exposiçäo de 4h e concentraçäo de 3 por cento, apesar do rastreamento ter fornecido a informaçäo de que, a partir de 1 por cento de concentraçäo de paraformaldeído, havia indícios de açäo esterilizante. A escolha da concentraçäo acima da mínima provável foi uma forma de garantir resultados satisfatórios num investimento final. Näo foram considerados na análise, os tubos turvos onde näo se visualizaram os microrganismos testes. Conclui-se que, segundo a metodologia utilizada, o paraformaldeído apresentou atividade esterilizante satisfatória na concentraçäo testada de 3 por cento por um período de exposiçäo de 4h a 50 graus C.


Assuntos
Aldeídos , Esterilização , Infecção Hospitalar/prevenção & controle , Dissertação Acadêmica
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA