Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 44
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1103960

RESUMO

Objetivo: Identificar as tecnologias existentes para minimização de hipoglicemia em pacientes adultos durante a infusão contínua de insulina (ICI) venosa. Método: Revisão integrativa das produções científicas disponíveis em português, inglês e espanhol, indexadas nas bases de dados da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS), tendo como recorte temporal os anos de 2005 a 2015. Resultados: Após a busca, seleção e análise dos artigos, foram selecionados 06 estudos para compor a amostra, os quais se encontravam disponíveis na integra, e que evidenciavam tecnologias existentes para a minimização da ocorrência de hipoglicemia durante a ICI venosa. A amostra caracterizou protocolos informatizados e protocolos de papel utilizados durante o tratamento. Conclusão: O estudo conseguiu identificar tecnologias que foram criadas para minimização da ocorrência de hipoglicemia durante a infusão contínua de insulina. Os protocolos informatizados foram considerados mais eficazes na minimização de eventos hipoglicêmicos


Objective: The study's purpose has been to identify existing technologies for minimizing hypoglycemia in adult patients undergoing continuous intravenous insulin infusion. Methods: It is an integrative review of scientific literature available in Portuguese, English and Spanish, indexed in the Virtual Health Library (VHL), over the period from 2005 to 2015. Results: After accomplishing the search, selection and analysis of the articles, 06 complete studies were found addressing the technologies to minimize hypoglycemia during continuous intravenous insulin infusion. This sample also featured computer protocols and paper protocols used during treatment. Conclusion: This research was able to identify technologies that were created to minimize the occurrence of hypoglycemia during continuous infusion of insulin. The computer protocols were considered to be more effective in minimizing hypoglycemic events


Objetivo: Identificar las tecnologías ya existentes para la minimización de la hipoglucemia en pacientes adultos durante la infusión continua de la insulina por las venas. Metodología: Revisión integrativa de las producciones científicas disponibles en portugués, inglés y español, indexadas en las bases de los datos de la Biblioteca virtual de salud (BVS) utilizando como marco de tiempo los años de 2005 a 2015. Resultados: Después de la búsqueda, selección y analice de los artículos, 06 fueron seleccionados para componer la amostra de estudio que se encuentra disponible, en su totalidad, donde evidenciaban tecnologías para la minimización de la hipoglucemia durante la ICI en las venas. La amostra caracterizó protocolos informatizados y protocolos de papel utilizados durante el tratamiento. Conclusión: El estudio consiguió identificar tecnologías que fueron creadas para minimizar las ocurrencias de hipoglucemias durante la infusión continua de la insulina. Los protocolos informatizados fueron considerados más eficaces en la minimización de las eventualidades hipoglucémicas


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Adulto , Tecnologia Biomédica , Hipoglicemia/prevenção & controle , Insulina/administração & dosagem , Cuidados Críticos/métodos , Protocolos , Hipoglicemiantes , Insulina/efeitos adversos , Avaliação em Enfermagem
2.
Cogitare enferm ; 25: e66006, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1089625

RESUMO

RESUMO Objetivo: avaliar o desempenho de pessoas com Diabetes Mellitus ou familiar responsável no armazenamento, preparo, administração e descarte dos materiais utilizados na insulinoterapia. Método: estudo transversal descritivo, realizado com usuários acompanhados na Atenção Primária de município no Sul do Brasil. Os dados foram coletados entre janeiro e março de 2017, mediante aplicação de instrumento e observação sistematizada do processo de insulinoterapia no domicílio. Resultados: foram avaliados 168 usuários com idade média de 69,9 anos. O número de erros referentes ao processo de aplicação da insulina variou de 3 a 22 de um total de 31 questões. Verificou-se que 96 (56%) participantes faziam o descarte de material em local inadequado e 157 (93,4%) reutilizavam seringas/agulhas. Conclusão: o desempenho de uma parcela importante das pessoas com Diabetes e/ou familiares responsáveis pela insulinoterapia no domicílio é falho em relação ao conhecimento e prática do processo de armazenamento, preparo, administração e descarte de resíduos.


RESUMEN Objetivo: evaluar la actuación de personas con Diabetes Mellitus y/o de familiares a cargo en el almacenamiento, preparación, administración y descarte de los materiales utilizados en la insulinoterapia. Método: estudio transversal descriptivo, realizado con usuarios acompañados en la Atención Primaria municipal en el Sur de Brasil. La recolección de datos se realizó entre enero y marzo de 2017, mediante aplicación de instrumento y observación sistemática del proceso de insulinoterapia en el domicilio. Resultados: se evaluaron 168 usuarios con edad promedio de 69,9 años. El número de errores relativos al proceso de aplicación de la insulina osciló entre 3 y 22 en un cuestionario de 31 puntos. Se verifico que 96 (56%) participantes descartaban el material en lugares inadecuados y 157 (93,4%) reutilizaban jeringas/agujas. Conclusión: la actuación de una importante franja de personas con Diabetes y/o de familiares a cargo de la insulinoterapia en el domicilio es deficitaria en relación al conocimiento y a la realización del proceso de almacenamiento, preparación, administración y descarte de residuos.


ABSTRACT Objective: to evaluate the performance of people with diabetes mellitus or family member responsible for the storage, preparation, administration and disposal of materials used in insulin therapy. Method: Descriptive cross-sectional study conducted with users followed in primary care in a municipality in southern Brazil. Data were collected between January and March 2017, through instrument application and systematic observation of the insulin therapy process at home. Results: 168 users with an average age of 69.9 years old were evaluated. The number of errors regarding the insulin application process ranged from 3 to 22 out of 31 questions. It was found that 96 (56%) participants disposed of material in an inappropriate place and 157 (93.4%) reused syringes/needles. Conclusion: The performance of a significant portion of people with Diabetes and/or family members responsible for insulin therapy at home is flawed regarding the knowledge and practice of waste storage, preparation, administration and disposal.


Assuntos
Humanos , Idoso , Educação em Saúde , Diabetes Mellitus , Autocuidado , Enfermagem , Insulina
3.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 54: e03562, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1101392

RESUMO

Abstract Objective: To identify the scientific evidence on the frequency of handling errors of conventional and smart pump infusions in intravenous insulin therapy in intensive care units. Method: A systematic review with meta-analysis conducted in the Virtual Health Library, MEDLINE via PubMed, Scopus and Web of Science databases. Articles were assessed regarding the level of evidence by applying the Oxford Center for Evidence-Based Medicine Evidence Scale. Results: Twelve (12) publications were selected which met the eligibility criteria. The programming error rate using the conventional infusion pump ranged from 10% to 40.1%, and the smart pump technology error rate ranged from 0.3 to 14%. The meta-analysis of two studies favored the smart pump in reducing the relative risk of programming errors by 51%. Conclusion: Based on selected articles, the smart pump reduces the risk of programming errors.


Resumen Objetivo: Identificar las evidencias acerca de la frecuencia de errores en el manejo de las bombas de infusión convencional y smart pump en la terapia insulínica intravenosa en unidades de cuidados intensivos. Método: Revisión sistemática con metaanálisis llevada a cabo en las bases de datos Biblioteca Virtual de Saúde, MEDLINE por vía PubMed, Scopus y Web of Science. Los artículos fueron evaluados en cuanto al nivel de evidencia por la aplicación de la Escala de Evidencia del Oxford Centre for Evidence-Based Medicine. Resultados: Se seleccionaron 12 publicaciones que atendieron los criterios de elegibilidad. El índice de errores de programación utilizando la bomba de infusión convencional varió del 10% al 40,1% y en la tecnología smart pump varió del 0,3% al 14%. El metaanálisis de dos estudios fue favorable a la smart pump en la reducción del riesgo relativo de errores de programación en el 51%. Conclusión: Considerando como base los artículos seleccionados, la smart pump reduce el riesgo de errores de programación.


Resumo Objetivo: Identificar as evidências científicas acerca da frequência de erros no manuseio das bombas de infusão convencional e smart pump na terapia insulínica intravenosa em unidades de cuidados intensivos. Método: Revisão sistemática com metanálise realizada nas bases de dados Biblioteca Virtual de Saúde, MEDLINE via PubMed, Scopus e Web of Science. Os artigos foram avaliados quanto ao nível de evidência pela aplicação da Escala de Evidência do Oxford Centre for Evidence-Based Medicine. Resultados: Foram selecionadas 12 publicações que atenderam aos critérios de elegibilidade. A taxa de erros de programação usando a bomba de infusão convencional variou de 10% a 40,1% e na tecnologia smart pump variou de 0,3 a 14%. A metanálise de dois estudos foi favorável a smart pump na redução do risco relativo de erros de programação em 51%. Conclusão: Considerando como base os artigos selecionados, a smart pump reduz o risco de erros de programação.


Assuntos
Bombas de Infusão , Insulina/administração & dosagem , Unidades de Terapia Intensiva , Erros de Medicação , Revisão , Enfermagem de Cuidados Críticos
4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(7): 2012-2020, jul. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-986847

RESUMO

Objetivo: verificar os métodos utilizados por adolescentes brasileiros com DM1 na monitorização glicêmica e conceitos associados a essa prática. Método: revisão integrativa, realizada entre fevereiro a agosto de 2017, por meio da MEDLINE, LILACS e SCIELO. A análise dos estudos considerou o nível de evidência. Os resultados foram apresentados considerando a sequência cronológica decrescente e as temáticas advindas da análise dos artigos. Resultados: observaram-se as temáticas "1. Perspectivas de estudos sobre Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1) em adolescentes no Brasil"; "2. Monitorização da glicemia em adolescentes brasileiros com DM1: conceitos e métodos" e "3. O papel das técnicas de mensuração primária para o controle do DM1 em adolescentes". Conclusão: aponta-se que a análise da Hemoglobina A Glicosilada (HbA1c) foi o método mais empregado para a monitorização de adolescentes com DM1. Verifica-se, também, que há dificuldades da comunidade científica em incluir crianças e adolescentes com DM1 em estudos experimentais.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Hemoglobina A Glicada , Automonitorização da Glicemia , Adolescente , Saúde do Adolescente , Diabetes Mellitus Tipo 1 , Diabetes Mellitus Tipo 1/prevenção & controle , Insulina , Educação em Saúde , MEDLINE
5.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(1): 179-188, jan. 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-946743

RESUMO

Objetivo: investigar o conhecimento do enfermeiro nas unidades de atenção primária à saúde sobre Diabetes Mellitus. Método: estudo qualitativo e realizado com 13 enfermeiros a partir de instrumento de caracterização sociodemográfica e cultural e questões relacionadas ao conhecimento sobre a Diabetes Mellitus. Os dados foram organizados e analisados pela técnica de Análise de Conteúdo, na modalidade Análise Temática. Resultados: da análise, emergiram o tema central <> e os subtemas <>; <>; <>; <>; <>. Conclusão: os resultados apontam para o distanciamento da teoria à prática do cuidado às pessoas com Diabetes Mellitus. Identificam, assim, a necessidade da educação permanente nos serviços de saúde.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Diabetes Mellitus , Enfermagem de Atenção Primária , Enfermeiras de Saúde Pública , Enfermeiras e Enfermeiros , Educação em Saúde , Pesquisa Qualitativa , Educação Continuada , Insulina
6.
REME rev. min. enferm ; 22: e-1120, 2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-912024

RESUMO

Objetivo: conhecer o manejo dos resíduos gerados pelos usuários de insulina em domicílio. Método: pesquisa descritiva, exploratória, quantitativa. Entrevistados 98 indivíduos com diabetes mellitus, usuários de insulina no domicílio cadastrados nas Unidades de Saúde da Família do município do interior paulista, por meio de instrumento previamente validado e procedendo-se à análise por estatística descritiva. Resultado: o descarte incorreto de ao menos um dos insumos utilizados, seja acondicionado em recipiente rígido ou não, ocorreu tanto entre os participantes que referiram ter recebido informações sobre o descarte correto dos RSS quanto entre os que não receberam. Conclusão: considera-se que há lacunas no que diz respeito ao manejo de resíduos produzidos nos domicílios, demandando mudanças políticas, de gestão e educação em saúde.(AU)


Assuntos
Humanos , Diabetes Mellitus , Educação em Saúde , Insulina , Resíduos de Serviços de Saúde , Atenção Primária à Saúde , Educação de Pacientes como Assunto
7.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 22(3): e20170387, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-953456

RESUMO

Objective: The objective of this study was to construct and validate a low-cost simulator to train diabetes mellitus patients and their caregivers on the administration of insulin. Method: Action research study with a qualitative approach, through a validation methodological study. Results: A low-fidelity simulator was constructed with the areas recommended for insulin administration adapted to allow skill training. Validation was done by nine experts on the subject. Conclusions: The prototype has low cost and greater anatomical functional fidelity than the models currently available in the market. Implications for practice: The simulator developed can be used by health professionals, caregivers or by the patients themselves as a tool in the training for insulin administration. Its use may favor the identification of critical points related to the application technique, allowing the planning of more directive and effective educational interventions.


Objetivo: Este estudio tuvo como objetivo la construcción y validación de un simulador de bajo costo para uso en la capacitación de pacientes con diabetes mellitus y de sus cuidadores para la aplicación de insulina. Método: Investigación-acción de abordaje cualitativo y estudio metodológico de validación. Resultados: Se ha construido un simulador de baja fidelidad con las áreas recomendadas para la aplicación de insulina adaptadas para permitir el entrenamiento de la habilidad. La validación fue hecha por nueve expertos en el tema. Conclusiones: El prototipo presenta bajo costo y mayor fidelidad anatómica funcional que los modelos actualmente disponibles en el mercado. Implicaciones para la práctica: El simulador desarrollado puede ser utilizado por profesionales de la salud, cuidadores o por los propios pacientes como herramienta en la capacitación para aplicación de insulina. Su uso puede favorecer la identificación de puntos críticos relacionados con la técnica de aplicación, permitiendo la planificación de intervenciones educativas más directivas y eficaces.


Objetivo: Este estudo teve como objetivo a construção e validação de um simulador de baixo custo para uso na capacitação de pacientes com diabetes mellitus e de seus cuidadores para a aplicação de insulina. Método: Pesquisa-ação de abordagem qualitativa e estudo metodológico de validação. Resultados: Foi construído um simulador de baixa fidelidade com as áreas recomendadas para aplicação de insulina adaptadas para permitir o treinamento da habilidade. A validação foi feita por nove experts no assunto. Conclusões: O protótipo apresenta baixo custo e maior fidelidade anatômico funcional do que os modelos atualmente disponíveis no mercado. Implicações para prática: O simulador desenvolvido pode ser utilizado por profissionais da saúde, cuidadores ou pelos próprios pacientes como ferramenta na capacitação para aplicação de insulina. Seu uso pode favorecer a identificação de pontos críticos relacionados a técnica de aplicação, permitindo o planejamento de intervenções educacionais mais diretivas e eficazes.


Assuntos
Humanos , Educação em Saúde/estatística & dados numéricos , Tecnologia de Baixo Custo/estatística & dados numéricos , Diabetes Mellitus/enfermagem , Insulina/administração & dosagem
8.
Niterói; s.n; 2018. 85 f p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-883326

RESUMO

O objeto a ser investigado neste estudo são os fatores de risco para hipoglicemia associados à infusão contínua de insulina (ICI). Objetivo Geral: elaborar um fluxograma indicando os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam ICI a partir da identificação destes fatores na literatura, nos prontuários dos pacientes e na fala dos enfermeiros. Objetivos Específicos: levantar os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam a ICI, evidenciados na literatura e encontrados nos prontuários; analisar os fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos que utilizam ICI encontrados na literatura e evidenciados nos prontuários; descrever o conhecimento dos enfermeiros acerca dos fatores de risco para hipoglicemia em pacientes críticos em uso de ICI. Metodologia: estudo de abordagem quanti-qualitativa do tipo descritiva e exploratória. O cenário foi a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital público estadual, localizado no município de Niterói/RJ. A coleta de dados ocorreu em três etapas: 1ª etapa: foi realizada a revisão integrativa; 2ª etapa: realizada a coleta de dados nos prontuários de pacientes que estiveram internados na UTI de dezembro de 2015 a dezembro de 2016, em um período superior a 24 horas, com uso de ICI e que apresentaram hipoglicemia. Foi utilizado o Software Magpi© para elaboração do instrumento de coleta de dados do prontuário, para registro dos dados coletados e como banco de dados da pesquisa; 3ª Etapa: realizada a entrevista com 22 enfermeiros que atuam na UTI da referida instituição. O tratamento dos dados também ocorreu em três etapas: 1ª etapa: através de um quadro elaborado pela pesquisadora com os artigos selecionados como amostra final e um quadro com os fatores de risco extraídos dos artigos. 2ª etapa: os dados contidos no banco de dados do software Magpi® foram lançados no Microsoft Excel® e posteriormente organizados em tabelas, sendo realizada a análise descritiva dos dados. 3ª etapa: os dados levantados nas entrevistas foram tratados com a análise de conteúdo de Bardin. Resultados: através da revisão integrativa foram levantados os seguintes fatores de risco para hipoglicemia durante a ICI: alvo glicêmico intensivo; suporte nutricional inadequado ou descontinuado; diabetes mellitus; falência orgânica; insuficiência renal aguda e crônica; hemodiálise; não padronização da via de aferição da glicemia; sepse; drogas vasoativas; atrasos nas aferições da glicemia; ajustes inadequados do protocolo de insulina venosa por parte dos profissionais; característica do protocolo de insulina venosa; hemoglobina glicada e doença hepática. Foram avaliados 27 prontuários com os seguintes fatores de risco: atraso na glicemia horária; drogas vasoativas; falência orgânica; diabetes mellitus, sepse; hemodiálise; insuficiência renal aguda ou crônica; dieta zero/oral e doença hepática. Os enfermeiros relataram que suporte nutricional inadequado ou ausente, atrasos nas aferições glicêmicas, ajustes inadequados do protocolo de insulina e instabilidade hemodinâmica são fatores de risco para ocorrência de hipoglicemia durante a ICI. Conclusão: os objetivos da pesquisa foram alcançados, contudo são necessárias mais pesquisas com esta temática para a ICI se tornar uma terapia com o mínimo de dano ao paciente


The object to be investigated in this study are the risk factors for hypoglycemia associated with continuous insulin infusion (ICI). Objective: To elaborate a flowchart indicating the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI from the identification of these factors in the literature, in the patients 'charts and in the nurses' speech. Specific Objectives: To raise the risk factors for hypoglycemia in critically ill ICI patients, as evidenced in the literature and found in the medical records; to analyze the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI found in the literature and evidenced in the medical records; to describe the knowledge of nurses about the risk factors for hypoglycemia in critically ill patients using ICI. Methodology: Quantitative-qualitative approach of the descriptive and exploratory type. The scenario was the Intensive Care Unit (ICU) of a state public hospital, located in the city of Niterói-RJ. The data collection took place in three stages: 1st stage: an integrative review was performed; 2nd stage: data collection was carried out in the medical records of patients who were admitted to the ICU from December 2015 to December 2016 in a period longer than 24 hours using ICI and who presented with hypoglycemia. The Magpi © Software was used to elaborate the data collection instrument of the medical record, to record the collected data and as a research database; Step 3: A interview was conducted with 22 nurses who work at the ICU of the institution. Data processing also occurred in three stages: 1st stage: through a table prepared by the researcher with the articles selected as the final sample and a table with the risk factors extracted from the articles. Step 2: The data contained in the software database Magpi® were released in Microsoft Excel® and later organized into tables, and a descriptive analysis of the data was performed. Stage 3: The data collected in the interviews were treated with the Bardin content analysis. Results: Through the integrative review, the following risk factors for hypoglycemia during ICI were raised: intensive glycemic target; inadequate or discontinued nutritional support; diabetes mellitus; organic bankruptcy; Acute and chronic renal failure; hemodialysis; non-standardization of blood glucose measurement; sepsis; vasoactive drugs; delays in blood glucose measurements; inadequate adjustment of venous insulin protocol by professionals; characteristic of the venous insulin protocol; glycated hemoglobin and liver disease. We evaluated 27 charts with the following risk factors: delayed blood glucose levels; vasoactive drugs; organic bankruptcy; diabetes mellitus, sepsis; hemodialysis; acute or chronic renal failure; zero / oral diet and liver disease. Nurses reported inadequate or absent nutritional support; delays in glycemic measurements; inadequate adjustments of the insulin protocol and hemodynamic instability are risk factors for hypoglycemia during ICI. Conclusion: The objectives of the research were achieved, however, further research on this topic is needed for ICI to become a therapy with minimal harm to the patient


Assuntos
Hipoglicemia , Insulina , Fatores de Risco
9.
Rio de Janeiro; s.n; 2017. 134 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-908899

RESUMO

A Diabetes Mellitus tipo 1 é uma doença crônica relativamente comum, caracteriza-se como a segunda doença crônica mais frequente na infância, menos prevalente apenas que a asma, e sua incidência vem aumentando nas últimas décadas. As crianças portadoras da diabetes mellitus tipo 1 possuem demandas de cuidados contínuos que envolvem o monitoramento adequado da glicemia capilar, aplicação de insulina, alimentação balanceada e o planejamento e prática de atividades físicas, para que se alcance o controle metabólico. Considerando que a escola é o ambiente onde a criança passa grande parte do seu dia, esta caracteriza-se como um espaço de vivência da criança diabética, e pode influenciar no seu manejo adequado. Assim, constitui-se um grande desafio assistir esta clientela e atender suas especificidades e diversas demandas de cuidado no contexto escolar. Objeto de estudo: o autocuidado da criança portadora de Diabetes Mellitus tipo 1 no contexto escolar. Objetivos: descrever o autocuidado realizado por crianças com diabetes mellitus tipo 1 no contexto escolar; identificar os desafios encontrados por esses escolares na realização do autocuidado na escola e analisar na perspectiva das crianças, as estratégias adotadas para superação desses desafios. Metodologia: pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo descritiva e exploratória, desenvolvida através da entrevista semiestruturada. Os participantes da pesquisa foram dezesseis crianças portadoras de diabetes mellitus tipo 1, com idade entre 6 e 11 anos. O cenário de estudo foi um ambulatório de endocrinologia pediátrica, situado em um hospital federal no estado do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados no período entre junho e julho de 2016, e foram analisados a partir da análise de conteúdo de Bardin, sendo interpretados à luz da Teoria de Promoção da Saúde de Nola Pender. Resultados: Os relatos apontam que quando bem orientadas, as práticas de cuidado estão de acordo com o recomendado. Entretanto, ainda existem algumas práticas que precisam ser aprimoradas e estimuladas a serem realizadas no ambiente escolar. Com relação às dificuldades evidenciou-se que falta nesse ambiente recursos materiais e humanos necessários para dar suporte a essa clientela nas suas demandas de cuidado. Conclusão: Consideram-se duas possíveis estratégias para garantir que as necessidades especiais da criança com diabetes mellitus tipo 1 sejam atendidas no ambiente escolar. A primeira é que o enfermeiro esteja lotado neste ambiente e que atue não apenas como educador em saúde e prestador de atendimento, mas que este auxilie também a escola na adequação das suas rotinas e do seu projeto político pedagógico às necessidades especiais desta clientela. Entretanto, sabe-se que a presença deste profissional neste ambiente ainda não pode ser garantida em todas as realidades educacionais. Nesse sentido, considera-se o aperfeiçoamento dos recursos já existentes através do Programa Saúde na Escola.


Type 1 Diabetes mellitus is the second most common chronic disease in childhood, less prevalent than asthma only, and its incidence has increased in recent decades. Children with type 1 diabetes mellitus have demands for continuous health care needs including the adequate capillary blood glucose monitoring, insulin application, balanced feeding and the practice of physical activities to reach metabolic control. As the child stays most of the day at school, the school is a living space that can influence on the child self-care. Thus, it is a great challenge to assist these children on their specificities and multiple care demands on school. Objectives: to describe the self-care of child with type 1 diabetes mellitus on school; to identify the challenges faced by these children on their self-care on school and to analyze, on child perspective, the adopted strategies to overcome these challenges. Methodology: this is a qualitative, descriptive and exploratory study, developed through semi-structured interview. Sixteen children with type 1 diabetes mellitus, aged between 6 and 11, participated on this study. The study was carried out on a pediatric endocrinology outpatient clinic in a federal hospital in Rio de Janeiro. Data were collected between June and July 2016, and were analyzed based on Bardin's content analysis, interpreted in the light of health promotion model of Nola Pender. Results: the reports indicate that when well oriented, the care practices are in accordance with the recommended. However, there are still some practices that need to be improved and stimulated to be carried out at school. With regard to the difficulties, it was evidenced that there is a lack of material and human resources necessary to support children in their care demands. Conclusion: Two possible strategies are considered to ensure that the special needs of the child with type 1 diabetes mellitus are met at school. First, that there is a nurse working in the school, acting not only as a health educator and care provider, but also to assist the school in adapting its routines and its political pedagogical project to the special needs of children. However, it is known that the presence of this professional in this environment cannot yet be guaranteed in all schools. From this perspective, it is considered the improvement of the existing resources through the Health Program in the School.


Assuntos
Masculino , Gravidez , Criança , Cuidado da Criança , Diabetes Mellitus/enfermagem , Insulina/administração & dosagem , Serviços de Saúde Escolar , Autocuidado , Brasil
10.
Rio de Janeiro; s.n; 2016. 148 p. il. color..
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-914779

RESUMO

O objeto deste estudo são as características clínicas para hipoglicemia grave em pacientes críticos no pós-operatório de cirurgia cardíaca submetidos a controle glicêmico intensivo. Tem como objetivo geral elaborar uma barreira para prevenir a hipoglicemia grave no paciente crítico que usa infusão contínua de insulina, centrada na identificação das características clínicas para este evento pelo enfermeiro. Esta pesquisa procura contribuir com a farmacovigilância da insulina e com a qualidade da assistência de enfermagem. Trata-se de um estudo de coorte retrospectivo, com análise em prontuário, desenvolvido em unidade cardiointensiva cirúrgica de um hospital público do Rio de Janeiro. Foram investigados 550 prontuários de 2012 a 2013, encontrando-se uma população de 168 pacientes que fizeram uso de insulina intravenosa em infusão contínua. As variáveis do estudo foram submetidas a tratamentos estatísticos não paramétricos e a medidas de associação. Os resultados mostram que a incidência de hipoglicemia geral foi de 8,97%, sendo a taxa de incidência de hipoglicemia grave de 2,85%. Dos 22 pacientes com hipoglicemia grave, observou-se que a maioria era homens (13,79%) com a mediana de idade de 57 anos, sobrepeso (10,34%), hipertensos (17,24%), diabéticos (10,34%) e isquêmicos (11,20%). Ao avaliar a média de escores de gravidade verificou-se o APACHE II de 16,36 (4,28), SOFA 6,18 (2,17) e a probabilidade média de óbito segundo o escore APACHE II de 10,90 (6,13). Apresentaram como fatores predisponentes para hipoglicemia grave estar em uso de aminas (p valor = 0.000000598), ter insuficiência renal (p valor = 0.005744), ter diabetes (p valor = 0,02588) e apresentar hematócrito inferior a 30% (p valor = 0.00009559). A média de utilização da insulina intravenosa foi de 13,03 (6,98) horas e tiveram uma mediana de 11 medidas glicêmicas. Três pacientes receberam insulina conforme o previsto pelo protocolo, 13 pacientes receberam insulina a mais e oito pacientes receberam insulina a menos. A média a de glicose ofertada foi de 1,16 (0,13) gramas/kg. A variação hipoglicêmica nos pacientes que fizeram insulina a mais foi de 13 mg/dl ­ 59 mg/dl. Entre os pacientes que utilizaram insulina a menos, verificamos uma variação de 34mg/dl ­ 58 mg/dl. Já os pacientes que se beneficiaram de insulina de acordo com o protocolo, apresentaram uma variação de 44 mg/dl ­ 56 mg/dl. Portanto, para garantir o uso seguro na infusão de insulina, descrevem-se alguns cuidados específicos de enfermagem baseados nos fatores predisponentes e na indicação clínica de cada paciente. Acredita-se que o problema principal envolvido seja a necessidade da enfermagem moderna evoluir na construção e/ou renovação das formas de executar suas técnicas de trabalho em consonância com o desenvolvimento dos novos tratamentos prestados. Com isso contribuir para a qualidade da assistência à saúde, obtendo melhores resultados e evitando desfechos desfavoráveis para os pacientes.


This study aims at the clinical characteristics for severe hypoglycemia in critical patients in the postoperative period of cardiac surgery submitted to intensive glucose control. It aims to set up a general barrier to prevent severe hypoglycemia in the critical patient using continuous insulin infusion, centered in identifying the clinical characteristics for this event by the nurse. This research seeks to contribute to insulin pharmacovigilance and to nursing care quality. It is a retrospective cohort study, with medical record analysis, developed in a surgical cardio intensive unit in a public hospital in Rio de Janeiro. 550 medical records were investigated from 2012 to 2013, finding a population of 168 patients who used intravenous continuous insulin infusion. Study variables were subjected to nonparametric statistical treatments and association measures. The results show that the hypoglycemia incidence rate was 8.97%, being the incidence rate of severe hypoglycemia 2.85%. Of 22 patients with severe hypoglycemia, it was noted that the majority were men (13.79%) with median age of 57 years, overweight (10.34%), hypertension (17.24%), diabetes (10.34%) and ischemic (11.20%). When evaluating the mean severity scores we found APACHE II 16.36 (4.28), SOFA 6.18 (2.17) and the mean probability of death according to the APACHE II score 10.90 (6.13). The following were found as predisposing factors for severe hypoglycemia, such as using amines (p value = 0.000000598), kidney failure (p value = 0.005744), diabetes mellitus (p value = 0.02588) and having hematocrit below 30% (p value = 0.00009559). The mean use of intravenous insulin was 13.03 (6.98) hours and had a median of 11 glucose measures. Three patients received insulin as provide by the protocol, 13 patients received more insulin, and eight patients received less insulin. The mean of offered glucose was 1.16 (0.13) g/kg. The hypoglycemic variation in patients who received more insulin was 13 mg/dl - 59 mg/dl. Among the patients who used less insulin, we see a variation of 34mg/dl - 58 mg/dl. However, the patients, who benefited from insulin according to the protocol, have a variation of 44 mg/dl ­ 56 mg/dl. Therefore, in order to ensure the safe use on insulin infusion, we describe some specific nursing cares based on predisposing factors and on the clinical indication of each patient. It is believed that the main problem involved is the need for modern nursing to evolve in the construction and/or renovation of ways to perform their work techniques in line with the development of the new treatments provided. With this in mind, contribute to the quality of health care, obtaining better results and avoiding adverse outcomes for the patients.


El objetivo de este estudio es indicar cuáles son las características clínicas para hipoglucemia grave en pacientes críticos, en el posoperatorio de cirugía cardíaca, sometidos a control glucémico intensivo. El estudio tiene como propósito general elaborar una barrera para prevenir la hipoglucemia grave en pacientes críticos que utilizan insulina intravenosa en infusión continua, y está enfocado para que el enfermero identifique las características clínicas en estos casos. Esta investigación busca contribuir con la farmacovigilancia de la insulina y con la calidad de la atención de la enfermería. Se trata de un estudio de cohorte retrospectivo, con análisis en la historia clínica, desarrollado en una unidad intensiva de cardiocirugía de un hospital público de Rio de Janeiro. Se investigaron 550 historias clínicas, de 2012 a 2013, donde se encontró 168 pacientes que utilizaron insulina intravenosa en infusión continua. Se sometieron las variables del estudio a tratamientos estadísticos no paramétricos y a medidas de asociación. Los resultados demuestran que la incidencia de hipoglucemia general fue de 8,97%, siendo la tasa de incidencia de hipoglucemia grave de 2,85%. De los 22 pacientes con hipoglucemia severa, se observó que la mayoría era hombres (13,79%) con un promedio de edad de 57 años, sobrepeso (10,34%), hipertensos (17,24%), diabéticos (10,34%) e isquémicos (11,20%). Al evaluar el promedio de los valores de gravedad, se comprobó APACHE II de 16,36 (4,28), SOFA de 6,18 (2,17) y la media de probabilidad de óbito, según el promedio APACHE II de 10,90 (6,13). Se presenta como factores predisponentes para la hipoglucemia severa el uso de aminas (valor p = 0.000000598), tener insuficiencia renal (valor p = 0.005744), tener diabetes (valor p = 0,02588) y presentar hematocrito inferior a 30% (valor p = 0.00009559). La media del uso de la insulina intravenosa fue de 13,03 (6,98) horas y realizaron cerca de 11 mediciones glucémicas. Tres pacientes recibieron insulina, según lo previsto por el protocolo; 13 pacientes recibieron más insulina y 8 pacientes recibieron menos insulina. La media de glucosa suministrada fue de 1,16 (0,13) gramos/kg. La variante hipoglucémica en pacientes que recibieron más insulina fue de 13 mg/dl ­ 59 mg/dl. Entre los pacientes que utilizaron menos insulina, se comprobó una variación de 34mg/dl ­ 58 mg/dl. En cambio, en pacientes que se beneficiaron de la insulina, según el protocolo, presentaron una variante de 44 mg/dl ­ 56 mg/dl. Por lo tanto, para garantizar el uso seguro de la infusión de insulina, se describen algunos cuidados específicos de enfermería, basados en factores predisponentes y en la indicación clínica para cada paciente. Se considera que la solución al problema principal implicado sea una enfermería moderna, que evolucione hacia la construcción y/o innovación de las formas de ejecutar técnicas de trabajo, en consonancia con el desarrollo de los nuevos tratamientos ofrecidos. Así, se podrá contribuir a la calidad de la asistencia a la salud, obteniendo mejores resultados y evitando resultados desfavorables a los pacientes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Administração Intravenosa , Cuidados Críticos , Hipoglicemia/prevenção & controle , Sistemas de Infusão de Insulina , Insulina/administração & dosagem , Cuidados de Enfermagem
11.
Belo Horizonte; s.n; 2016. 111 p. tab, map.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-870155

RESUMO

O envelhecimento populacional, o aumento da prevalência de diabetes em idosos e o aumento da utilização de insulina no tratamento de diabetes tipo 2, demonstram a necessidade de estudos para orientar abordagens de cuidados para idosos insulinizados. O que se observa no cotidiano de vida do idoso é que as ações que envolvem o autocuidado para o controle da glicemia, como autoaplicação de insulina e automonitorização glicêmica, nem sempre são manejadas de forma adequada, dificultando o controle e expondo o idoso a maiores riscos de complicações crônicas e agudas. A prática de autoadministração de insulina pode sofrer interferências de diversos fatores, como incapacidades cognitivas, deficiências e perda de autonomia e independência, muito comuns em idosos e que precisam ser investigados para serem trabalhados e minimizados pela atuação dos profissionais de saúde. OBJETIVO: Analisar a competência para o autocuidado na administração de insulina por septuagenários ou mais idosos com Diabetes Mellitus (DM). METODOLOGIA: Trata-se de um estudo transversal, realizado por meio de visitas domiciliares, com 148 septuagenários ou mais idosos que adquiriram insulina em algum dos centros de saúde do distrito Noroeste de Belo Horizonte e que realizam a autoadministração domiciliar desse medicamento. Foi realizada a coleta de dados sóciodemográficos e clínicos dos idosos e registro das alterações nas capacidades físicas, mentais e motivacionais. No segundo momento ocorreu a observação no domicílio do processo de autoadministração de insulina e o registro dos erros e acertos encontrados. Para a avaliação das capacidades, foi utilizada a Escala para Identificação da Competência do Diabético para o Autocuidado, proposta por NUNES (1982). RESULTADOS: O perfil dos idosos caracterizou-se como uma população predominantemente feminina (64,2%), proveniente do interior de Minas Gerais (61,5%), sem cônjuge (54,7%), com escolaridade menor ou igual a 4 anos de estudo (59,5%)...


The aging population, the increasing prevalence of diabetes in the elderly and increased use of insulin to treat type 2 diabetes demonstrate the need for studies to guide approaches to care for elderly insulinized. What is observed in the elderly routine is that actions involving self-care to control blood sugar, such as self-administration of insulin and blood glucose monitoring, are not always managed properly, making it difficult to control and expose the elderly to greater risks of acute and chronic complications. The practice of self-administration of insulin may suffer interference from several factors, such as cognitive impairment, disability and loss of autonomy and independence, very common in the elderly, that need to be investigated in order to be worked out and minimized the role of health professionals. OBJECTIVE: To assess the competence for self-care insulin administration by septuagenarian or more older with diabetes. METHODOLOGY: This is a cross-sectional study, carried out through home visits, with 148 septuagenarian or more older who acquired insulin in any of the health centers in the Northwest district of Belo Horizonte and conducting the home self-administration of this drug. Collecting sociodemographic and clinical data of elderly and record of changes in the physical, mental and motivational was held. The second time was the observation of insulin self-administration process and registration of errors and hits found. For the assessment of capabilities, we used the Scale for Diabetic Racing identification for self-care, proposed by NUNES (1982). RESULTS: The profile of the elderly was characterized as a predominantly female population (64.2%), from the country side of Minas Gerais (61.5%), with no spouse (54.7%), with less than or equal to 4 years education study (59.5%). The predominant age group was 70 to 79 years (73.6%). In the evaluation of errors in insulin self-administration, the...


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Autocuidado , Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico , Idoso , Insulina , Autoadministração
12.
Rev. enferm. UERJ ; 23(2): 149-155, mar.-abr. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031381

RESUMO

Pesquisa com o objetivo de descrever as características dos pacientes críticos com hipoglicemia grave. Estudo transversal, prospectivo, realizado em 2014, em hospital público federal, com população de 42 pacientes do pós-operatório de cirurgia cardíaca que receberam insulina intravenosa, dos quais 15 apresentaram hipoglicemia. As características, com associação positiva e significância estatística para a ocorrência de hipoglicemia, foram o hematócrito baixo (p=0.03852) e a cirurgia de emergência (p=0,02884). Outras características somente apresentaram associação positiva, como a insuficiência renal com tratamento dialítico, a PaO2 ≥90mmHg e o uso de vasoaminas (OR>2). Conclui-se que o enfermeiro deve levar em consideração as características que influenciam a glicemia para que evite erros na titulação das doses de insulina administrada.


This cross-sectional, prospective study to describe the characteristics of critically ill patients with severe hypoglycemia was conducted in 2014 at a federal public hospital, with 42 post-operative cardiac surgery patients receiving intravenous insulin, 15 of whom presented hypoglycemia. Characteristics with positive associations and statistical significance for occurrence of hypoglycemia were low hematocrit (p=0.03852) and emergency surgery (p=0.02884). Other features showing positive associations only included kidney failure treated with dialysis, PaO2≥90mmHg, and use of vasoactive amine (OR>2). It was concluded that nurses must take account of characteristics that influence glycemia so as to avoid errors in titration of insulin doses for administration.


Investigación con el objetivo de describir las características de los pacientes críticos que presentaban hipoglucemia grave. Estudio transversal, realizado en 2014, en hospital público federal, obtenido a partir de 42 pacientes del post operatorio de cirugía cardiaca que recibieron insulina intravenosa; entre ellos, 15 (35,71%) tenían hipoglucemia. Las características conasociación positiva y la significación estadística para la ocurrencia de hipoglucemia fueron el hematocrito bajo (p = 0,03852) y la cirugía de emergencia (p = 0,02884). Otras características sólo presentaron asociación positiva, como la insuficiencia renal con tratamiento dialítico, la PaO2 ≥90mmHg y el empleo de vasoaminas (OR>2). Se concluye que el enfermero debe llevar en consideración las características que influencian la glucemia para evitar errores en la titulación de las dosis de insulina administrada.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Cuidados Críticos , Cuidados de Enfermagem , Glicemia , Insulina , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
13.
Rev. enferm. UERJ ; 23(1): 70-75, jan.-fev. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-762099

RESUMO

Pesquisa com o objetivo de identificar os fatores predisponentes para hipoglicemia nos pacientes críticos que receberam infusão contínua de insulina. Estudo documental, retrospectivo, se rastrearam 550 prontuários dos anos de 2012 e 2013 de pacientes do pós-operatório de cirurgia cardíaca, dos quais 168 receberam insulina intravenosa e 74 apresentaram hipoglicemia grave. Os resultados principais apontam que entre os pacientes que apresentaram hipoglicemia grave, a maioria erado sexo masculino (60,11%), idosos (md=61,78), com sobrepeso (26,75Kg/m2,), hipertensos (78,57%) e isquêmicos (52,38%). Os fatores predisponentes encontrados para hipoglicemia, com significado estatístico foram ser diabético (OR=3,6), ter insuficiência renal (OR=5,4), em uso de aminas vasoativas (OR=3,1). Conclui-se que uma medida de segurança, para pacientes com estes fatores, é a coleta de amostras de sangue venoso e o uso de hemogasometros para a aferição da medida glicêmica.


Documentary, retrospective cross research aiming at describing the predisposing factors studied in critically ill patients receiving continuous insulin infusion. Tracking was made of five hundred and fifty (550) medical records for the years 2012 and 2013 of post-operative cardiac surgery patients who received intravenous insulin. Main results show that nearly half of the patients had at least one record of hypoglycemia, the majority were male (60.11%), elderly (md = 61.78), overweight (26,75Kg / m2), hypertense (78.57%), and ischemic (52.38%). Predisposing factors for hypoglycemia, with statistical significance identified among patients were as follows: diabetes (OR = 3.6); renal failure (OR = 5.4); and use of vasoactive amines (OR = 3.1). Conclusions identified security actions for patients in those conditions such as venous blood collection as well as the use of blood meters to assess glycemic levels.


Investigación con el objetivo de identificar los factores predisponentes para hipoglucemia en los pacientes críticos que recibieron infusión continua de insulina. Estudio documental, retrospectivo, se rastrearon 550 historiales de los años 2012 a 2013 de pacientes del posoperatorio de cirugía cardíaca, de los cuales 168 recibieron insulina intravenosa y 74 presentaron hipoglucemia grave. Los resultados principales apuntan que entre los pacientes que presentaron hipoglucemia grave, la mayoría era del sexo masculino (60,11%), ancianos (MD=61,78), con sobrepeso (26,75Kg/m2), hipertensos (78,57%) e isquémicos (52,38%). Los factores predisponentes encontrados para hipoglucemia, con significado estadístico fueron ser diabético (OR=3,6), tener insuficiencia renal (OR=5,4), en empleo de aminas vasoactivas (OR=3,1). Se llega a la conclusión de que una medida deseguridad, para pacientes con estos factores, es la recolecta de muestras de sangre venosa y el empleo de hemogasometría para la verificación de la medida glucémica.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Cuidados de Enfermagem , Glicemia , Hipoglicemia , Hipoglicemia/enfermagem , Hipoglicemia/prevenção & controle , Hipoglicemia/terapia , Insulina , Brasil , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Metodológica em Enfermagem
14.
Rev. bras. enferm ; 67(6): 898-904, Nov-Dec/2014. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-732821

RESUMO

Objetivou-se analisar as características demográficas e clínicas dos clientes diagnosticados com Síndrome de Stevens Johnson (SSJ) e Necrólise Epidérmica Tóxica (NET), bem como identificar as ações dos profissionais de saúde para o manejo das Reações Adversas a Medicamentos (RAM) em um hospital público do Distrito Federal. Pesquisa descritiva, retrospectiva, com abordagem quantitativa. Dados coletados em todos os prontuários de 22 clientes internados de janeiro de 2005 a setembro de 2012. Análise mediante estatística descritiva. Houve aumento gradativo de casos, com maior número nos anos de 2007 e 2012. Dos casos analisados, 9 foram diagnosticados com NET e 7 com SSJ; predominaram as mulheres (14) e a faixa etária de 21 aos 40 anos (10); 21 obtiveram cura. Os fármacos associados a RAM mais frequentes foram os antiepilépticos (10). Observou-se fragilidade nos registros clínicos nos prontuários e nas ações de monitoramento de RAM no serviço estudado.


This study aimed to analyze demographic and clinical aspects of patients diagnosed with Stevens Johnson Syndrome (SJS) and Toxic Epidermal Necrolysis (TEN), as well as identifying the actions of health professionals for the management of Adverse Drug Reactions (ADR) in a public hospital in Distrito Federal, Brazil. A descriptive and retrospective research was held, with quantitative approach. Data collected from all the records of 22 patients admitted with diagnosed with SJS and TEN, from January 2005 to September 2012. Data were analyzed using descriptive statistics. Of these cases, 9 were diagnosed with NET and 7, with SJS; there were more females (14); aged from 21 to 40 years (10); 21 were cured; the drugs more used were the antiepileptic ones (10). Fragility in clinical registers and in the actions to monitor the cases of ADR in this health service was observed.


Este estudio tuvo como objetivo analizar aspectos demográficos y clínicos de clientes con diagnóstico de Síndrome de Stevens Johnson (SSJ) y Necrólisis Epidérmica Tóxica (NET), así como la identificación de las acciones de los profesionales de la salud para el manejo de reacciones adversas a medicamentos (RAM) en un hospital público del Distrito Federal. Se realizó investigación descriptiva, retrospectiva con enfoque cuantitativo. Datos recogidos de prontuarios clínicos de los 22 clientes ingresados con diagnóstico de SJS y NET, de enero de 2005 a septiembre de 2012. Fueron analizados utilizando estadística descriptiva. De estos casos, 9 fueron diagnosticados con NET, 7 con SJS; había más mujeres (14); edad entre 21 y 40 años (10); 21 se curaron; predominaran los antiepilépticos (10). Fue observado que hay fragilidad en registros clínicos en los prontuarios y en las acciones de monitoreo de las RAM en este servicio de salud.


Assuntos
Animais , Masculino , Ratos , Insulina , Somatostatina/farmacologia , Adenilil Ciclases/metabolismo , Cálcio/metabolismo , AMP Cíclico/metabolismo , Técnicas In Vitro , Ilhotas Pancreáticas/efeitos dos fármacos , Ilhotas Pancreáticas/metabolismo , Ilhotas Pancreáticas , Ratos Endogâmicos
15.
Rev. latinoam. enferm ; 22(1): 11-18, Jan-Feb/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-702038

RESUMO

OBJECTIVES: to verify the face validity, criterion-related validity and the reliability of two distinct forms of presentation of the instrument Measurement of Adherence to Treatment, one being for ascertaining the adherence to the use of oral antidiabetics and the other for adherence to the use of insulin, as well as to assess differences in adherence between these two modes of drug therapy. METHOD: a methodological study undertaken with 90 adults with Type 2 Diabetes Mellitus. The criterion-related validity was verified using the Receiver Operating Characteristic curves; and for the reliability, the researchers calculated the Cronbach alpha coefficient, the item-total correlation, and the Pearson correlation coefficient. RESULTS: the oral antidiabetics and the other showed sensitivity of 0.84, specificity of 0.35 and a Cronbach correlation coefficient of 0.84. For the adherence to the use of insulin, the values found were, respectively, 0.60, 0.21 and 0.68. A statistically significant difference was found between the final scores of the two forms of the instrument, indicating greater adherence to the use of insulin than to oral antidiabetics. CONCLUSION: it is concluded that the two forms of the Measurement of Adherence to Treatment instrument are reliable and should be used to evaluate adherence to drug treatment among people with diabetes mellitus. .


OBJETIVOS: verificar a validade de face, de critério e a confiabilidade de duas formas distintas de apresentação do instrumento Medida de Adesão aos Tratamentos, sendo uma para avaliar a adesão ao uso de antidiabéticos orais (Medida de Adesão aos Tratamentos - antidiabéticos orais) e a outra para a adesão ao uso de insulina (Medida de Adesão aos Tratamentos - insulina), bem como avaliar diferenças na adesão entre essas duas modalidades de terapêutica medicamentosa. MÉTODO: estudo metodológico realizado entre 90 adultos com diabetes mellitus tipo 2. A validade de critério foi verificada por meio das curvas de Características de Operação do Receptor; e, para a confiabilidade, calcularam-se o coeficiente alfa de Cronbach, a correlação item-total e o coeficiente de correlação de Pearson. RESULTADOS: a medida de adesão aos tratamentos - adesão ao uso de antidiabéticos orais apresentou sensibilidade de 0,84, especificidade de 0,35 e coeficiente alfa de Cronbach de 0,84. Para a medida de adesão aos tratamentos - insulina, os valores encontrados foram, respectivamente, 0,60, 0,21 e 0,68. Encontrou-se diferença estatisticamente significante entre os escores finais das duas formas do instrumento, indicando maior adesão ao uso da insulina do que aos antidiabéticos orais. CONCLUSÃO: conclui-se que as duas formas do instrumento medida de adesão aos tratamentos são confiáveis e devem ser utilizadas para avaliar a adesão ao tratamento medicamentoso das pessoas com diabetes mellitus. .


OBJETIVOS: verificar la validez aparente, de criterio y la confiabilidad de dos formas distintas de presentación del instrumento Medida de Adhesión a los Tratamientos, siendo una para evaluar la adhesión al uso de antidiabéticos orales y la otra para la adhesión al uso de insulina, así como evaluar diferencias en la adhesión entre estas dos modalidades de terapéutica medicamentosa. MÉTODO: se trata de estudio metodológico realizado entre 90 adultos con diabetes mellitus tipo 2. La validez de criterio fue verificada por medio de las curvas de Características de Operación del Receptor; y para la confiabilidad, se calcularon el coeficiente alfa de Cronbach, la correlación ítem-total y el coeficiente de correlación de Pearson. RESULTADOS: la adhesión al uso de antidiabéticos orales presentó sensibilidad de 0,84, especificidad de 0,35 y coeficiente alfa de Cronbach de 0,84. Para la adhesión al uso de insulina, los valores encontrados fueron, respectivamente, 0,60, 0,21 y 0,68. Se encontró diferencia estadísticamente significativa entre los puntajes finales de las dos formas del instrumento, indicando mayor adhesión al uso de la insulina que a los antidiabéticos orales. CONCLUSIÓN: se concluye que las dos formas del instrumento Medida de Adhesión a los Tratamientos son confiables y deben ser utilizadas para evaluar la adhesión al tratamiento medicamentoso de las personas con diabetes mellitus. .


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , /tratamento farmacológico , Hipoglicemiantes/administração & dosagem , Insulina/administração & dosagem , Adesão à Medicação/estatística & dados numéricos , Inquéritos e Questionários , Administração Oral , Estudos Transversais
16.
Rev. eletrônica enferm ; 15(1): 71-79, jan.-mar. 2013. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-717889

RESUMO

O presente estudo teve por objetivo analisar a habilidade da pessoa com diabetes mellitus (DM) em realizar o processo de aplicação de insulina antes e após o ensino em grupo desse procedimento. A coleta de dados se deu pela aplicação de um instrumento em forma de check list, que avaliou a habilidade inicial da pessoa com DM em relação ao processo. Posteriormente, foi realizada uma intervenção educativa em grupo, sendo aplicado novamente o mesmo instrumento para avaliação da habilidade final. Os dados obtidos foram armazenados em um banco de dados e submetidos à análise estatística. Os resultados mostraram que a maioria das pessoas apresentou dúvidas em quase todas as etapas do processo de aplicação de insulina, não realizando algumas etapas essenciais ou executando-as de forma errada. Após a intervenção educativa houve aumento dos acertos, evidenciando que a atividade contribui para o autocuidado no tratamento insulinoterápico.


The objective of the present study was to analyze the skill that individuals with diabetes mellitus (DM) have in performing the insulin application process before and after and educational group session regarding this procedure. Data collection was performed through the application of a checklist that evaluated an individual's initial skill regarding the process. Next, an educational group session was held, and the same checklist was applied again to evaluate the individual's final skill. The data were stored in a databank and submitted to statistical analysis. The results showed that most participants had doubts in almost all stages of the insulin application process, and failed to perform some essential stages or simply skipped them. After the educational intervention, there was an increase in right procedures, which gives evidence that the activity contributes with self-care and with the insulin treatment.


El estudio apuntó a analizar la habilidad del afectado por diabetes mellitus (DM) para efectuar la aplicación de insulina antes y después de la enseñanza grupal del procedimiento. La recolección de datos se efectuó mediante un instrumento en forma de check list, que evaluó la habilidad inicial del paciente de DM en relación al proceso. Posteriormente, se realizó una intervención educativa grupal, aplicándose finalmente el mismo instrumento para evaluar la habilidad final. La información obtenida fue registrada en un banco de datos y sometida a análisis estadístico. Los resultados demostraron que la mayoría de las personas expresó dudas en casi todas las etapas del proceso de aplicación de insulina, pasando por alto algunas etapas esenciales o ejecutándolas de manera incorrecta. Luego de la intervención, existió aumento en los aciertos, poniéndose en evidencia que la actividad contribuye al autocuidado en el tratamiento insulinoterápico.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Diabetes Mellitus/enfermagem , Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico , Estrutura de Grupo , Insulina/administração & dosagem , Insulina/uso terapêutico , Educação em Saúde
17.
Rev. enferm. atenção saúde ; 1(1): 70-79, 2012. graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1034535

RESUMO

O Diabetes Mellitus (DM) configura-se hoje como uma epidemia mundial. Na mulher não diabética a gravidez está associada com profundas alterações no metabolismo energético, logo, o Diabetes Mellitus Gestacional (DMG) é qualquer nível de intolerância a carboidratos, resultando em hiperglicemia de gravidade variável, com início ou diagnóstico durante a gestação. O presente estudo, descritivo-transversal, avaliou a prevalência de DMG, a partir da análise de prontuários de gestantes que realizaram pré-natal nas Unidades Básica de Saúde de Vitória-ES, durante o período de janeiro a outubro de 2011. Foram avaliados prontuários de 396 gestantes, destas, 23 (5,8%) apresentaram o DMG com valores superiores a 92 mg/dL de Glicemia de Jejum e 373 (94,2%), valores abaixo de 92 mg/dL. Fatores de risco associados aos exames são de total importância para um melhor diagnóstico da patologia. A contínua prevalência de DMG na população estudada merece atenção especial dos profissionais da área da saúde.


Diabetes Mellitus (DM) is currently considered a global epidemic. In non-diabetic women, pregnancy is associated with extreme changes to their energetic metabolism, therefore, Gestational Diabetes Mellitus (GDM) refers to any level of intolerance to carbohydrates resulting in hypoglycemia of variable levels, and with onset or diagnosis during pregnancy. This descriptive, cross-sectional study evaluated the prevalence of GDM by analyzing the medical records of pregnant women who attended prenatal care at Basic Health Units in Vitória, Espírito Santo, between January and October, of 2011. A total of 396 records were assessed. It was found that 23 (5.8%) reported GDM, with fasting blood glucose values above 92mg/dL, while 373 (94.2%) reported values below 92mg/dL. The risk factors associated to the tests are key to a better diagnosis of the disease. The continuous prevalence of GDM in the studied population calls for special attention from health professionals.


La diabetes mellitus (DM) constituye actualmente una epidemia mundial. En la mujer no diabética, el embarazo se asocia con profundas alteraciones del metabolismo energético; consecuentemente, la diabetes mellitus gestacional (DMG) implica cualquier nivel de intolerancia a carbohidratos, resultando en hiperglucemia de gravedad variable, con inicio o diagnóstico durante la gestación. Este estudio descriptivo, transversal, evaluó la prevalencia de DMG analizando historias clínicas de embarazadas que realizaban prenatal en las Unidades Básicas de Salud de Vitória-ES entre enero y octubre de 2011. Fueron evaluadas historias clínicas de 396 gestantes, entre ellas 23 (5,8%) manifestaron DMH con valores superiores a 92mg/dl de glucemia en ayunas, mientas que 373 (94,2%) registro valores inferiores a 92mg/dl. Los factores de riesgo asociados a los exámenes son altamente importantes para un mejor diagnóstico de la patología. La continua prevalencia de DMG en la población estudiada merece especial atención de los profesionales del área de salud.


Assuntos
Feminino , Humanos , Gravidez , Diabetes Gestacional , Fatores de Risco , Hiperglicemia , Insulina , Estudos Transversais
18.
Rev. gaúch. enferm ; 32(3): 554-560, set. 2011.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-606025

RESUMO

Objetivou-se identificar o significado do acompanhamento por telefone sobre o processo de preparo e aplicação de insulina para pessoas com diabetes Mellitus (DM). Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, com 26 pessoas com DM tipo 2 em uso de insulina, participantes de um programa brasileiro de automonitorização da glicemia capilar no domicílio que emprega o uso do telefone como estratégia de enfermagem. Utilizou-se entrevista dirigida, em único contato telefônico, com questões fundamentadas na Teoria Representacional de Significado de Ogden Richards. O significado obtido conteve aspectos relacionados ao processo ensino-aprendizagem e à ajuda percebida pela estratégia (símbolo), elementos relacionados ao manuseio da insulina (referente) e o reconhecimento do acompanhamento por telefone como comodidade, tranquilidade, atenção e tempo para o esclarecimento de dúvidas (pensamento). Considera-se esta estratégia adequada para orientação de pessoas com DM em uso de insulina.


Este estudio identificó el significado de seguimiento telefónico en el proceso de preparación y administración de la insulina desde la perspectiva de los pacientes con diabetes Mellitus (DM). Estudio descriptivo con enfoque cualitativo, con 26 pacientes con DM tipo2 em el uso de insulina y participantes en un programa brasileño de autocontrol de glucosa en sangre capilar, en el hogar, que utiliza el seguimiento telefónico como una estratégia de enfermería. Las entrevistas directas se realizaron en un contacto telefónico único, con preguntas basadas en la teoría del significado de Ogden y Richards. El significado se obtuvo en relación con el proceso de enseñanza-aprendizaje y de la ayuda percibida (símbolo), los elementos relacionados con el manejo de la insulina (referente), y un reconocimiento de el seguimiento telefónico ser conveniente, fácil, de atención y tiempo para aclarar dudas (pensamiento). El seguimiento telefónico es conveniente para instruir a los pacientes con DM en el uso de insulina.


This study identifies what the telephone follow-up in the process of preparing and administering insulin means to patients with diabetes Mellitus (DM). This is a descriptive study with a qualitative approach, with 26 patients with type 2 DM using insulin and participating in a Brazilian program of capillary blood glucose self-monitoring at home, which uses telephone follow-up as a nursing strategy. Directed interviews were conducted in a single telephone contact, with questions based on Ogden and Richards' Theory of Meaning. The obtained meaning was related to the learning-teaching process and to the help perceived by the strategy (symbol), elements related to the management of insulin (referent), and to an acknowledgement of the telephone follow-up as convenience, tranquility, care, and a time for clearing up doubts (thought). We consider that the telephone followup is appropriate to instruct patients with DM in the use of insulin.


Assuntos
Humanos , Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico , Insulina/uso terapêutico , Educação de Pacientes como Assunto/métodos , Telefone
19.
Nursing (Säo Paulo) ; 13(155): 209-213, abr.2011. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-597422

RESUMO

Este estudo teve como objetivo avaliar o conhecimento dos pacientes diabéticos usuários de insulina, cadastrados nas Unidades de Saúde da Família do município de Passos, acerca da técnica de autoaplicação e descarte dos materiais perfurocortantes no ambiente domiciliar. Obteve-se, entre os resultados, que 72,46% da população em estudo não realizava a autoaplicação de insulina. Uma grande parte dos entrevistados afirmou reutilizar seringas e agulhas para a administração de insulina, sendo que 42,1% destes relataram ter aprendido esta prática com enfermeiros/profissionais de enfermagem; 53,62% relataram descartar seringas e agulhas no lixo doméstico, sendo que a maior parte dos entrevistados salientou não receber orientações da Unidade Básica de Saúde acerca do descarte correto do instrumental; 76,81% dos diabéticos usuários de insulina afirmaram que a demanda mensal de material fornecido pelas Unidades de Saúde é insuficiente para o tratamento; 65,22% afirmaram não ser bem informados sobre o diabetes mellitus. Os resultados obtidos apontaram para uma elevada falta de conhecimento, preparo e autonomia dos pacientes diabéticos usuários de insulina quanto à sua doença e tratamento, sendo que, nesta perspectiva, percebe-se que o profissional de enfermagem inserido na atenção primária deve estar preparado para oferecer o acompanhamento e orientações necessárias, possibilitando o descarte adequado dos materiais utilizados, contribuindo para um tratamento insulinoterápico mais seguro e eficaz.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Autoadministração , Diabetes Mellitus , Insulina/administração & dosagem , Seringas
20.
Rev. enferm. UFPE on line ; 6(2): 431-437, fev.2011.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1033469

RESUMO

Objetivo: identificar artigos científicos de enfermagem que contemplem a infusão intravenosa (IV) de insulina empacientes críticos, analisando sua aplicabilidade à prática clínica do enfermeiro. Método: trata-se de estudo de revisão deliteratura, realizado entre julho e agosto de 2010, nas seguintes bases de dados: Literatura Latino-Americana e do Caribeem Ciências da Saúde (LILACS), Scientific Electronic Library Online (SciELO), Base de Dados de Enfermagem (BDENF) eMedical Literature Analysis and Retrieval System Online (MEDLINE), empregando os descritores insulina/insulin; infusõesintravenosas/infusions, intravenous; e enfermagem/nursing. Para isso, formulou-se a seguinte questão norteadora: “Quaiscuidados de enfermagem devem ser prestados ao paciente crítico que necessita de infusão contínua de insulina IV paracontrole glicêmico?”. A análise dos artigos deu-se a partir da leitura crítica e detalhada, extraindo-se os fatores maisrelevantes que afetam a prática clínica do enfermeiro no que se refere aos cuidados de enfermagem na infusão contínuade insulina IV em pacientes críticos. Resultados: a atuação do enfermeiro na infusão IV de insulina e na prevenção de seusefeitos adversos mostrou-se ampla e indispensável. Conclusão: acredita-se que os resultados deste estudo podem ser úteispara tornar a assistência de enfermagem uma prática mais segura e de melhor qualidade, por conter informaçõesatualizadas e estimular cuidados de enfermagem.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Cuidados de Enfermagem , Infusões Intravenosas/enfermagem , Insulina/uso terapêutico , Bibliografias como Assunto , Diabetes Mellitus/enfermagem , Glicemia , Unidades de Terapia Intensiva
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA