Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev Rene (Online) ; 20(1): e39700, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997310

RESUMO

Objetivo: avaliar o conhecimento de usuárias de Implanon® sobre características e efeitos colaterais do método. Métodos: pesquisa transversal, com 106 usuárias de Implanon®, com dados coletados por meio de formulário. Para análise bivariada, utilizou-se o teste de qui-quadrado e de razão de verossimilhança. Resultados: a maioria das mulheres (91,5%) apresentou conhecimento adequado sobre o fato de o método não oferecer proteção às doenças sexualmente transmissíveis. Quanto aos efeitos colaterais, 35,8% apresentaram conhecimento moderado. Anos de estudo apresentou associação com conhecimento inadequado sobre período de troca e ausência de conhecimento sobre efeitos colaterais. Tempo de uso não influenciou conhecimento inadequado sobre características e efeitos colaterais. Conclusão: a maioria das usuárias apresentou conhecimento adequado sobre características do método, anos de estudo obteve associação com o conhecimento inadequado sobre o período de troca e ausência de conhecimento acerca dos efeitos colaterais. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Saúde da Mulher , Anticoncepção , Anticoncepcionais , Conhecimento
2.
Rev Rene (Online) ; 18(3): 345-352, maio-jun 2017.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-849181

RESUMO

Objetivo: conhecer a satisfação de usuárias de anticoncepcionais injetáveis com os métodos; identificar efeitos colaterais relacionados ao uso e verificar associação entre satisfação e variáveis sociodemográficas, especificações dos injetáveis e efeitos colaterais. Métodos: estudo transversal com 52 usuárias de anticoncepcionais injetáveis, realizado através de um formulário. Resultados: 40 (76,9%) usuárias relataram estar satisfeitas com o injetável e 12 (23,1%) insatisfeitas. Tipo de anticoncepcional injetável e continuidade de uso apresentaram associação com a satisfação das usuárias (p=0,042 e p<0,001 respectivamente); os efeitos colaterais mais citados foram ganho de peso (32,6%), amenorreia (30,7%), cefaleia (28,8%), hipomenorreia (25,0%), náusea (25,0%) e hipermenorreia (15,3%). Não houve associação entre satisfação e variáveis sociodemográficas e efeitos colaterais, entretanto, as usuárias que apresentaram ganho de peso, amenorreia, cefaleia, náuseas e hipermenorreia eram mais insatisfeitas. Conclusão: a satisfação da usuária com o anticoncepcional injetável varia com o tipo do método e influencia positivamente a continuidade de uso. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Anticoncepcionais , Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos , Satisfação do Paciente
3.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 9(1): 167-174, jan.-mar. 2017. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-836322

RESUMO

Objective: to identify the cervical-uterine abnormalities in cervical screening and associated factors. Methods: A retrospective study conducted by analysis of cervical screening recorded in the Cancer Information System, in the South of the country, in 2014. The final sample included 1.157 reports. For data analysis the SSPP software was used. The study was approved by the Research Ethics Committee on human subjects at the Federal University of Southern Frontier under CAAE nº 46421815.0.0000.5564. Results: Predominated in the samples lactobacilli as microbiological agents and Gardnerella vaginalis as infectious agent. Changed cervix, presence of metaplastic cells associated with the diagnosis of metaplasia was prevalent in women 25-34 years. Inflammation (18.9%), followed by cytological findings (11.8%), were the most frequent changes. Conclusion: The age of 25 to 64 years old, use of the contraceptive pill, Hormonal Replacement Therapy and metaplastic epithelium were associated with the risk of cellular changes occurring.


Objetivo: identificar as alterações cérvico-uterinas nos exames citopatológicos e seus fatores associados. Métodos: Estudo retrospectivo realizado pela análises dos exames citopatológicos registrados no Sistema de Informação do Câncer no sul do país em 2014. A amostra final resultou em 1.157 laudos. Para a análise dos dados foi utilizado o software SSPP. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa com seres humanos da Universidade Federal da Fronteira Sul sob CAAE nº 46421815.0.0000.5564. Resultados: Predominou nas amostras o slactobacilos como agentes microbiológicos e a Gardnerella vaginalis como agente infeccioso. O colo uterino alterado, a presença de células metaplásicas associado ao diagnóstico de metaplasia foi prevalente nas mulheres de 25 a 34 anos. As inflamações (18,9%), seguido dos achados citológicos (11,8%), foram as alterações mais frequentes. Conclusão: Associaram-se ao risco de ocorrência das alterações celulares idade entre 25 a 64 anos, uso da pílula anticoncepcional, Terapia de Reposição Hormonal e epitélio metaplásico.


Objetivo: identificar las anomalías cérvico-uterinos en el cribado cervicaly factores asociados. Métodos: Estudio retrospectivo realizado mediante el análisis de cribado cervical registrado en el Sistema de Información sobre el Cáncer en el Sur en 2014. La muestra final incluyó 1.157 informes. Para el software de análisis de datos se utilizó SSPP. El estudio fue aprobado por el Comité Ético de Investigación en seres humanos de la Universidad Federal del Sur de la Frontera bajo CAAE nº 46421815.0.0000.5564. Resultados: Predominaron en las muestras de lactobacilos como agentes microbiológicos y Gardnerella vaginalis como agente infeccioso. El cuello del útero cambiado, la presencia de células de metaplasia asociados con el diagnóstico de metaplasia era frecuente en las mujeres de 25-34 años. Inflamación (18,9%), seguido por los hallazgos citológicos (11,8%) fueron los cambios más frecuentes. Conclusión: Se asocian con el riesgo de que se produzcan cambios en las células entre 25 años a 64 años, el uso de píldoras anticonceptivas, la terapia de reemplazo hormonal y el epitelio metaplásico.


Assuntos
Humanos , Feminino , Anticoncepcionais/efeitos adversos , Programas de Rastreamento , Saúde Sexual e Reprodutiva , Terapia de Reposição Hormonal , Terapia de Reposição de Estrogênios , Teste de Papanicolaou , Brasil
4.
Rev. gaúch. enferm ; 38(1): e65111, 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-845223

RESUMO

RESUMO Objetivo Determinar a prevalência e os fatores associados à automedicação entre estudantes de enfermagem. Método Estudo transversal realizado com 116 estudantes de enfermagem de uma universidade pública do Estado do Amazonas – Brasil, no período de março a abril de 2014. Utilizou-se questionário constituído por variáveis socioeconômicas e de consumo de medicamentos. Foi realizada a análise bivariada e a regressão logística – nível de significância de 5%. Resultados A prevalência de automedicação foi de 76,0%, motivada especialmente pela percepção de que o problema de saúde não requeria visita ao médico (46,6%). Metade dos estudantes relataram queixas álgicas. Os grupos farmacológicos mais consumidos foram anti-inflamatórios não esteroides (63,2%) e antibióticos (11,1%). O desconhecimento das implicações negativas da prática da automedicação foi associado à automedicação (OR=6,0). Conclusão A alta prevalência de automedicação, além de poder levar a reações adversas retrata também o uso irracional de medicamentos pelos estudantes, especialmente, quando considerado o papel destes futuros profissionais na segurança do paciente.


RESUMEN Objetivo Determinar la prevalencia y los factores asociados con la automedicación entre estudiantes de enfermería. Métodos Estudio transversal con 116 estudiantes de enfermería de una universidad pública en Amazonas - Brasil, en el período de marzo y abril del 2014. Se utilizó un cuestionario que consta de los niveles socioeconómicos y el consumo de drogas. Se realizó un análisis bivariante y regresión logística -nivel de significación del 5%. Resultados La prevalencia de la automedicación fue de un 76,0%, motivada especialmente por la constatación de que el problema de salud requiere no visitar al médico (46,6%). La mitad de los estudiantes reportaron quejas de dolor. Los grupos de fármacos más consumidos fueron los antiinflamatorios no esteroide (63,2%) y antibióticos (11,1%). Ignorar las implicaciones negativas de la práctica de la automedicación se asoció con la automedicación (OR = 6,0). Conclusión La alta prevalencia de la automedicación, pueden dar lugar a reacciones adversas, retrata el uso irracional de los medicamentos por los estudiantes, especialmente teniendo en cuenta el papel de estos futuros profesionales de la seguridad del paciente.


ABSTRACT Objective To determine the prevalence of self-medication and associated factors among nursing students. Method This is a cross-sectional study with 116 nursing students from the public university in the state of Amazonas, Brazil, from March to April 2014. Data were collected using a questionnaire with socioeconomic and medicine use variables. The data were subjected to bivariate analysis and logistic regression at a significance level of 5%. Results The prevalence of self-medication was 76.0%, chiefly motivated by the belief that the health condition did not require a medical appointment (46.6%). Half of the students reported pain-related complaints. The most commonly used pharmacological groups were non-steroidal anti-inflammatory drugs (63.2%) and antibiotics (11.1%). Lack of awareness of the negative implications of self-medication was associated with self-medication (OR = 6.0). Conclusion The high prevalence of self-medication that may lead to adverse reactions reveals the students’ irrational use of medicines, especially considering the role of these future professionals in patient safety.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Automedicação/estatística & dados numéricos , Automedicação/efeitos adversos , Fatores Socioeconômicos , Estudantes de Enfermagem/estatística & dados numéricos , Vitaminas/uso terapêutico , Produtos Biológicos/uso terapêutico , Brasil , Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Anticoncepcionais/uso terapêutico , Uso de Medicamentos , Medicamentos sem Prescrição/uso terapêutico , Antagonistas dos Receptores Histamínicos/uso terapêutico , Antibacterianos/uso terapêutico
5.
Rev. enferm. Inst. Mex. Seguro Soc ; 19(1): 21-24, Enero–Abr. 2011. graf
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031133

RESUMO

Resumen


Introducción: el implante subdérmico es un método de liberación prolongada de solo progestina, a través de la pared de una cápsula colocada debajo de la piel. El concepto de anticonceptivo mediante implante de liberación prolongada fue propuesto en 1967 por el Population Council. En México, Implanon se encuentra disponible desde el 2001 en el cuadro básico de las principales instituciones de salud.


Objetivo: determinar la frecuencia de efectos adversos en las usuarias del implante subdérmico.


Metodología: se realizó un estudio descriptivo en el que se aplicó una encuesta a 162 usuarias de una unidad de medicina familiar del Instituto Mexicano del Seguro Social (IMSS). El instrumento se validó por expertos y una prueba piloto.


Resultados: el promedio de edad de las usuarias fue de 25.2 años, con una desviación estándar ± 4.5. El 28.3 % de las usuarias de implante subdérmico presentó efectos adversos, destacando los siguientes: 36 % alteraciones en el ciclo menstrual, cefalea el 28 %, ganancia de peso 12 %, mareos 12 % y cambios en el estado de ánimo 12 %.


Conclusiones: aunque los implantes se encuentran dentro de los métodos anticonceptivos más efectivos la frecuencia de lo efectos adversos en usuarias con implante subdérmico podría provocar el abandono del uso de éste método.


Summary


Introduction: it implants subskin is a method of prolonged liberation of only progestinas, through the wall of capsules placed underneath the skin. The concept of contraceptive by means of implants of prolonged liberation was proposed in 1967 by the Population Council. In Mexico, Implanon is available from the 2001 in the basic picture of the IMSS, ISSSTE and SSA.


Objective: to determine the frequency of adverse effects in the users with implants subskin.


Methodology: study was realized descriptive survey, to 162 users of the Familiar Medicine Unit 46. A valuation instrument was elaborated on the frequency of adverse effects of implants subskin, which validated by two rounds of experts and one pilot test.


Results: the average of age of the users was of 25.2 years, with a standard deviation ± 4.5. 28.3 % of the users with implant subskin presented/displayed adverse effects, emphasizing the following: 36 % alterations in the menstrual cycle, headache 28 %, increase of weight 12 %, mareos 12 % and changes in the mood 12 %.


Conclusions: the frequency of adverse effects in users with implants subskin is significant and agrees with other realized investigations.


Assuntos
Humanos , Anticoncepcionais , Anticoncepcionais/efeitos adversos , Atenção Primária à Saúde , Coleta de Dados , Mulheres , Progestinas , Progestinas/efeitos adversos , Próteses e Implantes , México , Humanos
6.
Enferm. univ ; 7(1): 8-15, Ene-Mar 2010.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1028533

RESUMO

Introducción: El embarazo no deseado, lleva a la mujer a practicarse un aborto.De acuerdo a International Projects Assistance Services (IPAS) en México, el aborto y sus complicaciones son la 5ª causa de muerte materna. En el D.F. la despenalización de la interrupción del embarazo antes de las 12 semanas de gestación es una ley, lo que ha significado derecho a elegir voluntaria y libremente sobre la maternidad y por lo tanto a decidir la interrupción de un embarazo.Objetivo: Caracterizar a la población que acude al programa de Interrupción Legal del Embarazo (ILE) en un hospital del sector salud del D.F. Metodología: Estudio cuantitativo, descriptivo y transversal, encuestando a 61 mujeres, que deseaban ingresar al programa ILE y aceptaron participar en el estudio. Se realizó y aplicó un instrumento de valoración con 27 ítems. Resultados: Mujeres asistentes al ILE de entre 16 y 42 años; el 46% se dedican al hogar; 50% solteras y el resto en unión libre o casadas; el 23% reportó no emplear ningún método para control de la natalidad. Principales razones para acudir al programa ILE: problemas económicos (36%), embarazo no deseado (20%), paridad satisfecha (20%). Principal sentimiento que despierta el ingreso al programa ILE: tranquilidad (82%). El 100%de las mujeres sometidas a ILE aseguran haber sido tratadas con ética y dignidad.Discusión: Se concuerda con Gutmacher que la legalización de la interrupción del embarazo coincide con el incremento en solicitudes de la mujer a este procedimiento.Respecto a las razones tales como embarazo no deseado y los problemas económicos, ello corresponde con los resultados de la encuesta IPSOS- Bimsapara Population Council en la población Mexicana. Conclusiones. Debe ser creciente la calidad de atención a la salud reproductiva, se debe priorizar en la prevención de embarazos no deseados, orientando y educando a la población y ofreciendo métodos de planificación a hombres y mujeres con vida sexual activa.


Assuntos
Humanos , Aborto Legal , Anticoncepcionais , Gravidez
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 4(1): 350-359, 20100300. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032848

RESUMO

Objetivo: identificar a produ‡„o cient¡fica da enfermagem frente ao Planejamento Familiar e aos Direitos Reprodutivos.M‚todos: realizou-se uma pesquisa bibliogr fica nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Sa£de (BVS): LiteraturaInternacional em Ciˆncias da Sa£de (MEDLINE), (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciˆncias da Sa£de (LILACS),Scientific Eletronic Library Online (SCIELO) e Base de Dados Enfermagem (BDENF). Foram selecionadas as publica‡ães que:relacionavam-se com a tem tica planejamento familiar, direitos reprodutivos e enfermagem, indexados como artigocient¡fico, publicados entre os anos de 2000 e 2008 e realizados em territ¢rio nacional. O levantamento dos dados foirealizado no mˆs de outubro de 2008. Resultados: selecionou-se vinte e trˆs trabalhos. Identificou-se que, a partir doano 2000, a enfermagem publicou trabalhos sobre planejamento familiar e direitos reprodutivos que englobaram quatrotem ticas: conhecimento e pr tica profissional frente ao Planejamento familiar; utiliza‡„o de m‚todos anticoncepcionais;educa‡„o em sa£de no Planejamento familiar e gˆnero e Planejamento familiar. Conclus„o: foi poss¡vel identificar que aenfermagem tem buscado inser‡„o no campo do planejamento familiar e dos direitos reprodutivos, por‚m necessitaavan‡ar em rela‡„o … capacita‡„o t‚cnica na  rea, assim como nas discussães para al‚m do discurso controlista.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Direitos Sexuais e Reprodutivos , Planejamento Familiar , Publicações Científicas e Técnicas , Publicações de Divulgação Científica , Anticoncepcionais , Bases de Dados Bibliográficas , Bibliografia Nacional , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Diagnóstico de Enfermagem , Educação em Saúde , Pesquisa Qualitativa , Pesquisa em Enfermagem
8.
Rev. RENE ; 10(1): 145-151, jan.- mar. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-534331

RESUMO

Objetivou-se descrever estratégias educativas em saúde abordando-se métodos contraceptivos com 20 adolescentes de 12 a 15 anos de idade, da 7ª série de uma escola pública de Fortaleza, em novembro de 2007. A metodologia participativa do tipo relato de experiência foi utilizada durante as práticas educativas, com uma média de 150 minutos. Os adolescentes foram divididos em quatro subgrupos interagindo-se em rodízio. Os métodos explorados foram: tabelinha, vasectomia, laqueadura, dispositivo intra-uterino (DIU), diafragma, camisinhas masculina e feminina e anticoncepcional oral. Cada método foi explicado através de materiais como cartazes, bexigas, ilustrações e amarelinha com posterior questionamento aos grupos. Verificou-se déficit de conhecimento sobre anatomia e fisiologia, acarretando dúvidas acerca de alguns métodos. A camisinha masculina foi o método mais popular, a feminina, o DIU e o diafragma, demonstraram serem os métodos com menos esclarecimentos. A participação do enfermeiro na escola facilita o aprendizado de novos conhecimentos para o adolescente.


Assuntos
Humanos , Adolescente , Adolescente , Anticoncepcionais , Educação em Saúde , Enfermagem
9.
Rev. enferm. UFPE on line ; 1(2): 189-195, out.-dez. 2007. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032572

RESUMO

Estudo exploratório e descritivo, de natureza quantitativa, com o objetivo de identificar a opinião dos adolescentes de um colégiopúblico federal da cidade de Recife (PE) sobre métodos contraceptivos, com enfoque na pílula anticoncepcional e nos preservativosmasculino e feminino. A população compreendeu 431 estudantes e a amostra, do tipo intencional, foi composta por 72adolescentes, de ambos os gêneros, com idade entre os 10 aos 14 anos, que respondeu um questionário com 29 questões, no períodode julho a agosto de 2006, após aprovação do projeto de pesquisa pela Comissão de Ética em Pesquisa do Hospital AgamenonMagalhães. Os dados foram tabulados e organizados por meio do programa Excel, que após análise foi identificado que 65,0% dosadolescentes não tinham o conhecimento sobre os benefícios da pílula anticoncepcional; 74,0% não sabiam dos efeitos adversos dapílula anticoncepcional; 43,0% não sabiam a finalidade da pílula anticoncepcional; 94,0% ainda não usaram preservativos, pois nãoiniciaram a vida sexual; 57,0% opinaram que a maneira de abrir a embalagem do preservativo seria com a tesoura; 40,0%assinalaram que a camisinha feminina deveria ser usada ao mesmo tempo com a camisinha masculina. Diante desses resultados,considera-se importante a implantação de ações de saúde que enfatizem assuntos relacionados aos métodos contraceptivos, demodo a contribuir com a melhoria das informações desses adolescentes.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adolescente , Anticoncepção , Sexualidade , Anticoncepcionais , Epidemiologia , Preservativos , Preservativos Femininos
10.
Rio de Janeiro; Associacao Brasileira de Entidades de Planejamento Familiar; 1989. 21 p.
Monografia em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-156079
12.
Rev. gaúch. enferm ; 9(1): 23-8, jan. 1988. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-89478

RESUMO

Säo analisadas as prospectivas, 96 puérperas adolescentes internadas em um hospital-ensino de Porto Alegre, de idades variáveis entre 13 e 19 anos. Discutem também os prováveis fatores que envolvem o uso de anticoncepcional e atividade sexual, o abortamento e o desconhecimento sobre métodos contraceptivos


Assuntos
Gravidez , Adolescente , Humanos , Masculino , Feminino , Anticoncepção , Gravidez na Adolescência , Aborto Espontâneo , Estudos Retrospectivos , Anticoncepcionais , Planejamento Familiar
13.
Salvador; s.n; 1988. 136 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1035768

RESUMO

A relaçäo entre o status social e a fertilidade foi estudada através de uma amostra estratificada de trezentos e dez profissionais de enfermagem de Salvador, Bahia, classificados de acordo com a categoria profissional em três estratos: status social III correspondendo as enfermeiras, status social II as auxiliares e status social I as atendentes. As informaçöoes foram obtidas através de entrevistas abrangendo aspectos de planejamento familiar, fertilidade e atuaçäo profissional. Dentre os principais resultados obtidos, verificou-se que nesta populaçäo näo foi encontrada associaçäo entre o conhecimento e o uso de métodos anticoncepcionais e o status social, porém o número de gestaçöes, abortos e filhos nascidos vivos apresentou-se inversamente relacionado ao status social


Assuntos
Feminino , Humanos , Adulto , Aborto , Anticoncepcionais , Desempenho de Papéis , Enfermagem , Hierarquia Social , Serviços de Planejamento Familiar , Enfermagem Obstétrica , Entrevistas como Assunto , Inquéritos e Questionários
14.
Rev. enferm. novas dimens ; 5(3): 153-60, maio-jun.1979.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1035034

RESUMO

Os meios anticoncepcionais conhecidos e usados desde as mais remotas eras foram abordados neste trabalho, assim como os seus mecanismos de açäo, variáveis de acordo com seu tipo e seus componentes e os efeitos colaterais benéficos, indesejáveis ou simplesmente molestos. A atuaçäo da enfermagem de saúde pública nos programas de planejamento familiar foi amplamente enfatizada.


Assuntos
Anticoncepcionais , Anticoncepção , Enfermagem em Saúde Pública , Serviços de Planejamento Familiar , Esterilização Reprodutiva , Vasectomia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA