Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 4 de 4
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(2): 320-328, fev.2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-965556

RESUMO

Objetivo: verificar o conhecimento de profissionais de enfermagem sobre a fricção antisséptica das mãos com preparação alcoólica. Método: estudo quantitativo, descritivo e exploratório realizado com 27 profissionais de enfermagem de um hospital de operadora de plano privado de saúde, que preencheram um questionário semiestruturado. O nível de conhecimento foi analisado com base no Índice de Positividade e considerado satisfatório quando os acertos foram ≥80%. Os resultados foram apresentados em tabelas. Resultados: para as questões sobre a cobertura das mãos com o produto e necessidade de secagem após fricção, o conhecimento foi satisfatório (92,6% e 85.2%, respectivamente); mas, para o tempo mínimo do procedimento e necessidade das mãos estarem previamente secas foi insatisfatório (18.5% e 59.3%, respectivamente). Conclusão: o conhecimento da equipe de enfermagem foi insuficiente. Este estudo chama a atenção para a necessidade de ações de educação permanente sobre higienização das mãos com a preparação alcoólica a fim de fortalecer a cultura de segurança do paciente. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Desinfecção das Mãos , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Controle de Infecções , Segurança do Paciente , Higiene das Mãos , Higienizadores de Mão , Equipe de Enfermagem , Epidemiologia Descritiva
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(3): 1136-1145, mar.2017. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032038

RESUMO

Objetivo: identificar o Conhecimento, Atitude e Prática dos profissionais de enfermagem que atuam em Unidades de Terapia Intensiva em relação à higiene das mãos. Método: estudo transversal analítico, com 131profissionais de enfermagem de seis Unidades de Terapia Intensiva de dois hospitais universitários de Pernambuco, desenvolvido a partir do instrumento inquérito CAP - Conhecimentos, Atitudes e Práticas em saúde. Para análise dos dados, realizou-se as distribuições das frequências, as medidas de tendência central e dispersão, como também os testes de normalidade, tomando como referência um intervalo de confiança de5%. Resultados: na análise dos resultados, percebeu-se que a prevalência de Atitude, Conhecimento e Prática apresentou um gradiente decrescente na ordem de 88%, 77,4% e 65,6%, respectivamente. Conclusão: apesar da higienização das mãos ser reconhecida como prática simples e importante na prevenção e controle das infecções hospitalares quando associada ao desenvolvimento na prática, apresenta queda nos índices satisfatórios.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adulto , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Equipe de Enfermagem , Higiene das Mãos , Higienizadores de Mão , Infecção Hospitalar/prevenção & controle , Unidades de Terapia Intensiva , Estudos Transversais
3.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(4): 3585-3592, 2016. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031621

RESUMO

Objetivo: analisar a relação entre o conhecimento dos profissionais de enfermagem sobre a higienização dasmãos com preparação alcoólica e os efeitos desta nas taxas de infecção e custo hospitalar na UTI de umhospital privado. Método: estudo exploratório, de desenho quase experimental, com abordagem quantitativa,em que foi mensurado o conhecimento de 32 profissionais de enfermagem e correlacionado esteconhecimento com as taxas de infecção hospitalar e os custos hospitalares. Resultados: revelaram que osprofissionais têm conhecimento adequado sobre higienização, mesmo antes das intervenções educativas,porém, somente as infecções de corrente sanguínea associadas ao cateter central reduziramsignificativamente (p < 0, 000). Conclusão: os profissionais de enfermagem têm conhecimento adequadosobre a higienização das mãos, no entanto, não houve relação positiva entre este e as taxas de infecção dotrato urinário, pneumonia associada à ventilação mecânica e custo hospitalar após a intervenção educativa.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Custos Hospitalares , Equipe de Enfermagem , Higiene das Mãos , Higienizadores de Mão , Infecção Hospitalar , Unidades de Terapia Intensiva , Educação em Saúde , Infecções Urinárias , Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica
4.
Rev. enferm. Inst. Mex. Seguro Soc ; 13(1): 13-21, Enero.-Abr. 2005. graf, tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-968448

RESUMO

Introducción: La importancia de incorporar la educación diabetológica de las personas que padecen diabetes como una prestación de servicios de salud se hace cada día más indispensable, para lograr la participación interactiva y de corresponsabilidad del propio paciente y su familia en el control metabólico y tratamiento efectivo de la enfermedad. Introducción: La higiene de las manos es la medida más importante y efectiva para prevenir la transmisión de infecciones en el medio hospitalario. A pesar de ello, su cumplimiento no rebasa 40% de las veces que está indicada. Una alternativa para fortalecer la higiene de las manos es el uso de soluciones a base de alcohol. Objetivo: Comparar la efectividad de la aplicación de alcohol gel para la higiene de las manos con la técnica de lavado de manos tradicional en la reducción de Unidades Formadoras de Colonias residente y temporal de las manos de médicos y enfermeras. Metodología: Con la participación de enfermeras y médicos de la Unidad de Cuidados Intensivos y Hematología, se realizó la observación del lavado de manos tradicional con agua, jabón y toallas de papel, y de la higiene de las manos con la aplicación de alcohol gel. La cuenta e identificación de gérmenes para ambos procedimientos, se obtuvo de las muestras bacteriológicas recolectadas antes y después de cada procedimiento. El análisis estadístico implicó frecuencias simples, medidas de tendencia central y dispersión; reducción logarítmica (Log10); correlación no paramétrica; prueba de normalidad Kolmogorov-Smirnov y Shapiro Wilk; y, U de Mann-Whitney. Resultados: De los 108 procedimientos observados, el valor de las medianas de UFC-Log10 antes del lavado de manos tradicional y aplicación de alcohol gel, fue de 3 y 2.48 respectivamente. Posterior a los procedimientos de 2.3 y 0.95, con reducción de UFC-Log10 de 0.7 versus 1.53 (p<0.01). Se identificaron 13 gérmenes diferentes en 88 cultivos realizados. El grupo de enfermeras tuvo mayor reducción de UFC-Log10 que los médicos (p<0.05). Conclusión: Con la aplicación de alcohol gel, se obtuvo una reducción de cuenta bacteriana significativamente mayor que con el lavado de manos tradicional.


Introduction: Hands' hygiene is the most important and effective measure to prevent the transmission of infections en the hospital environment Despite of that, its accomplishment does not overcome 40% out of times that is indicated. One alternative to fortify the hands' hygiene is using of alcohol base solutions. Objective: Compare the effectiveness of utilization of alcohol base gel for the hands' hygiene with the traditional hands' washing technique in the reduction of Formation Units of Colonies (FUQ both permanent and temporal from doctors and nurses' hands. Methodology: With the participation of doctors and nurses of the Critical Care and Hematology Units, it was made an observation of traditional hands' washing with water, soap, and paper towels; and hands' hygiene utilizing alcohol base gel. The account and identification of germs for both procedures was obtained from bacteriologic samples recollected before and after each procedure. The statistic analysis implied simple frequencies, central tendency measurements and dispersion; logarithmic reduction (Log 10); non parametric correlation, test of normality Kolmogorov-Smirnov & Shapiro Wilk; and U of Mann-Whitney. Results: From 108 observed procedures, the value of UFC-Log 10 medians previous to the traditional hands washing and utilization of alcohol base gel, was respectively 3 and 2.48. After the procedures was 2.3 and 0.95, with reduction of UFC-Log10 to 0.7 versus 1.53 (P<0.01). Thirteen different germs were identified on 88 cultures done. The group of nurses had more reduction of UFC-Log10 than doctors (p<0.05). Conclusions: With the utilization of alcohol base gel, it was obtained a decrement of bacterial accounts significantly major than with the traditional hand washing.


Assuntos
Humanos , Recursos Humanos em Hospital , Médicos , Desinfecção das Mãos , Infecção Hospitalar , Pessoal de Saúde , Higiene das Mãos , Higienizadores de Mão , Corpo Clínico , Corpo Clínico Hospitalar , Recursos Humanos de Enfermagem , México
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA