Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 161
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 12: 779-785, jan.-dez. 2020. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1102782

RESUMO

Objetivo: Caracterizar, comparar e associar o perfil sociodemográfico e econômico, bem como o comportamento sexual e o conhecimento e presença de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) entre universitários brasileiros e estrangeiros recém-ingressos a uma universidade pública. Métodos: Pesquisa exploratória, descritiva e quantitativa, conduzida com 131 estudantes. Resultados: Houve o predomínio de participantes do sexo masculino, brasileiros e guineenses, solteiros, com parceria eventual e renda familiar de até um salário mínimo. Mais da metade dos participantes brasileiros e estrangeiros tinha iniciado a vida sexual antes dos 18 anos e tinha tido, no mínimo, 2 parceiros. A maior parte dos estudantes sabia o conceito de IST e não tinha contraído qualquer uma delas. Foi observada associação entre ser estrangeiro, ter tido a 1ª relação sexual e conhecer IST. Conclusão: Percebe-se que a realidade dos universitários estrangeiros se assemelha à realidade dos brasileiros, sendo ambos vulneráveis às IST


Objective: To characterize, compare and associate the sociodemographic and economic profile, as well as the sexual behavior and the knowledge and presence of Sexually Transmissible Infections (STI) among Brazilian university students and foreigners recently admitted to an public university. Method: Exploratory, descriptive and quantitative research was conducted with 131 students. Results: There was a predominance of male participants, Brazilian and Guinean, single, with eventual partnership and family income of up to one minimum wage. More than half of the Brazilian and foreign participants had started their sexual life before the age of 18 and had had at least 2 partners. Most students knew the concept of STI and hadn't contracted any of them. An association was observed between being a foreigner, having had the first intercourse and knowing STI. Conclusion: It's perceived that the reality of foreign university students is similar to the reality of Brazilians


Objetivo: Caracterizar, comparar y asociar el perfil sociodemográfico y económico, así como el comportamiento sexual y el conocimiento y presencia de Infecciones Sexualmente Transmisibles (IST) entre universitarios brasileños y extranjeros recién ingresados a uma universidad pública. Métodos: Investigación exploratoria, descriptiva y cuantitativa, conducida con 131 estudiantes. Resultados: Hubo el predominio de participantes del sexo masculino, brasileños y guineanos, solteros, con asociación eventual y renta familiar de hasta un salario mínimo. Más de la mitad de los participantes brasileños y extranjeros había iniciado la vida sexual antes de los 18 años y había tenido al menos 2 socios. La mayoría de los estudiantes sabía el concepto de IST y no había contraído ninguna de ellas. Se observó asociación entre ser extranjero, haber tenido la 1ª relación sexual y conocer IST. Conclusión: La realidade de los universitarios extranjeros se asemeja a la realidad de los brasileños, siendo ambos vulnerables a las IST


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Comportamento Sexual , Estudantes/estatística & dados numéricos , Doenças Sexualmente Transmissíveis/epidemiologia , Fatores Socioeconômicos , Perfil de Saúde , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-8], 2020. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1116175

RESUMO

Objetivo: relatar a experiência de estudantes do Curso de Enfermagem na implementação de intervenções educacionais para a promoção da saúde sexual e reprodutiva do adolescente escolar. Método: trata-se de um estudo descritivo, tipo relato de experiência, desenvolvida a partir das seguintes etapas: 1) Capacitação discente; 2) Apresentação do Projeto de Pesquisa; 3) Diagnóstico situacional no contexto escolar; 4) Seleção das temáticas; 5) Planejamento de estratégias e abordagens e 6) Execução e avaliação. As informações foram discutidas em concordância com a literatura. Resultados: notou-se a carência no conhecimento dos adolescentes escolares acerca da temática da saúde sexual e reprodutiva, entretanto, a intervenção no ambiente escolar mostrou ser um ambiente promissor para o processo de educação em saúde realizado, sobretudo, pelo enfermeiro no âmbito da Estratégia Saúde da Família com outros profissionais da saúde e da educação. Conclusão: enfatiza-se a necessidade de atividades no âmbito escolar a fim de promover o conhecimento e adoção hábitos e práticas saudáveis que impactem e assegurem aos estudantes riscos mínimos de injúrias à saúde sexual e reprodutiva.


Objective: to report the experience of Nursing Course students, in the implementation of educational interventions for the promotion of the sexual and reproductive health of adolescent students. Method: it is a descriptive study, of related experience type, developed from the following steps: 1) Student training; 2) Presentation of the Research Project; 3) Situational diagnosis in the school context; 4) Selection of themes; 5) Planning strategies and approaches and 6) Execution and evaluation. The information was discussed in accordance with the literature. Results: there was a lack of knowledge among adolescent students about the theme of sexual and reproductive health, however, the intervention in the school environment proved to be a promising environment for the health education process carried out, above all, by nurses within the scope of the Strategy Family Health with other health and education professionals. Conclusion: the need for activities at the school level is emphasized to promote knowledge and adoption of healthy habits and practices that impact and ensure students the minimum risk of injury to sexual and reproductive health.


Objetivo: reportar la experiencia de los estudiantes del Curso de Enfermería en la implementación de intervenciones educativas para la promoción de la salud sexual y reproductiva del adolescente escolar. Método: es un estudio descriptivo, tipo de informe de experiencia, desarrollado a partir de los siguientes pasos: 1) Capacitación de estudiantes; 2) Presentación del Proyecto de Investigación; 3) Diagnóstico situacional en el contexto escolar; 4) Selección de temas; 5) Planificación de estrategias y enfoques 6) Ejecución y evaluación. Las informaciones fueron discutidas de acuerdo con la literatura. Resultados: hubo una falta de conocimiento entre los adolescentes escolares sobre el tema de la salud sexual y reproductiva, sin embargo, la intervención en el entorno escolar demostró ser un entorno prometedor para el proceso de educación sanitaria llevado a cabo, obre todo, por el enfermero dentro del alcance de la Estrategia Salud Familiar con otros profesionales de la salud y la educación. Conclusión: se enfatiza la necesidad de actividades a nivel escolar para promover el conocimiento y la adopción de hábitos y prácticas saludables que impactan y aseguran a los estudiantes el riesgo mínimo de lesiones a la salud sexual y reproductiva.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Serviços de Saúde Escolar , Comportamento Sexual , Educação Sexual , Estudantes de Enfermagem , Educação em Saúde , Adolescente , Enfermagem , Saúde do Adolescente , Saúde Sexual e Reprodutiva , Vulnerabilidade em Saúde , Gravidez na Adolescência/prevenção & controle , Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle , Epidemiologia Descritiva , Anticoncepção
3.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 11(4): 1025-1030, jul.-set. 2019.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1005844

RESUMO

Objetivo: Descrever as condições do estilo de vida e riscos à saúde de um grupo de adolescentes e jovens participantes de um Núcleo de Atenção à Saúde do Adolescente (NASA). Métodos: Estudo descritivo de abordagem qualitativa realizado com 13 adolescentes e jovens cadastrados no NASA de um município da Baixada Litorânea do estado do Rio de Janeiro, por meio de questionários padronizados autoaplicáveis. Resultados: Foram identificados hábitos alimentares inadequados; precocidade das relações sexuais e uso irregular de preservativo; ausência de atividade física e situações constrangedoras vivenciadas na escola. Conclusão: O estudo aponta situações de riscos à saúde que demandam estratégias preventivas, sobretudo de promoção da saúde. Faz-se necessária a implementação de ações intersetoriais locais voltadas para a redução de vulnerabilidades com ênfase nos eixos temáticas de alimentação, sexualidade, atividade física, prevenção da violência e cultura da paz


Introduction: The occurrence of transmissible and non-communicable diseases related to lifestyle has acquired relevance in the juvenile phase. The objective was to describe aspects of the lifestyle of participants of a Teen Health Care Center. Materials and methods: Descriptive study of qualitative approach carried out with 13 adolescents and young people registered in the Adolescent Health Care Center of a city of Baixada Litorânea, state of Rio de Janeiro, Brazil, using standardized self-administered questionnaires. Results: Inappropriate eating habits; Precocity of the onset of sexual intercourse and irregular use of condoms; Absence of regular physical activity and embarrassing situations experienced at school were identified. Discussion: The commitment in these aspects of lifestyle indicates that there are situations of health risks that demand new preventive strategies besides the educational actions with the young public. Conclusions: There is a need for planning and implementation of local intersectoral actions at primary and secondary health care levels aimed at reducing youth vulnerabilities on inadequate feeding, sexual precocity, irregular physical activity and school violence


Introducción: La aparición de las enfermedades transmisibles y no transmisibles relacionadas con el estilo de vida ha obtenido relevancia en la fase juvenil. El objetivo fue describir aspectos del estilo de vida de participantes de un Núcleo de Atención a la Salud del Adolescente. Materiales y métodos: Estudio descriptivo del abordaje cualitativo realizado con 13 adolescentes y jóvenes registrados en el Núcleo de Atención a la Salud del Adolescente de un municipio de la Baixada Litoral del estado de Río de Janeiro, Brasil, por medio de cuestionarios estandarizados autoaplicables. Resultados: Se identificaron hábitos alimenticios inadecuados; Precocidad del inicio de las relaciones sexuales y uso irregular de preservativo; Ausencia de actividad física regular y situaciones embarazosas vivenciadas en la escuela. Discusión: El compromiso en estos aspectos del estilo de vida apunta que existen situaciones de riesgos a la salud que demandan nuevas estrategias preventivas además de las acciones educativas con el público joven. Conclusiones: Hay necesidad de planificación y realización de acciones intersectoriales locales en niveles de atención primaria y secundaria en salud que estén dirigidas a reducir las vulnerabilidades juveniles sobre alimentación inadecuada, precocidad sexual, actividad física irregular y violencia escolar


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Fatores de Risco , Saúde do Adolescente , Estilo de Vida , Comportamento Sexual , Drogas Ilícitas , Higiene/educação , Comportamento Alimentar , Promoção da Saúde
4.
Enferm. foco (Brasília) ; 10(1): 29-34, jan. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1028050

RESUMO

Objetivo: Identificar os resultados do teste de Papanicolaou correlacionando-os com o início da atividade sexual e o número de parceiros de mulheres. Metodologia: Estudo transversal com mulheres que realizaram o teste de Papanicolaou. Na análise dos dados, consideraram-se os resultados dos exames normais e alterados, por meio do teste não paramétrico Kruskal- Wallis. As médias das variáveis foram comparadas entre o grupo normal e cada infecção, por meio do teste t de Student. Resultados: Foi identificada prevalência de infecções genitais em 25,5%, com índice por Gardnerella vaginalis de 49% e por Candida spp de 38%. A idade do início da atividade sexual e o número de parceiros sugeriram associação com as infecções genitais. Conclusão: Deve-se realizar a educação em saúde e o teste de Papanicolaou para a prevenção primária e secundária de infecções sexualmente transmissíveis.


Objective: To identify the results of the Papanicolaou test and correlate them with the beginning of sexual activity and the number of partners of women. Methodology: Cross-sectional study with women who made the Papanicolaou test. In the analysis of the data, consider the results of the normal and altered exams using the Kruskal-Wallis non-parametric test. The averages of the variables were compared between the normal group and each infection, using Student’s t test. Results: The prevalence of genital infections was identified in 25.5%, with a index by Gardnerella vaginalis of 49% and by Candida spp of 38%. The age of beginning of sexual activity and the number of partners suggested association with the genital infections. Conclusion: Must be performed the health education and the Papanicolaou test for primary and secondary prevention of sexually transmitted infections.


Objetivo: Identificar los resultados de la prueba de Papanicolaou correlacionándolos con el inicio de la actividad sexual y el número de parejas de mujeres. Métodos: Estudio transversal con mujeres que realizaron la prueba de Papanicolaou. En el análisis de los datos, se consideraron los resultados de los exámenes normales y alterados, por medio del test no paramétrico Kruskal-Wallis. Las medias de las variables fueron comparadas entre el grupo normal y cada infección, por medio del test t de Student. Resultados: Se identificó prevalencia de infecciones genitales en el 25,5%, con índice por Gardnerella vaginalis del 49% y por Candida spp del 38%. La edad del inicio de la actividad sexual y el número de parejas sugieren asociación con las infecciones genitales. Conclusión: Se debe realizar la educación en salud y la prueba de Papanicolaou para la prevención primaria y secundaria de infecciones de transmisión sexual.


Assuntos
Feminino , Humanos , Comportamento Sexual , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Fatores de Risco , Teste de Papanicolaou
5.
REME rev. min. enferm ; 23: e-1217, jan.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1051134

RESUMO

OBJETIVO: identificar a percepção de cônjuges de pessoas com estomia intestinal sobre a sexualidade do casal. MÉTODO: trata-se de pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, fundamentada na história de vida focal, utilizando a entrevista em profundidade. Foram entrevistados 13 cônjuges de pessoas estomizadas, no período de agosto a novembro de 2014. As entrevistas foram submetidas à técnica de análise de conteúdo na modalidade temática. RESULTADOS: do processo de análise emergiram quatro categorias temáticas: a) conceituando sexualidade com base na opinião dos participantes sobre sexualidade; b) intimidade sexual, com a exposição de diversas nuanças no exercício da sexualidade, em específico durante o sexo; c) sentimentos gerados pela estomia nos cônjuges, que abordou as sensações vivenciadas após a cirurgia de confecção do estoma; d) e estratégias utilizadas para favorecer o exercício da sexualidade, cujas táticas utilizadas pelo casal nessa área foram elencadas. CONSIDERAÇÕES FINAIS: identificou-se que, na perspectiva dos cônjuges de pessoas com estoma intestinal, a sexualidade está intimamente atrelada ao sexo, sendo que as alterações no exercício da sexualidade do casal variaram desde a inalteração até mudanças radicais, incluindo referências de abdicação dessa dimensão do viver humano, priorizando atividades diversas.(AU)


Objective: to identify the perception of spouses of people with intestinal ostomy on the sexuality of the couple. Method: this is a descriptive research with a qualitative approach, based on the focal life story, using the in-depth interview. Thirteen spouses of ostomized people were interviewed from August to November 2014. The interviews were submitted to the content analysis technique in the thematic modality. Results: four thematic categories emerged from the analysis process: a) conceptualizing sexuality based on the participants' opinion on sexuality; b) sexual intimacy, with the exposure of various nuances in the exercise of sexuality, specifically during sex; c) feelings generated by the ostomy in the spouses, which addressed the sensations experienced after the stoma surgery; d) and strategies used to favor the exercise of sexuality, whose tactics used by the couple in this area were listed. Final considerations: it was found that, from the perspective of the spouses of people with intestinal stoma, sexuality is closely linked to sex, and the changes in the exercise of the couple's sexuality ranged from unchanging to radical changes, including references of abdication of this dimension of human living, prioritizing various activities.(AU)


Objetivo: identificar la percepción de los cónyuges de personas con ostomía intestinal sobre la sexualidad de la pareja. Método: investigación descriptiva con enfoque cualitativo, basada en la historia de vida focal, utilizando la entrevista en profundidad. Fueron entrevistados trece cónyuges de personas ostomizadas de agosto a noviembre de 2014. Las entrevistas fueron sometidas a la técnica de análisis de contenido en la modalidad temática. Resultados: del proceso de análisis surgieron cuatro categorías temáticas: a) conceptualizar la sexualidad basada en la opinión de los participantes sobre la sexualidad; b) intimidad sexual, con la exposición de varios matices en el ejercicio de la sexualidad, específicamente durante el sexo; c) sentimientos generados por la ostomía en los cónyuges, que trató de las sensaciones después de la cirugía de estoma; d) y estrategias utilizadas para favorecer el ejercicio de la sexualidad y se habló de las tácticas de la pareja en esta área. Consideraciones finales: se descubrió que, desde la perspectiva de los cónyuges de las personas con estoma intestinal, la sexualidad está estrechamente vinculada al sexo, y los cambios en el ejercicio de la sexualidad de la pareja iban desde cero cambio hasta cambios radicales, incluyendo referencias a la abdicación de esta dimensión de la vida humana, dándoles prioridad a otras actividades.(AU)


Assuntos
Humanos , Cônjuges , Sexualidade , Estomas Cirúrgicos , Comportamento Sexual , Promoção da Saúde
6.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 159 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998391

RESUMO

As Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) representam uns dos maiores problemas de saúde pública da atualidade, sendo a principal causa de morbimortalidade mundial e no Brasil. Entre as DCNT destacam-se a Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS) e o Diabetes Mellitus (DM), que possuem um conjunto de fatores de risco responsáveis pela magnitude das mortes e por fração substancial da carga de doenças na população brasileira. Estas doenças, além de alterarem a fisiologia corporal causando disfunções físicas, afetam e são afetadas por condições psicológicas e sociais, que interferem direta e indiretamente na sexualidade da pessoa que vive com a DCNT. As interferências se devem tanto a aspectos da própria doença e do tratamento, como a aspectos subjetivos que incluem, por exemplo, a imagem corporal, o amor próprio e o autocuidado, que são, muitas vezes, negligenciados. O objetivo desse estudo foi compreender os modos de pensar a sexualidade pelas pessoas com HAS ou DM. Trata-se de pesquisa qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais, a partir das proposições de Alain Giami. Foram realizadas entrevistas individuais abertas e em profundidade com 25 usuários de serviços de atenção primária à saúde do município de Belo Horizonte. A Análise Estrutural de Narração foi utilizada para desvelar o conteúdo dos dados com o auxílio do Software MAXQDA12. Os resultados finais foram organizados em duas categorias: 1) Representações do sujeito sobre sexualidade; 2) Abordagem da saúde sexual no processo de cuidados nos serviços de saúde segundo os usuários. Não houve diferenças entre os discursos das pessoas com DM e HAS, e sim entre os discursos masculinos e femininos, mostrando a influência das normas sociais de gênero no modo de viver a sexualidade dessas pessoas. Os participantes do estudo, de modo geral, entendem que sexualidade é sinônimo de ato sexual. Algumas mulheres também relacionaram a sexualidade com imagem corporal e autoestima, e houve associação com afeto e amorosidade. As representações sobre relação sexual foram sempre positivas para os homens, inclusive para aqueles com disfunção sexual (DS) ou sem vida sexual ativa. Os homens descobriram sua sexualidade por meio da masturbação, no final da infância e início da adolescência, e, pouco depois, tiveram a primeira relação sexual. As mulheres, por sua vez, iniciaram a vida sexual mais tarde que os homens, geralmente no casamento ou pouco antes dele, tendo, portanto, menos experiências e menor número de parceiros. Nem todas as mulheres tiveram representações positivas relacionadas à sexualidade; a atividade sexual não foi considerada central em suas vidas, e foi frequentemente representada como obrigação em relação ao parceiro. A masturbação feminina é um tabu e, geralmente, não é praticada pelas mulheres, por acreditarem que precisam do companheiro para viver sua sexualidade. Os entrevistados, ao serem questionados sobre a existência de alterações na sexualidade após o adoecimento por diabetes ou HAS, relataram, inicialmente, não ter percebido nenhuma alteração. Porém, ao aprofundar o assunto, informavam situações e sinais e sintomas de disfunções sexuais, com os quais conviviam como se fizessem parte do ciclo natural da sexualidade. As disfunções mais relatadas pelas mulheres foram: diminuição da libido, diminuição ou perda da lubrificação e disfunção orgástica. Pelos homens foram: diminuição da frequência sexual e disfunção erétil. A idade, menopausa e problemas relacionados à vida, tais como violência, condições econômicas e criação familiar, foram relatados como principais fatores destas disfunções. A abordagem da saúde sexual no processo de cuidados nos serviços de saúde é quase inexistente, segundo os entrevistados, pois os profissionais não incluem informações sobre a vida sexual dos usuários como rotina do serviço. Quando o fazem, é de maneira pontual, superficial e tímida, ignorando a integralidade do cuidado. Os entrevistados, em sua maioria, consideram a abordagem da saúde sexual necessária e positiva, para melhorar suas vidas e como forma de prevenção de doenças e agravos. Os resultados apontam, portanto, que há uma negação da sexualidade e de sua problemática, tanto pelas pessoas que têm HAS e DM quanto pelos profissionais de saúde da atenção básica. Ao não abordarem a sexualidade, pelo eixo da saúde sexual, os profissionais mantêm o tabu sobre ela e negam a integralidade da atenção à saúde, sendo necessário adotar medidas que busquem a melhoria da formação dos profissionais, bem como a inserção do tema na rotina das ações nos serviços de saúde. (AU)


Non-communicable diseases (NCD) are some of the greatest healthy public issues. NCD are the main reason morbidity and mortality in the world and in Brazil. Among NCDs, can be highlighted Systemic Hypertension (SH) and Diabetes Mellitus (DM). SH and DM have a group of risk factors responsible for a large number of dies and for a substantial fraction of Brazilian population diseases. These diseases, besides changing corporal physiology and causing physical dysfunctions, affect and are affected by psychological and social conditions. That condition interferes directly and indirectly with the sexuality of people who has NCD. The interferences are originate by both diseases aspects and subjective aspects (such as corporal image, self-love and self-care), these aspects some times are neglected. The objective of this study was understand the ways of thinking of the people who has SH or DM about sexuality. It is a qualitative research based on Social Representations Theory, based on Alain Giami propositions. Deep and open interviews were made with 25 people that uses the Belo Horizonte primary health care services. The Structural Analysis of Narrative was processed with the software MAXQDA12 and used to expose the data content. Final results were organized in two categories: 1) Representations of the subject about its sexuality; 2) Approach to sexual health in the health care process. There weren't differences between the speeches of people with DM and SH. But there were differences between the discourses of male and female, showing the social norms influence in the sexuality people lifeway. In general study participants understand that sexuality is equal to sexual act. Some women related sexuality with corporal image and self-esteem, some participants related with affect and amorousness. The representation of sexual relations were always positive for men, included those who had sexual dysfunction or without an active sexual life. Men discover their sexuality through masturbation, between the end of childhood and start of adolescence, and shortly thereafter they use to have their first sexual relation. In the other hand, women uses to start their sexual life latter than men, generally when they get married or shortly before. In this way, they have less sexual experiences and partners than men. Not all women had positive representations about sexuality. Sexual life wasn't central in their lives, and, frequently, their sexual lives were understood as obligation with their sexual partner. Female masturbation is also a taboo and usually it isn't practiced by women, they believe that they need a partner to have their sexuality. When interviewees were asked about having sexuality alterations, they related not perceived any alterations. However, deepening into the subject, they informed sexual dysfunctions situations, signals and symptoms, in which they were living as a simple part of the sexuality natural cycle. The most reported dysfunctions by women were: libido reduction, lubrication reduction or loss, and orgasmic dysfunction. The most reported by men were: reduction of the sexual frequency and erectile dysfunction. Age, menopause, and problems related to life (as violence, economic conditions and family care), were reported as the mainly factors to begin those dysfunctions. There is almost no approach about sexual health in the process of health care services. According to interviewees, health professionals don't put information about their sexual life in the users' health forms. When they do, it is in a punctual way, superficially and timidly, ignoring the care integrality. Most of the interviewees consider necessary and positive the approach to sexual health. It can help them improve their lives and prevent diseases and injuries. Results show that exist a sexuality denial and its consequences, both by people who has SH or DH and by health professionals of basic health care. Not approaching to sexuality, health professionals keep taboo about it and deny integral health care. It is necessary to adopt measures that improve professional qualification and inserts the theme in health services actions routine.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Sexualidade/psicologia , Diabetes Mellitus , Hipertensão/complicações , Atenção Primária à Saúde , Comportamento Sexual , Fatores Socioeconômicos , Inquéritos e Questionários , Dissertação Acadêmica
7.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 110 p. ilus..
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1087609

RESUMO

O estudo teve como objetivo geral: analisar comparativamente as práticas de prevenção das infecções sexualmente transmissíveis (IST) de jovens universitários do sexo masculino de duas instituições. E como objetivos específicos: identificar as práticas sexuais dos jovens universitários frente às IST; caracterizar as práticas de prevenção de IST adotadas pelos universitários; comparar as práticas sexuais e de prevenção de IST adotadas por eles. Estudo quantitativo, descritivo, transversal, desenvolvido em duas instituições de ensino superior (IES1 e IES2), no Rio de Janeiro, com amostra do tipo intencional e estratificada, de 768 jovens universitários do sexo masculino de 18 a 29 anos. Para captação das informações foi utilizado um questionário estruturado com 60 questões. A análise dos dados empregou a estatística descritiva, em frequências absolutas, relativas e análise bivariada; para a análise inferencial foi utilizado o Software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) e aplicado o teste qui-quadrado de Pearson. Os resultados evidenciaram que os universitários das duas instituições apresentam práticas sexuais e comportamento de risco semelhante para aquisição de IST, havendo poucas diferenças. A maioria é sexualmente ativa, tendo tido o primeiro intercurso sexual e usado o preservativo nessa ocasião. Um quantitativo expressivo de participantes não utiliza preservativo sempre e não costuma negociar o seu uso. No tocante ao emprego do preservativo com parcerias fixas, os universitários da IES1 apresentaram resultados em quantitativo maior que os participantes da IES2. Em relação ao conhecimento sobre as IST, embora os jovens tenham informado que não conhecem o suficiente, reconhecem algum método para a prevenção das infecções. As parcerias sexuais dos participantes não costumam usar o preservativo feminino. O uso de álcool e/ou drogas foi informado pela maioria dos jovens, contudo o seu emprego não precedeu à última relação sexual. Nas duas instituições, grande parte não utiliza o sistema público de assistência à saúde, nunca realizou teste para detecção do vírus da imunodeficiência humana (HIV) e não são circuncidados. Conclui-se que os participantes do estudo assumem um comportamento de risco e ficam vulneráveis às IST e, nesse contexto são oportunas ações educativas que valorizem o autocuidado de jovens e orientações relacionadas à prevenção de agravos à saúde sexual. É preciso que os profissionais envolvidos no atendimento a população jovem sejam capacitados e, estimulem a reflexão sobre a importância dos cuidados com a saúde sexual, com destaque para o público masculino que não busca com frequência os serviços de saúde, adesão às práticas de prevenção de agravos e assunção de um comportamento de risco.


The general objective of the study was to analyze sexually transmitted infections (STI) of young male college students from two institutions. And as specific objectives: to identify the sexual practices of college students against STI; to characterize the practices of prevention of STI adopted by university students; to compare the sexual practices and prevention of STI adopted by them. A quantitative, descriptive, cross-sectional study developed in two higher education institutions (IES1 and IES2), in Rio de Janeiro, with a sample of the intentional and stratified type, of 768 university students, male, aged 18 to 29 years. A questionnaire structured with 60 questions was used to gather information. Data analysis employed descriptive statistics, in absolute, relative frequencies and bivariate analysis; for the inferential analysis we used the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) and applied the chi- square test of Pearson. The results showed that the students of the two institutions presented sexual practices and similar risk behavior for STI acquisition, with few differences. Most are sexually active, having had their first sexual intercourse and using condoms on this occasion. An expressive number of participants does not use condoms at all and does not usually negotiate their use. Regarding the use of the condom with fixed partnerships, the students of IES1 presented results in quantitative higher than the participants of IES2. Regarding knowledge about STI, although young people have reported that they do not know enough, they recognize some method for the prevention of infections. Participant sexual partnerships do not usually use the female condom. Alcohol and / or drug use was reported by most young people, but their employment did not precede their last sexual intercourse. In both institutions, much of it does not use the public health care system, has never tested for human immunodeficiency virus (HIV) and is not circumcised. It is concluded that the participants of the study assume a risk behavior and are vulnerable to STI and, in this context, educational actions that value the self-care of young people and guidelines related to the prevention of sexual health problems are opportune. It is necessary that the professionals involved in the care of the young population be trained and stimulate the reflection on the importance of the sexual health care, with emphasis on the male audience that does not frequently seek health services, adherence to prevention practices and risk behavior.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Comportamento Sexual , Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle , Adolescente , Enfermagem em Saúde Comunitária , Saúde do Homem , Saúde do Estudante , Sexualidade
8.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 173 p. ilus. color..
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052240

RESUMO

A condição de vulnerabilidade às infecções sexualmente transmissíveis e à Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (IST/aids) é aumentada nas mulheres encarceradas. Os fatores associados a esse aumento estão relacionados às condutas sexuais adotadas por essas mulheres, em que a multiparceria, a prática do sexo desprotegido, assim como as modificações histórico-culturais decorrentes do ambiente prisional, associadas às relações interpessoais e intrapsíquicas, norteiam roteiros sexuais de risco. O estudo objetivou: analisar as dimensões de vulnerabilidade às IST/aids das mulheres encarceradas, considerando suas condutas sexuais (práticas/atitudes, comportamentos); descrever as condutas sexuais das mulheres encarceradas; e discutir as ações de prevenção e enfrentamento das IST/aids de mulheres encarceradas, segundo dimensões de vulnerabilidades. Trata-se de uma pesquisa qualitativa de natureza descritiva e exploratória, utilizando o método teórico-metodológico narrativa de vida segundo Bertaux. Fundamenta sua análise na teoria dos scripts sexuais de Gagnon e Simon e nas dimensões da vulnerabilidade de Ayres. O cenário de estudo foi o Conjunto Penal de Jequié (CPJ), na Bahia. Os dados foram coletados por meio da entrevista aberta, individual e gravada com 15 mulheres encarceradas. O estudo obedeceu ao disposto na Resolução 466/2012, do Conselho Nacional de Saúde (CNS), sendo aprovado sob CAAE 64271316.2.0000.0055. A análise dos dados foi realizada por meio da análise temática de Bertaux. Os resultados apontam que as mulheres encarceradas adotam condutas sexuais de risco por meio dos seus roteiros sexuais anteriores e posteriores à estadia no presídio, sendo vulneráveis às IST/aids. As normas institucionais do sistema prisional tendem a colaborar para reduzir a vulnerabilidade às IST/AIDS, porém ainda há dificuldades, principalmente no que se refere à supervisão do sexo seguro dos encontros íntimos e da prática de multiparceria. Além disso, a dificuldade de acesso a serviços ginecológicos e de preservativos por parte das mulheres são apontados como fatores que aumentam a vulnerabilidade para IST/aids nesse cenário. Tomando por base os roteiros sexuais adotados pelas mulheres encarceradas, as relações sociais e institucionais a que estão submetidas, concluímos que essas mulheres se encontram em situação de vulnerabilidade individual, social e programática para IST/aids. Nesse sentido, torna-se necessário repensar as ações de prevenção às IST/aids aplicadas às mulheres encarceradas, ofertando o direito das visitas íntimas conforme determina a Lei de Execuções Penais (LEP), coibindo a prática da promiscuidade em módulos masculinos, intensificando as atividades educativas, fornecendo preservativos e assistência à saúde eficaz. Além disso, sugerimos fomentar maiores discussões e inserir, na formação dos profissionais de saúde, a atenção à saúde da população carcerária.


The condition of vulnerability to sexually transmitted infections and Acquired Immunodeficiency Syndrome (STI / AIDS) is increased in incarcerated women. The factors associated with this increase are related to the sexual behaviors adopted by these women, in which multi-partnership, the practice of unprotected sex, as well as the historical-cultural changes resulting from the prison environment, associated with interpersonal and intrapsychic relations, guide sexual risk. The study aimed to: analyze the dimensions of vulnerability to STI / AIDS of women incarcerated, considering their sexual behavior (practices / attitudes, behaviors); describe the sexual conduct of incarcerated women; and discuss the actions of prevention and coping with STI / AIDS of women incarcerated, according to dimensions of vulnerability. It is a qualitative research of descriptive and exploratory nature, using the theoretical-methodological method narrative of life according to Bertaux. He bases his analysis on the theory of the sexual scripts of Gagnon and Simon and on the dimensions of the vulnerability of Ayres. The study scenario was the Jequié Penal Set (CPJ) in Bahia. Data were collected through an open, individual and recorded interview with 15 incarcerated women. The study complied with the provisions of Resolution 466/2012, of the National Health Council (CNS), and was approved under CAAE 64271316.2.0000.0055. Data analysis was performed using the thematic analysis of Bertaux. The results indicate that incarcerated women adopt sexual risk behaviors through their sexual routes before and after their stay in the prison and are vulnerable to STI / AIDS. The institutional norms of the prison system tend to collaborate to reduce vulnerability to STI / AIDS, but there are still difficulties, especially with regard to safe sex supervision of intimate encounters and multi-partner practice. In addition, the difficulty of access to gynecological services and condoms by women are pointed as factors that increase the vulnerability to STI / AIDS in this scenario. Based on the sexual scripts adopted by incarcerated women, the social and institutional relations to which they are subjected, we conclude that these women are in situations of individual, social and programmatic vulnerability to STI / AIDS. In this sense, it is necessary to rethink the actions of STI / AIDS prevention applied to incarcerated women, offering the right of intimate visits as determined by the Law on Criminal Executions (LEP), curbing the practice of promiscuity in male modules, intensifying activities providing effective condoms and health care. In addition, we suggest fostering greater discussions and inserting, in the training of health professionals, the health care of the prison population.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Prisioneiros , Comportamento Sexual , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Saúde da Mulher , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Enfermagem , Vulnerabilidade em Saúde , Prisões
9.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(10): 2610-2620, out. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-996475

RESUMO

Objetivo: identificar as percepções de pacientes do sexo masculino em tratamento dialítico substitutivo sobre a sexualidade. Método: trata-se de estudo quantitativo, descritivo e exploratório, junto a 39 homens em tratamento hemodialítico. Coletaram-se os dados por meio de questionamentos. Realizaram-se procedimentos para a análise exploratória de dados, apresentados em tabelas e recorte dos registros das falas. Resultados: citaram-se, pela maioria dos entrevistados, alterações no cotidiano devido às limitações físicas e restrições por apresentarem uma doença crônica com prognóstico incerto e por terem que ficar por muito tempo à disposição das sessões de hemodiálise. Relataram-se sobre a sexualidade, queixas sexuais, levando-se a crer que a adaptação à nova rotina, decorrente do tratamento e da limitação, causou prejuízos à vivência sexual do paciente; destacaram-se a disfunção erétil, a ejaculatória e o cansaço físico. Conclusão: torna-se importante o cuidado do enfermeiro para desenvolver atividades que auxiliem na vivência e na aceitação das modificações ocasionadas pela condição crônica englobando não só os pacientes, mas, também, seus familiares, companheiras e amigos, promovendo a atenção integral ao paciente renal crônico, em todas as dimensões do cuidado, incluindo a sexualidade.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Pacientes , Percepção , Comportamento Sexual , Diálise Renal , Sexualidade , Insuficiência Renal Crônica , Saúde do Homem , Acontecimentos que Mudam a Vida , Epidemiologia Descritiva , Cuidados de Enfermagem
10.
Nursing (Säo Paulo) ; 21(242): 2260-2263, jul.2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-911319

RESUMO

Objetivo: identificar as alterações de comportamento na atividade sexual de pacientes que tiveram infarto agudo do miocárdio. Método: estudo descritivo, de caráter transversal e abordagem quantitativa, realizado em um hospital público de grande porte e referência em cardiologia. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista direta, em local reservado, com aplicação de questionário estruturado pelos pesquisadores, tendo sido previamente executado um pré-teste para verificar sua adequabilidade. A análise estatística ocorreu através do software Assistat versão 7.7, sendo aprovado pelo CEP do HAM sob o n.º do CAAE: 65400117.3.0000.5197. Resultados: 50% dos pacientes referiram diminuição no interesse sexual e 60% presença de disfunção. Todos os pacientes apresentaram dúvidas sobre como retornar o desempenho de suas atividades sexuais, e contatou-se a completa ausência de orientações por parte dos profissionais de saúde. Conclusões: constata-se a necessidade de implementação de ações educativas pelos profissionais de saúde, principalmente pelo enfermeiro que reconhece seu papel nas ações educativas com os pacientes. Com isso, se faz necessário a abertura de espaços onde as necessidades de informação e o esclarecimento de dúvidas desses pacientes sejam sanados.(AU)


Assuntos
Humanos , Comportamento Sexual , Saúde Sexual , Infarto do Miocárdio , Educação de Pacientes como Assunto
11.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(7): 1978-1985, jul. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-986841

RESUMO

Objetivo: identificar o perfil sexual de mulheres privadas de liberdade. Métodos: estudo quantitativo, descritivo, corte transversal, envolvendo 56 detentas. A coleta de dados, na Cadeia Municipal, contemplou dados de caracterização sexual. Resultados: evidenciaram menarca e coitarca precoce, pouca variedade de parceiros sexuais nos últimos seis meses e baixa adesão ao uso do preservativo. A homo/bissexualidade e a prostituição tiveram uma frequência significativa. A presença de queixas ginecológicas foi pouco expressiva. No entanto, o número de mulheres que afirmou realizar o exame colpocitológico anualmente foi significativo. Conclusão: diante da vulnerabilidade de mulheres privadas de liberdade, percebe-se que estratégias de prevenção e promoção à saúde, que atendam às peculiaridades dessa população, e a garantia no acesso aos serviços de saúde são fundamentais para a garantia de melhor qualidade de vida dessas mulheres.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Prisões , Prisioneiros , Comportamento Sexual , Fatores Socioeconômicos , Mulheres , Perfil de Saúde , Saúde da Mulher , Vulnerabilidade em Saúde , Saúde Sexual , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Prevenção de Doenças , Promoção da Saúde
12.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 10(2): 391-398, abr.-jun. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-908456

RESUMO

Objective: to identify situations of vulnerability experienced by young people in the process of discovery, acceptance and assumption of their sexual orientation. Method: this is a qualitative research held with 25 homoaffective young people by means of interviews. Results: the homoaffective young people experience individual and social vulnerabilities. In the individual dimension, they are exposed to feelings of fear, insecurity and non-acceptance. In the social dimension, one should highlight the exposure to violence, expressed in several ways, within the family and social environments. As a means of confronting the vulnerabilities, family was pointed out as an important entity. Conclusions: the vulnerabilities present in the lives of homoaffective young people need to be (acknowledged) known and confronted in all their dimensions. It is essential to effectively implement policies and programs for preventing violence and promoting health, considering sexuality as a part of the happiness project of people.


Objetivo: identificar situações de vulnerabilidade vivenciadas pelo jovem no decorrer do processo de descobrir-se, aceitar-se e assumir sua orientação sexual. Método: pesquisa qualitativa realizada com 25 jovens homoafetivos por meio de entrevistas. Resultados: os jovens homoafetivos vivenciam vulnerabilidades individuais e sociais. Na dimensão individual, estão expostos aos sentimentos de medo, insegurança e não aceitação. Na dimensão social, destaca-se a exposição à violência, expressa de diversas formas, nos âmbitos familiar e social. Como meio de enfrentamento das vulnerabilidades, a família foi evidenciada como uma entidade importante. Conclusões: as vulnerabilidades presentes na vida do jovem homoafetivo necessitam ser (re) conhecidas e enfrentadas em todas as suas dimensões. É imperativo implementar políticas e programas de prevenção à violência e de promoção à saúde, considerando a sexualidade como parte do projeto de felicidade das pessoas.


Objetivo: identificar las situaciones de vulnerabilidad vividas por el joven en el transcurso del proceso de descubrimiento, aceptación y asunción de su orientación sexual. Método: investigación cualitativa levada a cabo con 25 jóvenes homoafectivos através de entrevistas. Resultados: los jóvenes homoafectivos vivencian vulnerabilidades individuales y sociales. En la dimensión individual, están expuestos a sentimientos de miedo, inseguridad y no aceptación. En la dimensión social, se destaca la exposición a la violencia, expresada de diversas maneras, en los ámbitos familiar y social. Como medio de hacer frente a las vulnerabilidades, la familia fue señalada como una entidad importante. Conclusiones: las vulnerabilidades presentes en la vida del joven homoafectivo necesitan ser (re) conocidas y enfrentadas en todas sus dimensiones. Es imprescindible la implementación de políticas y programas de prevención de la violencia y de promoción de la salud, teniendo en cuenta la sexualidad como parte del proyecto de felicidad de las personas.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adolescente , Adulto Jovem , Vulnerabilidade em Saúde , Homossexualidade/psicologia , Comportamento Sexual/psicologia , Brasil
13.
Rev. enferm. Cent.-Oeste Min ; 8: [1-11], mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-973220

RESUMO

Objetivo: analisar os fatores associados ao risco de apresentar alterações no exame citopatológico do colo do útero. Métodos:Estudo transversal, que contemplou mulheres entre 25 a 64 anos. O risco para um exame alterado foi calculado a partir de quatro critérios: primeira relação sexual antes dos 18 anos; mais de quatro parceiros sexuais ao longo da vida; história anterior de doença sexualmente transmissível; mais de três partos. As análises foram efetuadas utilizando-se os testes Qui-quadrado de Pearson, razão de prevalência (RP) e Regressão de Poisson com variância robusta e intervalo de confiança (IC) de 95%. Resultados: A amostra foi composta por 479 mulheres, das quais 30% apresentaram alto risco para um exame citopatológico alterado. Constatou-se que as mulheres com baixa renda (RP = 1,12; IC95%: 1,04-1,21), com percepção negativa da própria saúde (RP = 1,13; IC95%: 1,06-1,20),que faziam uso de tabaco (RP = 1,14; IC95%: 1,05-1,23) ou álcool (RP = 1,09; IC95%: 1,02-1,18) apresentaram alto risco de apresentar um exame alterado, ao passo que a idade elevada (RP = 0,83; IC95%: 0,73–0,95) associou-se à diminuição desse risco.Conclusão: As mulheres jovens, de baixa renda, com percepção negativa da própria saúde e que usavam tabaco ou álcool tinham maior probabilidade de apresentar alterações no exame citopatológico do colo do útero.


Objective: to analyze the factors associated with the risk of presenting changes in the cervical cytopathology examination. Methods: Cross-sectional study that included women between 25 and 64. The risk for an altered examination was calculated fromfour criteria: first sexual intercourse before the age of 18; more than four lifetime sexual partners; previous history of sexually transmitted disease; more than three childbirths. The analyses were performed using Pearson’s Chi-square test, prevalence ratio(PR) and Poisson Regression with gross variance and confidence interval (CI) of 95%. Results: The sample consisted of 479 women,of whom 30% had a high risk for an altered cytopathological examination. The study found that women with low income (PR = 1.12,95%CI: 1.04-1.21), with a negative perception of their own health (PR = 1.13, 95%CI: 1.06–1.20), who used tobacco (PR = 1.14, CI95%: 1.05-1.23) or alcohol (PR = 1.09, CI 95%: 1.02-1.18) presented a high risk for an altered cytopathological examination, whereasthe high age (PR = 0.83, CI 95%: 0.73-0.95) was associated with decrease in this risk. Conclusion: Young, low-income women with anegative perception of their own health, who used tobacco or alcohol, were more likely to present alterations in cervical cytopathology examination.


Objetivo: analizar los factores asociados al riesgo de presentar alteraciones en el examen citopatológico del cuello del útero.Métodos: Estudio transversal que contempló mujeres entre 25 y 64 años. El riesgo para un examen alterado fue calculado segúncuatro criterios: primera relación sexual antes de 18 años; más de cuatro parejas sexuales en la vida; historia de enfermedad de transmisión sexual; más de tres partos. Los análisis se efectuaron utilizando las pruebas Qui-cuadrado de Pearson, razón de prevalencia (RP) y Regresión de Poisson con varianza robusta e Intervalo de Confianza (IC) del 95%. Resultados: Participaron 479 mujeres, siendo que 30% presentó alto riesgo para un examen alterado. Se constató que mujeres con bajos ingresos (RP = 1,12, IC95%: 1,04-1,21), con percepción negativa de la salud (RP = 1,13; IC 95%: 1,01-1,20), que hacían uso de tabaco (RP = 1,14, IC 95%:1,05-1,23) o alcohol (RP = 1,09, IC95%: 1,02-1,18 ) presentaron alto riesgo de presentar un examen modificado, mientras que laedad elevada (RP = 0,83, IC 95%: 0,73-0,95) se asoció a la disminución de este riesgo. Conclusión: Las mujeres jóvenes, de bajarenta, con percepción negativa de la salud, que usaban tabaco o alcohol tenían mayor probabilidad de presentar alteraciones en los exámenes citopatológicos del cuello del útero.


Assuntos
Feminino , Humanos , Prevenção Primária , Grupos de Risco , Comportamento Sexual , Neoplasias do Colo do Útero , Mulheres
14.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-973260

RESUMO

OBJETIVO: descrever e comparar os aspectos sociodemográficos, a história sexual e reprodutiva e o conhecimento contraceptivo de puérperas adolescentes e adultas que tiveram seus partos numa maternidade de referência para a macrorregião de saúde. MÉTODOS: foi realizada entrevista individual com um instrumento semi estruturado contendo questões relativas aos aspectos estudados. RESULTADOS: a média de idade das puérperas foi de 26,74 anos. Dentre os métodos contraceptivos, a pílula foi apontada como mais conhecido. Houve associação estatisticamente significante entre o período fértil e a idade da puérpera e a renda. A mediana de idade em que as puérperas tiveram sua primeira relação sexual foi de 17 anos. A associação idade da puérpera e idade da primeira relação sexual (p<0,001) identificou início mais cedo da atividade sexual entre as adolescentes. CONCLUSÃO: as puérperas, em geral, possuem conhecimento inadequado do período fértil, além do conhecimento limitado acercados métodos contraceptivos. Há necessidade de maior atenção à assistência e ao planejamento familiar.


OBJECTIVE: to describe and to compare the sociodemographic aspects, the sexual and reproductive history and contraceptiveknowledge of postpartum teenagers and adults who had their births in a reference maternity for the health macro-region.METHODS: we used individual interview with a semi-structured instrument containing questions related to the previously studiedaspects. RESULTS: the average of the mothers’ age was 26.74 years old. Among the methods of contraception, the pill was the mostknown by the mothers. There was a statistically significant association between the fertile phase, the age of puerperal woman andincome. The median age at which the mothers had their first sexual intercourse was 17 years old. The association of postpartumage and her first sexual intercourse age (p <0.001) identified earlier onset of sexual activity among adolescents. CONCLUSION: ingeneral, they have inadequate knowledge of the fertile period, in addition to limited knowledge about contraceptive methods.There is a need for greater attention to family planning and care.


OBJETIVO: describir y comparar los aspectos socio-demográficos, la historia sexual y reproductiva y el conocimiento anticonceptivode las madres adolescentes y adultos que tenían sus entregas en una maternidad de referencia en la macro-región de salud. MÉTODOS: fueron realizadas entrevistas individuales con instrumentos semi-estructurados con las cuestiones relativas a losaspectos estudiados. RESULTADOS: La edad media de las madres fue de 26,74 años. Entre los métodos anticonceptivos, la píldora hasido nombrado el más conocido. Se observó una asociación estadísticamente significativa entre el período fértil y la edad puerperaly los ingresos. La edad media a la que las madres tuvieron su primera relación sexual fue a los 17 años. La asociación edadpuerperal y la edad de la primera relación sexual (p <0,001) identificó inicio más temprano de la actividad sexual entre losadolescentes. CONCLUSIÓN: las madres, generalmente, tienen un conocimiento inadecuado del período fértil, además de unconocimiento limitado acerca de los métodos anticonceptivos. Existe la necesidad de una mayor atención a la ayuda y a laplanificación familiar.


Assuntos
Feminino , Humanos , Adolescente , Adulto Jovem , Adulto , Anticoncepção , Planejamento Familiar , Gravidez , História Reprodutiva , Comportamento Sexual
15.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(3): 772-780, mar. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-968439

RESUMO

Objetivo: caracterizar função, práticas e posições sexuais de mulheres grávidas. Método: revisão integrativa realizada em abril de 2017, nas bases de dados MEDLINE, Lilacs, IBECS, CINAHL, BDENF e biblioteca virtual SciELO. Identificaram-se 1.439 artigos, após aplicação dos filtros, critérios de inclusão e exclusão, 11 artigos compuseram amostra. Resultados: os resultados evidenciaram quatro categorias temáticas << Práticas sexuais na gestação >>; << Posições sexuais na gestação >>; << Domínios da função sexual >> e << Aspectos correlatos da função sexual >>. Conclusão: durante a gestação ocorre redução na frequência e/ou restrição de realização de práticas e posições sexuais, além de alterações em todos os domínios e aspectos correlatos da função sexual. Práticas e posições sexuais não foram avaliadas e/ou especificadas pela maioria dos estudos primários.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Comportamento Sexual , Saúde da Mulher , Coito , Sexualidade , Gestantes , MEDLINE
16.
Rio de Janeiro; s.n; 2018. 101 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-980919

RESUMO

Este estudo teve como objetivo geral analisar as condutas sexuais dos jovens universitários e a prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST). E como objetivos específicos: conhecer a percepção dos jovens universitários acerca da sexualidade; descrever as condutas sexuais dos jovens universitários; e discutir os roteiros sexuais dos jovens na perspectiva da prevenção de IST. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, integrado ao projeto "Sexualidade e vulnerabilidade dos jovens em tempos de Infecções Sexualmente Transmissíveis". O cenário da pesquisa foi uma instituição de ensino superior privada, situada no município do Rio de Janeiro. Os participantes do estudo foram os jovens universitários, de ambos os sexos, com idades entre 18 e 29 anos, regularmente matriculados na respectiva instituição. Os dados foram coletados através da técnica de grupo focal. Os principais tópicos de discussão foram aqueles relacionados aos aspectos sociais, à sexualidade, condutas sexuais/gênero e prevenção de IST. Para análise dos dados, foi empregada a técnica de análise do conteúdo na modalidade temático-categorial, sendo operacionalizada com auxílio do software Nvivo 9.0. Da análise, emergiram três categorias: compreensão dos jovens universitários acerca da sexualidade, gênero e orientação sexual; relacionamentos, iniciação sexual e o diálogo com as crenças religiosas na perspectiva dos jovens universitários; uso do preservativo nos roteiros sexuais dos jovens universitários: motivações e estímulos. Os resultados demonstram que o cenário cultural e a organização das relações entre os gêneros exercem forte influência na elaboração das condutas sexuais da população investigada. As relações de namoro e a confiança nos parceiros tornam os jovens vulneráveis às IST, uma vez que, na concepção dos participantes, este tipo de roteirização dispensa o uso do preservativo. Nos encontros com os universitários, foram verbalizadas roteirizações, sendo percebido que as mulheres apresentam maior dificuldade em negociar a utilização do preservativo com seus parceiros, e que as relações sem o uso deste recurso nem sempre são consentidas por elas. Conclui-se que é necessário repensar os direitos sexuais, as políticas de saúde e os programas disponíveis para a população jovem no enfrentamento das IST para a superação das iniquidades de gênero. É relevante que os serviços e profissionais de saúde, sobretudo os enfermeiros, considerem a universidade como um espaço privilegiado para a educação permanente e a discussão destas temáticas junto à população jovem.


This study had as general objective 'to analyze the sexual behavior of university students and the prevention of Sexually Transmitted Infections (STI)'. And as specific objectives: to comprehend the perception of university students about sexuality; to describe the sexual behavior of university students; and to discuss the sexual scripts of young people in regard to preventing STIs. This is a descriptive study with a qualitative approach, integrated to the project "Sexuality and Vulnerability of young people in times of Sexually Transmitted Infections". The research took place in a private higher education institution, located in the city of Rio de Janeiro. The study participants were university students of both sexes, aged between 18 and 29 years, regularly enrolled in the respective institution. Data were collected through the focal group technique. The main topics of discussion were those related to social aspects, sexuality, sexual/gender behavior and STI prevention. For the data analysis, the technique of Content Analysis was employed in the thematic-categorial modality, being operationalized using Nvivo 9.0 software. From the analysis emerged three categories: understanding of university students about sexuality, gender and sexual orientation; relationships, sexual initiation and dialogue with religious beliefs in the perspective of university students; use of condoms in the sexual scripts of university students: motivations and triggers. The results show that the cultural scene and the organization of gender relations exert a strong influence in the elaboration of the sexual behavior of this population. Dating relationships and trust in partners make young people vulnerable to STIs, since in the perspective of the participants, this type of scripting does not require the use of condoms. In the meetings with the university students, scriptures were verbalized and it was noticed that women show greater difficulty in negotiating condom use with their partners, and that sexual relations without the use of this resource are not always consented to by them. It is concluded that it is necessary to rethink the sexual rights, the health policies and the programs available to the young population in fighting against STIs to overcome gender inequities. It is relevant that health services and professionals, especially nurses, consider the university as a privileged space for ongoing education and discussion of these issues among the young population.


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Comportamento Sexual , Estudantes , Doenças Sexualmente Transmissíveis/enfermagem , Adolescente , Enfermagem , Sexualidade
17.
Cogitare enferm ; 23(3): e55903, 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-984272

RESUMO

Objetivo: analisar o conhecimento acerca das Infecções Sexualmente Transmissíveis e sua influência na percepção de risco entre jovens universitários. Método: estudo transversal, realizado em uma universidade privada no Rio de Janeiro, com 768 estudantes na faixa etária de 18 a 29 anos. O instrumento de coleta de dados utilizado foi um questionário. Os dados foram analisados com auxílio do Software Statistical Package for the Social Sciences, sendo aplicados os testes qui-quadrado de Pearson e a análise de variância. Resultados: os jovens universitários possuíam conhecimento abaixo da média em relação às infecções sexualmente transmissíveis. No que diz respeito à percepção de risco, os jovens acreditam que é impossível ou pouco possível a chance de serem infectados. Conclusão: o conhecimento dos estudantes universitários acerca das formas de transmissão das infecções sexualmente transmissíveis ficou abaixo do esperado, podendo, dessa forma, refletir na baixa percepção de risco acerca das infecções.


Objetivo: analizar el conocimiento acerca de las Infecciones de Transmisión Sexual y su influencia en la percepción de riesgo entre jóvenes universitarios. Método: estudio transversal, realizado en una universidad particular en Rio de Janeiro, con 768 estudiantes de la franja etaria de 18 a 29 años. La herramienta utilizada para obtener los datos fue un cuestionario. Se analizaron los datos con la ayuda del Software Statistical Package for the Social Sciences, siendo aplicados los test chi cuadrado de Pearson y el análisis de variancia. Resultados: los jóvenes universitarios poseen conocimiento por debajo de la media en relación a las infecciones de transmisión sexual. Respeto a la percepción de riesgo, los jóvenes creen que es imposible o poco probable que sean infectados. Conclusión: el conocimiento de los estudiantes universitarios acerca de las formas de transmisión de las infecciones sexualmente transmisibles se quedó inferior al esperado, siendo posible, de eso modo, reflejarse en la baja percepción de riesgo acerca das infecciones.


Objective: To analyze knowledge about Sexually Transmitted Infections and its influence on the perception of risk among university students. Method: Cross-sectional study, conducted in a private university in Rio de Janeiro, with 768 students aged 18-29 years. A questionnaire was used for data collection. Data analysis was performed with the aid of SPSS software, and Pearson's chi-square test and e analysis of variance were applied. Results: The young university students had below-average knowledge of sexually transmitted infections. Regarding risk perception, the participants said they believed it was impossible or somewhat possible only that they were infected by STDs. Conclusion: The knowledge of university students about the transmission of sexually transmitted infections was lower than expected and could therefore reflect their low perception of the risk of infections.


Assuntos
Comportamento Sexual , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Enfermagem , Conhecimento , Adulto Jovem
18.
REME rev. min. enferm ; 22: e-1112, 2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-912783

RESUMO

Objetivou-se descrever o comportamento sexual e o uso de métodos contraceptivos por universitárias da área da saúde em uma instituição de ensino superior público. Trata-se de estudo transversal desenvolvido com 177 estudantes dos cursos de Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Medicina, Nutrição e Odontologia. Utilizou-se questionário composto por questões fechadas. Os dados foram dispostos para análise mediante a utilização do software Statistical Package for the Social Science, versão 19.0. Foram realizadas análises univariadas, por meio de estatísticas descritivas simples. Na estatística inferencial foi aplicado teste de hipóteses bivariado (qui-quadrado e exato de Fischer). O nível de significância foi fixado em p≤0,05. Os resultados mostraram que as universitárias possuíam, em média, 20,5 anos, eram pardas, católicas, procedentes de Teresina, cursaram ensino médio em instituições públicas, residiam com a família, não possuíam filhos e com renda familiar de até três salários mínimos. O uso de métodos contraceptivos na primeira relação sexual foi referido pela maioria das universitárias e o preservativo masculino o método de escolha. Quanto à frequência da escolha do preservativo masculino, nos últimos 30 dias, significativa parcela afirma que nunca optou por esse método. Observou-se que o uso de álcool e outras drogas antes da última relação sexual possui associação significativa com o uso de métodos contraceptivos. O estudo pode auxiliar os profissionais da saúde na implantação de ações preventivas, curativas e educativas, considerando-se que na juventude há um sentimento de empoderamento em relação à saúde, que se reflete em demanda retraída desse grupo na busca pelos serviços.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Anticoncepção , Promoção da Saúde , Educação Sexual , Comportamento Sexual , Estudantes de Ciências da Saúde , Saúde da Mulher
19.
João Pessoa, PB; s.n; s.n; 2018. 101f p. tab, ilus.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1051202

RESUMO

Introdução: Dentre os aspectos que têm causado impacto na vida das pessoas idosas, destacase a manutenção da atividade sexual, gerando demandas de atenção dos serviços de saúde e profissionais capacitados para promover uma atenção integral com melhoria em sua qualidade de vida, bem-estar e autonomia. Para a Enfermagem atender essa clientela na perspectiva da sexualidade precisa lançar mão do processo de enfermagem e dos seus elementos da prática diagnóstico/resultados/intervenções, oferecendo a pessoa idosa uma assistência integral. Objetivo: Construir Enunciados de Diagnósticos, Resultados e Intervenções de enfermagem relacionados ao comportamento sexual da pessoa idosa. Método: Pesquisa metodológica, embasada no método brasileiro para o desenvolvimento de subconjunto terminológicos da CIPE®, desenvolvida em três etapas: 1) Identificação de termos relevantes para a prática clinica de enfermagem frente ao comportamento sexual da pessoa idosa, a partir de 22 artigos científicos acerca da temática; 2) Mapeamento cruzado dos termos identificados com os termos da CIPE® versão 2017 e a validação dos termos por especialistas, sendo validados os que obtiveram grau de concordância maior ou igual a 80%; 3) Construção, a partir de termos identificados e mapeados, de enunciados de diagnósticos/resultados/intervenções de enfermagem, bem como a validação por especialistas, sendo validados os que obtiveram grau de concordância maior ou igual a 80%. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de ética em pesquisa sob parecer nº2.096.793 e de CAAE: 67126517.0.0000.5188. Resultados: Foram identificados 533 termos na literatura, dos quais 377 constam na CIPE® versão 2017. Forma construídos 111 diagnósticos/resultados, dos quais 101 foram validados pelos especialistas e 466 intervenções de enfermagem. Dos 101 diagnósticos/resultados 43 foram classificados nas Necessidades psicobiológicas; 57 nas Necessidades Psicossociais e 1 nas Necessidades Psicoespirituais de acordo com a teoria de Horta. Considerações Finais: Acredita-se que os enunciados de diagnósticos/resultados e intervenções construídos e fundamentados na teoria de Horta sirvam de subsídio para a prática clínica de enfermagem facilitando a comunicação entre os enfermeiros no contexto do comportamento sexual da pessoa idosa, visando a saúde sexual desta população. (AU)


Introduction: Among the aspects that have affected the lives of the elderly people, we can highlight the maintenance of sexual activity, generating demands of care for health services and skilled professionals to promote a comprehensive care, with improvement in their quality of life, welfare and autonomy. In order to enable Nursing to meet this clientele, from the perspective of sexuality, one should use the nursing process and its practice/diagnostic/results/interventions elements, providing the elderly person with a comprehensive care. Objective: To draw up Nursing Assertions of Diagnoses, Outcomes and Interventions related to the sexual behavior of the elderly person. Method: This is a methodological research, based on the Brazilian method for the development of terminological subsets of CIPE®, which was developed in three steps: 1) Identification of terms relevant to the clinical practice of nursing regarding the sexual behavior of the elderly person, from 22 scientific papers about the topic; 2) Cross-mapping of the terms identified with the terms of CIPE® version 2017 and validation of terms by experts, validating those that obtained a degree of agreement greater than or equal to 80%; 3) Drawing up, from identified and mapped terms, nursing assertions of diagnoses/ outcomes /interventions, as well as validation by experts, validating those that obtained a degree of agreement greater than or equal to 80%. The research was approved by the Research Ethics Committee under opinion nº 2.096.793 and CAAE: 67126517.0.0000.5188. Results: We identified a total of 533 terms in the pertinent literature, of which 377 are included in CIPE® version 2017. We drew up 111 diagnoses/ outcomes were, of which 101 were validated by experts, and 466 nursing interventions. Of the 101 diagnoses/ outcomes, 43 were classified into Psychobiological Needs, 57 into Psycho-social Needs and 1 into Psycho-spiritual Needs, according to Horta's theory. Final Considerations: We believe that the assertions of diagnoses/outcomes and interventions drew up and based on Horta's theory may underpin the clinical practice of nursing, thus easing up communication among nurses in the context of the sexual behavior of the elderly person, with a view to focusing the sexual health of this population. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Comportamento Sexual , Serviços de Saúde para Idosos , Sexualidade , Cuidados de Enfermagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA