Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Revista de Enfermagem Referência ; 5(1): e19075, 01-01-2020. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1095647

RESUMO

ENQUADRAMENTO: O sexismo, definido como crenças, atitudes, comportamentos e práticas que refletem avaliações negativas sustentadas no género, reforça a desigualdade entre mulheres e homens, devendo haver intervenção precoce para a diminuir. OBJETIVO: Validar a versão espanhola da Escala de Detección de Sexismo en Adolescentes (DSA) para o contexto português. METODOLOGIA: A validação compreendeu a tradução, adaptação cultural do instrumento e validade do constructo, na qual participaram 259 adolescentes (13-19 anos), provenientes de escolas do ensino básico e secundário. RESULTADOS: Pela análise fatorial exploratória, verificou-se que o sexismo hostil (SH; 16 itens), e o sexismo benévolo (SB; 10 itens) são responsáveis por 38,34% e 10,25% da variância total, respetivamente. CONCLUSÃO: A escala DSA possui boas propriedades psicométricas, mantendo os itens da versão original. O SH apresenta valores superiores em indivíduos do sexo masculino, enquanto que o SB é mais evidente em indivíduos do sexo feminino. O SH aumenta com a idade dos adolescentes. A DSA revelou-se um instrumento válido para medir o sexismo em adolescentes portugueses.


BACKGROUND: Sexism is defined as individuals' beliefs, attitudes, behaviors, and practices that reflect negative evaluations based on gender and reinforce gender inequality. Early interventions should be implemented to reduce it. OBJECTIVE: To validate the Escala de Detección de Sexismo en Adolescentes (DSA) for the Portuguese population. METHODOLOGY: Validation included translation, cultural adaptation, and construct validity procedures, in a sample of 259 adolescents (aged 13 to 19 years) attending basic and secondary education schools. RESULTS: The exploratory factor analysis showed that hostile sexism (HS; 16 items) and benevolent sexism (BS; 10 items) account for 38.34% and 10.25% of total variance, respectively. CONCLUSION: The DSA scale has good psychometric properties and kept the items of the original version. HS is higher in male adolescents and BS is higher in female adolescents. HS increases with age. The DSA scale proved to be a valid tool for measuring sexism in Portuguese adolescents.


MARCO CONTEXTUAL: El sexismo, definido como las creencias, las actitudes, los comportamientos y las prácticas que reflejan evaluaciones negativas sostenidas en el género refuerza la desigualdad entre mujeres y hombres, por lo que se necesita una intervención temprana para reducirlo. OBJETIVO: Validar la versión española de la Escala de Detección de Sexismo en Adolescentes (DSA) para el contexto portugués. METODOLOGÍA: La validación incluyó la traducción, la adaptación cultural del instrumento y la validez de constructo, y participaron 259 adolescentes (de 13 a 19 años) de escuelas primarias y secundarias. RESULTADOS: Mediante el análisis factorial exploratorio, se verificó que el sexismo hostil (SH; 16 ítems) y el sexismo benévolo (SB; 10 ítems) son responsables del 38,34% y del 10,25% de la varianza total, respectivamente. CONCLUSIÓN: La escala DSA tiene buenas propiedades psicométricas y mantiene los ítems de la versión original. El SH presenta valores superiores en individuos del sexo masculino, mientras que el SB es más evidente en individuos del sexo femenino. El SH aumenta con la edad de los adolescentes. La DSA ha demostrado que es un instrumento válido para medir el sexismo en los adolescentes portugueses.


Assuntos
Violência de Gênero , Adolescente , Estudo de Validação , Sexismo
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(6): 4845-4853, dez.2016. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031736

RESUMO

Objetivos: verificar presença de sofrimento psíquico em estudantes do sexo masculino da graduação emEnfermagem relacionado ao gênero e analisar fatores determinantes e atitudes de enfrentamento dosofrimento psíquico. Método: estudo descritivo e exploratório, com abordagem quantitativa, realizado emuma universidade pública da cidade de São Paulo (SP), Brasil, com 16 estudantes do sexo masculino. A coletade dados foi realizada com questionário e os dados armazenados no software SPSS 20, em seguida, analisados,apresentados em tabelas e discutidos com a literatura. Resultados: os participantes acreditavam nopreconceito determinado sócio-historicamente. Ações de enfrentamento: união entre os homens, mostrarcompetência, apoio de pessoas afetivas, acreditarem em seu potencial. Determinantes do sofrimentopsíquico: preconceito social de gênero, dos docentes e profissionais da Saúde. Conclusão: alunos apresentamsofrimento psíquico por serem homens no curso de Enfermagem, estereótipos e preconceitos foram osprincipais determinantes; a atuação de modo crítico e pró-ativo foram às atitudes de enfrentamento.


Assuntos
Masculino , Humanos , Adolescente , Adulto Jovem , Bacharelado em Enfermagem , Enfermagem , Estereotipagem , Estresse Psicológico , Estudantes de Enfermagem , Sexismo , Adaptação Psicológica , Epidemiologia Descritiva , Saúde Mental
3.
Rev. urug. enferm ; 11(1): 53-64, may. 2016.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-836531

RESUMO

En la Facultad de Enfermería de la Universidad Autónoma de San Luis Potosí (UASLP), por décadas el uso del uniforme se consideró como incuestionable y un símbolo de profesionalismo. Esta idea, en el año 1994, comenzó a perder sentido para las estudiantes, quienes al respecto, generaronacciones de resistencia social. Las autoridades respondieron al establecer foros de discusión, donde se planteó un debate para eliminar la cofia y permitir el uso de pantalón. En 1995, se resolvió permitir el uso de falda y/o pantalón de manera opcional en el uniforme, dando acceso a una mayor igualdad en las condiciones de trabajo en comparación con los hombres, lo que representó la construcción reflexionada y consciente de la identidad professional.


At the Nursing School of Universidad Autónoma de San Luis Potosí (UASLP), the use of uniform was unquestionable and considered as a symbol of professionalism. Such idea started to lose sense in 1994, for all female students who generated actions of social resistance. School authorities responded by organizing discussion forums setting a debate to eliminate the use of cap, and allow wearing of pants. In 1995, resolved to wear skirts and / or pants, optionally in uniform; that gaveaccess to greater equal work conditions compared to men, and represented a reflexive and conscious creation of professional identity.


Na Faculdade de Enfermaria da Universidade Autónoma de San Luis Potosí (UASLP), por décadas o uso do uniforme considerou-se como incuestionable e um símbolo de profissionalismo.O qual em 1994 começou a perder sentido para as estudantes, quem ao respeito, geraram acções de resistência social. As autoridades responderam ao estabelecer foros de discussão, onde se propôs um debate para eliminar a cofia e permitir o uso de pantalon.Em 1995, resolveu-se permitir o uso de saia e/ou pantalón, de maneira opcional no uniforme; dando acesso a uma maior igualdade nas condições de trabalho em relação aos homens, o que representou a construção reflexionada e consciente da identidade profissional.


Assuntos
Humanos , Feminino , Educação em Enfermagem , Estudantes de Enfermagem , Identidade de Gênero , Características Culturais , História da Enfermagem , México , Sexismo
4.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 8(1): 3725-3739, jan.-mar. 2016.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-776195

RESUMO

Objective: this study aims to analyzing the knowledge of nurses from the Family Health Strategy in relation to sexual diversity and homophobia. Method: this is an exploratory, qualitative research conducted with 12 nurses. We used a semi-structured interview and for analysis, Technical Analysis Speech Eni Orlandi, making analogy with the results with metaphor. This study had the project approved by the Research Ethics Committee, CAAE 0031.0.428.000-11. Results: the nurses have reported sexual diversity as sexual orientation system and biological sex. About homophobia, they attributed coherent meanings. However, having regard to the expression of "implicit homophobia" or "symbolic". Conclusion: it is urgent to promote health through the recognition of social determinants; therefore, the experience and the approach with existing sexual multiplicity in the area limited to nurses can be presented as a way of addressing the issues related to sexual diversity.


Objetivo: objetiva-se analisar o conhecimento de enfermeiros da Estratégia Saúde da Família no tocante à diversidade sexual e à homofobia. Método: investigação exploratória, qualitativa, com 12 enfermeiros. Utilizou-se a entrevista semiestruturada e para a análise, a Técnica de Análise de Discurso de Eni Orlandi,fazendo analogia dos resultados com a metáfora. Este estudo teve aprovado o projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa, C.A.A.E. nº 0031.0.428.000-11. Resultados: os enfermeiros relatam a diversidade sexual como sistema de orientação sexual e sexo biológico. Sobre homofobia, atribuíram significados coerentes. N oentanto, atenta-se para a expressão da “homofobia implícita” ou “simbólica”. Conclusão: faz-se urgente a promoção da saúde através do reconhecimento das determinantes sociais, pois, a vivência e a aproximação com a multiplicidade sexual existente na área de adstrição de enfermeiros pode ser apresentada como forma de enfrentamento às questões relativas à diversidade sexual.


Objetivo: evaluar el conocimiento de las enfermeras de la Estrategia Salud de la Familia en relación a la diversidad sexual y la homofobia. Método: un estudio exploratorio, cualitativo realizado con 12 enfermeras. Se utilizó la entrevista semi-estructurada y para el análisis, la Técnica de Análisis del Discurso de Eni Orlandi, haciendo analogía de los resultados con la metáfora. Este estudio tuvo el proyecto aprobado por el Comité de Ética en Investigación, C.A.A.E. 0031.0.428.000-11. Resultados: las enfermeras tienen reportado la diversidad sexual como sistema de orientación sexual y el sexo biológico. Acerca de la homofobia, se atribuye significados coherentes. Sin embargo, teniendo en cuenta la expresión de “homofobia implícita" o"simbólica". Conclusión: es urgente promover la salud a través del reconocimiento de los determinantes sociales, por lo tanto, la experiencia y el enfoque con la multiplicidad sexual existente en el área de limitación de enfermeros puede ser presentada como una forma de abordar los temas de la diversidad sexual.


Assuntos
Humanos , Comportamento Sexual , Estratégia Saúde da Família , Homofobia , Identidade de Gênero , Sexismo , Sexualidade , Brasil , Preconceito
5.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 19(1): 162-168, Jan-Mar/2015.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-741482

RESUMO

Objetivo: Analisar, a partir da categoria analítica de gênero, as dimensões que a violência contra mulheres rurais assume nas concepções de gestores, profissionais e trabalhadores da saúde de municípios da metade sul do Rio Grande do Sul. Métodos: Estudo qualitativo, realizado com 56 participantes, constituídos de gestores municipais, profissionais e trabalhadores da saúde que atuam em áreas rurais. A geração de dados ocorreu por entrevista semiestruturada. Foi utilizada análise de conteúdo temática. Resultados: Observou-se o poder e a autoridade do homem como provedor e chefe da casa. A mulher rural é vista sob a ótica da relação de serviço, subordinação e obediência. A presença dos preconceitos e das desigualdades concretas de gênero estimula as práticas discriminatórias, justifica a violência doméstica e limita os direitos das mulheres. Conclusão: Conclui-se que para a maioria dos entrevistados a violência contra as mulheres rurais é naturalizada, tornando-se uma problemática de difícil inserção no campo da saúde. .


Assuntos
Humanos , Feminino , Atenção Primária à Saúde , População Rural , Sexismo , Violência contra a Mulher
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 5(2 Edição Epecial): 328-335, mar.-abr. 2011. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1033137

RESUMO

Objetivo: identificar a percepção dos jovens em relação ao Duplo Padrão Sexual no contexto das vivências afetivosexuais.Método: estudo descritivo, com abordagem quantitativa. Os dados foram colhidos numa Escola Secundária daregião Alentejo/Portugal em 2007, foi solicitada autorização ao Conselho Executivo, tendo presente a componente éticade recolha de dados com seres humanos. A população em estudo foi a dos alunos da instituição escolar tendo-se optadopor uma amostra acidental de 288 alunos. Recolheram-se os dados através de questionário de auto-preenchimento, sendotratados no programa SPSS versão 18.0. Resultados: os rapazes são mais conservadores do que as moças e de acordo comos dados, os mais velhos são mais conservadores, assim como aqueles que têm mais experiencias de coito. Os resultadosdo estudo retratam a forma como os adolescentes vivem a sua sexualidade, as moças que “promete mas não dᔠe osrapazes com a sua forma excessiva de demonstrar a sua sexualidade. No entanto verificámos que no geral a amostra émais liberal do que tradicionalista. Conclusão: os rapazes diferem significativamente das moças pelo que, as diferençasentre as atitudes e os comportamentos sexuais segundo o gênero apoiam a permanência do duplo padrão sexual.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adolescente , Adolescente , Comportamento Sexual , Percepção Social , Educação Sexual , Epidemiologia , Preservativos , Sexismo , Sexualidade
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA