Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 14 de 14
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(11): 4369-4379, nov.2017.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031925

RESUMO

Objetivo: analisar o processo de trabalho de uma Equipe Itinerante de Saúde Mental. Método: estudo qualitativo, tipo estudo de caso, realizado com três profissionais de uma Equipe Itinerante de Saúde Mental deum município do Rio Grande do Sul, Brasil. Os dados foram produzidos a partir de observação participante das atividades da equipe, 180 horas, e pela entrevista semiestruturada. Para a análise das entrevistas, utilizou-se a técnica de Análise de Conteúdo Temática. Resultados: o funcionamento e a organização envolvem a importante atuação da equipe, coordenador e profissionais, as atividades de desburocratização e o diálogo e articulação em rede. Identificaram-se alguns avanços em relação ao trabalho intersetorial com o Judiciário, mas há a necessidade de maior clareza do papel de cada membro no cuidado em saúde. Conclusão: a análise do processo de trabalho evidenciou que a inovação assistencial do município possibilitou maior contato com os serviços de saúde mental, qualificando o cuidado.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Acesso aos Serviços de Saúde , Colaboração Intersetorial , Equipe de Assistência ao Paciente , Judicialização da Saúde , Políticas Públicas de Saúde , Reforma dos Serviços de Saúde , Saúde Mental , Serviços de Saúde Mental , Usuários de Drogas , Internação Compulsória de Doente Mental , Pesquisa Qualitativa , Relações Profissional-Família , Relações Profissional-Paciente
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 11(5): 1810-1818, mai.2017.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032119

RESUMO

Objetivo: conhecer experiências de internação não voluntária de usuários de drogas e seus familiares. Método: estudo etnográfico. Compuseram a amostra 20 familiares dos pacientes colaboradores e oito pessoas com problemas relacionados ao uso de drogas há mais de dez anos, com ou sem diagnóstico para a dependência química e que tivessem tido experiência de internação involuntária ou compulsória. As entrevistas foram gravadas e posteriormente transcritas. Os dados foram tabulados com o uso do software de análise de textos, vídeos, áudios e imagens Web Qualitative Data Analysis (WebQDA) e, em seguida, analisados por meio da técnica de Análise de Conteúdo. Resultados: foram identificadas três categorias: 1.Sofrimento, desamparo social e governamental; 2. Experiências de internação e violação de direitos; 3.Dificuldades e possibilidades após a internação. Conclusão: a internação não voluntária põe em questão a autonomia e os direitos do usuário de drogas; os familiares buscam a internação como um meio de ‘salvar avida’ do usuário de drogas. São necessárias pesquisas na área para avaliar o impacto dessa questão na vida das pessoas, instituições e políticas públicas envolvidas.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Autonomia Pessoal , Coerção , Família , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/terapia , Usuários de Drogas , Internação Compulsória de Doente Mental , Violações dos Direitos Humanos
3.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 21(3): e20160262, 2017.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-840489

RESUMO

Objetivo: Analisar a compreensão de enfermeiras atuantes em serviços de saúde mental sobre internações compulsórias e involuntárias referidas na Lei da Reforma Psiquiátrica Brasileira. Metodologia: Pesquisa qualitativa, com oito enfermeiras de serviços de saúde mental. Coleta de dados através de entrevista aberta, analisados segundo análise de conteúdo de Bardin. Resultados: As enfermeiras compreendem que na indicação de internação psiquiátrica o usuário deve ser avaliado no contexto social e familiar. Consideram que ambas as internações podem causar angústia e ansiedade no usuário, devido se encontrar em um lugar contra sua vontade. Conclusão: Este estudo contribui para uma reflexão a respeito das internações psiquiátricas como um recurso que deve ser utilizado em situações especificas. O sucesso dos serviços de base comunitária encontra-se atrelado a uma rede de saúde mental não fragmentada para efetiva implantação da reorganização da assistência psiquiátrica.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Internação Compulsória de Doente Mental , Reforma dos Serviços de Saúde , Saúde Mental , Serviços de Saúde Mental , Enfermagem Psiquiátrica
4.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 169 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1037690

RESUMO

A realidade de um Hospital de Custódia e Tratamento (HCT), anteriormente denominado manicômio judiciário, ao qual a sociedade lançou mão para dar conta da loucura ligada à criminalidade, foi o alvo deste estudo. A construção e manutenção desta instituição, compreendida em seu aspecto histórico e organizacional, incluindo ações de profissionais de saúde e segurança, foram abordadas por meio da relação entre os meios e instrumentos estabelecidos e utilizados. O HCT é uma instituição encarregada de fazer cumprir o tratamento e de privar a liberdade dos portadores de sofrimento mental submetidos à medida de segurança. Este estudo teve como objetivo analisar as contradições existentes em um Hospital de Custódia e Tratamento, focalizando sua função de assistência à saúde e de segurança publica. A opção pelo materialismo histórico dialético (MHD) teve como fundamento a possibilidade de utilizá-lo como instrumento para a interpretação da realidade. Com sua inerente essencialidade lógica, a dialética apontou um caminho para a compreensão e consequente possibilidade de transformação da realidade do HCT. O cenário de estudo foi o HCT Jorge Vaz (HCTJV), localizado na cidade de Barbacena, MG, Brasil. Trata-se do único manicômio judiciário do Estado, criado em 1927. A coleta de dados foi conduzida por meio de três diferentes técnicas, visando ao cruzamento das informações, ou seja, Análise de Documentação, Entrevistas e Observação. A amostra foi por conveniência e os sujeitos profissionais do HCT e magistrados das Varas Criminais e Execução Criminal de Minas Gerais. As entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo e os documentos e observações utilizados para complementação das informações como forma de apreensão das conexões internas, buscando a visão global e as contradições existentes. Os resultados mostram que prevalece a vigilância feita pelos agentes de segurança, em detrimento da atenção à saúde, apesar de contar com equipe multiprofissional; há...


The reality of a Hospital of Custody and Treatment (HCT), previously called as judiciary asylum, as a structured whole of which society used to handle with the madness related to criminality was the target of this study. The construction and maintenance of this institution, comprehended in its historical and organizational aspect, including actions of health and security professionals, were approached by the relation between means and instruments established and used. The HCT is an institution in charge of enforcing the treatment and charged with deprivation of freedom the mental suffering ones under security measure. This study had the objective to analyze the contradictions in a Hospital of Custody and Treatment, focusing on its health care function and public security. The option by the dialectic historical materialism had as fundament the theoretical possibility of being used as an instrument for the interpretation of the reality. With its inherent logical essentiality, the dialectic showed a path to the comprehension and consequent possibility of transformation of HCT’s reality. The study scenario HCT Jorge Vaz, located at Barbacena city, MG, Brazil. This is the only state’s judiciary asylum, built in 1927. The collect of data was conducted using three different techniques, aiming the information crossing, that is, Documental Analysis, Interviews and Observation. The sample was for convenience and the professionals of HCT and judges of Criminal Courts and Criminal Execution of Minas Gerais. The interviews were subjected to content analysis and documents and observations used to complement the information as a way of apprehension the internal connections, seeking for a global vision and the contradictions that exists. The results show that prevails the vigilance by the security agents, at the expense of the healthcare attention, despite having a multi-professional team; there is few or no action toward the social reinsertion of the interns and has lack of...


Assuntos
Humanos , Controle Social Formal , Equipe de Assistência ao Paciente , Hospitais Psiquiátricos , Internação Compulsória de Doente Mental , Hospitais Psiquiátricos/história , Inquéritos e Questionários , Pessoas Mentalmente Doentes
5.
Rev. gaúch. enferm ; 34(1): 119-125, mar. 2013.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-670501

RESUMO

Pesquisa qualitativa, cujo objetivo foi descrever as situações vivenciadas e os dilemas éticos dos enfermeiros no percurso de encaminhamento e recebimento, por ordem judicial, de pacientes com indicação de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Foi efetivada entrevista parcialmente estruturada com 10 enfermeiros, que atuam em UTI e 10 que atuam em emergência de hospitais públicos e privados da região metropolitana de Porto Alegre, Brasil. Os dados foram submetidos à análise temática. Os resultados indicam que os enfermeiros vivenciam dilemas éticos consequentes aos problemas de superlotação das UTI e das emergências, da precária tecnologia especializada, da orientação quanto ao benefício concedido pela lei. Concluiu-se que é fundamental a participação dos enfermeiros em debates que possibilitem mapear as diferentes instâncias que têm promovido esta situação, muitas vezes caótica.


Investigación cualitativa cuyo objetivo fue describir las situaciones vividas y los dilemas éticos de los enfermeros en el transcurso del envío y recibimiento por orden judicial de pacientes con indicación de internamiento en la Unidad de Cuidados Intensivos (UCI). Se realizó una entrevista parcialmente estructurada con 10 enfermeros que actuaban en la UCI y 10 que actuaban en Emergencias de hospitales públicos y privados de la región metropolitana de Porto Alegre, Brasil. Los datos fueron analizados según el Análisis Temático. Los resultados indican que los enfermeros experimentan dilemas éticos consiguientes problemas de hacinamiento en emergencia y UCI, especialista en tecnología pobre, la orientación en cuanto a los beneficios establecidos por la ley. Se concluye que es fundamental la participación de los enfermeros en debates que posibiliten mapear las diferentes instancias que han promovido esta situación muchas veces caótica.


A qualitative study aimed at describing the situations experienced and the ethical dilemmas of nurses in the process of referring and receiving hospitalized patients by court order who require admission to the Intensive Care Unit (ICU). A partially structured interview was conducted with 10 nurses who worked in the ICU and 10 who worked in the Emergency Room (ER) in public and private hospitals in the metropolitan area of Porto Alegre, Brazil. The data was analyzed following the Semantic Analysis. The results indicated that nurses experienced ethical dilemmas associated with problems of overcrowding in emergency rooms and ICUs, poor specialized technology and orientation as to the benefits provided by law. We concluded that it is essential for nurses to participate in discussions that allow the planning of the different instances that have been promoting this often chaotic situation.


Assuntos
Humanos , Ocupação de Leitos , Internação Compulsória de Doente Mental/legislação & jurisprudência , Enfermagem em Emergência , Ética em Enfermagem , Hospitalização/legislação & jurisprudência , Cuidados Críticos , Papel do Profissional de Enfermagem , Cuidados de Enfermagem , Ocupação de Leitos/legislação & jurisprudência , Brasil , Aglomeração , Serviço Hospitalar de Emergência/estatística & dados numéricos , Acesso aos Serviços de Saúde , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Unidades de Terapia Intensiva/estatística & dados numéricos , Imperícia , Direitos do Paciente , Segurança do Paciente , Pesquisa Qualitativa , Fatores Socioeconômicos
6.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 45(3): 692-699, jun. 2011. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-591416

RESUMO

Quando nos deparamos com Internação Psiquiátrica Involuntária (IPI), percebemos que as características dessa internação podem causar implicações para a relação enfermagem/paciente. Relacionar os cuidados de enfermagem prestados ao paciente psiquiátrico, considerando o tipo de internação; analisar a reação da equipe de enfermagem em relação ao paciente de Internação Psiquiátrica Involuntária (IPI), e discutir as implicações da IPI para a clínica da enfermagem psiquiátrica. Foi realizada uma Pesquisa de Campo com a equipe de enfermagem de uma instituição psiquiátrica do município do Rio de Janeiro. Após 50 horas de Observação Participante e 9 horas de realização de Grupo Focal sinalizamos que há uma preocupação das equipes com a evolução clinica das pacientes. Não foi observada qualquer manifestação da equipe de enfermagem em relação ao paciente de IPI. Não há registro, nem qualquer ação que aponte haver um olhar específico sobre esse tipo de paciente. A enfermagem não consegue identificar claramente esse paciente na enfermaria, direcionando o cuidado pela demanda ou solicitação do paciente.


The characteristics of involuntary psychiatric commitment (IPI) may cause implications on the nursing/patient relationship. The objectives of this study were to list the forms of nursing care delivered to psychiatric patients, according to the type of commitment; analyze the reaction of the nursing team towards the IPI patient, and discuss on the implications that IPI have on the practice o psychiatric nursing. A field research was performed with the nursing team of a psychiatric institution in Rio de Janeiro. After 50 hours of participant observation and 9 of focal group meetings, we found that the teams are concerned with the clinical evolution of the patients. No references of the nursing team to the IPI patient were observed. There are no records or actions of any kind that would suggest a specific look towards this type of patient. Nursing professionals are not able to clearly identify this type of patient, thus the care is provided as per the patient's needs or requests.


Cuando nos encontramos con Internación Psiquiátrica Involuntaria (IPI), percibimos que las características de internación pueden causar implicaciones en la relación enfermería/paciente. Relacionar los cuidados de enfermería brindados al paciente psiquiátrico, considerando el tipo de internación; analizar la reacción del equipo de enfermería en relación al paciente de IPI, y discutir las implicaciones de la IPI para la clínica de enfermería psiquiátrica. Investigación de Campo realizada con equipo de enfermería de institución psiquiátrica del Municipio de Río de Janeiro. Luego de 50 horas de Observación Participativa y 9 horas de realización de Grupo Focal, determinamos que hay preocupación del equipo con la evolución clínica del paciente. No se observaron manifestaciones del equipo en relación al paciente de IPI. No hay registro ni acción que determine una mirada específica sobre este tipo de pacientes. La enfermería no consigue identificar claramente al paciente, orientando el cuidado según demanda o solicitud del paciente.


Assuntos
Feminino , Humanos , Masculino , Internação Compulsória de Doente Mental , Transtornos Mentais/enfermagem , Enfermagem Psiquiátrica
7.
Rev. gaúch. enferm ; 32(2): 226-233, jun. 2011.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-596528

RESUMO

Estudo com abordagem qualitativa de natureza na sociologia fenomenológica, de Alfred Schutz, que teve como objetivo identificar os motivos para- relacionados à Internação Psiquiátrica em um Hospital Geral (UIPHG) para os familiares. Para tanto, foram entrevistados 14 familiares que possuíam um de seus membros internados na UIPHP no período de agosto a outubro de 2009. Utilizou-se como questão orientadora da entrevista fenomenológica: "o que você espera da Internação Psiquiátrica em um Hospital Geral?". Para compreensão e interpretação dos depoimentos, utilizou-se o referencial teórico da sociologia fenomenológica. Os discursos revelaram três categorias concretas que remeteram aos motivos para: orientação e continuidade no tratamento; perspectivas de melhora e projeções sobre normalidade. Com essa investigação é possível mostrar o tipo vivido desses familiares e contribuir para que os profissionais de saúde mental reflitam sobre suas ações e sobre o envolvimento da família em uma unidade de internação psiquiátrica em hospital geral.


Estudio cualitativo con enfoque en la sociología fenomenológica de Alfred Schutz tiene el objetivo de identificar los motivos relacionados a la internación psiquiátrica en un hospital general de los familiares. Para eso se entrevistaron 14 familiares que tenían uno de sus miembros internados en la unidad psiquiátrica de un hospital general entre Agosto y Octubre del 2009. Se utilizará como pregunta orientadora de la entrevista fenomenológica: "qué espera de la internación psiquiátrica en un hospital general?" Para el análisis de los testimonios se utilizó el referencial de la sociología fenomenológica, surgiendo tres categorías concretas que remitían a los motivos para: orientación y continuidad del tratamiento; perspectivas de mejoría; proyecciones sobre normalidad. Con esta investigación podemos indicar el tipo vivido de esos familiares, contribuyendo para que los profesionales de la salud mental reflexionen sobre sus acciones y sobre el involucramiento de la familia en una unidad de internación psiquiátrica en un hospital general.


Qualitative study based upon Alfred Schutz' phenomenological sociology approach aims at identifying the reasons for psychiatric hospitalization in a general hospital by patients' relatives. Fourteen relatives having one of the family members hospitalized in a general hospital psychiatric unit from August through October 2009 were interviewed. The guiding question of phenomenological interview was "What do you expect from the psychiatric admittance in a general hospital?" The phenomenological sociology grounds were used to analyze the statements, from which three defined categories have arisen leading to reasons for: treatment guidelines and continuity; betterment perspectives; projection on normality. This research allows identifying the experiences of such relatives, contributing with mental care professionals so as they could think about their actions and family involvement in a general hospital psychiatric unit.


Assuntos
Humanos , Internação Compulsória de Doente Mental , Família/psicologia , Hospitais Gerais , Unidade Hospitalar de Psiquiatria , Atitude Frente a Saúde , Brasil , Internação Compulsória de Doente Mental/legislação & jurisprudência , Relações Familiares , Entrevista Psicológica , Motivação , Relações Profissional-Família , Enfermagem Psiquiátrica
8.
Rev. enferm. UERJ ; 18(4): 632-637, out.-dez. 2010.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-583586

RESUMO

Quando nos deparamos com a internação psiquiátrica involuntária (IPI), percebemos que suas características têm implicações para a relação enfermagem/paciente. Objetivamos analisar o impacto da IPI para a clínica de enfermagem. Foi realizada pesquisa qualitativa, mediante grupo focal, com 20 membros da equipe de enfermagem de uma instituição psiquiátrica universitária, do município do Rio de Janeiro, em 2007. São resultados: há preocupação das equipes com a evolução clínica dos pacientes, não sendo evidenciada a singularidade da enfermagem psiquiátrica. Não foi observada qualquer manifestação da equipe de enfermagem em relação ao paciente submetido à IPI, não havendo registro sobre tal ocorrência. Assim, a enfermagem, por não ter essa informação, não planeja ações específicas para tal condição.


When confronted with involuntary psychiatric commitment (IPC), one realizes that its characteristics have implications for the nurse-patient relationship. In order to examine the impact of IPC on clinical nursing, a qualitative study was conducted with 20 members of the nursing team at a university psychiatric institution in the municipality of Rio de Janeiro in 2007. Results: the teams were concerned with the patients’ clinical evolution; however, the specific features of psychiatric nursing were not in evidence. The nursing team was not observed to make any manifestation in relation to IPC patients, and there was no record of IPC. For lack of such information, nursing staff cannot plan specific measures to contemplate that condition.


Ante la internación psiquiátrica involuntaria (IPI), percibimos que sus características tienen implicaciones para la relación enfermería/paciente. Objetivamos analizar el impacto de la IPI para la clínica de enfermería. Se realizó investigación cualitativa, mediante grupo focal, con 20 miembros del equipo de enfermería de una institución universitaria psiquiátrica, del municipio de Río de Janeiro-RJ-Brasil, en 2007. Resultados: hay preocupación de los equipos con la evolución clínica de los pacientes, no siendo evidenciada la singularidad de la enfermería psiquiátrica. Ninguna manifestación del equipo de enfermería, en lo referente al paciente de IPI, fue observada, no habiendo registro de tal hecho. Así, la enfermería, por non tener esa información, no planea acciones específicas para esa condición.


Assuntos
Humanos , Enfermagem Psiquiátrica/métodos , Internação Compulsória de Doente Mental , Relações Enfermeiro-Paciente , Brasil , Grupos Focais , Pesquisa Qualitativa , Reforma dos Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
9.
Rev. latinoam. enferm ; 18(4): 800-808, July-Aug. 2010. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-560092

RESUMO

Segregated individuals with mental disorders, families without support or guidance concerning disease and treatment, and unprepared professionals are some of the factors that can contribute to re-hospitalizations. This study identifies sociodemographic variables, clinical conditions, diagnoses and treatments in order to identify their relationship with psychiatric re-hospitalizations. This is an exploratory and descriptive study. A form was used to search data in patients' files from 2006 and 2007 in a regional psychiatric facility. A total of 681 re-hospitalizations were identified, the majority due to treatment abandonment. Length of hospitalization was higher for women between 40 and 49 years of age. Positive associations of sociodemographic data with previous hospitalizations were found, such as type of discharge, and physical and mental condition, which is in accordance with the literature. Readmissions are associated with sociodemographic and clinical indicators. These findings can guide care and public policies regarding mental health.


Portadores de transtorno mental discriminados, famílias sem apoio e orientação sobre a doença e tratamentos e profissionais despreparados são alguns dos fatores que podem contribuir para as reinternações. O objetivo deste estudo foi identificar as variáveis sociodemográficas, as condições clínicas, o diagnóstico médico e tratamento, buscando sua relação com as reinternações psiquiátricas. A metodologia usada aqui foi exploratório-descritiva. Utilizou-se roteiro para levantamento dos dados nos prontuários, de 2006 e 2007, num hospital psiquiátrico regional. Foram encontradas 681 reinternações, a maioria por abandono de tratamento. O tempo de permanência na internação é maior nas mulheres de 40 a 49 anos. Este estudo mostrou, também, associações positivas dos dados sociodemográficos com internações anteriores, tipo de alta, estado físico e mental, os quais estão de acordo com outros dados da literatura. Conclui-se que há associações das reinternações com indicadores sociodemográficos e clínicos que podem direcionar o cuidado e políticas públicas na saúde mental.


Algunos de los factores que pueden contribuir para las reinternaciones psiquiátricas son los trastornos mentales que ocurren en familias sin apoyo u orientación acerca de la enfermedad y tratamientos y, por causa de profesionales mal preparados. El objetivo de este estudio fue identificar las variables sociodemográficos, las condiciones clínicas, los diagnósticos médicos, los tratamientos y su relación con las reinternaciones psiquiátricas. Se trata de un estudio exploratorio y descriptivo, en el cual se utilizó un guía para recolectar datos en los registros médicos de 2006 y 2007, en un hospital psiquiátrico regional. Fueron identificadas 681 reinternaciones, la mayoría por abandono de tratamiento. El tiempo de permanencia en la internación fue mayor para la mujeres que tenían de 40 a 49 años. Se encontró asociaciones positivas de los datos sociodemográficos con internaciones anteriores, tipo de alta, estado físico y mental, los cuales están de acuerdo con otros datos de la literatura. Se concluye que las reinternaciones están asociadas con indicadores sociodemográficos y clínicos; conocimiento que puede ser utilizado en las políticas públicas en salud mental sobre el cuidado.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Internação Compulsória de Doente Mental , Institucionalização , Transtornos Mentais , Readmissão do Paciente , Enfermagem Psiquiátrica , Brasil , Registros Hospitalares , Hospitais Psiquiátricos , Tempo de Internação , Transtornos Mentais/diagnóstico , Transtornos Mentais/enfermagem , Transtornos Mentais/terapia , Saúde Mental , Política Pública , Fatores Socioeconômicos , Fatores de Tempo
10.
Rev. enferm. UFPE on line ; 3(1): 181-187, jan.-mar. 2009.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032682

RESUMO

Objetivos: descrever as principais bases do Relacionamento Terapêutico segundo Hildegard Peplau e discutir sobre aReforma Psiquiátrica Brasileira, com ênfase na Internação Psiquiátrica e em especial a Internação Involuntária e suasimplicações no cuidado prestado pela equipe de enfermagem. Metodologia: foi realizada uma pesquisa bibliográfica sobreos principais construtos da clinica do cuidado de enfermagem psiquiatrica referentes à Reforma Psiquiátrica e ainternação involuntária. Resultados: a equipe de enfermagem vê o paciente como o protagonista da sua prática cotidianae cuida desta pessoa em sofrimento psíquico, embora o faça, na maioria das vezes, de maneira instintiva. Não é observadaespecial manifestação dessa equipe em relação ao paciente de internação involuntária. Não há registro, nem qualqueração que aponte haver um olhar específico sobre esse tipo de paciente. Conclusão: a enfermagem não consegueidentificar claramente esse paciente na unidade de internação, direcionando o cuidado pela demanda ou solicitação dopaciente. Assim, fica evidenciado que esse cuidado não é visível ou constante no cotidiano da prática da equipe deenfermagem.


Assuntos
Humanos , Enfermagem Psiquiátrica , Internação Compulsória de Doente Mental , Cuidados de Enfermagem , Saúde Mental
11.
Belo Horizonte; s.n; 2008. 161 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-689360

RESUMO

Os manicômios judiciários são instituições destinadas a custodiar e tratar portadores de sofrimento mental que cometeram crimes e estão sob a guarda da justiça. Nos últimos quinze anos houve um crescimento no interesse por estudos da qualidade de vida (QV) dos portadores de transtornos mentais, em função do impacto gerado pela doença...Investigar a QV de pacientes com o diagnóstico de esquizofrenia que cumprem medida de segurança em regime fechado, buscando identificar indicadores que possam orientar tratamentos e intervenções necessárias diante das políticas atuais de saúde mental em vigor no Brasil...


Assuntos
Humanos , Esquizofrenia , Hospitais Psiquiátricos/legislação & jurisprudência , Internação Compulsória de Doente Mental , Qualidade de Vida , Pesquisa Qualitativa , Inquéritos e Questionários
12.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 8(3): 439-447, dez. 2004.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-447020

RESUMO

Este trabalho tem como obejtivos identificar a representação social do enfermeiro sobre o paciente psiquiátrico que apresenta manifestações de agressividade e analisar como esta representação se faz presente na interação enfermeiro/paciente psiquiátrico, influenciando atitudes de afastamento/aproximação, durante a manifestação de agressividade. A coleta de informação foi realizada no ano de 2003 em duas instituições psiquiátricas públicas do Município do Rio de Janeiro. Os sujeitos da pesquisa foram 28 enfermeiros...


Assuntos
Humanos , Agressão , Enfermagem Psiquiátrica , Internação Compulsória de Doente Mental , Relações Enfermeiro-Paciente
13.
Texto & contexto enferm ; 13(4): 633-640, out.-dez. 2004.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-458760

RESUMO

O presente artigo trata de uma reflexão sobre a história da loucura e do sofredor psíquico a partir da criação dos espaços de exclusão e da lógica do confinamento como prática terapêutica. Em contraponto apresenta a realidade sanitária brasileira nos anos 70 e o surgimento dos movimentos sociais que consolidam seus anseios na Carta Magna de 1988 possibilitando, assim, o processo de Reforma Psiquiátrica no Brasil...


This article is a reflection about the story of madness and the psychic sufferer from the creation of excluding spaces and the logic of confinement as therapeutical practice. On the other hand it presents the Brazilian sanitary reality in the 70´s and the appearance of social movements that consolidated its wishes in the 1988 Constitution, thus allowing the existence of the Brazilian process of psychiatric reform...


El presente artículo procura retratar una reflexión sobre la historia de la locura y del sufridor psíquico a partir de la creación de los espacios de la exclusión y de la lógica como una práctica terapéutica. En contrapartida se presenta la realidad sanitaria brasileña en los años 70 y el surgimiento de los movimientos sociales que consolidan sus deseos en la Carta Magna de 1988 posibilitando, de esta manera, el proceso de la Reforma Psiquiátrica en el Brasil...


Assuntos
Humanos , Internação Compulsória de Doente Mental , Psiquiatria/história , Reforma dos Serviços de Saúde , Saúde Mental/história
14.
Rio de Janeiro; s.n; mar. 2002. 210 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-315201

RESUMO

Estudo sobre os cuidados de enfermagem psiquiátrica desenvolvidos numa unidade de internação de um hospital universitário do Rio de Janeiro, reorganizado à luz da reabilitação psicossocial proposta pela Reforma Psiquiátrica no Brasil. Fundamentado em bases conceituais do cuidado de enfermagem, o objeto de estudo foi abordado com enfoque inspirado na etnografia para apreender, através da observação participante, entrevistas livres e análise documental, as práticas dos integrantes da equipe de enfermagem no cotidiano hospitalar, durante suas interações com os pacientes. Os dados foram analisados e interpretados por sua aproximação ou distanciamento às bases conceituais do cuidado e aos princípios da Reforma Psiqui[atrica. Os resultados encontrados indicam a coexistência de duas dimensões do cuidado permeadas pelas influências ambientais...


Assuntos
Humanos , Cuidados de Enfermagem , Enfermagem Psiquiátrica , Hospitais Universitários , Internação Compulsória de Doente Mental , Apoio Social
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA