Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Niterói; s.n; 2019. 141 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1015604

RESUMO

Introdução: O sentido da vida é considerado o motor básico para a existência humana, já que pessoas com um sentido da vida possuem maiores possibilidades de superar situações de extremo sofrimento. Perceber que a vida tem um significado no padecimento de doenças graves como o câncer, pode ser um desafio devido ao impacto desta enfermidade na vida da pessoa. Uma das doenças com maior sintomatologia associada à perda do sentido de vida é o câncer, que de acordo com o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), e a Organização Mundial da Saúde (OMS), é visto como um problema de saúde pública e estima-se mais de 20 milhões de novos casos para o ano de 2025. Este trabalho tem como objetivo geral: Desvelar a percepção do sentido de vida em pacientes com câncer. Objetivos Específicos: Descrever a percepção sobre o sentido da vida em pacientes com câncer. Discutir compreensivamente as estratégias de enfrentamento utilizadas pelos pacientes. Identificar as perspectivas para o futuro apesar da doença. O método: Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, com base na perspectiva teórica e filosófica de Maurice Merleau-Ponty e no marco conceitual, teórico e filosófico da Logoterapia de Viktor Frankl. Após aprovação pelo comitê de ética e pesquisa CEP e a publicação do parecer consubstanciado emitido em Novembro de 2017 com o CAAE: 73679417.5.0000.5243, iniciou-se a entrevista semiestruturada de caráter fenomenológica, junto com 19 pacientes com câncer, usuários do Ambulatório de Oncologia do Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), de Niterói, RJ. Esta pesquisa cumpriu com as exigências éticas com seres humanos como determina a Resolução 466/12 e as exigências estabelecidas para a pesquisa em Ciências Humanas e sociais segundo a Resolução 510/16, do Conselho Nacional de Saúde (CNS). Resultados: Foram desveladas quatro categorias, a Primeira: A percepção do significado e o sentido da vida na experiência com câncer; Segunda: Estratégias de enfrentamento religiosas e noológicas; Terceira: Ressignificando a existência apesar do sofrimento da doença: câncer; e Quarta categoria: A perspectiva do futuro: uma tarefa a ser realizada ou uma missão a ser cumprida. Considerações Finais: Comprovou-se que é possível ser desvelado o sentido da vida, em situações de sofrimento como no padecimento de doenças crônicas como o câncer. Experimentar que a vida tem um sentido possibilita a ressignificação da existência potencializando estratégias de enfrentamento mais douradoras, melhora na aderença no tratamento e ajuda a ter uma visão mais favorável do futuro. Limitações do estudo: Evidente lacuna do conhecimento na literatura acerca do sentido da vida e pacientes com câncer, assim como a falta de trabalhos de abordagem Logoterapêutica na área oncológica no Brasil, finalmente porque esta investigação foi realizada apenas com 19 pacientes em um hospital publico sem comparações ou amostras paralelas. Contribuição do estudo: Ocupação da sala de espera por psicólogo que ao pesquisar no ambulatório, utilizou os princípios da Logoterapia permitindo aos pacientes refletirem sobre o sentido da própria vida. Uma condução teórica e prática com vias translacional inédita. Estudo pioneiro no território Brasileiro ao respeito do uso da abordagem Logoterapêutica como forma de triangulação e conceituação dos depoimentos. Este trabalho pode servir como exemplo de atuação profissional na área da saúde, como forma de cuidado holístico junto a pacientes com câncer e assim ser ampliado para pessoas com outras enfermidades crônicas


Introduction: The meaning of life is considered the basic engine for human existence, since people with a sense of life have greater possibilities to overcome situations of extreme suffering. Realizing that life has a meaning in the suffering of serious diseases such as cancer can be a challenge due to the impact of this illness on the person's life. One of the diseases with the greatest symptomatology associated with loss of life is cancer, which according to the National Cancer Institute José Alencar Gomes da Silva (INCA) and the World Health Organization (WHO) is seen as a problem of public health and estimates more than 20 million new cases for the year 2025. Geral Objertive: Unveil the perception of the meaning of life in patients with cancer. Specific Objectives: To describe the perception about the meaning of life in cancer patients. Discuss comprehensively coping strategies used by patients. Identify prospects for the future despite illness. The method: This is a descriptive research with a qualitative approach, based on the philosophical perspective of Maurice Merleau-Ponty on the conceptual, theoretical and philosophical framework of Viktor Frankl's Logotherapy and the theoretical and After approval by the ethics and CEP research committee and publication of the consolidated opinion issued in November 2017 with the CAAE: 73679417.5.0000.5243, the semi-structured phenomenological interview was initiated, along with 19 cancer patients, users of the Oncology Outpatient Clinic of the Antônio Pedro University Hospital (HUAP), from Niterói, Rj. This research complied with the ethical requirements with human beings as determined by Resolution 466/12 and the requirements established for research in Human and Social Sciences according to Resolution 510/16 of the National Health Council (CNS). Results: Four categories were unveiled, the first: The perception of meaning and the meaning of life in cancer experience; Second: Religious and noological coping strategies; Third: Resigning existence despite the suffering of the disease: cancer; and Fourth category: The perspective of the future: a task to be accomplished or a task to be accomplished. Final Considerations: It has been proven that it is possible to be revealed the meaning of life in situations of suffering as in the suffering of chronic diseases such as cancer. To experience that life has a meaning, allows the re-signification of existence by enhancing more coping strategies, improved adherence to treatment and helps to have a more favorable view of the future. Limitations of the study: A clear lack of knowledge in the literature about the meaning of life and patients with cancer, as well as the lack of logothermic approach in the oncology area in Brazil, finally because this investigation was carried out with only 19 patients in a public hospital without comparisons or parallel samples. Contribution of the study: Occupation of the waiting room by a psychologist who, when searching the outpatient clinic, used the principles of Logotherapy to allow patients to reflect on the meaning of life itself. A theoretical and practical driving with unprecedented translational pathways. A pioneer study in the Brazilian territory to respect the use of the Logoterapeutic approach as a form of triangulation and conceptualization of the testimonies. This work can serve as an example of professional work in the health area, as a form of holistic care with cancer patients and thus be extended to people with other chronic diseases


Introducción: El sentido de la vida se considera el motor básico para la existencia humana, ya que las personas con un sentido de la vida tienen mayores posibilidades de superar situaciones de extremo sufrimiento. Percibir que la vida tiene un significado en el padecimiento de enfermedades graves como el cáncer, puede ser un desafío debido al impacto de esta enfermedad en la vida de la persona. Una de las enfermedades con mayor sintomatología asociada a la pérdida del sentido de vida es el cáncer, que de acuerdo con el Instituto Nacional de Cáncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), y la Organización Mundial de la Salud (OMS), es visto como un problema de salud pública y se estima más de 20 millones de nuevos casos para el año 2025. Este trabajo tiene como objetivo general: Desvelar la percepción del sentido de la vida en pacientes con cáncer. Objetivos Específicos: Describir la percepción sobre el sentido de la vida en pacientes con cáncer. Discutir comprensivamente las estratégias de enfrentamiento utilizadas por los pacientes. Identificar las perspectivas para el futuro a pesar de la enfermedad. El método: Se trata de una investigación descriptiva con abordaje cualitativo, con base en el marco conceptual, teórico y filosófico de la Logoterapia de Viktor Frankl y de la perspectiva teórica y filosófica de Maurice Merleau-Ponty. Después de la aprobación por el comité de ética e investigación CEP y la publicación del dictamen consubstanciado emitido en noviembre de 2017 con el CAAE: 73679417.5.0000.5243, se inició la entrevista semiestructurada de carácter fenomenológico, junto con 19 pacientes con cáncer, usuarios del Ambulatorio de Oncología del Hospital Universitario Antônio Pedro (HUAP), de Niterói, Rj. Esta investigación cumplió con las exigencias éticas con seres humanos como determina la Resolución 466/12 y las exigencias establecidas para la investigación en Ciencias Humanas y sociales según la Resolución 510/16 del Consejo Nacional de Salud (CNS). Resultados: Se desvelaron cuatro categorías, la primera: la percepción del significado y el sentido de la vida en la experiencia con el cáncer; Segunda: Estratégias de enfrentamiento religiosas y noológicas; Tercera: Ressignificando la existencia a pesar del sufrimiento de la enfermedad: cáncer; y Cuarta categoría: La perspectiva del futuro: una tarea a realizar o una misión a ser cumplida. Consideraciones finales: Se comprobó que es posible desvelar el sentido de la vida, en situaciones de sufrimiento como en el padecimiento de enfermedades crónicas como el cáncer. Experimentar que la vida tiene un sentido, posibilita la resignificación de la existencia potenciando estratégias de enfrentamiento más duraderas, mejora en la adherencia en el tratamiento y ayuda a tener una visión más favorable del futuro. Las limitaciones del estudio: Evidente laguna del conocimiento en la literatura acerca del sentido de la vida y pacientes con cáncer, así como la falta de trabajos de abordaje logoterapéutico en el área oncológica en Brasil, finalmente porque esta investigación fue realizada sólo con 19 pacientes en un hospital público sin comparaciones o muestras paralelas. Contribuciones del estudio: Ocupación de la sala de espera por un psicólogo que, al buscar en la clínica ambulatoria, utilizó los principios de la logoterapia para permitir que los pacientes reflexionaran sobre el significado de la vida en sí. Una conducción teórica y práctica con vías de traslación sin precedentes. Estudio pionero en el territorio brasileño en lo que respecta al uso del enfoque logoterapéutico como una forma de triangulación y conceptualización de los testimonios. Este trabajo puede servir como un ejemplo de trabajo profesional en el área de la salud, como una forma de atención integral con pacientes con cáncer y, por lo tanto, extenderse a personas con otras enfermedades crónicas


Assuntos
Psicoterapia , Espiritualidade , Oncologia , Neoplasias
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 10(11): 3996-4002, Nov. 2016. ilus
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031456

RESUMO

Objetivo: analisar a aplicabilidade das oficinas terapêuticas como instrumento de inserção social da pessoacom transtorno mental. Método: estudo descritivo, com abordagem qualitativa, no qual participaram 10familiares de usuários de drogas. A pesquisa foi desenvolvida no Centro de Atenção Psicossocial-CAPS, pormeio de um roteiro de entrevista semiestruturado. Os dados foram transcritos e analisados qualitativamente.Resultados: foi possível avaliar a percepção dos familiares a cerca da importância do tratamento dentro doCAPS, bem como pontuando estas oficinas como atividades primordiais para a reinserção, reabilitação eresgate da cidadania deste indivíduo portador de transtorno psíquico na sociedade. Conclusão: a percepçãoelaborada pelos familiares é de que as oficinas terapêuticas representam instrumentos importantes de (re)socialização e reabilitação psicossocial, admitindo a importância da interação de forma efetiva de todaequipe de saúde aliada à cooperação destes no tratamento.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Apoio Social , Família , Percepção , Psicoterapia , Reabilitação , Saúde Mental , Serviços de Saúde Mental , Epidemiologia Descritiva
3.
Rev. RENE ; 9(4): 158-164, out.-dez. 2008.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-519403

RESUMO

A enfermagem psiquiátrica tem se caracterizado dessde seu surgimento, como agente perpetuador do modelo manicomial. Com o advento da Reforma Psiquiátrica o enfermeiro junto com outros profissionais de saúde mental, questiona-se e busca novos paradigmas condizentes com os princípios dessa reforma. Algumas indagações surgem: Em que se baseiam os enfermeiros, para assistir seus pacientes? E que estratégias devem utilizar? Esse estudo tem como objetivo refletir sobre a utilização da Logoterapia como recurso terapêutico do enfermeiro em saúde mental. O trabalho foi desenvolvido em quatro eixos temáticos: primeiro a apresentação da logoterapia e seus princípios fundamentais; o segundo a análise existencial e sua maneira de ver o homem e seus processos; o terceiro as técnicas logoterapêuticas e no quarto a logoterapia e a prática de enfermagem em saúde mental. Percebe-se que o enfermeiro pode utilizar a logoterapia como recurso em saúde mental, pois suas técnicas mostram-se adequadas para potencializar a relação enfermeiro-paciente.


Assuntos
Cuidados de Enfermagem , Enfermagem Psiquiátrica , Psicoterapia , Saúde Mental
4.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-510516

RESUMO

Durante muito tempo, na prática psicanalítica, o silêncio do paciente foi considerado como uma forma de resistência. Este estudo tem como objetivo discorrer sobre o silêncio e os diferentes significados que o silêncio pode assumir dentro da relação analítica com pacientes adolescentes. As reflexões são apoiadas na evolução de um caso clínico, atendido no contexto de uma clínica-escola de psicologia. Enfatiza-se a importância do terapeuta estar também atento aos canais de comunicação não-verbais estabelecidos a cada encontro, que podem ser tão ou mais importantes do que as verbalizações do paciente.


Durante mucho tiempo, en la práctica del psicoanálisis, el silencio del paciente fue considerado una forma de resistencia. Esto estudio tiene como objetivo hablar sobre el silencio y los diferentes significados que puede asumir dentro de la relación analítica con pacientes adolescentes. Las reflexiones son apoyadas en la evolución de un caso clínico atendido en una clínica-escuela de Psicología. Enfatiza la importancia del terapeuta estar también atento para los canales de comunicación no verbales establecidos en cada encuentro, que pueden ser tan o más importantes que verbalizar.


For a long time, in psychoanalytic practice, the silence of the patient was considered as a way of resistance. This study aims to discuss the silence and its different meanings inside the psychoanalytic relation with adolescent patients. These reflections were supported by the analysis of a clinical case in an educational Psychology service. The importance of the therapist is emphasized to identify the non-verbal channels of communication established in each therapeutic session, which may be equally or more important than the patient's verbalizations.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Psicanálise , Psicologia do Adolescente , Psicoterapia
5.
Rev. enferm. UFPE on line ; 1(2): 274-278, out.-dez. 2007.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032586

RESUMO

O diálogo entre antidepressivos e psicoterapia é o foco de nossas reflexões neste estudo, tendo como trilha questionamentos sobre asexualidade feminina e o tratamento medicamentoso e a psicoterapia, destacando-se os principais benefícios e limitações de ambosos tratamentos. Essas reflexões objetivam a ampliação da compreensão dos profissionais envolvidos nos tratamentos da depressão.A escolha pelo profissional de uma droga adequada é essencial no tratamento da depressão e para a garantia de seu sucesso. E paratal é também de suma importância o compromisso de laboratórios que tenham em vista produzir medicamentos que não ofereçamreações adversas no exercício da sexualidade, bem como em outras áreas do existir humano. Com esta somatória de esforços, asvivências sexuais, ao invés de agravarem ainda mais os quadros depressivos, passam a expressar um horizonte de melhora. Quando oprofissional adota essa postura, ele estará sempre aberto para reconhecer, aprender, diagnosticar e tratar o novo, não reduzindo oser humano a apenas algum aspecto específico, mas oferecendo a suas pacientes todo o respeito e consideração que lhe sãodevidos, facilitando a adesão a ambos os tratamentos e possibilitando um prognóstico mais favorável.


Assuntos
Feminino , Humanos , Antidepressivos , Depressão , Psicoterapia , Sexualidade
6.
Rev. latinoam. enferm ; 13(1): 118-125, jan.-fev. 2005.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-394213

RESUMO

O presente estudo examina o paciente na psicoterapia de grupo, abordando os fatores que lhe proporcionam mudança no decorrer do processo e as especificidades desta modalidade terapêutica. Com base na literatura disponível e na experiência sistematizada dos autores ao longo de trinta anos de clínica grupal, são discutidas as variáveis que determinam o engajamento dos integrantes do grupo em uma relação terapêutica produtiva e bem-sucedida. Enfatiza-se a forma como o paciente assimila o processo psicoterápico e de que maneira participa no alcance de sua própria melhora


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicoterapia de Grupo , Psicoterapia , Saúde Mental
7.
Rev. enferm. Inst. Mex. Seguro Soc ; 10(2): 79-84, Mayo-Ago. 2002.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-981804

RESUMO

Introducción: El significado que tienen los senos para la mujer tanto en el aspecto físico como en el elemental y ante la pérdida de uno o ambos senos se presentara estados de ansiedad, angustia y miedo. Las acciones terapéuticas grupales pueden ofrecer una alternativa de apoyo y beneficio. Objetivo: Analizar los resultados de las actividades grupales con mujeres mastectomizadas. Material y métodos: estudio realizado en la Universidad Fortaleza Ceara, con mujeres integrantes del grupo Grupo de Enseñanza, Pesquisa Auto-Ayuda y Asistencia a la Mujer Mastectomizada (GEPAM). Los datos fueron colectados en un grupo de mujeres de diferentes edades organizados de acuerdo al método de análisis de contenido y agrupados en categorías. Resultados: Los sentimientos presentados en las mujeres fueron el miedo, la rabia, el rechazo y la culpa. Los beneficios de la actividad de grupo apuntados por las mujeres fueron relacionados con cambios en la apariencia física, en los cuidados personales, en actitudes frente a situaciones estresantes; aumento de la independencia funcional, mejoría de la calidad de vida. Los factores más influyentes fueron la socialización y la comunicación desarrollada por el grupo. Discusión: Acontecieron cambios significativos en la vida de las mujeres con relación a auto-imagen y auto-estima.


The present study aimed at to analyze the benefits of activities group with mastectomized women. This work took place in the Department of Nursing of UFC, with integral women of the group GEPAM (Group of Teaching, Research, Self Help, and Attendance to the Women Mastectomized). The collection of data was accomplished in the period of July to October of 2000. The sample consisted, on average, from 10 to 17 participant women, of the group and it didn't take in to account the race, sex, civil status and age group and only, the fact of they be integral of the group. The data were organized in agreement with the analysis of content of the speeches contained in a category. We noticed that the feelings commonly presented by these women they involved the fear, the rage, the rejection and the blame. They were pointed as benefits of an activity therapeutic group the changes in the physical appearance and personal cares, changes of attitudes front to streeful situations, increase of the functional independence, it gets better of the life quality. The factors that had an influence were the socialization and the communication among the group. Before the discoveries, we understood that happened significant changes in the women's life.


Assuntos
Feminino , Ansiedade , Transtornos de Ansiedade , Psicoterapia , Reabilitação , Rejeição em Psicologia , Socialização , Estresse Psicológico , Conscientização , Mulheres , Neoplasias da Mama , Terapia Cognitivo-Comportamental , Terapia Ocupacional , Comunicação , Compreensão , Medo , Culpa , Mastectomia , Neoplasias , Brasil , Psicoterapia Psicodinâmica
8.
Rev. bras. enferm ; 52(2): 179-88, abr.-jun. 1999.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-265244

RESUMO

Trata-se de um relato de experiência realizado junto a clientes psicóticos crônicos desinstitucionalizados, que estiveram em acompanhamento por uma enfermeira num CAPS/NAPS de Florianópolis, durante dez anos, ou seja de 1989 a 1999. Ao final desse período, pode-se visualizar que clientes psicóticos crônicos, quando em um acompanhamento sistemático com vínculo com o grupo terapêutico conseguem manter uma vida relativamente saudável, alcançando objetivos, superando crises e mantendo-se fora dos muros do manicômio.


Assuntos
Humanos , Pessoas com Deficiência Mental , Desinstitucionalização , Enfermagem Psiquiátrica , Transtornos Psicóticos , Psicoterapia , Qualidade de Vida , Estudos Retrospectivos , Doença Crônica , Hospitais Psiquiátricos/tendências , Relações Familiares
9.
In. Fortes, José Roberto de Albuquerque, ed; Miguel Filho, Eurípedes Constantino, ed; Ramadam, Zacaria Borge Ali, ed; Arruda, Paulo Vaz de, ed. Psiquiatria e medicina interna: anais do 1§ Congresso Brasileiro de Psiquiatria e Medicina Interna. s.l, Astúrias, 1988. p.117-9.
Monografia em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-72743

RESUMO

O autor fez uma breve revisäo de literatura sobre problemas psiquiátricos nos pacientes de U.T.I. e compara com sua própria experiência. Segundo ele, delirium e depressäo säo os quadros clínicos mais comuns. Ressalta as diferentes síndromes psiquiátricas apresentadas pelos pacientes numa UTI geral e numa coronariana e discorre sobre a etiopatogenia, tratamento e evoluaçäo destas síndromes. Acredita que a falta de vínculo entre o paciente e o médico na U.T.I. que ocorre no sistema de plantöes (um médico diferente a cada dia) aumenta a incidência de depressäo. Finalmente analisa o comportamento de impotência dos residentes frente ao doente crítico. Seus sentimentos de impotência e insegurança os leva a tal ansiedade, em alguns casos täo forte, que chega a romper o seu equilíbrio psicológico


Assuntos
Unidades de Terapia Intensiva , Psicoterapia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA