Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 1 de 1
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Ciênc. cuid. saúde ; 6(supl.2): 488-495, jan.-mar. 2007. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-528296

RESUMO

Os idosos fazem parte da população que mais consome medicamentos e os antimicrobianos estão entre as classes medicamentosas mais freqüentemente prescritas para estes pacientes. Existem aspectos específicosdo idoso que complicam a prescrição e o monitoramento do uso do antimicrobiano. As modificações fisiológicas decorrentes da idade resultam em alterações na farmacodinâmica e na farmacocinética, que podem alterar o decurso da infecção e a resposta a um determinado antimicrobiano. Em função da alta prevalência de doenças crônicas, os idosos fazem uso simultâneo de muitos medicamentos, o que resulta emmaior risco de reações adversas ou interações medicamentosas. Todos estes aspectos justificam atenção especial na condução do tratamento da infecção no idoso.


Elderly people are great consumers of medicines, and antimicrobial medicines are among those most frequently prescribed to patients. There are specific aspects related to the elderly that make the prescription, use and monitoring of antimicrobials highly complicated. Age-caused physiological changes result in alterations in their pharmacodynamic and pharmacokinetic traits, which may modify the development of the infection and there sponse to certain antimicrobial medicines. Due to the prevalence of chronic diseases, the elderly simultaneously consume many types of medicines, which may be the cause of adverse reactions or drug-drug interactions. Since the aspects mentioned above must be taken into account, special attention in infection treatment of the elderly is justified.


Los ancianos hacen parte de la población que más consume medicamentos, y los antimicrobianos están entrelas clases de medicamentosas más frecuentemente prescritas para estos pacientes. Existen aspectos específicos del anciano que complican la prescripción y el control del uso del antimicrobiano. Las modificaciones fisiológicas decurrentes de la edad resultan en alteraciones en la farmacodinámica y en la farmacocinética, que pueden alterar el decurso de la infección y la respuesta a un determinado antimicrobiano. En función de la gran prevalencia de enfermedades crónicas, los ancianos hacen uso simultáneo de muchos medicamentos, lo que resulta en mayor riego de reacciones adversas o interacciones medicamentosas. Todos estos aspectos justifican atención especial en la conducción del tratamiento de la infección en el anciano.


Assuntos
Humanos , Idoso , Antibacterianos , Saúde do Idoso , Controle de Infecções/métodos , Farmacocinética
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA