Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 43
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Enferm. foco (Brasília) ; 11(1): 44-49, jun. 2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1102523

RESUMO

Objetivo: conhecer o que as mulheres e os homens com vínculo trabalhista ou estudantil da Universidade Federal de São João del-Rei, Campus Centro-Oeste, sabem sobre o climatério e menopausa. Metodologia: estudo de caso único, com abordagem qualitativa e fundamentada na técnica de Análise Crítica do Discurso. A pesquisa contou com 43 participantes, sendo 15 mulheres e 28 homens. Resultados: a distinção entre climatério e menopausa nem sempre é clara para os participantes, sendo desconhecidas, especialmente, pelos participantes do sexo masculino. Além disso, o climatério é um período em que as mulheres queixam-se de vários sintomas, tanto biológicos quanto psicológicos. Considerações finais: há uma defasagem no conhecimento das mulheres referente ao climatério e à menopausa. Nota-se o desconhecimento total dos homens referente ao climatério e poucos sabem o que é a menopausa. Em face ao exposto evidencia-se a necessidade de mais estudos que busquem explorar a temática menopausa/ climatério. (AU)


Objective: to know the that women and men with a labor or student bond of the Federal University of São João del-Rei, Campus Central-West, know about the climacteric and menopause. Method: a unique case study, with a qualitative approach and based on the technique of Critical Discourse Analysis. The survey counted on 43 participants, being 15 women and 28 men. Results: the distinction between the phases of female life understood by the climacteric and the menopause is not always clear to the participants, being unknown, especially, by the male participants. In addition, it is a time when women complain of various symptoms, both biological and psychological. Conclusion: there is a lag in women's knowledge regarding such periods. Men's total ignorance of the climacteric is noted, and few know what menopause is. In view of the above, it is evident the need for further studies that seek to explore the menopausal / climacteric theme. (AU)


Objetivo: conocer el desarrollo que las mujeres y los hombres con vínculo laboral o estudiantil de la Universidad Federal de San Juan del Rey, Campus Centro-Oeste, saben sobre el climaterio y la menopausia. Metodo: estudio de caso único, con abordaje cualitativo y fundamentado en la técnica de Análisis Crítico del Discurso. La encuesta contó con 43 participantes, siendo 15 mujeres y 28 hombres. Resultados: la distinción entre las fases de la vida femenina comprendidas por el climaterio y la menopausia no siempre es clara para los participantes, siendo desconocidas, especialmente, por los participantes del sexo masculino. Además, es un período en que las mujeres se quejan de varios síntomas, tanto biológicos y psicológicos. Conclusión: hay un desfase en el conocimiento de las mujeres referente a tales períodos. Se nota el desconocimiento total de los hombres referente al climaterio y pocos saben lo que es la menopausia. En vista de lo expuesto se evidencia la necesidad de más estudios que busquen explorar la temática menopausia / climaterio. (AU)


Assuntos
Mulheres , Humanos , Climatério , Menopausa , Conhecimento
2.
Nursing (Säo Paulo) ; 23(264): 3996-4001, maio.2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1102701

RESUMO

Este estudo objetivou descrever a influência dos sintomas climatéricos na qualidade de vida de mulheres nessa fase do ciclo reprodutivo. Trata-se de uma pesquisa descritiva, quantitativa, transversal e epidemiológica que iniciou após parecer favorável do Comitê de ética pela numeração 1.655.600. Participaram da pesquisa mulheres com idade entre 40 e 64 anos de idade usuárias de uma ESF da cidade de Montes Claros-MG que consentiram participar da pesquisa através do Termo de Consentimentos Livre e Esclarecido. O instrumento de coleta utilizado foi o questionário sociodemográfico, QSM e o Índice de Kupperman e Blatt com análise descritiva e comparativa dos dados. Nos resultados pode-se observar que a maioria das mulheres apresentou sintomas entre moderados e acentuados, totalizando 60,9% de acordo o Índice de Kupperman e Blatt, e que a maioria das participantes, 52,9%, apresentaram médias de resposta no QSM acima da média geral da população estudada, o que aponta que os sintomas vivenciados nesta fase da vida levam à alterações na sua qualidade de vida.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Climatério , Menopausa , Saúde da Mulher , Qualidade de Vida , Serviços de Saúde da Mulher
3.
Rio de Janeiro; s.n; 2019. 111 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047665

RESUMO

Estudo descritivo, de cunho qualitativo, que busca compreender os significados atribuídos por mulheres no climatério na perspectiva do interacionismo simbólico, bem como as repercussões nas diversas dimensões do seu cotidiano. Partiu-se do pressuposto de que, na perspectiva do interacionismo simbólico, (re)significar o climatério para mulheres que o vivenciam repercutirá em autonomia e liberdade colocando-as como protagonistas de enfrentamento das modificações inerentes a esta fase da vida. Objetivou-se: analisar, sob a perspectiva do interacionismo simbólico, o processo de significação da mulher que vivencia o climatério e analisar, sob a perspectiva do interacionismo simbólico, a influência do climatério na interação social destas mulheres. Como cenário, foi utilizado a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Campus de Jequié. A técnica de coleta dos dados foi a entrevista individual semiestruturada, em horários pré-determinados entre a pesquisadora e as participantes, em locais com menor circulação de pessoas para a manutenção da privacidade e menor possibilidade de interrupções. Para subsidiar a técnica da entrevista foi utilizado um roteiro pré-elaborado. As entrevistas foram gravadas em aparelho mp7 gravador de voz, transcritas e preservadas na íntegra. Participaram 17 mulheres com faixa etária entre 43 e 64 anos que estivessem vivenciando ou que vivenciaram o climatério. A quantidade de participantes foi baseada na saturação teórica. As participantes assinaram o TCLE. O projeto foi aprovado mediante o parecer do CEP de número 2.187.889. Os dados foram analisados e organizados em conformidade com a Grounded Theory. Emergiram seis categorias e uma categoria central que foram discutidas com base no interacionismo simbólico. Os resultados apontaram que as participantes do estudo compreendem o climatério como processo inevitável, assim como as modificações físicas e emocionais inerentes a ele. Mostraram momentos de aceitação e rejeição. Reconheceram que o estilo de vida saudável, estrutura familiar, religião, trabalho, amigos, colegas de trabalho, viagem, médico, são estratégias ou segmentos sociais que ajudam na compreensão do fenômeno, na sua ressignificação e na superação das modificações apresentadas, quer seja pelo enfrentamento naturalizado ou não. Buscam estratégias de enfrentamento por meio da capacidade de interpretação das situações vivenciadas constituídas culturalmente. Assim, elas transitam por momentos em que não abrem mão da medicalização, e em outros optam pela desmedicalização, vivendo em constante indecisão. Os sentidos atribuídos às características do climatério surgem da interação estabelecida consigo mesmas e com seu grupo social. Para as mulheres, o climatério configura-se como um processo de transição na vida, durante o qual podem oscilar entre sua concepção pautada em significados vinculados à visão de mundo medicalizada e a desmedicalizada, a partir dos quais agem e interagem socialmente.


This is a descriptive, exploratory, qualitative study aiming to understand the meanings attributed by women to the climacteric in the perspective of symbolic interactionism, as well as its repercussions in the various dimensions of their daily life. It was assumed that, in the perspective of symbolic interactionism, (re) signifying the climacteric for women who experience it will have repercussions on autonomy and freedom, placing them as protagonists in coping with the inherent changes in this phase of life. The objective of this study was to analyze, from the perspective of symbolic interactionism, the signification process of women undergoing the climacteric and to analyze, from the perspective of symbolic interactionism, its influence on the social interactions of these women. As setting, we used the State University of Southwest Bahia, Jequié Campus. The technique of data collection was a semi-structured individual interview, at predetermined times, between the researcher and the participants, in places with less movement of people to maintain privacy and having less possibility of interruptions. To support the interview technique, a pre-elaborated script was used. The interviews were recorded on a mp7 recorder voice recorder, transcribed and preserved in full in their original speech. The participants were 17 women aged between 43 and 64 years and the inclusion criteria were women who were experiencing or had experienced the climacteric. The number of participants was based on theoretical saturation. The participants who agreed to the study signed the consent forms in two ways. The project was approved by CEP ruling N° 2.187.889. The data were analyzed and organized in accordance with Grounded Theory. Six categories and a central category emerged that were discussed based on symbolic interactionism. The results pointed out that the study participants understand the climacteric as an inevitable process, as well as the physical and emotional changes inherent to it. They showed moments of acceptance and rejection. They recognized that a healthy lifestyle, family structure, religion, work, friends, work colleagues, travel, the doctor, are strategies or social segments that help in understanding this phenomenon, in its resignification and in overcoming the changes it brings along, naturalized or not. They also pursue coping strategies through the ability to interpret culturally the experienced situations. Thus, they go through times when they do not give up the medicalization, but at other times they opt for demedicalization, living in constant indecision. The senses attributed to the characteristics of the climacteric emerge in this study from the interaction established with themselves and with their social group. For women, the climacteric is a process of transition in life, during which they can oscillate between their conception based on meanings linked to the medicalized and demedicalized worldview, from which they act and interact socially.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Envelhecimento , Climatério , Saúde da Mulher , Enfermagem , Interacionismo Simbólico , Menopausa , Pesquisa Metodológica em Enfermagem
4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(12): 3352-3359, dez. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1000302

RESUMO

Objetivo: identificar o perfil socioeconômico, demográfico, clínico e hábitos de vida de mulheres no climatério residentes em uma comunidade quilombola. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, de corte transversal, desenvolvido em uma comunidade quilombola. Utilizou-se um questionário padronizado com 158 participantes. Construiu-se um banco de dados em planilha eletrônica sendo calculadas as frequências absolutas e relativas, e os resultados apresentam-se em forma de tabelas. Resultados: observou-se que a maioria das mulheres era parda, com companheiro estável e renda familiar de até dois salários mínimos. Apontou-se que um terço não tinha nenhuma escolaridade, e um quarto das menopausadas teve a sua última menstruação entre 38 e 42 anos. Ressalta-se que mais de um terço das pesquisadas portava doença crônica e, dessas, a quase totalidade era hipertensa, com ou sem diabetes associada. Conclusão: identificaram-se, neste estudo, as características de um grupo de mulheres no climatério de uma comunidade quilombola, sendo que a escassez de pesquisas sobre essas comunidades, no que se refere aos dados investigados, torna a pesquisa original e relevante.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Fatores Socioeconômicos , Perfil de Saúde , Climatério , Menopausa , Saúde da Mulher , Grupo com Ancestrais do Continente Africano , Estilo de Vida , Qualidade de Vida , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários
5.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 10(4): 906-912, out.-dez. 2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-915414

RESUMO

Objetivo: Conhecer as percepções de mulheres acerca do climatério. Métodos: Pesquisa qualitativa com 18 mulheres que vivenciam o período do climatério, que pertencem a uma Estratégia em Saúde da Família de um município da região Sul do Brasil. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada em setembro de 2016. A análise dos dados foi a partir da Análise de Conteúdo Temática de Minayo. Resultados: Os elementos emergidos das compreensões das mulheres acerca do climatério demonstram percepções voltadas à negatividade, ao envelhecimento do corpo, ao desequilíbrio emocional e à sintomatologia manifestada nesse período. Conclusão: Portanto, é preciso implementar medidas que ofereçam a essas mulheres um maior conhecimento e entendimento sobre o climatério, pois refletirá de maneira positiva, de modo que a mulher vivencie esse período com tranquilidade e qualidade de vida


Objective: To know the perceptions of women about climacteric. Methods: Qualitative research with 18 women living in the climacteric period, who belong to a Family Health Strategy of a municipality in the Southern region of Brazil. Data were collected through a semistructured interview in September 2016. Data analysis was based on the Minayo Thematic Content Analysis. Results: The emergence of women's understanding of climacteric shows perceptions of negativity, body aging, emotional imbalance, and symptomatology manifested during this period. Conclusion: Therefore, it is necessary to implement measures that offer these women a greater knowledge and understanding about the climacteric, as it will reflect in a positive way, allowing women to experience this period with tranquility and quality of life


Objetivo: Conocer las percepciones de las mujeres sobre la menopausia. Métodos: La investigación cualitativa con 18 mujeres que experimentan período de la perimenopausia, que pertenecen a una estrategia de salud em un municipio del sur de Brasil. Los datos fueron recolectados a través de entrevista semiestructurada en septiembre de 2016. El análisis de los datos fue a partir del análisis cualitativo de Minayo. Resultados: Los elementos surgieron la comprensión de las mujeres sobre la menopausia demostrar percepciones centradas en la negatividad, el cuerpo de envejecimiento, desequilibrio emocional y síntomas que se manifiestan en este periodo. Conclusión: Por lo tanto, es necesario poner en práctica medidas que brinden a estas mujeres un mayor conocimiento y comprensión del climaterio, como se refleja positivamente causando la mujer para experimentar este periodo de tranquilidad y calidad de vida


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Climatério/psicologia , Menopausa/psicologia , Pós-Menopausa/psicologia , Saúde da Mulher
6.
Cogitare enferm ; 23(2): e54075, abr-jun. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-974970

RESUMO

RESUMO Objetivo: investigar os sintomas climatéricos psicológicos em mulheres cardiopatas. Método: estudo quantitativo, realizado em Hospital Universitário no Nordeste do Brasil, no período de outubro de 2016 a janeiro de 2017. Foram entrevistadas individualmente 221 mulheres climatéricas cardiopatas atendidas no Ambulatório de Cardiologia. Foram realizadas análises da estatística descritiva, de associação com o teste não paramétrico de Qui-quadrado de independência (c2) e teste de Correlação de Spearman, com o auxílio do programa SPSS Statistics 20. Resultados: houve predomínio de sintomas climatéricos muito intensos como a angústia/ansiedade, 75 (33,9%); esgotamento físico e mental, 61 (27,6%); estado de ânimo depressivo, 54 (24,4%); nervosismo, 59 (26,7%); e insônia, 45 (20,4%). Houve associação significativa nos sintomas climatéricos psicológicos entre si e entre os sintomas psicológicos e a depressão. Conclusão: os sintomas climatéricos psicológicos parecem tornar as mulheres mais propensas a transtornos emocionais, agravada pela existência de uma doença crônica como a cardiopatia.


RESUMEN Objetivo: investigar los síntomas climatéricos psicológicos en mujeres cardiópatas. Método: estudio cuantitativo, realizado en Hospital Universitario en Nordeste de Brasil, en el periodo de octubre de 2016 a enero de 2017. Se entrevistaron individualmente 221 mujeres climatéricas cardiópatas atendidas en el Ambulatorio de Cardiología. Se realizaron análisis de estadística descriptiva, de asociación con el test no paramétrico de Chi cuadrado de independencia (c2) y test de Correlación de Spearman, con la ayuda del programa SPSS Statistics 20. Resultados: hubo predominio de síntomas climatéricos muy intensos como angustia/ansiedad, 75 (33,9%); agotamiento físico y mental, 61 (27,6%); estado de ánimo depresivo, 54 (24,4%); nerviosismo, 59 (26,7%); y insomnio, 45 (20,4%). Hubo asociación significativa en los síntomas climatéricos psicológicos entre sí y entre los síntomas psicológicos y la depresión. Conclusión: los síntomas climatéricos psicológicos pueden dejar las mujeres más propensas a trastornos emocionales, agraviados por la existencia de una enfermedad crónica como la cardiopatía.


ABSTRACT Objective: to investigate psychological climacteric symptoms in women with heart disease. Method: a quantitative study, carried out at a University Hospital in the Northeast of Brazil, from October 2016 to January 2017. A total of 221 climacteric women with heart disease were interviewed at the Cardiology Outpatient Clinic. Descriptive statistical analysis was performed, association with the non-parametric Chi-square test of independence (c2) and Spearman's correlation test, with the use of the SPSS Statistics 20 program. Results: there was a predominance of very intense climacteric symptoms such as anguish/anxiety, 75 (33.9%); physical and mental exhaustion, 61 (27.6%); depressed mood, 54 (24.4%); nervousness, 59 (26.7%); and insomnia, 45 (20.4%). There were significant associations among the psychological climacteric symptoms and between the psychological symptoms and depression. Conclusion: psychological climacteric symptoms appear to make women more prone to emotional disorders, aggravated by the existence of a chronic disease such as cardiopathy.


Assuntos
Feminino , Psicologia , Climatério , Menopausa , Sintomas Psíquicos , Cardiopatias
7.
Enferm. foco (Brasília) ; 9(2): 40-45, mai. 2018.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1028354

RESUMO

Objetivo: apreender as percepções de mulheres que vivenciam o climatério. Metodologia: estudo descritivo exploratório com abordagem qualitativa, realizado na Unidade Básica de Saúde de um município do Noroeste do Paraná. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada junto a 16 mulheres em dezembro de 2016 e submetidos a análise de conteúdo, modalidade temática. Resultados: as percepções das mulheres que vivenciam o climatério resultou em duas categorias: Vivenciando o climatério e a menopausa: sinais e sintomas; e Tratamento utilizado no climatério. Observou-se a influência direta dos sinais e sintomas na qualidade de vida dessas mulheres e muitas vezes a não procura por reposição hormonal devido ao desconhecimento. Conclusão: o acolhimento e atendimento integral à mulher deve fazer parte da rotina de cuidado dos profissionais, em especial da Atenção Básica, oportunizando o conhecimento das necessidades particulares e o planejamento de ações de cuidado.


Objectives: to apprehend the perceptions of women who experience the climacteric. Methodology: descriptive exploratory study with a qualitative approach, carried out at the Basic Health Unit of a municipality in the Northwest of Paraná. Data were collected through a semistructured interview with 16 women in December 2016 and submitted to content analysis, thematic modality. Results: the perceptions of women experiencing climacteric resulted in two categories: experiencing climacteric and menopause: signs and symptoms; and Treatment used in climacteric. It was observed the direct influence of signs and symptoms on the quality of life of these women and often the search for hormone replacement due to ignorance. Conclusion: the reception and integral care of the woman should be part of the routine of care of the professionals, especially of the Basic Attention, providing the knowledge of the particular needs and the planning of care actions.


Objetivo: aprehender las percepciones de mujeres que experimentan el climaterio. Metodología: estudio descriptivo exploratorio con abordaje cualitativo, realizado en la Unidad Básica de Salud de un municipio del Noroeste de Paraná. Los datos fueron recolectados por medio de una entrevista semiestructurada junto a 16 mujeres en diciembre de 2016 y sometidos a análisis de contenido, modalidad temática. Resultados: las percepciones de las mujeres que experimentan el climaterio resultaron en dos categorías: Vivenciando el climaterio y la menopausia: signos y síntomas; y Tratamiento utilizado en el climaterio. Se observó la influencia directa de los signos y síntomas en la calidad de vida de esas mujeres y muchas veces la no busca por reposición hormonal debido al desconocimiento. Conclusión: la acogida y atención integral a la mujer debe formar parte de la rutina de cuidado de los profesionales, en especial de la Atención Básica, oportunizando el conocimiento de las necesidades particulares y la planificación de acciones de cuidado.


Assuntos
Feminino , Humanos , Atenção Primária à Saúde , Climatério , Menopausa , Saúde da Mulher
8.
Ciudad de México; Centro Nacional de Excelencia Tecnológica en Salud; 2015. 63 p. tab.(Guías de Práctica Clínica de Enfermería). (SS-741-15).
Monografia em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1037678

RESUMO

Introducción: La menopausia es el resultado de la pérdida de la actividad folicular del ovario . En México el aumento de la esperanza de vida nos sitúa ante un nuevo perfil epidemiológico, se espera que para el año 2035, una de cada 3 mujeres estará en la etapa del climaterio o menopausia . El objetivo de esta Guía de Práctica Clínica (GPC) es establecer un referente nacional para generar intervenciones de enfermería en el cuidado de la mujer en el proceso de climaterio y menopausia. Metodología: La búsqueda sistemática de información se enfocó en documentos relacionados con el tema, intervenciones de enfermería en el climaterio y menopausia, para dar respuesta a las preguntas estructuradas, a partir de las climacteric, menopause, postmenopause, premenopause, diagnosis, etiology, metabolism, psychology, complications, therapy, drug effects. Se utilizaron los buscadores PUBMED, LILACS, CINAHL y TRIP DATABASE. Las recomendaciones se tomaron de GPC internacionales, meta-análisis, ensayos clínicos aleatorizados y estudios observaciones. La información se expresa en niveles de evidencia (E) y grado de recomendación (R) de acuerdo al características del diseño y tipo de estudio.Resultados: Esta GPC ofrece evidencia sobre las intervenciones del profesional de enfermería al cuidado de la mujer en el proceso de climaterio y menopausia, para la promoción de la salud, detección oportuna y limitación de daños y riesgos en el climaterio y menopausia. Conclusión: La aplicación de la GPC permite homogeneizar criterios en el cuidado del climaterio y la menopausia para otorgar una atención con calidad.


Introduction: Menopause is the result of loss of ovarian follicular activity. In Mexico the increase in life expectancy presents us with a new epidemiological profile, it is expected that by the year 2035, one out of every 3 women will be in menopause or climacteric. The objective of this Clinical Practice Guideline (CPG) is to establish a national benchmark to generate nursing interventions in the care of women in the process of menopause and menopause.Methodology: The systematic search for information focused on related subject, nursing interventions in climacteric and menopause, to respond to structured questions from keywords documents: climacteric, menopause, postmenopause, premenopause, diagnosis, etiology, metabolism, psychology, complications, therapy, drug effects. the PUBMED, LILACS, CINAHL and TRIP DATABASE searchers were used. The recommendations were taken from international GPC, meta-analyzes, randomized trials and observational studies. The information is expressed in levels of evidence (E) and grade of recommendation (R) according to the characteristics of the design and type of study.Results: This CPG provides evidence on interventions nurse to care for women in menopause and menopause process, for health promotion, early detection and damage limitation and risks in the climacteric and menopause. Conclusion: The application of the GPC allows homogenize criteria in the care of climacteric and menopause to provide quality care.


Introduction: La ménopause est le résultat de la perte de l'activité folliculaire ovarienne. Au Mexique, l'augmentation de l'espérance de vie nous présente un nouveau profil épidémiologique, il est prévu que d'ici l'an 2035, une personne sur 3 femmes seront en ménopause ou climatérique. L'objectif de ce guide de pratique clinique (CPG) est d'établir une référence nationale pour générer des interventions de soins infirmiers dans les soins des femmes dans le processus de la ménopause et de la ménopause.Méthodologie: La recherche systématique de l'information axée sur sujet connexe, les interventions infirmières en climatère et la ménopause, pour répondre à des questions structurées à partir des mots-clés: documents climatérique, la ménopause, la postménopause, la préménopause, le diagnostic, effets étiologie, le métabolisme, la psychologie, les complications, la thérapie, la drogue. PubMed, LILACS, CINAHL et TRIP chercheurs DATABASE ont été utilisés. Les recommandations ont été prises à partir de GPC, les méta-analyses internationales, des essais randomisés et des études d'observation. L'information est exprimée en niveaux de preuve (E) et la teneur de la recommandation (R) en fonction des caractéristiques de la conception et le type d'étude. Résultats: Ce CPG fournit la preuve sur les interventions infirmières aux soins pour les femmes en ménopause et le processus de la ménopause, pour la promotion de la santé, la détection précoce et la limitation des dommages et des risques dans la ménopause et la ménopause.Conclusion: L'application de la GPC permet d'homogénéiser les critères de la prise en charge de la ménopause et de la ménopause pour fournir des soins de qualité.


Assuntos
Feminino , Menopausa/etnologia , Menopausa/metabolismo , Menopausa/psicologia , Climatério/imunologia , Climatério/metabolismo , Climatério/psicologia
9.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 6(3): 1302-1312, jul.-set. 2014. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-719771

RESUMO

Objective: to analyze the scientific production involving the use of hormone replacement therapy during menopause as a risk factor for developing breast cancer. Method: an integrative literature review. The databases BDENF, LILACS and SciELO were used. There were 71 articles identified of which 24 comprised the sample. Results: it was observed that Brazil was the country with the most publications and Portuguese was the most queried language. Regarding the choice of study design, 50% of the studies had a methodological qualitative approach and the data collection method by means of documents was the most used. Conclusion: nurses as health professionals should advise women in per menopausal age about the risks and benefits of the use of hormone replacement therapy in order to assist them in adhering or not to treatment.


Objetivo: analisar a produção científica envolvendo o uso da terapia de reposição hormonal no climatério como um fator de risco para desenvolvimento de câncer de mama. Método: realizou-se uma revisão integrativa da literatura. Utilizamos as bases de dados BDENF, LILACS e SciELO. Identificamos 71 artigos, dos quais 24 compuseram nossa amostra. Resultados: observamos que o Brasil foi o país com mais publicações e o idioma mais requisitado foi o português. Em relação à escolha do delineamento do estudo, 50% dos estudos possuíam abordagem metodológica do tipo qualitativa e o método de coleta de dados por meio de documentos foi o mais utilizado. Conclusão: a enfermagem como profissional da saúde deve orientar as mulheres em idade perimenopausa sobre os riscos e benefícios do uso da terapia de reposição hormonal a fim de auxiliá-las na adesão ou não a esse tratamento.


Objetivo: analizar la producción científica involucrando el uso de la terapia de reemplazo hormonal durante la menopausia como factor de riesgo para desarrollar cáncer de mama. Método: se realizó una revisión integradora de la literatura. Utilizamos las bases de datos BDENF, LILACS y SciELO. Se identificaron 71 artículos, de los cuales 24 formaban la muestra. Resultados: observamos que Brasil fue el país con el mayor número de publicaciones y la lengua portuguesa fue la más solicitada. En cuanto a la elección del diseño del estudio, el 50% de los estudios tenía aproximación metodológica de tipo cualitativo y el método de recogida de datos por medio de los documentos fue el más utilizado. Conclusión: enfermería como profesional de la salud debe aconsejar a las mujeres en edad peri menopáusica acerca de los riesgos y beneficios del uso de la terapia de reemplazo hormonal con el fin de ayudarles en el cumplimiento o no de este tratamiento.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Climatério , Menopausa , Terapia de Reposição Hormonal , Terapia de Reposição de Estrogênios , Terapia de Reposição de Estrogênios/efeitos adversos , Brasil
10.
Rev. enferm. UERJ ; 22(2): 182-186, mar.-abr. 2014.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-748582

RESUMO

El objetivo de esta investigación fue conocer y analizar los estereotipos de género que existen actualmente sobre la menopausia. Estudio cualitativo, cuyo diseño fue la Teoría Fundamentada, realizado en Sevilla (España), con 43 mujeres de medio rural y urbano de diferentes generaciones jóvenes (18-25 años, 26-35 años), mediana edad (36-45 años, 46-55 años, 56-65 años) y ancianas (> 65 años). Se utilizaron como técnica obtención de datos la entrevista semiestructurada y 3 grupos de discusión. Se realizaron entre marzo de 2008 y diciembre de 2011. Los discursos fueron sometidos al análisis de contenido hallándose diferencias importantes entre los discursos de las diferentes generaciones, siendo las más ancianas las que tienen una visión más fisiológica y las más jóvenes una idea más patológica del mismo proceso. Estos resultados reflejan el prejuicio cultural existente y refuerzan la importancia dela educación para la salud para erradicarlo.


O objetivo desta pesquisa foi compreender e analisar os estereótipos de gênero que existem sobre a menopausa. Trata-se de um estudo qualitativo apoiado na Teoria Fundamentada. O estudo foi realizado em Sevilha (Espanha), com 43 mulheres de população rural e urbana de diferentes faixas etárias, jovens (18-25 anos, 26-35 anos), meia-idade (36-45 anos, 46-55 anos, 56-65 anos) e idosas (> 65 anos). Como técnica para coleta de dados utilizou-se entrevistas semi-estruturadas individuais e 3 grupos focais, realizadas entre março de 2008 e dezembro de 2011. Os discursos foram submetidos à análise de conteúdo. Foram encontradas diferenças significativas entre os discursos de diferentes gerações: as mulheres mais velhas apresentaram um ponto de vista fisiológico enquanto as mais jovens uma idéia patológica do mesmo processo. Estes resultados refletem o viés cultural existente e reforçam a importância da Educação em Saúde para erradicá-la.


This research aimed at assessing and analyzing gender stereotypes on menopause. It holds a qualitative nature on the basis of the Grounded Theory. The research was held in Seville (Spain), with 43 women of both rural and urban areas, from different age groups, namely, the young ones (18-25 years, 26-35 years), the middle aged (36-45 years, 46-55 years, 56-65 years), and the elderly (> 65 years). Data collection took place from March, 2008 to December, 2011, and made use of techniques such as semi-structured interviews and 3 focus groups. Speeches were treated on the basis of content analysis. Significant differences between the discourses in different generations stood out. Older women held a physiological stand whereas the younger sustained a pathological idea of same process. Results highlight existing cultural bias and reinforce the importance of health education to eradicate it.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Pessoa de Meia-Idade , Idoso de 80 Anos ou mais , Educação em Saúde , Enfermagem em Saúde Comunitária , Identidade de Gênero , Menopausa , Saúde da Mulher , Brasil , Pesquisa Qualitativa
11.
Rev. enferm. UFPE on line ; 8(2): 314-322, fev.2014.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1033651

RESUMO

Objetivos: compreender como mulheres na faixa etária de 40 a 55 anos vivenciam a sexualidade no climatérioe como o sistema de saúde local está organizado para garantir à assistência integral. Método: estudodescritivo e exploratório de abordagem qualitativa. Para a produção dos dados, foram empregadas entrevistassemiestruturadas com 25 mulheres residentes da zona urbana do Município de Major Sales/RN/Nordeste doBrasil e oito profissionais que compõem a Estratégia de Saúde da Família (ESF). No processo de análise einterpretação do material produzido, utilizou-se a técnica de análise de conteúdo na modalidade temática. Oestudo teve a aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa, sob o CAAE nº 0015.0.428.000-09.Resultados: os conteúdos das falas das mulheres deixam transparecer o significativo medo de perda dajovialidade e da beleza, além das angústias em não satisfazerem mais o parceiro sexualmente. Conclusão:ficou claro o aumento de desconfortos durante as relações sexuais, diminuição do desejo e,consequentemente, a redução da frequência da atividade sexual.


Assuntos
Feminino , Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Climatério , Sexualidade , Epidemiologia , Estratégia Saúde da Família , Menopausa , Pesquisa Qualitativa , Saúde da Mulher
12.
Cogitare enferm ; 16(3): 517-523, jul.-set. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-605751

RESUMO

O objetivo do estudo foi averiguar as mudanças ocorridas na vida de mulheres durante o climatério e verificar os principais sintomas por elas referidos. A pesquisa foi realizada em unidade básica de saúde do Município de Fortaleza, Ceará e a amostra constituiu-se de 101 mulheres no período do climatério. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista, cujos resultados foram tabulados e organizados em quadros. Constatou-se que a sintomatologia associada à síndrome do climatério foi altamente prevalente, sendo que 92,07% das mulheres experimentaram pelo menos um dos sintomas, com maior frequência de fogachos, irritabilidade e esquecimento; entre as principais alterações no cotidiano, os sintomas relacionados à depressão e às alterações metabólicas foram os mais referidos, confirmando-se que a transição do climatério tem grande impacto na vida. O enfermeiro pode atuar junto às mulheres como facilitador para o enfrentamento e significação desta fase da vida.


Assuntos
Feminino , Adulto , Idoso , Cuidados de Enfermagem , Enfermagem em Saúde Comunitária , Menopausa
13.
Rev. enferm. Inst. Mex. Seguro Soc ; 19(3): 123-126, Septiembre-Dic 2011.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1031151

RESUMO

Resumen


Introducción: el climaterio y menopausia son acontecimientos propios del género femenino, es un fenómeno fisiológico que se presenta en un periodo vulnerable debido al proceso reproductivo que está concluyendo.


Objetivo: determinar cómo se adaptan en su ambiente laboral y familiar las mujeres en esta etapa de su vida.


Metodología: descriptiva y transversal, el tamaño de la muestra se determinó a través de muestreo no probabilístico, se estudiaron 130 mujeres entre 45 y 60 años de edad, se utilizó un instrumento de 25 preguntas para cada grupo. El grupo I estuvo integrado por mujeres que laboran en el espacio público y el grupo II por mujeres que se dedican al hogar.


Resultados: a menor edad son más las mujeres que acudieron a consulta, el nivel de escolaridad fue más alto para el grupo I, los signos y síntomas que más manifestaron ambos grupos fueron: cefalea, bochornos, fatiga, disminución del deseo sexual, crisis repentinas de llanto, irritabilidad, depresión, entre otros; adaptándose a través de la ministración de analgésicos, bañarse y salir a caminar. Con base en la teoría de Callista Roy, se considera que el grupo I (ambiente laboral) se adaptan más a los cambios hormonales en climaterio y menopausia, no así las mujeres que se dedican al hogar, estas se sienten incomprendidas, rechazadas, con autoestima baja y no les reconocen su trabajo.


Summary


Introduction: the climacteric, or menopause, is a female event. It is a physiological phenomenon that occurs in a vulnerable period due to the conclusion of the reproductive process.


Objective: to determine how women in this stage of life adapt in their family and work environments.


Methodology: the study design was descriptive and transversal. A nonprobability sample of 130 women between the ages of 45 and 60 were interviewed with an instrument of 25 questions. Group 1 consisted of 60 women who work outside of the home. Group 2 consisted of 70 women who work in the home.


Results: younger women were more likely to come for consultation. Group 1 had a higher educational level. Both groups experienced headaches, hot flashes, fatigue, decreased sexual desire, crying episodes, irritability, and depression. Adaptation was through the use of analgesics, taking a bath, and going for walks. Based in Roy’s Adaptation Model, we saw that the women in Group 1 (working women) adapted more easily to the hormonal changes of the climacteric than did the women of Group 2 (homemakers), who experienced low self esteem, felt misunderstood, rejected, and that their work was unappreciated.


Assuntos
Humanos , Adaptação Fisiológica , Adaptação Psicológica , Climatério , Menopausa , Mulheres , México , Humanos
14.
Rev. eletrônica enferm ; 12(3)set. 2010.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-580958

RESUMO

A menopausa é uma fase da vida da mulher a que está associado vários tabus e sobre a qual permanece uma visão negativa e depreciativa, construída com base nas ideias da medicalização da sociedade e da atenção à saúde. O presente artigo tem por objetivo discutir a menopausa sob a perspectiva da desmedicalização. Nesse contexto, a medicalização pelo uso de terapia de reposição hormonal é utilizada como uma possível solução para as mudanças fisiológicas que ocorrem durante a menopausa, gerando na mulher a expectativa de permanecer sempre jovem e bela. Este estudo aborda a terapia de reposição hormonal a partir de sua relação com a medicalização do corpo e do cuidado; resgata o fisiológico e natural das transformações inerentes ao período e que são marcantes no corpo e na vida das mulheres; apresenta o cuidado desmedicalizado como estratégia para melhorar a qualidade de vida de mulheres que vivenciam a menopausa. Assim, entende-se que cabe aos profissionais que lidam com esse grupo específico o papel de desmistificar essa fase da vida e possibilitar informações de modo a favorecer o empoderamento das mulheres e desenvolver os cuidados sob a perspectiva da desmedicalização.


Menopause is a stage of the woman's life with several related taboos in which still remains a negative and depreciative perception, built based on the ideas of medicalization of the society and the health care. In this context, the medicalization for the use of hormonal replacement therapy is used as a possible solution for the physiologics changes that occur during the menopause, generating in the woman the expectation to always remain young and beautiful. The present article aimed at discusses the menopause under the perspective of the unmedicalization. It approaches the hormone replacement therapy in its relationship with the medicalization of the body and care; it retakes the physiologic and natural of the inherent transformations due to this life period and that are outstanding in the women's body and life. It also presents the unmedicalized care as strategy for improvement in the quality of life for women who are experiencing the menopause. Then, professionals who work with this group of women shall perform their actions in order to demystify that stage of life and to make possible through information the women's empowerment and care for them under the perspective of unmedicalization.


La menopausia es una fase de la vida de la mujer llena de tabús y para la cual todavía permanece una percepción depreciativa y negativa, construida basada en las ideas de la medicalización de la sociedad y del cuidado en salud. En este contexto, la medicalización por la utilización de la terapia de reposición de hormonas es utilizada como una posible solución para los cambios fisiológicos que ocurren durante la menopausia, generando en la mujer una expectativa de permanecer siempre joven y guapa. Este artículo objetivó discutir la menopausia bajo la perspectiva de la desmedicalización. Presenta la terapia de reposición de hormonas en su relación con la medicalización del cuerpo y del cuidado; busca retomar el fisiológico y natural de las transformaciones inherentes de este período de vida y que son marcantes en el cuerpo y en la vida de las mujeres. Presenta la desmedicalización como estrategia para mejorar la calidad de vida de mujeres que pasan por la menopausia. Entonces, los profesionales que trabajan con este grupo de mujeres realizarán sus acciones visando desmistificar esa fase de vida y posibilitar a través de informaciones el empoderamiento de las mujeres y cuidarlas bajo la perspectiva de la desmedicalización.


Assuntos
Humanos , Feminino , Enfermagem , Menopausa , Saúde da Mulher
15.
Rev. enferm. UFPE on line ; 4(2): 792-801, 20100300.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1032894

RESUMO

Objetivo: conhecer a visão de mulheres de um centro de saúde reprodutiva sobre climatério e menopausa. Metodologia: estudo descritivo-exploratório, de abordagem qualitativa. Participaram 50 mulheres, de 45 a 59 anos, de um centro de saúde reprodutiva em Natal/ RN que responderam a uma entrevista semiestruturada, após aprovação pelo parecer 031/2008 do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Foi utilizada a técnica de análise de conteúdo nos dados coletados. Resultados: 84% já ouviram falar o que é o climatério e 94% sobre menopausa, mas confundiam climatério com menopausa, terceira idade e doença. O climatério revelou-se como ansiedade, artralgias/mialgias e fogachos. Consideraram medidas importantes para a qualidade de vida: atividade física, alimentação saudável e evitar o tabagismo. Conclusão: é essencial que as mulheres tenham acesso à informação em saúde para compreender as mudanças do climatério/menopausa, prevenindo/amenizando a síndrome climatérica e exercendo o autocuidado


Assuntos
Feminino , Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Climatério , Menopausa , Saúde da Mulher , Autocuidado , Entrevistas como Assunto , Envelhecimento , Epidemiologia Descritiva , Qualidade de Vida
16.
Rio de Janeiro; s.n; 2010. 64 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-655768

RESUMO

Estima-se que, no ano de 2025, 23% da população total dos países desenvolvidos estarão com mais de 60 anos, evidenciando-se assim o envelhecimento gradativo do contingente populacional destes países. Deste modo, é perceptível o contingente de mulheres que estarão vivenciando a fase da menopausa com seus efeitos biológicos, psicológicos e sociais. As mudanças hormonais e fisiológicas que acontecem nas mulheres durante a fase da menopausa, acompanhadas pela desvalorização estética do corpo e por toda uma sintomatologia física e psíquica, têm sido interpretadas como perda da feminilidade, sinalizando o envelhecimento inevitável e a finitude. No entanto, muitos dos desconfortos que as mulheres vivenciam nesta fase não se devem às mudanças biológicas, mas ao seu processo de socialização, caracterizando a influência de gênero. Neste contexto, este trabalho teve como objeto o estudo da influência da relação de gênero na vivência e no significado do processo da menopausa, tendo como objetivos: descrever a vivência da menopausa a partir da perspectiva de mulheres que a vivenciam e identificar as particularidades relacionadas ao gênero diretamente envolvidas na experiência da menopausa a partir da perspectiva das mulheres. Para desenvolvimento do trabalho foi utilizada abordagem qualitativa de natureza descritiva com vinte mulheres de idade entre 45 e 55 anos que apresentavam menopausa espontânea e eram clientes das Unidades Básicas de Saúde da cidade de Curitibanos-SC, no período de 1 a 15 de outubro de 2009. Para a coleta de dados foi utilizado um roteiro de entrevista semi-estruturada com uma questão norteadora: Fale-me como é para você estar vivenciando a menopausa. A interpretação e análise foram feitas através de análise de conteúdo do tipo temática descritas por Bardin...


They is esteem that, in the year of 2025, 23% of the total population of the developed countries will be with more than 60 years, what show the gradual aging of the population contingent of these countries. In this way, is perceivable the contingent of women who will be living deeply the phase of the menopause with its biological, psychological and social effects. The physiological and chemical changes that happen in the women during the menopause’s phase, followed with the aesthetic depreciation of the body, have been interpreted as loss of the feminine characteristics, signaling the inevitable aging and the end of the life. However, many of the discomforts that the women live in this phase not must to the biological changes, but to its process of socialization, characterizing the genre influence. In this context, this work had as object the study of the influence of the relation of genre in the experience and meaning of the process of the menopause, having as objective: describes the experience of the menopause on the perspective of women and to identify the particularitities involved to the genre in the experience of the menopause on the perspective of the women. For development of the work, was done one research descriptive-qualitative with customers of the Basic Units of Health of the city of Curitibanos-SC, in the period of 1 to 15 of October of 2009. For the collect of data, one structured interview was used with an orienting question: It speaks to me, as are for you to be living the menopause. The interviews were done with 20 women, with ages between 45 and 55 years and that had presented spontaneous menopause. The interpretation and analysis was done by analysis of content of the thematic type described by Bardin...


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Envelhecimento/psicologia , Identidade de Gênero , Menopausa/psicologia , Saúde da Mulher , Terapia de Reposição Hormonal/psicologia , Brasil , Pesquisa Metodológica em Enfermagem
17.
Rev. bras. enferm ; 62(4): 613-619, jul.-ago. 2009. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-525742

RESUMO

El objetivo de este trabajo es desarrollar aplicaciones de la teoría de Autocuidado de Orem, para el abordaje de intervenciones de enfermería el embarazo y climaterio, y determinar su utilidad como un marco teórico para el abordaje del autocuidado durante las fases de desarrollo. Se concluye que la aplicación de este marco teórico, en la asistencia de mujeres durante el embarazo y climaterio, por parte de enfermeras y enfermeras obstétricas contribuye a identificar los requisitos de autocuidado, las intervenciones requeridas, la necesidad de autocuidado y los métodos de ayuda que las mujeres requieren con especial énfasis en la capacitación y desarrollo de la capacidad de autocuidado.


O objetivo deste trabalho foi desenvolver aplicações da Teoria do Autocuidado de Orem para realizar intervenções em enfermagem durante a gestação e climatério, mas tentamos também determinar a sua utilidade como marco teórico para pensar (ou) planejar o autocuidado nestas fases da vida da mulher. Pudemos observar que a aplicação desta teoria e a sua utilidade como marco teórico na assistência à mulheres durante a gestação e climatério, por parte de enfermeiras e enfermeiras obstétricas, contribuiu não só para identificar os requisitos necessários para o autocuidado e planejar as intervenções requeridas e as necessidades específicas de autocuidado, mas constatamos também que esta pode ser a base para elaboração de métodos de desenvolvimento da ampliação da capacidade feminina para o auto-cuidado.


The aim of this paper is to develop applications of Orem's Theory of Self Care in order to address nursing interventions during pregnancy and menopause, and to determine its usefulness as a theoretical framework for addressing self care during stages of development. It is concluded that the application by nurses and midwives of this theoretical framework, in assisting women during pregnancy and menopause, contributes to identifying the requirements of self care, the required interventions, necessity of self care and the methods of assistance that women require with special emphasis on training and development of self care procedures.


Assuntos
Feminino , Humanos , Gravidez , Menopausa , Enfermagem , Teoria de Enfermagem , Autocuidado
18.
Nursing (Säo Paulo) ; 12(132): 238-242, maio 2009. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-514736

RESUMO

Este estudo objetiva suscitar reflexões acerca da história das mulheres e seus hormônios ao longo do tempo, a partir do pensamento de Berenstein. Para tanto, a autora narra a história do fóssil humano apelidado de Lucy, descoberto em 1974 na África, pelo antropólogo americano Donald Johanson, professor da Universidade de Berkeley. Trata das questões dos papéis, sexo, gênero e hormônios, destacando a evolução histórica das mulheres.


Assuntos
Humanos , Feminino , Hormônios , Mulheres/história , Menopausa , Saúde da Mulher , Terapia de Reposição Hormonal
19.
Rev. bras. enferm ; 62(2): 287-293, mar.-abr. 2009.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-512362

RESUMO

O envelhecimento populacional é uma realidade demográfica brasileira. Como conseqüência, espera-se, nos próximos anos, um aumento progressivo na procura dos serviços de saúde por mulheres com queixas relacionadas ao climatério. Paralelamente, a assistência ao climatério tem passado por uma modificação de paradigmas, impondo aos profissionais de saúde uma mudança de atitude. Reconhece-se que o climatério é influenciado tanto por fatores biológicos, como por fatores psicossociais e culturais, cujo conhecimento é fundamental para uma assistência mais qualificada e humanizada. Este artigo propõe refletir sobre as mudanças de paradigmas na assistência ao climatério, destacando a multidisciplinaridade e interdisciplinaridade, no sentido acolher melhor essa parcela da população e proporcionar-lhe um cuidado integral e individualizado, aproximando o saber da sensibilidade, voltado a uma melhor qualidade vida.


Population aging is a demographic reality for Brazil. Consequently, in the next years it is expected a progressive increase in seeking health care services in the country by women with complaints related to climacterium. Parallel to it, assistance at this part of woman's life has been going through a paradigm shift which has imposed to health professionals a change of attitude in relation to this stage of woman's life. Today it is acknowledged that the climacterium is influenced by biological, psychosocial and cultural factors, whose knowledge is fundamental for planning a more qualified and humanized care. This article proposes a reflection on the paradigm shifts in assistance at climacterium, highlighting important aspects as multidisciplinarity and interdisciplinarity, so as to serve better this portion of population, and provide it with more integrated and individualized care, bringing together knowledge and sensitivity, and always aiming at a better quality of life.


Envejecimiento poblacional es una realidad demográfica brazilian. Consecuentementese espera un aumento progresivo de la búsqueda en los servicios de salud del país por mujeres con quejas relacionadas al climaterio. La asistencia al climaterio ha pasado por un cambio de paradigmas que han impuesto a los profesionales de la salud. El climaterio es influenciado por factores biológicos, factores psicosociales y culturales, cuyo conocimiento es fundamental para la planificación de una asistencia. Artículo se propone reflexionar sobre los cambios de paradigmas, el abordaje multidisciplinario e interdisciplinario, en el sentido de recibir mejor esta parcela de la población y proporcionarle un cuidado integral e individualizado, aproximando el saber de la sensibilidad, y el tener como objetivo a una mejor calidad de vida.


Assuntos
Feminino , Humanos , Menopausa , Saúde da Mulher
20.
Rev. latinoam. enferm ; 17(2): 160-166, Mar.-Apr. 2009.
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-517213

RESUMO

Qualitative and phenomenological study based on reports of women between 48 and 55 years old with spontaneous menopause for 12 months or more. Results evidenced five theme categories that were analyzed and interpreted based on Maurice Merleau-Ponty's theoretical-philosophical reference framework. Among the categories that emerged from reports, the theme "reflecting on sexuality" was emphasized, and is presented with a view to understanding the existential aspects of the climacteric experience, focusing on the exercise of sexuality.


Se trata de un estudio cualitativo de abordaje fenomenológico, realizado a partir del relato de mujeres con edad entre 48 y 55 años que habían presentado menopausia espontánea hace 12 meses o más. Los resultados mostraron cinco categorías temáticas que fueron analizadas e interpretadas con base en el marco teórico filosófico de Maurice Merleau-Ponty. Entre las categorías que surgieron de los relatos sobresalió el tema" Reflexionando sobre la sexualidad" que será presentado con el objetivo de comprender los aspectos existenciales de la vivencia del climaterio con énfasis en la sexualidad.


Estudo qualitativo de abordagem fenomenológica, realizado a partir do depoimento de mulheres entre 48 e 55 anos que haviam apresentado menopausa espontânea há 12 meses ou mais. Os resultados evidenciaram cinco categorias temáticas que foram analisadas e interpretadas à luz do referencial teórico filosófico de Maurice Merleau-Ponty. Dentre as categorias que emergiram dos depoimentos destacou-se o tema: "refletindo sobre a sexualidade", que será apresentado com o objetivo de compreender os aspectos existenciais da vivência do climatério com ênfase no exercício da sexualidade.


Assuntos
Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Menopausa , Sexualidade , Menopausa/psicologia , Sexualidade/psicologia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA