Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 11 de 11
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. latinoam. enferm ; 20(4): 718-726, JulyAug. 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-649719

RESUMO

The monitoring of absenteeism-illness has revealed its high prevalence, and a strong relationship with work. This study aimed to analyze the factors associated with absenteeism-illness among the rural workers in a timber company in Minas Gerais, Brazil. It is an analytical cross-sectional study, carried out among 883 workers. The medical certificates issued in the company over one year were surveyed. For the analysis, use was made of descriptive statistics and bi- and multivariable analyses. The strength of association was measured by the odds ratio (OR) with help from logistic regression (p<0.05). A prevalence of 54% of medical certificates was found in the population. Bivariate analysis revealed an association between job (forestry assistant (OR=13.1), carpenter (OR=15) and chainsaw operator (OR=39.6)), length of service in the company, departments and length of schooling with absenteeism-illness. In the multi-variate analysis, the association between length of schooling and being a carpenter disappeared, while the other associations remained. It is concluded that there is important evidence about the occupational and demographic factors and absenteeism-illness among forestry workers.


O acompanhamento do absenteísmo-doença tem revelado altas prevalências e forte relação com o trabalho. Objetivou-se analisar os fatores associados ao absenteísmo-doença dos trabalhadores rurais de uma empresa florestal em Minas Gerais, Brasil. Trata-se de estudo transversal, analítico, realizado com 883 trabalhadores. Foram levantados os atestados médicos desses trabalhadores, durante um ano. Utilizaram-se, para análise estatística descritiva, análises bi e multivariadas. A força de associação foi medida pelo odds ratio (OR) com auxílio da regressão logística (p<0,05). Foi encontrada prevalência de 54,0% de atestados na população. A análise bivariada revelou associação entre a função (ajudante florestal (OR=13,1), marceneiro (OR=15) e operador de motosserra (OR=39,6)), tempo de trabalho, setores e escolaridade com o absenteísmo-doença. Na análise multivariada houve desaparecimento da associação com o marceneiro e com a escolaridade, sendo mantidas as demais. Conclui-se que há evidências importantes sobre a relação entre fatores ocupacionais e demográficos e o absenteísmo-doença dos trabalhadores florestais.


El acompañamiento del absentismo-enfermedad ha revelado altas prevalencias y fuerte relación con el trabajo. Se objetivó analizar los factores asociados al absentismo-enfermedad de los trabajadores rurales de una empresa forestal en Minas Gerais- Brasil. Se trata de un estudio transversal, analítico, realizado con 883 trabajadores. Fueron levantados los testificados médicos durante un año. Se utilizó para análisis estadístico descriptivo, análisis bi y multivariadas. La fuerza de asociación fue medida por el odds ratio (OR) con auxilio de la regresión logística (p<0,05). Fueron encontradas prevalencia del 54,0% de testificados en la población. El análisis bivariada reveló asociación entre la función (ayudante forestal (OR=13,1), ebanista (OR=15) y operador de motosierra (OR=39,6)), tiempo de trabajo, sectores y escolaridad con el absentismo-enfermedad. En la multivariada hubo desaparición de la asociación con el ebanista y con la escolaridad, siendo mantenidas las demás. Se concluye que hay evidencias importantes sobre la relación entre factores ocupacionales y demográficos y el absentismo-enfermedad de los trabajadores forestales.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Absenteísmo , Indústrias , Doenças Profissionais/epidemiologia , Estudos Transversais , Saúde da População Rural , Madeira
2.
SMAD, Rev. eletrônica saúde mental alcool drog ; 5(1): 1-13, fev. 2009. graf, tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-514437

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi analisar os fatores de risco para a saúde mental de trabalhadores de setores administrativos de uma indústria de construção civil e metálica. Dos dados obtidos, ficaram em destaque os seguintes fatores de risco para a saúde mental dos trabalhadores do estudo: 26 (81,2 por cento) com histórico pessoal/familiar de doença mental; 21 (65,62 por cento) com desconforto físico no trabalho; 15 (46,8 por cento) com padrão de sono e repouso alterados; 14 (43,7) referindo excesso de responsabilidade; 7 (21,8 por cento) com relato de ansiedade e 5 (15,6 por cento) etilismo. A pesquisa revelou que tanto o desgaste físico como o mental predispõem a doenças ocupacionais.


El objetivo de este trabajo fue analizar los factores de riesgo para la salud mental de trabajadores de sectores administrativos de una empresa de construcción civil y estructuras metálicas. Entre los datos obtenidos, se destacaron los siguientes factores de riesgo para la salud mental de los trabajadores del estudio: 26 (81,2 por ciento) con histórico personal/familiar de enfermedad mental; 21 (65,62 por ciento) con incomodidad física en la actividad laboral; 15 (46,8 por ciento) con patrón de sueño y reposo alterados; 14 (43,7) relataron exceso de responsabilidad; 7 (21,8 por ciento) quejas de ansiedad y 5 (15,6 por ciento) alcohólicos. La investigación reveló que tanto el desgaste físico como el mental predisponen a enfermedades profesionales.


This study aimed to analyze risk factors for the mental health of workers from administrative service sections of a civil construction and metal structures company. The following risk factors for mental health were highlighted for the workers who participated in the study: 26 (81,2 percent) had suffered from mental illness or had cases in the family; 21 (65,62 percent) complained about physical discomfort at work; 15 (46,8 percent) revealed altered sleep and rest patterns; 14 (43,7) complained about excess of responsibility; 7 ( 21,8 percent) reported anxiety and 5 (15,6 percent) were alcoholics. The research revealed that both physical and mental exhaustion predispose to occupational diseases.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Doenças Profissionais , Indústrias , Pessoal Administrativo , Saúde Mental , Saúde do Trabalhador
3.
Rev. latinoam. enferm ; 16(5): 818-823, Sept.-Oct. 2008. tab
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-498505

RESUMO

The study aims to identify percutaneous injuries correlates in the nursing team from a Brazilian tertiary-care hospital. A case-control study was conducted from January 2003 to July 2004, including 200 cases and 200 controls. Cases and controls were paired by gender, professional category, and work section. To evaluate the relationship between potential risk/protective factors and the outcome, odds ratios were estimated, using multivariate logistic regression methods. The results shown six predictors of percutaneous injuries: "recapping needles" (OR 9.48; CI(95 percent): 5.29-16.96); "hours worked per week > 50 hours" (OR 2.47; CI(95 percent): 1.07-5.67); "years in nursing practice < 5 years" (OR 6.70; CI(95 percent): 2.42-18.53); "work shift in night" (OR 2.77; CI(95 percent): 1.35-5.70); "low self evaluation of risk" (OR 10.19; CI(95 percent): 3.67-28.32) and "previous percutaneous injuries" (OR 3.14; CI(95 percent): 1.80-5.48). The results support the recommendation of applying effective strategies to prevent percutaneous injuries in the nursing team working on tertiary-care institutions.


La finalidad del estudio fue identificar factores asociados a los accidentes percutáneos en el equipo de enfermería de un hospital terciario. Un estudio caso-control fue conducido entre enero de 2003 y julio de 2004, con selección de 200 casos y 200 controles, emparejados según género, categoría profesional y sector de trabajo. Las medidas de asociación utilizadas fueron las razones de momios, estimados mediante la regresión logística multivariada. Seis predictores para los accidentes percutáneos fueron identificados: "reencapsular agujas" (OR 9.48; CI(95 por ciento): 5.29-16.96); "jornada semanal > 50 horas" (OR 2.47; CI(95 por ciento): 1.07-5.67); "experiencia en la enfermería < 5 años" (OR 6.70; CI(95 por ciento): 2.42-18.53); "trabajar en jornada nocturna" (OR 2.77; CI(95 por ciento): 1.35-5.70); "auto-evaluar como bajo el riesgo de accidentes" (OR 10.19;CI(95 por ciento): 3.67-28.32) y "accidentes percutáneos previos" (OR 3.14; CI(95 por ciento): 1.80-5.48). Los resultados permiten la recomendación de estrategias efectivas para la prevención de accidentes percutáneos en el equipo de enfermería de hospitales terciarios.


O estudo teve por objetivo identificar fatores associados aos acidentes percutâneos na equipe de enfermagem de um hospital terciário. Um estudo caso-controle foi conduzido entre janeiro de 2003 a julho de 2004, com seleção de 200 casos e 200 controles, emparelhados segundo gênero, categoria profissional e setor de trabalho. As medidas de associação utilizadas foram os odds ratios, estimados por meio da regressão logística multivariada. Seis preditores para os acidentes percutâneos foram identificados: "reencapar agulhas" (OR 9.48; CI(95 por cento): 5.29-16.96); "jornada semanal > 50 horas" (OR 2.47; CI(95 por cento): 1.07-5.67); "experiência na enfermagem < 5 anos" (OR 6.70; CI(95 por cento): 2.42-18.53); "trabalhar em jornada noturna" (OR 2.77; CI(95 por cento): 1.35-5.70); "auto-avaliar como baixo o risco de acidentes" (OR 10.19;CI(95 por cento): 3.67-28.32) e "acidentes percutâneos prévios" (OR 3.14; CI(95 por cento): 1.80-5.48). Os resultados permitem a recomendação de estratégias efetivas para a prevenção de acidentes percutâneos na equipe de enfermagem de hospitais terciários.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Hospitais Universitários/estatística & dados numéricos , Indústrias/estatística & dados numéricos , Ferimentos Penetrantes Produzidos por Agulha/epidemiologia , Enfermeiras e Enfermeiros/estatística & dados numéricos , Brasil/epidemiologia , Estudos de Casos e Controles , Demografia
4.
Rev. latinoam. enferm ; 16(n.esp): 517-522, July-Aug. 2008. tab
Artigo em Inglês, Espanhol, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-489061

RESUMO

This study aimed to identify variables associated to the consumption of benzodiazepine among workers of a private company in the VIII Region, Chile. This is a cross-sectional and correlative study. Study population: 40 employees of a private company. The instruments included a questionnaire on socio-demographic variables and a benzodiazepine questionnaire. There was no record of benzodiazepine consumption at the moment of the study. Twenty percent (20 percent) of the interviewees had already used benzodiazepine in the past, whereas, half of them (10 percent) in the last year. The bivariate analysis of the last year consumption of benzodiazepine with work hours variables showed no significant relation (p=0.073). No association was found between benzodiazepine consumption and socio-demographic variables among the study participants.


El propósito de este estudio fue identificar las variables asociadas al consumo de benzodiazepinas en población trabajadora de una institución privada de la VIII Región, Chile. Diseño cuantitativo, transversal y correlacional. Población del estudio: 40 trabajadores de una empresa privada de la VIII Región, Chile. Instrumentos recolectores de datos. Cuestionario de variables biosociodemográficas y Cuestionario de benzodiazepinas. No se registró consumo de benzodiazepinas al momento del estudio. 20 por ciento de los entrevistados tenía antecedentes de consumo de benzodiazepinas en el pasado, de ellos la mitad (10 por ciento) en el último año. El análisis bivariado del consumo de benzodiazepinas en el último año con variables del trabajo sólo mostró una relación débilmente significativa (p= 0,073) con la jornada de trabajo. No se encontró asociación entre el consumo de benzodiazepines y las variables sociodemográficas entre los participantes del estudio.


O propósito deste estudo foi avaliar as variáveis associadas ao consumo de benzodiazepínicos em população trabalhadora de uma instituição privada da VIII Região, Chile. Este é um estudo quantitativo, transversal e correlacional. Participaram do estudo 40 trabalhadores de uma empresa privada da VIII Região, Chile. Para coleta dos dados utilizou-se um questionário com informações relacionadas às variáveis sócio-demográficas e Questionário de benzodiazepínicos. Não foi identificado consumo de benzodiazepínicos no momento do estudo. Constatou-se que 20 por cento dos entrevistados tinham antecedentes de consumo de benzodiazepínicos e, destes, a metade (10 por cento), no último ano. A análise bivariada do consumo de benzodiazepínicos no último ano com variáveis relacionadas ao trabalho mostrou uma relação pouco significativa (p= 0,073) com jornada de trabalho. Não foi identificada associação entre o consumo de benzodiazepínicos e as variáveis sócio-demográficas entre os participantes deste estudo.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Benzodiazepinas , Indústrias/estatística & dados numéricos , Setor Privado/estatística & dados numéricos , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Área Programática de Saúde , Serviços de Saúde Mental , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/enfermagem , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/reabilitação
5.
Rev. latinoam. enferm ; 13(n.esp): 819-826, out. 2005. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-427363

RESUMO

O objetivo foi descrever o consumo de álcool entre 129 trabalhadores de uma indústria. A coleta de dados foi realizada a través dos instrumentos AUDIT e CECA. A maior porcentagem de consumo foi em operários masculinos de 31 anos, escolaridade de 9,8 anos, tempo de trabalho 5 anos, casados. Identificou-se um consumo de 3 a 4 bebidas por ocasião (38,5 por cento). Obteve-se o consumo de 6 copos ou mais por mês em 32,7 por cento dos operários. A freqüência de consumo mensal foi de 2 ou 4 vezes, a dependência correspondeu a 46,5 por cento e a ocorrência de danos a 55 por cento dos operários e empregados. Os trabalhadores informaram consumo de álcool em encontros sociais com amigos (63,6 por cento). As conseqüências desse consumo foram: cansaço físico (44,2 por cento), problemas físicos (29,5 por cento), diminuição do rendimento de trabalho (29,5 por cento) e diminuição de reflexos (21,7 por cento). Diante de um maior consumo de álcool, os trabalhadores percebem menores conseqüências em relação a este consumo. Os que referiram não consumir álcool encontravam-se na etapa de pré-contemplação.


Assuntos
Masculino , Adulto , Humanos , Alcoolismo , Indústrias , Riscos Ocupacionais , Categorias de Trabalhadores , Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool
6.
Belo Horizonte; s.n; 2004. 167 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-448287

RESUMO

Embora nas duas últimas décadas tenha havido avanços cietíficos, técnicos e legais no setor formal da economia, na área de saúde do trabalhador, ainda se observa a ocorrência de problemas que afetam a saúde dos trabalhadores, acima do esperado pelos poderes constituídos e pela sociedade organizada... optou-se por realizar um estudo descritivo-exploratório com o objetivo de reconhecer os riscos físicos e químicos e os agravos à saúde a que estão expostos, no ambiente laboral de produção, os trabalhadores informais do setor de confecção de calçados do município de Goiânia, cadastrados na Secretaria de Desenvolvimento Econômico Municipal (SEDEM)...


Assuntos
Humanos , Fatores de Risco , Indústrias , Fatores Físicos e Químicos , Saúde do Trabalhador , Entrevistas como Assunto , Inquéritos e Questionários
7.
Campinas; s.n; dez. 2003. 143f p.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1036586

RESUMO

O trabalho em diferentes setores e na área industrial, em particular, tem sofrido importantes transformações nas duas últimas décadas, dentre as quais devem ser destacadas a criação de empresas focadas num único produto; a utilização de estudantes que trabalham através de bolsa-estágio e de mão-de-obra terceirizada para atividades menos qualificadas. Este estudo tem por objetivo avaliar a capacidade para o trabalho e traçar o perfil em relação a dados demográficos, estilo de vida e trabalho, de três diferentes grupos de trabalhadores que atuam em um condomínio de empresas de alta tecnologia. É um estudo de caráter epidemiológico transversal ou de prevalência. Foi utilizado o Índice de Capacidade para o Trabalho - ICT, instrumento desenvolvido por pesquisadores finlandeses e um questionário com dados demográficos e estilo de vida. De um total de 321 com 40,91% de perdas foram entrevistados 190 trabalhadores que atuavam em um condomínio empresarial de alta tecnologia, no período de junho a novembro de 2002. Houve exata igualdade na proporção entre os sexos, predominaram trabalhadores jovens (16 a 67 anos) e solteiros (63,2%) com grande proporção de experiência prévia com o desemprego (51,6%). Poucos eram tabagistas (13,2%) e muitos realizavam atividades físicas (62,6%). Em uma escala de zero a dez a média da capacidade atual para o trabalho auto-avaliada foi de nove; 44,2% tinham doença com diagnóstico médico, dos quais 16,8% tinham três ou mais doenças. O estudo de trabalhadores de empresas que se agregam a grandes empresas é de grande importância, tendo em vista a rotatividade dos mesmos e a ausência, em geral, de um serviço de saúde do trabalhador.


Assuntos
Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Humanos , Avaliação da Capacidade de Trabalho , Indústrias/estatística & dados numéricos , Indústrias/tendências , Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos
8.
In. Serviço Social da Indústria do Papel, Papeläo e Cortiça do Estado de Säo Paulo. III Prêmio SEPACO de saúde ocupacional. s.l, Serviço Social da Indústria do Papel, Papeläo e Cortiça do Estado de Säo Paulo, 1990. p.190-214, ilus, tab.
Monografia em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-87843
9.
In. Serviço Social da Indústria do Papel, Papeläo e Cortiça do Estado de Säo Paulo. I Prêmio SEPACO de medicina do trabalho. s.l, Serviço Social da Indústria do Papel, Papeläo e Cortiça do Estado de Säo Paulo, 1988. p.60-91, tab.
Monografia em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-73699
10.
s.l; Universidade Federal do Rio de Janeiro; 1980. 103 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-119023

RESUMO

A autora investigou se a equipe de Saude Ocupacional das empresa estao desenvolvendo programas de Enfermagem Ocupacional para assistenciaao trabalhador e verificou quais os elementos que compoem a Equipe de EnfermagemComo amostragem para este estudo foram selecionadas 56 empresas da Municipalidade de Belem , apresentando pessoal de enfermagem na sua equipe de Saude Ocupacional. A amostra consistiu em dois gupos: a equipe administrativa das agencias e a equipe de enfermagem. Os resultados mostraram que as enfermeiras nao estavam participando da Equipe de Enfermagem Ocupacional erm todas as agencias, e suas atribuicoes nao eram conhecidas pela equipe administrativa, que contratava somente pessoal auxiliar para a Equipe de Enfermagem. Nos concluimos que a equipe de saude e a equipe de enfermagem das agencias eram incompletas e a qualidade de seus servicos nao se coadunam com as recomendacoes estabelecidas pelos estudiosos.


Assuntos
Acidentes de Trabalho/prevenção & controle , Enfermagem do Trabalho , Saúde do Trabalhador , Pessoal Administrativo , Comércio , Indústrias , Enfermeiros , Equipe de Enfermagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA