Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 79
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. urug. enferm ; 15(1): 1-11, 2020.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096116

RESUMO

El presente artículo toma como eje de discusión el lugar de las redes comunitarias y amiliares en la estrategia de desinstitucionalización. La propuesta se plantea en el contexto de reforma del modelo de atención de salud mental del Sistema Nacional integrado de Salud (SNIS) que se viene dando en Uruguay a partir de la Ley Nro. 19529 de Salud Mental del año 2017, para pensar las prácticas respecto al modelo de atención de salud mental comunitaria. Esto implica dar visibilidad a las condiciones materiales de existencia en la cotidianeidad de las personas, al bienestar individual y colectivo, al trabajo, la vivienda, la educación, la cultura, al tiempo de ocio y disfrute, entre otros. La transición del modelo asilar a un modelo que privilegie el enfoque comunitario debe considerar en primer lugar un cambio de la política pública de salud mental que contemple los distintos actores, entre ellos los usuarios, familiares, trabajadores de la salud y la comunidad en general. La reinserción en el tejido social de las personas hospitalizadas es central a la hora de pensar en una externación sustentable, por lo que efectivizar la inclusión social va a signifi car cambios en las prácticas sanitarias en los recursos de salud que permitan el sostén familiar y comunitario, para que las personas en situación de sufrimiento psíquico puedan encontrar oportunidades de desarrollar la vida por fuera del hospital psiquiátrico, siendo respetadas en sus derechos.


This article takes as a main topic of discussion the place community and family networks take at the strategy of deinstitutionalization. The project is presented in the context of the Mental Healthcare System of the national integrated health system (SNIS) reform that has been taking place in Uruguay from the Law No. 19.529 of Mental Health (2017) to think about the practices regarding the Mental Healthcare Community Model. This implies giving visibility to the material conditions of existence in people's daily lives, to individual and collective well-being, to work, housing, education, culture, leisure and enjoyment time, among others. The transition from an asylum model to a model that privileges the community approach, must fi rst consider a change in the public mental health policy that contemplates different actors, including users, their relatives, health workers and the community in general. The reintegration into the social fabric of hospitalized people is central when it comes to thinking about a sustainable discharge, and that is why making social inclusion effective will imply changes in the sanitarian practices, in health resources, which allow family and community support, so that those in psychological suffering can find opportunities to develop their lives outside the psychiatric hospital, being respected in their rights.


O presente artigo toma como eixo de discussão o lugar das redes comunitárias e familiares na estratégia de desinstitucionalização. A proposta é apresentada no contexto da reforma do modelo de atenção do sistema de saúde mentaldo sistema nacional integrado de saúde (SNIS) que vem ocorrendo no Uruguai a partir da Lei nº 19529 de Saúde Mental de 2017 para pensar as práticas referentes ao modelo de atenção à saúde comunidade mental. Isso implica dar visibilidade às condições materiais de existência no cotidiano das pessoas, ao bem-estar individual e coletivo, ao trabalho, moradia, educação, cultura, lazer e prazer, entre outros. A transição do modelo de asilo para um modelo que privilegia a abordagem da comunidade deve primeiro considerar uma mudança na política pública de saúde mental que inclua diferentes atores, incluindo usuários, familiares, trabalhadores de saúde e a comunidade em geral. A reintegração no tecido social das pessoas hospitalizadas é central quando se trata de pensar uma externalização sustentável, para que a inclusão social efetiva signifi que mudanças nas práticas de saúde, nos recursos de saúde, que permitam o apoio familiar e comunidade, para que as pessoas em situação de sofrimento psíquico encontrem oportunidades de desenvolver a vida fora do hospital psiquiátrico, sendo respeitadas em seus direitos.


Assuntos
Humanos , Alta do Paciente , Apoio Social , Uruguai , Família , Saúde Mental , Redes Comunitárias , Pessoas Mentalmente Doentes , Desinstitucionalização , Sistemas Nacionais de Saúde , Modelos de Assistência à Saúde , Hospitais Psiquiátricos
2.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-9], 2020. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1095936

RESUMO

Objetivo: avaliar a sobrecarga (objetiva e subjetiva) vivenciada pelos familiares cuidadores de indivíduos com esquizofrenia. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, com 15 familiares que cuidavam diretamente ou indiretamente do indivíduo com esquizofrenia em um Centro de Atenção Psicossocial. Analisaram-se os dados por meio da estatística não paramétrica. Resultados: evidenciou-se sobrecarga objetiva dos familiares no preparo das refeições (60%), acompanhamento do paciente no transporte (66,7%), administração do dinheiro do paciente (80%), acompanhamento nas consultas médicas (60%), em relação à supervisão de comportamentos problemáticos (33,3%), comportamento suicida (33,3%) e excesso de cigarros, alimentos e líquidos (33,3%). Conclusão: avaliaram-se as principais sobrecargas objetivas e subjetivas vivenciadas pelos cuidadores de indivíduos com esquizofrenia, possibilitando assim, contribuir para a reflexão dos serviços sobre intervenções necessárias.(AU)


Objective: to evaluate the overload (objective and subjective) experienced by family caregivers of individuals with schizophrenia. Method: this is a quantitative, descriptive study with 15 family members who directly or indirectly cared for the individual with schizophrenia in a Psychosocial Care Center. Data was analyzed using nonparametric statistics. Results: there was objective overload of family members in the preparation of meals (60%), patient followup in transportation (66.7%), administration of patient money (80%), follow-up at medical appointments (60%), supervision of problem behaviors (33.3%), suicidal behavior (33.3%) and excess cigarettes, food and liquids (33.3%). Conclusion: the main objective and subjective overloads experienced by caregivers of individuals with schizophrenia were evaluated, thus contributing to the reflection of the services on necessary interventions.(AU)


Objetivo: evaluar la sobrecarga (objetiva y subjetiva) experimentada por los cuidadores familiares de personas con esquizofrenia. Método: este es un estudio cuantitativo y descriptivo con 15 miembros de la familia que cuidaron directa o indirectamente al individuo con esquizofrenia en un Centro de Atención Psicosocial. Los datos se analizaron mediante estadísticas no paramétricas. Resultados: hubo sobrecarga objetiva de miembros de la familia en la preparación de comidas (60%), seguimiento del paciente en transporte (66.7%), administración del dinero del paciente (80%), seguimiento en citas médicas (60%), supervisión de conductas problemáticas (33.3%), conductas suicidas (33.3%) y exceso de cigarrillos, alimentos y líquidos (33.3%). Conclusión: se evaluaron las principales sobrecargas objetivas y subjetivas experimentadas por los cuidadores de individuos con esquizofrenia, contribuyendo así a la reflexión de los servicios sobre las intervenciones necesarias.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Esquizofrenia , Cuidadores , Cuidadores/psicologia , Impacto Psicossocial , Pessoas Mentalmente Doentes , Relações Familiares , Serviços de Saúde Mental , Epidemiologia Descritiva
3.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-7], 2020. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096027

RESUMO

Objetivo: descrever os diagnósticos de enfermagem advindos da avaliação das funções psíquicas em pessoas internadas nos leitos psiquiátricos. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e transversal, com 25 pessoas que responderam a um instrumento de coleta de dados. Realizou-se a descrição dos diagnósticos de enfermagem e, para a análise, foram empregados os testes Qui-quadrado e Exato de Fischer. Resultados: revelam-se que os diagnósticos de enfermagem resultaram do comprometimento das funções psíquicas afeto e humor, pensamento e sensopercepção, e a evolução do transtorno mental acarretou os seguintes diagnósticos: confusão, risco de violência, ansiedade e risco de automutilação. Associaram-se com a faixa etária a sensopercepção e o risco de automutilação. Conclusão: possibilitouse, pelos diagnósticos de Enfermagem, o estabelecimento de condutas de Enfermagem qualificadas.(AU)


Objective: to describe the nursing diagnoses arising from the assessment of psychic functions in people hospitalized in psychiatric beds. Method: this is a quantitative, descriptive and cross-sectional study, with 25 people who responded to a data collection instrument. The description of nursing diagnoses was carried out and, for the analysis, the Chisquare and Fischer Exact tests were used. Results: it is revealed that the nursing diagnoses resulted from the impairment of the psychic functions, affection and mood, thinking and feeling perception, and the evolution of the mental disorder led to the following diagnoses: confusion, risk of violence, anxiety and risk of self-mutilation. Sensitivity perception and the risk of self-mutilation were associated with the age group. Conclusion: it was possible, through Nursing diagnoses, to establish qualified Nursing conducts.(AU)


Objetivo: describir los diagnósticos de enfermería derivados de la evaluación de las funciones psíquicas en personas hospitalizadas en camas psiquiátricas. Método: este es un estudio cuantitativo, descriptivo y transversal, con 25 personas que respondieron a un instrumento de recolección de datos. Se realizó la descripción de los diagnósticos de enfermería y, para el análisis, se utilizaron las pruebas Chi-cuadrado y Fischer Exacta. Resultados: se revela que los diagnósticos de enfermería resultaron del deterioro de las funciones psíquicas afecto y el estado de ánimo, pensamiento y sensopercepción, y la evolución del trastorno mental condujo a los siguientes diagnósticos: confusión, riesgo de violencia, ansiedad y riesgo de automutilación. La percepción de sensibilidad y el riesgo de automutilación se asociaron con el grupo de edad. Conclusión: fue posible, a través de diagnósticos de Enfermería, establecer conductas de Enfermería calificadas.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Enfermagem Psiquiátrica , Diagnóstico de Enfermagem , Saúde Mental , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool , Pessoas Mentalmente Doentes , Hospitalização , Transtornos Mentais , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Hospitais Gerais , Processo de Enfermagem
4.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-9], 2020.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096539

RESUMO

Objetivo: compreender como o enfermeiro se sente ao acolher o paciente psiquiátrico agitado e agressivo em uma unidade de emergência. Método: trata-se de estudo qualitativo, descritivo, com 13 enfermeiros que atuam diuturnamente na sala de acolhimento de uma Unidade de Emergência, a partir de entrevistas gravadas, transcritas e analisadas pelo referencial teórico metodológico da Fenomenologia Social. Resultados: relataram-se, pelos enfermeiros, desconforto e preocupação com sua segurança e integridade física ao acolher o paciente psiquiátrico agitado e agressivo, entendendo essas apresentações como obstáculos, assim como a sua falta de preparo pessoal. Destacou-se que o local é desfavorável para o acolhimento, com excesso de estímulos ambientais. Caracterizam-se, assim, as suas expectativas pela necessidade de ambiente reservado e calmo. Conclusão: mostrou-se, pela compreensão dos sentimentos dos enfermeiros, que não se sentem confortáveis nessa ação, o que impacta negativamente o modo como atuam. Tornou-se possível entender que técnicas de manejo e utilização do relacionamento interpessoal terapêutico podem ser estratégias para facilitar a abordagem desses pacientes em unidades de emergência.(AU)


Objective: to understand how the nurse feels when welcoming the agitated and aggressive psychiatric patient in an emergency unit. Method: this is a qualitative, descriptive study, with 13 nurses who work daily in the reception room of an Emergency Unit, based on recorded interviews, transcribed and analyzed by the theoretical methodological framework of Social Phenomenology. Results: the nurses reported discomfort and concern about their safety and physical integrity when welcoming the agitated and aggressive psychiatric patient, understanding these presentations as obstacles, as well as their lack of personal preparation. It was highlighted that the place is unfavorable for welcoming, with an excess of environmental stimuli. Thus, their expectations are characterized by the need for a reserved and calm environment. Conclusion: it was shown, by understanding the nurses' feelings, that they do not feel comfortable in this action, which negatively impacts the way they act. It became possible to understand that techniques for handling and using therapeutic interpersonal relationships can be strategies to facilitate the approach of these patients in emergency units.(AU)


Objetivo: comprender cómo se siente el enfermero cuando recibe al paciente psiquiátrico agitado y agresivo en una unidad de emergencia. Método: es un estudio cualitativo, descriptivo, con 13 enfermeros que trabajan diariamente en la sala de recepción de una Unidad de Emergencia, a partir de entrevistas grabadas, transcritas y analizadas por el marco metodológico teórico de la Fenomenología Social. Resultados: los enfermeros informaron incomodidad y preocupación por su seguridad e integridad física al dar la bienvenida al paciente psiquiátrico agitado y agresivo, entendiendo estas presentaciones como obstáculos, así como su falta de preparación personal. Se destacó que el lugar es desfavorable para acoger, con un exceso de estímulos ambientales. Por lo tanto, sus expectativas se caracterizan por la necesidad de un ambiente reservado y tranquilo. Conclusión: se demostró, al comprender los sentimientos de los enfermeros, que no se sienten cómodos en esta acción, lo que afecta negativamente su forma de actuar. Se ha hecho posible comprender que las técnicas para manejar y usar las relaciones terapéuticas interpersonales pueden ser estrategias para facilitar el abordaje de estos pacientes en unidades de emergencia.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Enfermagem Psiquiátrica , Agitação Psicomotora , Enfermagem em Emergência , Pessoas Mentalmente Doentes , Agressão , Emoções , Acolhimento , Transtornos Mentais , Enfermeiras e Enfermeiros , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
5.
Rev. enferm. UFPE on line ; 14: [1-10], 2020. ilus, graf, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1096985

RESUMO

Objetivo: caracterizar a escuta terapêutica analisando os benefícios na atenção a pessoas com transtornos mentais em diferentes níveis assistenciais. Método: trata-se de um estudo bibliográfico, descritivo, tipo revisão integrativa da literatura, entre 2010 a 2020, na LILACS, MEDLINE, BVS e BDENF. Analisaram-se os artigos pela leitura reflexiva e criteriosa acerca das principais informações e elementos que compõem a temática nos estudos. Resultados: resultaram-se 12 artigos, publicados em periódicos nacionais. Aponta-se a escuta terapêutica como uma importante ferramenta para a análise mais favorável ao entendimento do real sofrimento psíquico do paciente, valorizando as relações profissional-paciente-família e, além disso, necessitando do desenvolvimento de habilidades técnicas e humanísticas, favorecendo uma autorreflexão do paciente e proporcionado uma rede de cuidados instrumentalizada e sistematizada. Conclusão: conclui-se que a escuta é uma eficiente tecnologia terapêutica que pode e deve ser implementada em diversos cenários, mas que carece de maiores pesquisas acerca do impacto nos diferentes níveis, requerendo o desenvolvimento de habilidades técnicas para sua melhor operação.(AU)


Objective: to characterize therapeutic listening by analyzing the benefits in care for people with mental disorders at different levels of care. Method: this is a bibliographic, descriptive, integrative literature review, between 2010 and 2020, at LILACS, MEDLINE, BVS and BDENF. The articles were analyzed by reflective and careful reading about the main information and elements that make up the theme in the studies. Results: 12 articles resulted, published in national journals. Therapeutic listening is pointed out as an important tool for the analysis more favorable to the understanding of the patient's real psychological suffering, valuing the professional-patient-family relationships and, in addition, requiring the development of technical and humanistic skills, favoring a self-reflection of the patient and provided an instrumented and systematized care network. Conclusion: it is concluded that listening is an efficient therapeutic technology that can and should be implemented in different scenarios, but that lacks further research on the impact at different levels, requiring the development of technical skills for its best operation.(AU)


Objetivo: caracterizar la escucha terapéutica mediante el análisis de los beneficios en la atención de personas con trastornos mentales en diferentes niveles de atención. Método: se trata de una revisión bibliográfica, descriptiva, integradora de la literatura, entre 2010 y 2020, en LILACS, MEDLINE, BVS y BDENF. Los artículos fueron analizados mediante una lectura reflexiva y cuidadosa sobre la información principal y los elementos que componen el tema en los estudios. Resultados: resultaron 12 artículos, publicados en revistas nacionales. La escucha terapéutica se señala como una herramienta importante para el análisis más favorable a la comprensión del sufrimiento psicológico real del paciente, valorando las relaciones profesionales-paciente-familiares y, además, requiere el desarrollo de habilidades técnicas y humanísticas, favoreciendo una autorreflexión del paciente y proporcionando una red de atención instrumentada y sistematizada. Conclusión: se concluye que escuchar es una tecnología terapéutica eficiente que puede y debe implementarse en diferentes escenarios, pero que necesita más investigación sobre el impacto a diferentes niveles, lo que requiere el desarrollo de habilidades técnicas para su mejor operación.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Relações Profissional-Paciente , Enfermagem Psiquiátrica , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Humanização da Assistência , Comunicação em Saúde , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Relações Profissional-Família , Epidemiologia Descritiva , MEDLINE , LILACS
6.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-7], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047926

RESUMO

Objetivo: investigar a característica resiliente de familiares que convivem com a realidade de um parente em sofrimento psíquico. Método: trata-se de estudo qualitativo, descritivo, em um Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil, com nove familiares cuidadores. Utilizou-se a técnica de entrevista semiestruturada para a produção de dados empíricos, e, para a análise, a técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise Temática. Resultados: identificou-se que o processo de cuidar se transfigura uma missão por vezes difícil, no entanto, com o passar do tempo, os entrevistados apresentaram uma postura otimista e esperançosa na superação das adversidades e de tentar manter um vínculo familiar positivo baseado no amor, respeito, fé, solidariedade e companheirismo. Conclusão: refletiram-se, pelos familiares, mudanças de atitude e personalidades significantes na evolução de uma melhor convivência e forma de agir com seu parente com sofrimento psíquico, permitindo a identificação de características resilientes.(AU)


Objective: to investigate the resilient characteristics of relatives who live with the reality of a relative in psychic suffering. Method: a qualitative, descriptive study in a Child and Adolescent Psychosocial Care Center with nine family caregivers. The semi-structured interview technique was used to produce empirical data and, for the analysis, the Content Analysis technique in the Thematic Analysis modality. Results: It was identified that the process of caring is transformed into a sometimes-difficult mission, however, over time, the interviewees presented an optimistic and hopeful position in overcoming adversities and trying to maintain a positive family bond based on love, respect, faith, solidarity and fellowship. Conclusion: the family members showed significant changes in attitude and personalities in the evolution of a better coexistence and way of acting with their relative with psychic suffering, allowing the identification of resilient characteristics.(AU)


Objetivo: investigar la característica resiliente de familiares que conviven con la realidad de un pariente en sufrimiento psíquico. Método: se trata de un estudio cualitativo, descriptivo, en un Centro de Atención Psicosocial Infanto-juvenil, con nueve familiares cuidadores. Se utilizó la técnica de entrevista semiestructurada para la producción de datos empíricos, y para el análisis, la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad Análisis Temático. Resultados: se identificó que el proceso de cuidar se transfigura una misión a veces difícil, sin embargo, con el paso del tiempo, los entrevistados presentaron una postura optimista y esperanzada en la superación de las adversidades y de intentar mantener un vínculo familiar positivo basado en el amor , respeto, fe, solidaridad y compañerismo. Conclusión: se reflejaron, por los familiares, cambios de actitud y personalidades significantes en la evolución de una mejor convivencia y forma de actuar con su pariente con sufrimiento psíquico, permitiendo la identificación de características resilientes.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Estresse Psicológico , Família , Cuidadores , Pessoas Mentalmente Doentes , Resiliência Psicológica , Acontecimentos que Mudam a Vida , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Saúde da Criança , Epidemiologia Descritiva , Saúde do Adolescente , Pesquisa Qualitativa
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-7], 2019. []
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1049594

RESUMO

Objetivo: compreender os sentimentos, estigmas e limitações laborais, familiares e sociais do transtorno afetivo bipolar para a pessoa e o familiar cuidador. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, em um Centro de Atenção Psicossocial, de porte II, com 12 pessoas diagnosticadas com transtorno afetivo bipolar e quatro familiares cuidadores. Obtiveram-se os dados mediante entrevista com roteiro semiestruturado, analisando-os mediante a técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise de Conteúdo Temática. Resultados: identificou-se que o transtorno afetivo bipolar é visto com preconceito e carrega vários estigmas sociais, como vergonha, medo, raiva e tristeza. Expressou-se, por alguns participantes, a dificuldade em manter vínculo empregatício ou ingressar no mercado de trabalho após a manifestação do transtorno. Conclusão: compreendeu-se que o transtorno afetivo bipolar carrega a marca da cronificação e do preconceito.(AU)


Objective: to understand the feelings, stigmas and work, family and social limitations of bipolar affective disorder for the person and family caregiver. Method: this is a qualitative and descriptive study in a Psychosocial Care Center, size II, with 12 people diagnosed with bipolar affective disorder and four family caregivers. Data was obtained through interviews with semi-structured script, analyzing them using the technique of Content Analysis in the Thematic Content Analysis modality. Results: it was identified that bipolar affective disorder is viewed with prejudice and carries various social stigmas, such as shame, fear, anger and sadness. Some participants expressed the difficulty in maintaining employment or entering the labor market after the onset of the disorder. Conclusion: it was understood that bipolar affective disorder bears the mark of chronicity and prejudice.(AU)


Objetivo: comprender los sentimientos, estigmas y las limitaciones laborales, familiares y sociales del trastorno afectivo bipolar para la persona y el cuidador familiar. Método: se trata de un estudio cualitativo y descriptivo en un Centro de Atención Psicosocial, tamaño II, con 12 personas diagnosticadas con trastorno afectivo bipolar y cuatro cuidadores familiares. Los datos se obtuvieron mediante entrevistas con guiones semiestructurados, analizándolos en la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad de Análisis de Contenido Temático. Resultados: se identificó que el trastorno afectivo bipolar es visto con prejuicio y conlleva varios estigmas sociales, como la vergüenza, el miedo, la ira y la tristeza. Algunos participantes expresaron la dificultad de mantener el empleo o ingresar al mercado laboral después de la manifestación del trastorno. Conclusión: se entendió que el trastorno afectivo bipolar lleva la marca de cronicidad y prejuicio.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Preconceito , Estereotipagem , Transtorno Bipolar , Cuidadores , Efeitos Psicossociais da Doença , Pessoas Mentalmente Doentes , Emoções , Estigma Social , Enfermagem Psiquiátrica , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa , Serviços de Saúde Mental
8.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-9], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1050776

RESUMO

Objetivo: caracterizar o perfil sociodemográfico e clínico dos pacientes atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial. Método: trata-se de estudo quantitativo, transversal, descritivo e documental, com prontuários de usuários em um Centro de Atenção Psicossocial. Coletaram-se os dados em dezembro de 2017 e janeiro de 2018, organizando-os em um banco de dados do Programa SPSS, versão 20.0. Resultados: verificou-se, quanto ao perfil sociodemográfico, que a maioria dos usuários era do sexo feminino; solteira; com idade média de 36 anos; com Ensino Fundamental incompleto; não trabalhava; não tinha filhos; possuía cuidador/acompanhante. Observou-se, em relação ao perfil clínico, que a maioria esteve em tratamento semi-intensivo; teve alguma internação psiquiátrica; apresentou diagnóstico de esquizofrenia e depressão. Conclusão: considerou-se que conhecer o perfil desses usuários poderá auxiliar gestores e equipes de Saúde Mental no planejamento de políticas locais e de ações de saúde nos diversos níveis de atenção por possibilitar o fortalecimento das relações intersetoriais, visto que o cuidado em Saúde Mental deve ser de corresponsabilidade dos setores de Saúde, Assistência Social, Justiça e Educação.(AU)


Objective: to characterize the sociodemographic and clinical profile of patients treated at a Psychosocial Care Center. Method: this is a quantitative, cross-sectional, descriptive and documentary study, with medical records of users in a Psychosocial Care Center. Data was collected in December 2017 and January 2018 and organized into a database of the SPSS Program, version 20.0. Results: it was found, regarding the sociodemographic profile, that the majority of users were female; single; with average age of 36 years; with incomplete elementary school; didn't work; I had no children; had caregiver / companion. Regarding the clinical profile, most of them were in semi-intensive treatment; had any psychiatric hospitalization; presented diagnosis of schizophrenia and depression. Conclusion: it was considered that knowing the profile of these users can help managers and teams of Mental Health in the planning of local policies and health actions at various levels of care by enabling the strengthening of intersectoral relationships, since Mental Health care should be co-responsible for the Health, Social Welfare, Justice and Education sectors.(AU)


Objetivo: caracterizar el perfil sociodemográfico y clínico de los pacientes tratados en un Centro de Atención Psicosocial. Método: este es un estudio cuantitativo, transversal, descriptivo y documental, con registros médicos de usuarios en un Centro de Atención Psicosocial. Los datos se recopilaron en diciembre de 2017 y enero de 2018, y se organizaron en una base de datos del Programa SPSS, versión 20.0. Resultados: se encontró en cuanto al perfil sociodemográfico, que la mayoría de los usuarios eran mujeres; solteros; con edad promedio de 36 años; con escuela primaria incompleta; no funcionó; no tenía hijos; tenía cuidador / acompañante. En cuanto al perfil clínico, la mayoría estuvo bajo tratamiento semi-intensivo; tuvo alguna hospitalización psiquiátrica; presentó diagnóstico de esquizofrenia y depresión. Conclusión: se consideró que conocer el perfil de estos usuarios puede ayudar a los gerentes y equipos de Salud Mental en la planificación de políticas locales y acciones de salud en los diversos niveles de atención al permitir el fortalecimiento de las relaciones intersectoriales, ya que la atención de Salud Mental debería ser corresponsable de los sectores de salud; asistencia social; justicia y educación.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Condições Sociais , Perfil de Saúde , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Registros Médicos , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Humanização da Assistência
9.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-8], 2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1051533

RESUMO

Objetivo: conhecer a percepção do erro na visão da equipe de Enfermagem que trabalha em uma unidade de internação psiquiátrica de um hospital geral universitário. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, de abordagem fenomenológica, com 13 membros da equipe de enfermagem. Realizaram-se entrevistas com os profissionais, em seguida, transcritas e analisadas de acordo com a técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise de categorias. Resultados: desvelou-se o fenômeno na categoria: Percepção do erro na visão da equipe de Enfermagem de uma unidade de internação psiquiátrica. Conclusão: relaciona-se a percepção do erro à interrogação do processo de trabalho, para além do apontamento de erros específicos, também com a falta de preparo profissional, relação com a equipe multiprofissional, hegemonia médica nos processos decisórios e questões organizacionais. Relataram-se outros aspectos como a ocorrência de riscos nos casos de agudização do quadro psicopatológico, imprevisibilidade dos atos dos pacientes, cuidados durante a contenção, prevenção de quedas, revisão de pertences e falta de anotação de Enfermagem.(AU)


Objective: to know the perception of error in the view of the Nursing team working in a psychiatric inpatient unit of a general university hospital. Method: this is a qualitative, descriptive study with a phenomenological approach, with 13 members of the nursing team. Interviews were conducted with professionals, then transcribed and analyzed according to the technique of Content Analysis in the category Analysis mode. Results: the phenomenon was unveiled in the category: Perception of error in the nursing team's view of a psychiatric inpatient unit. Conclusion: the perception of error is related to the interrogation of the work process, in addition to pointing out specific errors, as well as lack of professional preparation, relationship with the multidisciplinary team, medical hegemony in decision-making processes and organizational issues. Other aspects were reported as the occurrence of risks in cases of acute psychopathological condition, unpredictability of patients' actions, care during containment, fall prevention, revision of belongings and lack of nursing notes. (AU)


Objetivo: conocer la percepción de error desde el punto de vista del equipo de Enfermería que trabaja en una unidad de hospitalización psiquiátrica de un hospital universitario general. Método: este es un estudio cualitativo, descriptivo, con enfoque fenomenológico, con 13 miembros del equipo de enfermería. Las entrevistas se realizaron con profesionales, luego se transcribieron y analizaron de acuerdo con la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad Análisis de categorías. Resultados: el fenómeno se dio a conocer en la categoría: Percepción de error en la visión del equipo de Enfermería de una unidad de hospitalización psiquiátrica. Conclusión: la percepción de error está relacionada con la interrogación del proceso de trabajo, además de señalar errores específicos, así como la falta de preparación profesional, la relación con el equipo multidisciplinario, la hegemonía médica en los procesos de toma de decisiones y los problemas organizacionales. Otros aspectos se informaron como la aparición de riesgos en casos de afección psicopatológica aguda, imprevisibilidad de las acciones de los pacientes, atención durante la contención, prevención de caídas, revisión de pertenencias y falta de notas de Enfermería.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Percepção , Unidade Hospitalar de Psiquiatria , Enfermagem Psiquiátrica , Saúde Mental , Erros Médicos , Pessoas Mentalmente Doentes , Segurança do Paciente , Equipe de Enfermagem , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
10.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-8], 2019. ilus, graf, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052168

RESUMO

Objetivo: identificar, na literatura, os diagnósticos de Enfermagem encontrados em adultos e idosos internados em instituições psiquiátricas. Método: trata-se de um estudo, bibliográfico tipo revisão integrativa, com busca nas bases de dados MEDLINE, CINAHL e LILACS, com os descritores diagnósticos de Enfermagem, Enfermagem Psiquiátrica, Saúde Mental, Geriátrica e, sem restrições quanto à data de publicação, natureza do estudo ou idioma. Apresentaram-se os resultados em forma de figura. Resultados: encontraram-se quatro artigos e se categorizaram 18 diagnósticos de Enfermagem, 15 diagnósticos de Enfermagem reais e três diagnósticos de Enfermagem de risco presentes em frequência maior que 50% nos artigos selecionados. Conclusão: forneceu-se, pelo estudo, um mapeamento dos Diagnósticos de Enfermagem mais comuns entre os usuários internados nas instituições psiquiátricas, contribuindo, assim, para o aperfeiçoamento do Processo de Enfermagem em serviços da rede de Saúde Mental.(AU)


ABSTRACT Objective: to identify, in the literature, the nursing diagnoses found in adults and the elderly hospitalized in psychiatric institutions. Method: this is an integrative review type bibliographical study, with search in the MEDLINE, CINAHL and LILACS databases, with the diagnostic descriptors of Nursing, Psychiatric Nursing, Mental and Geriatric Health, and without restrictions on the date of publication, nature of the study or language. The results were presented in figure form. Results: four articles were found and 18 nursing diagnoses, 15 real nursing diagnoses and three risk nursing diagnoses present at a frequency higher than 50% in the selected articles were categorized. Conclusion: the study provided a mapping of the most common Nursing Diagnoses among users hospitalized in psychiatric institutions, thus contributing to the improvement of the Nursing Process in Mental Health services.(AU)


Objetivo: identificar, en la literatura, los diagnósticos de Enfermería encontrados en adultos y ancianos internados en instituciones psiquiátricas. Método: se trata de un estudio, bibliográfico tipo revisión integrativa, con búsqueda en las bases de datos MEDLINE, CINAHL e LILACS, con descriptores diagnósticos de Enfermería, Enfermería Psiquiátrica, Salud Mental, Geriátrica y, sin restricciones en cuanto a la fecha de publicación, na turaleza del estudio o idioma. Se presentaron los resultadosen forma de figuras. Resultados: se encontraron cuatro artículos y se categorizaron 18 diagnósticos de Enfermería, 15 diagnósticos de Enfermería reales y tres diagnósticos de Enfermería de riesgo presentes en frecuencia mayor que 50% en los artículos seleccionados. Conclusión: se proporcionó, por el estudio, un mapeamiento de los Diagnósticos de Enfermería más comunes entre los usuarios internados en las instituciones psiquiátricas, contribuyendo así al perfeccionamiento del Proceso de Enfermería en servicios de la red de Salud Mental.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Enfermagem Psiquiátrica , Diagnóstico de Enfermagem , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Enfermagem Geriátrica , Institucionalização , Serviços de Saúde Mental , Processo de Enfermagem , MEDLINE , LILACS
11.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-12], 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052354

RESUMO

Objetivo: identificar as evidências sobre os aspectos da gestação e puerpério de mulheres portadoras de transtornos mentais no Brasil. Método: trata-se de estudo bibliográfico, tipo revisão integrativa, de artigos publicados entre 1980 a 2018. Realizou-se a busca nas bases de dados LILACS, MEDLINE, BDENF e na biblioteca virtual SciELO. Apresentaram-se os resultados em figuras. Resultados: selecionaram-se 19 artigos e, após a leitura crítica, destacaram-se quatro categorias temáticas: Implicações para os recém-nascidos; Pré-natal e o (des) acompanhamento do profissional de saúde; Quadro nosológico - sintomas e manifestações e Transtornos abordados. Conclusão: considera-se importante incluir, nas discussões e pesquisas sobre saúde da mulher, a análise da evolução de transtornos mentais maiores e suas relações, como período gestacional posterior ao desenvolvimento dos sintomas psiquiátricos, buscando, assim, abranger a saúde mental da mulher em sua plenitude e não apenas no período puerperal. (AU)


Objective: to identify the evidence on the aspects of gestation and puerperium of women with mental disorders in Brazil. Method: this is a bibliographical study, an integrative review, of articles published between 1980 and 2018. A search was carried out in the LILACS, MEDLINE, BDENF and the SciELO - Scientific Electronic Library Online. Results were presented in figures. Results: 19 articles were selected and, after the critical reading, four thematic categories were highlighted: Implications for newborns; Prenatal care and the (dis) accompaniment of the health professional; Nosological chart - symptoms and manifestations and disorders addressed. Conclusion: it is considered important to include, in discussions and research on women's health, the analysis of the evolution of major mental disorders and their relationships, as a gestational period subsequent to the development of psychiatric symptoms, thus seeking to cover women's mental health in its fullness and not only in the puerperal period.(AU)


Objetivo: identificar las evidencias sobre los aspectos de la gestación y puerperio de mujeres portadoras de trastornos mentales en Brasil. Método: se trata de estudio bibliográfico, tipo revisión integrativa, de artículos publicados entre 1980 a 2018. Se realizó la búsqueda en las bases de datos LILACS, MEDLINE, BDENF y en la biblioteca virtual SciELO. Se presentaron los resultados en figuras. Resultados: se seleccionaron 19 artículos y, después de la lectura crítica, se destacaron cuatro categorías temáticas: Implicaciones para los recién nacidos; Pre-natal y el (des) acompañamiento del profesional de salud; Cuadro nosológico - síntomas y manifestaciones y trastornos abordados. Conclusión: se considera importante incluir, en las discusiones e investigaciones sobre salud de la mujer, el análisis de la evolución de trastornos mentales mayores y sus relaciones, como período de embarazo posterior al desarrollo de los síntomas psiquiátricos, buscando, así, abarcar la salud mental de la mujer en su plenitud y no sólo en el período puerperal.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Saúde Mental , Saúde Materno-Infantil , Pessoas Mentalmente Doentes , Gestantes , Período Pós-Parto , Transtornos Mentais , MEDLINE , LILACS
12.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-9], 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052547

RESUMO

Objetivo: analisar as evidências científicas quanto à atuação do enfermeiro no atendimento aos usuários com sofrimento psíquico. Método: trata-se de um estudo bibliográfico, tipo revisão integrativa da literatura, nas bases de dados LILACS e BDENF e na Biblioteca Virtual SciELO. Selecionaram-se artigos científicos brasileiros completos, em português, publicados entre 2000 e 2017. Analisaram-se os resultados de forma descritiva. Resultados: escolheram-se nove artigos para estudo, que trataram da atuação do enfermeiro no atendimento a usuários em sofrimento psíquico, sendo a maioria (n=4), são pesquisas exploratórias e descritivas. Acrescenta-se que o ano de 2006 foi o que obteve o maior número de publicações (n=3). Elencaram-se duas categorias para discussão: "O ensino da disciplina Enfermagem Psiquiátrica na graduação em Enfermagem" e "Assistência do enfermeiro ao doente mental". Conclusão: percebeu-se a necessidade de rever o processo de formação do enfermeiro de forma a capacitá-lo para a assistência à pessoa em sofrimento psíquico de acordo com o que é proposto pela Reforma Psiquiátrica.(AU)


Objective: to analyze the scientific evidence regarding the nurse's role in the care of users with psychological distress. Method: this is a bibliographic study, integrative literature review, in the LILACS and BDENF databases and in the SciELO Virtual Library. Complete Brazilian scientific articles, published in Portuguese, published between 2000 and 2017 were selected. The results were analyzed descriptively. Results: nine articles were chosen to study, which dealt with the role of nurses in the care of users in psychological distress, the majority (n = 4), are exploratory and descriptive research. In addition, 2006 was the year with the highest number of publications (n = 3). Two categories were listed for discussion: "Teaching Psychiatric Nursing undergraduate Nursing" and "Nursing Assistance to the Mentally Ill". Conclusion: there was a need to review the process of training of nurses in order to enable them to assist the person in psychological distress according to what is proposed by the Psychiatric Reform.(AU)


Objetivo: analizar la evidencia científica sobre el papel del enfermero en ayudar a los usuarios con trastornos psíquicos. Método: este es un estudio bibliográfico, revisión integradora de literatura, en las bases de datos LILACS y BDENF y en la Biblioteca Virtual SciELO. Seleccionamos artículos científicos brasileños completos, publicados en portugués, publicados entre 2000 y 2017. Los resultados se analizaron descriptivamente. Resultados: se eligieron nueve artículos para estudiar, que trataron sobre el papel de las enfermeras en el cuidado de los usuarios con trastornos psicológicos, la mayoría (n = 4), son investigaciones exploratorias y descriptivas. Además, 2006 fue el año con el mayor número de publicaciones (n = 3). Se enumeraron dos categorías para el debate: "Enseñanza de la asignatura Enfermería Psiquiátrica en la graduación de Enfermería" y "Asistencia de Enfermería a los enfermos mentales". Conclusión: era necesario revisar el proceso de capacitación de los enfermeros para permitirles ayudar a la persona en sufrimiento psíquico de acuerdo con lo que propone la Reforma Psiquiátrica.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Enfermagem Psiquiátrica , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Pessoas Mentalmente Doentes , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Enfermeiras e Enfermeiros , Cuidados de Enfermagem , Capacitação de Recursos Humanos em Saúde , LILACS
13.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-6], 2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1052685

RESUMO

Objetivo: refletir a relação entre pacientes portadores de transtornos mentais e enfermeiros, pelo atendimento nas unidades de atenção primária à saúde. Método: trata-se de estudo qualitativo, do tipo reflexivo, originário das reflexões e questionamentos em torno do envolvimento e maneiras como enfermeiros de unidades de atenção primária à saúde prestam atendimento a pacientes psiquiátricos em município do Estado de São Paulo. Resultados: notou-se que o estigma do transtorno mental tem sido alvo de crescente atenção nos últimos anos e é um importante fator para o indivíduo com transtorno mental, dado que gera sofrimento pelas questões de autoestima e reflexos na qualidade de vida. Constatou-se que o estigma social é uma realidade que também pertence aos enfermeiros, cabendo aos mesmos a mudança dessa realidade, sendo necessária adesão a inclusão social desses pacientes, com direito a atendimento de qualidade, respeito e ética. Conclusão: conclui-se que é claro o distanciamento e estigma no atendimento a indivíduos com transtornos mentais no contexto da atenção primária à saúde. Enfatiza-se que o enfermeiro deve procurar estratégias para a criação desse vínculo com indivíduos com transtornos mentais e influenciar a equipe na adoção desse comportamento.(AU)


Objective: to reflect on the relationship between patients with mental disorders and nurses in primary healthcare units. Method: this is a qualitative and reflective study originating from the reflections and questions about the involvement and the way nurses working in primary healthcare units provide healthcare to psychiatric patients in a municipality of the State of São Paulo, Brazil. Results: it was observed that the stigma of mental disorder has been the focus of increasing attention in the last years and, in addition, an important factor for individuals with mental disorders, given that it generates suffering due to self-esteem issues and impact on life quality. It was found that social stigma is a reality that also belongs to nurses, who should change this reality. It is necessary to promote the social inclusion of these patients, with the right to quality healthcare, respect, and ethics. Conclusion: there was estrangement and stigma in the healthcare provided to individuals with mental disorders in the context of primary healthcare. It should be emphasized that nurses need to seek strategies to create this link with individuals with mental disorders, and influence the nursing team to adopt this behavior.(AU)


Objetivo: reflexionar sobre la relación entre pacientes con trastornos mentales y enfermeros en unidades de atención primaria de salud. Método: se trata de un estudio cualitativo, del tipo reflexivo, producto de las reflexiones y cuestionamientos sobre la participación y modos como enfermeros de unidades de atención primaria de salud atienden a pacientes psiquiátricos en un municipio del Estado de São Paulo, Brasil. Resultados: se ha notado que el estigma del trastorno mental ha sido objeto de una creciente atención en los últimos años y es un importante factor para individuos con trastornos mentales, dado que genera sufrimiento por cuestiones de autoestima e impactos en la calidad de vida. Se constató que el estigma social es una realidad también perteneciente a los enfermeros, correspondiendo a ellos el cambio de esa realidad y siendo necesaria la adhesión a la inclusión social de esos pacientes, con derecho a atención de calidad, respeto y ética. Conclusión: se concluye que es claro el distanciamiento y estigma en la atención a individuos con trastornos mentales en el contexto de la atención primaria de salud. Los enfermeros deben buscar estrategias para crear ese vínculo con individuos con trastornos mentales e influir para que el equipo adopte ese comportamiento.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Preconceito , Atenção Primária à Saúde , Enfermagem Psiquiátrica , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Estigma Social , Transtornos Mentais , Relações Enfermeiro-Paciente , Pesquisa Qualitativa
14.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(11): 2961-2968, nov. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997536

RESUMO

Objetivo: investigar as dificuldades vivenciadas por enfermeiros na atenção básica frente aos usuários em adoecimento mental. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, exploratório, com 27 enfermeiros na Estratégia Saúde da Família. Realizou-se a coleta de dados por meio de um questionário e se apresentaram os resultados em tabelas e discutidos com a literatura. Resultados: constataram-se que os enfermeiros entrevistados apresentaram tempo de serviço menor que dois anos (oito=32%); verificou-se que 24 (96%) deles compreendiam as ações pós-reforma psiquiátrica, entretanto, apenas um (04%) profissional demostrou deter conhecimento para atender usuários em adoecimento mental; dos entrevistados, 60% (15) responderam não apresentar dificuldades nessa ocasião; embora 72% (18) dos profissionais tenham informado que não são resolutivos diante dos problemas, a maioria (56%=14) encaminha os casos para um serviço especializado. Conclusão: faz-se necessário, ainda que os enfermeiros conheçam a proposta da reforma psiquiátrica, embora as atividades dispensadas na atenção básica para esse público não sejam satisfatórias, que os profissionais se apoderem de conhecimentos tornando-se resolutivos a tudo o que diz respeito ao processo de adoecimento mental.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Atenção Primária à Saúde , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Estratégia Saúde da Família , Transtornos Mentais , Enfermeiras e Enfermeiros , Cuidados de Enfermagem , Epidemiologia Descritiva
15.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(11): 3133-3146, nov. 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-998072

RESUMO

Objetivo: identificar os elementos que caracterizam o cuidado clínico de Enfermagem em Saúde Mental no contexto da Reforma Psiquiátrica e da Humanização da Assistência. Método: trata-se de um estudo bibliográfico, descritivo, do tipo revisão integrativa, com busca de artigos na BVS, entre os anos de 1995 e 2017. Realizou-se a sistematização dos dados pela técnica de Análise de Conteúdo. Apresentaram-se os resultados em três categorias "Humanização da assistência e a sua relação com o cuidado de Enfermagem na Saúde Mental"; "Estratégias de cuidado no campo da Saúde Mental: incorporando as novas tecnologias" e "Cuidado clínico de Enfermagem humanizado: resgatando a subjetividade". Resultados: identificaram-se 16 estudos de acordo com os critérios estabelecidos. Apresentaram-se as características dos artigos selecionados segundo os autores, o ano de publicação, o título do periódico, o Qualis, o fator de impacto e o nível de evidência, o local de publicação, o delineamento metodológico adotado, os objetivos e os principais resultados. Conclusão: constata-se que se devem respeitar, na Enfermagem aplicada à Saúde Mental, os preceitos da Reforma Psiquiátrica Brasileira e da Política Nacional de Humanização. Considera-se, além disso, a interdisciplinaridade como um recurso para a ampliação da clínica.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Enfermagem Psiquiátrica , Psicanálise , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Humanização da Assistência , Serviços de Saúde Mental , Relações Enfermeiro-Paciente
16.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(9): 2459-2469, set. 2018. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-995925

RESUMO

Objetivo: conhecer as dificuldades enfrentadas e as estratégias utilizadas pelos profissionais para a melhoria do acolhimento à pessoa em sofrimento mental na Atenção Básica. Método: revisão integrativa nas bases de dados LILACS, BDENF, Index Psicologia, MEDLINE e biblioteca virtual Scielo de artigos publicados no período de janeiro de 2001 a dezembro de 2017, com emprego dos descritores: acolhimento, saúde mental e atenção primária à saúde. Realizou-se a sistematização dos dados pela técnica de Análise de conteúdo. Resultados: foram analisados 25 artigos em que identificaram-se dificuldades relacionadas aos campos profissional, sociocultural e estrutural. No tocante às estratégias, busca-se capacitação por parte dos profissionais, o que favorece a responsabilização, a melhoria na conformação da rede e a organização dos fluxos de atendimento. Conclusão: a falta de capacitação profissional, de insumos materiais, bem como o não reconhecimento da atenção básica como participe da rede são elementos que dificultam o acolhimento, para tanto, a organização do fluxo e a busca por capacitação profissional são estratégias que colaboram no acolhimento.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Equipe de Assistência ao Paciente , Atenção Primária à Saúde , Relações Profissional-Paciente , Enfermagem Psiquiátrica , Saúde Mental , Pessoas Mentalmente Doentes , Acolhimento , Serviços de Saúde Mental , MEDLINE
17.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(8): 2089-2098, ago. 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-988558

RESUMO

Objetivo: analisar a percepção dos indivíduos com transtornos mentais sobre o preconceito, fatores, sofrimento psíquico gerado e o enfrentamento. Método: estudo qualitativo, exploratório e descritivo. Foram entrevistados, com a aplicação de questionário semiestruturado, 21 participantes atendidos em uma Unidade Básica de Saúde. O processamento e a análise de dados se deram a partir da pré-análise, exploração do material, tratamento dos resultados, inferência e interpretação. Resultados: o preconceito e o estigma vieram dos diversos atores e contextos sociais, sendo que o advindo do meio familiar causou maior sofrimento ou agravo ao quadro instalado. Conclusão: os participantes relataram o sofrimento causado pelo preconceito. A falta de conhecimento sobre o transtorno mental foi a principal causa do preconceito e o enfrentamento ocorreu por meio de isolamento social, atividades laborais ou cotidianas. Este estudo traz à luz dados acerca da temática do preconceito e sofrimento mental e contribui para formular mudanças na formação e na prática dos profissionais envolvidos no atendimento com a finalidade de diminuição do preconceito, do estigma e do sofrimento psíquico.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Percepção , Preconceito , Estresse Psicológico , Adaptação Psicológica , Pessoas Mentalmente Doentes , Pessoas Mentalmente Doentes/psicologia , Estigma Social , Transtornos Mentais , Atenção Primária à Saúde , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
18.
Enferm. actual Costa Rica (Online) ; (34): 96-109, Jan.-Jun. 2018. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-891496

RESUMO

Resumen El objetivo de este trabajo es presentar los resultados de una investigación secundaria acerca de la prevalencia del consumo de sustancias psicoactivas (SPA) en la población adolescente con enfermedad mental en comparación con los adolescentes que no padecen enfermedad mental. Se formuló una pregunta según el acrónimo"PICO" (pacientes, intervención, comparación, resultados); posteriormente, se buscó información en distintas bases de datos sugeridas en el curso de Práctica Clínica Basada en la Evidencia, impartido por el Programa de Colaboración para la Investigación de Enfermería Basada en la Evidencia de Costa Rica (CIEBE-CR). Para la búsqueda de información se efectuó una revisión de artículos científicos en Medline Plus, PudMed y EBSCO Host, con el fin de recuperar la mayor cantidad de información. Después de establecer los criterios de inclusión y exclusión y realizar un análisis crítico, se seleccionó cuatro documentos que dieron respuesta a la pregunta planteada. Se detectó 58 documentos relacionados con el tema de los cuales solo cuatro cumplían criterios de calidad que establece el Critical Appraisal Skills Programme español (CASPe) para responder a la pregunta clínica. Se evidencia cómo en la niñez la psicopatología se reconoce cada vez más como un factor de riesgo en cuanto al uso de sustancias psicoactivas. Se concluye que los adolescentes con patología mental tienen una mayor prevalencia al uso de sustancias psicoactivas en comparación con los adolescentes que no padecen enfermedad mental.


Abstract The objective of this paper is to present the results of secondary research on the prevalence of psychoactive substance use (PSA) in the adolescent population with mental illness compared to adolescents who do not suffer from mental illness. A question was formulated according to the acronym "PICO" (patients, intervention, comparison, results); Subsequently, information was sought in different databases suggested in the Clinical Practice Based on Evidence course, taught by the Collaboration Program for Nursing Research Based on the Evidence of Costa Rica (CIEBE-CR). For the search of information, a review of scientific articles was carried out in Medline Plus, PudMed and EBSCO Host, in order to recover the greatest amount of information. After establishing the inclusion and exclusion criteria and performing a critical analysis, four documents that answered the question posed were selected. It was detected 58 documents related to the topic of which only four met quality criteria established by the Spanish Critical Appraisal Skills Program (CASPe) to answer the clinical question. It is evidenced how, in childhood, psychopathology is increasingly recognized as a risk factor in the use of psychoactive substances. It is concluded that adolescents with mental pathology have a higher prevalence of the use of psychoactive substances in comparison with adolescents who do not suffer from mental illness.


Resumo O objetivo deste trabalho é apresentar os resultados da pesquisa secundária sobre a prevalência do uso de substâncias psicoativas (PSA) na população adolescente com doença mental em comparação com adolescentes que não sofrem de doença mental. Uma pergunta foi formulada de acordo com a sigla "PICO" (pacientes, intervenção, comparação, resultados); Posteriormente, a informação foi buscada em diferentes bancos de dados sugeridos no curso de Prática Clínica Baseada na Evidência, ministrado pelo Programa de Colaboração para Pesquisa de Enfermagem com base na Evidência da Costa Rica (CIEBE-CR). Para a busca de informações, foi realizada uma revisão de artigos científicos no Medline Plus, PudMed e EBSCO Host, a fim de recuperar a maior quantidade de informações. Depois de estabelecer os critérios de inclusão e exclusão e realizar uma análise crítica, foram selecionados quatro documentos que responderam à pergunta colocada. Foram detectados 58 documentos relacionados ao tema, dos quais apenas quatro critérios de qualidade estabelecidos pelo Programa Espanhol de Competências de Avaliação Crítica (CASPe) para responder à questão clínica. É evidenciado como, na infância, a psicopatologia é cada vez mais reconhecida como fator de risco no uso de substâncias psicoativas. Conclui-se que os adolescentes com patologia mental têm maior prevalência do uso de substâncias psicoativas em comparação com adolescentes que não sofrem de doença mental.


Assuntos
Psicotrópicos , Adolescente , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/complicações , Pessoas Mentalmente Doentes/psicologia , Transtornos Mentais , Costa Rica
19.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(6): 1813-1816, jun. 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-986245

RESUMO

Objetivo: refletir sobre as representações sociais dos transtornos mentais e/ou da doença metal. Método: estudo descritivo, tipo análise reflexiva, realizado um levantamento de dados na base de dados LILACS e Periódicos CAPES, com artigos publicados no período de 2000 a 2016. Resultados: as principais representações sociais a respeito do transtorno mental estão ligados a família, ao diagnóstico, ao paciente e aos profissionais que atuam na área da saúde mental. Com base na leitura dos artigos percebemos que ainda é evidente o peso do diagnóstico do transtorno mental sobre a família, bem como para o paciente. Ainda foi possível observar que para os profissionais de saúde atuantes no setor de saúde mental, as dificuldades relacionadas aos pacientes com transtornos mentais estão ligadas as condições de trabalho. Conclusão: perdura até os dias atuais o estigma e preconceito frente ao paciente portador de transtornos mentais impactando assim na assistência prestada ao paciente.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Preconceito , Família , Saúde Mental , Pessoal de Saúde , Pessoas Mentalmente Doentes , Estigma Social , Transtornos Mentais , Epidemiologia Descritiva
20.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(5): 1289-1295, maio 2018. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-980597

RESUMO

Objetivo: investigar a relação tentativa de suicídio e características sociodemográficas e psiquiátricas de pacientes com transtornos psiquiátricos. Método: estudo quantitativo, transversal, com 410 pacientes atendidos em um Centro de Atenção Psicossocial. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e inferencial e tabulados no SPSS, versão 21.0. Resultados: dentre os 410 prontuários analisados, foram encontrados 22,9% dos prontuários com registro de tentativa de suicídio. A tentativa de suicídio foi mais frequente em homens, adultos, entre 19 e 59 anos, sem vínculo matrimonial, com baixa escolaridade e inatividade laboral. Ainda se identificou associação de tentativa de suicídio com comorbidade psiquiátrica e história de abuso físico ou sexual, acidente ou violência doméstica, violências, acidentes, perdas importantes, perdas ou separação dos pais e conflitos familiares. Conclusão: pacientes em tratamento no centro de atenção psicossocial com comorbidade psiquiátrica e história de experiência traumática apresentam maior risco de comportamento suicida.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Condições Sociais , Tentativa de Suicídio , Pessoas Mentalmente Doentes , Pessoas Mentalmente Doentes/psicologia , Ideação Suicida , Transtornos Mentais , Serviços de Saúde Mental , Registros Médicos , Estudos Transversais
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA