Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rio de Janeiro; s.n; 2017. 102 p.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem, Repositório RHS | ID: biblio-909366

RESUMO

A presente dissertação tem como objeto de estudo a "precarização do trabalho em um serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU) e suas implicações para a saúde do trabalhador". A motivação para o estudo surgiu, inicialmente, atuando como enfermeiro socorrista em um SAMU, onde pude observar e vivenciar problemas e queixas por parte dos trabalhadores relacionados à precarização do trabalho, considerando a problemática da perda de direitos trabalhistas previstos em lei e o temor do desemprego e suas repercussões. Os objetivos foram identificar o entendimento dos profissionais de saúde sobre a precarização do trabalho de um serviço de atendimento móvel de urgência; descrever as repercussões da precarização do trabalho para a saúde do trabalhador de um serviço de atendimento móvel de urgência e analisar os mecanismos de enfrentamento adotados pelos trabalhadores de um serviço de atendimento móvel de urgência diante da precarização do trabalho. Estudo qualitativo, descritivo e exploratório. O campo utilizado foi o SAMU com base descentralizada, localizada em um município da região metropolitana do Rio de Janeiro, de administração pública e integrante do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense (CISBAF). Participaram do estudo 11 enfermeiros, 02 médicos e 05 técnicos de enfermagem. Na coleta de dados no primeiro momento, foi utilizado um instrumento estruturado para a caracterização dos participantes e posteriormente foi utilizada a técnica de entrevista semiestruturada, contendo um roteiro com 12 questões acerca do objeto do estudo. Após a transcrição das entrevistas, os depoimentos foram categorizados mediante a técnica de análise de conteúdo e discutidos à luz da Psicodinâmica do Trabalho. Os resultados evidenciaram 3 categorias: insegurança e ausência de direitos trabalhistas, desproteção social, trabalho precarizado como fator de risco psicossocial à saúde do trabalhador e estratégias de enfrentamento e trabalho precarizado. Os trabalhadores se ressentem pelo fato de o vínculo temporário não garantir nenhum tipo de proteção social, gerando quadros de sofrimento psíquico evidenciados diante de sentimentos e expressões de medo, insegurança, impotência e de desvalorização. Acrescenta-se a angústia frente à possibilidade da perda do emprego com repercussões psicossociais fora do ambiente de trabalho. Diante da precarização do trabalho, os profissionais elaboram estratégias de defesa para se manterem produtivos e minimizarem o sofrimento. Conclui-se que o trabalho precário é um fator de risco psicossocial por acarretar implicações para a saúde do trabalhador e para o serviço de atendimento móvel de urgência, por interferir na qualidade e na continuidade de um serviço essencial à população.


The present dissertation aims to study the "precariousness of work in an emergency mobile service (SAMU) and its implications for the health of the worker". The motivation for the study appeared initially as a first aid nurse in a SAMU, where I was able to observe and experience problems and complaints on the part of the workers related to the precariousness of the work, considering the problem of the loss of labor rights foreseen by law and the fear of the unemployment and its repercussions. The objectives were to identify the understanding of health professionals about the precariousness of the work of an emergency mobile service; to describe the repercussions of the precariousness of the work for the health of the worker of an emergency mobile service and to analyze the coping mechanisms adopted by the workers of a mobile emergency service in the face of precarious work. Qualitative, descriptive and exploratory study. The field used was the SAMU with decentralized base, located in a municipality of the metropolitan region of Rio de Janeiro, public administration and member of the Intermunicipal Health Consortium of Baixada Fluminense (CISBAF). Eleven nurses, 02 doctors and 05 nursing technicians participated in the study. In the data collection at the first moment, a structured instrument was used to characterize the participants and later the semi-structured interview technique was used, containing a script with 12 questions about the object of the study. After transcription of the interviews, the statements were categorized through the technique of content analysis and discussed in the light of Work Psychodynamics. The results showed three categories: insecurity and absence of labor rights, social deprotection, precarious work as a psychosocial risk factor for worker's health, and coping strategies and precarious work. The workers resent the fact that the temporary bond does not guarantee any kind of social protection, generating pictures of psychic suffering evidenced by feelings and expressions of fear, insecurity, impotence and devaluation. Added to the anxiety is the possibility of losing employment with psychosocial repercussions outside the work environment. Faced with the precariousness of work, professionals develop defense strategies to stay productive and minimize suffering. It is concluded that precarious work is a psychosocial risk factor because it has implications for the health of the worker and the mobile emergency service, as it interferes with the quality and continuity of a service essential to the population.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Administração de Recursos Humanos , Condições de Trabalho , Riscos Ocupacionais , Ambulâncias/estatística & dados numéricos , Saúde do Trabalhador , Enfermagem em Emergência , Serviços Médicos de Emergência , Socorristas/psicologia , Brasil
2.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 83 p. tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-831468

RESUMO

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) é locus privilegiado de visibilidade permitindo assim vigilância continua sob o trabalho realizado e a movimentação dos profissionais e ambulâncias. A utilização de equipamentos como telefone, rádio, sistemas de localização tipo GPS permitem o contato permanente da Central de Regulação com as equipes em atendimento e acesso de todos às informações veiculadas entre esses. A população, por sua vez, acompanha a circulação das ambulâncias e dos profissionais, bem como os atendimentos realizados. Esta vigilância explícita ou implícita, ao passo que cerceia a liberdade dos profissionais do SAMU também viabiliza a manutenção dos efeitos do poder disciplinar sob os mesmos e suas condutas. O estudo teve como objetivo analisar a configuração da vigilância na perspectiva dos profissionais do SAMU e sua interferência no cotidiano do trabalho. Foi realizado um estudo de caso qualitativo. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi estruturadas, com 13 profissionais do SAMU do município de Contagem, sendo atendidos os preceitos éticos. As entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo. Os resultados mostraram que os profissionais do SAMU percebem-se observados todo o tempo, principalmente pela população, em vias públicas, que acompanha os atendimentos e utiliza da tecnologia mais acessível dos celulares para fotografar e filmar as cenas de atendimento, ora por curiosidade, ora como forma de vigilância. A utilização de rádio, telefone e GPS, pelo sistema, no contato da Central de Regulação com as equipes foram relatados como fator que transmite segurança, não sendo compreendido como uma vigilância pelos profissionais. Nesse sentido, a vigilância interna do sistema não causa desconforto para os profissionais, entretanto, a vigilância externa em cenas de atendimento pela população e pela mídia gera nos profissionais maior tensão durante os procedimentos, maior preocupação com o julgamento sobre sua...


The Mobile Emergency Care Service (SAMU) is privileged locus of visibility allowing surveillance continues in the work and the movement of professionals and ambulances. The use of equipment such as telephone, radio, GPS type tracking systems allow the permanent contact of Regulation Center with teams in attendance and access all the information conveyed between. The population, in turn, follows the movement of ambulances and professionals, as well as the services rendered. This explicit or implicit surveillance, while curtails freedom for SAMU crews also enables the maintenance of the effects of disciplinary power on them and their behavior. The study aimed to analyze the configuration of surveillance in view of the SAMU professionals and interference in daily work. A qualitative case study was conducted. Data were collected through semi-structured interviews with 13 professionals from SAMU municipality of Contagem, the ethical principles being met. The interviews were subjected to content analysis. The results showed that the professionals of the SAMU perceive themselves observed all the time, especially by the population on public roads, accompanying the care and use of technology more accessible from mobile phones to photograph and film the scenes of care, either out of curiosity, why as a way of monitoring. The use of radio, telephone and GPS, the system at the touch of Regulation Center with the teams have been reported as a factor that conveys security, not being understood as a surveillance by the professionals. In this sense, the internal surveillance system does not cause discomfort to the professionals, however, external surveillance service for the population and the media scenes creates in professional higher voltage during procedures, greater concern for the judgment on its activities and even need for updating and improvement of the work done. The media exposure explores negative aspects that, true or not, hinder clarification of the...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Ambulâncias , Percepção Social , Serviços Médicos de Emergência/métodos , Socorristas/psicologia , Vigilância em Saúde do Trabalhador , Controles Informais da Sociedade , Pesquisa Qualitativa , Poder Psicológico
3.
Rev. enferm. Cent.-Oeste Min ; 4(1)jan.-abr.2014.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-733760

RESUMO

Analisar a visão do gestor/enfermeiro sobre necessidade de implementar o apoio psicológico aos profissionais doSAMU.Trata-se de uma pesquisa descritiva e exploratória, de abordagem qualitativa, desenvolvida comgestores/enfermeiros do SAMU do Estado do Tocantins, onde há três núcleos de gestão e cada um conta com umenfermeiro gestor. Percebe-se que, apesar de não terem realizado qualquer estratégia para identificarestresseocupacional, os gestores/enfermeiros consideram importante implementar o apoio psicológico aos profissionais doSAMU.


To analyze the vision of the manager / nurse aboutthe need to implement psychological support to SAMUprofessional. This was a descriptive and exploratory, with qualitative approach, developed with SAMU managers /nurses of Tocantins State, where there are three management cores and each one has a nurse manager.It wasobserved that, despite of not having done any strategy to identify occupational stress, managers / nurses considerimportant to implement psychological support to SAMU professionals.


nalizar la visión del director / enfermero acercade la necesidad de implementar el apoyo psicológicoalprofesionalde SAMU. Se trata de un estudio descriptivo y exploratorio con enfoque cualitativo, desarrollado con directores /enfermeros de SAMU del Estado de Tocantins, donde hay tres núcleos de gestión y cada uno cuenta con unenfermerogestor.Se observó que, a pesar de no haber hecho ninguna estrategia para identificar el estrés profesional, gestores /enfermeros consideran importante la implementacióndel apoyo psicológico a los profesionalesde SAMU.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Enfermagem em Emergência , Esgotamento Profissional/enfermagem , Esgotamento Profissional/prevenção & controle , Fatores de Risco , Gestão em Saúde , Papel do Profissional de Enfermagem , Riscos Ocupacionais , Saúde do Trabalhador , Serviços Médicos de Emergência , Socorristas , Ambulâncias
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA