Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. enferm ; 69(6): 1046-1051, nov.-dez. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-829838

RESUMO

RESUMO Objetivo: monitorar as cepas de Staphylococcus aureus resistentes ou não à oxacilina, entre estudantes da graduação em enfermagem, com ênfase no processo de colonização. Método: estudo transversal de prevalência, realizado com 138 estudantes de Enfermagem. As amostras biológicas da cavidade nasal foram coletadas em junho de 2015, utilizando-se swabs estéreis, posteriormente submetidos a testes confirmatórios de catalase e coagulase. Os Staphylococcus aureus isolados tiveram seus perfis de sensibilidade determinados por meio da técnica de Kirby Bauer. Foram realizadas análises descritivas, univariadas e bivariadas. Resultados: a prevalência de Staphylococcus aureus foi de 21,7. Com relação ao perfil de resistência, 24,1% das cepas se mostraram resistentes à oxacilina, sendo a ampicilina o antimicrobiano com maior resistência (82,8%). Conclusão: a cavidade nasal é importante reservatório de S. aureus em estudantes de Enfermagem. O perfil das linhagens isoladas evidencia o aumento da resistência de Staphylococcus aureus a antimicrobianos, como a oxacilina.


RESUMEN Objetivo: monitorear las cepas de Staphylococcus aureus resistentes o no a oxacilina entre estudiantes de curso de graduación en enfermería, con énfasis en el proceso de colonización. Método: estudio transversal de prevalencia, realizado con 138 estudiantes de Enfermería. Muestras biológicas de la cavidad nasal recolectadas en junio de 2015, utilizándose swabs estériles, sometidos posteriormente a tests confirmatorios de catalasa y coagulasa. Se determinaron perfiles de sensibilidad de los Staphylococcus aureus aislados mediante técnica de Kirby Bauer. Fueron realizados análisis descriptivos, univariados y bivariados. Resultados: la prevalencia de Staphylococcus aureus fue de 21,7. Respecto al perfil de resistencia, 24,1% de las cepas se mostraron resistentes a oxacilina, resultando la ampicilina el antimicrobiano con mayor resistencia (81,8%). Conclusión: la cavidad nasal constituye importante reservorio de S. aureus en estudiantes de Enfermería. El perfil de las cepas aisladas evidencia un aumento de resistencia del Staphylococcus aureus a antimicrobianos como oxacilina.


ABSTRACT Objective: to monitor bacterial strains of Staphylococcus aureus that are resistant or not to oxacillin in nursing undergraduate students, with an emphasis on the process of colonization. Method: cross-sectional prevalence study carried out with 138 nursing students. The biological samples of the nasal cavity were collected in June 2015, by means of sterile swabs, which were subsequently submitted to confirmatory tests of catalase and coagulase. Isolated Staphylococcus aureus had their sensitivity profile determined by means of the Kirby Bauer method. Descriptive, univariate and bivariate analyses were performed. Results: the prevalence of Staphylococcus aureus was 21.7. Regarding the resistance profile, 24.1% of strains were resistant to oxacillin, with ampicillin being the antimicrobial with the greatest resistance (82.8%). Conclusion: the nasal cavity is an important bacterial flora of S. aureus in nursing students. The profile of isolated strains highlights the increase of Staphylococcus aureus resistance to antimicrobials such as oxacillin.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Cavidade Nasal/microbiologia , Staphylococcus aureus/isolamento & purificação , Estudantes de Enfermagem , Brasil , Portador Sadio , Estudos Transversais , Farmacorresistência Bacteriana Múltipla , Hospitais Universitários , Controle de Infecções/métodos , Testes de Sensibilidade Microbiana , Prevalência , Inquéritos e Questionários
2.
Curitiba; s.n; 20130828. 143 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1037797

RESUMO

O aumento na incidência de bactérias multirresistentes, associado à limitação deopções terapêuticas, é reconhecido como importante problema de saúde pública eimprime adoção de medidas preventivas, entre essas a identificação precoce depacientes colonizados por meio de culturas de vigilância. A coleta de swabs retais éa técnica mais comumente utilizada para a detecção de bactérias multirresistentesde colonização intestinal. Este estudo teve por objetivo avaliar comparativamente aregião inguinal em relação à região retal para detecção de bactérias multirresistentese como objetivos específicos isolar bactérias multirresistentes do sítio inguinal,determinar a sensibilidade e especificidade do swab inguinal em comparação aoswab retal, e identificar fatores de interferência para a colonização no sítio inguinalpor bactérias multirresistentes de colonização intestinal. Trata-se de uma pesquisaexploratória, com abordagem quantitativa, caracterizada como estudoepidemiológico, comparativo, prospectivo e controlado, realizado em hospital públicofederal, no período de outubro de 2012 a maio de 2013, obedecendo aos preceitoséticos em pesquisa. Esta pesquisa compreendeu a coleta de dois swabs inguinais eum swab retal em 129 participantes hospitalizados e o preenchimento deinstrumento de coleta de dados, incluindo fatores de interferência à colonização. Osespécimes clínicos foram analisados fenotipicamente e submetidos a testesgenotípicos. Os resultados foram analisados por meio de estatística descritiva, comdeterminação de médias, medianas, valores mínimos, valores máximos e desviopadrão para as variáveis quantitativas e por frequências e percentuais para variáveisqualitativas. Para avaliar a qualidade do exame com coleta por meio de swabinguinal em comparação à coleta de swab retal (padrão ouro) foram estimados osvalores de sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo, valor preditivonegativo e acurácia...


Assuntos
Humanos , Bactérias , Monitoramento Epidemiológico , Portador Sadio , Resistência Microbiana a Medicamentos , Saúde Pública
3.
Rev. latinoam. enferm ; 15(spe): 774-779, set.-out. 2007. tab
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-464522

RESUMO

Leprosy is a contagious infectious disease that manifests due to unfavorable socioeconomic factors, endemic levels and individual conditions. This study aimed to recognize the socioeconomic and demographic profile and degree of incapacity installed in leprosy carriers attended at the School Health Center in Botucatu. Data were obtained through nursing consultation performed in 37 patients. The results showed a predominance of individuals with stable union (78 percent), whites (92 percent), age between 30 and 49 years old (51 percent), low level of schooling (68 percent with incomplete primary education) and those with per capita familial income less than one minimum salary (59 percent). More than one third of the patients investigated (35 percent) presented some degree of physical incapacity. The association of low socioeconomic profile with the presence of physical incapacities assigns greater vulnerability to this population and can negatively influence their quality of life.


A hanseníase é doença infecto-contagiosa para a qual, além das condições individuais, outros fatores relacionados aos níveis de endemia e às condições socioeconômicas desfavoráveis influem no risco de adoecer. Objetivou-se reconhecer o perfil socioeconômico e demográfico e o grau de incapacidade instalado dos portadores de hanseníase, atendidos no Centro de Saúde Escola de Botucatu, São Paulo, Brasil. Fizeram parte do estudo 37 pacientes. Os dados foram obtidos por meio do instrumento de consulta de enfermagem. Os resultados mostraram predominância de indivíduos com união estável (78 por cento), brancos (92 por cento), com idade entre 30 e 49 anos (51 por cento), com baixo nível de escolaridade e com renda familiar per capita menor que um salário mínimo. Mais de um terço dos pacientes investigados (35 por cento) apresentavam algum grau de incapacidade física. A associação do baixo perfil socioeconômico com a presença de incapacidades físicas imprime maior vulnerabilidade a essa população, podendo impactar negativamente a sua qualidade de vida.


La lepra es una enfermedad infecto-contagiosa que se manifiesta debido a factores socioeconómicos desfavorables, niveles de endemia y condiciones individuales. El objetivo de este estudio fue reconocer el perfil socioeconómico y demográfico y el grado de incapacidad instalado de los portadores de lepra atendidos en el Centro de Salud Escuela de Botucatu. Los datos fueron obtenidos a través de consulta de enfermería realizada en 37 pacientes. Los resultados mostraron una predominancia de individuos con unión estable (97,8 por ciento), blancos (92 por ciento), con edad entre 30 y 49 años (51 por ciento), con bajo nivel de escolaridad (68 por ciento con enseñanza primaria incompleta) y con renta familiar per capita menor que un salario mínimo (59 por ciento). Más de un tercio de los pacientes investigados (35 por ciento) presentaban algún grado de incapacidad física. La asociación del bajo perfil socioeconómico con la presencia de incapacidades físicas imprime mayor vulnerabilidad a esa población, lo que puede influenciar negativamente su calidad de vida.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Hanseníase/epidemiologia , Enfermagem em Saúde Pública , Encaminhamento e Consulta , Brasil/epidemiologia , Portador Sadio , Demografia , Hanseníase/microbiologia , Hanseníase/enfermagem , Prevalência , Qualidade de Vida , Fatores Socioeconômicos , Populações Vulneráveis
4.
Rev. baiana enferm ; 4(1): 64-71, jun. 1988. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-74496

RESUMO

Trata-se de um estudo no qual as autoras tentam identificar as açöes de saúde dispensadas aos comunicantes de tuberculose pulmonar. Pretendem também, aprofundar nas questöes relativas a estratégia atualmente adotada para o controle de tuberculose nos serviços


Assuntos
Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Humanos , Masculino , Feminino , Tuberculose Pulmonar/prevenção & controle , Portador Sadio , Serviços de Saúde , Fatores Sexuais , Fatores Etários , Ocupações
5.
s.l; s.n; 1987. 201 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-67575

RESUMO

O presente estudo, teve por objetivos avaliar a prevalência de portadores säos de Staphylococcus aureus entre o pessoal de enfermagem de um hospital geral escola, seu papel como fonte de infecçäo e o provável risco a que estariam expostos, em funçäo das atividades por eles desenvolvidas nos diferentes serviços (Clínico, Cirúrgico e Ambulatorial). Foram examinados 799 elementos de diferentes categorias de enfermagem através de exame bacteriológico para pesquisa do Staphylococcus aureus em cavidade nasal, orofaringe e mäos, totalizando 3196 amostras. Foram identificados 324 (40,6%) portadores säos de Staphylococcus aureus em uma ou mais das áreas anatômicas estudadas. A diferença de prevalência observada ao se comparar os grupos de categorias A (atendentes), B (auxiliares e técnicos de enfermagem) e C (enfermeiros, enfermeiros-chefes e diretores de servicos), caracterizados pela diferenciaçäo de atribuiçöes, näo foi estatisticamente significante. O Serviço Clínico do hospital carreou a maior prevalência de portadores säo e foi responsável pela associaçäo encontrada entre o tipo de serviço e a positividade ao estafilococo. Por outro lado, näo foi encontrada diferença estatisticamente significante quanto à prevalência de portadores säos de staphylococcus aureus entre os grupos de categorias de pessoal, nos três serviços do hospital. A cavidade nasal foi a responsável pela diferença altamente significante de prevalência de estafilococos nas áreas anatómicas estudadas. Amostras obtidas simultaneamente nas áreas examinadas, em alguns portadores, foram caracterizadas através do antibiograma e da fagotipagem para definir se as amostras de cada portador eram idênticas...


Assuntos
Humanos , Staphylococcus aureus , Portador Sadio , Prevalência , Hospitais de Ensino , Equipe de Enfermagem
6.
s.l; s.n; 1984. 92 p. ilus, tab.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-73414

RESUMO

Estudou-se a prevalência de Estreptococos beta -hemolíticos em 240 escolares de 07 a 12 anos de idade, de duas escolas da área de Ribeiräo Preto, S.P.. A colheita de material (nariz e garganta) foi feita em um só dia e as amostras preservadas em congelador a -75-C. Para o isolamento dos Estreptococos empregou-se o HPTH (meio de cultura seletivo, de enriquecimento e transporte). Os alunos näo foram submetidos ao exame clínico da orofaringe e gânglios; a amostra populacional constou de escolares que estavam presentes no dia da colheita de material, na premissa simplista de que os doentes näo estariam freqüentando à aula. Detectou-se Estreptococos beta-hemolíticos em 67% das crianças, sendo que 42% dos escolares eram portadores de Streptococcus pyogenes, tanto na Escola I como na Escola II. Os Extreptococos grupáveis pelos antisoros A foram tipados pela técnica de aglutinaçäo para determinar do tipo de Griffth; os tipos T3/B3264, T28 e T3 foram os mais freqüentes. Finalizando, a autora fez algumas consideraçöes sobre o significado dos portadores de Esptreptococos e estreptococias para a Saúde Pública no contexto geral das doencas transmissíveis, enfocando inclusive a necessidade de aproveitamento das estruturas existentes para realizaçäo de prevençäo e controle dessas enermedades


Assuntos
Humanos , Orofaringe/microbiologia , Cavidade Nasal/microbiologia , Infecções Estreptocócicas/epidemiologia , Streptococcus pyogenes/isolamento & purificação , Brasil , Portador Sadio , Técnicas de Cultura
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA