Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 59
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
  • Base de dados

Intervalo de ano de publicação
1.
Homeopatia Méx ; 87(712): 36-40, ene. - mar. 2018.
Artigo em Espanhol | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-995357

RESUMO

Una amplia explicación acerca de las dosis homeopáticas, y la esencia sobre dicha temática dictada por el doctor Samuel Hahnemann, es lo que nos presenta el autor de este artículo, el cual pretende, además, colaborar para que cese la propagación de mentiras y datos inexactos que generan discordia entre la comunidad médica homeópata y desconfianza entre los pacientes. (AU)


A broad explanation about homeopathic doses, and the essence on this issue dictated by Dr. Samuel Hahnemann, is what the author of this article presents, which also aims to help stop the spread of lies and inaccurate data that generate discord among the homeopathic medical community and distrust among patients. (AU)


Assuntos
Medicamento Homeopático , Patogênese Homeopática , Posologia , Homeopatia
2.
Homeopatia Méx ; 85(701): 23-29, mar.-abr. 2016.
Artigo em Espanhol | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-11643

RESUMO

Después de 12 años de práctica exclusiva y literal con la técnica de la escala cincuentamilesimal (LM o Q) de potencias, descrita en la 6a edición del Organon, elautor analiza sus diferencias básicas con las directrices de la 5a edición de dicha obra. Describe la manera de administrar el medicamento, sus ventajas y desventajas, y enumera todas las conductas posibles durante el uso de esta técnica, la cual, concluye, es la que mejor se encamina para lograr una curación rápida y suave, ideal máximo de Samuel Hahnemann. (AU)


After 12 years of literal and exclusive practice with the 50 millesimal scale according to the 6th edition of the Organon, the autor analyses its basic differences with the guidelines of the 5th edition. He describes the posible procedures during the usage of this kind of medication; it´s advantages, disvantages and enumerates all the possible conducts of this technique, therefore concluding that this is the one that leads to a rapid and mild cure. Samuel Hahnemann´s maximum ideal (AU)


Assuntos
Cinquenta Milesimal , Posologia , Organon , Escalas de Preparação , Homeopatia , Potência , Dinamização
3.
Int. j. high dilution res ; 9(33): 128-137, 2010.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: hom-10450

RESUMO

Background: Although scientific studies have confirmed the action of homeopathic high dilutions in living organisms an endless debate on the choice of the most fitting dilution, the frequency of administration and the dose (amount of medicine) still remains. Aims: This study sought to assess the in vivo effect of 2 different concentrations of Arsenicum album 30cH in order to elucidate some problems in the homeopathic notion of dose. Methods: Male Wistar rats previously intoxicated with sodium arsenate by peritoneal injection were treated with undiluted Ars 30cH and Ars 30cH in 1% solution administered by oral route. Atomic absorption spectroscopy was employed to measure the levels of arsenic retained in the animals as well as the amounts eliminated through urine. Urine samples were collected before and after and during treatment. A positive control group (intoxicated animals) and negative control group (non-intoxicated animals) were administered only the vehicle used to prepare the medicine (ethanol). Results: The groups treated with undiluted Ars 30cH and Ars 30cH in 1% solution eliminated significant amounts of arsenic through urine when compared to the control groups. The group treated with undiluted Ars 30cH eliminated significantly higher amounts of arsenic than the group treated with the same medicine in 1% solution. Conclusion: These results suggest that undiluted Ars 30cH was more effective than in 1% solution in this experimental model.(AU)


Introdução: embora estudos científicos têm confirmado a ação das altas diluições homeopáticas em organismos vivos, permanece o debate infindável acerca da escolha da diluição mais adequada, a frequência de administração e a dose (quantidade de medicamento). Objetivos: este estudo procurou avaliar o efeito in vitro de 2 concentrações diferentes de Arsenicum album 30cH a fim de elucidar alguns aspectos da noção homeopática de dose. Métodos: ratos Wistar machos previamente intoxicados com arseniato de sódio por injeção peritoneal foram tratados com Ars 30cH não diluído ou diluído 1% por via oral. Foi utilizada espectroscopia de absorção atômica para medir os níveis de arsênico retido no organismo e eliminado através da urina. As amostras de urina foram colhidas antes, após e durante o tratamento. Os grupos controle positivo (animais intoxicados) e negativo (animais não intoxicados) receberam apenas o veículo utilizado para preparar o medicamento (etanol). Resultados: os grupos tratados com Ars 30cH não diluído e diluído em solução 1% eliminaram quantidades significativamente maiores de arsênico através da urina por comparação aos grupos controle. O grupo tratado com Ars 30cH não diluído eliminou quantidades significativamente maiores de arsênico que o grupo tratado com o mesmo medicamento em solução 1%. Conclusão: esses resultados sugerem que Ars 30cH não diluído foi mais efetivo que a solução 1% do mesmo neste modelo experimental.(AU)


Introducción: aunque estudios científicos han confirmado la acción de las altas diluciones homeopáticas en organismos vivos, permanece sin resolver la discusión acerca de la elección de la dilución más adecuada, la frecuencia de administración y la dosis (cantidad de medicamento). Objetivos: este estudio buscó evaluar el efecto in vitro de 2 concentraciones diferentes de Arsenicum album 30cH para dirimir algunos problemas en la noción homeopática de dosis. Métodos: ratones Wistar macho previamente intoxicados con arseniato de sodio por inyección peritoneal fueron tratados con Ars 30cH sin diluir o diluido en solución 1% por vía oral. Fue utilizada espectroscopía de absorción atómica para medir los niveles de arsénico retenidos en el organismo y eliminados por orina. Las muestras de orina fueron recogidas antes, durante y después del tratamiento. Los grupos control positivo (animales intoxicados) y negativo (animales no intoxicados) recibieron exclusivamente el vehículo utilizado para preparar el medicamento (etanol). Resultados: los grupos tratados con Ars 30cH no diluido y diluido 1% eliminaron cantidades significativamente mayores de arsénico por orina que los controles. El grupo tratado con Ars 30cH no diluido eliminó cantidades significativamente mayores de arsénico por orina que el grupo tratado con el mismo medicamento diluido 1%. Conclusión: estos resultados sugieren que Ars 30cH no diluido fue más efectivo que cuando diluido 1% en este modelo experimental.(AU)


Assuntos
Animais , Ratos , Altas Potências , Intoxicação por Arsênico , Arsenicum Album , Medicamento Homeopático , Modelos Animais de Doenças , Posologia
4.
ABFH.
São Paulo; TV Med; 2009. ? p.
Não convencional em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-915324
5.
São Paulo; s.n; 2004. 108 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-8117

RESUMO

A circulação extracorpórea com hipotermia (CEC-H) é um procedimento comumente utilizado em cirurgias cardíacas, que representa um fator de risco para o paciente por promover extensa hemodiluição e profundas alterações fisiológicas. Nestas cirurgias, utiliza-se a cefuroxima com antimicrobiano para profilaxia de infecções, estando sua concentração inibitória mínima (CIM IND. 90) na faixa de 4 a 16g/mL dependendo da espécie e cepa bacteriana. Vários esquemas posológicos tem sido propostos para a profilaxia com este antimicrobiano. Assim, o objetivo do presente estudo foi investigar a farmacocinética e a disponibilidade sistêmica da cefuroxima, administrada I.V., bolus, na dose de 1,5g a 17 pacientes submetidos à cirurgia cardíaca com ou sem CEC-H...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Cefuroxima/farmacocinética , Plasma/metabolismo , Revascularização Miocárdica , Circulação Extracorpórea , Infecções Bacterianas , Hipotermia , Disponibilidade Biológica , Cromatografia Líquida/métodos , Posologia , Epidemiologia Experimental
7.
Ponta Grossa; s.n; 2003. 104 p. tab.
Tese em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-8104

RESUMO

O estudo sobre o desperdício dos medicamentos anti-retrovirais conduz ao mergulho no oceano que é a AIDS. Essa perfídia para com a sociedade faz refletir sobre a problemática da medicação para os pacientes soropositivos e discutir a sua relevância a nível nacional. E para tal, a coleta de dados através de uma pesquisa quantitativa documental, mostrou os motivos e os medicamentos que mais refletem no desperdício dos medicamentos anti-retrovirais. Os resultados evidenciam uma incompatibilidade entre as posologias e as apresentações de alguns medicamentos, proporcionando um crédito considerável na conta do desperdício. A síntese final aponta que, urge providências por parte dos governantes para eliminar este inimigo da nossa luta contra a AIDS. (AU)


Assuntos
Antirretrovirais , Preparações Farmacêuticas , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , Posologia
9.
Selecta hom ; 9(1): 71-87, jan.-jun. 2001.
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-7214
12.
Selecta hom ; 7(2): 33-40, jul.-dez. 1999.
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-7197
14.
Selecta hom ; 7(2): 61-61, jul.-dez. 1999. tab, graf
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-7200
16.
Rio de Janeiro; s.n; 1998. 71 p. ilus.
Tese em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-8137

RESUMO

A perspectiva de controle e a eliminação da Hanseníase como problema de saúde pública nos países endêmicos estão, atualmente, diretamente relacionados com a utilização dos esquemas poliquimioterápicos recomendados pela OMS. A eficácia dos regimes terapêuticos preconizados possibilita a diminuição dos tempos dos tratamentos pela fixação do número de doses. Objetivando um melhor entendimento do comportamento clínico e laboratorial dos pacientes submetidos a associação de quimioterápicos com duração fixa apresentamos os resultados observados em dois grupos de pacientes classificados como multibacilares. Um grupo recebeu Rifampicina - 600 mg e Dapsona - 100 mg diários por 3 meses seguidos de Dapsona 100 mg diários por 21 meses autoadministrados, esquema adaptado do preconizado pela Divisão Nacional de Dermatologia Sanitária do Ministério da saúde (DNDS/MS). O outro grupo, Rifampicina 600 mg e Clofazimina 300 mg uma vêz ao mês, supervisionados, associados a Dapsona 100 mg e Clofazimina 50 mg diários, autoadministrados com duração de 24 doses supervisionadas, esquema preconizado pela Organização Mundial de Saúde (PQT/OMS). O estudo analisa comparativamente aspectos clínicos e laboratoriais dos pacientes em diferentes momentos: no diagnóstico, na vigência dos tratamentos, na alta terapêutica e após a alta. Os critérios utilizados para alocação dos pacientes nos grupos foram o índice baciloscópico (escala de Ridley) e a classificação clínica e histológica (Ridley & Jopling). Foi obsrvado diferença significativa na frequência de episódios reacionais tipo Eritema Nodoso Hansênico, tendo o grupo submetido a PQT/OMS menor número de casos com este tipo de reação tanto na vigência dos tratamentos quanto no seguimento pós alta. Este resultado, no entanto, não influenciou a evolução das lesões dermatológicas, histopatológicas, carga bacilar e comprometimento neurológico, não tendo sido encontrado(FALTA ALGO) nenhum momento do estudo... (AU)


Assuntos
Hanseníase/prevenção & controle , Quimioterapia Combinada , Posologia , Hanseníase/terapia
17.
Selecta hom ; 5(1): 9-12, jan.-jun. 1997.
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-4233
18.
Homeopatia (Buenos Aires) ; 62(4): 267-70, 1997.
Artigo em Espanhol | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-4763

RESUMO

Se realiza una sintesis de la opiniones de distintos autores, comenzando por S.Hahnemann acerca de la importancia de la dosis en homeopatia, teniendo en cuenta no solo la dinamizacion, sino la cantidad de medicamento a administrar y la oportunidad de su repeticion. Finalmente se plantea en un esquema orientador, las posibles alternativas de prescripcion de acuerdo a los cuadros clinicos que se suelen presentar. (AU)


Assuntos
Posologia , Dinamização , Potência , Doença Medicamentosa em Homeopatia , Organon
19.
Rev. homeopatia (Sao Paulo) ; 60(1): 3-23, 1995. ilus
Artigo em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-3814

RESUMO

Com este trabalho, visamos estudar o tema polêmico do emprego das doses e potências homeopáticas, comparando alguns tópicos fundamentais com princípios da Física moderna. Para isso, numa primeira parte, fizemos uma pesquisa bibliográfica sobre o assunto, transcrevendo fielmente a opinião dos homeopatas clássicos. A seguir, expusemos fundamentos da Física Quântica e do Movimento Ondulatório que apresentassem pontos em comum com a experiência clínica dos diversos autores estudados. Observamos existirem parâmetros estabelecidos dentro da Física que permitem esboçar certa analogias quanto ao uso do medicamento único, em dose única e numa potência individualizante para cada caso


Assuntos
Doses Mínimas , Dose Única , Posologia , Potência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA