Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 12 de 12
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(4): 1277-1285, jul.-ago. 2019. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038601

RESUMO

This study aimed to evaluate the use of some testicular traits to identify boars with low sperm morphological quality. The consistency (scores from 1 to 5), tone with tonometry (mm), parenchyma echogenicity and heterogeneity with ultrasound (pixel) were assessed in 402 mature boars (18.5 months on average). Sperm abnormality thresholds (≤ 25% of total sperm abnormalities, ≤ 5% of heads, acrosome, neck or midpiece defects, ≤ 10% tail defects, and 15% cytoplasmic droplets) were used to classify boars as approved or disapproved. Three classes of testicular traits were formed (extremely low and high values, approximately 15% each, were kept in separated classes). When the traits were individually evaluated, fewer boars were approved if the echogenicity or heterogeneity were high, or if the tone was rigid. When evaluated in combination, the interaction between heterogeneity and tone, and between heterogeneity and echogenicity were significant. The high heterogeneity combined with soft tone or with hypo-echogenicity resulted in lower approval of boars. Tonometry and ultrasonography have a moderate potential to be included in breeding soundness examination of boars. When combined, they provide more reliable information about the impact of testicular parenchymal alterations on morphology of sperm cells.(AU)


O estudo objetivou avaliar o uso de características testiculares para identificar reprodutores com baixa qualidade de morfologia espermática. A consistência (escore de 1 a 5), o tônus por tonometria (mm), a ecogenicidade e a heterogeneidade do parênquima testicular por ultrassonografia (pixel) foram avaliados em 402 machos suínos maduros (18,5 meses, em média). Limiares máximos de anormalidades espermáticas (≤ 25% de defeitos totais, ≤ 5% de defeitos de cabeça, acrossoma, colo e peça intermediária, ≤ 10% de defeitos de cauda e 15% de gota citoplasmática) foram utilizados para classificar os machos como aprovados ou reprovados. Três classes de características testiculares foram formadas (valores extremamente baixos e altos, aproximadamente 15% em cada, foram mantidos em classes separadas). Quando as características testiculares foram avaliadas individualmente, menos machos foram aprovados se a ecogenicidade ou a heterogeneidade foram altas, ou se o tônus era rígido. Quando avaliadas em combinação, a interação entre heterogeneidade e tônus e a interação entre heterogeneidade e ecogenicidade foram significativas. A alta heterogeneidade combinada com testículos flácidos ou com testículos hipoecogênicos resultou em menor aprovação de cachaços. A tonometria e a ultrassonografia possuem potencial moderado para serem incluídas no exame andrológico de cachaços. Quando combinadas, as técnicas fornecem uma informação mais consistente do impacto das alterações do parênquima testicular na morfologia das células espermáticas.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Suínos/anatomia & histologia , Testículo/anatomia & histologia , Tecido Parenquimatoso/anatomia & histologia , Heterogeneidade Genética , Análise do Sêmen/veterinária , Manometria/veterinária
3.
Pesqui. vet. bras ; 38(6): 1196-1202, jun. 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-955442

RESUMO

This study aimed to identify changes related to brain parenchyma as advancing age in healthy domestic cats. Our hypothesis is that cats suffer cerebral and cerebellar atrophy and show focal changes in signal intensity of the brain parenchyma in accordance with the progression of age. Twelve adult (1 to 6 years), eleven mature (7 to11 years) and ten geriatric non-brachycephalic cats (12 years or more of age) underwent brain magnetic resonance imaging (MRI). There were no changes in signal intensity and contrast uptake in brain parenchyma of the cats. Geriatric animals showed significantly lower average thickness of the interthalamic adhesion and percentage of the cerebral parenchyma volume in relation to intracranial volume than those found in the adult group. No significant differences were found between groups for cerebral volume, cerebellar volume and percentage of cerebellar volume in relation to intracranial volume. The results of this study indicate that atrophy of the cerebral parenchyma, including the interthalamic adhesion, occurs with age in domestic cats, confirming the hypothesis of the study. However, the results did not corroborate the hypothesis that cats show cerebellar atrophy and focal changes in signal intensity of the brain parenchyma with advancing age.(AU)


Este estudo objetivou a identificação de alterações no parênquima cerebral relacionadas ao avanço da idade em gatos domésticos saudáveis. Nossa hipótese é de que os gatos sofrem atrofia cerebral e cerebelar, além de alterações focais na intensidade do sinal do parênquima cerebral, de acordo com a progressão da idade. Doze gatos não braquicéfalos adultos (1 a 6 anos), onze maduros (7 a 11 anos) e dez geriátricos (12 anos ou mais) foram submetidos à ressonância magnética encefálica. Não foram observadas alterações na intensidade do sinal e na captação de contraste do parênquima encefálico nos gatos. Os animais geriátricos apresentaram médias da espessura da adesão intertalâmica e porcentagem do volume do parênquima cerebral, em relação ao volume intracraniano, significativamente menores a aquelas encontradas no grupo dos adultos. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos para volume cerebral, volume cerebelar e porcentagem de volume cerebelar em relação ao volume intracraniano. Os resultados deste estudo indicam que a atrofia do parênquima cerebral, incluindo a adesão intertalâmica, ocorre com o avanço da idade em gatos domésticos, confirmando a hipótese do estudo. No entanto, os resultados não corroboraram a hipótese de que os gatos apresentam atrofia cerebelar e alterações focais na intensidade do sinal do parênquima encefálico com a progressão da idade.(AU)


Assuntos
Animais , Gatos , Gatos/anatomia & histologia , Senilidade Prematura/diagnóstico , Tecido Parenquimatoso/anormalidades
4.
Pesqui. vet. bras ; 37(8): 897-903, Aug. 2017. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-895492

RESUMO

A espécie Leopardus pardalis, conhecida popularmente como jaguatirica, é um felino de médio porte com ampla distribuição em território nacional e está incluída na lista de espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. Este estudo teve como objetivo caracterizar os aspectos macroscópicos e microscópico da traqueia e lobos pulmonares em L. pardalis. As análises foram feitas utilizando cinco exemplares de jaguatirica, sendo dois machos e três fêmeas, adultos, três desses exemplares foram a óbito por atropelamento em rodovias próximas ao município de Alta Floresta, e dois doados após a morte pelo IBAMA ao o Laboratório de Zoologia e Morfologia Animal. Nos espécimes a traqueia era um tubo flexível formado por pares de arcos cartilaginosos, apresentando epitélio pseudo-estratificado não ciliado no seu revestimento interno, e outros estruturas básicas deste órgão. O pulmão se mostrou como um órgão constituído por lobos separados por fissuras com um parênquima usual aos demais mamíferos descritos. No que diz respeito às caraterísticas anatômicas da traqueia e pulmão se mostraram semelhantes à de outros mamíferos, já nos aspectos microscópicos da traqueia apresentou certas peculiaridades diferindo dos demais trabalhos encontrados. No que tange o aspecto do parênquima pulmonar as características histológicas não variaram com as que estão descritas.(AU)


The species Leopardus pardalis, popularly known as ocelot, is a medium sized cat with wide distribution in the national territory and is included in the list of species of Brazilian fauna threatened with extinction. This study aimed to characterize the macroscopic and microscopic aspects of the trachea and lung lobes in L. pardalis. Analyses were performed using five copies of ocelot, two males and three females, adults, three of these specimens died from being run over on highways nearby the municipality of Alta Floresta, and two donated after death by IBAMA to the Laboratory of Zoology and Animal Morphology. In the trachea specimens was a flexible tube formed by pairs of cartilaginous arches, with pseudo-stratified epithelium ciliated not in its inner lining, and other basic structures of this body. Lung proved as a body made up of lobes separated by cracks with a usual parenchyma to the other described mammals. With respect to the anatomic features of the trachea and lung were similar to other mammals, as in the microscopic aspects of the trachea showed certain peculiarities found differing from the other jobs. Regarding the appearance of the lung parenchyma histological characteristics did not differ with those described.(AU)


Assuntos
Animais , Traqueia/anatomia & histologia , Brônquios/anatomia & histologia , Felidae/anatomia & histologia , Tecido Parenquimatoso/anatomia & histologia , Pulmão/anatomia & histologia , Sistema Respiratório/anatomia & histologia , Animais Selvagens/anatomia & histologia
5.
Einstein (Säo Paulo) ; 15(2): 178-185, Apr.-June 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-891376

RESUMO

ABSTRACT Objective To analyze the influence of portal vein ligation in hepatic regeneration by immunohistochemical criteria. Methods Ten pigs divided into two groups of five animals underwent hepatectomy in two stages, and the groups were differentiated by ligation or not of the left portal vein tributary, which is responsible for vascularization of the left lateral and medial lobes of the pig liver. Five days after the procedure, the animals underwent liver biopsies for further analysis of histological and immunohistochemical with marker Ki67. Results The group submitted to hepatectomy with vascular ligation showed an increase of approximately 4% of hepatocytes in regeneration status, as well as a greater presence of Kupffer and inflammatory cells as compared to control. Conclusion As a result of positive cell replication observed through the Ki67 marker, we can suspect that the ligation of a tributary of the portal vein associated with liver resection promoted a greater stimulus of liver regeneration when compared to liver resection alone.


RESUMO Objetivo Analisar a influência da ligadura da tributária da veia porta no estímulo regenerativo hepático por meio de critérios imuno-histoquímicos. Métodos Dez suínos, divididos em dois grupos de cinco animais, foram submetidos à hepatectomia em dois estágios, sendo que os grupos foram diferenciados pela ligadura ou não da tributária da veia porta, responsável pela vascularização dos lobos lateral e medial esquerdos do fígado do suíno. Cinco dias após o procedimento, os animais foram reabordados para retirada de amostras hepáticas para posterior análise de histológica e imunoistoquímica com o marcador Ki67. Resultados O grupo submetido à hepatectomia com ligadura vascular apresentou incremento de 4% aproximadamente de hepatócitos em processo de regeneração, bem como grande número de células de Kupffer e células inflamatórias, quando comparado ao controle. Conclusão Em virtude da análise positiva da replicação celular observada por meio do marcador Ki67, pode-se observar que a ligadura de uma tributária da veia porta promoveu um maior estímulo de regeneração hepática, efeito observado com menor intensidade no grupo submetido apenas à ressecção hepática.


Assuntos
Animais , Veia Porta/cirurgia , Tecido Parenquimatoso/cirurgia , Hepatectomia/métodos , Fígado/cirurgia , Regeneração Hepática , Suínos , Distribuição Aleatória , Antígeno Ki-67/metabolismo , Hepatócitos/metabolismo , Modelos Animais , Tecido Parenquimatoso/patologia , Leucócitos , Ligadura/métodos , Fígado/patologia
6.
Rev. am. med. respir ; 17(1): 92-93, mar. 2017. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-843039

RESUMO

Paciente femenina de 65 años consulta por tumoración en región lateral izquierda del tórax, no dolorosa, que fluctúa con los movimientos respiratorios y la tos. Cumple tratamiento por bronquitis aguda hace una semana. Presenta antecedente de traumatismo en parrilla costal izquierda debido a caída desde altura hace 6 meses. Al examen físico se palpa masa de consistencia elástica, que aumenta ante maniobra de Valsalva. Se solicita radiografía de tórax (RxTx) (Figura 1a) donde se evidencia imagen radiolúcida de contornos bien definidos, que sobrepasa los límites del seno costo-frénico y parrilla costal izquierda ("Signo del pulmón más allá de la costilla")1 , asociado a fracturas de los arcos costales anteriores (10 y 11). En la tomografía computada de tórax (TCTx) se confirma el diagnóstico de hernia pulmonar (Figura 1b). Debido a persistir asintomática y la ausencia de complicaciones, se realizan controles con TCTx y tratamiento conservador


Assuntos
Tecido Parenquimatoso , Hérnia , Pulmão
7.
Arq. bras. med. vet. zootec ; 68(6): 1581-1585, nov.-dez. 2016. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-827919

RESUMO

An omphalocele is a defect in the closure of the abdominal wall during the embryonic stage, preventing the return of some abdominal organs to the cavity. In stillborn animals, the involvement of the liver in the omphalocele has been reported. The aim of the present study is to report the success of a partial liver resection in a female bovine at two days of age which presented an omphalocele at birth. Surgical intervention was indicated to reduce and suture the abdominal wall. During the surgical procedure, the presence of hard, reddish tissue was noted inside the sac covered by the amniotic membrane, with characteristics consistent with hepatic parenchyma. Due to the impossibility of reducing the contents added to the suggestion of tissue infection, we elected to perform a partial resection. The histopathological examination confirmed that the resected tissue was of the hepatic parenchyma. Antibiotic and systemic anti-inflammatory therapies were performed post-surgery. Fifteen days after surgery, infection was detected at the surgical site in addition to abdominal wound dehiscence; surgical reintervention was performed. On physical examination, carried out 4 months after the second operation, the heifer presented normal development for the species. In conclusion, omphalocele may contain liver. Ectopic liver is an extremely rare condition. Surgical treatment in the presented case focused on umbilicus with exploration of the abdominal cavity appeared to be sufficient.(AU)


A onfalocele é um defeito no fechamento da parede abdominal durante a fase embrionária, não permitindo o retorno de alguns órgãos abdominais à cavidade. O envolvimento do fígado em onfalocele tem sido relatado, porém em animais natimortos. Com o presente estudo, objetiva-se relatar uma ressecção parcial do fígado realizada com sucesso em uma fêmea bovina com dois dias de idade apresentando onfalocele ao nascimento. Foi indicada a intervenção cirúrgica para a redução e rafia da parede abdominal. Durante o procedimento cirúrgico, notou-se, no interior do saco recoberto pela membrana amniótica, a presença de tecido firme, de coloração avermelhada, com características compatíveis com parênquima hepático. Devido à impossibilidade de redução do conteúdo e sugestão de infecção do tecido encontrado, optou-se pela ressecção parcial dele. O exame histopatológico confirmou tratar-se de parênquima hepático o tecido resseccionado. No pós-cirúrgico, realizaram-se terapias antibiótica e antiinflamatória sistêmicas. Após 15 dias do procedimento cirúrgico, foi detectada infecção do sítio operatório e deiscência da sutura abdominal, sendo realizada reintervenção cirúrgica. No exame físico, realizado no animal após quatro meses da segunda intervenção cirúrgica, constatou-se desenvolvimento normal para a espécie. Conclui-se que o fígado pode ser conteúdo da onfalolocele, sendo uma condição extremamente rara. O tratamento cirúrgico no caso apresentado, com exploração da cicatriz umbilical e da cavidade abdominal, foi suficiente.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Hepatectomia/veterinária , Hérnia Umbilical/veterinária , Fígado/cirurgia , Tecido Parenquimatoso
8.
Pesqui. vet. bras ; 35(supl.1): 56-60, dez. 2015. ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: lil-789010

RESUMO

A Distrofia Muscular de Duchenne (DMD) é uma doença genética de caráter recessivo que caracterizada por fraqueza muscular progressiva de cintura pélvica e escapular evoluindo para insuficiência respiratória e, ou cardíaca. O camundongo mdx é um modelo amplamente utilizado para estudos da DMD. Apesar do fenótipo destes animais serem mais suave, estes apresentam o principal músculo respiratório, o diafragma com morfologia e bioquímica semelhante à DMD humana, fato este que pode comprometer a função respiratória e consequentemente os pulmões. Foi realizado um estudo anatômico descritivo do parênquima pulmonar dos pulmões de 5 animais modelo mdx comparando estes com os pulmões de 5 camundongos BALB/C57 (Mus musculus). Os pulmões foram analisados macroscopicamente e através de microscopia de luz e eletrônica de varredura. Os achados sugerem que o modelo mdx apresenta morfologia pulmonar semelhante aos camundongos BALB/C57 e que seu uso deve ser cauteloso e criterioso em ensaios clínicos que aborde este órgão.(AU)


The Duchenne Muscular Dystrophy (DMD) is a recessive genetic disease characterized by progressive muscle weakness of the pelvic and scapular girdle and progressing to respiratory or heart failure. The mdx mouse is a model widely used for studies. Although they possess a milder phenotype, the morphology and biochemistry of the diaphragm are similar to human DMD. We performed a descriptive anatomical study of the pulmonary parenchyma of five mdx animal models and compared these with the lungs of 5 mice BALB/C57 (Mus musculus). The findings suggest that the mdx model has morphological features similar to BALB/C57 mice and it must be used with caution in clinical trials which involve the lung.(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Distrofia Muscular de Duchenne , Insuficiência Cardíaca/veterinária , Pulmão/citologia , Microscopia Eletrônica de Varredura/veterinária , Tecido Parenquimatoso
9.
Acta pediátr. hondu ; 4(1): 267-271, abr.-sep. 2013. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-884574

RESUMO

La porencefalia es una entidad poco común caracterizada por la presencia de cavidades o excavaciones profundas en la corteza cerebral. Se debe principalmente a la destruc- ción del tejido cerebral previamente for- mado, por traumatismos hemorrágicos o infartos vasculares cerebrales, y que llevan a la formación de quistes intraparenquimato- sos. Está demostrado que un cerebro inmadu- ro puede compensar una lesión neuronal mediante una reorganización cortical, siempre y cuando la lesión ocurra muy temprano en la infancia o en la vida prenatal. Este fenómeno es conocido como plasticidad cerebral. Se presenta una paciente de siete meses de edad con hipomotilidad de hemicuerpo dere- cho. Tiene el antecedente de que durante el periodo prenatal los ultrasonidos reportaban hidrocefalia, pero nació vía vaginal, con un crecimiento y desarrollo normal para su edad y ha tenido un perímetro cefálico adecuado. Se le realizó IRM cerebral que mostró un quiste porencefálico izquierdo gigante con ausencia total de hemisferio cerebral izquierdo. Llama la atención que la paciente, a pesar de tan grande injuria cerebral, presenta un desa- rrollo y crecimiento adecuado para su edad, exceptuando por la hipomotilidad. Esto indica que se está efectuando la reorganización cortical compensatoria....(AU)


Assuntos
Humanos , Recém-Nascido , Cérebro , Plasticidade Neuronal , Tecido Parenquimatoso/anormalidades , Porencefalia/complicações
10.
Rev. bras. cir. plást ; 27(3): 421-427, jul.-set. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-668143

RESUMO

INTRODUÇÃO: A deformidade tuberosa da mama é uma rara entidade, descrita por Rees e Aston em 1976. O desenvolvimento mamário encontra-se alterado, com herniação do parênquima pelo complexo areolopapilar, alargamento dessa estrutura e hipoplasia do tecido mamário, principalmente nos quadrantes inferiores. A mama, portanto, adquire um aspecto tubular ao invés do aspecto cônico natural. MÉTODO: No total, 4 pacientes foram submetidas a tratamento cirúrgico em um único tempo, com incisões combinadas: inframamária e periareolar. Detalhes técnicos devem ser individualizados para cada caso, conforme a gravidade e a classificação do tipo de mama tuberosa. RESULTADOS: O procedimento cirúrgico utilizado aborda todos os aspectos da deformidade da mama tuberosa em operação de um estágio. Cirurgia de revisão de cicatriz periareolar não foi necessária em nenhum caso. Em todos os casos, obteve-se resultado estético final aceitável e com satisfação da paciente e do cirurgião. O procedimento adotado não interfere em lactações futuras. CONCLUSÕES: A mama tuberosa representa um verdadeiro desafio terapêutico. A técnica utilizada é muito atraente e mostra resultados confiáveis e reprodutíveis.


BACKGROUND: Tuberous breast deformity is a rare entity, first described by Rees and Aston in 1976. In this condition, breast development is altered, with herniation of the parenchyma through the nipple-areolar complex, enlargement of this structure, and hypoplasia of the breast tissue, especially in the lower quadrants. The breast thus acquires a tubular shape rather than the natural conical look. METHODS: Four patients underwent a single surgical treatment, with combined inframammary and periareolar incisions. Technical details must be individualized for each case depending on the severity and classification type of the tuberous breasts. RESULTS: The surgical procedure used covers all aspects of tuberous breast deformity in a single-stage operation. Revision of periareolar surgery scar was not necessary in any case. In all cases, the final aesthetic result was satisfactory for the patient and the surgeon. The procedure adopted does not interfere with future lactation. CONCLUSIONS: Tuberous breast represents a real therapeutic challenge. The technique reported herein is very attractive and provides reliable and reproducible results.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , História do Século XXI , Reoperação , Cirurgia Plástica , Mama , Condutas Terapêuticas , Satisfação do Paciente , Mamoplastia , Implantes de Mama , Estética , Tecido Parenquimatoso , Ferida Cirúrgica , Reoperação/métodos , Cirurgia Plástica/métodos , Cirurgia Plástica/reabilitação , Mama/anormalidades , Mama/cirurgia , Condutas Terapêuticas/normas , Mamoplastia/métodos , Mamoplastia/normas , Implantes de Mama/normas , Tecido Parenquimatoso/cirurgia , Ferida Cirúrgica/cirurgia , Ferida Cirúrgica/terapia
11.
Rev. bras. cir. plást ; 27(3): 428-434, jul.-set. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-668144

RESUMO

INTRODUÇÃO: A mamoplastia de aumento é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica no Brasil e no mundo. Existem duas localizações principais para o implante: o plano subpeitoral ou submuscular e o plano subglandular. O objetivo deste trabalho é defender o uso do plano subpeitoral em casos de hipomastia. MÉTODO: Dezesseis pacientes foram submetidas a aumento da mama entre 2008 e 2011. Utilizou-se o plano submuscular em 9 pacientes e o plano subglandular em 7. Miotomia do músculo grande peitoral foi realizada em todos os casos de localização submuscular. RESULTADOS: Foram selecionados 5 casos de pré e pós-operatório de pacientes submetidas a mamoplastia de aumento. Verificaram-se melhores resultados utilizando-se o plano submuscular para as pacientes com hipomastia acentuada. A miotomia do músculo peitoral provou ser fundamental para o sucesso da cirurgia, pois conferiu à loja submuscular o espaço necessário para abrigar o implante mamário, sem submetê-lo à pressão causada pela contração do músculo. CONCLUSÕES: O uso adequado do plano submuscular em pacientes com hipomastia é seguro, facilita o rastreamento de câncer de mama, não altera a função muscular, protege o parênquima mamário e garante resultados mais naturais e duradouros.


BACKGROUND: Breast augmentation is one of the most common plastic surgery procedures in Brazil and worldwide. There are 2 main locations for the implant: the subpectoral or submuscular plane and subglandular plane. The objective of the current study was to indicate the efficacy of the use of the subpectoral plane in cases of hypomastia. METHODS: Sixteen patients underwent breast augmentation between 2008 and 2011; the submuscular and subglandular planes were used in 9 and 7 patients, respectively. Myotomy of the pectoralis major muscle was performed in all cases where the submuscular plane was used. RESULTS: The pre- and postoperative aspects of 5 cases of patients undergoing breast augmentation are presented. Better results were obtained using the submuscular plane for patients with severe hypomastia. Myotomy of the pectoralis proved critical to the success of the surgery, because it provided the submuscular pocket required to house the breast implant without subjecting it to the pressure caused by muscle contraction. CONCLUSIONS: The proper use of the submuscular plane in patients with hypomastia is safe, facilitates cancer screening, does not alter muscle function, protects the breast parenchyma, and ensures more natural and long-term results.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , História do Século XXI , Músculos Peitorais , Cirurgia Plástica , Mama , Mamoplastia , Implante Mamário , Tecido Parenquimatoso , Miotomia , Músculos Peitorais/cirurgia , Cirurgia Plástica/métodos , Mama/cirurgia , Mamoplastia/métodos , Implante Mamário/métodos , Tecido Parenquimatoso/cirurgia , Miotomia/métodos
12.
Rev. chil. radiol ; 8(2): 59-62, 2002. ilus, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-627476

RESUMO

Nuclear medicine images play an important role in the evaluation of urinary tract pathologies. Radionuclide imaging studies (DMSA scan, DTPA/MAG3 renography, radionuclide cistography) are reviewed, analyzing their indications.


En el diagnóstico por imágenes de las enfermedades del sistema nefrourológico, la Medicina Nuclear juega un rol importante en determinadas patologías. Se revisan los diferentes exámenes empleados en la actualidad: cintigrafía renal DMSA, renograma isotópico DTPA/MAG3, cistografía isotópica y se analizan sus principales indicaciones.


Assuntos
Humanos , Tecido Parenquimatoso/diagnóstico por imagem , Rim/patologia , Medicina Nuclear/métodos , Pielonefrite/diagnóstico por imagem , Transplante de Rim , Hipertensão Renovascular/diagnóstico por imagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA