Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 36
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
An. bras. dermatol ; 93(5): 740-742, Sept.-Oct. 2018. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-949950

RESUMO

Abstract: Light microscopy of granuloma annulare shows mucin deposition with lympho-histiocytic infiltrate. We describe the ultrastructural three-dimensional aspects of a typical case of granuloma with characteristic histopathological findings. At the ultrastructural level, affected collagen bundles and granular mucin deposition were observed. Round cells corresponding to lymphocytes were identified. Bigger oval cells, corresponding to isolated or palisading histiocytes were also found. The ultrastructural aspects overlap with light microscopy and contribute to its iconographic documentation.


Assuntos
Humanos , Microscopia Eletrônica de Varredura , Colágeno/ultraestrutura , Granuloma Anular/patologia , Histiócitos/ultraestrutura , Mucinas/metabolismo
2.
Autops. Case Rep ; 8(1): e2018002, Jan.-Mar. 2018. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-905467

RESUMO

Mesothelial/monocytic incidental cardiac excrescences (MICE) are unusual findings during the histological analysis of material from the pericardium, mediastinum, or other tissues collected in open-heart surgery. Despite their somewhat worrisome histological appearance, they show a benign clinical course, and further treatment is virtually never necessary. Hence, the importance of recognizing the entity relays in its differential diagnosis, as an unaware medical pathologist may misinterpret it for a malignant neoplasm. Other mesothelial and histiocytic proliferative lesions, sharing very close histological morphology and immunohistochemistry features with MICE, have been described in sites other than the heart or the mediastinum. This similarity has led to the proposal of the common denomination "histiocytosis with raisinoid nuclei." We report three cases from the pathology archives of the Heart Institute of São Paulo University (Incor/HC-FMUSP), diagnosed as "mesothelial/monocytic incidental cardiac excrescence," with immunohistochemical documentation, and provide a literature review of this entity.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Cardiopatias/patologia , Histiócitos , Diagnóstico Diferencial , Epitélio/lesões , Achados Incidentais
3.
Rev. bras. ortop ; 52(3): 366-369, May.-June 2017. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-899148

RESUMO

ABSTRACT Hemosiderotic fibrohistiocytic lipomatous tumors are rare neoplasms that were first described in 2000. Initially considered a benign lipotamous lesion of the soft tissues, nowadays they are considered to be a locally aggressive tumor. They occur mainly in the foot and ankle of women in their fifth and sixth decades, although they may be found in any place in the lower limbs and, more rarely, in other parts of the body. Histologically, hemosiderotic fibrohistiocytic lipomatous tumors consist of a mixture of mature adipose tissue, fusiform cell fascicles, macrophages that often contain cytoplasmic hemosiderin, mononuclear inflammatory infiltrate, and stroma that may be focally myxoid. Local recurrence is observed in nearly one-third of all cases. There is no consensus in the literature whether this tumor is a part of a spectrum that comprises pleomorphic hyalinizing angiectatic tumors and myxoinflammatory fibroblastic malignant tumors, or if it is an independent entity. The authors report a case of a neoplasia after a diagnosis of a hemosiderotic fibrohistiocytic lipomatous tumor in a 38-year-old woman, with two recurrences and later sarcomatous transformation. An immunohistochemical study indicated myofibroblastic differentiation of a malignant neoplasm. To the best of the authors' knowledge, there are only few reported cases of malignant transformation in hemosiderotic fibrohistiocytic lipomatous tumors.


RESUMO Os tumores lipomatosos fibro-histiocíticos hemossideróticos são neoplasias raras que foram descritas pela primeira vez em 2000. Inicialmente considerada uma lesão lipomatosa benigna dos tecidos moles, atualmente é considerado um tumor localmente agressivo. Essas lesões ocorrem principalmente no pé e no tornozelo das mulheres na quinta e sexta décadas de vida, embora possam ser encontrados em qualquer lugar nos membros inferiores e, mais raramente, em outras partes do corpo. Histologicamente, tumores lipomatosos fibro-histiocíticos hemossideróticos são formados por uma combinação de tecido adiposo maduro, fascículos de células fusiformes, macrófagos que contêm frequentemente hemossiderina citoplasmática, infiltrado inflamatório mononuclear e estroma, que pode ser focalmente mixoide. Há recidiva local em quase um terço dos casos. Não existe consenso na literatura se esse tumor faz parte de um espectro que envolve os tumores angiectásicos hialinizantes pleomórficos e os tumores fibroblásticos mixoinflamatórios malignos ou se configura uma entidade independente. Relatamos um caso de uma neoplasia com diagnóstico inicial de tumor lipomatoso fibro-histiocítico hemossiderótico em uma mulher de 38 anos, com duas recorrências e posterior transformação sarcomatosa. O estudo imuno-histoquímico indicou diferenciação miofibroblástica da neoplasia maligna. Encontramos apenas poucos casos relatados de transformação maligna de tumor lipomatoso fibro-histiocítico hemossiderótico.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Tecido Adiposo , Tecido Conjuntivo , Hemossiderina , Histiócitos , Sarcoma
4.
Braz. dent. sci ; 20(2): 152-158, 2017. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-846454

RESUMO

The fibrous histiocytoma is a soft tissue neoplasm that affects the dermis and the subcutaneous tissue, rarely is found in the oral cavity and perioral regions, and is originated from the proliferation of fibroblasts and histiocytes. The objective of this paper is to report a case of Benign Fibrous Histiocytoma in a 30-year-old male patient, complaining of a painless nodule in the tongue for about six months. With diagnostic clinical hypotheses of Fibrous Hyperplasia, Neurofibroma, Traumatic Neuroma, Fibrous Histiocytoma, Granular Cell Tumor or Ectomesenchymal Chondromyxoid Tumor a excisional biopsy was performed. The histopathological examination revealed a non-encapsulated proliferation of spindle cells with some giant multinucleated cells in the periphery of the lesion. Immunohistochemical reactions were performed, staining only for vimentin in the spindle cells and for CD68 in the multinucleated giant cells. According to these characteristics, the final diagnosis was Benign Fibrous Histiocytoma. The correct diagnosis of spindle shaped cell neoplasia must be performed with the aid of histopathological analysis and immunohistochemistry, mainly because the morphological similarities with other benign and malignant lesions. (AU)


O Histiocitoma Fibroso é uma neoplasia de partes moles que acomete a derme e o tecido subcutâneo, raramente é encontrado na cavidade oral e regiões periorais, e tem origem a partir da proliferação de fibroblastos ou histiócitos. O objetivo deste artigo é relatar um caso de Histiocitoma Fibroso Benigno em um paciente masculino, 30 anos de idade, com um nódulo indolor, bem delimitado, com duração de cerca de seis meses, localizado no dorso anterior da língua. Com as hipóteses clínicas diagnósticas de Hiperplasia Fibrosa, Neurofibroma, Neuroma Traumático, Histiocitoma Fibroso, Tumor de Células Granulares e Tumor Condromixoide Ectomesenquimal uma biópsia foi realizada sob anestesia local e a lesão foi fixada em formol a 10% e enviada para análise histopatológica. O exame histopatológico revelou uma proliferação não-encapsulada de células fusiformes com algumas células gigantes multinucleadas na periferia da lesão. A marcação imunohistoquímica foi positiva para CD68 nas células gigantes multinucleadas e para vimentina nas células fusiformes. O diagnóstico final foi de Histiocitoma Fibroso Benigno. Para um diagnóstico correto, este deve ser feito correlacionando características clínicas, análise histopatológica e imunohistoquímica devido à similaridade microscópica do Histiocitoma Fibroso com outras lesões com aspecto fusocelular, assim como similaridade clínica com outras lesões benignas e malignas.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Fibroblastos , Histiócitos , Histiocitoma Fibroso Benigno
5.
An. bras. dermatol ; 91(5,supl.1): 154-156, Sept.-Oct. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-837946

RESUMO

Abstract Histiocytoid Sweet's Syndrome is a rare inflammatory disease described in 2005 as a variant of the classical Sweet's Syndrome (SS). Histopathologically, the dermal inflammatory infiltrate is composed mainly of mononuclear cells that have a histiocytic appearance and represent immature myeloid cells. We describe a case of Histiocytoid Sweet's Syndrome in an 18-year-old man. Although this patient had clinical manifestations compatible with SS, the cutaneous lesions consisted of erythematous annular plaques, which are not typical for this entity and have not been described in histiocytic form so far. The histiocytic subtype was confirmed by histopathological analysis that showed positivity for myeloperoxidase in multiple cells with histiocytic appearance.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Dermatopatias Genéticas/patologia , Síndrome de Sweet/patologia , Eritema/patologia , Histiócitos/patologia , Pele/patologia , Biópsia , Neutrófilos/patologia
6.
An. bras. dermatol ; 91(5): 634-637, Sept.-Oct. 2016. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-827744

RESUMO

Abstract: Rosai-Dorfman disease is a benign histiocytic proliferative disorder of unknown etiology. The disease mainly affects lymph node tissue, although it is rarely confined to the skin. Here, we describe a 53-year-old woman with purely cutaneous Rosai-Dorfman disease. The patient presented with a large pigmented plaque on her left leg, and sparse erythematous papules on her face and arms. A complete clinical response was achieved with thalidomide, followed by recurrence at the initial site one year later. The histological examination displayed the typical features of Rosai-Dorfman disease in the recent lesions but not in the older lesions. In the setting of no lymphadenopathy, the histopathological features of Rosai-Dorfman disease are commonly misinterpreted. Therefore, awareness of the histological aspects present at different stages, not always featuring the hallmark microscopic signs of Rosai-Dorfman disease, is particularly important for a correct diagnosis of this rare disorder.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Dermatopatias/patologia , Histiocitose Sinusal/patologia , Braço , Antígenos de Diferenciação Mielomonocítica/metabolismo , Proteínas S100/metabolismo , Antígenos CD/metabolismo , Diagnóstico Diferencial , Histiócitos/patologia , Perna (Membro)
7.
An. bras. dermatol ; 91(3): 345-349, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-787306

RESUMO

Abstract Leprosy is a chronic disease characterized by manifestations in the peripheral nerves and skin. The course of the disease may be interrupted by acute phenomena called reactions. This article reports a peculiar case of type 2 leprosy reaction with Sweet's syndrome-like features as the first clinical manifestation of leprosy, resulting in a delay in the diagnosis due to unusual clinical presentation. The patient had clinical and histopathological features reminiscent of Sweet's syndrome associated with clusters of vacuolated histiocytes containing acid-fast bacilli isolated or forming globi. Herein, it is discussed how to recognize type 2 leprosy reaction with Sweet's syndrome features, the differential diagnosis with type 1 leprosy reaction and the treatment options. When this kind of reaction is the first clinical presentation of leprosy, the correct diagnosis might be not suspected clinically, and established only with histopathologic evaluation.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Síndrome de Sweet/diagnóstico , Hanseníase Multibacilar/diagnóstico , Talidomida/uso terapêutico , Prednisona/uso terapêutico , Síndrome de Sweet/etiologia , Síndrome de Sweet/patologia , Síndrome de Sweet/tratamento farmacológico , Eritema/diagnóstico , Hanseníase Multibacilar/complicações , Hanseníase Multibacilar/patologia , Hanseníase Multibacilar/tratamento farmacológico , Histiócitos/patologia , Hansenostáticos/uso terapêutico , Neutrófilos/patologia
8.
Arch. argent. dermatol ; 65(4): 133-136, jul.-ago. 2015. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-848990

RESUMO

Presentamos dos casos de lepra histioide de Wade con manifestaciones clínicas e histopatológicas características. Debido a la escasa frecuencia de esta patología realizamos una revisión bibliográfica del tema (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Idoso , Hanseníase Multibacilar/diagnóstico , Histiócitos , Hanseníase Dimorfa , Hanseníase/tratamento farmacológico , Hanseníase/patologia , Terapêutica
9.
Rev. bras. cir. cardiovasc ; 27(3): 392-400, jul.-set. 2012. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-660810

RESUMO

OBJETIVO: Determinar se a reação tecidual do implante retroperitoneal do polímero de óleo de mamona (Pm) é significativa ou não por meio de análise histopatológica, tendo como controle o implante de titânio (Ti). MÉTODOS: Estudo experimental, intervencionista e randomizado com 32 cobaias. Os animais foram divididos em quatro grupos iguais e eutanasiados com 7, 20, 30 e 40 dias após o ato cirúrgico. Foram confeccionadas lâminas em hematoxilina-eosina e em tricrômio de Masson. Na comparação dos tipos de material em relação a variáveis quantitativas, foi considerado o teste não-paramétrico de Wilcoxon. Em relação a essas variáveis, os grupos definidos pelo dia do sacrifício foram comparados usando-se o teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis. Os resultados obtidos no estudo da fibrose foram expressos por frequências e percentuais. Para a comparação entre os grupos definidos pelo dia do sacrifício, em relação a variáveis qualitativas dicotômicas da fibrose, foi considerado o teste exato de Fisher. Para avaliar a diferença entre os materiais titânio e polímero em cada grupo, ainda em se tratando da fibrose, foi considerado o teste binomial. Valores de P<0,05 indicaram significância estatística. RESULTADOS: A análise das variáveis quantitativas não demonstrou diferença nas reações teciduais entre os materiais (P>0,05). A análise da variável qualitativa também não demonstrou diferença entre as reações teciduais dos materiais (P>0,05). CONCLUSÃO: Não foi encontrada significância estatística entre a reação tecidual do Pm e do Ti.


OBJECTIVE: The aim of the present investigation is to determine if the tissue reaction to the Riccinus communis (mamona) polymer has significant statistical difference compared to the tissue reaction provoked by the titanium implant. METHODS: Thirty two Cavia porcellus were divided into four groups containing eight animals each one. We implanted the two types of materials in the retroperitoneal space of all the animals. They were sacrificed at 7, 20, 30 and 40 days after surgery and the samples were submitted to histological study. RESULTS: The quantitative analysis did not show difference between the tissue reaction of the two materials (P>0.05). The analysis of the qualitative variable also did not show difference between the tissue reaction of the materials (P>0.05). CONCLUSION: Macroscopic and microscopic results showed that the castor oil polymer implant has no significant statistical difference compared to the titanium implant tissue reaction.


Assuntos
Animais , Cobaias , Masculino , Materiais Biocompatíveis/uso terapêutico , Óleo de Rícino/uso terapêutico , Coração Artificial , Polímeros/uso terapêutico , Ricinus , Titânio/uso terapêutico , Fibrose/patologia , Células Gigantes , Histiócitos , Implantes Experimentais , Linfócitos , Teste de Materiais , Modelos Animais , Neutrófilos , Distribuição Aleatória , Reprodutibilidade dos Testes , Resultado do Tratamento
10.
Arch. argent. dermatol ; 60(3): 111-114, 2010. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-648065

RESUMO

En el presente artículo se expondrá un caso de lepra histioide de Wade, una forma clínico-histopatológica especial de lepra multibacilar caracterizada por la presencia de lesiones papulosas o nodulares correspondientes a lepromas conformados por histiocitos de morfología fusiforme. Se examinarán las características principales de esta forma particular de expresión de la lepra, sus diferencias con la forma clásica de presentación y los diagnósticos diferenciales que deben considerarse.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/imunologia , Hanseníase/patologia , Hanseníase/tratamento farmacológico , Dermatopatias/imunologia , Histiócitos/patologia , Pele/patologia
11.
Arq. bras. oftalmol ; 72(6): 799-804, Nov.-Dec. 2009. ilus, graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-536774

RESUMO

OBJETIVO: Avaliar se a carboximetilcelulose 6,0% é capaz de atuar como modificadora do sistema oculomotor de coelhos por meio de forças de ação viscoelástica, a durabilidade de seu eventual efeito e reações teciduais à aplicação. MÉTODOS: Foram utilizados 25 coelhos da raça Nova Zelândia, divididos em dois grupos experimentais: um tratado com injeção peribulbar de carboximetilcelulose (CMC) 6,0 por cento e um controle que foi submetido à injeção peribulbar de 3,0 cc de soro fisiológico. No grupo tratado com CMC, variou-se o volume total injetado, obtendo-se, assim, quatro subgrupos (1,0, 1,5, 2,0 e 3,0 cc). Foram realizadas medidas da força necessária para promover movimentos tangenciais de adução, avaliação clínica e medidas da pressão intraocular antes, imediatamente após a injeção da substância e no 7º, 30º e 60º dia pós-operatório. A eutanásia dos animais foi realizada no 60º dia pós-operatório para análise histológica dos tecidos perioculares. RESULTADOS: A força média encontrada, 60 dias após a injeção da CMC 6,0 por cento, foi menor no subgrupo tratado 1,0 e maior nos subgrupos tratados 1,5, 2,0 e 3,0 relativamente à força antes da injeção. Nos subgrupos em que houve aumento da força, a análise histológica revelou processo inflamatório do tipo histiocitário com formação de fibrose e a presença da CMC nos tecidos perioculares. CONCLUSÕES: A carboximetilcelulose 6,0 por cento atuou como modificadora do sistema oculomotor de coelhos, podendo facilitar ou dificultar movimentos. Não foi possível concluir se o aumento da força deveu-se apenas ao processo inflamatório ou à soma de inflamação com um possível atrito viscoso provocado pela CMC.


PURPOSE: To determine the effects of 6.0% carboxymethylcellulose (CMC) in modifying the oculomotor system of rabbits by means of viscoelastic action forces, the durability of this effect and possible inflamatory reaction. METHODS: Twenty-five New Zealand rabbits were divided into two experimental groups: one treated with a peribulbar injection of 6.0 percent CMC and a control group submitted to peribulbar injection of 3.0 cc of physiological saline. The group submitted to peribulbar CMC injection was divided into four subgroups respectively receiving the following volumes: 1.0, 1.5, 2.0 and 3.0 cc. The force needed to promote tangential adduction dislocations, external ophthalmologic signs and intraocular pressure were evaluated. The animals were sacrificed on the 60th day after the injection for histological analysis. RESULTS: The mean force detected 60 days after the injection of 6.0 percent CMC was lower in the 1.0 treated subgroup and higher in the 1.5, 2.0 and 3.0 treated subgroups relative to the force before injection. Histological analysis revealed histiocytic infiltration with fibrosis in the subgroups in which there was an increase in force and the presence of CMC in periocular tissues. CONCLUSIONS: 6.0 percent CMC acted as a modifier of the oculomotor system of rabbits, facilitating or impairing movements. It was not possible to conclude whether the increase in force occurred as a consequence of the inflammatory process alone or of the sum of inflammation and a possible viscous attrition provoked by CMC.


Assuntos
Animais , Feminino , Coelhos , Carboximetilcelulose Sódica/administração & dosagem , Músculos Oculomotores/efeitos dos fármacos , Órbita/efeitos dos fármacos , Carboximetilcelulose Sódica/efeitos adversos , Técnicas de Imagem por Elasticidade/métodos , Histiócitos/patologia , Modelos Animais , Músculos Oculomotores/patologia , Músculos Oculomotores/fisiologia , Miosite Orbital/etiologia , Miosite Orbital/patologia , Miosite Orbital/fisiopatologia
13.
Arq. bras. oftalmol ; 67(3): 549-552, maio-jun. 2004. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-361712

RESUMO

Xantogranuloma é doença histiocítica, caracterizada por lesões amareladas na pele ou na derme, acompanhadas ou não de alterações hematológicas ou neoplasias. O objetivo deste é relatar o caso de uma mulher de 39 anos, com queixa de "inchaço" progressivo nas pálpebras superiores, há 6 anos, indolor, sem alterações sistêmicas. O exame histológico mostrou infiltração maciça da pele, tecido muscular e gordura orbitária por histiócitos xantomatosos e abundantes células gigantes do tipo Touton. O diagnóstico foi de xantogranuloma do adulto. Os autores comentam os diagnósticos diferenciais, assim como a necessidade de exames periódicos, devido ao risco de associação com doenças sistêmicas malignas.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Doenças Orbitárias/diagnóstico , Doenças Palpebrais/diagnóstico , Granuloma , Histiócitos , Blefaroplastia , Blefaroptose
14.
An. bras. dermatol ; 78(1): 99-118, jan.-fev. 2003. ilus, tab
Artigo em Português, Inglês | LILACS | ID: lil-341614

RESUMO

Atualmente, os histiócitos não são mais compreendidos como células únicas, mas como um grupo heterogêneo de células com o mesmo aspecto histológico, mas com características e funções distintas entre si. Várias doenças proliferativas de histiócitos, conhecidas como histiocitoses, são descritas. Tais doenças são raras, e seu estudo costuma ser difícil. Este artigo objetiva simplificar o entendimento desse grupo de doenças, adequando-o a esse novo paradigma da heterogeneidade dos histiócitos


Assuntos
Humanos , Histiócitos , Macrófagos/citologia
15.
Med. interna Méx ; 17(5): 254-257, sept.-oct. 2001. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-314329

RESUMO

Los síndromes histiocíticos son afecciones de difícil diagnóstico, que conciernen a los dermatólogos, a los médicos internistas, a los reumatólogos y a los patólogos. Las decisiones terapéuticas pueden ser de agresividad variable, produciendo una gran morbilidad. La reticulohistiocitosis multicéntrica es un padecimiento infrecuente cuya dificultad diagnóstica, así como los diagnósticos diferenciales, deben ser ampliamente conocidos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Artrite , Histiócitos , Nódulo Reumático , Dermatopatias
16.
Rev. Fac. Cienc. Méd. (Córdoba) ; 58(1): 9-28, 2001. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-303027

RESUMO

El Sistema Retículo Endotelial (SRE), actualmente denominado Sistema Inmune Accesorio (SIA), está integrado por dos grupos celulares principales: 1- Células presentadoras de antígenos: Células Dendríticas; 2- Células procesadoras de antígenos: Macrófagos (o Histiocitos). Estas células están distribuidas por todo el organismo en órganos linfáticos, sangre, hígado, glándulas endocrinas, pulmón, piel, vasos sanguíneos, sistema nervioso central y periféricos (SNC y P), placenta, riñón y partes blandas. Las células dendríticas y los macrófagos se pueden visualizar en los tejidos con la técnica de impregnación argéntica de Del Río Hortega- Polak, y con numerosas técnicas inmunohistoquímicas específicas. Los macrófagos/monocitos se originan en la médula ósea a partir de una célula precursora común. El linaje del macrófago/monocito es: Célula precursora común que se diferencia en Unidades Formadoras de Colonias (CFU-S), luego en Unidades Formadoras de Colonias de Granulocitos/Macrófagos (CFF-G/M), posteriormente en Unidades Formadoras de Colonias de macrófagos(CFU-M), y finalmente en Monoblastos y Macrófagos/Monocitos. El origen de las células dendríticas es heterogéneo. Provienen de las mismas células precursoras mieloides que originan a los macrófagos, pero también tendrían un origen linfoide. Los macrófagos participan en diferentes funciones: 1-Fagocitosis. 2-Inmunidad natural. 3- Secreción de citocinas. 4-Presentación de antígenos. Las células dendríticas son principalmente presentadoras de antígenos y activadoras de las células T. Las proliferaciones reactivas no neoplásicas y las neoplasias malignas de las células del SIA, actualmente están siendo revisadas. Las principales entidades son entre otras: 1- Procesos Reactivos No Neoplásicos de los macrófagos: Síndomes Hemofagocíticos. Histiocitosis Sinusal con Linfadenopatía Masiva (Enfermedad de Rosai-Dorfman). Y Procesos Reactivos No Neoplásicos de las células de Langerhans: Histocitosis de células de Langerhans (Histiocitosis X). 2- Neoplasias Malignas de Células Histiocíticas: Histiocitosarcoma (antes Retículosarcoma). Histiocitosis Maligna. Microglioma del SNC. 3- Neoplasias Malignas de Células Dendríticas: Sarcoma de Células Dendríticas Foliculares y Sarcoma de Células Dendríticas Interdigitadas. Las verdaderas neoplasias malignas de células de Langerhans no han sido aún claramente demostradas. Finalmente, cabe destacar que los macrófagos y células dendríticas se encuentran...


Assuntos
Humanos , Animais , Masculino , Feminino , Células Dendríticas , Macrófagos , Sistema Fagocitário Mononuclear , Células Dendríticas , Histiócitos , Macrófagos
17.
An. bras. dermatol ; 74(5): 497-503, set.-out. 1999. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-301384

RESUMO

A reticulohistiocitose multicêntrica (RM) é doença sistêmica proliferativa de histiócitos, de causa desconhecida, caracterizada clinicamente por nódulos cutâneo-mucosos que se distribuem craniocaudalmente de forma decrescente e por lesöes osteoarticulares distintivas. Evolui por surtos que progridem em gravidade por período de seis a oito anos, regredindo espontaneamente mas deixando, em geral, artrite incapacitante e lesöes faciais desfigurantes. Acomete preferencialmente pessoa em torno dos 45 anos de idade, mormente, mulheres caucasianas. Há significativa associaçäo com câncer interno (de 15 a 31 porcento, dependendo da série), sem apresentar com ele paralelismo evolutivo. Os aspectos histopatológicos säo característicos, com denso infiltrado mononuclear contendo as típicas células multinucleadas que apresentam, em seu interior, material PAS-positivo e diastase-resistente, que confere aspecto de vidro moído na coloraçäo pela hematoxilina-eosina. Embora se considere que näo exista tratamento capaz de influir em sua história natural, esquemas recentes com imunomoduladores têm obtido resultados animadores.


Assuntos
Humanos , Histiocitose de Células não Langerhans/diagnóstico , Histiocitose de Células não Langerhans/etiologia , Histiócitos , Histiocitose , Ciclo Menstrual , História Natural das Doenças
19.
Arch. med. res ; 27(1): 57-62, 1996. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-200291

RESUMO

We report the frequency of the finding of storage and hemophagocytic histiocytes in the bone marrow of patients with systemic lupus erythematosus with one or more hemocytopenias. The study was performed on bone marrows of ten patients with systemic lupus erythematosus during an episode of hemocytopenia. Four patients were not receiving any treatment and six had been takin oral prednisone (3.5 ñ 1.5 mg/day) for the previous 6 months. Hemocytopenia found were lymphocytopenia in five, thrombocytopenia in three, and neutropenia and anemia in two each. The bone marrow had variable cell content; megakaryocytes, the myeloid:erythroid ratio, as well as lymphocyte, plasma cell, and reticular cell contents were usually increased. Seven bone marrow samples showed storage distiocytes (sea-blue histiocytes and other histiocytes that contained unidentified intracytoplasmic material). These same samples revealed histiocytes phagocytosing erythoblasts, erythrocytes, polymorphonuclear neutrophils, lymphocytes in all seven patients was related to a decrease in serum complement and with lupus disease activity as mesured with the SLEDAI index (X ñ SD = 2.1 ñ 1.5). The SLEDAI score of the remaining three patients, who had no histiocytes in their bone marrow, was 0, 0, and 1, respectively. the present study reveals that the bone marrow in patients with systemic lupus erythematosus and peripheral hemocytopenia contains storage and hemophagocytic histiocytes and the significance of these cells is discussed


Assuntos
Humanos , Medula Óssea , Técnicas de Laboratório Clínico , Histiócitos/metabolismo , Lúpus Eritematoso Sistêmico/fisiopatologia , Prednisona/uso terapêutico
20.
J. bras. ginecol ; 105(7): 313-8, jul. 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-159286

RESUMO

Os autores estudaram corrimentos vaginais de 113 pacientes (idade entre 2-52 anos), para investigar a prevalência de Enterococcus faecalis e sua associaçåo com achados citológicos. Cinco faixas etárias foram estudadas: 0-12 anos, 13-18 anos, 19-30 anos, 31-40 anos e maior de 40 anos. A prevalência de Enterococcus faecalis foi maior em pacientes com 0-12 anos (22,8 por cento), 19-30 (40,9 por cento) e 31-40 (22,8 por cento) e menor nas faixas de 13-18 anos (9,0 por cento) e maior de 40 anos (4,5 por cento). A presença de Enterococcus faecalis nas secreçöes vaginais analisadas nåo foi associada com aumento de leucócitos polimorfonucleares, de histiócitos, ou de células epiteliais descamativas. Por outro lado, a colonizaçåo de Sthaphylococcus aureus e de Staphylococcus epidermidis foi menor na presença de Enterococcus faecalis, em pacientes com 0-12 anos (p<0,05) e 19-30 (p<0,05 para a colonizaçåo pelo Staphylococcus aureus e p<0,01 para a colonizaçåo pelo Staphylococcus epidermidis). O mesmo ocorreu com a colonizaçåo de Escherichia coli, em mulheres com 19-30 anos (p<0,05). Os significados destes achados såo discutidos


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Enterococcus faecalis/citologia , Enterococcus faecalis/crescimento & desenvolvimento , Genitália Feminina/lesões , Genitália Feminina/microbiologia , Vagina/microbiologia , Vagina/metabolismo , Candida albicans , Enterobacteriaceae , Gardnerella vaginalis , Cocos Gram-Positivos , Histiócitos , Lactobacillus , Neutrófilos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA