Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 156
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 285-289, Jan.-Feb. 2020. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1088930

RESUMO

As águas do rio Tocantins têm sofrido descargas de dejetos tóxicos que ameaçam a biota aquática. Para tanto, a investigação das brânquias de peixes atua como biomonitoramento, visto que esses órgãos respondem por meio de adaptações a xenobióticos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a ocorrência de alterações morfológicas das espécies de Psectrogaster amazonica, Pimelodina flavipinnis e Pimelodus blochii. As coletas ocorreram nas estações chuvosa e seca. As brânquias de todos os espécimes coletados foram processadas de acordo com metodologia específica para protocolo de hematoxilina e eosina. As principais alterações histológicas observadas no período chuvoso foram: hiperplasia, destacamento do epitélio filamentar, fusão parcial e total das lamelas secundárias, congestão, aneurisma e encurtamento das lamelas respiratórias. Em relação ao período seco, as principais lesões observadas foram: ruptura do epitélio, aneurisma, hiperplasia e necrose. Considerando a diversidade ictiológica do rio Tocantins, o presente estudo propiciará o conhecimento da condição das brânquias, órgão imprescindível para a saúde do peixe, e consequentemente a compreensão das implicações sobre a qualidade das águas do rio Tocantins.(AU)


Assuntos
Animais , Peixes-Gato/anatomia & histologia , Caraciformes/anatomia & histologia , Brânquias/anatomia & histologia , Brasil , Água Doce
2.
Neotrop. ichthyol ; 18(1): e190112, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1098407

RESUMO

Pacus of the genus Myloplus represent a formidable taxonomic challenge, and particularly so for the case of M. asterias and M. rubripinnis, two widespread and common species that harbor considerable morphological diversity. Here we apply DNA barcoding and multiple species discovery methods to find candidate species in this complex group. We report on one well-supported lineage that is also morphologically and ecologically distinct. This lineage represents a new species that can be distinguished from congeners by the presence of dark chromatophores on lateral-line scales, which gives the appearance of a black lateral line. It can be further diagnosed by having 25-29 branched dorsal-fin rays (vs. 18-24), 89-114 perforated scales from the supracleithrum to the end of hypural plate (vs. 56-89), and 98-120 total lateral line scales (vs. 59-97). The new species is widely distributed in the Amazon basin, but seems to have a preference for black- and clearwater habitats. This ecological preference and black lateral line color pattern bears a striking similarity to the recently described silver dollar Metynnis melanogrammus.(AU)


Pacus do gênero Myloplus representam um desafio taxonômico formidável, e particularmente o caso de M. asterias e M. rubripinnis, duas espécies amplamente distribuídas e comuns que abrigam uma considerável diversidade morfológica. Aplicamos aqui a tecnologia do DNA barcoding e múltiplos métodos de descoberta de espécies para encontrar possíveis espécies novas nesse grupo complexo. Registramos uma linhagem bem suportada que também é distinta morfológica e ecologicamente. Essa linhagem representa uma nova espécie que pode ser distinguida das demais congêneres por apresentar cromatóforos escuros nas escamas da linha lateral que conferem uma aparência de linha lateral preta. Ela pode ser adicionalmente diagnosticada por ter 25-29 raios ramificados na nadadeira dorsal (vs. 18-24), 89-114 escamas perfuradas do supracleitro até o final da placa hipural (vs. 56-89) e 98-120 escamas totais na linha lateral (vs. 59-97). A nova espécie é amplamente distribuída na bacia Amazônica, mas aparentemente possui preferência por habitats de água preta e clara. A preferência ecológica e o padrão de colorido escuro da linha lateral consistem em semelhanças impressionantes com o silver dólar recém descrito Metynnis melanogrammus.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação , Código de Barras de DNA Taxonômico
3.
Neotrop. ichthyol ; 18(1): e190092, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1098404

RESUMO

Cardinal tetra Paracheirodon axelrodi and bloodfin tetra Aphyocharax anisitsi are two species of characids with high trade value as ornamental fish in South America. Although both species inhabit middle water layers, cardinal neon exhibits a tropical distribution and bloodfin tetra a subtropical one. Generally, these species are difficult to grow, so it becomes essential to know some key components of the neuroendocrine system to achieve their reproduction in captivity. Considering the importance of deepening the knowledge of the reproductive physiology through functional morphology, for the first time in this work we performed an anatomical, morphological and immunohistochemical analysis of the pituitary gland of these two species. In both species, a leptobasic type pituitary is found in the ventral zone of the hypothalamus and it is characterized by a neurohypophysis which has a well-developed pituitary stalk and a globular adenohypophysis. The pituitary components, characterized by histochemistry and immunohistochemistry, shows a distribution pattern of cells types similar to other teleost species, with only slight differences in the distribution of βFSH and βLH for P. axelrodi.(AU)


El cardenal tetra Paracheirodon axelrodi y el tetra Aphyocharax anisitsi son dos especies de carácidos con alto valor comercial como peces ornamentales en América del Sur. Aunque ambas especies habitan en las capas medias de agua, el neón cardenal exhibe una distribución tropical, mientras que el tetra cola roja una distribución subtropical. En general estas especies son difíciles de cultivar, por lo que es esencial conocer algunos componentes clave de los sistemas neuroendocrinos para lograr su reproducción en cautiverio. Considerando la importancia de profundizar en el conocimiento de la fisiología reproductiva a través de la morfología funcional, en este trabajo realizamos, por primera vez, un análisis anatómico, morfológico e inmunohistoquímico de la glándula pituitaria de estas dos especies. En ambas especies, la hipófisis, del tipo leptobásica, se encontró en la zona ventral del hipotálamo y se caracteriza por una neurohipófisis con un tallo hipofisario bien desarrollado y una adenohipófisis globular. Los componentes hipofisarios, caracterizados por la histoquímica y la inmunohistoquímica, mostraron un patrón de distribución de tipos de células similares a otras especies de teleósteos, con solo pequeñas diferencias en la distribución de βFSH y βLH para P. axelrodi.(AU)


Assuntos
Animais , Hipófise/enzimologia , Imuno-Histoquímica/veterinária , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/imunologia , Histologia
4.
Neotrop. ichthyol ; 17(3): e190030, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1040663

RESUMO

Brycon orbignyanus is an endemic species from La Plata basin whose stocks have been presenting significant reductions throughout the Paraná River. Brycon orbignyanus is categorized as an endangered species. This study evaluated aspects of the bio-ecology of this species that may be related to this threat, highlighting its distribution, abundance, and diet as well as the corresponding relationships between its recruitment and flood regimes. Data were obtained from different parts of the upper Paraná River (stretches free and regulated by dams) from 1986 to 2010 with more detailed data collected from the free remnant of this basin. The results indicate that no records for species exist at more than half of the sampling points located in dam-regulated sections of the Paraná River, whereas specimens were collected from 75% sites in the free plain remnant. We observed a remarkable effect of the hydrological regime on recruitment as well as distinct food demands during ontogenetic development, with adults almost exclusively consuming fruits and seeds, revealing that these individuals are supported by riparian vegetation. Thus, it is concluded that changes in the natural flood regime as well as riparian vegetation removal threaten B. orbignyanus populations in the Paraná River basin.(AU)


Brycon orbignyanus é uma espécie endêmica da bacia do rio da Prata, cujos estoques vêm apresentando redução relevante em todo o rio Paraná, e está classificada como espécie ameaçada. Este estudo avaliou aspectos da bio-ecologia da espécie, relacionados a essa ameaça, destacando sua distribuição, abundância, dieta e relação entre o recrutamento e o regime de inundação. Os dados foram obtidos em diferentes partes da bacia do alto rio Paraná (trechos regulados por barragens e trechos livres) de 1986 a 2010, com detalhes no remanescente livre desse segmento (planície de inundação do alto rio Paraná). Os resultados indicam que não existem registros da espécie em mais da metade dos pontos de amostragem localizados nos trechos da bacia do rio Paraná reguladas por barragens, enquanto a espécie foi capturada em 75% dos locais amostrados na planície (remanescente livre de barragem). Foi observado um efeito marcante do regime hidrológico sobre o recrutamento de B. orbignyanus, bem como o uso de diferentes alimentos durante seu desenvolvimento ontogenético, com adultos consumindo quase exclusivamente frutos e sementes, revelando que esses indivíduos são sustentados pela vegetação ripária. Assim, conclui-se que mudanças no regime natural de inundação, bem como a remoção da vegetação ripária, ambas decorrentes de ações antropogênicas, ameaçam B. orbignyanus na bacia do rio Paraná.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/genética , Caraciformes/microbiologia , Conservação dos Recursos Naturais/tendências
5.
Neotrop. ichthyol ; 17(1): e180071, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1002707

RESUMO

Brycon nattereri is an endangered Neotropical fish reported along conserved stretches of the upper Paraná, Tocantins and São Francisco rivers. Populations of this species have been very rare in some Paraná River sub basins. This study analyzes the genetic diversity and population structure of B. nattereri in a restricted area of occurrence recently identified in upper Paraná River basin. Seven microsatellite loci and 497 bp of D-Loop mitochondrial region were examined in 92 individuals from four points along the area of occurrence. Both molecular markers indicated a single population distributed along a stretch of the river approximately 80 km long. Although some of the data suggest an ancient bottleneck, current levels of genetic diversity (H E = 0.574 and h = 0.616) were similar to those of other species of the genus Brycon. The results suggest that the population of B. nattereri has been able to maintain satisfactory levels of genetic diversity, in spite of the small area of occurrence. These data have highlighted an important conservation area and action may prove essential to improve the quality of the environment, and especially the water and riparian plant life, if the area is to be managed and conserved efficiently.(AU)


Brycon nattereri é um peixe Neotropical ameaçado de extinção reportado para trechos conservados dos rios Paraná, Tocantins e São Francisco. Populações desta espécie têm sido muito raras em algumas sub-bacias do rio Paraná. Este estudo analisou a diversidade genética e a estrutura populacional de B. nattereri em uma área de ocorrência restrita recentemente identificada na bacia do alto rio Paraná. Sete locos microssatélites e 497 pb da região mitocondrial D-Loop foram examinados para 92 indivíduos de quatro pontos ao longo da área de ocorrência. Ambos os marcadores moleculares indicaram uma única população distribuída em um trecho de aproximadamente 80 km do rio. Embora alguns dados tenham sugerido um antigo gargalo genético, os atuais níveis de diversidade genética (H E = 0,574, h = 0,616) foram similares aos de outras espécies do gênero Brycon. Estes resultados sugerem que a população de B. nattereri tem mantido níveis satisfatórios de diversidade genética, apesar da pequena área de ocorrência. Estes dados destacaram uma importante área de conservação e ações podem melhorar a qualidade do ambiente, especialmente para a vida aquática e mata ciliar, se a área for eficientemente manejada e conservada.(AU)


Assuntos
Animais , Variação Genética , Extinção Biológica , Caraciformes/classificação , Caraciformes/genética
6.
Neotrop. ichthyol ; 17(4): e190025, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056800

RESUMO

In Colombia the use of glyphosate commercial formulations (Roundup™) for spraying have left deleterious effects on animals and humans. Much of this spraying takes place at the Orinoco basin, habitat of one of the most exported ornamental fish in Colombia, Cardinal neon. To evaluate the effect of Roundup Activo™ four experimental treatments were carried out with 0 mg/L (T1), 0.1 mg/L (T2), 1 mg/L (T3) and 5 mg/L (T4) during 30 days of exposure. The fishes were processed for high-resolution optical microscopy. The main finding of Roundup Activo™ exposure was an increase in mast cells number in brain blood vessels and some neuronal nuclei of the preoptic and posterior diencephalic areas, including hypothalamus. A correlation between concentrations and mast cells number was observed, with the largest mast cells number in T4 treatment. Mast cells presence is a stress benchmark, suggesting the beginning of allergic, inflammatory and apoptotic events. Presence of mast cells in these brain areas may lead to alterations on reproduction, visual and olfactory information integration among other processes. These alterations may result in diminished survival, affecting the conservation of this species in its natural habitat.(AU)


En Colombia, el uso de formulaciones comerciales de glifosato (Roundup™) para la fumigación ha producido efectos nocivos en animales y humanos. Gran parte de esta fumigación se realiza en la cuenca del Orinoco, hábitat de uno de los peces ornamentales más exportados de Colombia, el Neón Cardenal. Para evaluar el efecto de Roundup Activo™ se realizó un experimento con cuatro tratamientos 0 mg/L (T1), 0,1 mg/L (T2), 1 mg/L (T3) y 5 mg/L (T4) durante 30 días. Los peces fueron procesados para microscopía óptica de alta resolución. El principal hallazgo fue el aumento del número de mastocitos en los vasos sanguíneos cerebrales y algunos núcleos neuronales del área preóptica y diencefálica posterior, incluido el hipotálamo. Identificamos una correlación entre las concentraciones y el número de mastocitos, que alcanzó su máximo en T4. La presencia de mastocitos evidencia estrés, promoviendo eventos alérgicos, inflamatorios y apoptóticos. La presencia de mastocitos en estas áreas del cerebro puede llevar a alteraciones en la reproducción e integración de la información visual y olfativa entre otros procesos. Estas alteraciones pueden resultar en una disminución de la supervivencia, afectando la conservación de esta especie en su hábitat natural.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/fisiologia , Mastócitos/citologia , Herbicidas
7.
Neotrop. ichthyol ; 17(4): e190026, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056798

RESUMO

A new species in the serrasalmid genus Myloplus is described from the middle Mazaruni River, Essequibo River basin, Guyana. The new species is similar to Myleus pacu and Myloplus planquettei in its silver to purplish black coloration and its overall morphology, and has a putative syntopic distribution with those species. The new species is, however, readily distinguishable from the other two by meristic counts of the unpaired fins and by differences in color pattern, primarily in males. Additionally, we provide comments on Myleus pacu and other species that have been confounded under that name.(AU)


Uma nova espécie de serrasalmídeo do gênero Myloplus é descrita do médio rio Mazaruni, bacia do rio Essequibo, Guyana. A nova espécie é similar a Myleus pacu e Myloplus planquettei pela sua coloração prateada a preto arroxeado e pela morfologia geral do corpo, e por ter suposta distribuição sintópica com essas espécies. No entanto, a nova espécie é prontamente distinguida dessas duas últimas espécies por contagens das nadadeiras não pares, e por diferenças no padrão de coloração, principalmente nos machos. Adicionalmente, fornecemos comentários sobre Myleus pacu e outras espécies que têm sido confundidas sob esse nome.(AU)


Assuntos
Animais , Caracteres Sexuais , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação
8.
Neotrop. ichthyol ; 17(4): e190032, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056797

RESUMO

This study aimed to assess the effects of low and high water hardness in interaction with different water pH in pacu (Piaractus mesopotamicus). Pacu juveniles were subjected to low (50 mg CaCO3 L-1 - LWH) or high water hardness (120 mg CaCO3 L-1 - HWH) at water pH of 5.5 (acidic), 7.5 (circumneutral) or 9.0 (alkaline) for 15 days. Gills and kidneys were collected (days 1, 5 and 15). Gill Na+/K+-ATPase (NKA) and vacuolar-type H+-ATPase (V-ATPase) activities were higher in alkaline pH with HWH on day 1. Gill and kidney NKA and V-ATPase activities were higher in acidic pH with LWH on day 15. Gill NKA activity of pacus under alkaline pH with LWH was higher than those exposed to HWH. Reduced antioxidant capacity in the gills and kidney and enhanced thiobarbituric acid reactive substances (TBARS) levels were demonstrated in fish exposed to acidic or alkaline pH, mainly with LWH. HWH increased glutathione-S-transferase (GST) activity and reduced TBARS levels in the gills and kidney. On day 15, GST activity was increased at acidic pH with LWH. In conclusion, circumneutral pH presents less oxidative stress and fewer variations in ATPases and HWH reduced deleterious effects in fish exposed to acidic or alkaline pH.(AU)


Este estudo objetivou analisar o efeito de baixa e alta dureza da água em interação com diferentes pH da água em pacu (Piaractus mesopotamicus). Juvenis de pacu foram submetidos a baixa (50 mg CaCO3 L-1 - BDA) ou alta dureza da água (120 mg CaCO3 L-1 - ADA) em pH da água de 5.5 ácido), 7.5 (circum-neutro) ou 9.0 (alcalino) por 15 dias. Foram coletados brânquias e rim (dias 1, 5 e 15). Atividade de Na+/K+-ATPase (NKA) e H+-ATPase do tipo vacuolar (V-ATPase) branquial foram maiores em pH alcalino com ADA no dia 1. Atividade de NKA e V-ATPase branquial e renal foram maiores em pH ácido com BDA no dia 15. Atividade de NKA branquial de pacus submetidos a pH alcalino com BDA foi maior que aqueles expostos para ADA. Em peixes expostos a pH ácido ou alcalino com BDA houve redução da capacidade antioxidante nas brânquias e rim e aumento dos níveis de "substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico" (TBARS). Em ADA aumentou a atividade da "glutationa-S-transferase" (GST) e reduziu níveis de TBARS nas brânquias e rim. No dia 15, a atividade da GST foi maior em pH ácido com BDA. Em conclusão, pH circum-neutro apresentou menor estresse oxidativo e poucas variações na atividade de ATPases e ADA reduziu efeitos deletérios em peixes expostos a pH ácido ou alcalino.(AU)


Assuntos
Animais , Água/química , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/fisiologia , Estresse Oxidativo , Concentração de Íons de Hidrogênio
9.
Neotrop. ichthyol ; 17(4): e190028, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056796

RESUMO

Resource partitioning allows for interspecific coexistence and is frequently reported for similar species. Here, we predicted the existence of resource partitioning among species of Astyanax that co-occur in the Low Iguaçu River and tributaries in Brazil. A total of 848 stomachs of five species of Astyanax were analyzed. Algae, terrestrial plant and fruit/seed were the most consumed resources. Astyanax bifasciatus and A. dissimilis had predominantly herbivorous diets, A. gymnodontus and A. lacustris were omnivorous, and A. minor was mainly algivorous. Permutational analysis of variance showed the species had different diets, and similarity percentage analysis indicated that fruit/seed and terrestrial plant contributed the most to this differentiation. A paired comparison indicated that the trophic breadth of A. gymnodontus differed from that of other species. The food overlap was low for 55% of Astyanax pairs. These results showed alignment with the niche theory, in which differentiation in the use of food resources facilitates the coexistence of species and minimizes competition. These adjustments to coexistence become relevant in the context of endemic species in a highly isolated basin under intense threat (dams, species introduction, deforestation, and pollution) as is the case for the Iguaçu River basin.(AU)


O particionamento de recursos permite a coexistência interespecífica e é frequentemente relatado para espécies semelhantes. Predizemos a existência de partição de recursos entre espécies de Astyanax que co-ocorrem no baixo rio Iguaçu. O total de 848 estômagos de cinco espécies de Astyanax foi analisado. Algas, plantas terrestres e frutos/sementes foram os recursos mais consumidos. Astyanax bifasciatus e A. dissimilis apresentaram dietas predominantemente herbívoras, A. gymnodontus e A. lacustris foram onívoras e A. minor foi principalmente algívora. As espécies apresentaram diferentes dietas (PERMANOVA) e a análise SIMPER indicou que frutos/sementes e plantas terrestres tiveram maior contribuição para esta diferenciação. A comparação pareada mostrou que a amplitude trófica de A. gymnodontus diferiu das outras espécies. A sobreposição alimentar foi baixa para 55% dos pares de Astyanax. Nossos resultados mostraram-se alinhados com a teoria de nicho, em que a diferenciação no uso de recursos alimentares facilita a coexistência de espécies e minimiza a competição. Estes ajustes para coexistência tornam-se relevantes no contexto de espécies endêmicas em uma bacia altamente isolada e sob intensa ameaça (barramentos, introdução de espécies, desmatamento e poluição), como é o caso da bacia do rio Iguaçu.(AU)


Assuntos
Animais , Dieta/veterinária , Caraciformes/fisiologia
10.
Neotrop. ichthyol ; 17(1): e180076, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1002709

RESUMO

Steindachnerina nigrotaenia is resurrected from the synonym of S. brevipinna and considered a valid species. The previous designation of the lectotype of S. nigrotaenia is considered invalid and a new lectotype is designated herein. Steindachnerina nigrotaenia and S. insculpta are redescribed based on type specimens and on additional material from the rio Paraguai and the upper rio Paraná basins, respectively. The two species can be separated by the number of scales of the lateral line and of the transverse series and by phylogenetic analyses of molecular data.(AU)


Steindachnerina nigrotaenia é retirada da sinonímia de S. brevipinna e considerada uma espécie válida. A designação do lectótipo de S. nigrotaenia é considerada inválida e um novo lectótipo é aqui designado. Steindachnerina nigrotaenia e S. insculpta são redescritas com base no material tipo e em exemplares adicionais das bacias do rio Paraguai e alto rio Paraná, respectivamente. As duas espécies se diferenciam pelo número de escamas da linha lateral e da série transversal e por análises filogenéticas de dados moleculares.(AU)


Assuntos
Animais , Classificação , Caraciformes/genética , Filogenia
11.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e180149, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1002716

RESUMO

A new species of Poptella is described from the Rio Juma, a tributary of the lower Rio Aripuanã, Rio Madeira basin, Amazonas, Brazil. The new species is distinguished from all congeners, except P. brevispina, by having a lower number of scale rows between the lateral line and dorsal-fin origin (7 vs. 8-10). The new species can be readily distinguished from P. brevispina by the lower number of branched dorsal-fin rays (9 vs. 10). This is the first description of a new species of Poptella since the revisionary study of the Stethaprioninae, published 30 years ago.(AU)


Uma nova espécie de Poptella é descrita do Rio Juma, tributário do baixo Rio Aripuanã, bacia do rio Madeira, Amazonas, Brasil. A nova espécie é distinguida de todas suas congêneres, exceto P. brevispina, por apresentar menor número de séries de escamas entre a linha lateral e origem da nadadeira dorsal (7 vs. 8-10). A nova espécie pode ser facilmente diferenciada de P. brevispina pelo menor número de raios ramificados na nadadeira dorsal (9 vs. 10). Esta é a primeira descrição de uma nova espécie de Poptella desde a última revisão taxonômica de Stethaprioninae, publicada há trinta anos.(AU)


Assuntos
Animais , Ecossistema Amazônico/análise , Biodiversidade , Caraciformes/classificação
12.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e180121, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012711

RESUMO

A new species of Characidium from southeastern Brazil is described based on morphological and molecular evidence from specimens collected between the rio Jucuruçu and rio Doce basins. The new species belongs to a group of species within Characidium with an unscaled area in the isthmus and is distinguished from these species, except C. alipioi, C. fasciatum, C. hasemani, and C. kamakan, by the greater distance (greater than 10% SL) and presence of 5-7 scales between the anus and the anal fin, and presence of 14 series of scales around the caudal peduncle. The species is distinguished from C. alipioi by having 4 series of scales above the lateral line (vs. 5 series) and greater distance between the anus and the anal fin; from C. fasciatum and C. kamakan, by the smaller body depth at the dorsal-fin origin, at the anal-fin origin, and at the caudal peduncle; from C. hasemani, by the short distances between the tip of the snout and the pelvic fin, the tip of the snout and the anal fin, and the tip of the snout and the tip of anal fin. The new species forms a presumably monophyletic group with C. alipioi and C. kamakan.(AU)


Uma nova espécie de Characidium do sudeste do Brasil é descrita com base em evidências morfológicas e moleculares provenientes de exemplares coletados entre as bacias dos rios Jucuruçu e Doce. A nova espécie pertence a um grupo de espécies de Characidium com área desprovida de escamas no ístmo e difere dessas espécies, exceto C. alipioi, C. fasciatum, C. hasemani e C. kamakan, pela grande distância (maior que 10% do comprimento padrão, CP) e presença de 5-7 escamas entre o ânus e a nadadeira anal, e pela presença de 14 séries de escamas em torno do pedúnculo caudal. A espécie difere de C. alipioi pela presença de 4 séries de escamas acima da linha lateral (vs. 5 séries) e maior distância entre o ânus e a nadadeira anal; de C. fasciatum e C. kamakan, pela menor altura do corpo na origem da nadadeira dorsal, na origem da nadadeira anal, e no pedúnculo caudal; de C. hasemani, pela menor distância entre a ponta do focinho e a nadadeira pélvica, a ponta do focinho e a nadadeira anal, e a ponta do focinho e a ponta da nadadeira anal. A nova espécie forma um grupo presumidamente monofilético com C. alipioi e C. kamakan.(AU)


Assuntos
Animais , Filogeografia/métodos , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação
13.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e190021, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012714

RESUMO

Anesthetic effect of Aloysia triphylla and Lippia alba essential oils (EOs) in the Amazonian fish Serrasalmus eigenmanni was evaluated. The fish were placed in aquaria containing A. triphylla or L. alba EOs (25 to 200 µL L-1). Then, fish were transferred to aquaria containing EO-free water to evaluate their recovery time. In another experiment, fish were transferred to aquaria containing A. triphylla or L. alba EOs (3 to 10 µL L-1) and swimming behavior was analyzed for up to 240 min of exposure. Water samples were collected at 0 and 240 min and blood samples were collected at 240 min. Tested concentrations induced all stages of anesthesia, except 25 µL L-1 A. triphylla EO and 50 µL L-1 L. alba EO, which only induced sedation. Prolonged exposure to both EOs reduced swimming time compared to the control at all evaluated times. The fish exposed to 3 µL L-1 A. triphylla EO showed a lower net K+ efflux compared to ethanol-exposed fish; in those exposed to 5 µL L-1, ammonia excretion was reduced. The blood parameters did not show significant differences between treatments. In conclusion, both EOs can be used as anesthetics and sedatives for transport of S. eigenmanni.(AU)


Avaliou-se o efeito anestésico dos óleos essenciais de Aloysia triphylla e de Lippia alba no peixe amazônico Serrasalmus eigenmanni. Os peixes foram colocados em aquários contendo OEs de A. triphylla ou L. alba (25 a 200 µL L-1). Após, foram transferidos para aquários com água sem anestésicos para avaliar o tempo de recuperação. Em outro experimento, peixes foram transferidos para aquários contendo OEs de A. triphylla ou L. alba (3 a 10 µL L-1) e o comportamento natatório foi analisado até 240 min de exposição. Foram coletadas amostras de água em 0 e 240 min e de sangue em 240 min. As concentrações testadas induziram todos estágios de anestesia, exceto 25 µL L-1 OE de A. triphylla e 50 µL L-1 OE de L. alba, que causaram somente sedação. Exposição prolongada a ambos OEs reduziu o tempo de natação comparado ao controle. Peixes expostos a 3 µL L-1 OE de A. triphylla apresentaram menor efluxo de K+ comparado aos expostos ao etanol e nos expostos a 5 µL L-1 a excreção de amônia reduziu. Parâmetros sanguíneos não diferiram entre tratamentos. Conclui-se que ambos OEs podem ser utilizados como anestésicos e no transporte de S. eigenmanni.(AU)


Assuntos
Animais , Óleos Voláteis/administração & dosagem , Substâncias Redutoras/análise , Caraciformes , Anestésicos/análise
14.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e180160, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012716

RESUMO

A new species of whiptail armored catfish belonging to the genus Pseudohemiodon is described. The new species inhabits aquatic systems of the Orinoco River basin, mostly in the Llanos region of Colombia and Venezuela. Previously, it had identified as P. laticeps erroneously. The genus Pseudohemiodon includes seven known species inhabit Amazon and Paraná-Paraguay-Uruguay rivers basins. The new species is distinguished from congeners by the combination of the following characters: abdomen totally covered; area in front of gill opening without plates, ventrally; dorsal body color pattern without transversal dark bands, mostly in the caudal peduncle; head with straight sides; head and caudal peduncle narrower.(AU)


Se describe una nueva especie de bagre corroncho cola de látigo perteneciente al género Pseudohemiodon. La nueva especie habita los sistemas acuáticos de la cuenca del río Orinoco, principalmente en la región de los Llanos de Colombia y Venezuela. Anteriormente, fue identificada como P. laticeps de forma errónea. El género Pseudohemiodon incluye siete especies conocidas que habitan en las cuencas de los ríos Amazonas y Paraná-Paraguay-Uruguay. La nueva especie se distingue de todos sus congéneres por la combinación de los siguientes caracteres: abdomen totalmente cubierto; sin placas delante de la abertura branquial, ventralmente; patrón dorsal de coloración del cuerpo sin bandas oscuras transversales, principalmente en el pedúnculo caudal; lados de la cabeza rectos; cabeza y pedúnculo caudal más estrechos.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação , Caraciformes/crescimento & desenvolvimento
15.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e190013, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012717

RESUMO

A new species of Pyrrhulina is described based on 60 specimens from tributaries of the rio Amazonas: rio Anapu, rio Capim, rio Guamá and rio Xingu, and coastal drainages in the state of Pará, Brazil. The new species differs from all congeners by having the primary stripe (the horizontal stripe of dark pigmentation extending posteriorly from the snout) terminating at the distal edge of the opercle. In all other species of Pyrrhulina, the primary stripe is either restricted to the snout or continues beyond the head (i.e. at least the anteriormost four scales of the lateral line series).(AU)


Uma nova espécie de Pyrrhulina é descrita baseada em 60 espécimes dos afluentes do rio Amazonas: rio Anapu, rio Capim, rio Guamá e rio Xingu, e drenagens costeiras no estado do Pará, Brasil. A nova espécie distingue-se de todas as congêneres por ter a faixa primária (faixa horizontal de pigmentação escura que se estende posteriormente do focinho) terminando na borda distal do opérculo. Em todas as outras espécies de Pyrrhulina, a faixa primária é restrita ao focinho ou continua além da cabeça (para incluir pelo menos as quatro escamas anteriores da série da linha lateral).(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação , Caraciformes/crescimento & desenvolvimento
16.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e180072, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012718

RESUMO

Details of migration dynamics of Neotropical fishes are poorly understood. This study aimed to examine upstream (spawning) and downstream (post-spawning) migration speeds, of curimatá-pioa (Prochilodus costatus) in the São Francisco River basin, southeast Brazil. Most upstream movements were recorded in October and November, in two well-defined migration windows, and downstream movements were frequent from December to March. Fish migrated upstream at an average migration speed of 34.4 km day-1 and no significant differences were detected in their speed between sexes and migration window they selected to migrate. No relationship was detected between upstream migration speed and biometric measures of tagged individuals. Upstream migrations speeds were significantly higher for fish that swam longer prior to reach telemetry stations in the same season, indicating that swimming performance may take some time to achieve its peak in upstream migration. Fish migrated downstream at an average migration speed of 97.7 km day-1, what is close to passive swimming in São Francisco River, and no significant differences in speed were detected between sexes or capture sites. The migration speeds measured here are the highest ever recorded for the genus Prochilodus and are among the highest reported for Neotropical migratory fish.(AU)


Detalhes acerca da dinâmica migratória de peixes neotropicais são pouco conhecidos. O objetivo deste estudo foi analisar as velocidades em migração ascendente (reprodutiva) e descendente (pós-reprodutiva) da curimatá-pioa (Prochilodus costatus) no rio São Francisco, Brasil. A migração ascendente concentrou-se nos meses de outubro e novembro, em duas janelas migratórias, e a descendente de dezembro a março. Os peixes alcançaram velocidade migratória média de 34,4 km dia-1 em migração ascendente não sendo observadas diferenças nas velocidades em relação ao sexo e janela migratória em que o peixe migrou. Não foi observada relação entre velocidade migratória e características biométricas dos peixes. Diferenças nas velocidades migratórias ascendentes foram observadas para peixes que nadaram maiores distâncias antes de passar pelas estações de telemetria, indicando que o pico de desempenho natatório é alcançado algum tempo depois de iniciado o movimento ascendente. Em migração descendente a média de velocidade migratória foi de 97,7 km dia-1, próxima à natação passiva, e não foram observadas diferenças entre as velocidades em relação a sexo e ponto de marcação dos peixes. As velocidades migratórias medidas neste estudo são as maiores já registradas para o gênero Prochilodus e estão entre as maiores registradas para peixes migradores neotropicais.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/classificação , Caraciformes/crescimento & desenvolvimento , Migração Humana
17.
Neotrop. ichthyol ; 17(2): e190022, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1012719

RESUMO

A new species of Leporinus is described using morphological data and compared to all other species of the family. Specimens were illustrated using digital photograph, measured using digital calipers, and had teeth, scales, and fin rays counted under a stereomicroscope. The new species is distinguished from all other Anostomidae, except Anostomus anostomus, A. brevior, A. ternetzi, Hypomasticus despaxi, Leporinus arcus, and L. striatus, by having four dark longitudinal stripes on body. The new species is distinguished from aforementioned species by having terminal mouth with four teeth on the premaxilla, 12 series of scales around caudal peduncle, and 34 to 36 scales in the lateral line. The new species is remarkably similar to Leporinus arcus, which occurs on the opposite side of Guyana Shield highlands. The new species and L. arcus are possibly closely related to Leporinus gomesi, L. granti, L. lebaili, L. melanostictus, L. nijsseni, and L. santosi.(AU)


Uma espécie nova de Leporinus é descrita usando dados morfológicos e comparações entre todas as espécies da família. Exemplares foram ilustrados com fotografia digital, medidos com paquímetro digital e seus dentes, escamas e raios das nadadeiras foram contados sob estereomicroscópio. A espécie nova distingue-se dos demais Anostomidae, exceto Anostomus anostomus, A. brevior, A. ternetzi, Hypomasticus despaxi, Leporinus arcus e L. striatus, por apresentar quatro faixas longitudinais no corpo. A nova espécie distingue-se das espécies mencionadas por ter boca terminal com quatro dentes no osso pré-maxilar, 12 séries de escamas ao redor do pedúnculo caudal e 34 a 36 escamas na linha lateral. A espécie nova é particularmente similar à Leporinus arcus, que ocorre no lado oposto das terras altas do Escudo da Guiana. A espécie nova e L. arcus, possivelmente, são relacionadas proximamente à Leporinus gomesi, L. granti, L. lebaili, L. melanostictus, L. nijsseni e L. santosi.(AU)


Assuntos
Animais , Filogenia , Caraciformes/classificação , Caraciformes/genética
18.
Neotrop. ichthyol ; 17(3): e180119, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1040659

RESUMO

We investigated whether the movement and distribution of the migratory fish, Salminus brasiliensis, were affected by a small reservoir. We also examined how movement and distribution were related to water temperature, flow, and rainfall. In December 2011 and January 2012, 24 individuals were captured downstream from the dam, tagged with radio transmitters and released in the reservoir (5.46 km² total area). After being released in the reservoir, 18 of the 24 tagged fish travelled upstream, taking an average of 16.6 days to leave the reservoir, with daily movements varying from < 5 km/day to > 24 km/day. However, only seven tagged specimens (29.16%) returned to the lower reservoir section, while the rest remained in the intermediate and upper reservoir sections. Longitudinal distributions and movements were positively related to both upstream flow into the reservoir and water temperature. We found evidence that S. brasiliensis can recognize the longitudinal gradient and is able to continue its upstream migration. On the other hand, the reservoir negatively affected downstream movements, possibly because disorientation prevented movement to the lower reservoir section. Based on these results, we suggest that the impact of small reservoirs on migratory fish species should be objectively addressed in environmental impact assessments and management programs.(AU)


Neste estudo investigamos se o movimento e distribuição do peixe migrador, Salminus brasiliensis, são afetados por um pequeno reservatório. Também avaliamos como movimento e distribuição se relacionam com a temperatura da água, fluxo e pluviosidade. Em dezembro de 2011 e janeiro 2012, 24 indivíduos foram capturados a jusante da barragem, marcados com radiotransmissores e liberados no reservatório (5,46 km²). Depois de soltos, 18 dos 24 peixes marcados se deslocaram para montante, levando em média 16,6 dias para ultrapassar o reservatório com movimentos diários variando de < 5km/dia a > 24km/dia. Entretanto, apenas sete (29,16%) dos peixes marcados retornaram para seção inferior do reservatório, a maior parte mantendo-se nas seções intermediárias e superiores do reservatório. Distribuição longitudinal e movimento dos peixes foram relacionados positivamente com o fluxo de montante dentro do reservatório e com a temperatura da água. Assim, encontramos evidências que S. brasiliensis pode reconhecer o gradiente longitudinal e continuar sua migração ascendente. Por outro lado, nossos resultados também indicam que o movimento para jusante foi afetado, possivelmente, devido à desorientação, o que impede que os indivíduos alcancem as seções inferiores do reservatório. Com base nos resultados, sugerimos que impactos sobre peixes migratórios devem ser objetivamente abordados em avaliações ambientais e gestão ambiental de pequenos reservatórios.(AU)


Assuntos
Animais , Reservatórios de Água/análise , Estudos Longitudinais , Caraciformes/classificação , Ecossistema
19.
Neotrop. ichthyol ; 17(3): e180035, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1040661

RESUMO

Schizodon dissimilis is redescribed on the basis of syntypes and non-type specimens from the Parnaíba, Jaguaribe and Mearim rivers, and lectotype and paralectotypes are designated. Schizodon dissimilis is distinct from the Amazonian and southeastern Brazil congeners by having four dark brown vertical bars without a midlateral dark brown stripe or a dark blotch on caudal peduncle. When compared with the northeastern Brazilian Schizodon and those from the São Francisco river, and with the remaining dark barred species S. australis, S. borellii, S. corti, S. fasciatus and S. intermedius, it is diagnosed by a combination of lateral line scale counts, color pattern and body proportions. The color pattern distinguishes S. dissimilis from S. fasciatus and the meristic and morphometric data are important in separating S. dissimilis from S. intermedius and S. borellii. Schizodon dissimilis and S. fasciatus have disjunct distributions, with the first occurring in northeastern basins, and the second widely distributed through the Amazon basin and rivers draining northward from the Guyana Shield. Schizodon intermedius and S. borellii are respectively native to the upper Paraná and Paraguay river basins while S. australis is known from the Paraná-Uruguay system and S. corti was described from Maracaibo, Venezuela.(AU)


Schizodon dissimilis é redescrita com base em síntipos e outros espécimes coletados nos rios Parnaíba, Jaguaribe e Mearim, e um lectótipo e paralectótipos são designados. Schizodon dissimilis é distinta das espécies Amazônicas e de seus congêneres do sudeste do Brasil por possuir quatro barras transversais castanho-escuras sem uma listra longitudinal mediana ou mácula escura no pedúnculo caudal. Quando comparada com as espécies de Schizodon do nordeste brasileiro e do rio São Francisco, assim como com as demais espécies com barras transversais escuras S. australis, S. borellii, S. corti, S. fasciatus e S. intermedius, se distingue pela combinação da contagem de escamas da linha lateral com padrão de colorido e proporções corporais. O padrão de colorido separa definitivamente S. dissimilis de S. fasciatus, enquanto os dados merísticos e morfométricos são importantes para distinguir S. dissimilis de S. intermedius e S. borellii. Schizodon dissimilis e S. fasciatus têm distribuição disjunta, a primeira nativa dos rios da região nordeste e a segunda amplamente distribuída pela Bacia Amazônica e Guiana. Schizodon intermedius e S. borellii são nativas das bacias do alto rio Paraná e do rio Paraguai respectivamente, enquanto e S. australis é conhecida da bacia Paraná-Uruguai e S. corti foi descrita do Lago Maracaibo na Venezuela.(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/anatomia & histologia , Caraciformes/classificação , Caraciformes/genética
20.
Neotrop. ichthyol ; 16(2): [e170073], jun. 2018. tab, ilus, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-948417

RESUMO

Ontogenetic development of the tetra Astyanax lacustris was studied under laboratory conditions. Larvae obtained by induced reproduction were maintained individually in tissue-culture plates, at 25°C. Daily observations and morphometric measurements were performed. Larvae hatched with a total length (TL) of 3.02 ± 0.34 mm (average ± standard deviation) without pigmentation and 0.06 ± 0.02 mm³ of yolk reserves. The yolk-sac larval period lasted 26 h post-hatching (hph). During this period, eye pigmentation started, the digestive tract emerged, the anus opened, and the animals began to show steady movements. Inflation of the swimming bladder initiates the preflexion stage, which extended until 230 hph. During this stage, the transition from endogenous to exogenous feeding was observed, with the yolk reserve being completely absorbed after 74 hph (TL: 4.17 ± 0.36 mm). Up to 86 hph it was possible to observe the first food ingested within the digestive tract. This period was followed by the flexion stage, with the folding of the notochord tip and development of the caudal fin (11-13 days post-hatching). Finally, during the last larval developmental stage (postflexion), the segmentation of the fin rays was completed, and the emergence of scales was observed (TL: 5.97 ± 0.65 mm). The larval ontogenetic development of A. lacustris was completed after 22 post-hatching days (dph).(AU)


O desenvolvimento ontogenético do lambari Astyanax lacustris (Pisces, Characidae) foi estudado em condições ambientais controladas. Larvas obtidas através de reprodução induzida, foram mantidas individualmente em placas de cultivo celular, a 25°C. Diariamente foram realizadas observações e medições morfométricas. As larvas eclodiram com 3,02 ± 0,34 mm (média ± desvio padrão) de comprimento total (CT); sem pigmentação e com 0,06 ± 0,02 mm³ de reserva vitelínica. O período larval vitelino estendeu-se durante as primeiras 26 horas pós-eclosão (hpe) e durante este período teve início o processo de pigmentação dos olhos, o surgimento do tubo digestório, abertura anal e os animais passaram a apresentar movimentação constante. Com o inflamento da bexiga natatória tem início o estágio de pré-flexão, que se estendeu por até 230 hpe. Durante este estágio, foi observada a transição entre a alimentação endógena e a exógena, sendo a reserva vitelínica totalmente absorvida após 74 hpe (com os animais atingindo 4,17 ± 0,36 mm de CT) e em até 86 hpe foi possível observar a primeira alimentação no trato digestório. Após esse período, teve início o estágio de flexão da parte final da notocorda e da estruturação da nadadeira caudal (11 e 13 dias após a eclosão). Por fim, no último estágio de desenvolvimento larval (pós-flexão), foi observada a segmentação completa dos raios das nadadeiras e o início do aparecimento das escamas (CT: 5,97 ± 0,65 mm). O desenvolvimento ontogenético larval de A. lacustris foi concluído após 22 dias pós-eclosão (dpe).(AU)


Assuntos
Animais , Caraciformes/crescimento & desenvolvimento , Caraciformes/genética , Notocorda
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA