Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.237
Filtrar
1.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 57(2): [e164278], mai. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1097349

RESUMO

The present study aimed to estimate the prevalence of antibodies against Brucella ovis-epididymitis, smooth-Brucella, leptospirosis, toxoplasmosis and Maedi-visna in sheep slaughtered in Minas Gerais, Brazil and to study their simultaneous occurrence, including caseous lymphadenitis, at sheep and flock levels. The study was conducted at a sheep slaughterhouse with Federal Inspection Service. Sera from 594 animals from 21 flocks were collected, in 2007. The agar gel immunodiffusion (AGID) was employed to detect anti-B. ovis and anti-Maedi Visna antibodies, whereas Rose Bengal (RB) and the 2-mercaptoethanol test (2ME) were used to test anti-smooth Brucella antibodies. For the detection of anti-Leptospiraantibodies, sera were examined by microscopic agglutination test (MAT), while for the detection of IgG antibodies to Toxoplasma gondii ELISA was used. Prevalence of antibodies against smooth Brucella, B. ovis-epididimitis, Leptospiraspp., toxoplasmosis and Maedi-Visna found in sheep from Minas Gerais was 0.00%, 24.04%, 25.96%, 10.46% and 3.08%, respectively; whereas the seroprevalence in flocks was 0.00%, 80.95%, 90.48%, 71.43% and 23.81%, respectively. Moreover, when data on antibodies anti-Corynebacterium pseudotuberculosis, previously obtained, were included, about 60% of the flocks showed animals that were exposed to four or more of the studied agents. However, only 25.47% of the sheep exhibited simultaneously antibodies against more than one pathogen. Thus, data from the present study on sheep slaughtered in Minas Gerais, Brazil, showed no antibodies to smooth-Brucella and a low frequency of antibodies anti-Maedi Visna lentivirus, and a high and widespread seroprevalence of B. ovis, Leptospira spp., and T. gondii among animals and flocks.(AU)


O presente estudo teve como objetivo estimar a prevalência de anticorpos contra Brucella ovis (epididimite ovina), Brucellalisa, leptospirose, toxoplasmose e Maedi-visna em ovinos abatidos em Minas Gerais, Brasil, e estudar sua ocorrência simultânea, incluindo linfadenite caseosa, nos ovinos e nos rebanhos. O estudo foi realizado em um abatedouro de ovinos com Serviço de Inspeção Federal. Soros de 594 animais de 21 rebanhos foram coletados, em 2007. A imunodifusão em gel de ágar (IDGA) foi empregada para detectar anticorpos anti-B. ovis e anticorpos anti-Maedi Visna, enquanto o teste do antígeno acidificado tamponado (AAT) e o teste de 2-mercaptoetanol (2ME) foram utilizados para testar anticorpos anti-Brucella lisa. Para a detecção de anticorpos anti-Leptospira, os soros foram examinados pelo teste de aglutinação microscópica (MAT), enquanto que para a detecção de anticorpos IgG para Toxoplasma gondii, foi usado o ELISA. A prevalência de anticorpos anti-Brucella lisa, B. ovis, Leptospira spp., toxoplasmose e Maedi-Visna encontrados em ovinos de Minas Gerais foi de 0,00%, 24,04%, 25,96%, 10,46% e 3,08%, respectivamente; enquanto a soroprevalência em rebanhos foi de 0,00%, 80,95%, 90,48%, 71,43% e 23,81%, respectivamente. Além disso, quando dados de anticorpos anti-Corynebacterium pseudotuberculosis, previamente obtidos, foram incluídos, cerca de 60% dos rebanhos apresentaram animais expostos a quatro ou mais dos agentes estudados. No entanto, apenas 25,47% dos ovinos exibiram simultaneamente anticorpos contra mais de um patógeno. Assim, os dados do presente estudo sobre ovinos abatidos em Minas Gerais, Brasil, mostram que ausência de anticorpos anti-Brucella lisa e baixa frequência de anticorpos anti-Maedi Visna, e uma soroprevalência alta e generalizada de B. ovis, Leptospira spp. e T. gondii entre animais e rebanhos.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/microbiologia , Ovinos/virologia , Toxoplasmose , Vírus Visna-Maedi , Brucella ovis , Leptospirose , Estudos Soroepidemiológicos
2.
Pesqui. vet. bras ; 40(2): 88-96, Feb. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1098441

RESUMO

Brucella ovis causes economic and reproductive losses in sheep herds. The goal of this study was to characterize infection with B. ovis field isolates in a murine model, and to evaluate protection induced by the candidate vaccine strain B. ovis ΔabcBA in mice challenged with these field isolates. B. ovis field strains were able to colonize and cause lesions in the liver and spleen of infected mice. After an initial screening, two strains were selected for further characterization (B. ovis 94 AV and B. ovis 266 L). Both strains had in vitro growth kinetics that was similar to that of the reference strain B. ovis ATCC 25840. Vaccination with B. ovis ΔabcBA encapsulated with 1% alginate was protective against the challenge with field strains, with the following protection indexes: 0.751, 1.736, and 2.746, for mice challenged with B. ovis ATCC25840, B. ovis 94 AV, and B. ovis 266 L, respectively. In conclusion, these results demonstrated that B. ovis field strains were capable of infecting and inducing lesions in experimentally infected mice. The attenuated vaccine strain B. ovis ΔabcBA induced protection in mice challenged with different B. ovis field isolates, resulting in higher protection indexes against more pathogenic strains.(AU)


Brucella ovis é responsável por perdas econômicas e reprodutivas em rebanhos ovinos. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a infecção com as cepas isoladas de campo de B. ovis em modelo murino e avaliar a eficiência vacinal da mutante B. ovis ΔabcAB para proteção contra desafio com as cepas isoladas de campo. Foram utilizadas sete cepas isoladas de campo foram capazes de colonizar e provocar lesões no fígado e no baço de camundongos após sete dias pós-infecção. Após triagem, duas cepas foram selecionadas para a melhor caracterização (B. ovis 94 AV and B. ovis 266L). Ambas apresentaram crescimento em placa de cultivo semelhante ao da cepa de referência B. ovis ATCC 25840. A vacinação com a cepa de Brucella ovis ΔabcBA encapsulada com alginato a 1% foi capaz de proteger camundongos desafiados com as cepas isoladas de campo, com os seguintes índices de proteção: 0,751, 1,736 e 2,746, para camundongos desafiados com B. ovis ATCC 25840, B. ovis 94 AV e B. ovis 266 L, respectivamente. Estes resultados demonstraram que as cepas isoladas de campo de B. ovis são capazes de infectar e induzir lesão em camundongos experimentalmente infectados. O uso da cepa mutante atenuada B. ovis ΔabcBA para vacinação de fêmeas C57BL/6 desafiados com diferentes cepas de B. ovis induziu proteção nos camundongos desafiados com diferentes cepas de B. ovis. Deste modo, mostrando-se eficiente na proteção das cepas de campo de B. ovis.(AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Brucelose/prevenção & controle , Ovinos/microbiologia , Vacinas Bacterianas/imunologia , Brucella ovis/isolamento & purificação , Brucella ovis/imunologia , Brucella ovis/patogenicidade
3.
Biosci. j. (Online) ; 36(1): 152-160, jan./feb. 2020. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1049228

RESUMO

The knowledge of gas exchanges in forage plants is essential for a better understanding of the process of forage biomass production in pasture. This study evaluated the gas exchange in massai grass fertilized with increasing levels of nitrogen fertilizer (control - without nitrogen fertilizer; 400; 800 and 1200 kg ha-1year-1) and under rotational grazing by sheep, in a completely randomized design with repeated measures in time. The rest period was approximately 1.5 new leaves per tiller, as determined in the pre-test at the beginning of the experiment, providing interval of 22; 18; 16 and 13 days for the levels 0.0 - control; 400; 800 and 1200 kg ha-1 year-1 nitrogen, respectively. The animals used to lower the sward height to the recommended residual height were sheep (½ Morada Nova x ½ undefined breed), placed in paddocks of 42.3 m2. As the animals grazed, the height of the sward was monitored with a ruler until the canopy reached the recommended residual height of approximately 15 cm, corresponding to the residual LAI of exit of the animals from the paddock at approximately 1.5, as determined in a pre-test to set up the experiment. The variables stomatal conductance, leaf photosynthesis rate, leaf carbon dioxide concentration, photosynthesis/transpiration ratio, chlorophyll relative index and nitrogen sufficiency index revealed a positive linear response to nitrogen fertilization. Nitrogen fertilization level at 1200 kg ha-1year-1 caused an increment of 92.3% in leaf photosynthesis rate in relation to the control. The leaf temperature and photosynthesis/conductance ratio were reduced with increasing nitrogen levels. The leaf transpiration showed a quadratic response with maximum point with increasing nitrogen levels. Nitrogen fertilization favor the gas exchange in massai grass up to the last level tested.


O conhecimento das trocas gasosas em plantas forrageiras é essencial para melhor entendimento de como ocorre o processo de produção de biomassa de forragem na pastagem. Objetivou-se avaliar as trocas gasosas no capim-massai submetido a crescentes doses de nitrogênio (controle - sem nitrogênio; 400; 800 e 1200 kg ha-1 ano-1) e sob lotação rotativa com ovinos, num delineamento inteiramente casualizado com medidas repetidas no tempo. O período de descanso adotado foi de aproximadamente 1,5 novas folhas por perfilho, conforme determinação em pré-ensaio quando do início da instalação do experimento, propiciando um intervalo de 22; 18; 16 e 13 dias para as doses 0,0 ­ controle; 400; 800 e 1200 kg ha-1 ano-1 de nitrogênio, respectivamente. Os animais utilizados para rebaixamento do pasto até a altura residual preconizada foram ovinos (½ Morada Nova x ½ SPRD), alocados em piquetes de 42,3 m2. À medida que os animais pastejavam, a altura do pasto foi monitorada com auxílio de uma régua, até que o dossel atingisse a altura residual preconizada de aproximadamente 15 cm, correspondendo ao IAF residual de saída dos animais do piquete de aproximadamente 1,5, conforme determinação em pré-ensaio para instalação do experimento. As variáveis: condutância estomática, taxa de fotossíntese foliar, concentração interna de CO2, relação fotossíntese/transpiração, índice relativo de clorofila e índice de suficiência de nitrogênio responderam de forma linear crescente ao incremento nas doses de nitrogênio. Verificou-se aumento de 92,3% na taxa de fotossíntese para a dose de N de 1200 kg ha-1 ano-1 em relação à ausência de nitrogênio. A temperatura da folha e a relação fotossíntese/condutância foram reduzidas com o aumento das doses de nitrogênio. A adubação nitrogenada proporcionou resposta quadrática com ponto de máximo sobre a taxa de transpiração foliar. A adubação nitrogenada favorece as trocas gasosas em capim-massai até a última dose estudada.


Assuntos
Fotossíntese , Ovinos , Biomassa , Panicum , Nitrogênio
4.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 215-223, Jan.-Feb. 2020. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1088940

RESUMO

The objective of this study was to evaluate the metabolic response of native lambs fed Tifton 85 hay (Cynodon dactylon) or Maniçoba hay (Manihot pseudoglaziovii) associated with spineless cactus (Nopalea cochenillifera Salm Dyck). Sixteen Morada Nova lambs were used, with a mean initial weight of 19.36±1.48kg, distributed in a randomized block design, with two treatments and eight replications. Dry matter intake was higher for lambs fed Maniçoba hay compared to Tifton hay, while the body weight at slaughter was not influenced by diets. Regarding the blood metabolites, only the serum concentration of urea was influenced, with higher value observed in the lambs that fed the diet containing Tifton hay. When analyzing blood biomarkers, in the different biweekly collections, a linear increase in the blood concentration of urea, glucose, fructosamine, alkaline phosphatase and sodium was observed, as well as a quadratic effect for serum potassium. The other blood metabolites were not influenced in function of the collection days. The replacement of Tifton 85 hay for Maniçoba hay does not cause negative changes in the dynamics of different biomarkers and presents itself as a promising forage resource.(AU)


O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta metabólica de cordeiros nativos alimentados com feno de capim-tifton 85 (Cynodon dactylon) ou feno de maniçoba (Manihot pseudoglaziovii) associados à palma forrageira (Nopalea cochenillifera Salm Dyck). Foram utilizados 16 cordeiros Morada Nova, com peso inicial médio de 19,36±1,48kg, distribuídos em delineamento de blocos ao acaso, com dois tratamentos e oito repetições. O consumo de matéria seca foi maior nos cordeiros alimentados com feno de maniçoba em comparação ao feno de tifton, enquanto o peso corporal ao abate não foi influenciado pelas dietas. Em relação aos metabólitos sanguíneos, apenas a concentração sérica de ureia foi influenciada, com maior valor observado nos cordeiros que ingeriram a dieta contendo feno de capim-tifton. Quando foi realizada a análise dos biomarcadores sanguíneos nas diferentes coletas quinzenais, foi observado aumento linear nas concentrações sanguíneas de ureia, glicose, frutosamina, fosfatase alcalina e sódio, e efeito quadrático para o potássio sérico. Os demais metabólitos sanguíneos não foram influenciados em função dos dias de coleta. A substituição do feno de tifton 85 por feno de maniçoba influencia positivamente o metabolismo de cordeiros sem causar alterações na dinâmica dos diferentes biomarcadores e se apresenta como um promissor recurso forrageiro.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/metabolismo , Biomarcadores , Manihot , Cactaceae , Cynodon
5.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(1): 153-160, Jan.-Feb. 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1088926

RESUMO

O objetivo do estudo foi avaliar a disponibilidade de cálcio (Ca2+) a partir de duas formas farmacêuticas (oral e intravaginal) e o seu efeito sobre o metabolismo de ruminantes. O estudo foi realizado na fazenda experimental da Universidade Federal de Pelotas, foram estudadas 24 ovelhas lactantes, divididas de forma randomizada em 4 grupos: dispositivo tratamento (DT); dispositivo controle (DC); oral tratamento (OT); e oral controle (OC). Os animais tratados receberam formiato de cálcio e cloreto de magnésio, as avaliações foram realizadas após a administração dos tratamentos. Foi feita avaliação de cálcio total (CaT), magnésio (Mg), proteínas plasmáticas totais (PPT), aspartato aminotransferase (AST), gama glutamil transpeptidase (GGT), ureia, albumina e pH urinário, e realizado exame clínico em todos os animais. As concentrações séricas de CaT, CaI e Mg diferiram entre os grupos (P≤ 0,05), os animais dos grupos DT e DC, diferiram nas três avaliações, o grupo DT apresentou as maiores médias, sendo significativamente igual ao grupo OT. Não houve diferença nas concentrações séricas de PPT, AST, GGT, Albumina, Ureia e pH urinário. Conclui-se que a disponibilidade sanguínea de CaT, CaI e Mg é igual quando a administração de formiato de cálcio e magnésio é por via intravaginal ou por via oral, sem alterar outros parâmetros metabólicos avaliados.(AU)


The aim of the study was to evaluate the availability of calcium (Ca2+) from two pharmaceutical forms (oral and intravaginal) and its effect on the metabolism of ruminants. The study was carried out at the experimental farm of the Federal University of Pelotas. Twenty-four lactating ewes were randomly divided into 4 groups: treatment device (TD); control device (DC); oral treatment (OT); and oral control (OC). Treated animals received calcium formate and magnesium chloride, evaluations were performed after administration of the treatments. Total calcium (CaT), magnesium (Mg), total plasma proteins (PPT), aspartate aminotransferase (AST), gamma glutamyl transpeptidase (GGT), urea, albumin and urinary pH, and clinical examination were performed on all animals. Serum CaT, CaI and Mg levels differed between the groups (P≤ 0.05), the animals in the DT and DC groups differed in the three evaluations, the DT group had the highest mean values, being significantly equal to the OT group. There was no difference in the serum concentrations of PPT, AST, GGT, Albumin, Urea and urinary pH. In conclusion, the blood availability of CaT, CaI and Mg is the same when administration of calcium and magnesium formate is intravaginal or orally, without altering other metabolic parameters evaluated.(AU)


Assuntos
Animais , Feminino , Administração Intravaginal , Ovinos/metabolismo , Cálcio/administração & dosagem , Hipocalcemia/veterinária , Magnésio/administração & dosagem
6.
Rev. bras. parasitol. vet ; 29(1): e013119, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1058018

RESUMO

Abstract The objective of this study was to evaluate the efficacy of carvacryl acetate (CVA) and nanoencapsulated CVA (nCVA) on gastrointestinal nematodes of sheep. The CVA was nanoencapsulated with chitosan/gum arabic and the efficacy of nanoencapsulation (EE), yield, zeta potential, nanoparticle morphology and release kinetics at pH 3 and 8 were analyzed. Acute and subchronic toxicity were evaluated in rodents and reduction of egg counts in the faeces (FECRT) of sheep. The sheep were divided into four groups (n = 10): G1, 250 mg/kg CVA; G2, 250 mg/kg nCVA; G3, polymer matrix and G4: 2.5 mg/kg monepantel. EE and nCVA yield were 65% and 57%, respectively. The morphology of the nanoparticles was spherical, size (810.6±286.7 nm), zeta potential in pH 3.2 (+18.3 mV) and the 50% release of CVA at pHs 3 and 8 occurred at 200 and 10 h, respectively. nCVA showed LD50 of 2,609 mg/kg. CVA, nCVA and monepantel reduced the number of eggs per gram of faeces (epg) by 57.7%, 51.1% and 97.7%, respectively. The epg of sheep treated with CVA and nCVA did not differ from the negative control (P>0.05). Nanoencapsulation reduced the toxicity of CVA; however, nCVA and CVA presented similar results in the FECRT.


Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia do acetato de carvacrila (ACV) e do ACV nanoencapsulado (nACV) sobre nematóides gastrintestinais de ovinos. O ACV foi nanoencapsulado com quitosana/goma arábica e foi analisada a eficácia de nanoencapsulamento (EE), o rendimento, potencial zeta, morfologia das nanopartículas e cinética de liberação em pH 3 e 8. Foram avaliadas as toxicidades aguda e subcrônica em roedores e a redução da contagem de ovos nas fezes (RCOF) de ovinos. Os ovinos foram divididos em quatro grupos (n = 10): G1, 250 mg/kg ACV; G2, 250 mg/kg de nACV; G3, matriz polimérica e G4: 2,5 mg/kg de monepantel. A EE e o rendimento de nACV foram de 65% e 57%, respectivamente. A morfologia das nanopartículas foi esférica, tamanho (810,6±286,7 nm), potencial zeta no pH 3,2 (+18,3 mV) e a liberação de 50% de CVA nos pHs 3 e 8 ocorreu às 200 e 10 h, respectivamente. nACV apresentou DL50 de 2.609 mg/kg. ACV, nACV e o monepantel reduziram a contagem de ovos por grama de fezes (opg) em 57,7%, 51,1% e 97,7%, respectivamente. A contagem de opg de ovelhas tratadas com ACV e nCVA não diferiu do controle negativo (P>0,05). O nanoencapsulamento reduziu a toxicidade do AVC; no entanto, nACV e ACV apresentaram resultados semelhantes na RCOF.


Assuntos
Animais , Feminino , Doenças dos Ovinos/tratamento farmacológico , Monoterpenos/administração & dosagem , Trato Gastrointestinal/parasitologia , Nanocápsulas/administração & dosagem , Anti-Helmínticos/administração & dosagem , Nematoides/efeitos dos fármacos , Infecções por Nematoides/tratamento farmacológico , Contagem de Ovos de Parasitas , Roedores , Doenças dos Ovinos/parasitologia , Ovinos , Testes de Toxicidade , Testes de Sensibilidade Parasitária , Monoterpenos/toxicidade , Nanocápsulas/toxicidade , Fezes/parasitologia , Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real , Anti-Helmínticos/toxicidade , Camundongos , Nematoides/isolamento & purificação , Nematoides/classificação , Infecções por Nematoides/parasitologia
7.
Rev. bras. parasitol. vet ; 29(1): e014819, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1058007

RESUMO

Abstract Despite the global importance of the zoonotic parasite Toxoplasma gondii, little is known regarding its infection in the Democratic Republic of São Tomé and Príncipe (DRSTP). This is the first report of antibodies to T. gondii in cattle, sheep, goats and pigs from the DRSTP. Antibodies were assessed by the modified agglutination test (MAT), with a cut-off titer of 100 for cattle and 20 for sheep, goats and pigs. The present study revealed an overall seroprevalence of 55.8%; 27.1% in 48 cattle, 68.4% in 98 sheep, 70.1% in 97 goats and 43.7% in 103 pigs. The south geographical area for cattle, the central area for sheep, and adult age and living in the central region for goats were found to be risk factors for seropositivity to T. gondii. These results support the scenario of a considerable presence of sporulated oocysts as well as of infected intermediate hosts in the local environment. Consumption of raw or undercooked meat should be considered as an important potential source of infection for animals and humans in the DRSTP.


Resumo Apesar da importância global do parasita zoonótico Toxoplasma gondii, pouco se conhece sobre sua infecção na República Democrática de São Tomé e Príncipe (RDSTP). Esse é o primeiro relato de anticorpos para T. gondii em bovinos, ovinos, caprinos e suínos da RDSTP. Os anticorpos foram pesquisados pelo teste de aglutinação direta modificada (TADM), com um título de corte de 100 para bovinos e de 20 para ovinos, caprinos e suínos. O presente estudo revelou uma soroprevalência global de 55,8%: 27,1% em 48 bovinos, 68,4% em 98 ovinos, 70,1% em 97 caprinos e 43,7% em 103 suínos. A área geográfica sul para os bovinos, a área central para os ovinos, bem como a idade adulta e a região central para os caprinos foram considerados fatores de risco para soropositividade a T. gondii. Esses resultados suportam o cenário de uma considerável presença de oocistos esporulados, bem como de hospedeiros intermediários infectados no ambiente local. O consumo de carne crua ou mal passada deve ser considerado como uma importante fonte potencial de infecção para animais e seres humanos na RDSTP.


Assuntos
Animais , Bovinos , Toxoplasma/imunologia , Anticorpos Antiprotozoários/sangue , Toxoplasmose Animal/epidemiologia , Doenças dos Ovinos/diagnóstico , Doenças dos Ovinos/epidemiologia , Suínos , Doenças dos Suínos/diagnóstico , Doenças dos Suínos/epidemiologia , Cabras , Ovinos , Doenças dos Bovinos/diagnóstico , Doenças dos Bovinos/epidemiologia , Doenças das Cabras/diagnóstico , Doenças das Cabras/epidemiologia , Estudos Soroepidemiológicos , Toxoplasmose Animal/diagnóstico , Fatores de Risco , São Tomé e Príncipe/epidemiologia
8.
Pesqui. vet. bras ; 39(12): 961-969, Dec. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056924

RESUMO

The objective of this study was to describe for the first time the clinical-epidemiological, laboratory and pathological aspects of different forms of enzootic ataxia in goats and lambs in the state of Bahia, as well as to propose an emergency oral treatment with copper sulfate in an individualized way for neonates. Three outbreaks of enzootic ataxia were studied. The history, clinical signs and epidemiological data were obtained from the owners and checked during the visits. The first outbreak (FO) occurred in 2013 in a property located in the municipality of Itaberaba and affected a herd composed of 90 goats and 130 sheep. The second outbreak (SO) occurred in 2014 in the municipality of Santa Luz and affected a herd of 90 goats and 110 sheep. The third outbreak (TO) occurred in 2018, in a property located in the same municipality of the SO, being the herd constituted by 80 sheep. Samples of blood were collected from all goats and sheep treated for serum copper dosage. Nine animals (five goats and four sheep) that presented a more severe clinical picture and unfavorable prognosis were necropsied for diagnostic confirmation. During the necropsy of the FO, SO and TO animals, liver samples were collected for copper dosage as well as fragments of several organs for histopathology. At the site where the SO occurred, samples of soil and the main forages where the animals were kept were collected to determine copper, iron, molybdenum, sulfur and zinc contents. The clinical and histopathological findings in the three outbreaks studied were characteristic of enzootic ataxia. In the outbreaks studied, the frequency of enzootic ataxia was higher in goats (52) than in lambs (39). In the goats the mean values of serum copper (0.05mg/kg) and hepatic (2.48mg/kg) of the FO and SO were well below their respective reference values, 12 times lower than serum levels and eight times lower in relation to liver contents. On the other hand, TO sheep presented mean values of serum copper (0.015mg/kg) reduced by 40 times. The levels of iron and sulfur were high in the fodder of the property where the SO occurred, already in the soil, iron levels were high and copper levels were reduced. The treatment tested in neonates and lambs with two doses of copper sulphate solution orally at a dose of 20mg/kg for sheep and 35mg/kg for goats during the first and second week of life was effective in prevention of enzootic ataxia in neonates and can be used for emergency control of the disease. The occurrence of enzootic ataxia (congenital and late form) in goats and sheep was first reported in Bahia. It is also worth noting that this disease caused by copper deficiency has caused great damage to the breeders of small ruminants, mainly due to the high mortality of the animals affected.(AU)


Objetivou-se com esse estudo descrever pela primeira vez os aspectos clínico-epidemiológicos, laboratoriais e patológicos de diferentes formas de ataxia enzoótica em cabritos e borregos no estado da Bahia, bem como propor um tratamento oral emergencial com sulfato de cobre de forma individualizada para neonatos. Foram estudados três surtos de ataxia enzoótica. O histórico, sinais clínicos e dados epidemiológicos foram obtidos com os proprietários e verificados durantes as visitas técnicas. O primeiro surto (PS) ocorreu em 2013 em uma propriedade localizada no município de Itaberaba e acometeu um rebanho composto por 90 caprinos e 130 ovinos. O segundo surto (SS) aconteceu em 2014 no município de Santa Luz e afetou um rebanho formado por 90 caprinos e 110 ovinos. O terceiro surto (TS) ocorreu 2018, em uma propriedade localizada no mesmo município do SS, sendo o rebanho constituído por 80 ovinos. Amostras de sangue foram colhidas de todos os caprinos e ovinos atendidos, para dosagem de cobre sérico. Nove animais (cinco caprinos e quatro ovinos) que apresentavam quadro clínico mais grave e prognóstico desfavorável foram necropsiados para confirmação diagnóstica. Durante a necropsia dos animais do PS, SS e TS amostras de fígado foram coletadas para dosagem de cobre, bem como amostras de diversos órgãos para exame histopatológico. Na propriedade onde ocorreu o SS, foram coletadas amostras de solo e das principais forragens onde os animais eram mantidos, a fim de se determinar os teores de cobre, ferro, molibdênio, enxofre e zinco. Os achados clínicos e histopatológicos verificados nos três surtos estudados foram característicos de ataxia enzoótica. Nos surtos estudados, a frequência da ataxia enzoótica foi maior em cabritos (52) do que em cordeiros (39). Nos caprinos os valores médios de cobre sérico (0,05mg/kg) e hepático (2,48mg/kg) do PS e SS encontravam-se muito abaixo dos respectivos valores de referência, sendo 12 vezes menor em relação aos níveis séricos e oito vezes menor em relação aos teores hepáticos. Já os ovinos do TS apresentavam valores médios de cobre sérico (0,015mg/kg) reduzidos cerca de 40 vezes. Os teores de ferro e enxofre encontravam-se elevados nas forragens da propriedade onde ocorreu o SS, já no solo, os níveis de ferro apresentavam-se elevados e os de cobre reduzidos. O tratamento testado nos cabritos e borregos neonatos, com duas administrações individualizadas com solução de sulfato de cobre, por via oral, na dose de 20mg/kg para ovinos e 35mg/kg para caprinos, na primeira e segunda semana de vida, foi eficaz na prevenção da ataxia enzoótica nos neonatos e pode ser utilizado para controle emergencial da doença. Comprovou-se pela primeira vez na Bahia a ocorrência da ataxia enzoótica (forma congênita e tardia) em caprinos e ovinos. Ressalta-se ainda que, esta doença causada por deficiência de cobre, tem cursado com grandes prejuízos aos criadores de pequenos ruminantes, sobretudo, devido à alta mortalidade dos animais acometidos.(AU)


Assuntos
Animais , Ruminantes , Ovinos , Lordose Equina/diagnóstico , Lordose Equina/terapia , Lordose Equina/epidemiologia , Cobre/deficiência
9.
Rev. bras. parasitol. vet ; 28(4): 652-660, Oct.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057987

RESUMO

Abstract The aim of this study was to evaluate the effect of two nutritional statuses on the productive performance of Dorper lambs naturally infected with gastrointestinal nematodes. Thirty-two lambs, grazing together on the same pasture, were allocated into four experimental groups: (G1) infected-supplemented diet, (G2) control-supplemented diet, (G3) infected-basal diet, and (G4) control-basal diet. Control animals received suppressive treatment with monepantel every two weeks, while precautionary anthelmintic treatments were given to all lambs of the infected groups with packed cell volume (PCV) <23%. There was reduction in the PCV means of all groups, which was more pronounced in the infected lambs that also presented reduction in total plasma protein values in comparison with the controls. Weight gain was affected by diet and infection status (P < 0.05). Daily body weight gain was 0.170 kg in the G1, 0.205 kg in the G2, 0.085 kg in the G3, and 0.116 kg in the G4. The cold carcass weight was 4.1% and 13.7% higher in controls in comparison with infected lambs, respectively, in the supplemented and basal diets. The infected groups, despite receiving precautionary anthelmintic treatments to prevent deaths due to haemonchosis, presented reduction in the production parameters in comparison with the controls.


Resumo O experimento teve por objetivo determinar o efeito de dois níveis de nutrição no desempenho produtivo de cordeiros Dorper naturalmente infectados por nematoides gastrintestinais. Trinta e dois cordeiros, mantidos juntos na mesma pastagem, foram alocados em quatro grupos experimentais: (G1) infectado-suplementado, (G2) controle-suplementado, (G3) infectado-dieta basal e (G4) controle-dieta basal. Os cordeiros suplementados receberam diariamente concentrado em quantidade equivalente a 2% do peso corporal (PC), enquanto na dieta basal receberam apenas uma pequena quantidade de concentrado (0,35% do PC). Os animais controles receberam tratamento supressivo com anti-helmíntico a cada duas semanas e os infectados foram tratados individualmente quando apresentaram volume globular (VG) <23%. Houve redução nas médias de VG em todos os grupos, as quais foram mais pronunciadas nos animais dos grupos infectados, que também apresentaram redução nos valores de proteína plasmática total em comparação com os controles. Houve efeito significativo da dieta e da infecção no ganho de peso (P <0,05). O ganho em peso diário foi de 0,170 kg no G1, 0,205 kg no G2, 0,085 kg no G3 e 0,116 kg no G4. Os grupos infectados, apesar de receberem tratamentos anti-helmínticos preventivos que evitaram mortes por haemonchose, apresentaram redução nos parâmetros produtivos em comparação com os controles.


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Doenças dos Ovinos/tratamento farmacológico , Tricostrongilose/veterinária , Estado Nutricional , Suplementos Nutricionais , Aminoacetonitrila/análogos & derivados , Hemoncose/veterinária , Anti-Helmínticos/administração & dosagem , Contagem de Ovos de Parasitas , Doenças dos Ovinos/parasitologia , Tricostrongilose/tratamento farmacológico , Ovinos , Estudos de Casos e Controles , Aminoacetonitrila/administração & dosagem , Hemoncose/tratamento farmacológico
10.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 2093-2102, Nov.-Dec. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055115

RESUMO

Objetivou-se avaliar o consumo, a digestibilidade e o desempenho de ovinos, arraçoados com dietas isoproteicas, contendo 75% de resíduos da agroindústria frutífera (abacaxi, acerola, maracujá e cupuaçu), uma dieta com feno de tifton e 25% de concentrado, em delineamento inteiramente ao acaso. A participação do resíduo de maracujá na dieta proporcionou os maiores níveis de consumo de matéria seca (1170,6g d-1) em relação aos resíduos de abacaxi (693,8g d-1), acerola (644,2g d-1), cupuaçu (452,9g d-1) e feno de tifton (962,7g d-1), o que se relaciona aos seus níveis de digestibilidade (77,8; 63,1; 59,1; 61,7 e 71,8%, respectivamente). Tal resultado gerou diferenças significativas, destacando-se o resíduo de maracujá quanto à conversão alimentar (8,3), e o ganho médio diário de peso (141,5g d-1). Apesar de ter tido a mesma conversão observada para o feno de tifton (13,2), apresentou maior ganho médio diário (75,6g d-1). Os demais resíduos apresentaram efeitos sobrepostos, contudo o resíduo de acerola ficou com a pior conversão (51,4) e o menor ganho médio diário (15,6g d-1), sendo esse sem diferença em relação ao cupuaçu (23,0g d-1). Os resíduos podem ser utilizados como alternativa para a alimentação de ovinos.(AU)


The objective was to evaluate the consumption, digestibility and performance of the sheep with iso protein diets, with 75% of residues from fruit agro-industries (pineapple, acerola, passion fruit, and cupuassu) and a diet with tifton hay, and 25% of concentrate, in a totally randomized design. The participation of passion fruit residue on the diet provided the highest consumption levels of dry matter (1170.6g d -1 ) compared with the residues of pineapple (693.8g d -1 ), acerola (644.2g d -1 ), cupuassu (452.9g d -1 ) and tifton hay (962.7g d -1 ), which is related to their levels of digestibility (77.85, 63.14, 59.07, 61.68 and 71.83%, respectively). Such a result generated significant differences with emphasis on passion fruit residue regarding food inversion (8.30) and average daily weight gain (141.50g d -1 ), in spite of having the same conversion detected for tifton hay (13.2), it showed a higher average daily gain (75.6g d -1 ). The other residues showed overlapping effects, however, acerola residue showed the worst conversion level (51.4) and the lowest average daily gain (15.6g d -1 ), and this one showed no difference compared with cupuassu (23.0g d -1 ). The residues can be used as an alternative for sheep feeding.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/metabolismo , Malvaceae , Malpighiaceae , Passiflora , Ananas , Ingestão de Alimentos , Comportamento Alimentar , Ração Animal , Resíduos Industriais
11.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 2065-2074, Nov.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055118

RESUMO

Two experiments were conducted to evaluate the effect of thyme (Thymus vulgaris) essential oil (EO) doses on rumen fermentation, nutrient digestibility, and nitrogen metabolism, as well as performance and coccidia oocyst discharge. In experiment I, 20 rumen-cannulated wethers received the experimental diets containing 80% dry matter (DM) of haylage and 20% DM of concentrate. Treatments were 25mg of monensin/kg DM or doses of 1.25, 2.50, or 3.75g of thyme EO/kg DM. In experiment II, 50 ewe lambs received the same diets from experiment I, including a diet without feed additives. Wethers fed with diets containing 1.25g/kg DM of thyme EO had higher molar proportion of propionate (P= 0.03) and butyrate (P< 0.01), and lower (P= 0.04) acetate to propionate ratio than other treatments. Adding thyme EO to diets increased (P= 0.02) nitrogen retention compared to monensin. The performance of ewe lambs was not affected (P≥ 0.05) by treatments. However, lambs fed monensin had a lower (P= 0.04) number of coccidia oocyst discharge than others. Adding 1.25g/kg DM of thyme EO in high-forage diet improved ruminal fermentation. Thyme EO enhanced nitrogen metabolism, however, it did not improve performance.(AU)


Dois experimentos foram conduzidos para avaliar o efeito de doses de óleo essencial (OE) de tomilho (Thymus vulgaris) sobre a fermentação ruminal, a digestibilidade de nutrientes e o metabolismo de nitrogênio, bem como sobre o desempenho e a descarga de oocistos de coccídeos. No experimento I, 20 ovinos canulados receberam dietas experimentais contendo 80% de matéria seca (MS) de pré-secado e 20% de MS de concentrado. Os tratamentos foram 25mg de monensina/kg de MS ou doses de 1,25, 2,50 ou 3,75g de OE de tomilho/kg de MS. No experimento II, 50 borregas receberam as mesmas dietas do experimento I, incluindo uma dieta sem aditivos. Os animais alimentados com dietas contendo 1,25g de OE de tomilho apresentaram maior proporção molar de propionato (P=0,03) e de butirato (P<0,01) e menor (P=0,04) relação acetato/propionato do que outros tratamentos. A adição de OE de tomilho nas dietas aumentou (P=0,02) a retenção de nitrogênio em comparação com a monensina. O desempenho de cordeiros não foi afetado (P≥0,05) pelos tratamentos. No entanto, cordeiros alimentados com monensina apresentaram menor (P=0,04) número de oocistos de coccídeos. A adição de 1,25g/kg de MS de OE de tomilho na dieta forrageira melhorou o perfil da fermentação ruminal. O OE de tomilho aumentou a retenção de nitrogênio, no entanto não melhorou o desempenho.(AU)


Assuntos
Animais , Óleos Voláteis/uso terapêutico , Ovinos/metabolismo , Monensin , Coccidiose/prevenção & controle , Thymus (Planta)/química , Nitrogênio , Aditivos Alimentares
12.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 1889-1895, Nov.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055129

RESUMO

A utilização da gema de ovo dificulta a padronização de meios diluidores e apresenta riscos biológicos. Assim, este estudo avaliou diferentes concentrações da lipoproteína de baixa densidade (LDL), em substituição à gema de ovo, para a confecção de diluentes para criopreservação espermática em ovinos. Foram utilizados um diluidor controle (CTR= 20% de gema de ovo) e cinco tratamentos, substituindo-se a gema pelas diferentes proporções de LDL (T1=6%; T2=8%; T3=12%; T4=16%; T5=20%), todos à base de TRIS-glicerol. Para o estudo, utilizaram-se dois ejaculados, de seis reprodutores da raça Santa Inês. Sessenta dias após a criopreservação, as amostras foram descongeladas e avaliadas subjetivamente quanto à motilidade total (MT, %) e progressiva (MP, %), ao vigor (1-5) e à integridade funcional (choque hisposmótico com água destilada, %) e estrutural (corante supravital eosina, %) das membranas espermáticas. As avaliações de vigor e funcionalidade de membrana não diferiram (P>0,05) entre os grupos. Entretanto, os grupos T4 (P<0,01) e T5 (P<0,05) foram superiores ao CTR para os parâmetros MT, MP e integridade estrutural de membrana, o que confirma que as LDLs podem ser alternativas eficientes para substituição da gema de ovo em diluidores para criopreservação de sêmen ovino.(AU)


The use of egg yolk makes it difficult to standardize extenders and presents biological hazards. Thus, this study evaluated different concentrations of low-density lipoprotein (LDL) to replace yolk extenders for production of sperm for cryopreservation in ovine. A control extender was used (CTR= 20% yolk) and five treatments, replacing the yolk by different ratios of LDL (T1= 6%; T2= 8%, T3= 12%; T4= 16%; T5= 20%) all based on TRIS-glycerol. For the study, two ejaculates from six Santa Ines breeding were used. Sixty days after cryopreservation, the samples were thawed and evaluated for total motility (MT, %) and progressive motility (MP, %), vigor (1-5) and the functional integrity (hyposmotic shock with distilled water, %) and structural (supravital dye eosin, %) of the sperm membranes. The evaluations of strength and membrane functionality didn't differ (P> 0.05) between groups. However, T4 (P< 0.01) and T5 (P< 0.05) groups were superior to the CTR for the MT, MP, and membrane structural integrity parameters, which confirms that LDLs can be efficient alternatives for yolk replacement in extenders for cryopreservation of ovine semen.(AU)


Assuntos
Animais , Masculino , Preservação do Sêmen/métodos , Ovinos , Criopreservação/veterinária , Lipoproteínas LDL/administração & dosagem
13.
Rev. bras. parasitol. vet ; 28(4): 807-811, Oct.-Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057983

RESUMO

Abstract Gastrointestinal Nematode Infection (GIN) are the main constraint to the production of small ruminants. Studies of medicinal plants have been an important alternative in the effort to control these parasites. Therefore, the purpose of this study was to evaluate the in vitro ovicidal and larvicidal activity of essential oil of Rosmarinus officinalis. The oil was extracted, analyzed by gas chromatography and tested on GIN eggs and larvae in six concentrations, 227.5mg/mL, 113.7mg/mL, 56.8mg/mL, 28.4mg/mL, 14.2mg/mL and 7.1mg/mL. To determine the ovicidal activity, GIN eggs were recovered from sheep feces and incubated for 48h with different concentrations of the oil. For the evaluation of larval migration, third-stage larvae (L3) were obtained by fecal culture, and associated with the essential oil for 24h at the same concentrations, after which they were left for another 24 hours on microsieves, followed by the count of migrating and non-migrating larvae. The assays of R. officinalis oil showed a significant (p<0.05) 97.4% to 100% inhibition of egg hatching and a significant (p<0.05) 20% to 74% inhibition of larval migration. The main constituent revealed by gas chromatography was Eucalyptol. The results indicate that R. officinalis essential oil has ovicidal and larvicidal activity on sheep GINs.


Resumo As infecções por nematódeos gastrintestinais (ING) constituem a maior limitação à produção de pequenos ruminantes. Na busca do controle desses parasitos, estudos com plantas medicinais têm sido uma importante alternativa. Visto isto, o estudo desenvolvido teve como objetivo avaliar a ação ovicida e larvicida in vitro do óleo essencial de Rosmarinus officinalis. O óleo foi extraído, analisado por cromatografia gasosa e testado sobre ovos e larvas de ING em seis concentrações, 227,5mg/mL; 113,7mg/mL; 56,8mg/mL; 28,4mg/mL; 14,2mg/mL; 7,1mg/mL. Para determinar a ação ovicida, ovos de ING foram recuperados de fezes de ovinos e incubados por 48h com as diferentes concentrações do óleo. Na avaliação da migração das larvas, as larvas de terceiro estágio (L3) foram obtidas por coprocultura, e associadas ao óleo essencial por 24h nas mesmas concentrações, permanecendo por mais 24h em microtamises, seguindo-se a contagem de larvas que migraram e que não migraram. Os testes in vitro com o óleo de R. officinalis mostraram o nível de significância (p<0.05) 97,4% a 100% na inibição da eclodibilidade e 20% a 74% na inibição da migração das larvas. Na análise por cromatografia gasosa o constituinte majoritário foi o eucaliptol. Os resultados apresentados mostram que o óleo essencial de R. officinalis possui ação ovicida e larvicida sobre ING de ovinos.


Assuntos
Animais , Óvulo/efeitos dos fármacos , Óleos Voláteis/farmacologia , Ovinos/parasitologia , Extratos Vegetais/farmacologia , Rosmarinus/química , Larva/efeitos dos fármacos , Nematoides/efeitos dos fármacos , Óleos Voláteis/isolamento & purificação , Cromatografia Gasosa , Testes de Sensibilidade Parasitária , Relação Dose-Resposta a Droga , Nematoides/isolamento & purificação
14.
Rev. bras. parasitol. vet ; 28(4): 644-651, Oct.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057972

RESUMO

Abstract This study aimed to evaluate the anthelmintic activity of Eucalyptus citriodora essential oil and citronellal on sheep gastrointestinal nematodes. Essential oil composition was determined by gas chromatography mass spectrometry. The substances were evaluated in vitro using adult worm motility test (AWMT) and transmission electron microscopy (TEM). The acute toxicity test in mice and the fecal egg count reduction test (FECRT) in sheep were performed. Citronellal was confirmed as the essential oil major constituent (63.9%). According to the AWMT, 2 mg/mL of essential oil and citronellal completely inhibited Haemonchus contortus motility at 6 h post exposure. H. contortus exposed to essential oil and citronellal exhibited internal ultrastructural modifications. The lethal dose 50 values in mice were 5,000 and 2,609 mg/kg for essential oil and citronellal, respectively. E. citriodora essential oil reduced sheep epg at 14 days post treatment by 69.5% (P<0.05). No significant differences were observed in epg between the citronellal and negative control groups (P>0.05). The interaction between citronellal and other constituents in the essential oil may be relevant for its in vivo anthelmintic activity. Thus, E. citriodora essential oil and citronellal pharmacokinetic studies may help elucidate the anthelmintic activity of these compounds.


Resumo Este trabalho objetivou avaliar a atividade anti-helmíntica do óleo essencial de Eucalyptus citriodora e citronelal sobre nematoides gastrintestinais de ovinos. A composição do óleo essencial foi determinada por cromatografia gasosa acoplada à espectrometria de massas. As substâncias foram avaliadas in vitro utilizando-se teste de motilidade de vermes adultos (AWMT) e microscopia eletrônica de transmissão (TEM). Teste de toxicidade aguda em camundongos e teste de redução da contagem de ovos fecais (FECRT) em ovinos foram realizados. Citronelal foi confirmado como componente majoritário do óleo essencial (63,9%). No AWMT, 2 mg/mL de óleo essencial e citronelal inibiram completamente a motilidade de H. contortus 6 h pós-exposição. H. contortus expostos ao óleo essencial e citronelal exibiram modificações ultraestruturais internas. Os valores da dose letal 50 em camundongos foram 5.000 e 2.609 mg/kg para óleo essencial e citronelal, respectivamente. Óleo essencial de E. citriodora reduziu opg de ovinos 14 dias pós-tratamento em 69,5% (P<0,05). Não houve diferença significativa de opg entre grupo controle negativo e citronelal (P>0,05). A interação entre citronelal e outros constituintes do óleo essencial pode ser relevante na atividade anti-helmíntica in vivo. Portanto, avaliação farmacocinética do óleo essencial de E. citriodora e citronelal pode auxiliar a elucidar a atividade anti-helmíntica desses compostos.


Assuntos
Animais , Feminino , Camundongos , Doenças dos Ovinos/parasitologia , Óleos Voláteis/farmacologia , Ovinos/parasitologia , Eucalyptus/química , Hemoncose/veterinária , Haemonchus/efeitos dos fármacos , Anti-Helmínticos/farmacologia , Contagem de Ovos de Parasitas , Óleos Voláteis/isolamento & purificação , Testes de Sensibilidade Parasitária , Microscopia Eletrônica de Transmissão , Hemoncose/parasitologia , Haemonchus/isolamento & purificação , Haemonchus/ultraestrutura , Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas
15.
Rev. bras. parasitol. vet ; 28(4): 700-707, Oct.-Dec. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1057997

RESUMO

Abstract The aim here is to present data on the efficacy of anthelmintics in sheep flocks in Rio de Janeiro, Brazil, and to discuss the interpretation of the fecal egg count reduction test (FECRT) for each nematode genus. Fecal eggs counts and pre- and post-treatment coprocultures were performed, the former to evaluate the efficacy of and the latter to determine the overall parasite prevalence. An additional efficacy test was performed at Farm # 1 a year after the initial test. Severe anthelmintic resistance was found for the flocks, with no FECRT sensitivity at any of the 22 farms evaluated. However, an analysis of the infective larvae showed that some drugs were effective against certain parasitic genera; i.e., levamisole was more effective against Haemonchus spp. and moxidectin against Trichostrongylus spp. In the additional FECRT performed at Farm # 1, moxidectin and nitroxynil were ineffective separately, but when applied in combination they were highly effective due to their efficacy against Haemonchus (nitroxynil) and Trichostrongylus (moxidectin), respectively. The use of the FECRT targeting the parasitic nematode species prevalent on farms may make it possible to choose more effective anthelmintics.


Resumo O objetivo deste trabalho foi apresentar dados sobre a eficácia de anti-helmínticos em rebanhos ovinos no Rio de Janeiro, Brasil, e discutir a interpretação do teste de redução da contagem de ovos nas fezes (TRCOF) para cada gênero de nematoide. A contagem de ovos fecais (OPG) e coprocultura pré e pós-tratamento foram realizadas para avaliar a eficácia e a prevalência geral do parasito, respectivamente. Um teste de eficácia adicional foi realizado na Fazenda # 1 após um ano do teste inicial. Resistência anti-helmíntica grave foi encontrada, não havendo sensibilidade no TRCOF em nenhuma das 22 fazendas avaliadas. No entanto, na análise das larvas infectantes observou-se que algumas drogas foram eficazes contra certos gêneros parasitários; por exemplo, o levamisol foi mais eficaz contra Haemonchus spp. e a moxidectina contra Trichostrongylus spp. No TRCOF adicional realizado na Fazenda 1, a moxidectina e o nitroxinil foram ineficazes separadamente, mas quando aplicados em combinação, foram altamente eficazes devido à sua eficácia contra Haemonchus spp. (nitroxinil) e Trichostrongylus spp. (moxidectina), respectivamente. O TRCOF visando às espécies de nematoides parasitas prevalentes nas fazendas pode possibilitar a escolha de anti-helmínticos mais eficazes.


Assuntos
Animais , Contagem de Ovos de Parasitas , Doenças dos Ovinos/parasitologia , Fezes/parasitologia , Anti-Helmínticos/uso terapêutico , Nematoides/efeitos dos fármacos , Resistência a Medicamentos , Ovinos , Testes de Sensibilidade Parasitária , Anti-Helmínticos/farmacologia , Nematoides/isolamento & purificação , Nematoides/classificação
16.
Pesqui. vet. bras ; 39(12): 978-982, Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056926

RESUMO

The study evaluate the frequency of poisoning by Brachiaria spp. at the rearing, growth and termination stages in various lamb breeds at increasing supplementation levels. Forty-five lambs were used in the growth phase in pastures of Brachiaria spp. with a history of having induced poisoning. The lambs were distributed in nutritional treatments: lambs receiving mineral supplementation (MS), energy/protein supplementation (EPS) at 0.8% of body weight (bw), EPS at 1.6% bw and EPS at 2.4% bw. The lambs were allotted two flocks (F1 and F2) of 21 and 24 lambs each. Clinical signs of poisoning were observed in all treatments. All MS lambs died. The frequency of poisoning were highest in the 0.8% EPS and 1.6% EPS treatments. All lambs in the 2.4% EPS treatment recovered. F1 lambs had a higher frequency of poisoning than F2 lambs regardless of nutritional treatment. Morbidity rates for the F1 and F2 lambs were 52.3 and 16.7%, respectively. Supplementation was not sufficient to decrease the frequency of poisoning in lambs at the termination stage, which was dependent on the genetic origin of the lambs. EPS of 2.4% bw treatment, was an efficient nutritional strategy to minimize the effects of poisoning in lambs fed on Brachiaria spp.(AU)


O objetivo deste estudo foi avaliar a frequência da intoxicação por Brachiaria spp. nas fases de recria, crescimento e terminação em várias raças de cordeiros em níveis crescentes de suplementação. Quarenta e cinco cordeiros foram utilizados na fase de crescimento em pastagens de Brachiaria spp. com história de intoxicação, distribuídos em diferents tratamentos nutricionais: cordeiros recebendo suplementação mineral (SM), suplementação energética/protéica (SEP) a 0,8% do peso vivo (pv), SEP a 1,6% pv e SEP a 2,4% pv. Vinte e um cordeiros vieram do lote F1 e 24 cordeiros foram do lote F2. Sinais clínicos de intoxicação foram observados em todos os tratamentos. Todos os cordeiros com MS morreram. As frequências de intoxicação foram maiores nos tratamentos com 0,8% e 1,6% de SEP. Todos os cordeiros no tratamento com 2,4% de SEP se recuperaram. Cordeiros F1 apresentaram maior frequência de intoxicação que os cordeiros F2, independentemente do tratamento nutricional. As taxas de morbidade para os cordeiros F1 e F2 foram de 52,3 e 16,7%, respectivamente. A suplementação não foi suficiente para diminuir a freqüência de intoxicação em cordeiros na fase de terminação, dependente da origem genética dos cordeiros. O SEP de 2,4% pv, no entanto, foi eficiente para minimizar os efeitos da intoxicação em cordeiros alimentados com Brachiaria spp.(AU)


Assuntos
Animais , Recém-Nascido , Lactente , Intoxicação por Plantas/veterinária , Plantas Tóxicas/toxicidade , Ovinos , Brachiaria/toxicidade
17.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 1880-1888, Nov.-Dec. 2019. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055144

RESUMO

Objetivou-se com este trabalho analisar a resistência de placas ósseas de acrílico, confeccionadas com cortadora a laser CO2, quando submetidas às forças que agem sobre o foco de fratura. Foram utilizados 40 fêmures de ovinos (Ovis aries) e confeccionadas 40 placas de acrílico, os quais foram avaliados em grupos: grupo OP - foram avaliados 20 ossos fraturados reduzidos com 20 placas de acrílico; grupo PS - foram avaliadas 20 placas de acrílico; e grupo OS - foram avaliados 20 ossos íntegros e frescos. Todos foram submetidos a ensaios mecânicos de compressão, flexão, torção e tração, em máquina de ensaios universal EMIC® 10000. Os testes eram interrompidos quando havia fratura do corpo de prova. O grupo PS suportou carga de compressão significativamente superior aos demais grupos OP e OS (13.255±290N, 4.932±827N e 8.681±303N, respectivamente). Já em relação à prova de flexão, o grupo OS foi significativamente mais resistente, com média de 2.698±305N, em relação aos grupos OP e PS, que obtiveram 1.315±92N e 1.537±37N, respectivamente. Conclui-se que as placas de acrílico usinadas a laser apresentam resistência mecânica inferior ao fêmur de ovinos, entretanto, devido à resistência exibida nos testes, demonstraram potencial para serem implantadas em ossos com menor demanda de carga.(AU)


The objective of this work was to analyze the resistance of acrylic bone plates, made with CO 2 laser cutter, when subjected to the forces acting on the fracture focus. Forty ovine femurs (Ovis aries) were used and 40 acrylic plates were prepared and evaluated in groups: In the OP Group, 20 fractured bones reduced with 20 acrylic plates were evaluated; in the PS Group, 20 acrylic plates were evaluated; and in the OS Group 20 intact and fresh bones were evaluated. All were submitted to mechanical tests of compression, bending, twisting and traction in an EMIC® 10000 universal testing machine. The tests were interrupted when the body of proof was fractured. The PS group supported a significantly higher compression load than the other OP and OS groups (13,255±290 N, 4,932±827 N and 8,681±303 N, respectively). Regarding the flexural test, the OS group was significantly more resistant, with a mean of 2,698±305 N, compared to the groups OP and PS that obtained 1,315±92 N and 1,537±37 N respectively. It is concluded that the laser-machined acrylic plates have inferior mechanical resistance to the femur of the ovine, however, due to the presented resistance, it shows potential to be implanted in bones with lower load demand.(AU)


Assuntos
Resistência à Tração , Materiais Biocompatíveis/análise , Fenômenos Biomecânicos , Placas Ósseas , Resistência de Materiais/análise , Ovinos
18.
Pesqui. vet. bras ; 39(10): 796-801, Oct. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056903

RESUMO

Respiratory diseases are among the most important diseases in sheep flocks. Herein was studied the bacterial etiology of respiratory disease and the clinical signs of 99 female and male sheep breed in the states of São Paulo (SP) and Rio de Janeiro (RJ), Brazil. After physical examination of animals, tracheobronchial flushing samples were obtained. The usual bacteria and Mycoplasma spp. were searched, as well as their association with the clinical status and clinical signs of sheep with respiratory disease. The main observed signs were: tachypnea (75%), increase of rectal temperature (09.4%), mucopurulent/purulent nasal discharge (21.9%), cough (25%), dyspnea (31.2%), changes of lung sounds at auscultation (87.5%) and chest percussion (28.1%) in pneumonic sheep. Non-fermenting gram-negative bacteria and Bacillus sp. were the most isolated bacteria. Microorganisms of the Mollicutes class were molecularly (PCR) detected in 33.3% of the animals. In addition, the specific detection of M. mycoides subsp. capri was described for the first time in sheep from the state of São Paulo, Brazil.(AU)


A doença respiratória é uma das doenças mais importantes em rebanhos ovinos. Esta pesquisa teve como objetivo determinar a etiologia bacteriana da doença respiratória e sua relação com sinais clínicos em ovinos criados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, Brasil. Noventa e nove ovelhas machos e fêmeas dos Estados de São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ) foram estudadas. Após o exame físico, amostras de lavagem traqueobrônquica foram obtidas. A presença de bactérias aeróbias e Mycoplasmaspp. foram estudados, assim como a associação entre os microrganismos e estado clínico e sinais clínicos de doença respiratória em ovinos. As principais manifestações clínicas observadas foram: taquipneia (75%), alta temperatura retal (09,4%), secreção nasal mucopurulenta/purulenta (21,9%), tosse (25%), dispneia (31,2%), sons pulmonares alterados na ausculta (87,5%) e na percussão torácica (28,1%) em ovelhas pneumônicas. Bactérias gram-negativas não fermentadoras e Bacillus sp. foram as bactérias mais isoladas. Microrganismos da classe Mollicutes foram detectados molecularmente (PCR) em 33,3% dos ovinos. Além disso, descreve-se pela primeira vez no estado de São Paulo, Brasil, a detecção do M. mycoides subsp. capri na espécie ovina utilizando a reação de polimerase em cadeia.(AU)


Assuntos
Animais , Infecções por Pasteurella/veterinária , Pneumonia/etiologia , Pneumonia/veterinária , Ovinos , Infecções por Mycoplasma/veterinária , Doenças dos Ovinos/microbiologia , Bacillus/isolamento & purificação , Pasteurella/isolamento & purificação , Klebsiella/isolamento & purificação , Mycoplasma/isolamento & purificação
19.
Pesqui. vet. bras ; 39(10): 771-779, Oct. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1056908

RESUMO

Monofluoroacetate (MFA)-containing plants cause sudden death associated with exercise in ruminants, and are responsible for significant losses in Brazilian livestock, estimated at 500,000 bovine deaths annually. Most of the times, the control and treatment of this type of poisoning are not efficient, because disease evolution is superacute, usually causing the death of the animal. Due to the difficulty in controlling this intoxication, several studies have suggested alternatives to prevent it, mainly by making animals resistant to the MFA present in these plants or by avoiding their consumption. This literature review addresses the techniques used experimentally to control the poisoning of ruminants by plants containing MFA. The first studies carried out in Brazil demonstrated that goats and sheep that continuously receive non-toxic doses of plant containing MFA show greater resistance to poisoning than untreated animals, and that this resistance can be transmitted by ruminal fluid transfaunation, suggesting that poisoning occurs due to the presence of bacteria that hydrolyze MFA in the rumen. Based on this hypothesis, several MFA-hydrolyzing bacteria were isolated (Enterococcus faecalis, Bacillus sp., Paenibacillus sp., Burkholderia sp., Cupriavidus sp., Staphylococcus sp., Ancylobacter sp., Ralstonia sp., Stenotrophomonas sp., Pigmentiphaga kullae, and Ancylobacter dichloromethanicus). When some of these bacteria were administered intraruminally, they provided the animal with a different level of protection against poisoning. However, it was observed that protection is gradually lost when the bacterium administration is interrupted. Consequently, to obtain more efficient protection, these bacteria should be administered continuously, probably in the form of probiotics. In another assay, MFA was administered to sheep at non-toxic doses to test the hypothesis that this substance could induce the multiplication of bacteria that hydrolyze it in the rumen. There was no increase in resistance to poisoning after administration of MFA; however, no signs of poisoning were observed when animals received trifluoroacetate and no clinical signs were verified when they were challenged with toxic doses of MFA; in contrast, all control animals presented clinical signs. These results suggest that trifluoroacetate induces the proliferation of MFA-degrading bacteria, and can be used in intoxication prophylaxis. The conditioned food aversion technique, using lithium chloride, has been successfully used experimentally to prevent ruminants from ingesting plants that contain MFA. Another alternative tested was the spraying of Amorimia septentrionalis with the endophytic bacterium Herbaspirillum seropedicae, which degrades MFA, resulting in decreased concentration of this compound in the plants. In conclusion, several experimental techniques have been proved efficient in the control and prophylaxis of MFA-containing plant poisoning; however, none of these techniques are available commercially. Further experiments, mainly in the field, should be carried out to adapt some of these techniques to the conditions of extensive breeding in the numerous areas where MFA-containing plants occur.(AU)


As plantas que contém monofluoroacetato (MFA) causam morte súbita associada ao exercício em ruminantes, e são responsáveis por grandes perdas na pecuária brasileira, estimadas em 500.000 mortes de bovinos anualmente. O controle e tratamento desse tipo de intoxicação, na maioria das vezes, não apresenta eficiência, visto que a evolução da doença é superaguda, e geralmente ocasiona a morte do animal. Devido à dificuldade no controle dessa intoxicação, diversos estudos sugerem alternativas para preveni-la, principalmente tornando os animais resistentes ao MFA presente nessas plantas ou evitando seu consumo. O objetivo do presente trabalho é fazer uma revisão bibliográfica das técnicas utilizadas experimentalmente para controlar a intoxicação de ruminantes por plantas que contém MFA. Nos primeiros trabalhos realizados no Brasil, foi determinado que caprinos e ovinos que recebem continuadamente doses não tóxicas de planta que contém MFA apresentam maior resistência a intoxicação que animais não tratados e que essa resistência pode ser transmitida por transfaunação de fluído ruminal, sugerindo que a mesma ocorre devido a presença de bactérias que hidrolisam MFA no rúmen. Com base nessa hipótese foram isoladas diversas bactérias que hidrolisam MFA (Enterococcus faecalis, Bacillus sp., Paenibacillus sp., Burkholderia sp., Cupriavidus sp., Staphylococcus sp., Ancylobactersp., Ralstoniasp., Stenotrophomonas sp., Pigmentiphaga kullae e Ancylobacter dichloromethanicus). Quando algumas dessas bactérias foram administradas intraruminalmente conferiram diferentes graus de proteção contra a intoxicação. No entanto foi observado que a proteção se perde gradualmente quando se deixa de administrar a(s) bactéria(s). Em consequência, para obter uma proteção mais eficiente essas bactérias deveriam ser administradas continuadamente, provavelmente na forma de probiótico. Em outro ensaio administrou-se MFA a ovinos em doses não tóxicas para testar a hipótese de que esta substância poderia induzir a multiplicação de bactérias que hidrolisam o mesmo no rúmen. Não houve um aumento da resistência a intoxicação após a administração de MFA; no entanto quando foi administrado trifluoroacetato, os animais não desenvolveram nenhum sinal de intoxicação e quando desafiados com doses tóxicas de MFA não apresentaram sinais clínicos, pelo contrário todos os animais controles apresentaram sinais clínicos. Esses resultados sugerem que o trifluoroacetato induz a proliferação de bactérias que degradam MFA e pode ser utilizado para a profilaxia da intoxicação. A técnica da aversão alimentar condicionada, utilizando cloreto de lítio, tem sido empregada experimentalmente, com sucesso, para evitar que ruminantes ingiram plantas que contém MFA. Outra alternativa testada foi a pulverização de Amorimia septentrionalis com a bactéria endofítica Herbaspirullum seropedicae, que degrada MFA, resultando na diminuição da concentração deste composto na planta. Conclui-se que há diversas técnicas que experimentalmente tem demonstrado eficiência no controle e profilaxia das intoxicações por plantas que contém MFA; no entanto, nenhuma dessas técnicas está disponível comercialmente. Futuros experimentos, principalmente, a campo, deverão ser realizados para adaptar alguma(s) dessas técnicas as condições de criação extensiva nas numerosas áreas onde ocorrem plantas que contém MFA.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Intoxicação por Plantas/prevenção & controle , Intoxicação por Plantas/veterinária , Cabras , Ovinos , Probióticos/uso terapêutico , Fluoracetatos/envenenamento
20.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(5): 1545-1550, set.-out. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1038646

RESUMO

Este relato descreve o prolapso retal de grau II intermitente ou permanente em nove ovinos e três caprinos. Para se estabelecer e tratar a causa primária, o histórico clínico foi minuciosamente explorado, sendo complementado pelo atendimento a campo. Nos pacientes predominou sobrepeso e tosse devido à pneumonia e, em menor proporção, verminose e prenhez. Entre os fatores predisponentes identificados na propriedade estavam a inadequada ventilação e o excesso de poeira e amônia nas instalações, o que foi associado à prevalência alta de pneumonia. O tratamento incluiu a redução manual (T1) ou a amputação retal (T2), mediante anestesia epidural sacrococcígea ou lombossacral, respectivamente, com ou sem neuroleptoanalgesia, seguidas de sutura perianal em bolsa de tabaco captonada. Os tratamentos foram eficazes em todos os animais, embora com recidiva e necessidade de nova intervenção em dois pacientes após seu retorno à propriedade. Segundo a literatura consultada, este é o primeiro relato de prolapso em caprinos. Conclui-se que o histórico e a avaliação da propriedade são importantes para identificar e tratar a causa primária do prolapso, evitando-se recidivas, e que a cirurgia e o protocolo anestésico aqui utilizados foram eficientes e podem ser praticados mesmo em condições de campo.(AU)


Nine ovine and three caprine with grade II intermittent or permanent rectal prolapse were treated, with the first report in caprine, according to the consulted literature. The clinical history was deeply explored with the clinical evaluation of the livestock. Among the causative factors identified were the inappropriate ventilation with high levels of dust and ammonia in the facilities, which was correlated to the high incidence of pneumonia and cough. The causative factors identified in the patients were overweight, pneumonia and cough, and, less predominately, verminosis and pregnancy. The treatment was based on manual reduction (T1) or rectal amputation (T2), under sacrococcygeal or lombossacral epidural anesthesia, with or without neuroleptic analgesia. The treatments were efficient in all patients; although there was recurrence in two animals, which needed the repetition of the treatment after their delivery to the farm. Based on the cases reported here, it can be concluded that the history and the livestock clinical evaluation are important to identify the primary causes, avoiding relapses. It also concluded that the surgical treatment and the anesthetic protocol used in the patients reported here were efficient and can be applied even under field conditions.(AU)


Assuntos
Animais , Ruminantes/anormalidades , Ovinos/anormalidades , Prolapso Retal/cirurgia , Prolapso Retal/etiologia , Prolapso Retal/veterinária
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA