Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 124
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 1805-1814, Nov.-Dec. 2019. tab, graf, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055137

RESUMO

Diante da escassez de dados sobre a topografia e a sintopia das vísceras abdominopélvicas do tamanduá-bandeira (Myrmecophage tridactyla - Linnaeus, 1758), o presente estudo teve como objetivo elucidar essas características e compará-las com as demais espécies animais, mormente as domésticas. Utilizaram-se três espécimes, dois machos e uma fêmea, provenientes de doação da Polícia Militar Ambiental de Franca ao Laboratório de Anatomia Veterinária da Universidade de Franca, após óbitos por atropelamentos. Os animais foram fixados e mantidos em solução aquosa de formaldeído a 10%, seguidos de dissecação convencional das cavidades abdominopélvicas para posterior inspeção direta e descrição topográfica das vísceras, visando a análises comparativas com outras espécies, cujo posicionamento e cujas particularidades já são bem estabelecidos na literatura. Observou-se que a maioria das vísceras dessas cavidades possuem localização e sintopia similares aos animais domésticos, exceto os rins e os testículos. Diante da metodologia estabelecida e dos resultados obtidos, admite-se que mais espécimes de tamanduás-bandeiras, de ambos os gêneros, devam ser avaliados e registrados cientificamente, visando à confirmação dos dados da atual pesquisa e à preconização anatômica da cavidade abdominopélvica, visto que variações anatômicas individuais são passíveis entre animais da mesma espécie.(AU)


Objetivou-se avaliar a fauna vetorial e os aspectos ambientais e climáticos relacionados à transmissão das leishmanioses. Foi realizado um estudo eco-epidemiológico prospectivo de coleta sistemática de flebotomíneos e inquérito censitário sorológico canino em áreas de um município do Brasil. Para determinar a taxa de prevalência de LVC, foram examinadas amostras de sangue de 1752 cães. Na avaliação entomológica, foram instaladas 24 armadilhas luminosas em 12 residências distribuídas, instaladas no ambiente de peridomicílio e intradomicílio durante 12 meses. Para análise dos aspectos climáticos, utilizou-se a correlação simples de Spearman e para análise espacial foram utilizadas a Lógica Fuzzy e a Função K. A taxa de prevalência em cães foi de 4,1% e 7,1%. No estudo entomológico, foram capturados 431 flebotomíneos. A maior parte (74%) dos espécimes foi capturada no peridomicílio. Em relação à infecção natural, 5,6 % das amostras analisadas por biologia molecular apresentaram positividade à infecção por Leishmania spp.. Em 100% das amostras positivas, encontrou-se infecção por Leishmania infantum. Na análise espacial uma Área apresentou maior concentração de pontos de sobreposição de alta densidade de Lutzomyia longipalpis e cães sororreagentes, indicando maior risco na ocorrência concomitante dos dois eventos. Os resultados mostram que a interface parasito-reservatório-vetor está ativa nas áreas estudadas.(AU)


Assuntos
Animais , Cães , Phlebotomus , Leishmania infantum/isolamento & purificação , Leishmaniose Visceral/veterinária , Leishmaniose Visceral/epidemiologia , Brasil
2.
Rio de Janeiro; s.n; 2018. xvii,100 p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-910637

RESUMO

Os flebotomíneos (Diptera: Psychodidae) são insetos de importância médica pelo envolvimento no ciclo zoonótico de transmissão de Leishmania aos vertebrados. O objetivo deste trabalho foi estudar os aspectos ecológicos da fauna de flebotomíneos e da infecção por Leishmania nesses insetos e em cães domésticos, em áreas ambientes rurais e urbanos do município de Rio Branco, Estado do Acre. Para o estudo da fauna de flebotomíneos foram utilizadas armadilhas de Shannon e HP luminosa por 13 meses consecutivos (Dezembro de 2014 a Janeiro de 2016). Para investigação da infecção natural por Leishmania e fonte alimentar, amostras de DNA foram extraídas de fêmeas de flebotomíneos e submetidas à reação em cadeia polimerase (PCR) utilizando os iniciadores para as regiões ITS1 e cyt b; as espécies de Leishmania e fonte alimentar foram identificadas por blast. Um total, 2.517 indivíduos foram coletados, e 43 espécies foram identificadas. Trichophoromyia auraensis (839 ­ 33,35 porcento), Trichophoromyia ssp. (537 ­ 21,35 porcento) e Evandromyia saulensis (187 ­ 7,43 porcento) foram as espécies mais abundantes. A riqueza de espécies foi maior no ambiente rural (S = 41 espécies) do que no parque urbano (S = 26 espécies), o ambiente florestal (43 espécies) foi mais rico do que o peridomicílio (28 espécies). Na análise comparativa da riqueza de espécies coletadas no ambiente peridomiciliar (rural) não apresentou diferença significativa (H= 0,04; p >0,05), porém com um número maior de espécies no ambiente rural (mata)DNA de Leishmania foi sequenciado de amplificação de treze amostras e a presença confirmada de Leishmania (Vianna) braziliensis em: Trichophoromyia auraensis ­ 1, Evandromyia saulensis - 2, Evandromyia walkeri - 2, Psychodopygus llanosmartins - 1, Pintomyia nevesi - 2, Psychodopygus davisi - 1, Psychodopygus ayrozai - 1, Psathyromyia aragaoi - 1, Nyssomyia antunesi - 1, Evandromyia infraspinosa ­ 1. Apenas uma amostra de Psychodopygus ayrozai foi similar à sequência de Leishmania (Vianna) guyanensis. Na análise microscópica, cinco espécies de Evandromyia saulensis apresentaram formas flageladas no intestino posterior, sugestivas a infecção por Leishmania e a taxa de infecção foi de 2,4 porcento. Um total de 33 fêmeas ingurgitadas foi submetido à amplificação do gene cyt b. Após o sequenciamento todas as amostras foram similares à sequência depositada no GenBank da espécie Gallus gallus. No diagnóstico da infecção canina por Leishmania foram coletadas amostras de sangue periférico de 55 animais, para análise microscópica através de esfregaços em lâminas coradas com Giemsa e por PCR avaliando uma região do ITS1. As lâminas de esfregaço do sangue periférico dos cães não apresentaram nenhuma forma sugestiva de Leshmania, contudo foi evidenciada a presença de alguns hemoparasitas. O DNA de Leishmania ssp. foi amplificado em três amostras de sangue periférico, para posterior sequenciamento e identificação da espécie. Com os dados obtidos nesse estudo foi possível ampliar o conhecimento do ciclo da LT em Rio Branco e fornecer informações acerca dos aspectos ecológicos, fonte alimentar dos flebotomíneos e ciclo de transmissão do parasita na região. (AU)


Assuntos
Cães , Leishmania , Patologia Molecular , Phlebotomus , Flebotomia
3.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 111(8): 495-500, Aug. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-789003

RESUMO

Leishmaniasis is a vector-borne disease that is transmitted by sandflies and caused by obligate intracellular protozoa of the genus Leishmania. In the present study, we carried out a screening on the experimental infection of Phlebotomus pernioucus by bioluminescent Leishmania infantum using murine model and artificial feeder. We developed a real-time polymerase chain reaction (RT-PCR)-based method to determine individually the number of Leishmania promastigotes fed by infected flies. Among 1840 new emerged female sand flies, 428 were fed on the infected mice. After their death, they were analysed individually by RT-PCR. Our results demonstrated just a single Leishmania positive female at sixth day post meal. A total of 1070 female sand flies were exposed in contact with artificial feeder containing the human blood with two different quantities of Leishmania parasites: 2.106/mL and 1.107/mL. A blood meal including 1.107/mL LUC-promastigotes was proposed to 270 females and 75 (28%) flies were engorged. Among them, 44 (59%) were positive by RT-PCR analysis, with a relative average of 50551 Leishmania parasites. In case of blood feeding of females with 2.106/mL promastigotes, 57 out of 800 (7%) females succeed to feed from artificial feeder which 22 (39%) were positive with a relative average of 6487 parasites.


Assuntos
Animais , Feminino , Insetos Vetores/parasitologia , Leishmania infantum/fisiologia , Phlebotomus/parasitologia , Insetos Vetores/classificação , Leishmania infantum/crescimento & desenvolvimento , Medições Luminescentes , Camundongos , Camundongos Endogâmicos BALB C , Phlebotomus/classificação , Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
4.
Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo ; 57(3): 233-238, May-Jun/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-752596

RESUMO

The aim of this study was to identify behavioral aspects of the sandfly fauna of a fishing tourism area in the municipality of Bonito (MS). Monthly captures were undertaken from December 2009 to November 2010, using automatic CDC type light traps, from 18h00 to 06h00, in a forested area, a savannah area, peridomiciles and animal shelters near peridomiciliary areas. Nyssomyia whitmani was the most frequent out of a total of 6,699 specimens collected, belonging to 16 species, followed by Psathyromyia bigeniculata and Lutzomyia longipalpis, found in all the environments investigated, though in their greatest numbers in the animal shelters. Ny. whitmani exhibited its highest frequencies during the dry months, coincident with the fishing season, when the risk of transmission of cutaneous leishmaniasis for tourists and inhabitants increases. Noteworthy was the finding of two species naturally infected by flagellates: Ny. whitmani and Pa. bigeniculata. The local population and visiting tourists should be warned of the threat posed by leishmaniasis and the health authorities alerted to the need for adopting environmental sanitary measures, especially regarding such animal shelters as they seem to provide favorable conditions to the proliferation, maintenance and breeding opportunities of phlebotomines.


O objetivo deste estudo foi identificar aspectos do comportamento da fauna flebotomínea de área de turismo pesqueiro localizada no município de Bonito (MS). Foram realizadas capturas mensais no período de dezembro de 2009 a novembro de 2010, utilizando armadilhas luminosas automáticas do tipo CDC das 18:00h às 6:00h, em matas, área de cerrado, peridomicílios e abrigos de animais próximos a áreas peridomiciliares. De um total de 6.699 espécimes coletados, pertencentes a 16 espécies, Nyssomyia whitmani foi a mais frequente, seguida de Psathyromyia bigeniculata e Lutzomyia longipalpis, encontradas em todos os tipos de ambientes, porém com maior expressão em abrigos de animais. Ny. whitmani apresentou frequências mais elevadas nos meses mais secos, coincidentes com a estação da pesca, o que eleva o risco de transmissão da leishmaniose tegumentar a turistas e moradores da área. Importante ressaltar o encontro de duas espécies naturalmente infectadas por flagelados: Ny. whitmani e Pa. bigeniculata. A população local e turistas devem ser advertidos da ameaça que representam as leishmanioses e as autoridades de saúde alertadas para adoção de medidas de saneamento ambiental, principalmente com relação aos abrigos de animais, que parecem fornecer condições favoráveis para a proliferação, manutenção e reprodução de flebotomíneos.


Assuntos
Animais , Humanos , Pesqueiros , Insetos Vetores/classificação , Phlebotomus/classificação , Brasil , Leishmaniose Cutânea/transmissão , Densidade Demográfica , Estações do Ano
5.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 110(4): 551-559, 09/06/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-748859

RESUMO

This study updates the geographic distributions of phlebotomine species in Central-West Brazil and analyses the climatic factors associated with their occurrence. The data were obtained from the entomology services of the state departments of health in Central-West Brazil, scientific collections and a literature review of articles from 1962-2014. Ecological niche models were produced for sandfly species with more than 20 occurrences using the Maxent algorithm and eight climate variables. In all, 2,803 phlebotomine records for 127 species were analysed. Nyssomyia whitmani, Evandromyia lenti and Lutzomyia longipalpis were the species with the greatest number of records and were present in all the biomes in Central-West Brazil. The models, which were produced for 34 species, indicated that the Cerrado areas in the central and western regions of Central-West Brazil were climatically more suitable to sandflies. The variables with the greatest influence on the models were the temperature in the coldest months and the temperature seasonality. The results show that phlebotomine species in Central-West Brazil have different geographical distribution patterns and that climate conditions in essentially the entire region favour the occurrence of at least one Leishmania vector species, highlighting the need to maintain or intensify vector control and surveillance strategies.


Assuntos
Animais , Insetos Vetores/classificação , Phlebotomus/classificação , Distribuição Animal , Brasil , Clima , Leishmaniose/transmissão , Densidade Demográfica , Estações do Ano
6.
Belo Horizonte; s.n; 2015. 129 p.
Tese em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942728

RESUMO

O município de Belo Horizonte e sua região metropolitana ilustram o mais sério exemplo de expansão da leishmaniose visceral no sudeste do Brasil. O município e o parque Estadual do Sumidouro localizam-se no bioma cerrado, segundo maior bioma terrestre da América do Sul. Os objetivos deste projeto foram:estudar a variação sazonal da fauna flebotomínica no DS Venda Nova (Belo Horizonte) e no PES; descrever os padrões de riqueza e diversidade fauna flebotomínica nas formações vegetais do PES e no DS Venda Nova; determinar a taxa de infecção natural de fêmeas capturadas; estudar a variação morfológica das populações de Lu. longipalpis coletadas nos diferentes ambientes; avaliar os impactos das ações de controle realizadas no DS Venda Nova nas taxas de ocorrência sazonal e densidade das populações de flebotomíneos. Foram realizadas coletadas mensais no período de agosto de 2011 a agosto de 2013. Os insetos foram identificados de acordo com Galati 2003. As fêmeas coletadas não ingurgitadas foram submetidas à extração de DNA e reações de PCR e de PCR-RFLP para a averiguação da infecção natural por espécies de Leishmania. Para comparação das localidades de estudo foi utilizada análise descritiva e índices ecológicos. Para a comparação morfológica trinta casais (quinze proveniente do DS Venda Nova e quinze do PES) da espécie Lu. longipalpis foram medidos, e foram comparados tantos as médias como as variâncias dos caracteres entre os grupos.


As ações de controle da LV no DS Venda Nova realizadas nos período de janeiro de 2011 a dezembro de 2013 foram analisadas descritivamente e relacionadas à curva sazonal de Lu. longipalpis. A riqueza, a diversidade e a equitabilidade da fauna de flebotomíneos foram marcadamente diferentes entre o DS Venda Nova e o PES. Na área urbana foram coletados 2.247 espécimes pertencentes a cinco gêneros e oito espécies, a curva de acumulação de espécies atingiu a saturação na 19º amostragem. No DS Venda Nova a curva de variação sazonal foi delineada principalmente por Lu. longipalpis e 95,3% dos espécimes pertenciam a esta espécie.


Lu. longipalpis apresentou taxas de infecção natural de 1,01% para Leishmaniainfantum e 1,77% para Leishmaniabraziliensis. No PES foram coletados 4.675 espécimes pertencentes a cinco gêneros e 25 espécies e a curva de acumulação atingiu a saturação na 16º amostragem. No PES não houve uma única espécie que apresentasse padrão tão pronunciado de dominância. Lu. longipalpis correspondeu a 5,35% dos espécimes. Diversas espécies com envolvimento (suspeito ou comprovado) nos ciclos de LTA foram registradas. Uma fêmea do complexo cortellezzi apresentou detecção positiva para Le. braziliensis. A comparação morfométrica e de composição de feromônios indicou grande similaridade entre as duas populações de Lu. longipalpis avaliadas. A análise realizada para correlação das ações de controle com a variação sazonal de Lu. longipalpis indicam a necessidade de estudos pormenorizados para inferências mais robustas. Os resultados evidenciam a dominância da espécie Lu. longipalpis no ambiente urbano, e indicam que as mudanças antrópicas no cerrado podem alterar a composição das populações de flebotomineos e os ciclos de transmissão de patógenos aos humanos.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Leishmania infantum/parasitologia , Leishmaniose Visceral/prevenção & controle , Phlebotomus/patogenicidade
7.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 109(8): 1064-1069, 12/2014. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-732595

RESUMO

In sandflies, the absence of the peritrophic matrix (PM) affects the rate of blood digestion. Also, the kinetics of PM secretion varies according to species. We previously characterised PpChit1, a midgut-specific chitinase secreted in Phlebotomus papatasi (PPIS) that is involved in the maturation of the PM and showed that antibodies against PpChit1 reduce the chitinolytic activity in the midgut of several sandfly species. Here, sandflies were fed on red blood cells reconstituted with naïve or anti-PpChit1 sera and assessed for fitness parameters that included blood digestion, oviposition onset, number of eggs laid, egg bouts, average number of eggs per bout and survival. In PPIS, anti-PpChit1 led to a one-day delay in the onset of egg laying, with flies surviving three days longer compared to the control group. Anti-PpChit1 also had a negative effect on overall ability of flies to lay eggs, as several gravid females from all three species were unable to lay any eggs despite having lived longer than control flies. Whereas the longer survival might be associated with improved haeme scavenging ability by the PM, the inability of females to lay eggs is possibly linked to changes in PM permeability affecting nutrient absorption.


Assuntos
Animais , Feminino , Masculino , Quitinases/imunologia , Soros Imunes , Fatores Imunológicos/farmacologia , Proteínas de Insetos/efeitos dos fármacos , Insetos Vetores/efeitos dos fármacos , Phlebotomus/efeitos dos fármacos , Quitinases , DNA Complementar , Digestão/efeitos dos fármacos , Comportamento Alimentar , Absorção Gastrointestinal/efeitos dos fármacos , Hemoglobinas , Soros Imunes/imunologia , Proteínas de Insetos , Insetos Vetores/fisiologia , Camundongos Endogâmicos BALB C , Controle de Mosquitos/métodos , Oviposição/efeitos dos fármacos , Plasmídeos , Phlebotomus/fisiologia
8.
Rev. bras. parasitol. vet ; 23(1): 55-62, Jan-Mar/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-707198

RESUMO

The objective of this study was to perform an epidemiological survey to determine the areas at risk of visceral leishmaniasis through the detection and quantification of natural infection by Leishmania infantum in Lutzomyia longipalpis. The sandflies were captured between February 2009 and January 2010, at 21 sites in four regions of the Fortaleza municipality. Samples were screened for the presence of Leishmania DNA by Real Time PCR (qPCR), amplification of kDNA minicircle sequence. Out of the 123 pools of analyzed sandflies, 45 were positive for L.infantum, and the minimum infection rate was 3.7%. In the north, south, east and west regions, the pool screen assay predicted sand-fly infection prevalence of 3.4%, 4.7%, 4.9% and 8.4%, respectively. The parasite load ranged from 2.45 ± 0.96 to 2,820,246 ± 106,072. No statistical differences were found with respect to the frequency of sand-fly infection between the regions (P=0.3014), seasons (P = 0.3906) or trap locations (P = 0.8486). Statistical differences were found with respect to the frequency of sand-fly infection between the two seasons only in the west region (P=0.0152). The qPCR was able to detect and quantify L. infantum in L. longipalpis, therefore succeeding in identifying the areas of greatest risk of VL transmission.


O objetivo foi realizar um estudo epidemiológico para determinar as áreas de risco de transmissão de leishmaniose visceral pela detecção e quantificação de infecções naturais por Leishmania infantum em Lutzomyia longipalpis. As coletas foram realizadas entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2010 em 21 locais, distribuídos em quatro regiões do município de Fortaleza. As amostras foram testadas quanto à presença de DNA de Leishmania por PCR em tempo real (qPCR). Dos 123 pools de flebotomíneos investigados, 45 foram positivos para L. infantum, e a taxa de infecção mínima foi de 3,7%. Nas regiões Norte, Sul, Leste e Oeste, a prevalência de flebotomíneos infectados foi de 3,4%, 4,7%, 4,9% e 8,4%, respectivamente. A carga de parasitas nos pools variou de 2,45 ± 0,96 a 2.820.246 ± 106.072. Não foram observadas diferenças significativas na frequência de flebotomíneos infectados entre as regiões (P = 0,3014), estação do ano (P = 0,3906) ou localização da armadilha (P = 0,8486). Foram observadas diferenças significativas na frequência de flebotomíneos somente na região oeste durante a estação chuvosa (P = 0,0152). A qPCR foi capaz de detectar e quantificar L. infantum em L. longipalpis, identificando as áreas de maior risco de transmissão de leishmaniose visceral.


Assuntos
Animais , Leishmania infantum/fisiologia , Phlebotomus/parasitologia , Brasil , Monitoramento Epidemiológico , Carga Parasitária
9.
Rev. Soc. Bras. Med. Trop ; 47(1): 57-62, Jan-Feb/2014. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-703153

RESUMO

Introduction: In past decades, leishmaniasis burden has been low across Egypt; however, changing environment and land use has placed several parts of the country at risk. As a consequence, leishmaniasis has become a particularly difficult health problem, both for local inhabitants and for multinational military personnel. Methods: To evaluate coarse-resolution aspects of the ecology of leishmaniasis transmission, collection records for sandflies and Leishmania species were obtained from diverse sources. To characterize environmental variation across the country, we used multitemporal Land Surface Temperature (LST) and Normalized Difference Vegetation Index (NDVI) data from the Moderate Resolution Imaging Spectroradiometer (MODIS) for 2005-2011. Ecological niche models were generated using MaxEnt, and results were analyzed using background similarity tests to assess whether associations among vectors and parasites (i.e., niche similarity) can be detected across broad geographic regions. Results: We found niche similarity only between one vector species and its corresponding parasite species (i.e., Phlebotomus papatasi with Leishmania major), suggesting that geographic ranges of zoonotic cutaneous leishmaniasis and its potential vector may overlap, but under distinct environmental associations. Other associations (e.g., P. sergenti with L. major) were not supported. Mapping suitable areas for each species suggested that northeastern Egypt is particularly at risk because both parasites have potential to circulate. Conclusions: Ecological niche modeling approaches can be used as a first-pass assessment of vector-parasite interactions, offering useful insights into constraints on the geography of transmission patterns of leishmaniasis. .


Assuntos
Animais , Humanos , Insetos Vetores/parasitologia , Leishmaniose/transmissão , Phlebotomus/parasitologia , Ecossistema , Egito , Geografia Médica , Insetos Vetores/classificação , Leishmaniose/parasitologia , Phlebotomus/classificação
10.
Belo Horizonte; s.n; 2014. XIX, 122 p.
Tese em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-940901

RESUMO

No Novo Mundo, as leishmanioses constituem um grupo de doenças negligenciadas, com alta prevalência mundial e que podem assumir formas graves. Elas são transmitidas ao homem pela picada de flebotomíneos, existindo uma gama de reservatórios, sendo o cão o principal hospedeiro urbano. Neste contexto, as leishmanioses, principalmente a forma visceral zoonótica, tem se urbanizado no Brasil e em várias partes do mundo. O objetivo do presente trabalho foi estudar alguns aspectos epidemiológicos das leishmanioses e o conhecimento da população sobre a doença no município de Formiga, MG. Estes aspectos se referem principalmente à fauna flebotomínica e à infecção canina. Para se conhecer a fauna flebotomínica, foram realizadas coletas sistemáticas mensais entre maio 2012 e abril 2013 utilizando armadilhas luminosas HP em 24 peridomicílios. Os exemplares foram identificados e sua densidade relacionada a fatores climáticos e ambientais. O estudo da frequência da leishmaniose canina foi realizado através da coleta de sangue de 570 cães e posterior análise sorológica (DPP® e ELISA) e molecular (LnPCR). As amostras positivas no LnPCR foram submetidas ao sequenciamento e PCR-RFLP a fim de determinar a espécie de Leishmania. Todos os locais de captura entomológica e os endereços dos cães positivos foram georreferenciados sobre a malha urbana do município e correlacionados aos casos humanos ea fatores ambientais locais. A população foi entrevistada a partir de um questionário quantitativo validado que abordou conceitos relevantes sobre a doença e sobre as condições do peridomicílio. Foram capturados 224 flebotomíneos de 10 espécies diferentes, sendo Lutzomyia longipalpis (35,3%), Lutzomyia cortelezzii (33,5%) e Lutzomyia whitmani (18,3%)as mais abundantes.


Foi observada correlação estatisticamente significativa (p<0,05) entre a densidade total de flebotomíneos e a precipitação e temperatura. Em relação aos cães, a taxa de infecção encontrada, considerando os testes sorológicos e o molecular, foi de 19,1%. O sequenciamento e a PCR-RFLP permitiram identificar as espécies Leishmania infantum e Leishmania braziliensis infectando os cães. As análises espaciais demonstraram que L. whitmani (99,8%) se concentra nas proximidades de extensas áreas verdes e em distâncias de até 200m da vegetação. Lutzomyia longipalpis está mais associado à rede hidrográfica, se concentrando, principalmente, nas faixas distantes até 400m de um curso d’água. Para o município, flebotomíneos, cães positivos e casos humanos estão geograficamente relacionados, embora com pouca sobreposição de suas áreas de ocorrência. O estudo sobre o conhecimento da população revelou que os moradores de Formiga desconhecem completamente a doença (93%) e que 95% deles estão sob algum fator de risco. A existência de flebotomíneos comprovadamente vetores de leishmaniose visceral e tegumentar associado ao fato de existirem cães infectados com espécies, tanto dermotrópicas quanto viscerotrópicas do parasito, sugerem que no município está ocorrendo um ciclo de transmissão deleishmanioses visceral. Além disso, pode ocorrer um possível surgimento de casos humanos de leishmaniose tegumentar. Dessa forma, fica evidente que medidas de vigilância e controle precisam ser urgentemente estabelecidas na cidade para se evitar a dispersão e os óbitos por leishmaniose na região.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Conhecimento , Leishmaniose/epidemiologia , Phlebotomus/parasitologia
11.
Rio de Janeiro; s.n; 2014. 63 p. ilus, mapas, tab.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-713237

RESUMO

As formas imaturas de flebotomíneos, vetores das Leishmanioses, desenvolvem-se em solos com características essenciais e ideais para seus ciclos vitais, como matéria orgânica, umidade, sombra e temperatura. Informações referentes aos potenciais criadouros naturais destes dípteros são fundamentais para compreensão da epidemiologia e ecologia das Leishmanioses. Este trabalho teve como objetivo localizar criadouros naturais de flebotomíneos na Ilha da Marambaia, com o auxilio de armadilhas de emergência e busca direta das formas imaturas, através da técnica de flutuação com solução saturada de açúcar em substratos orgânicos da região, além de coletas com armadilhas luminosas do tipo CDC. A armadilha de emergência utilizada neste trabalho foi uma armadilha adaptada e composta por uma bacia de plástico escura na base e potes coletores transparentes na parte superior. Estas permaneceram no ambiente durante 12 meses, o substrato para processamento na solução saturada de açúcar foram coletados nos 6 primeiros meses e as armadilhas luminosas do tipo CDC nos últimos 6 meses. Ambas as metodologias utilizadas para a busca de criadouros foram eficazes, com um total de 42 exemplares de 6 espécies distintas, capturadas pelas armadilhas de emergência e, 5 formas imaturas obtidas através da técnica de flutuação com solução saturada de açúcar. Vale ressaltar que foram capturadas espécies de importância epidemiológica, em ambas as armadilhas, pois participam do ciclo de transmissão das Leishmanioses, sendo elas Lutzomyia intermedia e L. migonei.Apesar da necessidade de estudos futuros, principalmente no que se refere à ecologia e biologia das formas imaturas, foi possível concluir que a Ilha da Marambaia, mais especificamente a região da Vacaria, apresentam condições favoráveis ao desenvolvimento de criadouros de flebotomíneos, uma vez que possuem cobertura conferida por árvores e presença de serapilheira, fatos estes que podem proteger as formas imaturas. Estas condições devem ser consideradas, uma vez que, estão presentes na maioria dos peridomicílios na Ilha da Marambaia e de ambientes rurais no geral.


Assuntos
Humanos , Vetores de Doenças , Leishmaniose/epidemiologia , Leishmaniose/transmissão , Phlebotomus , Controle Biológico de Vetores
12.
Belo Horizonte; s.n; 2014. XIX, 122 p.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-760587

RESUMO

No Novo Mundo, as leishmanioses constituem um grupo de doenças negligenciadas, com alta prevalência mundial e que podem assumir formas graves. Elas são transmitidas ao homem pela picada de flebotomíneos, existindo uma gama de reservatórios, sendo o cão o principal hospedeiro urbano. Neste contexto, as leishmanioses, principalmente a forma visceral zoonótica, tem se urbanizado no Brasil e em várias partes do mundo. O objetivo do presente trabalho foi estudar alguns aspectos epidemiológicos das leishmanioses e o conhecimento da população sobre a doença no município de Formiga, MG. Estes aspectos se referem principalmente à fauna flebotomínica e à infecção canina. Para se conhecer a fauna flebotomínica, foram realizadas coletas sistemáticas mensais entre maio 2012 e abril 2013 utilizando armadilhas luminosas HP em 24 peridomicílios. Os exemplares foram identificados e sua densidade relacionada a fatores climáticos e ambientais. O estudo da frequência da leishmaniose canina foi realizado através da coleta de sangue de 570 cães e posterior análise sorológica (DPP® e ELISA) e molecular (LnPCR). As amostras positivas no LnPCR foram submetidas ao sequenciamento e PCR-RFLP a fim de determinar a espécie de Leishmania. Todos os locais de captura entomológica e os endereços dos cães positivos foram georreferenciados sobre a malha urbana do município e correlacionados aos casos humanos ea fatores ambientais locais. A população foi entrevistada a partir de um questionário quantitativo validado que abordou conceitos relevantes sobre a doença e sobre as condições do peridomicílio. Foram capturados 224 flebotomíneos de 10 espécies diferentes, sendo Lutzomyia longipalpis (35,3%), Lutzomyia cortelezzii (33,5%) e Lutzomyia whitmani (18,3%)as mais abundantes...


Foi observada correlação estatisticamente significativa (p<0,05) entre a densidade total de flebotomíneos e a precipitação e temperatura. Em relação aos cães, a taxa de infecção encontrada, considerando os testes sorológicos e o molecular, foi de 19,1%. O sequenciamento e a PCR-RFLP permitiram identificar as espécies Leishmania infantum e Leishmania braziliensis infectando os cães. As análises espaciais demonstraram que L. whitmani (99,8%) se concentra nas proximidades de extensas áreas verdes e em distâncias de até 200m da vegetação. Lutzomyia longipalpis está mais associado à rede hidrográfica, se concentrando, principalmente, nas faixas distantes até 400m de um curso d’água. Para o município, flebotomíneos, cães positivos e casos humanos estão geograficamente relacionados, embora com pouca sobreposição de suas áreas de ocorrência. O estudo sobre o conhecimento da população revelou que os moradores de Formiga desconhecem completamente a doença (93%) e que 95% deles estão sob algum fator de risco. A existência de flebotomíneos comprovadamente vetores de leishmaniose visceral e tegumentar associado ao fato de existirem cães infectados com espécies, tanto dermotrópicas quanto viscerotrópicas do parasito, sugerem que no município está ocorrendo um ciclo de transmissão deleishmanioses visceral. Além disso, pode ocorrer um possível surgimento de casos humanos de leishmaniose tegumentar. Dessa forma, fica evidente que medidas de vigilância e controle precisam ser urgentemente estabelecidas na cidade para se evitar a dispersão e os óbitos por leishmaniose na região...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Conhecimento , Leishmaniose/epidemiologia , Phlebotomus/parasitologia
13.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(7): 845-849, 1jan. 2013. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-696018

RESUMO

During a research project aimed at the study of the Culicinae fauna of Gabon and carried out in the National Park of La Lopé, we captured an unknown sandfly male specimen (genus Phlebotomus) by CDC miniature light trap belonging to a new species for Science. Furthermore, the originality of his genitalia does not allow us to include this species in one of the existing subgenus, thus in this paper we propose the creation of a new subgenus, as Phlebotomus (Legeromyia) multihamatus sp. nov., subg. nov. described from the National Park of La Lopé, through one male captured with CDC miniature light trap. A new species and a new subgenus of sandfly is characterised by a short style with three spines, a paramere wearing a basal hook as well as a basal pouch and the absence of basal lobe on the coxite. The originality of the genitalia of the male gives way to discussion about potential primary homologies between P. multihamatus sp. nov. and Phlebotomus (Abonnencius) fortunatarum, Phlebotomus (Anaphlebotomus) stantoni and Phlebotomus (Euphlebotomus) argentipes, which should be verified for future studies. The discovery of this new species in Gabon must encourage the study of sandflies in this country.


Assuntos
Animais , Masculino , Phlebotomus/anatomia & histologia , Phlebotomus/classificação , Gabão , Especificidade da Espécie
14.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(6): 671-678, set. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-685492

RESUMO

Sandflies (Diptera: Psychodidae) are important disease vectors of parasites of the genus Leishmania, as well as bacteria and viruses. Following studies of the midgut transcriptome of Phlebotomus papatasi, the principal vector of Leishmania major, two non-classical Kazal-type serine proteinase inhibitors were identified (PpKzl1 and PpKzl2). Analyses of expression profiles indicated that PpKzl1 and PpKzl2 transcripts are both regulated by blood-feeding in the midgut of P. papatasi and are also expressed in males, larva and pupa. We expressed a recombinant PpKzl2 in a mammalian expression system (CHO-S free style cells) that was applied to in vitro studies to assess serine proteinase inhibition. Recombinant PpKzl2 inhibited α-chymotrypsin to 9.4% residual activity and also inhibited α-thrombin and trypsin to 33.5% and 63.9% residual activity, suggesting that native PpKzl2 is an active serine proteinase inhibitor and likely involved in regulating digestive enzymes in the midgut. Early stages of Leishmania are susceptible to killing by digestive proteinases in the sandfly midgut. Thus, characterising serine proteinase inhibitors may provide new targets and strategies to prevent transmission of Leishmania.


Assuntos
Animais , Feminino , Masculino , Trato Gastrointestinal/enzimologia , Insetos Vetores/parasitologia , Phlebotomus/enzimologia , Inibidores de Serino Proteinase/isolamento & purificação , Células CHO , Cricetulus , Quimotripsina/metabolismo , Dípteros/genética , Expressão Gênica , Leishmaniose/prevenção & controle , Estágios do Ciclo de Vida/genética , Psychodidae/parasitologia , Análise de Regressão , Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa , Proteínas Recombinantes/isolamento & purificação , Proteínas Recombinantes/metabolismo , Análise de Sequência , Inibidores de Serino Proteinase/genética , Inibidores de Serino Proteinase/metabolismo , Trombina/metabolismo , Tripsina/metabolismo
15.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(4): 414-420, jun. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-678289

RESUMO

Individual, naturally occurring Phlebotomus mongolensis and Phlebotomus caucasicus from Iran were screened for infections with the maternally inherited intracellular Rickettsia-like bacterium Wolbachia pipientis via targeting a major surface protein gene (wsp). The main objective of this study was to determine if W. pipientis could be detected in these species. The sandflies were screened using polymerase chain reaction to amplify a fragment of the Wolbachia surface protein gene. The obtained sequences were edited and aligned with database sequences to identify W. pipientis haplotypes. Two strains of Wolbachia were found. Strain Turk 54 (accession EU780683) is widespread and has previously been reported in Phlebotomus papatasi and other insects. Strain Turk 07 (accession KC576916) is a novel strain, found for first time in the two sister species. A-group strains of W. pipientis occur throughout much of the habitat of these sandflies. It is possible that Wolbachia is transferred via horizontal transmission. Horizontal transfer could shed light on sandfly control because Wolbachia is believed to drive a deleterious gene into sandflies that reduces their natural population density. With regard to our findings in this study, we can conclude that one species of sandfly can be infected with different Wolbachia strains and that different species of sandflies can be infected with a common strain.


Assuntos
Animais , Insetos Vetores/microbiologia , Phlebotomus/microbiologia , Wolbachia/genética , Sequência de Bases , Irã (Geográfico) , Leishmaniose Cutânea/transmissão , Dados de Sequência Molecular , Reação em Cadeia da Polimerase , Wolbachia/isolamento & purificação
16.
Mem. Inst. Oswaldo Cruz ; 108(2): 197-204, abr. 2013. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-670395

RESUMO

Visceral leishmaniasis, or kala-azar, is recognised as a serious emerging public health problem in India. In this study, environmental parameters, such as land surface temperature (LST) and renormalised difference vegetation indices (RDVI), were used to delineate the association between environmental variables and Phlebotomus argentipes abundance in a representative endemic region of Bihar, India. The adult P. argentipes were collected between September 2009-February 2010 using the hand-held aspirator technique. The distribution of P. argentipes was analysed with the LST and RDVI of the peak and lean seasons. The association between environmental covariates and P. argentipes density was analysed a multivariate linear regression model. The sandfly density at its maximum in September, whereas the minimum density was recorded in January. The regression model indicated that the season, minimum LST, mean LST and mean RDVI were the best environmental covariates for the P. argentipes distribution. The final model indicated that nearly 74% of the variance of sandfly density could be explained by these environmental covariates. This approach might be useful for mapping and predicting the distribution of P. argentipes, which may help the health agencies that are involved in the kala-azar control programme focus on high-risk areas.


Assuntos
Animais , Feminino , Humanos , Masculino , Ecossistema , Insetos Vetores/classificação , Phlebotomus/classificação , Tecnologia de Sensoriamento Remoto , Doenças Endêmicas , Índia/epidemiologia , Leishmaniose Visceral/epidemiologia , Leishmaniose Visceral/transmissão , Densidade Demográfica , Estações do Ano , Análise Espacial
17.
Belo Horizonte; s.n; 2013. 105 p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-678034

RESUMO

A transmissão das espécies de Leishmania aos hospedeiros vertebrados envolvevárias espécies de flebotomíneos no Brasil. Um estudo sobre a composição dafauna de flebotomíneos foi realizado no município de Divinópolis, Minas Gerais,Brasil, área endêmica para leishmaniose tegumentar (LT), e de transmissãomoderada para leishmaniose visceral (LV). Foram realizadas coletas sistematizadas mensais para captura de flebotomíneos durante um ano, de setembro de 2010 a agosto de 2011, com armadilhas luminosas HP instaladas em área urbana, em 15 peridomicílios de casas onde se registrou pelo menos um caso de LT ou LV, e em 5 fragmentos de mata. Também foram realizadas coletas não sistematizadas utilizando armadilhas de Shannon nos fragmentos de mata. A detecção de DNA de Leishmania sp. nos espécimes de flebotomíneos foi realizada por meio da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e para a identificação da amostra positiva foi utilizada a técnica de sequenciamento genético de fragmentos de DNA. Um total de1.088 espécimes de flebotomíneos foram coletados pertencentes ao gênero Brumptomyia e Lutzomyia, e 18 espécies. Lutzomyia longipalpis, o principal vetor da Leishmania infatum no Brasil, foi a espécie mais freqüente, sendo encontrada em 14 das 20 localidades. As espécies Lu. longipalpis e Lu. whitmani foram as únicascoletadas em todos os meses de estudo. Nenhuma das espécies foi encontrada em todas as localidades de estudo. As cinco espécies mais frequentes foram: Lu. longipalpis (76,9%), Lu. lenti (8,3%), Lu. whitmani (5,0%), Lu. sallesi (2,8%) e Lu. aragaoi (2,2%). Não foi observada correlação estatisticamente significativa entre densidade total de flebotomíneos e variáveis climáticas durante o período de estudo.As análises moleculares detectaram DNA de Leishmania infantum em um exemplarde Lu. longipalpis.


Os dados apontam para a necessidade de medidas de controle da população de flebotomíneos no município de Divinópolis e adoção de estratégias de vigilância entomológica


Assuntos
Humanos , Animais , Bovinos , Leishmania/parasitologia , Leishmaniose/transmissão , Phlebotomus/parasitologia
18.
Belo Horizonte; s.n; 2013. 105 p. ilus.
Tese em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-938549

RESUMO

A transmissão das espécies de Leishmania aos hospedeiros vertebrados envolvevárias espécies de flebotomíneos no Brasil. Um estudo sobre a composição dafauna de flebotomíneos foi realizado no município de Divinópolis, Minas Gerais,Brasil, área endêmica para leishmaniose tegumentar (LT), e de transmissãomoderada para leishmaniose visceral (LV). Foram realizadas coletas sistematizadas mensais para captura de flebotomíneos durante um ano, de setembro de 2010 a agosto de 2011, com armadilhas luminosas HP instaladas em área urbana, em 15 peridomicílios de casas onde se registrou pelo menos um caso de LT ou LV, e em 5 fragmentos de mata. Também foram realizadas coletas não sistematizadas utilizando armadilhas de Shannon nos fragmentos de mata. A detecção de DNA de Leishmania sp. nos espécimes de flebotomíneos foi realizada por meio da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) e para a identificação da amostra positiva foi utilizada a técnica de sequenciamento genético de fragmentos de DNA. Um total de1.088 espécimes de flebotomíneos foram coletados pertencentes ao gênero Brumptomyia e Lutzomyia, e 18 espécies. Lutzomyia longipalpis, o principal vetor da Leishmania infatum no Brasil, foi a espécie mais freqüente, sendo encontrada em 14 das 20 localidades. As espécies Lu. longipalpis e Lu. whitmani foram as únicascoletadas em todos os meses de estudo. Nenhuma das espécies foi encontrada em todas as localidades de estudo. As cinco espécies mais frequentes foram: Lu. longipalpis (76,9%), Lu. lenti (8,3%), Lu. whitmani (5,0%), Lu. sallesi (2,8%) e Lu. aragaoi (2,2%). Não foi observada correlação estatisticamente significativa entre densidade total de flebotomíneos e variáveis climáticas durante o período de estudo.As análises moleculares detectaram DNA de Leishmania infantum em um exemplarde Lu. longipalpis.


Os dados apontam para a necessidade de medidas de controle da população de flebotomíneos no município de Divinópolis e adoção de estratégias de vigilância entomológica


Assuntos
Humanos , Animais , Bovinos , Leishmania/parasitologia , Leishmaniose/transmissão , Phlebotomus/parasitologia
19.
Rev. patol. trop ; 41(2): 215-221, abr.-jun. 2012. tab, mapas
Artigo em Inglês | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-653350

RESUMO

A research project with the purpose of investigating the Culicidae mosquito fauna and Anopheles ecology was undertaken before, during and after the construction of Porto Primavera dam on the Paraná River, between São Paulo (SP) and Mato Grosso do Sul (MS) States, between 1997 and 2003.The objective of this article is to report on the species of sand flies that were also captured during the collections undertaken with Shannon traps and human bait. A total of 526 (430, 96) specimens, 73 (2, 71) with human bait and 453 (94, 359) with Shannon traps were captured, belonging to seven species: Bichromomyia flavisculellata (6), Brumptomyia sp. (1), Evandromyia sp. (2),Lutzomyia almerioi (1, 2), Nyssomyia neivai (92, 412), Psathyromyia punctigeniculata (2)and Psathyromyia shannoni (3, 5). Ny. neivai, a probable vector of Leishmania braziliensis, predominated (95.8percent). Bi. flaviscutellata, the main vector of Leishmania amazonensis, is reported here for the first time in the west of SP and Lu. almerioi, an anthropophilic species, was captured forthe first time in SP. Thus more studies are necessary in this region since these three species of sand flies may represent a risk for the transmission of Leishmania spp. to people frequenting the forested banks of this reservoir.


Assuntos
Leishmaniose/epidemiologia , Leishmaniose/transmissão , Phlebotomus , Barragens , Brasil/epidemiologia
20.
Cad. saúde pública ; 27(12): 2461-2468, dez. 2011. graf, mapas
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-610726

RESUMO

Relatam-se os resultados de coletas de flebotomíneos em seis lotes na zona rural no Município de Japurá, Estado do Paraná, Brasil, mostrando a presença de flebotomíneos no domicílio, peridomicílio e em matas residuais. As coletas de flebotomíneos foram realizadas com armadilhas de Falcão, das 20:00h às 03:00h. Nos lotes 195, 223, 236 e 527 foram feitas três coletas em diferentes períodos, de dezembro de 2007 a janeiro de 2009. Nos lotes 175 e 218, as coletas foram feitas de janeiro a dezembro de 2008. Coletaram-se 8.453 flebotomíneos, com uma média horária (MH) de 155,40 exemplares. Nyssomyia neivai foi a espécie dominante. A maioria dos flebotomíneos foi coletada em abrigos de animais domésticos (MH = 75,91) e nas matas ciliares (MH = 38,45), nos meses mais quentes e chuvosos, num ambiente peridomiciliar com acúmulo de matéria orgânicas e descarte inadequado de águas de uso doméstico, o que mostra a necessidade da limpeza regular do peridomicílio e do afastamento dos abrigos de animais domésticos das residências.


This study reports the results from sandfly captures at six sites in a rural area of Japurá, Paraná State, Brazil, showing the vector's presence indoors, outdoors, and in residual forest. Sandfly captures were performed with Falcão traps from 8:00 AM to 3:00 PM. At sites 195, 223, 236, and 527, three captures were performed at different times from December 2007 to January 2009. At sites 175 and 218, captures were performed from January to December 2008. 8,453 sandflies were captured, with an average of 155.40 specimens per hour. Nyssomyia neivai was the predominant species. Most sandflies were captured in domestic animal shelters (75.91 per hour) and in ciliary forest (38.45 per hour) during the hottest and rainiest months, in the outdoor environment with accumulation of organic matter and inadequate disposal of household wastewater. The study emphasizes the need for regular outdoor cleaning around households and building domestic animal shelters far from residences.


Assuntos
Animais , Humanos , Controle de Insetos , Insetos Vetores , Leishmaniose Cutânea/prevenção & controle , Phlebotomus , Brasil , Insetos Vetores/classificação , Phlebotomus/classificação , Estações do Ano
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA