Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 23
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Biosci. j. (Online) ; 35(1): 177-186, jan./fev. 2019. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1048571

RESUMO

Seeds of arugula (Eruca sativa Miller, cv. Cultivada), carrot (Daucus carota L., cv. Nantes), eggplant (Solanum melongena L., cv. Embú) and watermelon [Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai cv. Crimson Sweet] were submitted to different osmotic potentials induced by polyethylene glycol(PEG) with the objective of evaluate the effects of drought stress on seed germination and initial seedling growth. Seeds were distributed in plastic boxes containing blotter paper, soaked with PEG solutions prepared with osmotic potentials 0.0 (control), ­0.2, ­0.4, and ­0.8 MPa and kept into a seed germinator, at 25 °C for 14 days. A completely randomized design in a 4 × 4 factorial scheme with four replicates of 50 seeds each was used. The results showed that by increasing of the osmotic potential level, germinated seeds number, germination rate index, root and shoot length, shoot and root dry matter, and seedling vigor indices decreased, while mean germination time and root: shoot ratio increased in all four vegetable crops. Additionally, the carrot and watermelon are more susceptible than arugula and eggplant to drought stress, with germination response declining more rapidly with the rise of osmotic potential level. Arugula and eggplant crops tolerate water stress of up to ­0.2 MPa, without reducing germination of the seeds; however, the growth of shoots and roots are inhibited. The germination process of eggplant and watermelon seeds are completely inhibited at ­0.8 MPa osmotic potential, whereas germination of carrot seeds is completely inhibited at ­0.4 MPa osmotic potential. Severe drought stress limits the process of seed germination and initial seedling growth of vegetable crops.


Sementes de rúcula (Eruca sativa Miller, cv. Cultivada), cenoura (Daucus carota L., cv. Nantes), berinjela (Solanum melongena L., cv. Embú) e melancia [Citrullus lanatus (Thunb.) Matsum. & Nakai cv. Crimson Sweet] foram submetidas a diferentes potenciais osmóticos simulados com polietileno glicol (PEG 6000) com o objetivo de avaliar os efeitos do estresse hídrico na germinação e no crescimento inicial das plântulas. As sementes foram distribuídas em caixas plásticas tipo Gerbox® contendo papel mata-borrão, o qual foi umedecido com diferentes soluções de PEG preparadas com quatro níveis de potenciais osmótico [0 (controle); ­0,2; ­0,4; e ­0,8 MPa]. As caixas plásticas foram então mantidas em câmara de germinação à 25 °C por 14 dias. O delineamento utilizado foi o inteiramente casualizado, em esquema fatorial 4 × 4, com quatro repetições de 50 sementes cada. Os resultados mostraram que o aumento do nível de potencial osmótico da solução reduziu a porcentagem de germinação das sementes, o índice de velocidade de germinação, o comprimentos da parte aérea e da raiz principal, a produção de matéria seca da parte aérea e das raízes e os índices de vigor das plântulas, enquanto que o tempo médio de germinação e a relação entre a matéria seca da raiz/parte aérea aumentou em todas as quatro espécies de hortaliças. As culturas de cenoura e melancia são mais susceptível que a rúcula e a berinjela ao estresse hídrico, com resposta de germinação declinando mais rapidamente com o aumento do nível de potencial osmótico. A rúcula e a berinjela toleram estresse hídrico de até ­0,2 MPa, sem reduzir o processo de germinação das sementes; no entanto, o crescimento da parte aérea e das raízes são inibidos. O processo de germinação das sementes de berinjela e melancia são completamente inibidos em potencial osmótico de ­0.8 MPa, ao passo que a germinação das sementes de cenoura é completamente inibida em potencial osmótico de ­0.4 MPa. O estresse hídrico severo limita o processo de germinação das sementes e crescimento inicial de plântulas das quatro espécies de hortaliças.


Assuntos
Sementes , Daucus carota , Brassicaceae , Citrullus , Desidratação , Solanum melongena , Verduras
2.
Arq. Inst. Biol ; 85: e0362017, 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-996829

RESUMO

Collard greens Brassica oleracea var. acephala is one of the most important horticultural grown in Brazil for human feeding. The caterpillar Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae) stands out among the important pest in Brassicaceae causing severe plant defoliation. The objective of this study was to identify resistant genotypes (antixenosis) in 26 collard greens genotypes to A. monuste orseis. In free-choice test, randomized blocks were used; and in the non-choice test we adopted a completely randomized design. Manteiga de Jundiaí, crespa de Capão Bonito, couve de Arthur Nogueira 1, manteiga I-1811, manteiga de Ribeirão Pires I-1811, orelha-de-elefante and Pires 1 de Campinas presented antixenosis (non-preference for oviposition). Pires 1 de Campinas, manteiga I-1811, manteiga de São José, verde-escura and manteiga de Monte Alegre presented antixenosis (non-preference for feeding). These collard greens genotypes can be directly used by farmers for cultivation or by breeders as donor sources in breeding programs for resistance to A. monuste orseis.(AU)


Brassica oleracea var. acephala (couve comum) é uma das mais importantes olerícolas cultivadas no Brasil para alimentação humana. A lagarta Ascia monuste orseis (Lepidoptera: Pieridae) destaca-se entre as pragas mais significativas no cultivo de Brassicaceae por causar severa desfolha na planta. O objetivo deste trabalho foi identificar, em 26 genótipos de couve comum, fontes de resistência (antixenose) a A. monuste orseis. No teste de livre escolha, adotou-se o esquema casualizado de blocos; e no teste sem chance de escolha o esquema foi inteiramente casualizado. Manteiga de Jundiaí, crespa de Capão Bonito, couve de Arthur Nogueira 1, manteiga I-1811, manteiga de Ribeirão Pires I-1811, orelha-de-elefante e Pires 1 de Campinas apresentaram antixenose (não preferência para oviposição). Pires 1 de Campinas, manteiga I-1811, manteiga de São José, verde-escura e manteiga de Monte Alegre apresentaram antixenose (não preferência para alimentação). Esses genótipos de couve comum podem ser cultivados diretamente por agricultores ou ser usados por melhoristas em programas de melhoramento genético para resistência a A. monuste orseis.(AU)


Assuntos
Controle de Pragas/métodos , Brassicaceae , Brassica , Lepidópteros
3.
Braz. j. biol ; 77(4): 703-709, Nov. 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-888815

RESUMO

Abstract The purpose of this study was to investigate the development and reproduction of the zoophytophagous predator Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) fed kale, broccoli and cabbage affects its. Nymphs and adults of this predator were fed on larvae of Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) as prey with kale, cabbage, or broccoli. In the nymph period, the duration and prey consumption were similar with all the Brassicacea cultivar. However, nymph viability was higher for predators with broccoli leaves. The mean weight of 5th-instar nymphs, newly emerged females and the sex ratio were similar among the Brassicacea cultivars, while newly emerged males were heavier with kale and broccoli leaves. The supply of broccoli leaves resulted in greater oviposition, higher number of eggs per egg mass and longer longevity of P. nigrispinus males and females. Furthermore, the consumption of P. xylostella larvae by adult predators was higher with these cultivars. The net reproductive rate (R0) and mean generation time (T) were highest for predators with prey and broccoli leaves. The reproductive parameters of P. nigrispinus were enhanced when fed on P. xylostella larvae with and broccoli leaves, which can be an alternative diet in laboratory rearing of this predator.


Resumo O objetivo deste estudo foi verificar o desenvolvimento e reprodução do zoofitófago Podisus nigrispinus (Dallas) (Heteroptera: Pentatomidae) em couve, brócolis e repolho. Ninfas e adultos deste predador foram alimentados com lagartas de Plutella xylostella (L.) (Lepidoptera: Plutellidae) como presa e receberam folhas de couve, repolho ou brócolis. Durante o período ninfal, a duração do período e o consumo de presas foram semelhantes com as diferentes cultivares de brassicácea. Porém, a viabilidade ninfal foi maior para predadores com folhas de brócolis. O peso de ninfas de quinto instar e de fêmeas recém-emergidas e a razão sexual de P. nigrispinus foram semelhantes entre as cultivares de brassicáceas, enquanto que o peso de machos recém-emergidos foi maior com folhas de couve e brócolis. Folhas de brócolis proporcionaram maiores número de oviposições, ovos por postura e longevidade de machos e fêmeas de P. nigrispinus. Além disso, o consumo de lagartas de P. xylostella por adultos desse predador fora maiores com esta cultivar. A taxa líquida de reprodução (R0) e o tempo médio de geração (T) foram maiores para predadores com presa e folhas de brócolis. Podisus nigrispinus alimentados com lagartas de P. xylostella e folhas de brócolis apresentaram melhores parâmetros reprodutivos, podendo ser uma alternativa para a criação deste predador em laboratório.


Assuntos
Animais , Masculino , Feminino , Comportamento Predatório , Brassicaceae/química , Heterópteros/fisiologia , Mariposas/química , Ninfa/fisiologia , Heterópteros/crescimento & desenvolvimento , Cadeia Alimentar , Larva/crescimento & desenvolvimento , Larva/química , Mariposas/crescimento & desenvolvimento , Ninfa/crescimento & desenvolvimento
4.
Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát ; 15(3): 182-191, May. 2016. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-907534

RESUMO

La decocción de la planta de Tarenaya hassleriana es utilizada en la región del Río de La Plata por sus propiedades como rubefaciente, digestiva, y antiescorbútica. El objetivo del estudio fue investigar caracteres de la hoja y tallo para identificar esta especie a partir de muestras enteras o fragmentadas. Se emplearon técnicas habituales de microscopia óptica y análisis histoquímico para identificar almidón, sustancias lipofílicas, fenólicas y mirosina. Los caracteres diagnósticos fueron: en la hoja, folíolos con venación eucamptódroma, con estomas anomocíticos presentes en ambas caras; tricomas glandulares uniseriados y pluriseriados, con cabezas unicelulares y pluricelulares conteniendo sustancias lipofílicas; mesofilo dorsiventral; en el tallo, la corteza primaria formada por varias capas de colénquima tangencial seguido de parénquima; el cilindro vascular secundario rodea la médula sólida, en cuyo parénquima se halló almidón, cristales poliédricos y esferocristales. Se detectaron idioblastos de mirosina en la epidermis y parénquimas de la hoja y el tallo. Los parámetros micrográficos descriptos garantizan una correcta identificación de T. hassleriana.


Plant decoction of Tarenaya hassleriana is used as a traditional medicine in the Río de La Plata area. It has rubefacient, digestive, and antiscorbutic properties. The aim of this study was to investigate leaf and stem microcharacters to identify this species from whole or fragmented samples. The usual techniques of optical microscopy were employed. Histochemical tests for starch, lipophilic substances, phenolic substances, and mirosina were used. The main differential traits were: leaflets with eucamptodromous venation, amphistomatic with anomocytic stomata type; uniseriate and pluriseriate glandular trichomes, with unicellular and pluricellular heads containing lipophilic substances; dorsiventral mesophyll; stem with a primary cortex formed by tangential collenchyma followed by parenchyma; the secondary vascular cylinder surrounding the pith with starch, polyhedral microcrystals and spherocrystals. Idioblast of myrosin were detected in the epidermis and parenchyma of leaves and stems. The micrographic parameters described ensure a correct identification of T. hassleriana.


Assuntos
Brassicaceae/anatomia & histologia , Brassicaceae/química , Folhas de Planta/anatomia & histologia , Folhas de Planta/química , Caules de Planta/anatomia & histologia , Caules de Planta/química , Argentina
5.
Biosci. j. (Online) ; 31(4): 1024-1029, july/aug. 2015.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-964554

RESUMO

Cadmium (Cd) of tobacco is a pollutant that is extremely toxic to the health of humans. Protein plant cadmium resistance 8 gene has been characterized to increase the plant Cd resistance. In present experiment, the complete mRNA sequence of tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene was amplified using the rapid amplification of cDNA ends methods. The full-length tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene mRNA was 887bp containing an 555 bp open reading frame, which encodes a protein of 184 amino acids. BLAST analysis revealed that tobacco protein plant cadmium resistance 8 protein shares high homology with the protein plant cadmium resistance 8 of potato (81%), Lycopersicon esculentum (80%), Eutrema salsugineum (60%), Capsella rubella (58%) and thale cress (57%). Results also showed that tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene has a closer genetic relationship with the protein plant cadmium resistance 8 gene of Lycopersicon esculentum. The expression profile was studied and the results indicated that tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene was highly expressed in root, moderately expressed in stem, and hardly expressed in flower and leaf. These results established the primary foundation of utilizing tobacco protein plant cadmium resistance 8 gene to decrease the cadmium content of tobacco and benefit the health of humans in the future.


Cádmio (Cd) oriundo do fumo é um poluente que é extremamente tóxico a saúde humana. Um gene encontrado na planta de fumo que codifica uma proteína para resistência (gene 8) tem sido caracterizado para aumentar a resistência do fumo na absorção do elemento Cádmio (Cd).No experimento realizado a seqüência do mRNA de fumo que codifica uma proteína foi amplificada usando métodos de amplificação de CDNAs. A proteína completa codificada pelo gene 8 apresenta um mRNA com 887 pb com uma fita de leitura de 555 pb, a qual codifica 184 aminoácidos. A análise de BLAST demonstrou uma homologia de 81 % com o gene 8 da batateira, de 80 % com o tomateiro (Lycopersicon esculentum), 60 % para Eutrema salsugineum , 58 % para Capsella rubella e 57 % para o agrião. A proteína expressada pelo gene 8 para resistência do fumo a absorção do Cádmio também apresenta um forte relacionamento genético com a proteína expressa pelo gene 8 do tomateiro (Lycopersicon esculentum). Os perfis da expressão protéica para a proteína oriunda do gene 8 do fumo foi de grande magnitude em raiz, moderadamente expressa no caule e de difícil expressão nas flores e nas folhas. Estes resultados obtidos fundamentam o uso deste gene 8 de fumo para resistência ao Cádmio com o propósito de reduzir o teor de cádmio na planta de fumo e com reflexos benéficos para a saúde humana no futuro.


Assuntos
Tabaco , Cádmio , Lycopersicon esculentum , Brassicaceae , Capsella
6.
Braz. j. biol ; 75(2,supl): 57-62, May 2015. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-755020

RESUMO

In the present study, leachate toxicity of a municipal solid waste landfill located in the Sinos River Valley region (southern Brazil) was evaluated using plant bioassays. Leachate toxicity was assessed by analysis of seed germination and root elongation of lettuce (Lactuca sativa L.) and rocket plant (Eruca sativa Mill.) and root elongation of onions (Allium cepa L.). Bioassays were performed by exposing the seeds of L. sativa and E. sativa and the roots of A. cepa to raw leachate, treated leachate (biological treatment) and negative control (tap water). The levels of metals detected in both samples of leachate were low, and raw leachate showed high values for ammoniacal nitrogen and total Kjeldahl nitrogen. There is a reduction in the values of several physicochemical parameters, which demonstrates the efficiency of the treatment. Both L. sativa and A. cepashowed a phytotoxic response to landfill leachate, showing reduced root elongation. However, the responses of these two plant species were different. Root elongation was significantly lower in A. cepa exposed to treated leachate, when compared to negative control, but did not show any difference when compared to raw leachate. In L. sativa, seeds exposed to the raw leachate showed significant reduction in root elongation, when compared to treated leachate and negative control. Seed germination showed no difference across the treatments. The results of the study show that plant species respond differently and that municipal solid waste landfill leachate show phytotoxicity, even after biological treatment.

.

No presente trabalho, a toxicidade do lixiviado (chorume) de um aterro sanitário municipal, localizado na região do Vale do Rio dos Sinos, foi avaliada utilizando bioensaios em plantas. A toxicidade do chorume foi analisada pelo teste de germinação e crescimento radicular de alface (Lactuca sativa L.) e rúcula (Eruca sativa Mill.) e pelo teste de crescimento radicular em cebola (Allium cepa L.). Os bioensaios foram realizados com a exposição de sementes de L. sativa e E. sativa e raízes de A. cepa a amostras de chorume bruto, tratado por processo biológico e controle negativo (água de abastecimento público). Os níveis de metais detectados nas amostras de chorume foram baixos, e o chorume bruto apresentou valores elevados de nitrogênio amoniacal e nitrogênio Kjeldahl total. Ocorreu redução nos valores de vários parâmetros físico-químicos, demonstrando a eficiência do tratamento biológico. Os resultados indicam fitotoxicidade do chorume em L. sativa e A. cepa, evidenciada pela redução do crescimento radicular. Entretanto, as respostas destas duas espécies diferiram. O crescimento radicular foi significativamente inferior em A. cepa exposta ao chorume tratado quando comparado ao controle negativo, mas não apresentou diferença quando comparado ao chorume bruto. Em L. sativa, a exposição das sementes ao chorume bruto causou redução no crescimento radicular quando comparado com o chorume tratado e controle negativo. Não foram observadas diferenças entre os tratamentos para o parâmetro germinação de sementes. Os resultados deste trabalho indicam que as espécies de plantas estudadas são diferentes em suas respostas e que o chorume apresenta toxicidade, mesmo após o tratamento biológico.

.


Assuntos
Brassicaceae/efeitos dos fármacos , Alface/efeitos dos fármacos , Cebolas/efeitos dos fármacos , Poluentes do Solo/toxicidade , Poluentes Químicos da Água/toxicidade , Brasil , Instalações de Eliminação de Resíduos , Eliminação de Resíduos Líquidos
7.
Braz. j. biol ; 75(2): 273-278, 05/2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-749699

RESUMO

We evaluated the effect of crude extracts of the microcystin-producing (MC+) cyanobacteria Microcystis aeruginosa on seed germination and initial development of lettuce and arugula, at concentrations between 0.5 μg.L–1 and 100 μg.L–1 of MC-LR equivalent, and compared it to crude extracts of the same species without the toxin (MC–). Crude extracts of the cyanobacteria with MC (+) and without MC (–) caused different effects on seed germination and initial development of the salad green seedlings, lettuce being more sensitive to both extracts when compared to arugula. Crude extracts of M. aeruginosa (MC+) caused more evident effects on seed germination and initial development of both species of salad greens than MC–. Concentrations of 75 μg.L–1 and 100 μg.L–1 of MC–LR equivalent induced a greater occurrence of abnormal seedlings in lettuce, due to necrosis of the radicle and shortening of this organ in normal seedlings, as well as the reduction in total chlorophyll content and increase in the activity of the antioxidant enzyme peroxidase (POD). The MC– extract caused no harmful effects to seed germination and initial development of seedlings of arugula. However, in lettuce, it caused elevation of POD enzyme activity, decrease in seed germination at concentrations of 75 μg.L–1 (MC-75) and 100 μg.L–1 (MC-100), and shortening of the radicle length, suggesting that other compounds present in the cyanobacteria extracts contributed to this result. Crude extracts of M. aeruginosa (MC–) may contain other compounds, besides the cyanotoxins, capable of causing inhibitory or stimulatory effects on seed germination and initial development of salad green seedlings. Arugula was more sensitive to the crude extracts of M. aeruginosa (MC+) and (MC–) and to other possible compounds produced by the cyanobacteria.


Analisamos os efeitos de extratos brutos da cianobactéria M. aeruginosa, produtora de microcistinas (MC+), na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de alface e rúcula, em concentrações de 0,5 a 100 μg.L–1de MC–LR equivalente e comparamos com extrato brutos da mesma espécie sem a toxina (MC–). Extratos brutos de cianobactérias com MC (+) e sem MC (–) causaram efeitos diferentes na germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de hortaliças, sendo que a alface apresentou maior sensibilidade a ambos os extratos comparando-se com a rúcula. Extratos brutos de M. aeruginosa (MC+) causaram efeitos mais evidentes sobre a germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas de hortaliças do que os (MC–). Concentrações de 75 e 100 μg.L–1 de MC–LR equivalente induziram maior ocorrência de plântulas anormais na alface devido ao aparecimento de necrose na radícula e seu encurtamento nas plântulas normais, bem como a redução no teor de clorofila total e aumento na atividade da enzima antioxidante peroxidase (POD). O extrato (MC–) não provocou efeitos inibitórios na germinação de sementes e desenvolvimento de plântulas para a rúcula, no entanto, provocou elevação da atividade da enzima POD, redução na germinação de sementes nas concentrações de 75 e 100 μg.L–1, e no comprimento da radícula na alface, sugerindo a ação de outros compostos presentes nos extratos da cianobactéria. Extratos brutos de M. aeruginosa (MC–) podem conter outros compostos além de cianotoxinas capazes de provocar efeitos inibitórios ou estimulatórios na germinação de sementes e no desenvolvimento de plântulas de hortaliças. A rúcula apresentou menor sensibilidade aos extratos brutos de M. aeruginosa (MC+) e (MC–) e outros possíveis compostos produzidos por estas cianobactérias.


Assuntos
Brassicaceae/efeitos dos fármacos , Misturas Complexas/toxicidade , Cianobactérias/química , Alface/efeitos dos fármacos , Brassicaceae/crescimento & desenvolvimento , Alface/crescimento & desenvolvimento
8.
Arq. Inst. Biol ; 81(3): 264-271, July-Sept. 2014. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1009424

RESUMO

A estimativa da área foliar, em função da sua redução causada pelo consumo por insetos filófagos, é uma metodologia básica em várias áreas da Entomologia, como, por exemplo, em estudos sobre resistência de plantas, entomologia econômica e ecologia nutricional. Um dos fatores que pode interferir na quantidade de área foliar consumida pelo fitófago é a presença de certos químicos nas folhas, como a sinigrina em brassicáceas. Dessa forma, foram aplicadas em folhas de couve e brócolis diversas concentrações de sinigrina (0,2, 0,4, 0,8, 1,6, e 3,2 mg/mL em solução a 5% de Tween20(r)), medindo-se o consumo da área foliar por lagartas de P. xylostella, o qual foi aferido pela porcentagem de redução da área, diferença de peso e escala visual de notas. Os resultados mostraram que as concentrações 0,2, 0,4 e 3,2 mg/mL de sinigrina aumentam o consumo em folhas de couve e diminuem em folhas de brócolis por lagartas de P. xylostella. As metodologias utilizadas proporcionam resultados similares, sendo as estimativas de peso fresco e nota visual mais práticas.(AU)


Leaf area estimation, based on their reduction due to consumption by phytophagous insects, is a basic methodology in several areas of Entomology, for instance, in studies about plant resistance, economic entomology and nutritional ecology. One of the factors that can affect the amount of leaf area consumed by insects is the presence of certain chemicals in the leaves, such as sinigrin in Brassicaceae. Thus, several concentrations of sinigrin were applied on the leaves of cabbage and broccoli (0.2, 0.4, 0.8, 1.6, and 3.2 mg/mL in 5% Tween20(r) solution) in order to measure leaf area consumption by larvae of P. xylostella, estimated by the percentage of area reduction, weight loss and visual scale of notes. The results show that the concentrations of 0.2, 0.4 and 3.2 mg/mL of sinigrin increase larvae consumption of P. xylostella on kale leaves and decrease it on broccoli leaves. The methodologies used provide similar results, and fresh weight measurements and visual grades are more practical.(AU)


Assuntos
Brassicaceae , Insetos , Controle de Pragas
9.
Biosci. j. (Online) ; 28(3): 346-350, may/june 2012. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-912600

RESUMO

O crambe é uma planta brassica de inverno, com alto teor de óleo que apresenta grande potencial para a produção de matéria prima para biodiesel. É uma cultura de inverno que possui ciclo curto de desenvolvimento que varia de 90 a 100 dias, sendo utilizada como alternativa para a entressafra. Este trabalho foi realizado no município de Umuarama ­ PR, em Latossolo Vermelho distrófico típico, o delineamento experimental foi de blocos casualizados e teve como objetivo avaliar o efeito da aplicação de doses de potássio (0, 15, 30, 60 e 90 kg ha-1) na cultura do crambe. A aplicação de doses de potássio resultou em aumento significativo da produtividade da cultura, no entanto não influenciou na massa de 100 grãos, massa seca e teor de óleo.


Crambe abyssinica is a winter brassica, with high oil content showing great potential for source of raw material for biodiesel production. It's a winter crop with short development cycle, ranging from 90 to 100 days, being used as an option for off season. This work was conducted in Umuarama County, Parana State, Latossoil Red dystrophic typical, the experimental design was a randomized complete block and aimed to evaluate the effect of potassium growing application (0, 15, 30, 60 and 90 kg ha-1) in the crambe crop. It was possible to observe that the application of different potassium doses resulted in significant increasing in yield crop, however didn't influence mass of 100 grains, dry mass and oil content.


Assuntos
Potássio , Brassicaceae , Biocombustíveis , Produção Agrícola
10.
Biosci. j. (Online) ; 28(2): 155-163, mar./apr. 2012. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-912551

RESUMO

O cultivo hidropônico de hortaliças folhosas vem crescendo acentuadamente nos últimos anos, no entanto, pouco se sabe sobre sua composição química, o que é de extrema importância, tendo em vista a mudança de hábito alimentar de uma fração considerável da população brasileira que busca alimentos de qualidade. Por essa razão, as culturas de agrião, chicória, rúcula e alfaces americana (cv. Lucy Brown) e lisa (cv. Regina) foram produzidas em hidroponia, sistema NFT, buscando-se avaliar o rendimento, teor de nitrato e composição centesimal. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, na Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis (SC), no período de maio a julho de 2004, sob delineamento inteiramente casualizado com 4 repetições. O espaçamento utilizado foi de 25 cm x 25 cm para as culturas do agrião, chicória e alface (cv. Lucy Brown e cv. Regina) e de 5 cm x 5 cm para a rúcula. A alface cv. Regina e a chicória apresentaram maior número de folhas por planta. O agrião apresentou menor teor de água e maior fitomassa seca da parte aérea. Maior incremento de fitomassa fresca foi obtido na chicória, alface cv. Lucy Brown" e cv. Regina. Maiores teores de lipídios, proteína, resíduo mineral, carboidratos, valor calórico, nitrato e de fibra foram obtidos no agrião. A rúcula apresentou menores valores para as variáveis fitomassa fresca e seca da planta inteira, da parte aérea e da raiz, e número de folhas por planta. Todas as culturas apresentaram boa aparência visual, baixo valor calórico e teores de nitrato adequados ao consumo humano.


The hydroponic cultivation of vegetables has increased markedly in recent years, however, little is known about its chemical composition, which is of extreme importance in view of changing food habits of a considerable fraction of the population seeking food quality. For this reason, cultivation of watercress, chicory, rocket and lettuce American (Lucy Brown) and smooth (cv. Regina) were grown in hydroponics, NFT system, aiming to evaluate the yield, nitrate content and chemical composition. The experiment was conducted in a greenhouse at the Universidade Federal de Santa Catarina, Florianopolis city in the Santa Catarina State (Brazil), from may to july 2004 under a completely randomized design with four replications. The spacing used was 25 x 25 cm for the crops of watercress, chicory and lettuce (cv. Lucy Brown and cv. Regina) and 5 x 5 cm to the rocket. The traits were: number of leaves, nitrate content and chemical composition of vegetables. The lettuce cv. Regina and chicory had higher number of leaves per plant. The watercress had lower water content and higher dry mass of shoots. The largest increase in fresh weight was obtained in chicory, lettuce, cv. Regina. Higher levels of lipids, protein, ash, carbohydrates, calories, fiber and nitrate were obtained from the watercress. The rocket had lower values for the variables fresh and dries the whole plant, shoot and root and leaf number per plant. All cultures showed good visual appearance, low calorie and nitrate levels suitable for human consumption.


Assuntos
Verduras , Alface , Hidroponia , Chicória , Brassicaceae , Nasturtium , Nitratos
11.
Neotrop. entomol ; 40(6): 631-638, Nov.-Dec. 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-624049

RESUMO

The exhaustion of food resources which occurs during the ontogenetic growth of Ascia monuste orseis (Godart) results in the dispersion of older larvae to nearby plants in order to complete their development, which might expose these animals to the nutritional variation of the hosts found. This study aimed to verify whether the food ingested in the beginning of the development influences the larvae host preference and whether the shift to a new host can affect the digestion and performance of A. monuste orseis, using two natural hosts: kale (Brassica oleracea var. acephala) and rocket (Eruca sativa), or kale and cabbage (B. oleracea var. capitata). Larvae were reared throughout their larval development on a single host or on two different hosts. When a host change was tested, larvae were reared for four instars on a host, and offered the other host plant in the fifth instar. Development time, percentage of pupation and emergence, pupal weight, fecundity and digestive indices were evaluated. The change in feeding preference for kale and for rocket in the fourth instar, when those were the original hosts, respectively, shows that prior experience plays a major role in food preference of immature A. monuste orseis. The shift can be beneficial for larval development, depending on the order of the hosts; in general, larvae fed on kale at the end of the development showed better performance. Our results presented strong evidence of a considerable phenotypic plasticity in A. monuste orseis for host preferences.


Assuntos
Animais , Borboletas , Comportamento Alimentar , Preferências Alimentares , Brassicaceae , Larva
12.
Biosci. j. (Online) ; 27(4): 591-596, july./aug. 2011.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-911844

RESUMO

A rúcula é uma hortaliça folhosa herbácea anual, apresentando porte baixo, rápido crescimento vegetativo e ciclo curto. O silício é considerado um elemento mineral benéfico e apesar de não ter sua definição de essencialidade na nutrição mineral de plantas tem sido muito utilizado em pesquisas. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi verificar o efeito da aplicação foliar de silício em características agronômicas da rúcula cultivada em dois tipos de solo. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, no DRN/Ciência do Solo, da UNESP/FCA, Botucatu-SP, no período de 15 de Abril a 20 de Maio de 2008. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 2x5, (dois solos e 5 doses de silício). Ao final do experimento, no ponto de colheita avaliou-se a altura das plantas (cm), área foliar (AF), massa fresca total (MFT), massa seca total (MST), razão de área foliar (RAF), peso específico da folha (PEF), quantidade de água na parte aérea (QAPA) e teor e acúmulo de silício nas folhas. Concluiu-se que o silício não exerceu influência nas características agronômicas da rúcula sendo que as alterações foram exclusivamente ao tipo de solo.


The rocket is a leafy herbaceous annual, features small size, rapid vegetative growth and short life cycle. Silicon is considered a beneficial element, and despite not having his definition of essential mineral nutrition of plants has been widely used in research. The objective was to assess the effect of foliar fertilization with silicon levels in soils in the cultivation of the rocket. The experiment was conducted in a greenhouse in the DRN / Soil Science, UNESP / FCA, Botucatu-SP, from April 15 to May 20, 2008. The experimental design was randomized blocks in factorial 2x5 (two solos and five doses of silicon). At the end of the experiment, evaluated at the point of harvest to plant height (cm), leaf area (LA), total fresh mass (TFM), total dry matter (TDM), leaf area ratio (LAR), specific weight Leaf (PEF), amount of water in the shoot (AWS) and content and accumulation of silicon in the leaves. It was concluded that silicon had no influence on the agronomic characteristics of the rocket and changes were only to soil type.


Assuntos
Agroquímicos , Brassicaceae , Fertilizantes , Melhoramento Vegetal , Silício , Características do Solo
13.
Hig. aliment ; 25(196/197): 56-59, maio-jun. 2011. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-616592

RESUMO

Derivados do cloro são utilizados no Brasil como principal sanitizante para vegetais folhosos, sendo preferidos pelo seu baixo custo e aplicação simples. Diversos trabalhos apontam para uma forte associação entre derivados do cloro e formação de trihalometanos, tendo sido proibida sua utilização em alguns países da Europa. O ozônio aparece com uma opção simples e sustentável para sanitização de hortaliças, com a vantagem de não formar resíduos. O presente trabalho visou identificar as vantagens do uso do ozônio na sanitização de vegetais, comparando-o com o uso do cloro, na redução da contagem de coliformes termotolerantes. Pode-se afirmar que não há diferença na qualidade da higienização, entretanto há uma redução do tempo de trabalho e o consumo de água quando é usado ozônio para sanitização dos vegetais folhosos.


Assuntos
Brassicaceae/microbiologia , Desinfecção da Água/métodos , Ozonização , Verduras , Agentes de Lavagem , Microbiologia de Alimentos , Inocuidade dos Alimentos
14.
Biosci. j. (Online) ; 26(6): 905-912, Nov.- Dec. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-911702

RESUMO

Objetivou-se avaliar os efeitos do alumínio em solução nutritiva, no crescimento de plantas de rúcula (Eruca sativa Mill.) em condições controladas. Utilizou-se tricloreto de alumínio, AlCl3, sendo os tratamentos: 0,0; 15,0; 30,0; 45,0 e 60,0 mg Al3+ L-1 de solução. As sementes de rúcula foram distribuídas em espuma fenólica onde receberam água destilada durante 10 dias após a semeadura (DAS) e após esse período as plântulas foram transferidas para vasos plásticos de capacidade de 2 kg com areia lavada e peneirada. Na omissão de alumínio (0,0 mg Al3+ L-1) o pH foi ajustado para 6,0. O experimento foi dividido em três etapas: 1) do 11º ao 14º DAS, as plantas foram irrigadas com solução completa diluída a 50% (pH 6,0); 2) do 15º ao 28º DAS, as plantas foram irrigadas com solução completa, modificada, com fósforo na concentração de 3,1 mg L-1 (pH 6,0); 3) do 29º ao 45º DAS, as plantas foram submetidas aos tratamentos com alumínio na solução nutritiva completa, modificada com concentração de fósforo de 3,1 mg L-1 e pH ajustado para 4,2. Aos 45 DAS foram avaliados: número de folhas, comprimento da parte aérea, das raízes e total, massa seca das raízes, das hastes e total além da área foliar. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com cinco repetições e os dados submetidos à análise de variância e estudo de regressão polinomial. O crescimento das plantas de rúcula é significativamente reduzido na presença do alumínio (AlCl3 ) em condições de solução nutritiva.


Aimed to evaluate the effects of aluminum in nutrient solution on growth of Eruca plants (Eruca sativa Mill.) under controlled conditions. We used aluminum trichloride, AlCl3, and the treatments: 0.0, 15.0, 30.0, 45.0 and 60.0 mg Al3 + L-1 solution. Eruca seeds were distributed phenolic foam which received distilled water for 10 days after sowing (DAS) and after this period the seedlings were transferred to plastic pots capacity of 2 kg washed sand and sieved. The omission of aluminum (Al3+ 0.0 mg L-1) the pH was adjusted to 6.0. The experiment was divided into three stages: 1) from 11 to the 14 DAS, the plants were irrigated with a solution diluted 50% (pH 6.0), 2) from 15 to 28 DAS, plants were irrigated with complete solution modified with phosphorus at a concentration of 3.1 mg L-1 (pH 6.0), 3) from 29 to the 45 DAS, the plants were treated with aluminum in the complete nutrient solution, modified with phosphorus concentration of 3,1 mg L-1 and pH adjusted to 4.2. At 45 DAS were evaluated: number of leaves, shoot length, root and total, dry mass of roots, stems and total leaf area as well. A completely randomized design with five replicates and the data submitted to analysis of variance and polynomial regression study. Plant growth rocket is significantly reduced in the presence of aluminum (AlCl3) under conditions.of.nutrient.solution


Assuntos
Alumínio/toxicidade , Brassicaceae , Hidroponia , Plantas/toxicidade
15.
Bol. Centro Pesqui. Process. Aliment ; 28(1): 149-158, jan.-jun. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-570198

RESUMO

O presente trabalho teve como objetivo reunir dados da literatura sobre os efeitos do processamento e da estocagem na concentração de substâncias bioativas em alimentos. Foram abordados os vegetais Brassica, as substâncias fenólicas presentes em frutas, o licopeno em tomates, os vegetais minimamente processados e os alimentos orgânicos. Pode ser observado que ainda são escassos estudos que relacionem a influência do processamento e da estocagem na diminuição ou aumento das substâncias bioativas. Os dados disponíveis na literatura demonstram que há problemas técnicos a serem resolvidos, como a disponibilidade de métodos analíticos para quantificação dessas substâncias e o entendimento, ainda limitado, sobre os efeitos na sua estabilidade.


Assuntos
Brassicaceae , Manipulação de Alimentos , Armazenamento de Alimentos , Alimento Funcional , Compostos Fenólicos
16.
Hig. aliment ; 24(180/181): 128-131, jan.-fev. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-585524

RESUMO

A incidência das enteroparasitoses no Brasil, assim como nos países em desenvolvimento representa um importante problema em saúde pública. Dessa forma, os vegetais consumidos in natura constituem um grande risco na transmissão de patógenos. Frente a isso, este estudo teve como objetivo determinar a ocorrência de parasitas intestinais em amostras de agrião comercializadas em diferentes supermercados de Erechim-RS, em dezembro de 2006. Foram analisadas 70 amostras de agrião (Nasturtium officinale), as quais foram armazenadas em sacos plásticos individuais com 250 mL de água e agitadas manualmente. A água resultante foi filtrada e colocada em cálice para sedimentação e, após 24 horas, o sedimento obtido foi analisado em microscopia óptica. Os resultados encontrados foram negativos para a presença de parasitas intestinais patogênicos ao homem o que indica que as amostras analisadas podem ser consumidas de forma segura após higienização adequada.


Assuntos
Brassicaceae/parasitologia , Enteropatias Parasitárias/epidemiologia , Análise de Alimentos , Amostras de Alimentos , Brasil
17.
Braz. j. pharm. sci ; 45(3): 527-537, July-Sept. 2009. graf, tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-533181

RESUMO

This study investigated the α- and β-carotene content and provitamin A value of four leafy vegetables sold at local and street markets in Viçosa, MG, Brazil, in the spring and winter of 2002. Carotenoids were analyzed by high-performance liquid chromatography. α-Carotene was detected in all samples sold during spring, but was only present in a few samples of smooth and curly lettuce and kale in winter. β-Carotene was found in marked quantities in all leafy vegetables analyzed. Duncan's test (α = 5 percent) showed significantly higher α-carotene content in curly lettuce and vitamin A value in large-leaved watercress in the spring. Mean β-carotene content and vitamin A value were 7544, 8751, 2584, 2792, 8193, and 5338 μg/100 g and 666, 760, 227, 238, 698, and 460 μg RAE/100 g in large-leaved and hydroponic watercress, smooth and curly lettuce, kale and spinach, respectively. All leafy vegetables analyzed represent important sources of provitamin A and supply an important part of the daily requirements of children and adults.


Investigou-se o conteúdo de α e β-caroteno e avaliou-se o valor pro-vitamínico A de quatro hortaliças folhosas comercializadas em mercados locais e feira- livre de Viçosa, MG durante a primavera e o inverno de 2002. Os carotenóides foram analisados por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). O α-caroteno foi detectado em todas as amostras analisadas na primavera, porém no inverno, somente algumas amostras de alface crespa e lisa, e couve apresentaram tal carotenóide. O β-caroteno foi encontrado, em quantidades apreciáveis, em todas as hortaliças folhosas analisadas. O teste de Duncan (α=5 por cento) detectou que o conteúdo de α-caroteno em alface crespa e o valor de vitamina A em agrião de folha larga foram estatisticamente superiores na primavera. Os teores médios de β-caroteno e de valor de vitamina A para agrião de folha larga e hidropônico, alface crespa e lisa, couve e espinafre foram: 7544; 8751; 2584; 2792; 8193; 5338 μg/100g e 666; 760; 227; 238; 698; 460 μg RAE/100g, respectivamente. Todas as hortaliças folhosas analisadas constituem importantes fontes de provitamina A e suprem grande parte das recomendações diárias de crianças e adultos.


Assuntos
Brasil , Carotenoides , Estações do Ano , Verduras , Vitamina A , Brassica , Brassicaceae , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Estruturas Vegetais , Spinacia oleracea
18.
Hig. aliment ; 23(174/175): 146-152, jul.-ago.2009. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-563392

RESUMO

Os objetivos deste estudo foram avaliar a presença de coliformes totais e coliformes termotolerantes em amostras de agrião comercializadas em supermercados de Erechim, RS, assim como analisar a eficácia da lavagem em água corrente e imersão em solução de hipoclorito de sódio comercial. De acordo com os resultados encontrados, 90% das amostras não-sanitizadas apresentaram NMP de coliformes totais maiores ou iguais a 240. O limite de 10² Coliformes termotolerantes/g estabelecido pela legislação foi ultrapassado por 85% das amostras. Após o processo de sanitização 80% das amostras permaneceram com alta contaminação por Coliformes termotolerantes.


Assuntos
Brassicaceae/microbiologia , Coliformes , Contaminação de Alimentos , Amostras de Alimentos , Verduras , Hipoclorito de Sódio , Agentes de Lavagem , Brasil , Comércio
19.
Int. j. high dilution res ; 7(24): 122-131, 2008. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-529829

RESUMO

We followed a hypothesis that biologically relevant information from various substances can be non-chemically transferred to organisms through a combination of a high voltage electric field that can stably imprint information into water or a water solution. A special device was constructed, and a thoroughly tested biological sensor system (i.e. cress seedlings exposed to a defined heat stress), was used. The results demonstrate a clear evidence of biological effects of electrically imprinted information of biologically active substances into water solution, however not necessarily with an obvious connection to the effects of the original (donor) substance. The growth reaction of cress seedlings was either stimulatory or inhibitory, depending on the time of the application.


Seguimos a hipótese de que informação biologicamente relevante de várias substâncias pode ser transferida de maneira não química a organismos, através da combinação de um campo elétrico de alta intensidade, que pode imprimir estavelmente informação na água ou sistemas aquosos. Foi construído um aparelho especial e foi utilizado um sistema sensor especial, amplamente provado (plantas de agrião expostas a estresse térmico definido). Os resultados demonstram evidência dos efeitos de informação eletricamente impressa de substâncias biologicamente ativas em soluções aquosas. No entanto, estes efeitos não estão necessariamente ligados aos próprios da substância original (doadora). A reação de crescimento das plantas de agrião foi ora estimulatória ou inibidora, dependendo do momento da aplicação.


Assuntos
Brassicaceae , Citocinas , Germinação , Herbicidas , Homeopatia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA