Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 3 de 3
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Semina ciênc. agrar ; 28(4): 563-570, out.-dez. 2007. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-518336

RESUMO

Este trabalho teve como objetivos estudar a produtividade e a renda do taro ‘Macaquinho, em cultivo solteiro e consorciado com a alface mimosa ‘Salad Bowl’, em solo sem (SCF) ou com (CCF) cobertura com cama-defrango (10 t ha-1). A colheita da alface foi feita aos 64 dias após a semeadura e a do taro aos 199 dias após o plantio. Na alface obtiveram-se baixos valores para plantas com “cabeças” comerciais (média de 15.830 “cabeças” ha-1) e altos para as não comerciais (média de 89.160 “cabeças” ha-1). No taro, as maiores produções de folhas (4,89 t ha-1), rizomas-mãe (6,46 t ha-1), rizomas-filho comerciais (15,33 t ha-1) e não-comerciais (9,73 t ha-1) foram obtidas nas plantas sob cultivo solteiro e cultivadas em solo CCF. A razão de área equivalente (RAE) para o consórcio taro-alface, em solo CCF foi de 1,47 e a do consórcio em solo SCF foi de 1,82. As rendas bruta e líquida mostraram que no taro foi melhor o cultivo solteiro em solo CCF (R$ 18.936,00 e R$ 17.596,00, respectivamente). Para alface, foi melhor o consórcio com taro, em solo CCF (R$ 18.024,00 e R$ 17.224,00, respectivamente). A maior RAE não induziu as maiores rendas bruta e líquida.


This work had as aim to study yield and income of ‘Macaquinho’ taro in monocrop system and intercropped with ‘Salad Bowl’ mimosa lettuce in soil without (SCF) or with (CCF) mulching with chicken manure (10 t ha-1). Lettuce harvest was done on 64 days after sowing and taro harvest on 199 days after planting. For lettuce it was obtained low values for plants with commercial heads (average of 15,830heads ha-1) and high values for non-commercial heads (average of 89,160 heads ha-1). For taro, the highest yields of leaves (4.89 t ha-1), corms (6.46 t ha-1), commercial (15.33 t ha-1) and non-commercial (9.73 t ha-1) cormels were obtained in plants under monocrop system and that were cultivated in CCF soil. Land Equivalent Ratio (LER) for taro/lettuce intercropping, in CCF soil, was 1.47 and of intercropping in SCF soil was 1.82. Gross and net income showed that for taro it was better to use of monocrop system in CCF soil (R$ 18,936.00 and R$ 17,596.00, respectively). For lettuce, it was better to use intercrop system with taro in CCF soil (R$ 18,024.00 and 17,224.00, respectively). The highest LER did not induce the highest gross and net income.


Assuntos
Alface/crescimento & desenvolvimento , Alocasia/crescimento & desenvolvimento , Verduras
2.
Bol. Centro Pesqui. Process. Aliment ; 24(2): 303-318, jul.-dez. 2006. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-452793

RESUMO

O presente trabalho teve como objetivo estudar as condições ótimas para desidratação osmótica de inhame (Colocasia esculenta), submetido ao congelamento e fritura. Amostras provenientes das tres melhores condições de desidratação osmótica e uma amostra controle foram avaliadas sensorialmente. Os resulados mostraram desidratação máxima acima de 15 por cento da massa inicial, sob as seguintes condições: concentração de 8 g de cloreto de sódio e 60 g de sacarose por 100mL de solução durante 50 minutos de contato e temperaturas de 30, 60 e 70ºC. A avaliação sensorial mostrou que o inhame frito pode constituir nova alternativa para o mercado consumidor de inhame e que a desidratação osmótica influenciou beneficamente suas características


Assuntos
Alocasia , Desidratação , Conservação de Alimentos , Tecnologia de Alimentos
3.
Semina ciênc. agrar ; 27(3): 361-366, jul.-set. 2006. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-464840

RESUMO

O objetivo do trabalho foi determinar a produtividade e a composição nutritiva dos rizonas de taro, em condições de solo hidromórfico do pantanal sul-mato-grossense. Foram avaliados os taros Chinês e Macaquinho, propagados por rizomas das classes grande e pequena, como tipos inteiros e cortados no meio, arranjados em esquema fatorial 2x2x2, no delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repetições. A população final, altura das plantas e massa fresca das folhas e dos rizomas-mãe do taro Chinês foi significativamente superior à do macaquinho. Quanto ás classes de propágulos utilizados para a propagação, foi melhor o uso de rizomas grandes. O uso de rizomas inteiros foi significativamente melhor que dos rizomas cortados quanto à população final e produção de massa fresca dos rizomas mãe (RM) e semelhantes para altura das plantas e produções de massa fresca de folhas e dos rizomas-filho (RF). Em relação à composição nutritiva dos rizomas, os RM e os RF tiveram teores caracterísitcos do clone. Os RM e RF dos dois clones apresentaram maiores teores de resíduo mineral fixo, proteínas e carboidratos e menores teores de lipídeos e de fibras, assim como de valor calórico total-VCT, que os domilho. Os RM e RF dos dois clones tiveram menores teores de lipídeos, carboidratos e VCT em relação à farinha de trigo.


Assuntos
Alocasia/crescimento & desenvolvimento , Colocasia/crescimento & desenvolvimento
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA