Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 45
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados

Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 71(6): 2093-2102, Nov.-Dec. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1055115

RESUMO

Objetivou-se avaliar o consumo, a digestibilidade e o desempenho de ovinos, arraçoados com dietas isoproteicas, contendo 75% de resíduos da agroindústria frutífera (abacaxi, acerola, maracujá e cupuaçu), uma dieta com feno de tifton e 25% de concentrado, em delineamento inteiramente ao acaso. A participação do resíduo de maracujá na dieta proporcionou os maiores níveis de consumo de matéria seca (1170,6g d-1) em relação aos resíduos de abacaxi (693,8g d-1), acerola (644,2g d-1), cupuaçu (452,9g d-1) e feno de tifton (962,7g d-1), o que se relaciona aos seus níveis de digestibilidade (77,8; 63,1; 59,1; 61,7 e 71,8%, respectivamente). Tal resultado gerou diferenças significativas, destacando-se o resíduo de maracujá quanto à conversão alimentar (8,3), e o ganho médio diário de peso (141,5g d-1). Apesar de ter tido a mesma conversão observada para o feno de tifton (13,2), apresentou maior ganho médio diário (75,6g d-1). Os demais resíduos apresentaram efeitos sobrepostos, contudo o resíduo de acerola ficou com a pior conversão (51,4) e o menor ganho médio diário (15,6g d-1), sendo esse sem diferença em relação ao cupuaçu (23,0g d-1). Os resíduos podem ser utilizados como alternativa para a alimentação de ovinos.(AU)


The objective was to evaluate the consumption, digestibility and performance of the sheep with iso protein diets, with 75% of residues from fruit agro-industries (pineapple, acerola, passion fruit, and cupuassu) and a diet with tifton hay, and 25% of concentrate, in a totally randomized design. The participation of passion fruit residue on the diet provided the highest consumption levels of dry matter (1170.6g d -1 ) compared with the residues of pineapple (693.8g d -1 ), acerola (644.2g d -1 ), cupuassu (452.9g d -1 ) and tifton hay (962.7g d -1 ), which is related to their levels of digestibility (77.85, 63.14, 59.07, 61.68 and 71.83%, respectively). Such a result generated significant differences with emphasis on passion fruit residue regarding food inversion (8.30) and average daily weight gain (141.50g d -1 ), in spite of having the same conversion detected for tifton hay (13.2), it showed a higher average daily gain (75.6g d -1 ). The other residues showed overlapping effects, however, acerola residue showed the worst conversion level (51.4) and the lowest average daily gain (15.6g d -1 ), and this one showed no difference compared with cupuassu (23.0g d -1 ). The residues can be used as an alternative for sheep feeding.(AU)


Assuntos
Animais , Ovinos/metabolismo , Malvaceae , Malpighiaceae , Passiflora , Ananas , Ingestão de Alimentos , Comportamento Alimentar , Ração Animal , Resíduos Industriais
2.
Biosci. j. (Online) ; 35(6): 1747-1757, nov./dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1049110

RESUMO

The ability of a plant species to succeed in colonization of agroecosystem depends on its efficiency in the use of growth resources even in deficient conditions. The present study aimed to evaluate the effects of competition and water deficit in the soil on the accumulation of macronutrients of Vigna unguiculataL. Walp., Commelina benghalensis L. and Waltheria indica L. The study was conducted in a greenhouse, in randomized block design, with four replications. The treatments were arranged in a 5 × 2 factorial, with the first factor corresponding to types of interaction among species (V. unguiculata + C. benghalensis; V. unguiculata + W. indica; V. unguiculata in monoculture, C. benghalensis in monoculture and W. indica in monoculture), and the second of water regimes (irrigated and water deficit).The water deficit differently affects macronutrient content on the species, with decreased of K, Ca and Mg in cowpea, and N, P, K and Ca in W. indica. For C. benghalensis, the water deficit does not reduce the macronutrient contents on the plant. The competition between plants intensifies the effects of water deficit only on C. benghalensis, with a decreased on the content of all macronutrients studied. Under irrigated conditions, competition between plants was more damaging the weeds compared to cowpea. The C. benghalensis specie, free from interference, has a high potential for nutrient extraction under irrigated and water deficit regimes.


A capacidade de uma espécie vegetal para ter sucesso na colonização do agroecossistema depende da sua eficiência na utilização dos recursos de crescimento mesmo em condições deficientes. Objetivou-se avaliar os efeitos da competição e déficit hídrico no solo no conteúdo de macronutrientes de feijão-caupi (Vigna unguiculata L. Walp.), trapoeraba (Commelina benghalensis L.) e malva-branca (Waltheria indica L.). Foi conduzido estudo em casa de vegetação, em delineamento em blocos casualizado, com quatro repetições. Os tratamentos foram arranjados em fatorial 5 × 2, com o primeiro fator correspondente aos arranjos de competição entre as espécies (V. unguiculata + C. benghalensis; V. unguiculata + W. indica; V. unguiculataem monocultivo; C. benghalensis em monocultivo e W. indica em monocultivo), e o segundo dos regimes hídricos (irrigado e déficit hídrico). O déficit hídrico afeta de forma diferenciada o conteúdo de macronutrientes nas espécies, com redução de K, Ca e Mg no feijão-caupi, e N, P, K e Ca em W. indica. Para C. benghalensis, o déficit hídrico não reduz os conteúdos de macronutrientes na planta. A competição entre plantas intensifica os efeitos do déficit hídrico apenas em C. benghalensis, com redução do conteúdo de todos os macronutrientes estudados. Em condições irrigadas, a competição entre plantas foi mais prejudicial as plantas daninhas do que o feijão-caupi. Aespécie C. benghalensis, livre de interferência, apresenta elevado potencial de extração de nutrientes sob regimes irrigado e de déficit hídrico.


Assuntos
Solo , Alimentos , Malvaceae , Commelina , Desidratação , Vigna , Plantas Daninhas
3.
Pesqui. vet. bras ; 39(4): 244-250, Apr. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1002814

RESUMO

This study described the epidemiological and clinical-pathological aspects of 25 outbreaks of neurological diseases in cattle caused by plants and mycotoxins in Santa Catarina state. Six of them were due to Sida carpinifolia poisoning, five to Solanum fastigiatum, five to Phalaris angusta, three to Claviceps paspali, three to Claviceps purpurea, and three outbreaks were of unknown etiology. The clinical signs observed in the affected cattle were mild to severe and characterized by generalized muscle tremors, incoordination, hypermetria, wide-based stance, intentional head tremors, dull staring eyes, and frequent ear twitching, with convulsions in some cases. At necropsy, lesions were observed only for P. angusta poisoning, characterized by gray-greenish discoloration in thalamus and midbrain. Microscopically, rarefaction and/or disappearance of Purkinje neurons with substitution by Bergmann cells were observed for S. carpinifolia and S. fastigiatum poisoning. For P. angusta poisoning, thin granular brown-yellowish pigment was observed in the cytoplasm of some neurons. Gross and microscopic findings were not observed in three outbreaks of tremorgenic disease of unknown etiology. Experiments conducted with leaves, flowers and seeds of Ipomoea indivisa and Ipomoea triloba, as well as with maize and soybean residues contaminated with Ipomoea spp. did not reproduced clinical signs.(AU)


Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e clinico-patológicos de 25 surtos de enfermidade neurológica em bovinos no estado de Santa Catarina causadas por plantas e micotoxinas. Destes, seis corresponderam a intoxicação por Sida carpinifolia, cinco por Solanum fastigiatum, cinco por Phalaris angusta, três por Claviceps paspali, três por Claviceps purpurea e três surtos de etiologia não definida. Os sinais clínicos observados nos bovinos afetados eram de intensidade leve a acentuada e caracterizados por tremores musculares generalizados, incoordenação, hipermetria, aumento da base de sustentação, balanço contínuo de cabeça, olhar atento e movimentos frequentes de orelhas, e em alguns surtos convulsões. Por meio de necropsia foram observadas alterações somente na intoxicação por P. angusta as quais caracterizaram por coloração cinza-esverdeada no tálamo e mesencéfalo. Na histologia, rarefação e/ou desaparecimento de neurônios de Purkinje com substituição por células de Bergmann foram observadas na intoxicação por S. carpinifolia e S. fastigiatum. Na intoxicação por P. angusta foi observado no citoplasma de alguns neurônios do tronco encefálico com pigmentação finamente granular marrom-amarelada. Nos três surtos de enfermidade tremorgênica com etiologia não definida não foram observadas lesões macroscópicas e microscópicas. Experimentos com folhas, flores e sementes de Ipomoea indivisa e Ipomoea triloba e resíduos de milho e soja contaminados com sementes destas duas plantas não produziram alterações clínicas.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Intoxicação por Plantas/veterinária , Intoxicação por Plantas/epidemiologia , Ergotismo/veterinária , Malvaceae/envenenamento , Solanum/envenenamento , Poaceae/envenenamento , Doenças do Sistema Nervoso/etiologia , Micotoxicose/veterinária , Convolvulaceae
4.
São Paulo; s.n; s.n; 2019. 105 p. tab, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1015323

RESUMO

O chocolate é conhecido mundialmente, proveniente do fruto do cacaueiro (Theobroma cacao) normalmente consumido em forma de barra, mas também podendo ser usado de inúmeras formas como coberturas, recheios dentre outras. Um importante componente na produção do chocolate é a gordura utilizada, uma vez que esta é responsável pela textura, brilho e características organolépticas do produto. O objetivo deste trabalho foi utilizar a manteiga de cupuaçu (proveniente do fruto da Theobroma grandiflorum) na elaboração de chocolate amargo. Para tanto a manteiga de cacau foi substituída de forma parcial e total. Foram desenvolvidas duas formulações de chocolate padrão com liquor de cacau (P1) e com cacau em pó (P2), e quatro formulações com substituição parcial da manteiga de cacau por manteiga de cupuaçu a partir de P2(F1 e F2) e de P1 (F3 e F4). As amostras elaboradas e os ingredientes (líquor de cacau, cacau em pó, manteiga de cacau e manteiga de cupuaçu) foram avaliadas por análise térmica (DSC-Differential Scanning Calorimetry), reologia, tamanho de partícula, composição em ácidos graxos e em triacilgliceróis, índice de temperagem e índice de resfriamento, bem como testes de acompanhamento de 112 dias como cor, atividade de água e textura. A manteiga de cupuaçu apresentou maior quantidade de ácido oleico quando comparada com a manteiga de cacau, aproximadamente 11,5%, e também características reológicas diferentes dos padrões: tensões iniciais variaram de 3,4 ± 0,3 a 7,9 ± 2,0 Pa para as amostras e 2,9 ± 1,4 a 6,2 ± 0,7 Pa para os padrões; viscosidade de 1,6 ± 0,1 a 2,9 ± 0,4 Pa*s para as amostras e 1,9 ± 0,8 a 2,9 ± 0,9 Pa*s para os padrões; tamanho de partícula das amostras de 21 ± 2 a 22 ± 2 µm, padrões de 20 ± 2 a 34 ± 4 µm. Durante os 112 dias de estudo de prateleira: Aw variou de 0,405 ± 0,03 a 0,424 ± 0,02 nas amostras e 0,399 ± 0,03 no padrão; textura variou de 16,3 ± 1,2 a 31,6 ± 2,0 N para as amostras e 25,9 ± 3,0 a 28,6 ± 7,2 N para os padrões; WI variou de 24,1 ± 0,6 a 25,4 ± 0,3 para as amostras e 23,0 ± 0,4 a 23,9 ± 0,8 para os padrões; ΔE variou de 0,4 a 2,2 para as amostras e de 0,5 a 1,2 para os padrões. Concluiu-se que: A variação do líquor de cacau para cacau em pó acarretou aumentando do tempo total de processo em aproximadamente 15 min. Os chocolates com maior teor de manteiga de cupuaçu apresentaram aumento em triacilglicerol C54, com redução de POP e POS. A faixa de fusão dos chocolates com maiores porcentagens de manteiga de cupuaçu (F3 e F4) foi maior do que para chocolates formulados apenas com manteiga de cacau (P1 e P2). A manteiga de cupuaçu tem relação direta com a queda da tensão inicial e da viscosidade (sem diferença significativa, p<0,05) nos chocolates produzidos. O baixo ponto de fusão do ácido oleico contido na manteiga de cupuaçu alterou a temperatura final e o valor do índice de temperagem nas amostras com maior teor de manteiga de cupuaçu (F3 e F4)


The chocolate is known worldwide, coming from the fruit of the cacao (Theobroma cacao) normally consumed in the form of a bar, but also can be used in countless ways like coverings, fillings among others. An important component in the production of chocolate is the fat used, since it is responsible for the texture, brightness and organoleptic characteristics of the product. The objective of this work was to use cupuassu butter (from the fruit of Theobroma grandiflorum) in elaboration of bitter chocolate. For this purpose, the cocoa butter was partially and totally replaced. Two formulations of standard chocolate with cocoa liquor (P1) and with cocoa powder (P2) were developed, and four formulations with partial replacement of cocoa butter by cupuassu butter from P2 (F1 and F2) and P1 (F3 and F4). The elaborated samples and the ingredients (cocoa liquor, cocoa powder, cocoa butter and cupuassu butter) were evaluated by DSC, rheology, particle size, fatty acid composition and triacylglycerol, temperature index and cooling index, as well as follow-up tests of 112 days such as color, water activity and texture. The cupuassu butter presented a higher amount of oleic acid when compared to cocoa butter, approximately 11.5%, and also different rheological characteristics of the standards: initial tensions ranged from 3.4 ± 0.3 to 7.9 ± 2, 0 Pa for the samples and 2.9 ± 1.4 to 6.2 ± 0.7 Pa for the standards; viscosity of 1.6 ± 0.1 to 2.9 ± 0.4 Pa*s for the samples and 1.9 ± 0.8 to 2.9 ± 0.9 Pa*s for the standards; sample particle size from 21 ± 2 to 22 ± 2 µm, patterns from 20 ± 2 to 34 ± 4 µm. During the 112 days of shelf study: Aw ranged from 0.405 ± 0.03 to 0.424 ± 0.02 in the samples and 0.399 ± 0.03 in the standard; texture ranged from 16.3 ± 1.2 to 31.6 ± 2.0 N for the samples and 25.9 ± 3.0 to 28.6 ± 7.2 N for the standards; WI ranged from 24.1 ± 0.6 to 25.4 ± 0.3 for the samples and 23.0 ± 0.4 to 23.9 ± 0.8 for the standards; ΔE ranged from 0.4 to 2.2 for the samples and from 0.5 to 1.2 for the standards. It was concluded that: The variation of cocoa liquor to cocoa powder increased the total process time by approximately 15 min. The chocolates with higher content of cupuassu butter presented increase in triacylglycerol C54, with reduction of POP and POS. The melting range of chocolates with higher percentages of cupuassu butter (F3 and F4) was higher than for chocolates formulated with cocoa butter alone (P1 and P2). Cupuassu butter is directly related to the drop in initial tension and viscosity (without significant difference, p <0.05) in the chocolates produced. The low melting point of the oleic acid contained in the cupuassu butter altered the final temperature and the temperature index value in the samples with the highest cupuassu butter content (F3 and F4)


Assuntos
Reologia/instrumentação , Malvaceae/classificação , Manteiga de Cacau , Chocolate/análise , Cristalização , Gorduras/análise
5.
Pesqui. vet. bras ; 38(7): 1371-1375, July 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-976464

RESUMO

Sida carpinifolia is a plant responsible for poisoning several species of animals. This paper describes Hypomyelinogenesis in fetuses and neonates of cattle that consumed S. carpinifolia. Neonates manifested ataxia and muscle tremors. Two bovine newborns and four fetuses were necropsied and showed no significant gross changes. Histopathologic findings included vacuolation of pancreatic acinar cells, thyroid follicular cells, hepatocytes, cells of renal tubules and neurons of the fetus and the white matter of the telencephalic frontal lobe of the neonates and also revealed axonal spheroids in the brain of the fetuses and neonates. The lectin-histochemical evaluation shoved staining for the lectins Con-A, WGA and s-WGA. The Luxol Fast Blue staining revealed a marked decrease of myelin in the brain of all the fetuses and a moderate decrease in the neonates. Histologic and lectin-histochemic findings indicate that the consumption of S. carpinifolia by pregnant bovine females can cause hypomyelinogenesis in fetuses and neonates.(AU)


Sida carpinifolia é uma planta responsável por intoxicar várias espécies animais. Este artigo descreve hipomielinogênese em fetos e neonatos de bovinos que consumiram S. carpinifolia. Os neonatos manifestaram ataxia e tremores musculares. Dois neonatos e quatro fetos bovinos foram necropsiados e não havia alterações macroscópicas significativas. Os achados histopatológicos incluíram vacuolização de células acinares do pâncreas, células foliculares da tireoide, hepatócitos, células renais tubulares e neurônios nos fetos. Nos neonatos havia vacuolização na substância branca do lobo frontal telencefálico, além de esferoides axonais no encéfalo dos fetos e dos recém-nascidos. A avaliação lectino-histoquímica demonstrou marcação para as lectinas Con-A, WGA e s-WGA. A coloração de Luxol Fast Blue revelou diminuição acentuada da mielina no telencéfalo de todos os fetos e diminuição moderada nos neonatos. Os achados histológicos e lectina-histoquímicos indicam que o consumo de S. carpinifolia por fêmeas bovinas gestantes pode causar hipomielinogênese em fetos e neonatos.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Bovinos/metabolismo , Malvaceae , Bainha de Mielina/patologia , Intoxicação por Plantas/veterinária
6.
Pesqui. vet. bras ; 37(9): 926-930, Sept. 2017. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-895528

RESUMO

Sida carpinifolia poisoning causes a chronic neurodegenerative disorder associated with lysosomal storage by indolizidine alkaloids (swainsonine). The epidemiological, clinical, pathological and lectin histochemistry findings of an outbreak of natural poisoning by S. carpinifolia in horses in Rio Grande do Sul state, Brazil, are described. Five horses from a total of 15 that were kept on native pasture with large amounts of S. carpinifolia presented during 90 days clinical signs of progressive weight loss, incoordination, stiff gait and ramble, in addition to exacerbated reactions and locomotion difficulty after induced movement. Four horses died, and one of them was submitted for necropsy. At necropsy, no significant gross lesions were observed. Histological findings observed in the central nervous system were characterized by swollen neurons with cytoplasm containing multiple microvacuoles; these abnormalities were more severe in the thalamus, hippocampus, cerebellum and pons. Using lectin histochemistry, the pons and hippocampus sections stained positive for commercial lectin Con-A, sWGA and WGA. This study aimed to detail S. carpinifolia poisoning in horses to be included in the differential diagnoses of neurological diseases of horses.(AU)


A intoxicação por Sida carpinifolia é uma desordem neurodegenerativa crônica associada ao acúmulo lisossomal pelo alcaloide indolizidínico, denominado swainsonina. Descrevem-se os achados epidemiológicos, clínicos, patológicos e de lectina-histoquímica de um surto de intoxicação natural por S. carpinifolia em equinos no Rio Grande do Sul, Brasil. De um total de 15 equinos, cinco equinos mantidos em campo nativo com grande quantidade de S. carpinifolia apresentaram sinais clínicos de emagrecimento progressivo, incoordenação, andar rígido e deambulação, além de dificuldade de locomoção com reações exacerbadas após estímulos ao movimento em um período de 90 dias de evolução clínica. Quatro equinos vieram a óbito e um foi submetido ao exame de necropsia. À necropsia, não foram observadas lesões macroscópicas. Os achados histológicos observados no sistema nervoso central caracterizaram-se por aumento de tamanho dos neurônios, com citoplasma contendo microvacúolos; tais alterações foram observadas com maior intensidade em tálamo, hipocampo, cerebelo e ponte. Na lectina-histoquímica, fragmentos de ponte e hipocampo marcaram positivamente para as lectinas comerciais Con-A, sWGA e WGA. Este trabalho visa alertar a ocorrência da intoxicação por S. carpinifolia em equinos, a qual deve ser incluída como diagnóstico diferencial dentre as doenças neurológicas de equinos.(AU)


Assuntos
Animais , Intoxicação por Plantas/epidemiologia , Plantas Tóxicas , Doenças por Armazenamento dos Lisossomos/veterinária , Malvaceae/toxicidade , Cavalos , Brasil , Swainsonina , Doenças Neurodegenerativas/veterinária
7.
Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR ; 20(1): 1-7, jan-mar. 2017. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-849150

RESUMO

O experimento foi realizado com o intuito de avaliar os efeitos da inclusão da torta da semente de cupuaçu (TSC) nas dietas de frangos de linhagem caipira. O delineamento foi o inteiramente casualizado e foram utilizados 300 pintainhos de corte, sendo que os níveis de inclusão foram de 0, 5, 10, 15 e 20%, de TSC nas rações. Cada tratamento possuía seis repetições com 10 aves. Foram analisados os níveis de inclusões da TSC nos períodos de 1-14, 1-28, 1-42, 1-56 e 1-70 dias de criação, em relação ao desempenho zootécnico (consumo de ração, peso vivo, conversão alimentar, eficiência alimentar e viabilidade dos frangos). Foi analisado também o rendimento de carcaça e a margem bruta relativa (MBR). A utilização da TSC na dieta dos frangos reduziu o consumo de ração e, consequentemente, o peso vivo, piorando a conversão alimentar, reduzindo a eficiência alimentar da ração e a viabilidade dos frangos. Não houve influência da inclusão da TSC sobre o rendimento de carcaça de machos, porém houve aumento no rendimento de moela vazia, intestinos e redução da gordura abdominal. Houve também redução na MBR, conforme os níveis crescentes de inclusão da TSC.(AU)


The experiment aimed to evaluate the effects of including the by-product of cupuacu seeds (BCS) in dietary feed of free-range broilers. A completely randomized design was used with 300 broiler chickens, and the inclusion levels ranged from 0, 5, 10, 15 to 20% of BCS in the feeds. Each treatment had six replicates with 10 birds. The BCS inclusion levels were analyzed in the total period from 1-14, 1-28, 1-42, 1-56, and 1-70 days old, in relation to the production performance (feed intake, live weight, feed conversion, feed efficiency and viability of broilers). The carcass yield and gross margin ratio (GMR) were also analyzed. The use of BCS in the feed of broiler chickens reduced the feed intake and consequently the live weight, worsening the feed conversion, and also reduced feed efficiency and the viability of broiler chickens. There was no influence of the inclusion levels of BCS on the carcass yield of males; nevertheless, there was an increase in the yield of intestines and gizzard, and a reduction of abdominal fat. There was also a reduction in the GMR as the BCS levels increased.(AU)


El experimento fue realizado con el objetivo de evaluar los efectos de la inclusión del subproducto de semilla de cupuaçu (SSC) en las dietas de pollos de linaje campesino. El delineamiento fue enteramente casual y fueron utilizados 300 pollitos, siendo que los niveles de inclusión fueron de 0,5, 10, 15 y 20% de SSC en las raciones. Cada tratamiento poseía seis repeticiones con 10 aves. Se analizó los niveles de inclusiones del SSC en los períodos de 1-14, 1-28, 1-42, 1-56 y 1-70 días de creación, en relación al desempeño zootécnico (consumo de ración, peso vivo, conversión alimentar, eficiencia alimentar y viabilidad de los pollos). Se ha analizado también el rendimiento del esqueleto y la margen bruta relativa (MBR). La utilización del SSC en la dieta de los pollos acortó el consumo de ración y consecuentemente el peso vivo, afectando de forma negativa la conversión alimentar, reduciendo la eficiencia alimentar de la ración y la viabilidad de los pollos. No hubo influencia de la inclusión del SSC sobre el rendimiento del esqueleto de machos, pero hubo aumento en el rendimiento de molleja vacía, intestinos y reducción de grasa abdominal. Hubo también reducción en la MBR, conforme los niveles crecientes de inclusión del SSC.(AU)


Assuntos
Animais , Galinhas/metabolismo , Malvaceae/química , Ração Animal/análise , Ração Animal/estatística & dados numéricos
8.
Braz. J. Pharm. Sci. (Online) ; 53(2): e16098, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-839473

RESUMO

ABSTRACT The bark tea of Ceiba speciosa, a tropical tree of the Malvaceae family, is used in the Northwestern Region of Rio Grande do Sul state, Brazil, to reduce blood cholesterol levels. However, there are no scientific data on the efficacy and safety of this plant. The aim of the present study was to evaluate the in vitro antioxidant and toxic potential of bark extracts of C. speciosa. We performed a preliminary phytochemical analysis by high-performance liquid chromatography-diode array detection (HPLC-DAD) and evaluated the oxidative damage to proteins and lipids, the radical scavenging effect, and genotoxicity of the lyophilized aqueous extract (LAECs) and the precipitate obtained from the raw ethanol extract (Cs1). The phytochemical profile demonstrated the presence of phenolic and flavonoid compounds. The LAECs and Cs1 prevented damage to lipids and proteins at concentrations of 50 and 10 µg/mL. They also showed a scavenging effect on 2,2-diphenyl-1-pricril-hydrazyl (DPPH) radicals in a concentration-dependent manner. Furthermore, no genotoxic effect was observed at concentrations of 10, 5 and 2 µg/mL in the Comet assay. The present study is the first evaluation regarding the characterization of C. speciosa and its safety, and the results demonstrate its antioxidant potential and suggest that its therapeutic use may be relatively safe.


Assuntos
Técnicas In Vitro/métodos , Toxicidade , Malvaceae/classificação , Compostos Fenólicos/classificação , Antioxidantes/análise , Plantas Medicinais/anatomia & histologia , Cromatografia Líquida de Alta Pressão/instrumentação , Ensaio Cometa/estatística & dados numéricos
9.
Rev. bras. plantas med ; 18(2): 433-441, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-787945

RESUMO

RESUMO Considerando os diferentes usos etnofarmacológicos apresentados pela planta Luehea divaricata, realizou-se este estudo com o objetivo de avaliar as atividades antinociceptiva e antinflamatória do extrato etanólico de suas folhas, em modelo animal, nas dosagens de 20, 40, 80 e 160 mg/Kg, por via oral. Foram realizados os seguintes testes: contorções abdominais induzidas pelo acido acético, placa quente, formalina e edema de pata induzido por carragenina. Foram utilizados camundongos Swiss (20-25 g) para os três primeiros testes e ratos Wistar (180-250 g), para o último, divididos em seis grupos de oito animais, totalizando 48 animais em cada parâmetro de avaliação. Os resultados foram analisados estatisticamente pela análise de variância a 5% de probabilidade, para verificar quais os tratamentos que diferiram entre si, e estes foram submetidos aos testes de Kruskall-Wallis e Student-Newman-Keuls. O extrato etanólico das folhas de L. divaricata (EEtOH-Ld), nas diferentes doses estudadas, apresentou significativa atividade antinociceptiva sobre a dor induzida quimicamente por injeções intraperitoneal de acido acético e intraplantar de formalina. Na dosagem de 160 mg/Kg, esse extrato apresentou ação analgésica central, aos 120 minutos de observação, no teste de placa quente e reduziu o edema de pata induzido pela administração de carragenina, uma hora após a administração do agente inflamatório, semelhante ao efeito produzido pelo fármaco padrão.


ABSTRACT Considering the different ethnopharmacological uses submitted by the plant Luehea divaricata, this study took place in order to evaluate the antinociceptive and anti-inflammatory activities of the ethanol extract of the leaves in an animal model, the dosages of 20, 40, 80 and 160 mg/kg by oral intake. The following tests were performed: writhing induced by acetic acid, hot plate, formalin, and paw edema induced by carrageenan. Swiss mice (20-25 g) were used for the first three tests and Wistar rats (180-250 g) for the last, divided into six groups, each of eight animals, totaling 48 animals for each assessment parameter. The results were statistically analyzed by analysis of variance at 5% probability to verify which treatments differ, and these were tested by Kruskal-Wallis and Student-Newman-Keuls. The ethanol extract of L. divaricataleaves (EEtOH-Ld) at the different studied doses showed significant antinociceptive activity on chemically induced pain by intraperitoneal injections of acetic acid and intraplantar formalin. At a dosage of 160 mg/kg, this extract showed a central analgesic action after 120 minutes of observation in the hot plate test and reduced action in the paw edema induced by carrageenan one hour after the administration of the inflammatory agent, similar to the effect produced by the standard drug.


Assuntos
Camundongos , Analgésicos/farmacologia , Anti-Inflamatórios/farmacologia , Malvaceae/classificação , Dor/patologia , Plantas Medicinais/classificação
10.
Biosci. j. (Online) ; 32(3): 730-739, may/june 2016. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-965515

RESUMO

Although there is a large diversity of plant species with extrafloral nectaries, histological detail of these glands is poorly documented in tropical rain forest species. We characterized extrafloral nectaries using digital photographs, scanning electron microscopy and histological methods for eight plant species belonging to the Costaceae, Euphorbiaceae, Malvaceae and Salicaceae. To our knowledge, there are no previous reports on the structure of extrafloral nectaries for these species. Croton species exhibited reddish extrafloral nectaries on the petioles, surrounded by starshaped trichomes. Cnidoscolus multilobus and Omphalea oleifera showed green, elevated, extrafloral nectaries at the peduncle; C. multilobus showed abundant secretory tissue; O. oleifera revealed numerous cells with calcium oxalate crystals. Heliocarpus species showed extrafloral nectaries distributed at the base of the blade and possesses glands in the center of the extrafloral nectary surrounded by a series of parenchymatic cells. Pleuranthodendron lindenii has two extrafloral nectaries at the base of the leaves. Costus scaber has a hollow-type extrafloral nectary on the red-colored bracts of the inflorescence; nectar cavity is found in the center area of each bracts located on a yellow line. The extrafloral nectaries described in this study exhibited different morphologies and histological structures involved in the secretion of extrafloral nectar that could be related to biotic defenses, primarily by attracting ants.


Embora exista uma grande diversidade de espécies de plantas com nectários extraflorais, detalhes histológicos destas glândulas ainda é pouco documentado para espécies tropicais. Nós caracterizamos nectários extraflorais usando fotografias digitais, microscopia eletrônica de varredura e métodos histológicos para oito espécies de plantas das famílias Costaceae, Euphorbiaceae, Malvaceae e Salicaceae. Para nosso conhecimento, não há relatos anteriores sobre a estrutura dos nectários extraflorais para as espécies estudadas. Espécies de Croton exibiram nectários extraflorais avermelhadas nos pecíolos, rodeados por tricomas em forma de estrela. Cnidoscolus multilobus e Omphalea oleifera apresentaram nectários extraflorais verdes e elevados nos pedúnculos; C. multilobus apresenta tecido secretor abundante enquanto que O. oleifera apresentou numerosas células com cristais de oxalato de cálcio. Espécies de Heliocarpus apresentaram nectários extraflorais distribuídos na base da lâmina e possuíam glândulas no centro do nectário rodeadas por uma série de células de parênquima. Pleuranthodendron lindenii apresentou dois nectários extraflorais na base das folhas. Costus scaber apresenta um nectário extrafloral do tipo oco nas brácteas avermelhadas da inflorescência, e a cavidade do nectário se encontra na área central de cada bráctea localizados em uma linha amarela. Os nectários extraflorais descritos neste estudo apresentaram morfologia e estruturas histológicas diferentes envolvidas na secreção de néctar extrafloral que poderia estar relacionado com defesas bióticas, principalmente atraindo formigas.


Assuntos
Árvores , Euphorbiaceae , Malvaceae , Salicaceae , Floresta Úmida , Néctar de Plantas
11.
Braz. j. biol ; 76(1): 136-143, Feb. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-774492

RESUMO

Abstract Pachira aquatica Aubl. is commonly used as an ornamental plant in urban areas of Brazil. The objective of the study was to investigate the occurrence of mites on P. aquatica, with emphasis on Brachytydeus formosa (Cooreman), and to describe aspects the external features of its mouthpart. The study was conducted in 2012 in Jaboticabal, State of São Paulo, Brazil. Ten trees of P. aquatica were selected for the experiment. Approximately 130 leaflets were collected from each tree, which were located in different quadrants (north, south, east, and west) and strata (upper, middle, and lower). The leaflets were placed in paper bags and transported to the laboratory. The mites were prepared on optical microscope slides. A total of eleven species of mites were found, belonging to eight different families. The species and genera of the organisms included B. formosa, Eutetranychus banksi (McGregor), Agistemus sp., Tyrophagus putrescentiae (Schrank, 1781), Brevipalpus phoenicis (Geijskes), Brevipalpus sp., Cheletogenes sp., Iphiseiodes zuluagai Denmark & Muma, Euseius sp., Neoseiulus sp., and only one specimen from the Bdellidae family. The predominant species was B. formosa, with 8,142 mites equally distributed among the four quadrants and mostly in the middle and upper strata of the plant. B. formosa mites from leaflets of P. aquatica were separated for the study of the external mouthpart morphology by scanning electron microscopy (SEM).


Resumo Pachira aquatica Aubl. é frequentemente utilizada como planta ornamental em áreas urbanas no Brasil. O objetivo do trabalho foi conhecer os ácaros associados a P. aquatica com ênfase em Brachytydeus formosa (Cooreman), bem como descrever alguns aspectos morfológicos do seu aparato bucal. O estudo foi realizado em 2012, em Jaboticabal, estado de São Paulo, Brasil. Foram selecionadas dez árvores de P. aquatica para realização do experimento. Cerca de 130 folíolos foram coletados de cada árvore localizados em diferentes quadrantes (norte, sul, leste e oeste) e estratos (superior, médio e inferior). Os folíolos foram colocados em sacos de papel e transportados para o laboratório. Os ácaros foram preparados em lâminas de microscopia óptica. No total foram encontradas onze espécies de ácaros, pertencentes a oito famílias. As espécies encontradas foram B. formosa, Eutetranychus banksi (McGregor), Agistemus sp., Tyrophagus putrescentiae (Schrank, 1781), Brevipalpus phoenicis (Geijskes), Brevipalpus sp., Cheletogenes sp., Iphiseiodes zuluagai Denmark & Muma, Euseius sp., Neoseiulus sp., e apenas um exemplar da família Bdellidae. A espécie predominante foi B. formosa, com 8.142 ácaros igualmente distribuídos nos quatro quadrantes e principalmente nos estratos médio e superior da planta. Ácaros de B. formosa dos folíolos de P. aquatica foram separados para o estudo da morfologia externa do aparato bucal utilizando-se microscopia eletrônica de varredura (SEM).


Assuntos
Animais , Biodiversidade , Cadeia Alimentar , Malvaceae , Ácaros/fisiologia , Bombacaceae/crescimento & desenvolvimento , Microscopia Eletrônica de Varredura , Malvaceae/crescimento & desenvolvimento , Ácaros/ultraestrutura , Boca/ultraestrutura , Tetranychidae/fisiologia , Tetranychidae/ultraestrutura
12.
São Paulo; s.n; s.n; 2016. 165 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-846550

RESUMO

A incidência da obesidade e do diabetes do tipo 2 tomou proporções epidêmicas nos últimos anos, atingindo bilhões de indivíduos em todo o mundo. A descoberta de formas inovadoras capazes de reduzir as alterações metabólicas associadas a estas doenças é fundamental para minimizar o seu impacto na qualidade de vida da população e na economia dos países. Muitos estudos têm demonstrado que os compostos bioativos de alimentos possuem efeitos benéficos à saúde. O camu-camu e o cupuaçu são frutas nativas da região amazônica com potencial agroeconômico ainda inexplorado, que contêm um grande número de compostos fitoquímicos que podem atuar sobre o metabolismo corporal. Desta forma, o objetivo deste estudo foi verificar os efeitos dos compostos fenólicos de extratos do camu-camu e do cupuaçu no desenvolvimento da obesidade e do diabetes tipo 2 em ensaios in vivo e in vitro, e identificar os possíveis metabólitos envolvidos nestes efeitos. Os extratos ricos em compostos fenólicos da polpa comercial destes frutos foram extraídos em fase sólida, caracterizados por cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE/DAD) e avaliados quanto à inibição da atividade de enzimas digestivas in vitro. Os extratos obtidos foram então testados em duas diferentes concentrações (2,25 e 4,5 mg de equivalentes de catequina/Kg de peso corporal para o cupuaçu; 7 e 14 mg de equivalentes de ácido gálico/Kg de peso corporal para o camu camu) em um modelo animal de obesidade e resistência insulínica induzida por dieta com alto teor de lipídios e sacarose em camundongos C57BL/6J. Foram investigados os efeitos destes compostos sobre as homeostases glicídica e lipídica através de análises séricas, testes de tolerância à insulina e à glicose e conteúdo de lipídios hepáticos e fecais. O extrato do camu camu apresentou flavonóis, ácido elágico e elagitaninos em sua composição. A suplementação com o extrato de compostos fenólicos do camu camu reduziu o ganho de peso corporal e diminuiu a intolerância à glicose e à insulina, independente da dose administrada. No entanto, a administração destes extratos não apresentou efeitos sobre o metabolismo lipídico. Estes resultados foram associados a um possível efeito de saciedade, com consequente redução da ingestão da dieta e da glicolipotoxicidade, e com um efeito anti-inflamatório devido à diminuição dos níveis de proteína C reativa. Já o extrato de cupuaçu apresentou flavanóis, flavonas e proantocianidinas em sua composição. A suplementação com o extrato de cupuaçu na maior dose testada melhorou a homeostase da glicose e principalmente dos lipídios, protegendo o tecido hepático dos danos causados pela dieta com alto teor de lipídios e sacarose. Estes efeitos foram associados à inibição de enzimas digestivas, com consequente menor absorção de lipídios provenientes da dieta, reduzindo assim a resistência à insulina no fígado, a hiperglicemia e a dislipidemia. Ainda, foi avaliada a distribuição de metabólitos no trato gastrointestinal de camundongos após a administração aguda do extrato de cupuaçu. Foi possível identificar a complexa mistura de polifenóis presentes no extrato de cupuaçu ao longo do trato gastrointestinal, que posteriormente foi metabolizada pela microbiota. Entre os metabólitos encontrados estão as agliconas hipolaetina e isoscutelareína, e os metabolitos microbianos da epicatequina como o 3,4-diHPP-2-ol e a 5-(3,4-dihidroxiphenil)-γ-valerolactona. De acordo com estes resultados, as diferenças na composição de compostos fenólicos encontradas entre os extratos das duas frutas foram responsáveis pelos diferentes resultados nos protocolos in vivo e a identificação dos metabólitos microbianos possibilita o conhecimento dos compostos possivelmente implicados nos efeitos benéficos. Novos estudos podem contribuir para um melhor entendimento dos mecanismos, bem como quais metabólitos estão associados aos efeitos benéficos que os compostos presentes nestas duas frutas apresentaram neste estudo


The incidence of obesity and type 2 diabetes reached epidemic proportions in recent years, arriving to billions of people around the world. The discovery of innovative ways that can reduce the metabolic abnormalities associated with these diseases is essential to minimize its impact on the population's quality of life and the economy of the countries. Many studies have demonstrated that food bioactive compounds have beneficial health effects. Camu-camu and cupuassu are native fruits of the Amazon region with unexplored agroeconomic potential, which contain a large number of phytochemical compounds that can act on body metabolism. Thus, the objective of this study was verify the effects of phenolic compounds of camu-camu and cupuassu extracts on the development of obesity and type 2 diabetes in vivo and in vitro, and identfy the possible metabolites involved in these effects. The phenolic compound-rich extracts were obtained from commercial frozen fruit pulps by solid phase extraction, characterized by high-performance liquid chromatography (HPLC/DAD) and evaluated for inhibition of digestive enzymes activities in vitro. Then, the extracts were tested at two different doses (2.25 and 4.5 mg catechin equivalents/kg body weight for cupuassu; 7 and 14 mg of gallic acid equivalents/kg body weight for camu camu) in an animal model (C57BL/6J mice) of obesity and insulin resistance induced by high fat high sucrose diet. The effects of extract supplementation on glucose and lipid homeostasis were assessed by serum analysis, insulin and glucose tolerance tests in mice, and contents of fat in liver and fecal samples. Camu camu extract presented flavonols, ellagic acid and ellagitannins in its composition. Supplementation with camu camu phenolic extract reduced weight gain and decreased glucose and insulin intolerance independent of the dose administered. However, no effects on lipid metabolism were found. These findings were associated with a possible effect of satiety with a consequent reduction in energy intake and glicolipotoxicity, and anti-inflammatory properties. Cupuassu extract presented flavanols, flavones and proanthocyanidins in its composition. Supplementation with cupuacu extract at the highest dose improved glucose homeostasis and plasmatic lipid levels, protecting the liver tissue from damage caused by diet rich in lipids and sucrose. These effects were associated with inhibition of digestive enzymes, with consequent lower absorption of lipids from the diet, thereby reducing the insulin resistance in the liver, the hyperglycemia and dyslipidemia. Furthermore, the distribution of metabolites in the gastrointestinal tract of mice was evaluated after acute administration of cupussu extract by HPLC-ESI-QTOF. We identified the complex mixture of polyphenols present in cupuassu extract along the gastrointestinal tract, which was subsequently metabolized by the intestinal microbiota. Among detected metabolites are hypolaetin and isoscutellarein aglycones and microbial metabolites of epicatechin as 3,4-diHPP-2-ol and 5-(3,4-dihydroxyphenyl)-γvalerolactone. According to these results, the differences in the composition of phenolic compounds found between the two fruit extracts were responsible for the different effects in vivo and identification of microbial metabolites enables the knowledge of the compounds potentially implicated in the beneficial effects. New studies can contribute to a better understanding of the metabolism and mechanisms of action


Assuntos
Malvaceae/classificação , Myrtaceae/classificação , Compostos Fenólicos/efeitos adversos , Diabetes Mellitus Tipo 2/patologia , Dislipidemias , Homeostase , Obesidade/patologia , Extratos Vegetais/farmacologia , Polifenóis
13.
Braz. j. pharm. sci ; 51(4): 861-867, Oct.-Dec. 2015. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-778407

RESUMO

abstract Sidastrum micranthum (A. St.-Hil.) Fryxell, a member of the Malvaceae family, is called malva preta in Brazil. As this species is commonly used to treat bronchitis, cough, and asthma, better knowledge of its chemical compounds is important. The phytochemical study of its hexane extract, using chromatographic techniques, led to isolation of six compounds: the triterpene isoarborinol, a mixture of sitosterol and stigmasterol, sitosterol-3-O-β-D-glucopyranoside, pheophytin a, and 132-hydroxy-(132-S)-pheophytin a. Structural identification of these compounds was carried out using spectroscopic methods such as IR and 1D and 2D NMR (HOMOCOSY, HMQC, HMBC, and NOESY). Compounds isolated from S. micranthum were screened for their in vitro antifungal and antibacterial activity against twenty fungal and bacterial standard strains. Pheophytin a exhibited antimicrobial action against all microorganisms tested.


resumo Sidastrum micranthum (A. St.-Hil.) Fryxell, pertencente à família Malvaceae, é conhecida no Brasil como "malva preta". A espécie é popularmente usada contra bronquite, tosse e asma, mostrando a relevância de conhecer melhor sua composição química. O estudo fitoquímico do extrato hexânico da espécie, utilizando técnicas cromatográficas, conduziu ao isolamento de seis compostos: o triterpeno isoarborinol, mistura de sitosterol e estigmasterol, sitosterol-3-O-β-D-glicopiranosídeo, feofitina a e de 132-hidroxi-(132-S)-feofitina a. A identificação estrutural destes compostos foi realizada com base em métodos espectroscópicos, tais como IV, RMN 1D e 2D (HOMOCOSY, HMQC, HMBC e NOESY). As substâncias isoladas de Sidastrum micranthum foram avaliadas quanto às suas atividades antimicrobianas in vitro, contra vinte cepas fúngicas e bacterianas. A feofitina a mostrou ação antimicrobiana contra todos os microrganismos testados.


Assuntos
Malvaceae/classificação , Feofitinas/análise , Anti-Infecciosos/farmacocinética , Compostos Químicos/análise , Compostos Fitoquímicos/análise
14.
Braz. j. pharm. sci ; 51(4): 861-867, Oct.-Dec. 2015. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-797149

RESUMO

Sidastrum micranthum (A. St.-Hil.) Fryxell, a member of the Malvaceae family, is called malva preta in Brazil. As this species is commonly used to treat bronchitis, cough, and asthma, better knowledge of its chemical compounds is important. The phytochemical study of its hexane extract, using chromatographic techniques, led to isolation of six compounds: the triterpene isoarborinol, a mixture of sitosterol and stigmasterol, sitosterol-3-O-β-D-glucopyranoside, pheophytin a, and 132-hydroxy-(132-S)-pheophytin a. Structural identification of these compounds was carried out using spectroscopic methods such as IR and 1D and 2D NMR (HOMOCOSY, HMQC, HMBC, and NOESY). Compounds isolated from S. micranthum were screened for their in vitro antifungal and antibacterial activity against twenty fungal and bacterial standard strains. Pheophytin a exhibited antimicrobial action against all microorganisms tested...


Sidastrum micranthum (A. St.-Hil.) Fryxell, pertencente à família Malvaceae, é conhecida no Brasil como "malva preta". A espécie é popularmente usada contra bronquite, tosse e asma, mostrando a relevância de conhecer melhor sua composição química. O estudo fitoquímico do extrato hexânico da espécie, utilizando técnicas cromatográficas, conduziu ao isolamento de seis compostos: o triterpeno isoarborinol, mistura de sitosterol e estigmasterol, sitosterol-3-O-β-D-glicopiranosídeo, feofitina a e de 132-hidroxi-(132-S)-feofitina a. A identificação estrutural destes compostos foi realizada com base em métodos espectroscópicos, tais como IV, RMN 1D e 2D (HOMOCOSY, HMQC, HMBC e NOESY). As substâncias isoladas de Sidastrum micranthum foram avaliadas quanto às suas atividades antimicrobianas in vitro, contra vinte cepas fúngicas e bacterianas. A feofitina a mostrou ação antimicrobiana contra todos os microrganismos testados...


Assuntos
Humanos , Feofitinas/química , Malvaceae/química , Anti-Infecciosos , Asma , Bronquite , Tosse , Cromatografia/métodos , Plantas Medicinais/química
15.
Rev. bras. plantas med ; 17(3): 392-397, Jul-Sep/2015. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-752554

RESUMO

RESUMO No Brasil, a família Malvaceae está representada por aproximadamente 200 espécies e algumas foram descritas como gastroproteroras. Pavonia alnifolia A.St.-Hil. (Malvaceae) foi selecionada após uma abordagem quimiossistemática, considerando-se sua potencial capacidade em prevenir lesões gástricas. Assim, a atividade gastroprotetora do extrato etanólico de caules de P. alnifolia foi avaliada utilizando o modelo de indução aguda da lesão gástrica por etanol acidificado em camundongos. Além disso, foram quantificados o teor de flavonóides, pelo método de cloreto de alumínio, e de polifenóis, pelo método Folin-Ciocalteu, uma vez que a relação desses componentes com a proteção gástrica foi evidenciada. Os ensaios apontaram redução acentuada das lesões gástricas em camundongos tratados com o extrato da planta em todas as doses ensaiadas (10, 100 e 300 mg/kg). Esse efeito pode estar relacionado com a presença de polifenóis, cujo teor encontrado foi 74,3 ± 7,5 µg equivalente de pirogalol/mg do material vegetal examinado e 82,7 ± 7,1 µg equivalente de pirogalol /mg da amostra no extrato preparado por percolação e teor de flavonoides totais, que por sua vez apresentou um resultado de 17,1 ± 1,4 µg/mg de extrato. O extrato apresentou proteção da mucosa gástrica e este efeito pode estar relacionado à presença dos polifenóis e flavonóides encontrados


ABSTRACT Gastro protective activity of the Pavonia alnifolia A.St.-Hil. extract. In Brazil, the Malvaceae family is represented by at about 200 species. Some of those species are known as gastro protective ones. The Pavonia alnifolia A.St.-Hil (Malvaceae) was selected after a chemosystematic approach. The gastro preventive activity of the ethanol extract of stems Pavonia alnifolia was evaluated through the use of the Ethanol:chlroridric acid model on mice. The quantification of the total flavonoids (aluminum chloride method) and total polyphenols (Folin-Ciocalteu method) was also performed since the relation of those components with gastric protection has been previously highlighted. The tests showed a significant reduction of the ulcer formation in the mice treated with the plant extract (10, 100 and 300 mg/kg). This effect may be related to the presence of polyphenols whose content was found to be 74.3 ± 7.5 µg/mg of vegetal material and 82.7 ± 7.1 µg/mg of crude extract and flavonoids, which in turn showed a content of 17.1 ± 1.4 µg/mg dry extract


Assuntos
Malvaceae/classificação , Extratos Vegetais/análise , Flavonoides/análise , Polifenóis/análise
16.
São Paulo; s.n; s.n; mar. 2015. 101 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-836698

RESUMO

Jacaranda decurrens Cham., Jacaranda caroba (Vell.) DC. e Piper umbellatum L. são plantas nativas do Brasil, presentes no estado de São Paulo, com relatos de uso popular para atividade antiúlcera. Este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade antiúlcera de J. caroba, J. decurrens e formulações de nanocápsulas contendo P. umbellatum. Também pretendeu-se caracterizar a fitoquímica de tais formulações e extratos. Adicionalmente, foi avaliada a toxicidade aguda e subaguda de J. caroba. Os extratos de Jacaranda apresentaram compostos fenólicos em seus perfis cromatográficos obtidos por CCD e CLAE, característicos para cada espécie. Os diferentes extratos de J. caroba variaram sua composição química conforme a procedência e idade da planta. As espécies J. decurrens e J. caroba de três diferentes regiões não apresentaram ação antiúlcera aguda em ratos em modelo de indução por etanol acidificado, embora o extrato e as frações de J. caroba apresentaram potencial atividade anti Helicobacter pylori, com CIM variando entre 125 e 1.000 µg/mL. O extrato de J. caroba não promoveu sintomas de toxicidade aguda e subaguda em ratos. A DL50 observada foi maior que 5.000 mg/kg. Não foram relatadas alterações significativas na aparência macroscópica e peso dos órgãos, porém houve indicação de atividade mutagênica em teste de Ames na linhagem TA98 de S. typhimurium, o qual apresentou uma tendência dose-resposta para concentrações entre 7,5 e 15,0 mg/placa após ativação metabólica (S9). A formulação de nanocápsulas de poli-ε- caprolactona com extrato de P. umbellatum apresentou partículas com diâmetro médio de 181,6 ± 0,9 nm e potencial zeta de -31 ± 4 mV. Através de análise por CLAE observou-se maior eficiência de encapsulamento para a porção mais apolar da fração, enquanto que os compostos mais polares ficaram dispersos no meio. As nanocápsulas poliméricas apresentaram atividade gastroprotetora mesmo sem a adição de ativos e tiveram sua atividade aumentada pela fração clorofórmica de P. umbellatum


Jacaranda decurrens Cham., Jacaranda caroba (Vell.) DC. and Piper umbellatum L. are native plants in Brazil, present in the state of São Paulo, with popular usage reports for anti-ulcer activity. This study aimed to evaluate the anti-ulcer activity of J. caroba, J. decurrens and nanocapsules formulations containing P. umbellatum. Also, we intended to characterize the phytochemistry of such formulations and extracts. Additionally, we evaluated the acute and subacute toxicity of J. caroba. Extracts from Jacaranda presented phenolic compounds in their chromatographic profiles obtained by TLC and HPLC, with variations between species. Samples of J. caroba extracts showed different chemical composition according to the origin and age of the plant. The species J. decurrens and J. caroba from three different regions showed no acute anti-ulcer action when tested in rats by acidified ethanol induction model. However, extract and fractions from J. caroba showed potential anti Helicobacter pylori activity, with MIC ranging from 125 and 1,000 ug/mL. J. caroba extract did not cause symptoms of acute and subacute toxicity in rats. The DL50 was determined above 5,000 mg/kg. Also, there were no significant changes to the macroscopic appearance of organs or changes in their weights. Meanwhile, an indication of mutagenic activity was observed in the Ames test. The TA98 strain of S. typhimurium, showed a tendency of dose-response for concentrations between 7.5 and 15.0 mg/plate after metabolic activation (S9). The nanocapsules formulation of poly-ε-caprolactone containing P. umbellatum extract had an average particle diameter of 181.6 ± 0.9 nm and zeta potential of -31 ± 4 mV. HPLC analysis showed better entrapping efficiency for the more apolar portion of the fraction, while the more polar compounds were dispersed in the medium. The polymeric nanocapsules showed gastroprotective activity even without the addition of active molecules and had their activity increased by chloroform fraction of P. umbellatum


Assuntos
Ratos , Jacaranda caroba/farmacologia , Malvaceae/classificação , Fotoquímica , Nanocápsulas/análise , Farmacognosia/classificação , Compostos Fenólicos/classificação , Compostos Fitoquímicos , Úlcera Gástrica/patologia
17.
São Paulo; s.n; s.n; fev. 2015. 104 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-836746

RESUMO

Peptídeos com ação inibitória da enzima conversora da angiotensina I (ECA) podem ser obtidos a partir de diversos alimentos e exercer efeito anti-hipertensivo. O cupuaçu (Theobroma grandiflorum S.), fruto nativo da Amazônia, possui sementes comestíveis contendo proteína de reserva similar à do cacau (Theobroma cacao L.), as quais parecem ser fonte de peptídeos inibidores da ECA. Desse modo, o objetivo deste trabalho foi investigar in vitro a ocorrência de peptídeos inibidores da ECA no hidrolisado proteico da semente de cupuaçu obtido por ação da Alcalase. O hidrolisado revelou o desaparecimento de proteínas entre 27 a 180 kDa, incluindo as globulinas, e o surgimento daquelas abaixo de 15 kDa após 2 h de hidrólise, indicando a formação de peptídeos menores. O ensaio de atividade utilizando o substrato Abz-FRK(Dnp)-P-OH revelou que o hidrolisado total promoveu 65% de inibição da ECA e esse pool peptídico foi fracionado em cinco frações (F1-F5) por cromatografia em fase reversa (RP-HPLC). Após a etapa de purificação, o monitoramento da inibição apontou, ao final, duas frações (3.2.8 e 3.4.10) com maior atividade inibitória. Oito peptídeos foram identificados por LC-MS/MS, sendo três deles já conhecidos como inibidores da ECA. Outros cinco novos peptídeos identificados (FLEK, GSGKHVSP, LDNK, MVVDKLF e MEKHS) foram sintetizados e tiveram sua ação inibitória validada por ensaios in vitro. O peptídeo GSGKHVSP apresentou a menor IC50 (3,11 µM) e Ki (0,74 µM), sendo um inibidor tipo misto quanto ao seu mecanismo de inibição revelado pelo gráfico de Lineweaver-Burk. Os resultados permitem concluir que o isolado proteico da semente de cupuaçu pode ser uma fonte para obtenção de peptídeos anti-hipertensivos, a despeito de serem necessárias investigações sobre a resistência desses peptídeos à digestão gastrointestinal e a eficácia da inibição in vivo


Peptides with angiotensin I-converting enzyme (ACE) inhibitory activity may be obtained from several foods and cause antihypertensive effect. Cupuassu (Theobroma grandiflorum S.), a native fruit from Amazon, has edible seeds with a storage protein similar to that of cocoa (Theobroma cacao L.) which seems to have incrypted ACE inhibitor peptides. Thus, the aim of this project was to investigate the in vitro formation of ACE inhibitory peptides in protein hydrolysate from cupuassu seeds using Alcalase enzyme. The hydrolysate revealed the disappearance of proteins between 27 and 181 kDa after 2h hydrolysis, including the globulin, and the increase of those below 15 kDa, indicating the formation of peptides. The ACE inhibitory activity assays using the substrate Abz-FRK(Dnp)P-OH revealed the hydrolysate had 65% ACE inhibition and the pool of peptides was fractionated into five fractions (F1-F5) by reversed phase high-performance liquid chromatography (RP-HPLC). After the purification step, two fractions (3.2.8 e 3.4.10) exhibited the highest ACE-inhibitory activity. Eight peptides had been identified by LC-MS/MS and three of them were ACE inhibitors. The other newly identified peptides (FLEK, GSGKHVSP, LDNK, MVVDKLF and MEKHS) were synthesized and in vitro assayed for ACE inhibitory activity. The peptide GSGKHVSP had the lower IC50 (3.11 µM) and Ki (0.74 µM). Lineweaver-Burk plots suggest this peptide is a mixed-type inhibitor according to the inhibition mechanism. The results indicate that protein isolate from cupuassu seeds may be a good protein source of antihypertensive peptides and further investigation is needed in order to evaluate the resistance of these peptides to gastrointestinal digestion and the inhibitory activity in vivo


Assuntos
Angiotensina I/farmacologia , Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/análise , Hidrolisados de Proteína , Hidrolisados de Proteína/farmacologia , Sementes/efeitos adversos , Malvaceae/classificação , Bioquímica , Alimentos , Peptídeos , Proteínas Secretadas Inibidoras de Proteinases
18.
Braz. j. pharm. sci ; 50(3): 599-610, Jul-Sep/2014. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-728689

RESUMO

Luehea divaricata (Malvaceae) is a plant widely used for treatment of various inflammatory and infectious conditions; however few reports discuss its biological properties. The aim of this study was to evaluate the anti-inflammatory and analgesic effects as well as the macrophage activity in mice treated with the hydroalcoholic crude extract of L. divaricata (CLD). Thin layer chromatography revealed presence of epicathequin, stigmasterol, lupeol and α,β-amyrin in the extract. To evaluate the anti-inflammatory and analgesic activities, animals were subjected to paw edema induced by carrageenan test, writhing, formalin and capsaicin tests. Immunomodulatory activity was evaluated by adhesion and phagocytic capacity, lysosomal volume, and reactive oxygen species (ROS) production by peritoneal macrophages, after daily treatment with CLD for 15 days. CLD promoted reduction in paw edema (36.8% and 50.2%; p<0.05 at doses of 100 and 300 mg/kg, respectively), inhibited writhing behavior at the higher dose (64.4%, p<0.05), reduced formalin reactivity (81.2% and 91.6% at doses of 100 and 300 mg/kg, respectively, p<0.05), and reduced capsaicin reactivity by 63.9% (300 mg/kg). CLD (200 mg• kg-1• day-1) increased phagocytosis capacity of macrophages (~3 fold, p<0.05), neutral red uptake (~50%, p<0.001), and ROS production (~90%, p<0.001). These data suggest that CLD possesses anti-inflammatory, analgesic and immunostimulatory properties.


Luehea divaricata (Malvaceae) é utilizada para o tratamento de várias condições patológicas, entretanto, há poucos relatos sobre sua bioatividade. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito anti-inflamatório e analgésico, bem como a atividade de macrófagos em camundongos tratados com extrato bruto hidroalcoólico (CLD) da planta. Cromatografia em camada delgada revelou a presença de epicatequina, estigmasterol, lupeol e α,β-amirina no material. Para avaliar a atividade anti-inflamatória e analgésica, animais foram submetidos a teste de edema de pata induzido por carragenana, teste de contorções, da formalina e da capsaicina. A atividade imunomodulatória foi avaliada pela capacidade de adesão e de fagocitose dos macrófagos, volume lisossômico e produção de espécies reativas de oxigênio (ROS), após tratamento diário com CLD por 15 dias. CLD promoveu redução do edema de pata (36,8% e 50,2%; 100 e 300 mg/kg, respectivamente; p<0,05), redução do número de contorções (64,4%; 300 mg/kg; p<0,05), redução da reatividade no teste da formalina (81,2% e 91,6%; 100 e 300 mg/kg, respectivamente; p<0,05), e no teste da capsaicina em 63,9% (300 mg/kg). CLD (200 mg• kg-1• day-1) aumentou capacidade de fagocitose dos macrófagos (~3 vezes, p<0,05), volume lisossômico (~50%, p<0,001) e produção de ROS (~90%, p<0,001). Estes dados sugerem que o CLD possui propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e imunoestimulatórias.


Assuntos
Camundongos , Adjuvantes Imunológicos/classificação , Analgésicos/classificação , Anti-Inflamatórios/classificação , Malvaceae , Espécies Reativas de Oxigênio
19.
Ernstia ; 24(1): 85-110, 2014. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-877905

RESUMO

Se realizó el estudio de las plantas medicinales en la comunidad de Pelelojo, municipio Urdaneta, estado Aragua, con la finalidad de contribuir en el rescate del conocimiento tradicional sobre uso de tales plantas. Para esto, se realizaron encuestas semi-estructuradas a aproximadamente 20% de la población, incluyendo personas de distinto sexo y rangos de edad; además, se colectaron e identificaron las plantas mencionadas por los informantes. Para el análisis cuantitativo, se aplicaron los índices de Friedman, valor de uso y factor de consenso, y se hicieron análisis multivariantes a fin de reconocer patrones de distribución del conocimiento tradicional. Se señala la presencia de 82 especies de uso medicinal, pertenecientes a 74 géneros y 44 familias botánicas, siendo Fabaceae y Malvaceae las mejor representadas; la mayoría de las especies son herbáceas y de origen silvestre. Las partes aéreas de la planta son las más utilizadas en la elaboración de los tratamientos, y el modo de preparación más común es la decocción en agua. El índice de Friedman no fue mayor que 50% en ninguna de las especies mencionadas, lo que indica que el conocimiento tradicional en la comunidad posiblemente se está erosionando. Los valores de uso más altos los presentaron plantas cultivadas, debido probablemente a que son de fácil acceso para la mayoría de la población. Los grupos de enfermedades con un mayor número de plantas utilizadas en su tratamiento, son las infecciosas y gastrointestinales y el factor de consenso fue superior a 0,70 en todas las categorías de uso de plantas establecidas, lo que estaría reflejando un alto grado de acuerdo en la comunidad con respecto a la utilización de las plantas medicinales. No se observó correlación entre la edad y el sexo de los informantes y su conocimiento sobre el uso de las plantas medicinales.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Etnobotânica , Fabaceae , Malvaceae , Plantas Medicinais , Grupos Populacionais , Coleta de Dados , Venezuela
20.
Biosci. j. (Online) ; 29(2): 378-385, mar./apr. 2013. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-914403

RESUMO

A paineira-branca, Chorisia glaziovii (Kuntze) é uma espécie nativa do Nordeste brasileiro, pertencente à família Malvaceae, é bastante utilizada na medicina popular, como ornamental e na recomposição de áreas degradadas e na indústria de estofados. Na análise do vigor de sementes, o teste de envelhecimento acelerado é uma das opções disponíveis, mas não há informações suficientes sobre a sua eficiência para sementes essências florestais, como as de C. glaziovii. Assim, objetivou-se com esta pesquisa avaliar o comportamento de lotes de sementes de C. glaziovii submetidas ao teste de envelhecimento acelerado. No experimento foi utilizado delineamento inteiramente casualizado, com os tratamentos distribuídos em esquema fatorial 4 x 3, sendo três lotes e quatro períodos de envelhecimento (0, 24, 48 e 72 horas).. As sementes foram distribuídas em camada única sobre tela, em caixas plásticas contendo 40 mL de água destilada, no interior de uma câmara tipo BOD, regulada a 41°C. O teor de água, porcentagem de germinação e de emergência, bem como o índice de velocidade de germinação e de emergência foram avaliados antes e após o envelhecimento acelerado. Constatou-se que o envelhecimento acelerado por 48h a 41°C é eficiente na separação dos lotes de sementes de C. glaziovii podem em níveis de vigor.


Chorisia glaziovii O. Kuntze, a species native to Northeast Brazil, belonging to the family Malvaceae is widely used in tradicional medicine, in the restoration of the landscape and in the tapestry. In the valuation of seed vigor, the accelerated aging test is one of the options available, but there is enough information on their effectiveness for seeds of the forest species, such as C. glaziovii. The study's aim with this experiment to evaluate the behavior of seed lots of C. glaziovii subjected to accelerated aging test. In the experiment we used a completely randomized design with treatments arranged in a 4 x 3 factorial, with three lots and four accelerated aging periods (0, 24, 48 e 72 hours). Seeds were kept in gerbox with 40 mL of distilled water in a BOD chamber, at 41°C. Seeds were tested for moisture content, % of germination, emergence, speed of germination and emergence before and after aging. The results showed that the accelerated aging for 48h at 41°C is effective in the separation of seeds lots of C. glaziovii levels of vigor may.


Assuntos
Sementes , Sementes/fisiologia , Germinação , Malvaceae
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA