Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 5 de 5
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Base de dados
Tipo de estudo
Intervalo de ano de publicação
1.
Rev. bras. cir. plást ; 31(2): 273-277, 2016. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1575

RESUMO

INTRODUÇÃO: A incidência da microssomia craniofacial é de 1 em 5600 nascidos vivos. É a segunda anomalia craniofacial mais comum após as fissuras labiais e palatinas. A fissura número 7 está associada entre 17 a 62% dos casos de microssomia hemifacial e começa na comissura labial, podendo prolongar-se até a linha capilar pré-auricular. As deformidades da orelha externa vão desde excesso de pele pré-auricular até ausência completa da orelha. A comissuroplastia está indicada em pacientes com macrostomia ou fissura facial lateral verdadeira. O objetivo é demonstrar dois casos de macrostomia e fazer uma revisão da literatura sobre o tema. MÉTODOS: Em nosso estudo descrevemos dois casos de macrostomia tratados com retalhos de mucosa e plástica em Z. RESULTADOS: Obtivemos um ótimo reposicionamento das comissuras nos dois pacientes, com excelente resultado estético. CONCLUSÃO: A técnica utilizada é de fácil reprodutibilidade e corrige a macrostomia estética e funcionalmente.


INTRODUCTION: The incidence of craniofacial microsomia is 1 in 5600 live births. This is the second most common craniofacial anomaly after cleft lip and palate. Tessier cleft 7 is associated with 17% to 62% of cases of hemifacial microsomia. It begins on the labial commissure and may extend to the pre-auricular capillary line. Deformities of the external ear range from excessive pre-auricular skin to complete absence of the ear. Commissuroplasty is indicated in patients with macrostomia or true lateral facial cleft. The objective is to present two cases of macrostomia and perform a review of related literature. METHODS: In this study, we describe two cases of macrostomia treated with mucous flaps and zetaplasty. RESULTS: We obtained optimal repositioning of labial commissures in two patients, with excellent aesthetic results. CONCLUSION: The technique used is easily reproducible, and aesthetically and functionally corrects macrostomia.


Assuntos
Humanos , Masculino , Pré-Escolar , História do Século XXI , Terapêutica , Fissuras Dentárias , Fenda Labial , Anormalidades Craniofaciais , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos , Face , Retalhos de Tecido Biológico , Lábio , Macrostomia , Membrana Mucosa , Terapêutica/métodos , Fissuras Dentárias/cirurgia , Fenda Labial/cirurgia , Fenda Labial/terapia , Anormalidades Craniofaciais/cirurgia , Anormalidades Craniofaciais/patologia , Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos , Face/anormalidades , Face/cirurgia , Retalhos de Tecido Biológico/cirurgia , Lábio/anormalidades , Lábio/cirurgia , Macrostomia/cirurgia , Macrostomia/patologia , Membrana Mucosa/cirurgia
3.
Genet. mol. biol ; 23(2): 265-7, Jun. 2000. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-288569

RESUMO

Apresentamos uma paciente de 14 anos, de sexo feminino, portadora de um quadro de múltiplas anomalias congênitas: hipertelorismo, telecanto, macrostomia, agenesia da hélice em ambos os pavilhöes auriculares, pele grossa e redundante e hirsutismo severo, que corresponde ao 5º caso reportado de síndrome de Barber-Say. Esta paciente tem praticamente o mesmo fenótipo que a paciente descrita por Martínez Santana et al. (Am. J. Med. Genet. 47:20-23, 1992), incluindo o mesmo padräo dermatoglífico que näo havia sido descrito até entäo.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Anormalidades Múltiplas/genética , Hipertelorismo , Macrostomia , Hipertricose/congênito , Síndrome
4.
Acta otorrinolaringol ; 11(2): 63-68, nov. 1999.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-308980

RESUMO

Se presenta el caso de una recién nacida femenina que ingresa al Hospital de Niños "J.M. de Los Ríos" a los 24 días de vida, con tumoración orofaríngea que impedía oclusión bucal, aunado a hendidura palatina completa, pequeña tumoración pediculada en dorso lingual, macrostomía derecha, hipoplasia coanal izquierda y dos fístulas labiales inferiores. Se realiza TC y RMN, así como marcadores tumorales; se practica exéresis total de la masa, implantada en esfenoides, que confirma el diagnóstico clínico y radiológico de TERATOMA MADURO, con elementos de las tres capas germinales. Revisamos la literatura sobre teratoma orofaríngeo congénito, dado lo infrecuente de esta localización


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Macrostomia , Orofaringe , Teratoma , Medicina , Otolaringologia , Venezuela
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA