Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 42
Filtrar
Mais filtros










Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Pesqui. vet. bras ; 39(4): 244-250, Apr. 2019. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1002814

RESUMO

This study described the epidemiological and clinical-pathological aspects of 25 outbreaks of neurological diseases in cattle caused by plants and mycotoxins in Santa Catarina state. Six of them were due to Sida carpinifolia poisoning, five to Solanum fastigiatum, five to Phalaris angusta, three to Claviceps paspali, three to Claviceps purpurea, and three outbreaks were of unknown etiology. The clinical signs observed in the affected cattle were mild to severe and characterized by generalized muscle tremors, incoordination, hypermetria, wide-based stance, intentional head tremors, dull staring eyes, and frequent ear twitching, with convulsions in some cases. At necropsy, lesions were observed only for P. angusta poisoning, characterized by gray-greenish discoloration in thalamus and midbrain. Microscopically, rarefaction and/or disappearance of Purkinje neurons with substitution by Bergmann cells were observed for S. carpinifolia and S. fastigiatum poisoning. For P. angusta poisoning, thin granular brown-yellowish pigment was observed in the cytoplasm of some neurons. Gross and microscopic findings were not observed in three outbreaks of tremorgenic disease of unknown etiology. Experiments conducted with leaves, flowers and seeds of Ipomoea indivisa and Ipomoea triloba, as well as with maize and soybean residues contaminated with Ipomoea spp. did not reproduced clinical signs.(AU)


Descrevem-se os aspectos epidemiológicos e clinico-patológicos de 25 surtos de enfermidade neurológica em bovinos no estado de Santa Catarina causadas por plantas e micotoxinas. Destes, seis corresponderam a intoxicação por Sida carpinifolia, cinco por Solanum fastigiatum, cinco por Phalaris angusta, três por Claviceps paspali, três por Claviceps purpurea e três surtos de etiologia não definida. Os sinais clínicos observados nos bovinos afetados eram de intensidade leve a acentuada e caracterizados por tremores musculares generalizados, incoordenação, hipermetria, aumento da base de sustentação, balanço contínuo de cabeça, olhar atento e movimentos frequentes de orelhas, e em alguns surtos convulsões. Por meio de necropsia foram observadas alterações somente na intoxicação por P. angusta as quais caracterizaram por coloração cinza-esverdeada no tálamo e mesencéfalo. Na histologia, rarefação e/ou desaparecimento de neurônios de Purkinje com substituição por células de Bergmann foram observadas na intoxicação por S. carpinifolia e S. fastigiatum. Na intoxicação por P. angusta foi observado no citoplasma de alguns neurônios do tronco encefálico com pigmentação finamente granular marrom-amarelada. Nos três surtos de enfermidade tremorgênica com etiologia não definida não foram observadas lesões macroscópicas e microscópicas. Experimentos com folhas, flores e sementes de Ipomoea indivisa e Ipomoea triloba e resíduos de milho e soja contaminados com sementes destas duas plantas não produziram alterações clínicas.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Intoxicação por Plantas/veterinária , Intoxicação por Plantas/epidemiologia , Ergotismo/veterinária , Malvaceae/envenenamento , Solanum/envenenamento , Poaceae/envenenamento , Doenças do Sistema Nervoso/etiologia , Micotoxicose/veterinária , Convolvulaceae
2.
Arch. med ; 18(2): 432-438, 2018/11/19.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-980828

RESUMO

El amitraz es un insecticida utilizado en el control de plagas, el cual corresponde a un agonista adrenérgico central y periférico, cuya naturaleza aromática altamente lipofílica le permite una amplia absorción por cualquier vía de administración. Presentamos el caso clínico de un paciente de 35 años de edad, atendido en el servicio de urgencias después de la ingesta de 50 ml de Startox® (amitraz). Ingresa con somnolencia, bradicardia, hipotensión, pupilas mióticas, hiperglicemia y acidosis metabólica, por lo que se brindan medidas iniciales de soporte vital, con posterior vigilancia cardiorrespiratoria en la Unidad de Cuidados Intensivos. El cuadro refleja la proximidad clínica de la intoxicación por amitraz y la causada por otros tóxicos, en especial organofosforados y carbamatos..(AU)


Amitraz is an insecticide used in the control of pests, which corresponds to a central and peripheral drenergic agonist whose highly lipophilic aromatic nature allows a broad absorption by any route of administration. We present the clinical case of a 35-year-old patient treated in the emergency department after the intake of 50 ml of Startox® (amitraz). She enters with drowsiness, bradycardia, hypotension, miotic pupils, hyperglycemia and metabolic acidosis, so initial measures of life support are provided, with subsequent cardiorespiratory monitoring in the Intensive Care Unit. The table reflects the clinical proximity of amitraz poisoning and that caused by other toxicants, especially organophosphates and carbamates..(AU)


Assuntos
Humanos , Micotoxicose , Controle de Pragas
3.
Pesqui. vet. bras ; 38(6): 1110-1116, jun. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-955429

RESUMO

Descrevem-se os aspectos epidemiológicos das doenças causadas por fungos e oomicetos na população de equinos na região sudeste do Rio Grande do Sul, estabelecendo as taxas epidemiológicas, suas causas e sua importância sanitária na região. Foi realizada a epidemiologia descritiva por meio do cálculo da incidência das doenças encontradas ao longo dos anos e verificada a existência de associação entre a ocorrência dessas enfermidades e o sexo, a raça e a estação do ano. Entre os anos de 1978 e 2014 a pitiose teve prevalência de 49,71% (86/173), as micotoxicoses 30,05% (52/173), sendo 45 casos de leucoencefalomalácia e sete de ergotismo. As micoses tiveram prevalência de 19,65% (34/173), sendo as dermatofitoses as mais prevalentes com 58,82% (20/34) dos casos. As espécies de dermatófitos mais frequentemente isoladas foram Trichophyton mentagrophytes 60% (12/20), Trichophyton equinum 25% (5/20) e Microsporum gypseum, Microsporum canis e Trichophyton verrucosum ambos responsáveis por 5% (1/20) das infecções. Rinosporidiose foi diagnosticada em 35,29% (12/34) dos casos. Micoses uterinas causadas por Candida albicans e Cryptococcus laurentii foram observadas em 5,88% (2/34) dos casos. Alergia por Cladosporium sp. teve um registro. De acordo com as incidências calculadas entre 1990 e 2014 a pitiose teve incidência mediana (IM) 2,98 e distância interquartil (DI) =3,82, as fêmeas tiveram chance 4,18 vezes maiores de desenvolver a doença, a enfermidade ocorre independente das estações climáticas. A leucoencefalomalácia teve IM=0,0; DI 1,00 e equinos machos tiveram 3,4 vezes mais chance de desenvolver a doença que fêmeas, no inverno a possibilidade de ocorrência dessa enfermidade foi seis vezes maior. O ergotismo teve IM = 0,00; DI = 0,000, rinosporidiose IM=0,00; DI=0,088 e dermatofitose IM=0,00; DI=0,935. A pitiose foi mais prevalente entre as doenças encontradas, podendo ser considerada endêmica na região. Considera-se que a magnitude das doenças possa ser ainda maior dentro do rebanho equino, uma vez que as doenças descritas não são de notificação obrigatória e algumas são bem conhecidas por veterinários e proprietários, que muitas vezes não fazem a confirmação laboratorial do diagnóstico.(AU)


The epidemiological aspects of diseases caused by fungi and oomycetes in horses in southeastern Rio Grande do Sul, Brazil, is described. The epidemiological rates, their causes, and health importance in the region were established. A descriptive epidemiology study was carried out in relation of potential risk factors. The impact on these diseases in the region was measured. From 1978 to 2014, pythiosis had a prevalence of 49.71% (86/173), and mycotoxicoses of 30.05% (52/173), with 45 cases of leukoencephalomalacia and 7 of ergotism. The prevalence of fungal infections was 19.65% (34/173) of cases. Dermatophytosis was the most prevalent fungal infection with 58.82% (20/34) of cases. The most isolated dermatophyte species were Trichophyton mentagrophytes 60% (12/20), Trichophyton equinum 25% (5/20) and Microsporum gypseum, Microsporum canis, and Trichophyton verrucosum, both responsible for 5% (1/20) of infections. Rhinosporidose was diagnosed in 35.29% (12/34) of cases. Uterine mycosis caused by Candida albicans and Cryptococcus laurentii was observed at 5.88% (2/34) of cases. Cladosporium sp. allergy was noted in one record. According to the incidence from 1990 to 2014, pythiosis had median incidence (MI) of 2.98 and interquartile range (DI) of 3.82. Mares were 4.18 times likely to develop the disease then males. The disease occurs in the region in every season. Leukoencephalomalacia had MI of 0.0; DI 1.00 and male horses were 3.4 times more likely than mares to develop the disease. Leukoencephalomalacia was 6 times more likely to occur during winter. Ergotism had MI of 0.00; DI of 0.000, rhinosporidiosis MI of 0.00, DI of 0.088 and ringworm MI of 0.00, and DI of 0.935. In the study pythiosis had the highest prevalence among the diseases observed, and may be considered endemic in the region. The magnitude of the diseases observed may be even greater within the equine herd, since these diseases are not of obligatory notification and some are well known by veterinarians and owners, who often do not obtain a laboratory confirmation of the diagnosis.(AU)


Assuntos
Animais , Micotoxicose/epidemiologia , Pitiose/epidemiologia , Cavalos/microbiologia , Micoses/epidemiologia
4.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 76(único): 1-8, 2017. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ACVSES, SESSP-IALPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-IALACERVO | ID: biblio-982799

RESUMO

Cladosporium spp. is a group of dematiaceous food-relevant fungi which are well dispersed in the environment causing food spoilage and poisoning. Considering the importance of fungalcontamination, natural drugs to control their growth have become important. Thus, the aim of this study was to evaluate the inhibitory effects of two monoterpenoids, (geraniol and citronellol), against strains of Cladosporium carrioni, C. cladosporioides, and C. oxysporum. Methods: The Minimum Inhibitory Concentration (MIC) and Minimum Fungicide Concentration (MFC) of the drugs were determined by microdilution. The effects of test drugs on mycelial dry weight, conidia germination, and conidiogenesis of Cladosporium spp. were also investigated using a hemacytometer. Respective MIC and MFC values of citronellol varied from 256 to 512 µg/mL, and from 256 to 2048 µg/mL. The MIC and MFC of geraniol varied similarly to citronellol. Conidia germination, mycelial dry weight, and conidiogenesis of Cladosporium spp. were reduced by the test-drugs at 1/2MIC, MIC and 2xMIC (p<0.05). These measurable cell events are essential for fungal infection and development infoods. The action of citronellol and geraniol against Cladosporium spp. suggest that the drugs may serveas effective agents for controlling fungal contamination and growth in foods.


Cladosporium spp. é um grupo de fungos dematiáceos relevantes para os alimentos, que podem ser dispersos pelo ambiente e causar deterioração e intoxicação alimentar. Considerando a importância da contaminação fúngica, os produtos naturais usados para controlar seu crescimentosão importantes. Neste contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos inibitórios de dois monoterpenoides, geraniol e citronelol, contra cepas de Cladosporium carrioni, C. cladosporioides eC. oxysporum. A Concentração Inibitória Mínima (CIM) e Concentração Fungicida Mínima (CFM) das drogas foram determinadas por microdiluição. Os efeitos das drogas-teste sobre a massa micelialseca, a germinação de conídios e a conidiogênese de Cladosporium spp. também foram investigados utilizando um hemocitômetro. Os valores de CIM e CFM do citronelol variaram de 256 a 512 μg/mLe de 256 a 2048 μg/mL, respectivamente. CIM e CFM de geraniol variaram de forma semelhante. A germinação de conídios, massa micelial seca e conidiogênese de Cladosporium spp. foram inibidaspelas drogas-teste 1/2CIM, CIM e 2xCIM (p<0,05). Esses eventos celulares são essenciais para a infecção e desenvolvimento fúngico em alimentos. A ação de citronelol e geraniol contra Cladosporium spp. sugere que podem servir como agentes eficazes para controlar a contaminação fúngica e o seucrescimento em alimentos.


Assuntos
Humanos , Produtos Biológicos , Cladosporium , Poluição Ambiental , Abastecimento de Alimentos , Monoterpenos , Micotoxicose
5.
Acta toxicol. argent ; 24(2): 128-133, set. 2016. ilus, tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-837860

RESUMO

Se presentan dos casos clínicos de intoxicación por A. lilloi, hongos silvestres, que fueron recolectados por quienes los consumieron. Ambas pacientes desarrollaron sintomatología digestiva y evolucionaron a la falla hepática. La consulta tardía retrasó el diagnóstico y el tratamiento, pero igualmente la evolución de ambas pacientes fue favorable.


Two clinical cases of poisoning A. lilloi, wild mushrooms, which were collected by those who consumed themdebe, are presented. Both patients developed gastrointestinal symptoms and progressed to liver failure. The late consultation delayed diagnosis and treatment, but nevertheless the evolution of both patients was favorable.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Micotoxicose/epidemiologia , Micotoxinas/envenenamento , Amanita , Falência Hepática/terapia , Micotoxinas/metabolismo , Uruguai/epidemiologia
6.
Rev. med. interna Guatem ; 20(1): [1-8], ene.-mar. 2016. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-986291

RESUMO

La intoxicación por hongos, especialmente con fines alimenticios, es un importante problema terapéutico. El hongo Chlorophyllum molybdites, es uno de los principales agentes causantes de intoxicación en países Latinoameri-canos, debido a su similitud con el hongo Agaricus comestible. Se presentan dos casos de intoxicación por Chlorophyllum molybdites los cuales fueron ingeridos y posteriormente desarrollaron manifes-taciones clínicas. Se presenta con su revisión bibliográfica centrada en las diferentes opciones terapéuticas...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Pessoa de Meia-Idade , Micotoxicose/tratamento farmacológico , Intoxicação Alimentar por Cogumelos/prevenção & controle , Doenças Transmitidas por Alimentos/etiologia , Agaricales/classificação , Guatemala
7.
Med. leg. Costa Rica ; 33(1): 96-102, ene.-mar. 2016. ilus
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-782668

RESUMO

A pesar de ser una patología rara la intoxicación por hongos puede llegar a ser potencialmente mortal, principalmente si se habla del Amanita phalloides, el cual contiene toxinas capaces de producir alteraciones gastrointestinales y falla hepática aguda. La amatoxina, uno de sus componentes es letal a dosis de 0.1 mg/kg y el manejo posterior a su ingesta no cuenta con pautas claramente establecidas, el mismo va a depender del tiempo que haya transcurrido desde la ingesta del hongo y puede llegar a ser tan invasivo como un trasplante hepático.


Despite it is a rare disease, the fungus poisoning can be lethal, mainly if it is with Amanita phalloides. This fungus have toxins that produce gastrointestinal alterations and acute liver failure. The amatoxin is one of its main components, its letal dosis is 0,1mg/kg and it doesn't have a established treatment, the outcome depends of the elapsed time between the ingest of the fungus and the medical treatment, which can be even a liver transplant.


Assuntos
Humanos , Agaricus phalloides , Falência Hepática , Micotoxicose
8.
Pesqui. vet. bras ; 35(5): 451-455, May 2015. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-759375

RESUMO

A fumonisina B1 (FB1) é um metabólito secundário produzido principalmente por Fusarium verticilioides em diversos tipos de alimentos, principalmente o milho, o qual constitui a base para composição de rações para várias espécies de animais domésticos. A FB1é particularmente tóxica para suínos, cujas manifestações clínicas são evidentes em animais expostos a altas concentrações de FB1 na ração (em geral, acima de 30mg/kg). No entanto, são escassos os estudos sobre os efeitos da FB1em suínos alimentados com rações contendo baixas concentrações de fumonisinas, as quais são mais prováveis de serem encontradas em condições de campo. O objetivo do estudo foi avaliar os efeitos da exposição de leitões a baixos níveis de FB1 na ração, durante 28 dias, sobre o ganho de peso, consumo de ração, peso relativo de órgãos e aspectos histológicos do baço, fígado, pulmões, rins e coração. Vinte e quatro leitões foram distribuídos em 4 grupos experimentais e alimentados com rações contendo 0mg (controle), 3,0mg, 6,0mg ou 9,0mg FB1/kg de ração. As diferentes dietas não afetaram (P>0,05) o ganho de peso e nem o peso relativo dos órgãos analisados. Não foram constatadas lesões macroscópicas ou histopatológicas no baço, fígado, rins e coração. No entanto, foram observadas lesões histopatológicas nos pulmões de todos os suínos alimentados com rações contaminadas com fumonisinas, indicando que nenhum dos níveis de FB1 usados no experimento poderia ser considerado como seguro para suínos. São necessários novos estudos sobre os mecanismos de ação tóxica da FB1 em suínos, sobretudo em condições de exposição prolongada a baixos níveis de contaminação na ração.


Fumonisin B1 (FB1) is a secondary metabolite produced mainly by Fusarium verticilioides in several types of foods, particularly corn, which is the basis for composition of feed for several domestic animals. FB1 is particularly toxic to pigs, being the clinical manifestations evident in animals exposed to high concentrations of FB1 in the diet (generally above 30mg/kg). However, there are few studies on the effects of FB1 on pigs fed rations containing low concentrations of fumonisin, which are most probably found under field conditions. The aim of the study was to evaluate the effects of a 28-day exposure of piglets to low levels of FB1 in the feed on the weight gain, feed consumption, organ weights and histological aspects of the spleen, liver, lungs, kidneys and heart. Twenty-four pigs were assigned into 4 experimental groups and fed diets containing 0mg (control), 3.0mg, 6.0mg or 9.0mg FB1/kg diet. The different diets did not affect (P>0.05) the weight gain or the weight of organs examined. There were no macroscopic or histological lesions in the spleen, liver, kidneys and heart. However, histological lesions were found in the lungs from all animals fed rations containing fumonisin, hence indicating that none of the FB1 levels used in the experiment could be considered as safe for piglets. Further studies on the mechanisms of toxic action of FB1 in pigs are needed, particularly under conditions of prolonged exposure to low contamination levels in the diet.


Assuntos
Animais , Fumonisinas/análise , Fumonisinas/toxicidade , Ração Animal/toxicidade , Ração Animal , Ganho de Peso , Zea mays/toxicidade , Edema Pulmonar/veterinária , Esfingolipídeos/biossíntese , Esfingolipídeos/efeitos adversos , Micotoxicose/veterinária , Pulmão/fisiopatologia
9.
Pesqui. vet. bras ; 35(1): 23-28, 01/2015. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-746555

RESUMO

A qualidade da dieta ofertada às vacas em lactação é uma preocupação dos agentes de saúde devido à possibilidade da detecção de micotoxinas prejudiciais a saúde humana e animal. Os objetivos do trabalho foram avaliar o perfil da micobiota, determinar a atividade de água (Aa) e a ocorrência natural de aflatoxina B1 (AFB1) em dietas ofertadas a vacas em lactação de fazendas leiteiras no estado de São Paulo, Brasil. As amostragens das dietas foram realizadas diretamente dos cochos de lote de 15 vacas, em dois dias consecutivos com intervalos de 24h e a cada 15 dias, perfazendo um período de 45 dias de amostragens por fazenda. A purificação e determinação de AFB1 foram realizadas em colunas de imunoafinidade e Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). O estudo da micobiota presente nas amostras das dietas (288) revelou que as leveduras foram predominantes em todas as dietas (83,97 a 99,98%). Foram isolados 15 gêneros de fungos filamentosos, com os gêneros Aspergillus spp (20,09%), Fusarium spp (14,16%) e Penicillium spp (11,48%) os mais prevalentes. As contagens de Unidades Formadoras de Colônias por grama de alimento (UFC. g-1) variaram de 102 a 1011. A atividade de água das amostras variou entre 0,91 a 0,98. Foi detectada a presença de AFB1 em 31,44% das amostras com teores entre 1,68 a 194,51μg.kg-1. Medidas de boas práticas de produção, estocagem e utilização devem ser tomadas para diminuir a ocorrência de AFB1 nas dietas ofertadas às vacas em lactação...


The quality of the diet offered to lactating cows is a concern to health officials the possibility of detecting mycotoxins harmful to human and animal health. The objectives were to evaluate the profile of mycoflora, determine the water activity (Aw) and the natural occurrence of aflatoxin B1 (AFB1) in diets offered to lactating cows from dairy farms in the state of São Paulo, Brazil. Samples of the diets were taken directly from the troughs batch of 15 cows, on two consecutive days at intervals of 24 hours and every 15 days with a period of 45 sampling days per farm. Purification and determination of AFB1 were performed on immunoaffinity columns and High Performance Liquid Chromatography (HPLC). The study of mycobiota present in samples of diets (288) revealed that yeast cells were predominant in all diets (83.97 to 99.98%). 15 genera were isolated from filamentous fungi, with Aspergillus spp (20.09%), Fusarium spp. (14.16%) and Penicillium spp. (11.48%) the most prevalent. The counts of colony forming units per gram of food (UFC.g-1) ranged from 102 a1011. The water activity of the samples ranged from 0.91 to 0.98. We have detected the presence of AFB1 in 31.44% of samples with levels between 1.68 a 194.51μg.kg-1. Measures of good production, storage and use should be taken to reduce the occurrence of aflatoxin B1 in the diet offered to lactating cow...


Assuntos
Animais , Feminino , Bovinos , Aflatoxina B1/isolamento & purificação , Bovinos/microbiologia , Lactação , Micotoxicose/veterinária , Ração Animal/toxicidade , Cromatografia Líquida/veterinária , Microbiologia da Água
10.
Acta sci., Biol. sci ; 36(3): 333-341, jul.-set. 2014. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-848561

RESUMO

Fumonisins (FBs) are mycotoxins produced by Fusarium molds. Several works have shown contamination of maize by this toxin. Fumonisin B1 (FB-1) is found in greatest proportion (about 70%), resistant to several industrialization processes. In that context, the objective of this work was to analyze the effect of administering a diet contaminated with FB- 1 on the morphophysiology of the kidneys of 21-day old male Wistar rats. The animals were divided into 2 groups: G0 (with animals receiving feed free of FBs) and G6 (6mg of FB1 kg-1 of feed). The diet was administered during 42 days. After that period, the animals were placed in metabolic cages for urine collection, blood was collected for analysis of plasma creatinine, and the kidneys were fixed and stained with Masson's trichrome. We observed that FB1 administration did not affect feed intake, body weight gain and animal growth. The normal levels of plasma creatinine suggest that the toxin did not lead to glomerular lesion. There was also no change in water intake, osmolarity and excretion of sodium in urine. However, there was a significant increase in urine volume and potassium excretion in urine, with mild tubulointerstitial changes in the outer cortex for the group receiving the mycotoxin.


Fumonisinas (FBs) são micotoxinas produzidas por fungos do gênero Fusarium. Diversos trabalhos demonstraram a contaminação do milho por essa toxina. A fumonisina B1 (FB-1) é encontrada em maior proporção (cerca de 70%), sendo resistente a vários processos de industrialização. De acordo com este contexto, o trabalho em foco teve como objetivo analisar o efeito da administração de dieta contaminada com FB-1 sobre a morfofisiologia renal de ratos Wistar machos, com 21 dias de idade. Os animais foram divididos em 2 grupos: G0 (ração isenta de FBs) e G6 (alimentados com 6mg de FB1 kg-1 de ração). A dieta foi administrada por 42 dias. Após esse período, os animais foram colocados em gaiolas metabólicas para coleta da urina, o sangue foi coletado para análise da creatinina plasmática, e os rins fixados e corados pelo Tricrômico de Masson. Observou-se que a administração de FB1 não afetou o consumo de ração, o ganho de peso e crescimento dos animais. A normalidade nos níveis da creatinina plasmática sugere que a toxina não induziu lesão glomerular. Não houve alteração na quantidade de água ingerida, na osmolaridade e na excreção urinária do sódio. No entanto houve aumento significativo no volume urinário e na excreção urinária do potássio e presença de alterações tubulointersticiais de intensidade leve no córtex externo, no grupo que recebeu a micotoxina.


Assuntos
Ratos , Rim/anatomia & histologia , Micotoxicose , Nefrite Intersticial , Nefrotomia
11.
Braz. j. microbiol ; 41(2): 345-348, Apr.-June 2010. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-545340

RESUMO

Aflatoxins are mycotoxins that have important toxic effects on human and animal health, even if consumed at low doses. The oral administration of piperine (1.12 mg/kg) during 23 days in rats seemingly interfered with the toxicity of aflatoxins, decreasing hepatic injuries and the leukocyte depletion in experimentally intoxicated animals.


Assuntos
Animais , Ratos , Aflatoxinas/isolamento & purificação , Aflatoxinas/toxicidade , Micotoxicose , Micotoxinas , Piperidinas/isolamento & purificação , Piperidinas/toxicidade , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Métodos , Ratos , Técnicas
12.
Pesqui. vet. bras ; 30(5): 418-422, maio 2010. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-554291

RESUMO

Um surto de aflatoxicose crônica é relatado em bezerros de raça leiteira. Quarenta bezerros holandeses machos de quatro meses de idade e aproximadamente 100kg eram mantidos em gaiolas individuais de 1,5 x 1,5m e alimentados com uma ração constituída por feno de alfafa, milho quebrado e substituto de leite. Seis bezerros (15 por cento) morreram após apresentar uma doença caracterizada por mau desenvolvimento geral, diarreia, pelagem áspera, dor abdominal, tenesmo, prolapso de reto e bruxismo. Alguns bezerros "deitavam e rolavam" no chão da gaiola. A duração do curso clínico, segundo observado pelos proprietários, foi de 2-3 dias; muitos terneiros desse lote que não morreram permaneceram pouco desenvolvidos. Três bezerros foram necropsiados. Os achados de necropsia incluíam fígado firme e castanho-claro, marcados hidrotórax e ascite, e edema do mesentério, mesocólon e das dobras da mucosa do abomaso. Os principais achados histopatológicos estavam restritos ao fígado e consistiam de fibrose, moderada megalocitose, hiperplasia de ductos biliares e lesão veno-oclusiva. A procura por contaminação de Senecio spp. no feno de alfafa resultou negativa. A análise do milho do alimento dos bezerros por cromatografia de camada delgada revelou 5.136ppb de aflatoxina B1. O diagnóstico de aflatoxicose foi feito baseado nos sinais clínicos e patologia característicos, na ausência de Senecio spp. na alimentação dos terneiros e na presença de altos níveis de aflatoxina no milho da alimentação dos bezerros.


An outbreak of chronic aflatoxicosis is reported in dairy calves. Forty 4-month-old male Holstein calves of approximately 100kg were kept in individual cages of 1.5 x 1.5m and were fed a ration constituted by alfalfa hay, broken corn and milk substitute. Six calves (15 percent) died after presenting a disease characterized by general unthriftiness, diarrhea, rough hair coats, abdominal pain, prolapsed rectum, grinding of teeth, and lying down and rolling. The clinical course, as observed by the owners, was 2-3 days; however many calves in this lot that did not die, remained underdeveloped. Three calves were necropsied. Necropsy findings included firm, light tan livers and marked hydrothorax, ascites and edema of the mesentery, mesocolon and of the mucosal folds of the abomasum. Main histopathological changes were restricted to the liver and consisted of fibrosis, moderate megalocytosis, biliary duct hyperplasia and veno-occlusive disease. The search for Senecio spp. contamination in the alfalfa hay resulted negative. The analysis by thin layer chromatography of the corn fed to calves revealed 5,136 ppb of aflatoxin B1. A diagnosis of aflatoxicosis was made based on the characteristic clinical signs and pathology, on the absence of Senecio spp. in the food and on the presence of high levels of aflatoxin in the corn fed to the calves.


Assuntos
Animais , Masculino , Bovinos , Aflatoxinas/envenenamento , Aspergillus/patogenicidade , Ração Animal/toxicidade , Hepatopatias/veterinária , Micotoxicose/veterinária
13.
Rev. Inst. Adolfo Lutz ; 68(1): 91-95, jan.-abr. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-542101

RESUMO

A avaliação da qualidade microbiológica de produtos armazenados, utilizados como plantas medicinais, é fundamental para garantir a segurança alimentar, em função do potencial micotoxigênico apresentado por algumas espécies de fungos. No presente trabalho foram realizados o isolamento, a quantificação e a identificação de fungos potencialmente produtores de micotoxinas em amostras de chás de camomila (Chamomilla recutita L.), erva-doce (Pimpinella anisum L.) e erva-mate (Ilex paraguariensis St.-Hil.), adquiridas em estabelecimentos comerciais da cidade de Curitiba, PR, Brasil. As amostras foram analisadas nas formas de infusão fria, de infusão tradicional e de cocção. Não houve diferenças significativas nos valores de UFC/g nas amostras de camomila, erva-mate e erva-doce analisadas na forma de infusão. Foram observadas diferenças significativas em amostras de camomila e erva-doce em forma de infusão fria em relação às demais formas de processamento de amostras, contudo essas não foram evidentes nas amostras de erva-mate. Os principais gêneros de fungos isolados das amostras analisadas foram Aspergillus sp (35,9%); Penicillium sp (9,4%); Fusarium sp (0,21%); Rhizopus sp (11,5%), Ulocladium sp (18,4%) e Mycelia sterilia (6,84%). Entre os fungos potencialmente toxigênicos, o Aspergillus sp foi o mais frequente nos três tipos de chás, seguido de Penicillium sp e Fusarium sp. Considerando que os fungos com potencial micotoxigênico persistem mesmo após a infusão ou cocção, recomenda-se que estratégias sejam desenvolvidas para garantir a qualidade e a segurança alimentar dos produtos consumidos pela população.


Assuntos
Chá , Ilex paraguariensis , Matricaria , Micotoxicose , Micotoxinas , Pimpinella
14.
Horiz. méd. (Impresa) ; 8(2): 48-52, dic. 2008. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, LIPECS | ID: lil-677730

RESUMO

Objetivo: Las micotoxinas son un problema de salud pública a nivel mundial, como ejemplo las aflatoxinas y las ocratoxinas son carcinogénicas y tóxicas respectivamente a nivel de partes por billon "ppb", la comunidad europea ha impuesto límites permisibles para la concentración de ocratoxina presente en alimentos, el objetivo del presente trabajo es evaluar la confiabilidad de una prueba barata y eficaz "ELISA" en la medición de la ocratoxina en Capsicun annuum. Material y Método: En este trabajo se evaluó el parámetro principal de confibilidad del ELISA Veratox Neogen y el ELISA kit R-Biopharm utilizando la T de Student y los índices de correlación entre los ELISA y el método referencial HPLC. Resultados: El resultado de la T de Student fue t0,05(2)(18)=0,86tabla=2,101 y los coeficientes de correlación entre los ELISAS y el HPL fueron 0.91 y 0.8 para el kit Veratox Neogen y el kit Biopharm. Conclusión: La mejor correlación del ELISA respecto al método referencial HPLC fue usando el kit "Veratox" Neogen con un valor de 0.91.


Objective: Mycotoxins are important in public health, especially aflatoxin and ochratoxin because they are very toxic at the level of parts per billion "ppb". The objective of this study is to evaluate an inexpensive and reliabe method, "ELISA" to measure the level of ochratoxin and compare it with the referencial method "High Performance Liquid Chromatography-HPLC". Material and Methods: We evaluated the data showed by the ELISA method using the Veratox and R- Biopharm Kits and HPLC using the Student's t-test and the coefficients of correlation between ELISA and HPLC. Results: The Student's t-test was t0, 05 (2) (18) = 0.86 table = 2.101 the coefficients of correlation between the ELISA and HPL were 0.91 and 0.8 using the Veratox Neogen and R-Biopharm kits respectively. Conclusion: The best coeffient of correlation between the referencial method HPLC and ELISA was 0.91 using the Veratox "Neogen kit.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Aflatoxinas , Cromatografia Líquida de Alta Pressão , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Micotoxicose , Micotoxinas , Ocratoxinas
15.
J. bras. patol. med. lab ; 43(3): 175-180, maio-jun. 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-460969

RESUMO

Atualmente, as micotoxinas representam um risco de contaminação ambiental, acarretando sérios prejuízos à saúde humana. Essas toxinas podem estar presentes em diferentes tipos de alimentos, que constituem a principal fonte de exposição para o homem. As exposições podem ser monitoradas através do uso de biomarcadores, que elucidam a relação causa/efeito e dose/efeito na avaliação de risco à saúde para fins de diagnóstico clínico e laboratorial. Realizou-se uma revisão bibliográfica do período de 1981-2005, no MEDLINE, sobre utilização e propostas de biomarcadores para a exposição a aflatoxinas, fumonisinas, desoxinivalenol e ocratoxina A. Os possíveis biomarcadores para avaliar a exposição humana às aflatoxinas foram os metabólitos urinários de aflatoxina B1, como aflatoxina M1, aflatoxina P1, aflatoxina Q1, aflatoxina livre em soro ou plasma, os adutos de AFB-N7-guanina, os adutos de albumina ou mutação no gene supressor de tumor p53, presentes em fluidos biológicos. Para as fumonisinas, os biomarcadores foram os níveis de fumonisina B1 e fumonisina B2 livres, ou de esfinganina e esfingosina em sangue e urina. O desoxinivalenol tem como biomarcadores de exposição os produtos de seu metabolismo e adutos macromoleculares (proteína/DNA) presentes nos fluidos biológicos. Para a exposição à ocratoxina A (OA) os biomarcadores se restringem à quantificação da própria toxina nos fluidos biológicos. A avaliação da exposição às micotoxinas constitui um importante aspecto para a saúde pública, tendo em vista a possibilidade de prevenir ou minimizar a incidência de doenças decorrentes da sua interação com o organismo.


Currently, mycotoxins represent a risk of environmental contamination, causing serious damages to human health. Those toxins can be found in different kinds of foods, and they constitute the main source of human exposure. The evaluation of such exposures can be monitored through the use of biomarkers, which elucidates the cause/effect and dose/effect relation in the evaluation of health risks for clinical and laboratory diagnostic purposes. The MEDLINE review about the use of biomarkers for assessment of aflatoxins, fumonisins, deoxynivalenol and ochratoxin A was carried out from 1981 to 2005. The biomarkers for assessment of human exposure to aflatoxins were the urinary metabolites of aflatoxin B1: aflatoxin M1, aflatoxin P1, aflatoxin Q1, the free aflatoxin in serum or plasma, the AFB-N7-guanine adducts and the albumin adducts or mutation in the tumour suppressor gene p53 present in human biological fluids. As far as fumonisins are concerned, levels of free fumonisin B1 and fumonisin B2, or levels of sphinganine and sphingosin, were quantified in blood and urine. As exposure biomarkers, deoxynivalenol has its own metabolism products and adducts (protein/DNA) present in human fluids. As to ochratoxin A exposure, we measure it in biological fluids, once it enables us to prevent or minimize the incidence of deaths or illnesses provoked by chemical exposure.


Assuntos
Humanos , Exposição Ambiental , Biomarcadores , Micotoxicose/diagnóstico , Micotoxinas/toxicidade , Micotoxinas/sangue , Micotoxinas/urina
17.
Rev. bras. anal. clin ; 39(3): 193-196, 2007. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-501848

RESUMO

Doenças veiculadas por alimentos representam um importante problema de saúde pública, acometendo principalmente crianças, idosos e imunocomprometidos. Embora a contaminação alimentar possa ter várias origens, a inadequada manipulação dosalimentos durante seu processamento e distribuição é uma das principais causas de disseminação destas enfermidades. Infecções fúngicas ungueais podem favorecer a instalação de bactérias responsáveis por intoxicações alimentares. Objetivamos demonstrarespécies fúngicas isoladas em unhas de 50 manipuladores de alimentos com idades entre 20-50 anos. Foram realizados exames diretos com KOH 30% e culturas em Sabouraud-cloranfenicol. Leveduras foram identificadas em CHROMagar® Candida, microcultivos em lâmina e provas bioquímicas. Houve isolamento de Candida sp. a partir de 30 amostras, sendo C. parapsilosis em 33.3%, C. albicans em 13.3%, C. tropicalis em 13.3%, C. glabrata em 13.3%, C. pulcherrima em 6.6%, C. famata em 3.3% e C. guilliermondii em 3.3% dos casos. Em 14% dos casos positivos ao exame direto, não houve crescimento de colônias de leveduras em cultura. Não foram observados fungos filamentosos. É importante a identificação de agentes causadores de onicomicoses em unhas de manipuladores, visando a diminuição de infecções propagadas por alimentos contaminados, contribuindo com ações de vigilância sanitária


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Candida , Transmissão de Doença Infecciosa , Contaminação de Alimentos , Manipulação de Alimentos , Vigilância Sanitária , Micoses , Micotoxicose , Onicomicose
18.
Cienc. Trab ; 8(22): 154-158, oct.-dic. 2006.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-471380

RESUMO

La contaminación con Micotoxinas puede ocurrir en el cultivo, cosecha, almacenaje, incluso en el alimento producido. Las Micotoxinas son compuestos altamente estables que pueden producir diversos cuadros en animales y en el ser humano. En las aves, las Micotoxinas más importantes son Aflatoxina, Ocratoxina, Toxina T-2, Diacetoxiscirpenol (DAS), Fumoninisina, Citrinina y Ácido Ciclopiazónico. Entre los mecanismos de prevención de la producción de las Micotoxinas —que comienzan con la eliminación o disminución del crecimiento de hongos—, resalta que en el almacenaje se recomienda utilizar inhibidores de hongos, y uso de agentes secuestrantes o absorbentes de Micotoxinas.


Assuntos
Animais , Doenças das Aves , Contaminação de Alimentos/prevenção & controle , Fungos/patogenicidade , Micotoxicose/veterinária , Micotoxinas/efeitos adversos , Aves/imunologia , Zea mays/parasitologia
19.
Rev. bras. ciênc. vet ; 13(2): 102-105, maio-ago. 2006. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-523708

RESUMO

Alterações leucocitárias provocadas pela administração única de baixa dose de ocratoxina A foram avaliadas em 120 pintos deum dia da linhagem comercial de corte Hiyeld/Rezende. Os animais foram separados em três grupos experimentais: grupo 1(n=40) sem tratamento; grupo 2 (n=40) tratado com 40mg/Kg ocratoxina A e grupo 3 (n=40) tratado com solução salinatamponada. As amostras de sangue foram obtidas e analisadas no dia da aplicação, aos sete, 14 e 21 dias de vida. Foiobservada uma redução significativa (p<0,01) de leucócitos mononucleares (linfócitos e monócitos) nas aves tratadas comocratoxina A, caracterizando toxidez aguda decorrente da exposição à baixa dose da micotoxina em aves neonatas, após umaúnica exposição.


Leucocytes dysfunction caused by the administration of a single low dose of ochratoxin A (OTA) was evaluated in 120 one day oldchicks from broiler line HIYIELD/REZENDE. The study was carried out in three groups of animals: group 1 (n=40) with treatedanimals; group 2 (n=40) with animals treated with OTA and group 3 (n= 40), which received a phosphate buffered saline (PBS).Blood samples were obtained and analyzed in the same day of inoculation, and at seven, 14th and 21st days old. A significantreduction of mononuclear leukocytes was observed in the birds treated with OTA, suggesting an acute toxicity as a result of theexposure to a single low dose of OTA in neonatal chicks.


Assuntos
Animais , Leucócitos , Micotoxicose/veterinária , Ocratoxinas/administração & dosagem , Ocratoxinas/uso terapêutico , Aves Domésticas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA